2 env cel

665 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
665
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 env cel

  1. 1. Ultra-estrUtUra e fUnções celUlares BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria  Envoltórios celulares ( proteção e transpor- tes – trocas entre os meios );  Organelas celulares ( funções vitais – Sín – teses e metabolismo energético )
  2. 2. envoltórios celUlares BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Conferem proteção e são importantes nos mecanismos de trocas entre os meios intra e extracelulares.
  3. 3. envoltórios celUlares BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Célula Eucarionte Animal Célula Eucarionte Vegetal Célula Procarionte
  4. 4. envoltórios celUlares BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria  Membrana Plasmática - presente em todos os tipos de células, composta por uma camada dupla (bica- mada) de Fosfolipídios.
  5. 5. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria São funções das membranas:  Definir o limite celular;  Separar o conteúdo interno da célula - CITOPLASMA – do ambiente externo;  Definir a composição do citoplasma ( entrada e saída de substâncias )
  6. 6. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Modelo de Singer e Nicholson = MOSAICO FLUIDO Integrais Periférica Proteínas Periféricas
  7. 7. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Modelo Mosaico Fluido HIDROFÓBICA filamentos dos fosfolipídios ( aversão pela água ) HIDROFÍLICA cabeça dos fosfolipídios ( afinidade pela água ). Bicamada Fosfolipídica – porção HIDROFÓBICA HIDROFÍLICA HIDROFÍLICA Água Água
  8. 8. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria PROTEÍNAS DA MEMBRANA Proteína Periférica Proteína Periférica Proteína Transmembrana Proteína Integral
  9. 9. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria PROTEÍNAS DA MEMBRANA  PROTEÍNAS PERIFÉRICAS: Não se encontram inseridas no interior hi- drofóbico da bicamada de fosfolipídios.  PROTEÍNAS INTEGRAIS: Estão inseridas na bicamada, sendo liberadas somente pela ação de reagen- tes que rompam as ligações hidrofóbicas (detergentes). Diversas são Transmem – brana e a maioria possui grupos de car – boidratos associados = glicoproteínas.
  10. 10. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria  PROTEÍNAS DE CANAL: Envolvidas com FILTRAÇÕES ( Difusão simples ).  PROTEÍNAS CARREADORAS: Envolvidas com o transporte de moléculas grandes ( difusão facilitada ). Proteínas de Canal Proteínas Carreadoras
  11. 11. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Glicoproteína Carboidratos Periférica Integral carreadora Integral de canal
  12. 12. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Propriedades  PERMEABILIDADE SELETIVA = permite a passagem de substâncias, selecionan – do o transporte conforme a necessidade da célula.  Seu Mosaico é fluido devido às interações fracas entre os grupos apolares da camada fosfolipídica.  Esta fluidez faz com que os lipídios e as proteínas girem em torno de seu eixo ou lateralmente no plano da membrana.
  13. 13. MeMbrana plasMática BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria PERMEABILIDADE SELETIVA
  14. 14. MEMBRANA PLASMÁTICA Gradiente de concentração BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Existe uma diferença de concentração entre as duas regiões. Existe um Gradiente de Concentração dentro da membrana.
  15. 15. Gradiente de concentração BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Ação do Gradiente O soluto tende a passar do meio mais concentrado para o meio menos concentrado. Estado de Equilíbrio Estado atingido pelo meio, em conse- qüência da ação do gradiente, onde a quantidade de soluto é proporcionalquantidade de soluto é proporcional à quantidade de solventeà quantidade de solvente. O solvente tende a passar do meio menos concentrado para o meio mais concentrado.
  16. 16. equilíbrio dinâMico BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Gradiente de Concentração A B ≠ B A A B = B A
  17. 17. equilíbrio dinâMico BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Gradiente de Concentração A ≠ B A = B MEMBRANA SEMIPERMEÁVEL Molécula de açúcar Molécula de água Solução em equilíbrio nos dois meios
  18. 18. envoltórios celulares BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria  Parede Celular – Presente em alguns Procariontes e nas cé- lulas vegetais, cuja composição pode ser: Celulose (carboidrato) -Vegetais, Quitina (proteína) – Fungos e Peptídioglicano (asso- ciação de peptídios e carbo- idratos) - Bactérias.
  19. 19. Parede celular BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Parede Celular Célula Vegetal Núcleo Celular Parede Celular Membrana Plasmática
  20. 20. Parede celular BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Membrana Plasmática Celulose Parede Celular
  21. 21. Parede celular BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria Molécula de celulose Célula Vegetal Parede Celular
  22. 22. Parede celular BIOLOGIA / 2008 Profª. Lourdes Maria  Confere proteção e sustentação ao tecido.  Inerte, não participa dos processos de trocas entre as células;  Rígida e firme, composta de celulose ( vegetais ), quitina ( fungos ) e peptídeoglicano ( bactérias );  As trocas ocorrem através de canais na Parede celular = Plasmodesmos;

×