Palestra na semana de formação

3.473 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.473
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.192
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra na semana de formação

  1. 1. EDUCANDO E CONVIVENDO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES:LIMITE E DISCIPLINASEM AGRESSIVIDADE JANET MARIZE VIVAN 1
  2. 2. LIMITE:Regras e normas construídas e estabelecidaspara determinar o que pode, o que não pode, o que deve e o que não deve ser feito por pessoas que convivem em um determinado espaço e tempo. Necessário para facilitar e organizar o convívio social de agrupamentos humanos. DISCIPLINA:Respeitar e fazer respeitar, fazer cumprir e cumprir as normas e regras estabelecidas para o bem comum a fim de alcançar os objetivos propostos. 2
  3. 3. COMO OS CUIDADORES, NO GERAL,ESTABELECEM E FAZEM CUMPRIR OS LIMITES E A DISCIPLINA? Num primeiro momento, a maioria usa o diálogo, a conversa, a explicação e o pedido, para tentar o convencimento. Se não houver convencimento, tendem a insistir, mandar e obrigar. Quando estas tentativas não dão certo: Alguns gritam, xingam e batem, Outros não, usam apenas de firmeza. 3
  4. 4. Xingar e bater são considerados agressividade física e psicológica ou MAUS-TRATOS Os cuidadores que utilizam agressividade física e psicológica são maldosos por natureza? 4
  5. 5. MAUS-TRATOS A palmada e o xingamento são inofensivos? São educativos?O que pensam e sentem crianças e adolescentes que são “educados” com palmadas e xingamentos? 5
  6. 6. NENHUMA FORMA DE EDUCAÇÃO É EFETIVA QUANDO GERA MAUS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS.PENSAMENTOS SENTIMENTOS COMPORTAMENTO EMOÇÕES AMBIENTE RELACIONAMENTOS INDIVÍDUO 6
  7. 7. CONSEQUÊNCIAS PARA AS CRIANÇAS EADOLESCENTES QUE SENTEM-SE MALTRATADOS SENTIMENTOS DE:  IRRITABILIDADE  INJUSTIÇA  VERGONHA  VINGANÇA  APATIA  CULPA  RAIVA  MEDO  ÓDIO 7
  8. 8. CONSEQUÊNCIAS PARA AS CRIANÇAS EADOLESCENTES QUE SENTEM-SE MALTRATADOS SENTIMENTOS DE:  DESCONFIANÇA  MENOS-VALIA  ANSIEDADE  ANGÚSTIA  TRISTEZA  DESPREZO  REVOLTA  RANCOR  MÁGOA 8
  9. 9. Estes sentimentos levam aos seguintes comportamentos:APÁTICOS / DEPRIMIDOS REBELDES / AGRESSIVOS 9
  10. 10. COMPORTAMENTOS REBELDES/AGRESSIVOS AGITAÇÃO MOTORA MENTIRAS /FURTOS FALTA DE RESPEITO HIPERVIGILÂNCIA COMPORTAMENTO OPOSITIVO COMPORTAMENTO DESTRUTIVO AGRESSÕES 10
  11. 11. COMPORTAMENTOS APÁTICOS/DEPRIMIDOS FALTA DE CONCENTRAÇÃO DESLEIXO CORPORAL AFASTAMENTO DESINTERESSE ISOLAMENTO ABATIMENTO CHORO FÁCIL DISTRAÇÃO 11
  12. 12. COMPORTAMENTOS MISTOS AUTO- FLAGELAÇÃO FUGA À FANTASIA REGRESSÃO ENCOPRESE ENURESE FALTAS 12
  13. 13. CONSEQUÊNCIAS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES QUE VIVENCIAMAGRESSIVIDADE NOS RELACIONAMENTOS COM OS CUIDADORES AUTO-ESTIMA BAIXA EXPULSÃO DE GRUPOS TRANSTORNOS DE CONDUTA REPETIÇÃO TRANSGERACIONAL DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DIFICULDADES DE RELACIONAMENTO DISCRIMINAÇÃO, PRECONCEITO, REJEIÇÃO COMPROMETIMENTO DO NÍVEL INTELECTUAL DISTÚRBIOS ALIMENTARES: ANOREXIA, BULIMIA TENDÊNCIA DE BUSCA POR DROGAS E SEXO INSEGURO DISTÚRBIOS DO SONO: SONOLÊNCIA, INSÔNIA, PESADELOS 13
  14. 14. CONSEQUÊNCIAS PARA CUIDADORES QUE USAM DE VIOLÊNCIA NA EDUCAÇÃO:  CRIANÇAS E ADOLESCENTES PERDEM A CONFIANÇA NESTES, DEIXAM DE FALAR SOBRE SEUS PROBLEMAS E A POSSIBILIDADE DE PODER REALMENTE ORIENTAR FICA PREJUDICADA. IMPEDE O DIÁLOGO (FALAR E OUVIR), ESTE SIM REALMENTE UMA FORMA EFETIVA DE EDUCAÇÃO. CUIDADORES TORNAM-SE FIGURAS  AUTORITÁRIAS E PERDEM A AUTORIDADE. DEIXAM DE SER RESPEITADOS E PASSAM A SER TEMIDOS. O MEDO ENSINA CRIANÇAS E ADOLESCENTES A OMITIR E MENTIR PARA LIVRAREM-SE DAS “BRONCAS”. 14
  15. 15. CONSEQUÊNCIAS PARA CUIDADORES QUE USAM DE VIOLÊNCIA NA EDUCAÇÃO:  CRIANÇAS E ADOLESCENTES PERDEM OU NÃO DESENVOLVEM A VONTADE DE COLABORAR E COOPERAR.  TENDEM A ALIAR-SE A PESSOAS DE FORA DA FAMÍLIA, QUE PODEM INFLUENCIÁ-LOS DE MANEIRA NEGATIVA. QUANDO CUIDADORES BATEM E GRITAM,  ENSINAM A RESOLVER TODOS OS CONFLITOSGRITANDO E BATENDO (DENTRO E FORA DE CASA). A CRIANÇA E O ADOLESCENTE DESRESPEITADO NÃO APRENDE A RESPEITAR, ASSIM QUE TIVER FORÇA E CAPACIDADE PODERÁ SE VOLTAR CONTRA QUEM O DESRESPEITOU. 15
  16. 16. POR QUE CUIDADORES MALTRATAM ? A VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE É UM FENÔMENO MULTICAUSAL: CULTURAL E HISTORICAMENTE OS CUIDADORES ACREDITAM NO AUTORITARISMO COMO FORMA DE EDUCAR, USAM A PALMADA E O XINGAMENTO COMO “RECURSOS PEDAGÓGICOS”. PORQUE APRENDERAM QUE ESTA É UMA FORMA E DESCONHECEM OUTRAS FORMAS DE EDUCAR. PORQUE NÃO SABEM CONSTRUIR AUTORIDADE, CONFUNDEM MEDO COM RESPEITO. TAMBÉM DESCONHECEM AS NECESSIDADES DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARA SEU PLENO DESENVOLVIMENTO. CUIDADORES DESCONHECEM AS CONSEQUÊNCIAS DOS MAUS- TRATOS NA VIDA DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES E EM SUAS PRÓPRIAS VIDAS. 16
  17. 17. POR QUE CUIDADORES MALTRATAM ? A VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE É UM FENÔMENO MULTICAUSAL: PORQUE ESTÃO CANSADOS, ESTRESSADOS, APRESSADOS, OCUPADOS, PRESSIONADOS PELAS EXIGÊNCIAS DA VIDA. POR FALTA DE PREPARO EMOCIONAL PARA SER CUIDADOR. BAIXO NÍVEL DE TOLERÂNCIA, NÃO SE DÃO CONTA DO AGIR X REAGIR. PORQUE CONFUNDEM PUNIR COM CORRIGIR. TAMBÉM PORQUE É MAIS FÁCIL – APARENTEMENTE RESOLVE AS SITUAÇÕES DE CONFLITO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES. OUTROS FATORES SÃO: DESESTRUTURA ECONÔMICA, SOCIAL E FAMILIAR, ABUSO DE DROGAS E ÁLCOOL E TRANSTORNOS MENTAIS. 17
  18. 18. QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS DESEJOS DOS CUIDADORES COM RELAÇÃO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES? QUE SEJAM SAUDÁVEIS, QUE SE DESENVOLVAM ADEQUADAMENTE, QUE TENHAM CAPACIDADE DE APRENDER, QUE TENHAM UMA VIDA AGRADÁVEL, QUE ACRESCENTEM ALEGRIA À FAMÍLIA, QUE RESPEITEM, COLABOREM, COOPEREM, QUE ENTENDAM, PARTICIPEM, TROQUEM, QUE O CONVÍVIO SEJA HARMONIOSO, QUE OS OUÇAM E COMPREENDAM, QUE FAÇAM O QUE DEVE SER FEITO E DEIXEM DE FAZER O QUE NÃO DEVEM. 18
  19. 19. CUIDADORES AUTORITÁRIOS =CRIANÇAS/ADOLESCENTES OBEDIENTES, DESOBEDIENTES OU APÁTICOSUSAM PODER E FORÇA.COSTUMAM MANDAR, COBRAR E PUNIR.CRIANÇAS E ADOLESCENTES OBEDIENTES NÃO AGEM DE FORMA ESPONTÂNEA.CRIANÇAS E ADOLESCENTES DESOBEDIENTES NÃO ACEITAM O AUTORITARISMO E SE OPÕEM CONSTANTEMENTE.CRIANÇAS E ADOLESCENTES APÁTICOS DESISTEM DE LUTAR POR SEUS DIREITOS.
  20. 20. CUIDADORES COMO FIGURA DE AUTORIDADE =CRIANÇAS/ADOLESCENTES CONSCIENTES UTILIZAM EXEMPLO PESSOAL , POSTURA, CONDUTA, FIRMEZA, CONSTÂNCIA, PERSISTÊNCIA, LIMITES, DISCIPLINA E RESPEITO. DIRECIONAM O COMPORTAMENTO DOS FILHOS. CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONSCIENTES INTERNALIZAM OS CONCEITOS ACIMA. TORNAM-SE ORGANIZADOS E RESPONSÁVEIS. APRENDEM QUE TODA AÇÃO TEM UMA CONSEQUÊNCIA. DESENVOLVEM CAPACIDADE DE GERIR SEU PRÓPRIO COMPORTAMENTO E FAZER ESCOLHAS MAIS ADEQUADAS. AMADURECEM MAIS CEDO.
  21. 21. RECURSOS EDUCACIONAIS INADEQUADOS AGRESSIVIDADE FÍSICA E PSICOLÓGICA FALTA DE CONSTÂNCIA E PERSISTÊNCIA FALTA DE VALORES MORAIS E ÉTICOS FALTA DE LIMITES E FIRMEZA COMPENSAÇÃO MATERIAL FALTA DE AFETIVIDADE FALTA DE DIÁLOGO FALTA DE EXEMPLO AUTORITARISMO 21
  22. 22. RECURSOS EDUCACIONAIS ADEQUADOS DIALOGAR, CONHECER O MUNDO INTERNO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES. (OUVI-LOS) RECONHECÊ-LOS. ELOGIÁ-LOS SEMPRE QUE POSSÍVEL. INCENTIVÁ-LOS, ENCORAJÁ-LOS. APOIÁ-LOS. SER PRESENTE, DAR ATENÇÃO. PARTICIPAR DE SEU MUNDO, MESMO O INFANTIL. FAZER SENTIREM-SE ACEITOS COMO SÃO E COM POSSIBILIDADES DE SEMPRE MELHORAR. 22
  23. 23. RECURSOS EDUCACIONAIS ADEQUADOS TRABALHAR NO AUTO CONHECIMENTO. NO AUTO DESENVOLVIMENTO. NO AUTO CONTROLE. DESENVOLVER A PACIÊNCIA E A TOLERÂNCIA. TER AUTO RESPEITO E RESPEITAR O OUTRO. DEMONSTRAR AFETO, CARINHO E ATENÇÃO. ESTABELECER LIMITES E FAZÊ-LOS CUMPRIR COM FIRMEZA E SEM VIOLÊNCIA. CORRIGÍ-LOS SEMPRE QUE NECESSÁRIO, COM FIRMEZA E SEM VIOLÊNCIA. 23
  24. 24. CUIDADO  FALTA DE LIMITES, SUPER PROTEÇÃO E COMPENSAÇÃO MATERIAL PARA AS AUSÊNCIAS E DEFICIÊNCIAS PARENTAIS, SÃO IGUALMENTE PREJUDICIAIS PARA OS FILHOS.  FORMAM CRIANÇAS E ADOLESCENTES TIRANOS. GERALMENTE, COM CARÁTER INAPROPRIADO: IMATUROS, INSEGUROS, ARROGANTES, IMPERTINENTES, INTOLERANTES E PREPOTENTES. POSSIVELMENTE NÃO TERÃO RESPEITO PARA COM NADA E PARA COM NENHUMA PESSOA, PRINCIPALMENTE PARA COM OS CUIDADORES QUE FORAM SUPER PROTETORES, NÃO ESTABELECERAM LIMITES, NÃO FORAM FIRMES E COMPENSARAM SUAS FALTAS MATERIALMENTE. 24
  25. 25. O QUE FAZER QUANDO O DIÁLOGO NÃO DÁ CONTA DA SITUAÇÃO?  CONDUÇÃO  CONTENÇÃO  AÇÕES REPARADORAS (CASTIGOS)  CONTENÇÃO EMOCIONAL  DISTRAÇÃO 25
  26. 26. MATURIDADE ALGUNS ADULTOS AFIRMAM QUE PALMADAS EXINGAMENTOS FORAM O QUE OS TORNARAM BOASPESSOAS. E QUE, SE TIVESSEM “APANHADO” MAIS, SERIAM AINDA MELHORES.MATURIDADE – COMPREENSÃO – PAPEL ASSUMIDOCRIANÇA E ADOLESCENTE – IMATUROS – REVOLTADESEJO DE VINGANÇA - ESCOLHAS INADEQUADAS E PREJUDICIAIS A TODA A FAMÍLIA. 26
  27. 27. TEMPERAMENTO X AMBIENTE ALGUNS CUIDADORES QUESTIONAM POR QUE OS FILHOS SÃO CRIADOS DA MESMA FORMA E FICAM TÃO DIFERENTES NO COMPORTAMENTO CADA INDIVÍDUO NASCE COM UM TEMPERAMENTO. O AMBIENTE FÍSICO INFLUENCIA O INDIVÍDUO. O AMBIENTE EMOCIONAL ESTRUTURA (OU NÃO) O INDIVÍDUO. OU SEJA, MESMO O TEMPERAMENTO MAIS DIFÍCIL PODE SER DIRIGIDO A COMPORTAMENTOS ADEQUADOS E POSITIVOS.
  28. 28. ATENÇÃO OS CUIDADORES DEVEM SER FIRMES, PERSISTENTES E CONSTANTES COM OS LIMITES.O PAI NÃO PODE DESAUTORIZAR A MÃE NA FRENTE DA CRIANÇA E VICE-VERSA.O CARINHO, AFETO E ATENÇÃO DEVEM SER PRESENTES TODOS OS DIAS NA VIDA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, BEM COMO OS LIMITES.O ELOGIO FAZ COM QUE ELES TENHAM VONTADE DE SEMPRE MELHORAR. O EXEMPLO EDUCA MAIS DO QUE PALAVRAS. 28
  29. 29. EDUCAÇÃO 29
  30. 30. FATORES QUE INFLUENCIAM O AMBIENTE EDUCACIONAL PROFESSOR: personalidade, humor, qualificação, motivação, disposição, perfil, saúde física e mental.ALUNO: personalidade, saúde física AMBIENTE: condiçõese emocional, estrutura familiar, estruturais e materiais, ambientecondições sócio-econômicas, de trabalho, relações humanas nomotivação para a aprendizagem, trabalho, definição de normas efase de desenvolvimento regras, formas de assegurarpsicossocial, influência dos grupos, normas e regras, formasálcool, drogas, problemas de adequadas de disciplinamento,relacionamento. apoio da direção, etc.A defasagem das metodologias de ensino para A remuneração, que não reflete ecom a realidade e velocidade das tecnologias não reconhece o valor desta classe,de informação, ou seja, crianças que já não base e pilar de toda a sociedade.aceitam a forma de ensino/aprendizagembaseada apenas na reprodução e cópia deconteúdo. 30
  31. 31. PAPEL DA FAMÍLIAPAPEL DA ESCOLA 31
  32. 32. SOCIEDADE ATUAL• Ambos os pais no mercado de trabalho,• Pressa, urgência, excesso de atividades,• Maiores necessidades materiais,• Necessidade de aprimoramento constante,• Maior oferta de interesses e distrações,• Vida sujeita a muitas pressões e demandas,• Adoecimento psíquico,• Desestrutura familiar,• Ambientes domésticos agressivos e não adequados ao desenvolvimento de crianças e adolescentes,• Menos tempo para educar e orientar,• Crianças e adolescentes soltos, sem orientação e direcionamento, sujeitos a influências negativas de muitas 32 fontes.
  33. 33. ONDE, PRIMEIRAMENTE, APARECEM OS EFEITOS NEGATIVOS DESTA ESTRUTURA SOCIAL? NAS ESCOLAS! PRIMEIRO ESPAÇO DE CONVÍVIO SOCIAL ORGANIZADO DEPOIS DA FAMÍLIA. É NESTE ESPAÇO QUE CRIANÇAS EADOLESCENTES MANIFESTAM SUAS DIFICULDADES. 33
  34. 34. COMO CHEGAM ÀS ESCOLAS CRIANÇAS EADOLESCENTES QUE VIVENCIAM SITUAÇÕES DE AGRESSIVIDADE NO LAR? CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM COMPORTAMENTOAGRESSIVO, DESTRUTIVO, OPOSITIVO, AGITADOS, SEM LIMITES, SEM DISCIPLINA E SEM EDUCAÇÃO (DESRESPEITOS0S). CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM DIFICULDADES DE CONCENTRAÇÃO, APRENDIZAGEM E RELACIONAMENTO. CRIANÇAS E ADOLESCENTES APÁTICOS, DEPRIMIDOS E DESMOTIVADOS PARA O ESTUDO. CRIANÇAS E ADOLESCENTES ENVOLVIDOS EM ATIVIDADES SEXUAIS PRECOCES. 34
  35. 35. MITO Deve-se repensar o mito de que crianças e adolescentesapresentam comportamentos inadequados porque têm uma natureza "difícil". O comportamento inadequado e diferente, aquele quedestoa e incomoda dentro da sala de aula, é, na verdade, umgrande pedido de ajuda. É a manifestação, no ambiente, de suas dores, angústias e conflitos internos. Por não saberem lidar com seu sofrimento, por nãosaberem ou poderem expressá-lo verbalmente, eles agem, atuam, fazem coisas, na intenção de tirar aquela dor de dentro deles. É um pedido de socorro!!!!!!! 35
  36. 36. LEMBRAR QUE: As agressões que ocorrem no ambiente educacional não são diretamente contra o professor. São contra asfiguras de autoridade negativas da vida deste aluno. São apenas projeções. Não são ofensas pessoais.A escola é uma das únicas possibilidades de resgate e de identificação positiva para a criança e adolescente que vem de uma sociedade e de um lar desestruturado, omisso, violento, permissivo, desregrado, mal tratante, com valores distorcidos e com exemplos negativos.  O professor pode ser a primeira e única figura deidentificação positiva que poderá ocasionar uma mudança de pensamento e de rumo, gerando escolhas mais adequadas e saudáveis, podendo fazer toda a diferença entre a saúde e a doença mental de seus alunos.
  37. 37. PAPEL DO PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO É IMPORTANTE OS EDUCADORES TEREM UM OLHAR MAISATENTO A ESTAS SITUAÇÕES E PROCURAR DESENVOLVER A CARACTERÍSTICA DA ESCUTA EMPÁTICA. OU, A INSTITUIÇÃO DE ENSINO, DISPONIBILIZAR ALGUÉM COM QUEM AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES POSSAM SE IDENTIFICAR E SENTIR CONFIANÇA PARA FALAR SOBRE SUAS DORES, PROBLEMAS, FRUSTRAÇÕES, MEDOS, INSEGURANÇAS, DÚVIDAS E CONFUSÕES. AO PODER FALAR, SER OUVIDA E COMPREENDIDA, A CRIANÇA E O ADOLESCENTE PASSA A ATUAR E REAGIR MENOS E SEU COMPORTAMENTO SE TORNA MAIS ADEQUADO. 37
  38. 38. LEMBRAR QUE:Quando o emocional de uma criança ou adolescente está bem, a aprendizagem se desenvolve naturalmente. A compreensão e a consciência são as melhores ferramentas para escolhermos com propriedade cadaatitude que precisamos ter para conduzir a educação de crianças e adolescentes.Professores estão em frente a muitos seres em condição especial de desenvolvimento, em formação. Sua responsabilidade é grande, mas o prazer de vê-los desabrochar, de ver suas qualidades internas florescer, também é imenso. 38
  39. 39. CONSTRUÇÃO DE UM BOM AMBIENTE EDUCACIONAL É importante ter autoridade, É importante ser firme sem ser agressivo, É importante ser constante e persistente, É importante ser justo, É importante auxiliar e/ou mediar os conflitos entre alunos, É importante ouvi-los em suas demandas, Não se deve prometer e não cumprir, ameaçar e esquecer, É importante corrigi-los com firmeza e sem agressividade, É importante reconhecê-los,É importante elogiá-los, encorajá-los, motivá-los e estimulá-los. “Não dá nada” é um pensamento que não pode criar raízes. 39
  40. 40. O QUE HÁ NOS VIDEO GAMESQUE TANTO ATRAI CRIANÇAS E ADOLESCENTES? • CURIOSIDADE, • MOVIMENTO, • EXPECTATIVA, • DESAFIO, • DESEJO DE SUPERAR, • PROVAR CAPACIDADE, • ATINGIR OBJETIVOS, • DINAMISMO,• EXERCITAR OUTROS PAPÉIS. • PROTAGONISMO 40
  41. 41. PODEMOS UTILIZAR ESTES MESMOS RECURSOS NAS AULAS • CURIOSIDADE, • MOVIMENTO, • EXPECTATIVA, • DESAFIO, • DESEJO DE SUPERAR, • PROVAR CAPACIDADE, • ATINGIR OBJETIVOS, • DINAMISMO,• EXERCITAR OUTROS PAPÉIS. • PROTAGONISMO 41
  42. 42. OUTROS FATORES DETERMINANTES PARA COMPORTAMENTOS INADEQUADOS NA ESCOLA• TDAH e outros transtornos neurológicos.• Alterações do processamento auditivo central e outras síndromes orgânicas (coreia).• Transtornos mentais (humor, personalidade, ansiedade).• Dificuldades psicológicas: separações, lutos, conflitos, etc.• Inadequações alimentares, de sono e de atividade física.• Uso excessivo e impróprio de aparelhos eletrônicos.• Pobreza de estímulos adequados, excesso de estímulos inadequados.• Repetição de comportamentos aprendidos.• Processos de aculturação. 42
  43. 43. EDUCADOR: UM SER ESPECIAL 43
  44. 44. A MUDANÇA COMEÇA POR NÓS! A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE SAUDÁVEL, GRATIFICANTE E RECOMPENSADOR COMEÇA POR NÓS. EM NOSSAS ATITUDES COTIDIANAS MAIS SIMPLES. EXERCENDO O RESPEITO PARA COM TODOS OS SERES QUE ENTRAM EM CONTATO CONOSCO. 44
  45. 45. O RESPEITO É O OPOSTO DA VIOLÊNCIA! 45
  46. 46. AGRADECENDO A ATENÇÃO DE TODOS, COLOCO-ME À DISPOSIÇÃO Janet Marize Vivan E-mail: jvivan@caxias.rs.gov.br www.livro-janet.blogspot.com 46

×