A cana de açúcar e as emissões de Poluentes

675 visualizações

Publicada em

A cana de açúcar e as emissões de Poluentes
Engenharia Univesp

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A cana de açúcar e as emissões de Poluentes

  1. 1. A cana de açúcar e as emissões de Poluentes Marco Antonio Z. Cabral Engenharia Sábado Tarde - Jaú
  2. 2. IMPACTOS AMBIENTAIS DA CANA-DE-AÇÚCAR Figura 1 - Áreas de plantações e usinas produtoras de etanol e açúcar no Brasil.
  3. 3. A QUEIMA DA CANA PARA COLHEITA • A absorção do gás carbônico pela cana-de-açúcar se dá durante o seu período de crescimento, entre 12 a 18 meses. Durante a queimada, entre 30 e 60 minutos, a cana libera todo esse gás na atmosfera, o que provoca um grande impacto negativo ao meio ambiente, por causa da liberação em excesso de todo carbono até então absorvido.
  4. 4. Absorção x Emissões de CO2 • A queima da palha equivale à emissão de 9 kg de CO2 por tonelada de cana, enquanto a fotossíntese da cana retira cerca de 15 toneladas por hectare de CO2. Assim, a cultura da cana-de-açúcar mostra-se extremamente eficiente na fixação de carbono, apresentando um balanço altamente positivo, já que absorve muito mais carbono do que libera na atmosfera
  5. 5. Estudos sobre poluentes do Etanol • O canavial realmente absorve e incorpora CO2 em grande quantidade, mas o seu consumo é muito lento quando comparado com a liberação na atmosfera. • As queimadas no Estado de São Paulo ocorrem principalmente durante a estação seca de abril a novembro, coincidindo com o período de baixas precipitações e piores condições de dispersão da fumaça e de partículas da fuligem, o que agrava seus efeitos sobre a qualidade do ar, provocando transtornos pela sujeira nas residências e causando doenças dermatológicas, cardiovasculares e respiratórias na população devido à poluição atmosférica
  6. 6. a) As emissões do ciclo de vida por unidade de energia de etanol de cana-de-açúcar produzido nas cinco fases do ciclo de vida. As emissões mostradas aqui são para o etanol produzido a partir de lavouras que são queimados. T / D, transporte / distribuição; BTU, unidades térmicas britânicas. b) Comparações de emissões do ciclo de vida entre a gasolina, diesel e etanol de cana. Estimativas do modelo GREET incluem seis poluentes atmosféricos (COV, CO, NOx, PM10, PM2: 5, e SOx) e gases de efeito estufa (como o CO2 equivalente, CO2e). Eixo da direita é para as emissões de gases de efeito estufa. http://joannenova.com.au/2012/07/sugar-cane-ethanol-biofuel- produces-10-times-the-pollution-of-gasoline-and-diesel/
  7. 7. Estudos sobre poluentes do Etanol • Em comparação com a gasolina eo diesel, ao longo de todo o seu ciclo de vida, cada unidade de energia produzida com cana-de-açúcar produz 10 vezes mais compostos orgânicos voláteis (VOC), monóxido de carbono e óxidos nitrosos. A quantidade de PM10 e PM2.5 do produzido com etanol combustível é ainda maior. A maior parte da poluição vem da queima de campos de cana-de- açúcar (ver gráfico a). Assim, as pessoas que sofrerão mais com a produção de etanol serão moradores e agricultores rurais próximos às áreas de produção de cana-de-açúcar.
  8. 8. Estudos sobre poluentes do Etanol • 'O etanol está sendo promovido como um combustível limpo e renovável que vai reduzir o aquecimento global e a poluição do ar ", disse o cientista atmosférico da Universidade de Stanford Mark Jacobson. Mas ele aponta que o número de mortes e hospitalizações relacionadas com doenças respiratórias pode aumentar se todos os veículos nos Estados Unidos usarem a mais recente tecnologia automotiva de combustível que contenha altos níveis de etanol.
  9. 9. Estudos sobre poluentes do Etanol • Jacobson usou modelos de computacionais em 3-D para simular a qualidade do ar no ano de 2020, quando os veículos movidos a álcool podem se tornar amplamente disponíveis nos Estados Unidos. • Ele programou o modelo para comparar dois cenários futuros-aquele em que todos os carros, caminhões, motocicletas e outros automóveis no país são alimentados por gasolina, e outro em que os veículos são conduzidos por E85, uma mistura popular de 85 por cento de etanol e 15 por cento de gasolina. • http://news.stanford.edu/news/2007/april18/ethanol-041807.html
  10. 10. Estudos sobre poluentes do Etanol • 'Achamos que os veículos E85 reduzem os níveis atmosféricos de duas substâncias cancerígenas, benzeno e butadieno, mas aumentam outros dois, formaldeído e acetaldeído,' disse Jacobson. 'Como resultado, as taxas de câncer de E85 é provável que sejam semelhantes aos da gasolina. No entanto, em algumas partes do país, E85 aumentou significativamente o ozônio, um ingrediente principal de poluição. ‘
  11. 11. Estudos sobre poluentes do Etanol • A pesquisa da Stanford sugere que a produção e o consumo de etanol pode, portanto, liberar menos deste gás de efeito estufa na atmosfera do que o consumo de gasolina faz, porém as doenças ligadas ao seu uso podem ser mais graves e frequentes devido às emissões dos outros poluentes. • http://news.stanford.edu/news/2007/april18/ethanol-041807.html
  12. 12. Referências* • Ethanol vehicles pose significant risk to health, new study finds • http://news.stanford.edu/news/2007/april18/ethanol-041807.html • Sugar cane ethanol biofuel produces 10 times the pollution of gasoline and diesel • http://joannenova.com.au/2012/07/sugar-cane-ethanol-biofuel-produces-10-times-the-pollution-of-gasoline-and-diesel/ • http://www.fepam.rs.gov.br/qualidade/poluentes.asp • Livescience • http://www.livescience.com/1436-surprise-ethanol-deadly-gasoline.html • http://www.grupocultivar.com.br/sistema/uploads/artigos/27-01_gc_cana.pdf • http://www.jallesmachado.com.br/portugues/meioambiente.php?creditos_carbono * Acessos entre 23/09/2014 e 27/09/2014
  13. 13. Contato Marco Antonio Z. Cabral – marco.cabral@aluno.univesp.br Skype: mazcabral Fones: Mobile: (14) 99855-7868 São Paulo (11) 3711-5732 ramal 417 Rio (21) 3958-0881 ramal 214 NYC + 1 646-843-6967 ext 692 www.portfolio.eng.br

×