Projeto Casas de Paz - treinamento Pastor Naor (Igreja Videira)

5.261 visualizações

Publicada em

Treinamento para o projeto de evangelismo "Casas de Paz" ministrado pelo Pastor Naor Pedroza, da Igreja Videira (Goiânia/GO Brasil), dia 07/10/2015

Publicada em: Espiritual
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
344
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Casas de Paz - treinamento Pastor Naor (Igreja Videira)

  1. 1. O QUE SÃO AS CASAS DE PAZ? Semanalmente, uma equipe de ministros trazem a adoração a Deus, pregam a sua Palavra e oram pelas pessoas que participam dessas reuniões, trazendo o amor do Pai e a esperança. Assim cremos que muitas vidas serão salvas nesses dias.
  2. 2. Os locais, onde acontecem as CASA DE PAZ, são os mais variados possíveis: residências, salão de festa de condomínios, quadras comunitárias, associações assistenciais, praças, abrigos que acolhem crianças sem lares e famílias, escolas e empresas em geral. Os encontros podem acontecer em qualquer lugar, onde existam pessoas necessitadas e abertas para Deus.
  3. 3. Sua casa se torna um ponto de salvação de almas. Um local onde vidas tem a oportunidade de ouvir de Jesus.
  4. 4. Gera comunhão dentro da própria família e com a vizinhança.
  5. 5. As orações realizadas, nas casas ou apartamentos, são como um muro de proteção para a região onde está.
  6. 6. Qualquer pessoa, sendo cristã ou não, pode abrir sua casa, empresa, escola ou associação para implantar uma CASA DE PAZ. O alvo são pessoas que não participem de nenhuma igreja ou que estejam desviadas.
  7. 7. Para ser um ministro ou alguém que gostaria de colaborar em uma CASA DE PAZ, é necessário ser membro da igreja e participar dos treinamentos que serão oferecidos semanalmente, durante as sete semanas.
  8. 8. Estamos dando o inicio a estratégia das “CASAS DE PAZ”, com o objetivo de multiplicar o números de nossas células.
  9. 9. Com as Casas de Paz teremos uma verdadeira revolução na Igreja. Temos uma estratégia maravilhosa para fomentar o crescimento e a multiplicação das nossas células. A inspiração para este grande mover vem diretamente da Palavra de Deus.
  10. 10. Em Lucas 10, Jesus envia 70 discípulos, de dois em dois, com uma missão: espalharem-se em diversas direções em busca de uma casa que os recebesse e que se tornasse uma base do agir do Reino de Deus.
  11. 11. Nós estamos seguindo as instruções de Jesus, cada dupla, a partir do mês de setembro, deve buscar casas e proclamar ali a paz de Deus.
  12. 12. A palavra diz, que se houvesse um "filho da paz" naquele lugar, ou seja, alguém que os recebesse com o coração aberto, a ordem do Senhor era que permanecessem naquela casa, estabelecessem ali relacionamentos sólidos, curassem os enfermos e proclamassem o reino de Deus.
  13. 13. Que assim seja conosco hoje e em todo lugar por onde passarmos para estabelecermos o Reino de Deus. Com isso acreditamos que teremos a solução para muitos problemas, tantos familiares como para a sociedade como um todo.
  14. 14. As Casas de Paz são uma estratégia para levar famílias a experimentar a paz que só Jesus pode oferecer.
  15. 15. Pouco antes da sua morte, Jesus declarou aos seus discípulos: “Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo”. (Jo 14:27).
  16. 16. E logo após sua ressurreição ele apareceu aos mesmos discípulos para confortá-los, e essa foi a primeira declaração que ele fez: “Paz seja convosco!”. Sim! Jesus está muito interessado em ministrar a Sua paz aos corações das pessoas.
  17. 17. • objetivo é mobilizar toda igreja, inclusive os irmãos de um talento, transformando-os em Semeadores da Paz.
  18. 18. Nosso alvo é envolver todos os irmãos das células para abrir casas, ministrar ou atuar como apoiadores em uma dupla para que de maneira simples e eficaz, a paz de Cristo possa alcançar a centenas de lares da nossa cidade.
  19. 19. Trata-se de uma estratégia bíblica, simples e eficaz de mobilização da igreja local para ganhar vidas e estabelecer suas casas como a base para a expansão do reino de Deus.
  20. 20. A passagem bíblica usada como base é o capítulo 10 de Lucas, onde Jesus chama 70 dos seus discípulos, todos inexperientes na fé, e os envia de dois em dois a diversas cidades e aldeias, ...
  21. 21. ... com a missão de encontrar pessoas que estivessem abertas para receber a presença do Senhor em suas casas. Nos versículos 5 e 6 Jesus os orientou dizendo:
  22. 22. “Quando entrarem numa casa, façam primeiro esta saudação: ‘Que a paz esteja nesta casa!’ E, se ali houver algum filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz (...)”.
  23. 23. Então, a tarefa dos 70 era encontrar os “filhos da paz” e estabelecer suas casas como “Casas de Paz” e uma base de operação do reino de Deus.
  24. 24. O texto nos mostra que os discípulos saíram de dois em dois para a missão que Jesus lhes havia dado, indo a diversas cidades, aldeias e povoados a fim de encontrar pessoas que estivessem abertas para receber a presença do Senhor Jesus em suas casas.
  25. 25. Alguns dias depois, todos retornaram “cheios de alegria” por tudo o que viram o Senhor realizar: salvação, restauração e milagres!
  26. 26. Aqueles homens ousaram obedecer ao Senhor, enfrentando muitas oposições e seus próprios medos, e o resultado foi aquilo que queremos experimentar como igreja: uma explosão de conversões.
  27. 27. São casas que se abrem para que, durante um período de sete semanas, a palavra de Deus possa ser ministrada de uma maneira simples e compreensível a pessoas que ainda não participam de nenhuma igreja evangélica.
  28. 28. Além da Palavra, as pessoas também recebem oração por suas necessidades pessoais e enfermidades . E são levadas a se integrarem em uma Célula.
  29. 29. A implementação das Casas de Paz envolve diversas etapas, incluindo um tempo de preparação a fim de mobilizar toda a igreja para se envolver no projeto, conforme descrito a seguir:
  30. 30. Durante as semanas que antecedem o projeto, toda a igreja será desafiada a orar, saturando os céus da nossa cidade com clamores tanto pelas pessoas que abrirão suas casas como por aquelas que serão convidadas a participar das Casas de Paz.
  31. 31. Faremos isso em todas as reuniões possíveis: Células, Celebrações, discipulados, vigílais, etc. É claro que vamos continuar orando até que os frutos sejam apresentados a Deus no dia do grande batismo.
  32. 32. Inspirados no modelo de Jesus, que enviou os 70 discípulos de dois em dois, estaremos formando as duplas de “Semeadores” a fim de levar a Paz de Cristo a dezenas de casas da nossa cidade.
  33. 33. O critério para a formação desses pares é que sejam pessoas comprometidas com a Célula e a Igreja, que tenham participado do Encontro com Deus.
  34. 34. Além das ministrações feitas nos cultos de celebração e das Células, haverá reunião todas as segundas-feiras, quando as duplas já estiverem definidas, para transmitir instruções mais detalhadas para a realização das reuniões nas Casas de Paz.
  35. 35. Há muitas formas de se encontrar os “filhos da paz”. O evangelismo pessoal é a principal delas. A sugestão é que cada dupla faça uma lista de pessoas pelas quais estarão orando e busquem o momento de abordá-las, propondo se gostariam de abrir suas casas para que a Paz do Senhor possa ser ali ministrada por sete semanas.
  36. 36. A prioridade deve ser abordar aquelas pessoas que estejam enfrentando algum tipo de sofrimento pessoal ou em sua família. Ex: alguém doente, um filho que esteja nas drogas, dificuldades financeiras, etc.
  37. 37. Há sempre ao nosso redor pessoas necessitadas e outras que estão curiosas em relação ao mundo espiritual. São verdadeiros “filhos da paz”, que precisam ser descobertos.
  38. 38. Outra maneira de abrir “Casas de Paz” é utilizando as reuniões de confraternização das Células, eventos-ponte, para convidar o maior número possível de pessoas não convertidas.
  39. 39. Neste dia o líder ou mesmo uma das duplas poderia compartilhar uma pequena palavra curta desafiando as pessoas a abrirem suas casas para Jesus.
  40. 40. As reuniões acontecerão uma vez por semana, durante sete semanas. Elas deverão ser intensas e objetivas, não durando mais que uma hora, começando com uma breve oração (essa oração será também cantada com a música “Como Zaqueu”.
  41. 41. Será necessário ter cópia da música), depois um quebra- gelo rápido e em seguida a palavra, que deverá ser ministrada em no máximo 30 minutos.
  42. 42. Após o ensino da palavra, é preciso dar oportunidade para que as pessoas façam seus pedidos de oração, provocando a oportunidade para que milagres aconteçam e aquelas famílias sejam abençoadas.
  43. 43. O encerramento da reunião acontecerá com essa oração. É muito importante que a reunião não se estenda por mais de uma hora, para que as pessoas tenham expectativa pelo mover da próxima semana.
  44. 44. Cada dupla receberá os esboços das sete ministrações que serão compartilhadas durante o projeto. São tão simples que até mesmo um novo convertido pode compartilhá-las.
  45. 45. Tudo o que for ministrado tem como objetivo levar os ouvintes ao arrependimento, à conversão e a um compromisso definitivo com Cristo e com a igreja local.
  46. 46. Antes de iniciarmos o projeto, as duplas convocadas passarão por um treinamento específico, quando serão instruídas em como ministrar.
  47. 47. No final das sete semanas haverá encontros simultâneos em todas as redes das igrejas para fazermos a colheita dos frutos.
  48. 48. Para esse dia serão convidadas todas as pessoas que abriram suas casas e também aquelas que tiveram uma experiência pessoal com Deus. Nesse encontro todas as pessoas que participaram deverão ser reconhecidas e honradas.
  49. 49. Devemos encher as suas bolsas de presentes e cartas de amigos e familiares para que elas sejam impactadas com o amor de Deus.
  50. 50. Não! As Células continuam sendo a prioridade na estrutura de pastoreio da VINHA.
  51. 51. Estar participando de uma Célula e ter participado do Encontro com Deus. Obs: O Líder de Célula acompanhado do pastor avaliará os casos especiais.
  52. 52. Cabe ao Líder da Célula a definição e acompanhamento das duplas, sempre com o apoio do pastor, considerando alguns fatores como:
  53. 53. Afinidade, facilidade de se encontrarem e, na medida do possível colocando alguém mais maduro junto a um menos experiente. A dupla também pode ser formada por um casal.
  54. 54. No caso de jovens, as duplas de Semeadores podem ser formadas por pessoas do sexo oposto, ou não, ou ainda podem ir de três pessoas a fim de facilitar a participação de jovens de ambos os sexos nas reuniões.
  55. 55. No caso de adolescentes, é imprescindível que em cada dupla sempre haja alguém mais experiente.
  56. 56. Não. O critério definido é que tenha participado do encontro e que esteja em uma célula.
  57. 57. Isso é aceitável, porém não recomendável, pois dificultaria o acompanhamento por parte de um Líder e a posterior integração do novo convertido.
  58. 58. As duplas de Semeadores deverão frequentar suas respectivas Células durante as sete semanas, onde serão acompanhados por seu Líder de Célula.
  59. 59. O Líder reservará um tempo semanalmente, após as Células, para ouvir sobre suas experiências e dificuldades, bem como para dar orientações, encorajá-los e orar com eles.
  60. 60. De preferência em todas as casas ou estabelecimentos que abrirem suas portas para receber a dupla de Semeadores, durante um período de sete semanas. Esses locais podem ser de: Familiares ou amigos de membros da igreja, que não sejam convertidos ou que estejam desviados.
  61. 61. Obs: Nenhuma Casa de Paz poderá ser iniciada na casa de membros de outras igrejas evangélicas.
  62. 62. Não existe limite. Por se tratar de uma estratégia de evangelismo, quanto mais, melhor! Como se trata de um esforço evangelístico de duração limitada, se houver disposição e tempo para abrir várias, em endereços diferentes, podem e devem fazê-lo.
  63. 63. Sem dúvida! Para a salvação de vidas não há restrição.
  64. 64. Isso pode ser feito apenas depois de um tempo, pois o propósito principal das Casas de Paz é levar a bênção de Deus para aquela casa e conduzir cada pessoa a uma experiência pessoal com Deus.
  65. 65. Não há limites, a não serem os limites da própria casa ou aqueles que os anfitriões impuserem.
  66. 66. Não! Todos devem seguir o padrão estabelecido para a ministração, tempo, conteúdo etc.
  67. 67. A duração de cada reunião não pode ultrapassar uma hora. A mensagem deve ser ministrada em no máximo 30 minutos, seguida de oração pelas necessidades e encerramento.
  68. 68. Sim! Qualquer pessoa pode ser convidada a participar em qualquer das ministrações.
  69. 69. Não há nenhuma restrição quanto a isso, aliás é recomendável que o façam.
  70. 70. Desde a primeira reunião nas Casas de Paz as pessoas devem ser incentivadas, a fim de terem um primeiro contato com o ambiente ungido e estimulante da igreja.
  71. 71. Por se tratar de uma estratégia de evangelismo, é importante que apenas os Semeadores ministrem o estudo dirigido, ainda que em alguns momentos algumas pessoas possam até abrir seus corações e/ou interagir nas reuniões.
  72. 72. Os Semeadores devem estar preparados para encontrar imagens de santos, bebidas alcoólicas, cigarro, pessoas hostis, etc.
  73. 73. É preciso respeitar o ambiente da casa, evitando confrontos desnecessários e agindo com sensibilidade, sabendo que trata-se de um campo a ser conquistado com sabedoria e muita oração.
  74. 74. Obs: É importante que em todas as semanas, ao entrar e sair das Casas de Paz os Semeadores declarem a bênção de Deus sobre aquele lugar.
  75. 75. A dupla de Semeadores deve orar ali mesmo na reunião, para que as pessoas sejam libertas. Lembre-se de que foi isso o que aconteceu quando Jesus enviou seus discípulos, conforme o relato dos discípulos a Jesus.
  76. 76. “Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome”. (Lc 10:17).
  77. 77. As pessoas que participaram das Casas de Paz, principalmente os novos convertidos, serão convidados para o Encontro Com Deus e também para o Culto de domingo.
  78. 78. É possível que algumas Casas se transformem em Células, porém isso será avaliado e definido juntamente com o pastor da rede.
  79. 79. O objetivo é que toda a Igreja se envolva nesse esforço evangelístico e que tenhamos tantas Casas de Paz quanto for possível abertas. Para isso, todos os membros comprometidos com a igreja serão desafiados a se envolver no projeto compondo as duplas de Semeadores.
  80. 80. Vale lembrar que as reuniões semanais nas Células continuarão normalmente, inclusive porque as mesmas estarão preparadas para receber aqueles que forem alcançados nas Casas de Paz.
  81. 81. Que Deus nos conceda a Sua graça e capacidade, para enchermos centenas de casas da nossa cidade com a sua paz.

×