O papel do Fórum Nacional de Dirigentes e Secretários
Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação na Rede
Brasileira de C...
Marcos Alberto Martinelli
Empresário (1985-2013)
Bacharel em Ciência Jurídicas (advocacia 1990- 2007)
Presidente da Associ...
Breve histórico
No contexto dos anos 1990, o processo de abertura
econômica provocou o acirramento da concorrência
naciona...
FORUM NACIONAL CTI
O Fórum Nacional de Secretários Municipais de
Ciência e Tecnologia foi criado em 07 de dezembro
de 2001...
Qual as evidências?
Ainda segundo o FORUM CTI, o IDHM - Índice de
Desenvolvimento Humano Municipal (PNUD, 2010)
dos seus a...
Quais as evidências?
• Média PIB per capita R$ 12.130 (associados)
• 47,7% superior à média nacional
(R$ 8.212)
Fonte: FOR...
1a
. fase: rápida expansão
A partir da “Carta de
Vitória” (2001), foi
crescente o movimento
municipalista que visava
a ins...
Cerca de 5% dos municípios
declaravam em 2013 manter
estruturas locais de C, T & I.
2006 2009 2011 2013
0
50
100
150
200
2...
Linha do tempo
Ano Etapa
2001 Criação do fórum
2001~2008 Institucionalização precária*, convocação de municípios
(Carta de...
Nova agenda
1) Transição entre um “movimento” e uma
“instituição”
2) Identificação de necessidades contemporâneas
3) Ident...
Referências
FORUM CTI. Relatório da gestão 2007-2010. Fórum de Secretários e Dirigentes Municipais de Ciência,
Tecnologia ...
Gestão Local de Redes Sociotécnica: estudo de exemplos de São Carlos e atuação do fórum nacional de secretários municipais...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão Local de Redes Sociotécnica: estudo de exemplos de São Carlos e atuação do fórum nacional de secretários municipais de C, T&I

197 visualizações

Publicada em

Apresentação de pesquisa acadêmica em curso e discussão sobre o papel do Fórum Nacional de Dirigentes e Secretários Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação na Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas. A apresentação aconteceu na 4a. Campus Party Recife, Olinda (PE) entre os dias 23 e 26 de julho de 2015.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão Local de Redes Sociotécnica: estudo de exemplos de São Carlos e atuação do fórum nacional de secretários municipais de C, T&I

  1. 1. O papel do Fórum Nacional de Dirigentes e Secretários Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação na Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas Campus Party Recife Centro de Convenções de Pernambuco Recife (PE) 25/7/2015
  2. 2. Marcos Alberto Martinelli Empresário (1985-2013) Bacharel em Ciência Jurídicas (advocacia 1990- 2007) Presidente da Associação Comercial de São Carlos (2004-2007) Presidente da OSCIP “São Carlos Presente e Futuro” (2007-2008) Secretário Municipal de Governo (2008-2009) Secretário Municipal de Desenvolvimento Sustentável, C, T&I (2009-2011) Presidente da Progresso São Carlos (2012) Secretário Municipal de Governo (2012) Secretário Municipal de Governo em Taquaritinga (2013) Mestre em Ciência, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal de São Carlos (2014) Doutorando em Ciência, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal de São Carlos Membro do Núcleo de Informação Tecnológica, Ciência, Inovação e Sociedade (2015) Vice presidente institucional do FORUM NACIONAL CTI Membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (2011-2015) Pesquisador CAPES/CNPq (2015) na temática “Gestão local de redesPesquisador CAPES/CNPq (2015) na temática “Gestão local de redes sociotécnicas”sociotécnicas”
  3. 3. Breve histórico No contexto dos anos 1990, o processo de abertura econômica provocou o acirramento da concorrência nacional com produtos e serviços estrangeiros, demandando maior qualificação dos recursos humanos e mais pesquisa, desenvolvimento e inovação. O primeiro município a configurar um sistema próprio foi o município de Vitória (ES), em 1991. Era composto por secretaria, conselho e fundo (FACITEC, 2011 apud MARTINELLI, 2014, p. 53).
  4. 4. FORUM NACIONAL CTI O Fórum Nacional de Secretários Municipais de Ciência e Tecnologia foi criado em 07 de dezembro de 2001, visando articular secretários municipais e estreitar as relações com órgãos dos governos federal e estaduais. A 'Carta de Vitória' estabelece que o fórum objetive principalmente 'constituir-se como agente ativo na política nacional de C&T, considerada como meio e instrumento essencial para a melhoria da qualidade de vida da população e promoção do desenvolvimento sustentável' (RAMOS, 2010, p. 287)
  5. 5. Qual as evidências? Ainda segundo o FORUM CTI, o IDHM - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (PNUD, 2010) dos seus associados alcançou o índice de 0,789 enquanto a média nacional era de 0,678. IDH-M (média nacional) IDH-M (associados) 0,678 0,789 Fonte: FORUM CTI (2010)
  6. 6. Quais as evidências? • Média PIB per capita R$ 12.130 (associados) • 47,7% superior à média nacional (R$ 8.212) Fonte: FORUM CTI, 2010
  7. 7. 1a . fase: rápida expansão A partir da “Carta de Vitória” (2001), foi crescente o movimento municipalista que visava a inserção dos municípios na agenda nacional de C, T&I (FACITEC, 2011; RAMOS, 2010, MARTINELLI, HOFFMANN, 2013)
  8. 8. Cerca de 5% dos municípios declaravam em 2013 manter estruturas locais de C, T & I. 2006 2009 2011 2013 0 50 100 150 200 250 300 68 115 193 266 Fonte: MARTINELLI, 2014, p. 54, 61
  9. 9. Linha do tempo Ano Etapa 2001 Criação do fórum 2001~2008 Institucionalização precária*, convocação de municípios (Carta de Vitória), estabelecimento de parcerias (CDV, Abipti, Confap, Consecti, SEBRAE, MCTI, FNP, etc.) 2009 Carta de BH, mobilização para a 4a . CNCTI 2010 4a . CNCTI, realização de encontros regionais 2011 Capacitações e visitas nos municípios com foco na captação de recursos 2012 Reconhecimento de boas práticas Caravanas do conhecimento 2013 Proposta uma nova agenda (1) 2014 Diagnóstico, “visões de futuro” e propostas 2015 Rede sociotécnica (RBCIH) e formalização
  10. 10. Nova agenda 1) Transição entre um “movimento” e uma “instituição” 2) Identificação de necessidades contemporâneas 3) Identificação de outras fontes de financiamento (além dos tradicionais convênios) 4) Formalização 5) Concentração & dispersão 6) Internacionalização
  11. 11. Referências FORUM CTI. Relatório da gestão 2007-2010. Fórum de Secretários e Dirigentes Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação. www.tecnologiaparamunicípios.org.br. Brasília: FNSDMCTI. 2010. Disponível em: <http://www.tecnologiaparamunicipios.org.br/a-entidade/item/download/10>. Acesso em: 20 Nov. 2012. MARTINELLI, M. A. Sistema de ciência, tecnologia e inovação: estudo do sistema municipal de São Carlos (SP). Dissertação de mestrado. São Carlos: UFSCar. 2014. 129 p. Disponível em: <http://www.bdtd.ufscar.br/htdocs/tedeSimplificado//tde_busca/arquivo.php? codArquivo=7597>. Acesso em 15 Mar 2015. MARTINELLI, M. A; HOFFMANN, W. A. M. A dimensão local e os novos territórios em relação às políticas públicas para as áreas de ciência, tecnologia e inovação in: HOFFMANN, W. A. M; MIOTELLO, V. [Org.] Diálogos em Ciência, Tecnologia e Sociedade, p. 237-248. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013. 397 p. RAMOS, S. R. A Inserção dos municípios na agenda nacional de CT&I. Revista Parcerias Estratégicas, v. 15, n. 31, p.287-293. Brasília: CGEE. 2010. Disponível em: <http://www.cgee.org.br/atividades/redirKori/7274>. Acesso em: 14 jul. 2013. VELOSO FILHO, F. A; NOGUEIRA, J. M. O Sistema Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e a Promoção Econômica de Regiões e Localidades no Brasil. Estudos Geográficos, v. 2, p. 01-15, dez. 2006.

×