SlideShare uma empresa Scribd logo
1
para alimentação
e hábitos saudáveis
Do nascimento até os 2 anos de idade
Os 10 passos
2
3
Apresentação
Olá!
Neste material, você vai encontrar informações
importantes e muitas dicas para garantir uma
alimentação saudável para os bebês até os 2 anos de
idade.
Você sabia que é até os 2 anos que a criança adquire o
gosto por alimentos saudáveis que pode durar pela vida
toda?
Tudo começa bem se a criança só recebe leite materno
durante os seis primeiros meses de vida. Nesse período,
o leite materno é tão rico e completo que nem água
ou outro tipo de líquido deve ser oferecido. Só o peito!
Além disso, a amamentação fortalece o vínculo entre a
mãe e o bebê e promove o melhor desenvolvimento do
cérebro.
A partir do sexto mês, o bebê precisa receber outros
alimentos saudáveis. Todo alimento que nasce na
terra ou dá em árvores é saudável. Mas é importante
continuar amamentando a criança até os 2 anos de
idade.
E já começando por uma dica muito importante: durante
os dois primeiros anos de vida, nada de açúcar!
Queremos ver todas as crianças bem alimentadas,
saudáveis e desenvolvendo todo o seu potencial.
Um abraço,
Equipe do UNICEF no Brasil
4
Ficha Técnica
Realização
UNICEF
Fundo das Nações Unidas para a Infância
Representante do UNICEF no Brasil
Florence Bauer
Representante adjunta
do UNICEF no Brasil
Esperanza Vives
Chefe de Saúde e HIV/Aids do UNICEF no Brasil
Cristina Albuquerque
Chefe de Comunicação e Parcerias
do UNICEF no Brasil
Michael Klaus
Chefe do Território do Semiárido
do UNICEF no Brasil
Robert Gass
Chefe do Território da Amazônia
do UNICEF no Brasil
Anyoli Sanabria López
Coordenação geral
Cristina Albuquerque
Coordenação editorial
Cristina Albuquerque
Elisa Meirelles Reis
Paulo Henrique Alves
Produção de conteúdo
Márcia Vitolo
Projeto gráfico e diagramação
Via Design
Ilustrações
Bruno Anselmo
Adaptação para o digital
Mariana Cristina Zampieri
Escritório da Representante
do UNICEF no Brasil
SEPN 510, Bloco A - 2º andar
Brasília, DF - 70750-521
Caixa Postal: 08584 - CEP 70312-970
Telefone: (61) 3035 1900
brasilia@unicef.org
www.unicef.org.br
www.facebook.com/unicefbrasil
www.twitter.com/unicefbrasil
www.instagram.com/unicefbrasil
www.youtube.com/unicefbrasil
5
Amamentação
Só leite materno nos primeiros
seis meses.
Mensagem chave: O leite materno tem tudo de que o bebê precisa até os 6 meses.
Quando o bebê recebe só leite materno, não precisa consumir chá, sucos ou água.
O leite materno já contém a água que o bebê necessita, mesmo em locais muito quentes.
PASSO
1
DICA 1
Apontar a mama
para o nariz do
bebê. Assim, o bebê
vai abrir a boca
e mamar bem, sem
machucar o peito.
6
O leite materno é poderoso
DICA 3
Bebê dormindo ou com sono não
mama. Geralmente o bebê acorda
quando está com fome. Amamente
sem horários, sem marcar por
quanto tempo ele mama. Ele sabe!
DICA 4
A mãe que amamenta
é que precisa beber
muuuita água!!!!!!!!
DICA 2
Há várias posições
para amamentar.
A mãe pode
escolher a melhor
para ela e o bebê.
7
DICA 5
Durante a mamada, o leite
que sai primeiro tem mais
água e o que sai no final
sustenta mais.
DICA 6
Deixe o bebê mamar bastante
em cada mama e, se ele dormir,
na próxima mamada ele mama
no outro peito. Assim, o bebê
vai ficar mais satisfeito e
dormir mais.
Mensagem-chave: A criança que só mama no peito até o sexto mês cresce, tem
mais saúde, adoece menos e desenvolve melhor o cérebro.
8
DICA 2
O açúcar no chá ou em outro
líquido vai atrapalhar o
aleitamento materno e pode
deixar o bebê mais agitado.
DICA 3
O mel não pode
ser oferecido no
primeiro ano de
vida, pois pode
conter bactérias
perigosas para
o bebê. Após o
primeiro ano de
vida, deve ser
evitado, pois é
muito doce.
Não oferecer açúcarPASSO
2
O leite materno
tem vários sabores.
A alimentação saudável
da mãe durante a
amamentação ajuda
na formação dos
hábitos alimentares
da criança.
DICA 1
Não ofereça nada com açúcar,
mel ou melado ao bebê.
Nem um pouquinho!
9
DICA 4
As bactérias da
cárie adoram açúcar:
com açúcar, a
bactéria cresce, fica
forte e consegue
furar o dente. Por
isso, nada de
açúcar antes dos
2 anos!
Mensagem-chave: O bebê que experimenta açúcar nos primeiros dois anos vai ter
maior preferência por doces e alimentos não saudáveis por toda a vida.
DICA 5
Escove os dentes de
seu filho duas vezes
por dia. Uma dessas
vezes tem que ser
de noite, antes de
dormir.
10
Sexto mês de vida,
momento para
novos alimentos
Mensagem-chave:
Cuidar dos dentes do bebê
desde o início garante
dentes saudáveis e sorriso
lindo para toda a vida.
DICA 6
Pasta de dente é importante:
 Pode até usar a pasta com
flúor (pode ser a mesma
pasta da família).
 Quantidade de pasta com
flúor: tamanho de um
grão de arroz.
PASSO
3

11
Mensagem-chave:
A alimentação oferecida
ao bebê depois dos
6 meses deve ser
composta de arroz,
feijões, raízes, verduras,
legumes, carnes, ovo,
frutas. Mas é importante
continuar amamentando
a criança até os 2 anos.
DICA 1
A partir dos 6 meses, além de o leite materno,
oferecer uma fruta pela manhã, o almoço (legumes,
frango ou peixe ou carne) e outra fruta pela tarde.
DICA 2
A partir dos 7
meses, incluir o
jantar (legumes,
frango ou peixe
ou carne)
 
 

6º mês 7º mês
Lanche da manhã
fruta
Lanche da manhã
fruta
Lanche da tarde
fruta
Lanche da tarde
fruta
Almoço
ex.: arroz,
carne e cenoura
Almoço
ex.: batata,
peixe, couve
Jantar
ex.: arroz, abobrinha
e frango
12
Da alimentação de bebê para a
alimentação da família
Dos 12
aos 24 meses
Alimentação da família
com preparações
caseiras feitas com
alimentos e temperos
naturais. Continuar
usando pouco
óleo e sal.
Dos 8 aos
12 meses
Aos poucos, passar
para a alimentação
da família,
desde que tenha
pouco sal, temperos
e óleo.
13
DICA 3
Estimular o bebê
a comer alguns
alimentos com
as mãos.
Mensagem-chave: Para o bebê ter hábitos alimentares saudáveis, a alimentação
da família tem que ser saudável.
DICA 4
Estimular o bebê
a comer sozinho
com a colher.
14
Mensagem-chave: Oferecer as frutas e as refeições (almoço e jantar) no
momento em que o bebê mostrar sinais de fome. Dessa forma, ele vai comer
quantidades suficientes para ter todas as vitaminas de que precisa para crescer.
PASSO
4
DICA 1
A que horas dar
a refeição?
Na hora em que
o bebê estiver
com fome!
DICA 2
Em geral, duas
horas sem comer
ou beber nada
são suficientes
para o bebê ficar
com fome.
Criança com fome come comida
de verdade
15
No começo, os
bebês comem
pouco! Por
isso, continuar
amamentando é
tão importante.
Não substitua a refeição; ofereça-a mais tarde
DICA 3
Se o bebê se recusar
a comer a refeição,
não insista, ofereça
novamente mais tarde.
16
Mensagem-chave: Não substitua as refeições (almoço e jantar) por mingaus,
biscoitos, sucos, refrigerantes, doces, iogurtes, bolos, bebidas açucaradas ou
alimentos em mamadeiras.
DICA 4
Aos 12 meses, o bebê
tem que comer em cada
refeição (almoço e jantar)
aproximadamente 10 colheres
das de sopa de comida. Essa
quantidade vai garantir a
energia e vitaminas de que ele
precisa para crescer saudável.
DICA 5
Comida caseira é do que o bebê
precisa para crescer saudável.
17
Estimular o bebê
a mastigar
A mastigação vai fortalecer
a bochecha do bebê, ajudar
na formação dos dentes e no
desenvolvimento da fala.
Mensagem-chave: Se o bebê aprende a mastigar cedo, ele vai aceitar a
alimentação da família com facilidade.
PASSO
5
DICA 1
A refeição do
bebê tem que
ser espessa,
nada de caldos
ou sopas ralas.
18
Como oferecer
as refeições
DICA 3
Os alimentos devem
ser bem cozidos e
amassados com garfo.
DICA 4
As refeições com
carnes e peixes bem
cozidos e desfiados
ajudam a deixar os
bebês livres de anemia
e mais inteligentes.
DICA 2
Oferecer os
alimentos
amassados.
Nunca passe no
liquidificador
ou na peneira.
19
DICA 5
A partir dos
9 meses, a criança
já consegue
mastigar alimentos
de consistência
igual à da família.
Mensagem-chave:
Mesmo sem dentinhos,
os bebês conseguem
esmagar e engolir os
alimentos.
20
Oferecer alimentos saudáveis: grãos,
raízes, carnes, frutas e verduras
DICA 1
Ofereça comida de
panela feita com
alimentos de verdade,
como: arroz, feijão,
lentilha, batata,
batata-doce, quiabo,
cará, couve-flor,
inhame, abóbora,
jerimum, abobrinha,
cenoura, beterraba,
folhas verdes, peixe,
carne, frango, fígado
de boi e de galinha.
Mensagem-chave: Alimentos com muito sal,
gordura, açúcar e corantes fazem mal para a saúde
de qualquer pessoa, principalmente para a dos bebês.
PASSO
6
21
DICA 2
Não ofereça:
Alguns exemplos de
almoço e jantar para o bebê
	Macaxeira (aipim),
peixe, abóbora
	Arroz, feijão, quiabo
	Fubá, carne, folha verde
	Cará, galinha, folha verde
	Arroz, ovo, abobrinha
	Tapioca, peixe, ervilha
	Batata, fígado, maxixe
	Macarrão, carne, cenoura
	Batata, peixe, pupunha
22
Regra dos três:
Um alimento de cada grupo nas refeições (almoço e jantar)
GRUPO 1
Arroz, macaxeira, ariá, batatas,
cará, inhame, macarrão, fubá,
farinha de milho, farinha
de mandioca, batata-baroa,
batata-doce, tapioca.
GRUPO 2
Peixe, carne de boi, carne
de porco, galinha, ovo,
feijões, grão-de-bico,
lentilha, algaroba, fígado,
miúdos, sorgo.
GRUPO 3
Abóbora, cenoura, beterraba,
quiabo, folhas verdes,
abobrinha, ervilha torta,
chuchu, couve-flor, pupunha,
caruru, alfavaca, jambu.
DICA 3
Ao preparar as refeições, usar um alimento de cada grupo.
As possibilidades são muitas! Veja alguns exemplos e faça
outras combinações, de acordo com os alimentos da sua região.
23
DICA 2
Se o bebê não aceitar bem um
determinado alimento, não se preocupe,
oferecer novamente em outro dia.
Verduras, legumes e frutas
DICA 1
Escolher os
alimentos de
diferentes cores
para preparar a
refeição do bebê.
DICA 3
Variar as verduras,
os legumes e as
frutas garantem
as vitaminas
de que o bebê
precisa.
PASSO
7
24
Mensagem-chave: Todas as verduras e frutas podem ser consumidas!
O que você encontra em sua comunidade? O bebê pode comer de tudo que
nasce na terra e dá em árvores.
DICA 4
Leve o bebê para a
feira ou o mercado e
mostre as maravilhas
da natureza. Aproveite
para conversar e dizer
o nome dos alimentos
e suas cores.
Use o colorido dos
alimentos para
a refeição ficar
divertida
25
Mensagem-chave: É até os 2 anos que a criança adquire o gosto por alimentos
saudáveis que pode durar pela vida toda.
DICA 5
Nos intervalos,
além de frutas podem
ser oferecidos batata-
doce, macaxeira
(aipim), jerimum
(abóbora) amassados
ou em pedaços.
26
Antes dos 2 anos, nada de doces,
biscoitos, salgadinhos, café,
refrigerantes ou gelatina
DICA 2
Olhe os ingredientes
do rótulo. Se houver
açúcar, não ofereça
ao bebê.
DICA 3
Se o bebê estiver de olho num
doce, ofereça uma fruta.
DICA 1
Não ofereça
refrigerantes
mesmo após
os 2 anos!
PASSO
8
Mesmo
após os 2
anos, evitar
todos esses
produtos.
27
Mensagem-chave: Garantir a saúde do bebê com alimentos saudáveis é
responsabilidade da família.
Formação dos hábitos alimentares saudáveis
DICA 4
Não ofereça alimentos
com açúcar, muito sal ou
muita gordura para as
crianças experimentarem,
pois o “gosto” está em
formação.
A oferta desses
alimentos atrapalha
o consumo de
alimentos nutritivos
como verduras,
legumes e frutas.
28
Mensagem-chave:
Os primeiros dois anos de vida são
fundamentais para o desenvolvimento
da criança e de hábitos alimentares
saudáveis.
DICA 5
Na hora das refeições,
televisão e celular
desligados!
Conversar
com o bebê
enquanto
ele se
alimenta
estimula
o cérebro.
29
Lave bem as mãos, os alimentos
e os utensílios
DICA 2
Lavar
as mãos
do bebê
também.
Mensagem-chave:
A limpeza dos
alimentos, utensílios
e das mãos evitam
doenças como a
diarreia.
PASSO
9
DICA 1
Lavar bem as
mãos antes de
pegar no bebê
e preparar os
alimentos.
30
Mensagem-chave: A mamadeira e a chupeta podem ser objetos para a criação
de germes. Além disso, beber água no copo ajuda no desenvolvimento do bebê.
DICA 4
Lavar bem todos os
utensílios de preparo das
refeições dos bebês.
DICA 3
Lavar bem todos os
alimentos antes de
preparar as refeições.
31
A higiene é muito importante para o bebê
DICA 5
A água deve ser tratada:
filtrada e fervida.
Agora que o bebê
está consumindo
outros alimentos,
tem que tomar
água.
DICA 6
Não usar
mamadeiras
para dar água.
Usar um copo.
DICA 7
Sobras de
alimentos do
prato não devem
ser guardadas e
nem oferecidas
novamente.
32
Bebê ativo é bebê saudável e feliz
DICA 1
Deixar o brinquedo perto
para o bebê se movimentar
e alcançá-lo.
DICA 2
Utilizar uma bola
para despertar o gosto
pelo esporte, pelo
exercício físico e
por atividades ao ar
livre, de preferência
em companhia de
outras crianças.
PASSO
10
DICA 3
Levar para
passear,
mesmo
que
caminhe
com
auxílio.
33
DICA 5
Empilhar objetos também
ajuda no desenvolvimento
Mensagem-chave: Os hábitos saudáveis se iniciam nos primeiros dois anos de
vida, por isso, o bebê deve ser estimulado a ser ativo para crescer esperto e saudável.
DICA 6
Imitar os
movimentos do
bebê vai estimular
o desenvolvimento
cerebral dele.
DICA 4
Crianças de até 2
anos não devem
assistir à televisão.
Depois dos 2 anos,
somente duas
horas por dia.
34
Mensagem-chave: A obesidade depois que se instala é
muito difícil resolver. Vamos prevenir.
É importante saber: bebê acima do peso não significa bebê saudável
Bebês acima
do peso depois
dos 6 meses podem
se tornar crianças
gordinhas e até
adolescentes
obesos!
Nem muito, nem
pouco! Acompanhe
no serviço de saúde
o ganho de peso
do bebê e veja se
o profissional de
saúde anotou os
dados na caderneta
da criança.
35
para alimentação
e hábitos saudáveis
Do nascimento até os 2 anos de idade
Os 10 passos
36
Realização				 Parceria estratégica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Talita Matos
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Catarina Calçada
 
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
Consolacao
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
thayscler
 
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Augusto Mota
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)
Daniel Sousa
 
Alimentação saudável.pptx_
 Alimentação saudável.pptx_ Alimentação saudável.pptx_
Alimentação saudável.pptx_
Risoleta Montez
 
Nutrição e diabetes
Nutrição e diabetesNutrição e diabetes
Nutrição e diabetes
FACULDADE ESTACIO DE SÁ
 
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e criançasFerramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Priscila Moreira
 
Alimentação da gestante
Alimentação da gestanteAlimentação da gestante
Alimentação da gestante
Lourdes Piedade
 
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOSALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
Jéssica Angelo
 
Alimentação complementar
Alimentação complementarAlimentação complementar
Alimentação complementar
Nara Lordello
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
Erly Batista Neto
 
A Diabetes e a Alimentação
A Diabetes e a AlimentaçãoA Diabetes e a Alimentação
A Diabetes e a Alimentação
Michele Pó
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúde
Cristiane Koch
 
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Jaque Schons
 
Alimentação na gestação
Alimentação na gestaçãoAlimentação na gestação
Alimentação na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Ficha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de PreparoFicha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de Preparo
crn8
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
oitavof
 
Jogo da alimentação saudável
Jogo da alimentação saudávelJogo da alimentação saudável
Jogo da alimentação saudável
Programa Promoção e Educação para a Saúde
 

Mais procurados (20)

Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
Cartilha alimentacao criancas_adolescentes[1]
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
 
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)
 
Alimentação saudável.pptx_
 Alimentação saudável.pptx_ Alimentação saudável.pptx_
Alimentação saudável.pptx_
 
Nutrição e diabetes
Nutrição e diabetesNutrição e diabetes
Nutrição e diabetes
 
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e criançasFerramentas de educação nutricional para adultos e crianças
Ferramentas de educação nutricional para adultos e crianças
 
Alimentação da gestante
Alimentação da gestanteAlimentação da gestante
Alimentação da gestante
 
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOSALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA HIPERTENSOS
 
Alimentação complementar
Alimentação complementarAlimentação complementar
Alimentação complementar
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
 
A Diabetes e a Alimentação
A Diabetes e a AlimentaçãoA Diabetes e a Alimentação
A Diabetes e a Alimentação
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúde
 
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.
 
Alimentação na gestação
Alimentação na gestaçãoAlimentação na gestação
Alimentação na gestação
 
Ficha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de PreparoFicha Técnica de Preparo
Ficha Técnica de Preparo
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Jogo da alimentação saudável
Jogo da alimentação saudávelJogo da alimentação saudável
Jogo da alimentação saudável
 

Semelhante a Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil

Tema de vida leandro
Tema de vida   leandro Tema de vida   leandro
Tema de vida leandro
LeandroMarques2009
 
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 AnoAlimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
Juan Zambon
 
Material aleitamento
Material aleitamentoMaterial aleitamento
Material aleitamento
gikapp88
 
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Letícia Spina Tapia
 
Aleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementarAleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementar
crn8
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébésMadalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
efaparaiso
 
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdfApresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
ricaFlorentino1
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptxAula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
THAINALIMA25
 
Obesidade infantil margarida
Obesidade infantil  margaridaObesidade infantil  margarida
Obesidade infantil margarida
Pedro Vieira Martins Costa
 
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdfguia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
AndressaPisani
 
Trabalho de nutriçao pronto
Trabalho de nutriçao prontoTrabalho de nutriçao pronto
Trabalho de nutriçao pronto
Eduardo Weverton
 
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ  Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Manual alim bebes_final
Manual alim bebes_finalManual alim bebes_final
Manual alim bebes_final
vera lisa pereira gonçalves
 
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptxPromoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
GiseleFagundes12
 
Lactente
LactenteLactente
10 passos
10 passos10 passos

Semelhante a Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil (20)

Tema de vida leandro
Tema de vida   leandro Tema de vida   leandro
Tema de vida leandro
 
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 AnoAlimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano
 
Material aleitamento
Material aleitamentoMaterial aleitamento
Material aleitamento
 
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
 
Aleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementarAleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementar
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébésMadalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
 
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdfApresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
 
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptxAula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
 
Obesidade infantil margarida
Obesidade infantil  margaridaObesidade infantil  margarida
Obesidade infantil margarida
 
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdfguia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
 
Trabalho de nutriçao pronto
Trabalho de nutriçao prontoTrabalho de nutriçao pronto
Trabalho de nutriçao pronto
 
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ  Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
Amamentar é um direito! Cartilha do Curso de Casais Grávidos - CAARJ
 
Manual alim bebes_final
Manual alim bebes_finalManual alim bebes_final
Manual alim bebes_final
 
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptxPromoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
 
Lactente
LactenteLactente
Lactente
 
10 passos
10 passos10 passos
10 passos
 

Mais de Prof. Marcus Renato de Carvalho

O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatalSaúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em CalamidadesMinistério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientaisAmamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidadeNovas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no BrasilAmamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Leite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbianaLeite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbiana
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas" Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para LactentesOMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Mais de Prof. Marcus Renato de Carvalho (20)

O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
O fortalecimento do patriarcado e a desvalorização do trabalho feminino de cu...
 
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatalSaúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
Saúde da Mulher - diretrizes para diminuição da morbi mortalidade perinatal
 
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em CalamidadesMinistério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
Ministério da Saúde: Nota Técnica sobre Proteção da AM em Calamidades
 
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientaisAmamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidadeNovas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
 
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
 
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
 
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
 
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no BrasilAmamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
 
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
 
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
 
Leite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbianaLeite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbiana
 
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas" Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
 
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
 
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para LactentesOMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
 

Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil

  • 1. 1 para alimentação e hábitos saudáveis Do nascimento até os 2 anos de idade Os 10 passos
  • 2. 2
  • 3. 3 Apresentação Olá! Neste material, você vai encontrar informações importantes e muitas dicas para garantir uma alimentação saudável para os bebês até os 2 anos de idade. Você sabia que é até os 2 anos que a criança adquire o gosto por alimentos saudáveis que pode durar pela vida toda? Tudo começa bem se a criança só recebe leite materno durante os seis primeiros meses de vida. Nesse período, o leite materno é tão rico e completo que nem água ou outro tipo de líquido deve ser oferecido. Só o peito! Além disso, a amamentação fortalece o vínculo entre a mãe e o bebê e promove o melhor desenvolvimento do cérebro. A partir do sexto mês, o bebê precisa receber outros alimentos saudáveis. Todo alimento que nasce na terra ou dá em árvores é saudável. Mas é importante continuar amamentando a criança até os 2 anos de idade. E já começando por uma dica muito importante: durante os dois primeiros anos de vida, nada de açúcar! Queremos ver todas as crianças bem alimentadas, saudáveis e desenvolvendo todo o seu potencial. Um abraço, Equipe do UNICEF no Brasil
  • 4. 4 Ficha Técnica Realização UNICEF Fundo das Nações Unidas para a Infância Representante do UNICEF no Brasil Florence Bauer Representante adjunta do UNICEF no Brasil Esperanza Vives Chefe de Saúde e HIV/Aids do UNICEF no Brasil Cristina Albuquerque Chefe de Comunicação e Parcerias do UNICEF no Brasil Michael Klaus Chefe do Território do Semiárido do UNICEF no Brasil Robert Gass Chefe do Território da Amazônia do UNICEF no Brasil Anyoli Sanabria López Coordenação geral Cristina Albuquerque Coordenação editorial Cristina Albuquerque Elisa Meirelles Reis Paulo Henrique Alves Produção de conteúdo Márcia Vitolo Projeto gráfico e diagramação Via Design Ilustrações Bruno Anselmo Adaptação para o digital Mariana Cristina Zampieri Escritório da Representante do UNICEF no Brasil SEPN 510, Bloco A - 2º andar Brasília, DF - 70750-521 Caixa Postal: 08584 - CEP 70312-970 Telefone: (61) 3035 1900 brasilia@unicef.org www.unicef.org.br www.facebook.com/unicefbrasil www.twitter.com/unicefbrasil www.instagram.com/unicefbrasil www.youtube.com/unicefbrasil
  • 5. 5 Amamentação Só leite materno nos primeiros seis meses. Mensagem chave: O leite materno tem tudo de que o bebê precisa até os 6 meses. Quando o bebê recebe só leite materno, não precisa consumir chá, sucos ou água. O leite materno já contém a água que o bebê necessita, mesmo em locais muito quentes. PASSO 1 DICA 1 Apontar a mama para o nariz do bebê. Assim, o bebê vai abrir a boca e mamar bem, sem machucar o peito.
  • 6. 6 O leite materno é poderoso DICA 3 Bebê dormindo ou com sono não mama. Geralmente o bebê acorda quando está com fome. Amamente sem horários, sem marcar por quanto tempo ele mama. Ele sabe! DICA 4 A mãe que amamenta é que precisa beber muuuita água!!!!!!!! DICA 2 Há várias posições para amamentar. A mãe pode escolher a melhor para ela e o bebê.
  • 7. 7 DICA 5 Durante a mamada, o leite que sai primeiro tem mais água e o que sai no final sustenta mais. DICA 6 Deixe o bebê mamar bastante em cada mama e, se ele dormir, na próxima mamada ele mama no outro peito. Assim, o bebê vai ficar mais satisfeito e dormir mais. Mensagem-chave: A criança que só mama no peito até o sexto mês cresce, tem mais saúde, adoece menos e desenvolve melhor o cérebro.
  • 8. 8 DICA 2 O açúcar no chá ou em outro líquido vai atrapalhar o aleitamento materno e pode deixar o bebê mais agitado. DICA 3 O mel não pode ser oferecido no primeiro ano de vida, pois pode conter bactérias perigosas para o bebê. Após o primeiro ano de vida, deve ser evitado, pois é muito doce. Não oferecer açúcarPASSO 2 O leite materno tem vários sabores. A alimentação saudável da mãe durante a amamentação ajuda na formação dos hábitos alimentares da criança. DICA 1 Não ofereça nada com açúcar, mel ou melado ao bebê. Nem um pouquinho!
  • 9. 9 DICA 4 As bactérias da cárie adoram açúcar: com açúcar, a bactéria cresce, fica forte e consegue furar o dente. Por isso, nada de açúcar antes dos 2 anos! Mensagem-chave: O bebê que experimenta açúcar nos primeiros dois anos vai ter maior preferência por doces e alimentos não saudáveis por toda a vida. DICA 5 Escove os dentes de seu filho duas vezes por dia. Uma dessas vezes tem que ser de noite, antes de dormir.
  • 10. 10 Sexto mês de vida, momento para novos alimentos Mensagem-chave: Cuidar dos dentes do bebê desde o início garante dentes saudáveis e sorriso lindo para toda a vida. DICA 6 Pasta de dente é importante:  Pode até usar a pasta com flúor (pode ser a mesma pasta da família).  Quantidade de pasta com flúor: tamanho de um grão de arroz. PASSO 3 
  • 11. 11 Mensagem-chave: A alimentação oferecida ao bebê depois dos 6 meses deve ser composta de arroz, feijões, raízes, verduras, legumes, carnes, ovo, frutas. Mas é importante continuar amamentando a criança até os 2 anos. DICA 1 A partir dos 6 meses, além de o leite materno, oferecer uma fruta pela manhã, o almoço (legumes, frango ou peixe ou carne) e outra fruta pela tarde. DICA 2 A partir dos 7 meses, incluir o jantar (legumes, frango ou peixe ou carne)      6º mês 7º mês Lanche da manhã fruta Lanche da manhã fruta Lanche da tarde fruta Lanche da tarde fruta Almoço ex.: arroz, carne e cenoura Almoço ex.: batata, peixe, couve Jantar ex.: arroz, abobrinha e frango
  • 12. 12 Da alimentação de bebê para a alimentação da família Dos 12 aos 24 meses Alimentação da família com preparações caseiras feitas com alimentos e temperos naturais. Continuar usando pouco óleo e sal. Dos 8 aos 12 meses Aos poucos, passar para a alimentação da família, desde que tenha pouco sal, temperos e óleo.
  • 13. 13 DICA 3 Estimular o bebê a comer alguns alimentos com as mãos. Mensagem-chave: Para o bebê ter hábitos alimentares saudáveis, a alimentação da família tem que ser saudável. DICA 4 Estimular o bebê a comer sozinho com a colher.
  • 14. 14 Mensagem-chave: Oferecer as frutas e as refeições (almoço e jantar) no momento em que o bebê mostrar sinais de fome. Dessa forma, ele vai comer quantidades suficientes para ter todas as vitaminas de que precisa para crescer. PASSO 4 DICA 1 A que horas dar a refeição? Na hora em que o bebê estiver com fome! DICA 2 Em geral, duas horas sem comer ou beber nada são suficientes para o bebê ficar com fome. Criança com fome come comida de verdade
  • 15. 15 No começo, os bebês comem pouco! Por isso, continuar amamentando é tão importante. Não substitua a refeição; ofereça-a mais tarde DICA 3 Se o bebê se recusar a comer a refeição, não insista, ofereça novamente mais tarde.
  • 16. 16 Mensagem-chave: Não substitua as refeições (almoço e jantar) por mingaus, biscoitos, sucos, refrigerantes, doces, iogurtes, bolos, bebidas açucaradas ou alimentos em mamadeiras. DICA 4 Aos 12 meses, o bebê tem que comer em cada refeição (almoço e jantar) aproximadamente 10 colheres das de sopa de comida. Essa quantidade vai garantir a energia e vitaminas de que ele precisa para crescer saudável. DICA 5 Comida caseira é do que o bebê precisa para crescer saudável.
  • 17. 17 Estimular o bebê a mastigar A mastigação vai fortalecer a bochecha do bebê, ajudar na formação dos dentes e no desenvolvimento da fala. Mensagem-chave: Se o bebê aprende a mastigar cedo, ele vai aceitar a alimentação da família com facilidade. PASSO 5 DICA 1 A refeição do bebê tem que ser espessa, nada de caldos ou sopas ralas.
  • 18. 18 Como oferecer as refeições DICA 3 Os alimentos devem ser bem cozidos e amassados com garfo. DICA 4 As refeições com carnes e peixes bem cozidos e desfiados ajudam a deixar os bebês livres de anemia e mais inteligentes. DICA 2 Oferecer os alimentos amassados. Nunca passe no liquidificador ou na peneira.
  • 19. 19 DICA 5 A partir dos 9 meses, a criança já consegue mastigar alimentos de consistência igual à da família. Mensagem-chave: Mesmo sem dentinhos, os bebês conseguem esmagar e engolir os alimentos.
  • 20. 20 Oferecer alimentos saudáveis: grãos, raízes, carnes, frutas e verduras DICA 1 Ofereça comida de panela feita com alimentos de verdade, como: arroz, feijão, lentilha, batata, batata-doce, quiabo, cará, couve-flor, inhame, abóbora, jerimum, abobrinha, cenoura, beterraba, folhas verdes, peixe, carne, frango, fígado de boi e de galinha. Mensagem-chave: Alimentos com muito sal, gordura, açúcar e corantes fazem mal para a saúde de qualquer pessoa, principalmente para a dos bebês. PASSO 6
  • 21. 21 DICA 2 Não ofereça: Alguns exemplos de almoço e jantar para o bebê  Macaxeira (aipim), peixe, abóbora  Arroz, feijão, quiabo  Fubá, carne, folha verde  Cará, galinha, folha verde  Arroz, ovo, abobrinha  Tapioca, peixe, ervilha  Batata, fígado, maxixe  Macarrão, carne, cenoura  Batata, peixe, pupunha
  • 22. 22 Regra dos três: Um alimento de cada grupo nas refeições (almoço e jantar) GRUPO 1 Arroz, macaxeira, ariá, batatas, cará, inhame, macarrão, fubá, farinha de milho, farinha de mandioca, batata-baroa, batata-doce, tapioca. GRUPO 2 Peixe, carne de boi, carne de porco, galinha, ovo, feijões, grão-de-bico, lentilha, algaroba, fígado, miúdos, sorgo. GRUPO 3 Abóbora, cenoura, beterraba, quiabo, folhas verdes, abobrinha, ervilha torta, chuchu, couve-flor, pupunha, caruru, alfavaca, jambu. DICA 3 Ao preparar as refeições, usar um alimento de cada grupo. As possibilidades são muitas! Veja alguns exemplos e faça outras combinações, de acordo com os alimentos da sua região.
  • 23. 23 DICA 2 Se o bebê não aceitar bem um determinado alimento, não se preocupe, oferecer novamente em outro dia. Verduras, legumes e frutas DICA 1 Escolher os alimentos de diferentes cores para preparar a refeição do bebê. DICA 3 Variar as verduras, os legumes e as frutas garantem as vitaminas de que o bebê precisa. PASSO 7
  • 24. 24 Mensagem-chave: Todas as verduras e frutas podem ser consumidas! O que você encontra em sua comunidade? O bebê pode comer de tudo que nasce na terra e dá em árvores. DICA 4 Leve o bebê para a feira ou o mercado e mostre as maravilhas da natureza. Aproveite para conversar e dizer o nome dos alimentos e suas cores. Use o colorido dos alimentos para a refeição ficar divertida
  • 25. 25 Mensagem-chave: É até os 2 anos que a criança adquire o gosto por alimentos saudáveis que pode durar pela vida toda. DICA 5 Nos intervalos, além de frutas podem ser oferecidos batata- doce, macaxeira (aipim), jerimum (abóbora) amassados ou em pedaços.
  • 26. 26 Antes dos 2 anos, nada de doces, biscoitos, salgadinhos, café, refrigerantes ou gelatina DICA 2 Olhe os ingredientes do rótulo. Se houver açúcar, não ofereça ao bebê. DICA 3 Se o bebê estiver de olho num doce, ofereça uma fruta. DICA 1 Não ofereça refrigerantes mesmo após os 2 anos! PASSO 8 Mesmo após os 2 anos, evitar todos esses produtos.
  • 27. 27 Mensagem-chave: Garantir a saúde do bebê com alimentos saudáveis é responsabilidade da família. Formação dos hábitos alimentares saudáveis DICA 4 Não ofereça alimentos com açúcar, muito sal ou muita gordura para as crianças experimentarem, pois o “gosto” está em formação. A oferta desses alimentos atrapalha o consumo de alimentos nutritivos como verduras, legumes e frutas.
  • 28. 28 Mensagem-chave: Os primeiros dois anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento da criança e de hábitos alimentares saudáveis. DICA 5 Na hora das refeições, televisão e celular desligados! Conversar com o bebê enquanto ele se alimenta estimula o cérebro.
  • 29. 29 Lave bem as mãos, os alimentos e os utensílios DICA 2 Lavar as mãos do bebê também. Mensagem-chave: A limpeza dos alimentos, utensílios e das mãos evitam doenças como a diarreia. PASSO 9 DICA 1 Lavar bem as mãos antes de pegar no bebê e preparar os alimentos.
  • 30. 30 Mensagem-chave: A mamadeira e a chupeta podem ser objetos para a criação de germes. Além disso, beber água no copo ajuda no desenvolvimento do bebê. DICA 4 Lavar bem todos os utensílios de preparo das refeições dos bebês. DICA 3 Lavar bem todos os alimentos antes de preparar as refeições.
  • 31. 31 A higiene é muito importante para o bebê DICA 5 A água deve ser tratada: filtrada e fervida. Agora que o bebê está consumindo outros alimentos, tem que tomar água. DICA 6 Não usar mamadeiras para dar água. Usar um copo. DICA 7 Sobras de alimentos do prato não devem ser guardadas e nem oferecidas novamente.
  • 32. 32 Bebê ativo é bebê saudável e feliz DICA 1 Deixar o brinquedo perto para o bebê se movimentar e alcançá-lo. DICA 2 Utilizar uma bola para despertar o gosto pelo esporte, pelo exercício físico e por atividades ao ar livre, de preferência em companhia de outras crianças. PASSO 10 DICA 3 Levar para passear, mesmo que caminhe com auxílio.
  • 33. 33 DICA 5 Empilhar objetos também ajuda no desenvolvimento Mensagem-chave: Os hábitos saudáveis se iniciam nos primeiros dois anos de vida, por isso, o bebê deve ser estimulado a ser ativo para crescer esperto e saudável. DICA 6 Imitar os movimentos do bebê vai estimular o desenvolvimento cerebral dele. DICA 4 Crianças de até 2 anos não devem assistir à televisão. Depois dos 2 anos, somente duas horas por dia.
  • 34. 34 Mensagem-chave: A obesidade depois que se instala é muito difícil resolver. Vamos prevenir. É importante saber: bebê acima do peso não significa bebê saudável Bebês acima do peso depois dos 6 meses podem se tornar crianças gordinhas e até adolescentes obesos! Nem muito, nem pouco! Acompanhe no serviço de saúde o ganho de peso do bebê e veja se o profissional de saúde anotou os dados na caderneta da criança.
  • 35. 35 para alimentação e hábitos saudáveis Do nascimento até os 2 anos de idade Os 10 passos