O slideshow foi denunciado.

Geo server pt_br

3.107 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Geo server pt_br

  1. 1. Tutorial de GeoServer Elaborado por: Marco Minghini (Politécnico de Milão, Itália) Traduzido e adaptado por: Marcos R. Rosa (CIH) Foz do Iguaçu, 2013
  2. 2. 2 GeoServer ✔ Criado em 2001, GeoServer é um servidor de mapas Java-based que permite aos usuários visualizar, editar e publicar dados espaciais a partir de uma fonte. ✔ É disponibilizado gratuitamente, reduzindo consideravelmente os custos financeiros com produtos de geotecnologia tradicionais. ✔ É open source: as correções de problemas e melhorias de recursos são muito realizada em tempo menor quando comparados a soluções de software tradicionais. ✔ O projeto GeoServer é um projeto vinculado a fundação OSGeo, desenvolvido, testado e suportado por muitos grupos de indivíduos e organizações do todo o mundo. Sua versão atual é a 2.3.3. ✔ Pode ser executado em ambiente Linux, Unix, Mac OSX e Microsoft Windows. http://geoserver.org
  3. 3. 3 GeoServer - Características ✔ O GeoServer contempla algumas funções (a lista completa pode ser conferida em http://geoserver.org/display/GEOS/Features): ➔ totalmente compatível com padrões OGC: WMS, WFS e WCS; ➔ ferramenta web de fácil configuração; ➔ suporte a PostGIS, shapefile, ArcSDE, DB2 and Oracle; ➔ suporta qualquer arquivo formato vetorial e raster; ➔ reprojeção de dados para WMS and WFS; ➔ pré-visualização integrada utilizando OpenLayers; ➔ possui GeoWebCache para aceleração de visualização de camadas geográficas; ➔ interface de usuário disponível em vários idiomas; ➔ completa documentação (http://docs.geoserver.org/stable/en/user)
  4. 4. 4 GeoServer login/logout ✔ Vamos utilizar para este tutorial o ambiente OSGeo Live 6.0 (live.osgeo.org) ✔ Para iniciar o GeoServer selecione: Applications → Geoservers → GeoServer → Start GeoServer or Geospatial → WebServices → GeoServer → Start GeoServer. ✔ Efetuar o login com o usuário: admin e senha: geoserver. ✔ Para efetuar o Logout, clique no botão localizado no canto superior direto; ✔ Para parar o GeoServer: Applications → Geoservers → GeoServer → Stop GeoServer or Geospatial → WebServices → GeoServer → Stop GeoServer.
  5. 5. 5 GeoServer – Painel de interface Informações do ambiente Geoserver Gerenciamento de dados espaciais Configuração dos protocolos Geoserver links para exemplos de requisições WMS, WFS e WCS Configurações de segurança Configurações gerais Descrição dos serviços disponíveis
  6. 6. 6 GeoServer – Diretório de Dados Diretório de dados do Geoserver
  7. 7. 7 GeoServer Logs
  8. 8. 8 GeoServer – Informações de Contato ✔ A página “Contact Information” deixa pública as informações de contato na requisição WMS realizada ao servidor (GetCapabilities):
  9. 9. 9 Pré-visualização de camadas Tipo camada Breve descrição da camada Formatos de Visualização e download ✔ A página Layer Preview permite visualizar uma lista de camadas com as seguintes informações: ➔ A visualização OpenLayers permite ter uma prévia das camadas ➔ Usuários podem realizar o download dos arquivos em KML entre outros formatos workspace e nome da camada
  10. 10. 10 Pré-visualização de camadas ✔ A função OpenLayers permite uma rápida pré-visualização: ➔ Na URL gerada pode-se visualizar a chamada WMS GetMap ➔ O código javascript da página pode ser recuperado e utilizado ➔ Clicando em um feição do mapa, pode-se visualizar os atributos dos dados pela requisição WMS GetFeatureInfo ➔ O botão disponibiliza várias funções na camada, como: mudar estilos, formatos, filtrar dados, etc.
  11. 11. 11 Pré-visualização de camadas ✔ As camadas publicadas no Geoserver podem ser obtidas utilizando requisições WMS e WFS em um software desktop, por exemplo o Quantum GIS: URL do servidor WMS GeoServer URL do servidor WFS GeoServer
  12. 12. 12 Publicando camadas ✔ Os dados publicados pelo Geoserver encontram-se localizados no diretório usr/local/lib/geoserver-2.1.3/data_dir. ✔ Navegue até esta pasta e crie uma nova pasta chamada Ecuador dentro da pasta data (usr/local/lib/geoserver-2.1.3/data_dir/data/Ecuador). ✔ Efetue o download dos arquivos a partir do link http://dl.dropbox.com/u/30921037/Ex3_QuantumGIS_data.rar, após o download, extrair o arquivo zipado para a nova pasta criada.
  13. 13. 13 Publicando um shapefile - Workspace ✔ O primeiro passo é criar um workspace para o shapefile, um espaço que será usado posteriormente para agrupar um conjunto de camadas. ✔ Abra a página Workspaces e clique no botão Add new workspace para criar um novo workspace: ✔ Nesta página também é possível excluir workspaces existentes usando o botão Remove selected workspace(s).
  14. 14. 14 Publicando um shapefile - Workspace ✔ Defina um nome para o workspace, ou seja, um identificador que descreva o projeto (exemplo: OSGIS_course) e um Namespace URI (Uniform Resource Identifier), por exemplo: uma endereço web que represente o projeto no qual estamos trabalhando. ✔ Selecione o workspace como default (padrão) e pressione Submit:
  15. 15. 15 Publicando um shapefile - Store ✔ Próximo passo é a criação de um store para o shapefile, ou seja, uma entidade para representar este shapefile. ✔ Abra a página Stores e clique no botão Add new Store para criar um novo store: ✔ Nesta página também é possivel excluir stores existentes utilizando o botão Remove selected Stores.
  16. 16. 16 Publicando um shapefile - Store ✔ Na sequência será exibido uma lista de formatos de dados espaciais suportados pelo GeoServer, que são divididos em Vector Data Sources e Raster Data Sources. ✔ Selecione Shapefile:
  17. 17. 17 Publicando um shapefile - Store ✔ Agora vamos especificar a fonte de dados vetorial para criar um novo store: ➔ Selecione o workspace OSGIS_course ➔ Insira o nome (Ecuador_roads), no campo description escreva uma breve descrição e logo abaixo clique na caixa Enabled ➔ Navegue no diretório de dados do GeoServer, clicando no opção Browse e selecione o shapefile ECU_roads.shp (data/Ecuador/Ex3_Quantum_GIS_data) ➔ Clique no botão Save
  18. 18. 18 Publicando um shapefile - Store ✔ Após o store ser publicado, é apresentada uma lista com todos os stores já cadastrados e seus atributos: Data Type, Workspace, Store Name e Type: ✔ Clicando no link Store Name, pode-se acessar novamente a página para editar editar as informações.
  19. 19. 19 Publicando um shapefile - Camada ✔ Para publicar uma nova camada, abra a página Layers e clique no botão Add a new resource:
  20. 20. 20 Publicando um shapefile - Camada ✔ Na página New Layer, selecione no menu Add layer from o workspace e o store recentemente criado (OSGIS_course:Ecuador_roads). ✔ Quando é apresentada a lista de camadas a serem publicadas, clique no link Publish para a camada ECU_roads:
  21. 21. 21 Publicando um shapefile - Camada ✔ Na página Edit Layer (aba Data), vamos inserir as seguintes configurações: ➔ Especificar o nome da camada no campo Name (sem espaço e sem caracteres especiais - #$/|!& ...) ➔ No campo Title insira uma breve descrição ➔ Inserir no Abstract um resumo (opcional) ➔ Caso julgue necessário, também é possível inserir algumas palavras-chave relacionadas a camada, campo New Keyword (estas palavras serão visíveis nas requisições WMS and WFS GetCapabilities)
  22. 22. 22 Publicando um shapefile - Camada ➔ No campo Declared SRS, escreva a projeção do shapefile: EPSG:4326 ou pesquise (usando o código EPSG) clicando no botão Find... ➔ Selecione no campo SRS handling da camada como Force declared ➔ Especifique os campos Native Bounding Box e Lat/Lon Bounding Box; para isso use os comandos clicando nos links: Compute from data e Compute from native bounds para autocompletar os valores. ✔ Vamos continuar configurando a camada na página Edit Layer (aba Data):
  23. 23. 23 Publicando um shapefile - Camada ➔ Certifique-se que o GeoServer apresentou todos os atributos do shapefile na tabela Feature Type Details e clique no botão Save ✔ Vamos continuar configurando a camada na página Edit Layer (aba Data):
  24. 24. 24 Publicando um shapefile - Camada ✔ Após salvar a camada, vamos novamente editá-la. ✔ Clique no link Layers localizado no grupo de opções Data, será apresenta uma lista de camadas, clique na camada ECU_roads. ✔ Na página Edit Layer (aba Publishing) nas opções de publicação temos: ➔ Se necessário configurar as opções WFS Settings. Onde é possível escolher o número máximo de recursos disponibilizados para cada requisição WFS (Per-Request Feature Limit) e arquivo de saída GML Maximum number of decimals (utilizável para grandes conjunto de dados) ➔ Clique na opção Enable localizada logo abaixo, para marcar como visível a camada para o serviço WFS ➔ NOTA: as informações de cache-control são enviadas para os clientes, para avisá-los quanto tempo a informação de cache será gerada pelo GeoServer
  25. 25. 25 Publicando um shapefile - Camada ➔ O campo Default Style é responsável pela representação do estilo da camada WMS (Atenção: o estilo para esta camada deve ser do tipo polígono!). Para adicionar estilos adicionais (caso desejado) clique no botão → movendo o estilo da caixa Available Styles para Selected Styles ✔ Vamos continuar na página Edit Layer (aba Publishing) configurando as opções da Aba Publishing: ➔ Selecione a caixa Queryable em WMS Settings, para configurar se a requisição GetFeatureInfo WMS deve estar disponível
  26. 26. 26 Publicando um shapefile - Camada ➔ Alterando o link gerado automaticamente pelo Geoserver na URL, é possível editar a requisição WMS GetMap (mudando por exemplo o estilo de representação, o bounding box, as dimensões do mapa, etc.) ✔ Após clicar no botão Save, acamada é publicada e pode ser pré- visualizada na página Layer Preview:
  27. 27. 27 Publicando um shapefile - Exercício ✔ Execute o mesmo procedimento para publicar o shapefile ECU_adm1.shp no qual representa as províncias do Equador (camada vetorial de polígonos): ➔ Utilize o mesmo workspace OSGIS_course criado anteriormente ➔ Crie um novo store com nome Ecuador_provinces ➔ Nas configurações defina como Default Style: polygon e o estilo cite_lakes como Selected Styles
  28. 28. 28 Publicando um shapefile ✔ Em uma requisição WMS GetMap pode-se visualizar uma ou mais camadas: os nomes das camadas devem estar separados por vírgula, como no exemplo: OSGIS_course:ECU_adm1,ECU_roads
  29. 29. 29 Publicando um grupo de shapefiles ✔ Um conjunto de shapefiles podem ser publicados juntos em um único data store, desde estejam configurados em uma mesma pasta. ✔ Suponha que gostaríamos de publicar um grupo constituído pelos seguintes shapefiles: ➔ ECU_adm3.shp (Equador - paróquias) ➔ ECU_water_areas_dcw.shp (Equador – aréas com água) ➔ ECU_water_lines_dcw.shp (Equador - rios) ➔ ECU_rails.shp (Equador - ferrovias) ✔ Copie e cole os arquivos shapefiles em uma nova pasta (com o nome de Ecuador_group) dentro do diretório Data no GeoServer usr/local/lib/geoserver- 2.1.3/data_dir. ✔ Crie um novo store a partir de Store → Add New Store; na página New Data Source, selecione Directory of spatial files (shapefiles) como opção:
  30. 30. 30 Publicando um grupo de shapefiles ✔ Especifique as configurações do grupo de vetores que deseja criar: ➔ Escolha o workspace OSGIS_course ➔ Insira um nome (Ecuador_group) no campo Name, uma breve descrição para o conjunto de dados, e marque a caixa Enabled ➔ Selecione o diretório onde estão os shapefiles no GeoServer, pasta Ecuador_group criada anteriormente.
  31. 31. 31 Publicando um grupo de shapefiles ✔ Cada camada shapefile deve ser publicada separadamente, como visto anteriormente; após a publicação da primeira, selecione Add a new resource da página Layers para publicar as outras camadas, selecionando OSGIS_course:Ecuador_group e a opção Add layer from.
  32. 32. 32 Publicando um grupo de shapefiles ✔ Demonstração do possível resultado:
  33. 33. 33 Publicando um grupo de camadas ✔ Se quisermos publicar mais camadas (não importa sua natureza, raster ou vetor) juntos como um único conjunto de dados, é possivel definir um grupo de camadas. ✔ Considere a necessidade de publicar um grupo de camadas, com a seguinte configuração: ➔ ECU_adm1.shp (Equador - províncias) ➔ ECU_water_areas_dcw.shp (Equador – áreas com água) ➔ ECU_water_lines_dcw.shp (Equador - rios) ➔ ECU_rails.shp (Ecuador - ferrovias) ➔ ECU_roads.shp (Ecuador - rodovias)
  34. 34. 34 Publicando um grupo de camadas ✔ Vamos agora publicar um grupo de camadas, abra a página Layer Groups e clique no botão Add new layer group para criar um novo grupo de camadas: ✔ Nesta mesma página também é possível excluir um grupo de camadas existentes, clicando no botão Remove selected layer group(s).
  35. 35. 35 Publicando um grupo de camadas ✔ Vamos configurar o grupo de camadas: ➔ Insira o nome do grupo (Equador) ➔ Clique no botão Add Layer... e importe as camadas (uma por vez) ➔ Selecione a opção Generate Bounds para gerar automaticamente a projeção e o bounding box ➔ Ordenar as camadas na forma desejada (a primeira camada da lista é a primeira a ser desenhada) e altere os estilos, caso seja necessário ➔ Clique no botão Save
  36. 36. 36 Publicando um grupo de camadas ✔ Exemplo de visualização do resultado:
  37. 37. 37 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Agora vamos publicar uma camada diretamente do banco de dados PostgreSQL com PostGis. Para isso, vamos utilizar o gvSIG para enviar o shapefile diretamente ao banco de dados. ➔ No Gestor de Projetos, crie uma nova vista com a projeção ESPG:4326. ➔ Adicione uma camada do tipo shapefile e selecione o arquivo ECU_adm2.shp. ➔ No canto esquerdo, clique no nome da camada ECU_adm2 ➔ Selecione o menu Camada → Exportar para → PostGIS ➔ Será apresentada uma caixa onde deve ser inserido o nome da tabela, digite ecu_adm2
  38. 38. 38 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Após digitar o nome da tabela, serão solicitados os seguintes dados para conexão: ➔ Insira um nome para conexão: localhost (conexão local) ➔ No campo computador, insira o endereço localhost (caso o banco de dados esteja em um servidor remoto, neste campo é informado o IP ou o domínio do servidor) ➔ Porta 5432, Usuário: user, Senha: user ➔ O banco de dados deve ser criado previamente (utilizando como template o template_postgis), no campo BD vamos inserir oficinacplp ➔ Clique no botão Aceitar para enviar o shapefile ao banco
  39. 39. 39 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Vamos agora verificar se a operação de enviar shapefile para o banco de dados foi concluída: ➔ Selecione o menu Geospatial → Databases → PgAdmin III ➔ Vamos verificar se a tabela ecu_adm2 foi criada. ➔ Também verificar se na tabela geometry_columns está presente o registro automático com a configuração da nova tabela. ➔ Após analisar estes dados, vamos voltar para o GeoServer.
  40. 40. 40 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Voltando ao Geoserver, vamos selecionar a opção Store → Add New Store ✔ Diferente dos demais exercícios, vamos selecionar a opção PostGIS – PostGIS Database
  41. 41. 41 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Vamos configurar o store com as seguintes informações: ➔ Insira o nome do Data Source ecu_adm2_db ➔ Uma descrição e clique na caixa Enabled. ➔ Nos parâmetros de configuração insira os mesmos dados utilizados no gvSIG ➔ Host: localhost, port: 5432, database: oficinacplp, schema: public, user: user, passwd: user.
  42. 42. 42 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Após criar o store, automaticamente somos direcionados para uma tela com as camadas disponíveis a partir da conexão com o banco. ✔ Selecione o link Publish da camada ecu_adm2
  43. 43. 43 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Vamos configurar a camada da mesma forma já executada anteriormente. ✔ Inserir um nome, título, resumo, projeção, e gerar automaticamente os bounding boxes. ✔ Somente altere o valor dos dois campos Min X Bounding Boxes para -91,82680599999, pois o GeoServer não conseguirá configurar corretamente no modo automático. ✔ Depois clique no botão Save.
  44. 44. 44 Publicando uma camada do tipo PostGis ✔ Se tudo ocorrer corretamente, teremos a seguinte visualização da camada:
  45. 45. 45 Publicando um camada do tipo raster - Store ✔ Vamos agora publicar um DTM (Digital Terrain Model) do Equador, derivado do SRTM (Shuttle Radar Topographic Mission) ✔ Faça download do arquivo a partir do link: https://dl.dropbox.com/u/30921037/SRTM.rar e mova a pasta SRTM dentro da pasta Ecuador (o caminho da nova pasta deve ser usr/local/lib/geoserver- 2.1.3/data_dir/data/Ecuador/SRTM). ✔ Todos os arquivos podem ser baixados a partir de http://srtm.csi.cgiar.org, que fornece dados de elevação mundiais de 90 metros de resolução.
  46. 46. 46 Publicando um camada do tipo raster - Store ✔ Abra a página Stores e clique no botão Add new Store para criar um novo store para a imagem raster. ✔ Entre a lista de fontes de dados Raster Data Sources suportados pelo Geoserver, selecione GeoTIFF:
  47. 47. 47 Publicando um camada raster - Camada ✔ Vamos configurar as seguintes opções: ➔ Escolha o workspace OSGIS_course ➔ Insira um nome (srtm_18_12) e uma breve descrição para a fonte de dados, selecione também a caixa Enabled ➔ Navegue no diretório Data do Geoserver e selecione a camada raster srtm_18_12.tif na pasta data/Ecuador/SRTM)
  48. 48. 48 Publicando um camada raster - Camada ✔ Após a criação do store, vamos configurar a camada. Na página Edit Layer (aba Data) devem ser definidas as seguintes configurações: ➔ Insira o nome da camada no campo Name (lembre-se sem espaços e sem caracteres especiais) ➔ Uma breve descrição no campo Title ➔ Um resumo (opcional) no campo Abstract ➔ Caso necessário, inserir algumas palavras-chave relacionadas a camada, no campo Keywords (estas informações serão visíveis na requisição GetCapabilities WMS e WCS)
  49. 49. 49 Publicando um camada raster - Camada ✔ Vamos continuar configurando nossa camada raster: ➔ No campo de projeção, Declared SRS, escreva EPSG:4326 ou pesquise (usando o código EPSG) com o comando Find... ➔ Selecione no campo SRS handling da camada como to Force declared ➔ Especifique os campos Native Bounding Box e Lat/Lon Bounding Box; use os comandos: Compute from data e Compute from native bounds para autocompletar os valores. ➔ Selecione a cor a ser utilizada como transparência (se necessário) e o campo tile size
  50. 50. 50 Publicando um camada raster - Camada ✔ Vamos configurar agora a aba Publishing: ➔ Caso seja necessário, especificar o sistema de referência para as requisições e respostas WCS ➔ Nas opções Default Interpolation Method, escolha nearest neighbour na caixa Selected selecione bicubic e linear ➔ Selecione no campo Native Format como GeoTIFF, e especifique os outros como Selected Formats
  51. 51. 51 Publicando um camada raster - Camada ✔ Vamos continuar a configurar nossa camada raster na aba Publishing, agora as configurações WMS: ➔ Selecione a caixa Queryable se a requisição WMS GetFeatureInfo devem estar disponíveis ➔ Escolha o estilo dem no campo Default Style (Atenção: deve ser um estilo para representar uma camada raster!).
  52. 52. 52 Publicando camada raster - Exercício ✔ Agora vamos executar o mesmo procedimento para publicar outros arquivos SRTM GeoTIFF (srtm_18_13.tif, srtm_19_12.tif, srtm_19_13.tif): ➔ Utilize o mesmo workspace OSGIS_course criado anteriormente ➔ Crie um novo data store para cada camada raster ➔ Nas configurações WMS, escolha dem como Default Style para cada camada ➔ Criar um grupo de camadas incluindo todos os quatro camadas GeoTIFF publicadas ✔ Exemplo da pré-visualização:
  53. 53. 53 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ O GeoServer utiliza o padrão OGC SLD (Styled Layer Descriptor) para aplicar estilos às feições cartográficas nas camadas WMS. ✔ O padrão (v. 1.1.0) pode ser efetuado download a partir do link http://opengeospatial.org/standards/sld#overview ➔ Um estilo é um arquivo XML capaz de representar toda a configuração do mapa em um único documento. ➔ O cookbook (soluções rápidas) pode ser obtido a partir do link docs.geoserver.org/stable/en/user/styling/sld-cookbook
  54. 54. 54 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Os estilos disponíveis no GeoServer estão listados na página Styles; a partir desta página um novo estilo pode ser adicionado clicando no botão Add a new style e estilos já existentes podem ser excluídos com a opção Removed selected style(s):
  55. 55. 55 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Clicando no nome do estilo, pode-se acessar a página de edição: ➔ Especifica ou altera o nome do estilo ➔ Escrita do código XML usando o padrão SLD ➔ Enviar um arquivo SLD já existente ➔ Validar o código antes de salvar
  56. 56. 56 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Vamos considerar por exemplo o estilo simple_roads (usado para camadas do tipo polígono): ➔ Linhas são representadas em cor vermelha, com a largura de 2 pixels Cor da borda da linha (#AA3333 = vermelho claro) Largura da linha (pixels)
  57. 57. 57 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Vamos criar um novo estilo, chamado pipe_roads, usado para melhor visualizar as rodovias. Para conseguir o efeito, vamos desenhar as linhas duas vezes: a primeira maior na cor cinza escuro, e a mais estreita na cor cinza claro. Isto cria um efeito como “tubo cheio” que geralmente é utilizado na representação de rodovias em mapas na web. ✔ Copie e cole o estilo simple_roads com o botão Copy... , depois: ➔ Mude o nome do estilo, o título e o resumo Nome do estilo Título e resumo do estilo
  58. 58. 58 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ➔ Defina duas tags <FeatureTypeStyle>, representando a borda (cinza escuro, 4 pixels de largura) e o enchimento (cinza claro, 2 pixels de largura): primeiro estilo representando a borda Segundo estilo representando o enchimento
  59. 59. 59 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ➔ Pressione o botão Validate para validar seu código: se não ocorrer erros, um aviso na cor verde será apresentado dizendo No validation errors. ➔ Marque este novo estilo como default style para a camada ECU_roads e veja o resultado na página Layer Preview:
  60. 60. 60 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Alguns SIG desktop permitem salvar estilos para camadas em um arquivo SLD, que posteriormente pode ser importado pelo Geoserver. ✔ O software Quantum GIS tem um plugin (chamado de Save As SLD) que abilita salvar simples estilos de camadas de acordo com o padrão SLD ou diretamente importá-los dentro do Geoserver: ➔ Abra o Quantum GIS e selecione no menu Plugins → Fetch Python Plugins ➔ Na aba Repositories e pressione o botão Add... ➔ Escreva QGIS Contributed Repository no campo Name e http://pyqgis.org/repo/contributed como URL, marque Enabled e presione OK:
  61. 61. 61 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Na aba Plugins, veja o plugin Save As SLD e pressione o botão Install plugin para instalar o plugin. ✔ Ligue somente a camada ECU_adm1 (Equador províncias) e edite a lista de estilos para setar a gradução da cor e o label (nome) das províncias:
  62. 62. 62 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Selecione Plugins → Save Style As SLD... → Save style As SLD...: ➔ Previsualização do documento SLD ➔ Opção para fazer upload do estilo direto no Geoserver ➔ Salve o estilo SLD
  63. 63. 63 Definindo Estilos para uma camada WMS - SLD ✔ Abrindo a página Styles do Geoserver, você poderá realizar o upload do novo estilo: ✔ Marque o novo estilo como default style para a camada ECU_adm1 e veja o resultado no página Layer Preview: ✔ Atenção: Este tipo de geração de plugin não suporta definições complexas de estilos.
  64. 64. 64 Referências ✔ GeoServer official website: http://geoserver.org ✔ GeoServer user documentation: http://docs.geoserver.org/stable/en/user ✔ GeoSolutions GeoServer Workshop at GeoCamp Summer School, Foligno (Italy), June 25-29 2012 (Live DVD) ✔ CGIAR-CSI SRTM: http://srtm.csi.cgiar.org ➔ http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0

×