Avaliação na concepção de d'ambrósio

292 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação na concepção de d'ambrósio

  1. 1. Acadêmicas: Camila Luciana Bomfim da Rocha Mariane Araujo de Vasconcelos UFT – Universidade Federal do Tocantins Avaliação na concepção de D’Ambrósio
  2. 2. Para que serve a avaliação?  Para D’Ambrósio a avaliação serve para que o professor verifique o que de sua mensagem foi passado, se seu objetivo de transmitir ideias foi atingido – transmissão de ideias e não a aceitação e a incorporação dessas ideias e muito menos treinamento.
  3. 3. Relatório-avalição  É um meio para que o indivíduo (aluno) reconheça seu próprio processo cognitivo e assim encaminhar adequadamente esse processo e também para que o professor avalie de como sua aula refletiu no aluno.
  4. 4. Regras do relatório-avaliação  Identificação do aluno, do professor, da disciplina, do tema da aula, data e número da aula;  Uma síntese do conteúdo da aula em espaço limitado;  Bibliografia e referências pertinentes não repetindo aquelas fornecidas pelo professor;  Comentários e sugestões sobre a aula, o tema e a disciplina.
  5. 5. Por que esse modelo de relatório- avaliação? A cada aula o aluno deve localizar o tema tratado, inseri- lo na disciplina, que constitui um trabalho continuado. Isso ajuda o aluno a, em cada aula, manter uma unidade de temas; Limitar o espaço é uma estratégia para desenvolver a capacidade de síntese; A oportunidade de o aluno se manifestar sobre os temas faz com que ele se sinta valorizado; Como o aluno está sentindo que suas expectativas com relação ao curso vêm sendo satisfeitas? O que poderia ser feito pelo professor para melhorar sua aula e sua apresentação? E muitas vezes saber que seu trabalho está satisfazendo é estimulante para o professor.
  6. 6. Referências  D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Educação matemática: da teoria à prática. São Paulo: Papirus, 1998. 4ª ed.

×