Narrativa épica alguns conceitos

1.650 visualizações

Publicada em

épica, Camões, Renascimento, documentário Grandes Livros

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.650
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
724
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Narrativa épica alguns conceitos

  1. 1. Unidade 3: NARRATIVA ÉPICA alguns conceitos
  2. 2. A epopeia no Renascimento - p.181 Plural 9 O Renascimento é um movimento cultural iniciado em Itália, no século XIV, e que se estendeu por toda a Europa, nos séculos XV e XVI. Os humanistas interessaram-se pela Antiguidade nos seus múltiplos aspetos: literatura, arte, história, filosofia, ciência. Com os Descobrimentos desvendaram-se novos climas, paisagens, fauna, flora; conheceram-se outros povos, outros costumes, outras religiões; observaram-se fenómenos naturais até então desconhecidos; desenvolveram-se novas técnicas.
  3. 3. Abriram-se novos horizontes para a observação e experimentação, para o saber, para o espírito crítico. A conceção do Mundo e do Homem mudou em relação à época medieval. Deus deixa de ser o centro do Universo (teocentrismo) O centro de interesse fixa-se agora no Homem, na sua capacidade, na sua força natural, na sua obra individual ou coletiva.
  4. 4. Contexto em que surgem Os Lusíadas - alguns tópicosA epopeia era considerada, no Renascimento, a expressão máxima da poesia. A Eneida de Virgílio foi o modelo épico seguido por Luís de Camões. Grandes nomes da cultura nacional estimularam a criação de uma epopeia que prestigiasse a cultura portuguesa. O heroísmo dos navegantes prestava-se a que fossem comparados com os Heróis da Antiguidade.
  5. 5. Contexto em que surgem Os Lusíadas (cont.) A importância dos Descobrimentos tinha uma dimensão universal. O orgulho nacional era um forte estímulo ao aparecimento de uma epopeia portuguesa. A corte queria que o poema épico difundisse a ideia de que a política dos Descobrimentos se fundamentava na expansão da fé. Todos estes fatores – culturais, sociais e políticos – influenciaram a criação de Os Lusíadas.
  6. 6. Escola de Atenas, fresco de Rafael no Vaticano Para fazer a leitura da imagem, consultar http://www.slideshare.net/walnyvianna/escola-de-atenas
  7. 7. Biografia de Luís de Camões Lê a biografia do poeta (página 183, manual Plural 9). Verás que há muitos dados da vida de Camões que se desconhecem ou de que há poucas certezas. Sabe-se que esteve na Índia, porque há documentos que o comprovam, e que sofreu um naufrágio, porque ele próprio o diz em Os Lusíadas. Não é por acaso que a página biográfica de Camões tem tantos verbos e advérbios que evidenciam incerteza: terá nascido, possivelmente, admite-se, presume-se, parece.
  8. 8. Visualização de dois excertos do filme «Camões» Vê os excertos do filme Camões e faz a sua síntese. 1º excerto http://www.youtube.com/watch?v =4ToldDy8izc&feature=related 2º excerto http://www.youtube.com/watch?v =YHwqw1Fbcoc&feature=related
  9. 9. Síntese do 1º excerto A cena corresponde a um serão no paço de D. João III. Em ambiente palaciano, Camões é convidado a recitar um poema e escolhe o soneto "Amor é fogo que arde sem se ver". A uma dama que lhe pergunta se será necessário ela pedir também, responde, altivo, "Os poetas só obedecem a si mesmos". Durante a declamação do poema é evidente o poder de sedução do poeta sobre as mulheres, destacando-se a mítica D. Catarina de Ataíde (a Natércia, em anagrama).
  10. 10. Síntese do 2º excerto A cena situa-se em 1553. Camões parte para o Oriente onde permanece 15 anos. Sofre o naufrágio no rio Mecong (referenciado em Os Lusíadas, c. X, est. 127-128), onde perde a sua amada oriental, Dinamene, conseguindo salvar Os Lusíadas. Em 1572 está em Lisboa e publica Os Lusíadas, que passou na censura inquisitorial graças à intervenção de Frei Bartolomeu, que não deixa de dizer ao poeta que o livro contém "coisas perigosas", mas a cela onde o leu "ficou cheia de Portugal" e que, para entendê-lo, bastou ser português. Entretanto, no Malcozinhado, habitualmente frequentado por Camões, comenta-se, com ironia, os gastos da corte e da guerra, quando chega um amigo com a notícia da publicação de Os Lusíadas e da ida de Camões a Sintra ler a epopeia ao rei D. Sebastião. Segue-se a cena da leitura do final do poema.
  11. 11. VISIONAMENTO DE EPISÓDIO DA SÉRIE "GRANDES LIVROS" DA RTP2 Os Lusíadas é o 3.° episódio da série "Grandes Livros", que a RTP2 realizou. Tem a duração de 50 minutos e é narrado pelo ator Diogo Infante. Escolhe um excerto deste excelente documentário e faz o seu visionamento com tomada de breves notas, para, em seguido, apresentares a parte visionada. 1. http://www.youtube.com/watch?v=bezBEKvJXn4 2. http://www.youtube.com/watch?v=JDrXTZKmm-A 3. http://www.youtube.com/watch?v=dSTXpGmh49s 4. http://www.youtube.com/watch?v=m7whcfj7pq0 5. http://www.youtube.com/watch?v=P136_1vsJVA
  12. 12. 1. http://www.youtube.com/watch?v=bezBEKvJXn4 Os Lusíadas de Luiz Vaz de Camões. Parte 1 de 5 SÉRIE GRANDES LIVROS  A epopeia portuguesa, um símbolo nacional  Dados biográficos do poeta.  Publicado em 1572, Os Lusíadas é constituído por dez cantos, dez partes que narram os feitos históricos dos portugueses. Através da viagem marítima de Vasco da Gama para a Índia e das aventuras dos marinheiros nas Descobertas são entrelaçados os mitos, as figuras e os momentos que definem a História de Portugal.
  13. 13. • http://www.youtube.com/watch?v=JDrXTZKmm-A 2. OS LUSÍADAS de Luiz Vaz de Camões. Parte 2 de 5 SÉRIE GRANDES LIVROS “As armas e os barões assinalados” é um dos versos mais conhecidos da literatura portuguesa: linha de abertura da maior epopeia literária, a obra-prima de Luís Vaz de Camões, o grande poema português.  Estrutura de “Os Lusíadas”;  Os deuses;  O Amor.
  14. 14. 3. http://www.youtube.com/watch?v=dSTXpGmh49s  D. João III e a crise  Uma viagem, um percurso de vida  Chegada da armada a Calecut 4. http://www.youtube.com/watch?v=m7whcfj7pq0  Camões, 1553, Goa  Naufrágio ao largo do rio Mecong  Lisboa 1570 – instabilidade política  D. Sebastião sobe ao trono com 14 anos
  15. 15. 5. http://www.youtube.com/watch?v=P136_1vsJVA  1572 - Publicação de Os Lusíadas  1578 – D. Sebastião morre na batalha de Alcácer-Quibir  1580 – Morre Luís de Camões  Modernização da língua portuguesa;  Os Lusíadas no mundo.
  16. 16. Os Lusíadas versão completa – 50 minutos  http://www.youtube.com/watch?v=8eWUbtG3sUE

×