NR 32 – Segurança e saúde no
trabalho em serviços de saúde
Tem por finalidade estabelecer
diretrizes básicas para a
implem...
NR 26 – Sinalização de Segurança
• Determina as cores e serem observadas
na segurança do trabalho como forma
de prevenção ...
NR 23 – Proteção contra Incêndios
•
Todas as empresas devem possuir proteção
contra incêndio; saídas para retirada de
pess...
NR 23 – Proteção contra Incêndios
• Objectivo: chamar a atenção das pessoas,
de forma rápida e inequívoca, para as
situaçõ...
SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA
• A forma utilizada, a cor, o número e dimensão dos
sinais de segurança dependerão da importância...
Sinalização
A sinalização estimula e desenvolve a
atenção do trabalhador para os riscos a
que está exposto, permitindo-lhe...
Formação e Informação aos
Trabalhadores
• Antes de se aplicar a sinalização de segurança
os trabalhadores devem:
– Ser con...
Classificação dos Sinais de
Segurança
• Sinais de Perigo
Indicam situações de risco potencial de
acordo com o no sinal.
• ...
SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA
• FORMA GEOMÉTRICA
• OBRIGAÇÃO E PROIBIÇÃO
• PERIGO
• EMERGÊNCIA
• INDICAÇÃO
SIGNIFICADO
Perigo - Substâncias Inflamáveis
• Este sinal alerta para existência de substâncias
inflamáveis, devem ser colocados em ar...
Perigo - Substâncias Radioactivas
Este sinal deve estar sempre
presente em fontes de radiação
ionizantes, bem como nas zon...
Perigo - Radiações não-ionizantes
Este sinal deverá ser
colocado em qualquer local
onde existam radiações não-
ionizantes ...
Perigo – Risco Biológico
• Sempre que exista contacto com organismos vivos,
nomeadamente animais, ou detritos de organismo...
Sinais de Obrigatórios
Indicam comportamentos obrigatórios de
acordo com o pictograma inserido no
sinal.
• São utilizados ...
Sinais de Obrigatós
Protecção Obrigatória dos Olhos
Sempre que existam situações de risco que possam criar lesões
oculares e não existam siste...
Depois de Acidente de Trabalho
• 1o Passo – após o acidente, procure o serviço
medico do local, caso não tenha, vá para a
...
Depois de Acidente de Trabalho
• 2o Passo – comunique o ocorrido à chefia, ao
Departamento de Recursos Humanos/Pessoal, ao...
3o Passo – Afastamento com atestados
médicos
• – até 15 (quinze dias) – o Comunicado de
Acidente de Trabalho (CAT) deverá ...
3o Passo – Afastamento com
atestados médicos
• Denuncie se o ambiente de trabalho não
oferecer segurança e boas condições ...
3o Passo – Afastamento com
atestados médicos
• - A autoridade pública pode preencher
(São consideradas autoridades pública...
OBS.: SE A EMPRESA SE NEGAR A
PREENCHER O CAT?
• Para o preenchimento da CAT através do
Sindicato, o acidentado ou seu(s) ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nr 32 – segurança e saúde no trabalho

2.612 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nr 32 – segurança e saúde no trabalho

  1. 1. NR 32 – Segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde Tem por finalidade estabelecer diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção á segurança e a saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência á saúde em geral.
  2. 2. NR 26 – Sinalização de Segurança • Determina as cores e serem observadas na segurança do trabalho como forma de prevenção evitando a distração, confusão e fadiga do trabalhador, bem como cuidados especiais quanto a produtos e locais perigosos. • Recentemente essa norma foi revista, e já não oferece muito. Qualquer dúvida sobre o tema deve ser esclarecida com as normas estaduais e NBR’s.
  3. 3. NR 23 – Proteção contra Incêndios • Todas as empresas devem possuir proteção contra incêndio; saídas para retirada de pessoal em serviço e/ou público; pessoal treinado e equipamentos. Recentemente essa norma foi alterada e já não tem muito a oferecer. • Todas as questões relacionadas a incêndios devem ser resolvidas .
  4. 4. NR 23 – Proteção contra Incêndios • Objectivo: chamar a atenção das pessoas, de forma rápida e inequívoca, para as situações que, nos espaços onde elas se encontram, comportem riscos para a sua segurança.
  5. 5. SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA • A forma utilizada, a cor, o número e dimensão dos sinais de segurança dependerão da importância dos riscos, dos perigos existentes e da extensão da zona a cobrir. • Deverá existir em todos os locais de trabalho, qualquer que seja a atividade e nos locais públicos.
  6. 6. Sinalização A sinalização estimula e desenvolve a atenção do trabalhador para os riscos a que está exposto, permitindo-lhe ainda recordar as instruções e os procedimentos adequados em situações concretas
  7. 7. Formação e Informação aos Trabalhadores • Antes de se aplicar a sinalização de segurança os trabalhadores devem: – Ser consultados; – Ter acesso à informação; – Receber formação. É fundamental que o empregador se certifique que TODOS os trabalhadores compreendem o significado da sinalização. Alguns sinais implicam a adopção de novos comportamentos gerais e específicos
  8. 8. Classificação dos Sinais de Segurança • Sinais de Perigo Indicam situações de risco potencial de acordo com o no sinal. • São utilizados em instalação, acessos, aparelhos, instruções e procedimentos, etc. • Têm forma triangular, o contorno e pictograma a preto e o fundo amarelo.
  9. 9. SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA • FORMA GEOMÉTRICA • OBRIGAÇÃO E PROIBIÇÃO • PERIGO • EMERGÊNCIA • INDICAÇÃO SIGNIFICADO
  10. 10. Perigo - Substâncias Inflamáveis • Este sinal alerta para existência de substâncias inflamáveis, devem ser colocados em armazéns, armários e/ou reservatórios onde sejam armazenadas substâncias inflamáveis; • Estes sinais podem conter na sua base as seguintes inscrições: • Extremamente Inflamáveis - Substâncias cujo ponto de inflamação é extremamente baixo e cujo ponto de ebulição é baixo e substâncias e preparações gasosas que, à temperatura e pressão normais, são inflamáveis ao ar;
  11. 11. Perigo - Substâncias Radioactivas Este sinal deve estar sempre presente em fontes de radiação ionizantes, bem como nas zonas controladas e vigiadas onde existe a probabilidade de se ultrapassarem determinados limites de dose para os trabalhadores profissionalmente expostos
  12. 12. Perigo - Radiações não-ionizantes Este sinal deverá ser colocado em qualquer local onde existam radiações não- ionizantes ou componentes de equipamentos onde estas radiações estejam presentes, que possam constituir perigo de exposição para o indivíduo.
  13. 13. Perigo – Risco Biológico • Sempre que exista contacto com organismos vivos, nomeadamente animais, ou detritos de organismos vivos deve ser colocado este sinal. São exemplos destes locais: • Laboratório Clínicos; • Industrias alimentares; • Matadouros; • Clínicas veterinárias; • Laboratórios de investigação onde se manipulem organismos vivos; • Trabalho agrícola; • Instalações de tratamento de águas e esgotos; • Centrais de eliminação de tecidos e/ou órgãos animais;
  14. 14. Sinais de Obrigatórios Indicam comportamentos obrigatórios de acordo com o pictograma inserido no sinal. • São utilizados em instalação, acessos, aparelhos, instruções e procedimentos, etc. • Têm forma circular, fundo azul e pictograma a branco .
  15. 15. Sinais de Obrigatós
  16. 16. Protecção Obrigatória dos Olhos Sempre que existam situações de risco que possam criar lesões oculares e não existam sistemas de protecção colectiva eficazes, deve ser colocado este sinal. Consideram-se situações com capacidade de gerar lesão ocular as seguintes: •Projecção de partículas sólidas e/ou incandescentes; •Projecção de líquidos corrosivos e irritantes; •Emissão de radiações; •Trabalhos de soldadura Este sinal deve estar colocado sobre a porta de acesso a um a local de trabalho, na proximidade de uma determinada máquina ou processo de trabalho que possa originar lesões oculares
  17. 17. Depois de Acidente de Trabalho • 1o Passo – após o acidente, procure o serviço medico do local, caso não tenha, vá para a rede publica hospitalar emergencial ou outros serviços médicos adequados. Pegue o atestado medico com CID (Código Internacional de Doenças) e o laudo médico.
  18. 18. Depois de Acidente de Trabalho • 2o Passo – comunique o ocorrido à chefia, ao Departamento de Recursos Humanos/Pessoal, ao Departamento de Segurança e Trabalho, aos companheiros de trabalho, aos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), para fazer a investigação e avaliação e tomar as devidas providencias em relação ao acidente no prazo de 24 horas. Caso não tenha condições de locomoção, telefone e peça à família para avisar e tomar as devidas providências.
  19. 19. 3o Passo – Afastamento com atestados médicos • – até 15 (quinze dias) – o Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT) deverá ser registrado na Previdência Social, para prevenir eventual agravo da doença. • Afastamento com mais de 15 (quinze dias) – o CAT deverá ser registrado na previdência social, solicitar à empresa o preenchimento da declaração do ultimo dia trabalhado. • Importante: O trabalhador, após a alta da Previdência Social terá estabilidade no emprego pelo período de um ano.
  20. 20. 3o Passo – Afastamento com atestados médicos • Denuncie se o ambiente de trabalho não oferecer segurança e boas condições de higiene aos trabalhadores. • OBS.: SE A EMPRESA SE NEGAR A PREENCHER O CAT? • - O Sindicato pode preencher - O Medico pode preencher - O próprio acidentado ou seus dependentes podem preencher
  21. 21. 3o Passo – Afastamento com atestados médicos • - A autoridade pública pode preencher (São consideradas autoridades públicas para esta finalidade os magistrados em geral, os membros do Ministério Público e dos Serviços Jurídicos da União e dos Estados, os comandantes de unidades militares do Exército, Marinha, Aeronáutica, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar).
  22. 22. OBS.: SE A EMPRESA SE NEGAR A PREENCHER O CAT? • Para o preenchimento da CAT através do Sindicato, o acidentado ou seu(s) dependente(s) precisa(m) levar os seguintes documentos: • – Carteira profissional – Identidade – Cartão do PIS/PASEP ou cartão do trabalhador – Comprovante de residência – Atestado(s) Médico com 15 dias ou mais de afastamento, constando o CID (Código Internacional de Doenças) – Telefone de contato

×