SlideShare uma empresa Scribd logo
Introdução à Economia  Prof. MSc. Elói Martins Senhoras
Noções de Microeconomia Elasticidade
Figura  A elasticidade de várias curvas de demanda.
Figura  A elasticidade de várias curvas de demanda.
Figura  A variação da elasticidade ao longo de uma reta de demanda.
Figura  Determinando a receita ao longo de demanda linear.
Figura  Determinando a receita ao longo de demanda linear.
Figura  A elasticidade de várias curvas de oferta.
Elasticidades Exemplos na Microeconomia:   Elasticidade-preço da demanda  : Variação percentual na quantidade demandada, dada a variação percentual no preço do bem,  ceteris paribus . Elasticidade-renda da demanda  : Variação percentual na quantidade demandada, dada uma variação percentual na renda,  ceteris paribus .
Elasticidades Exemplos na Microeconomia: (cont.)   Elasticidade-preço cruzada da demanda  : Variação percentual na quantidade demandada, dada a variação percentual no preço de outro bem,  ceteris paribus . Elasticidade-preço da oferta  : Variação percentual na quantidade ofertada, dada uma variação percentual no preço do bem,  ceteris paribus .
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Variação percentual na  quantidade demandada , dada uma variação percentual no  preço do bem ,  ceteris paribus . Mede a  sensibilidade , a resposta dos consumidores, quando ocorre uma variação no preço de um bem ou serviço. E pd  = % q d % preço = q 1  – q 0  q 0  p 1  – p 0  p 0  q d   q d   p   p   = = p   q d   q d   p   x
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda E pd  = p   q d   q d   p   x >0 <0 Lei Geral da Demanda A Elasticidade-preço da demanda é sempre negativa. Seu valor é expresso em módulo (  |E pd  |   = 1,5 que  equivale a E pd  =  -1,5 ).
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Exemplo: Calcule a Elastici- dade-preço da demanda em um ponto específico. P 0  =  preço inicial = R$ 20,00 P 1  =   preço final = R$ 16,00  Q 0  =  quantidade demandada, ao preço p 0  = 30  Q 1  =  quantidade demandada, ao preço p 1  = 39  0  15  30  39  50  Preço do Bem (R$) 30 20 16 8 0 Quantidade demandada D p 1 p 0
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Solução: p 1  – p 0  p 0  p   p   = Variação Percentual (%) = 16 - 20 20   =  - 0,2 = 20%  q 1  – q 0  q 0  q   q   = = 39 - 30 30   =  0,3 = 30%  E pd  = 30% -20% = -1,5 ou  | E pd  |   =   1,5 Para uma queda de 20% no preço,a quantidade demandada aumenta em 1,5 vezes os 20%, ou seja, 30%.
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Classificação: Demanda Elástica, inelástica e de elasticidade unitária.  Demanda Elástica: | E pd  |   >  1 -  Ex: |E pd  |   = 1,5 Significa que, dada uma variação percentual, por exemplo, de 10% no preço, a quantidade demandada varia, em sentido contrário, em 15%, ou seja, 50% a mais,  ceteris paribus . Isso revela que a quantidade é bastante sensível à variação de seu preço.
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Demanda Inelástica: | E pd  |   <  1 - Ex: | E pd  |   = 0,4  Neste caso, os consumidores são pouco sensíveis a variações de preço: uma variação de, por exemplo,  10% no preço leva a uma variação na demanda des- se bem de apenas 4% (sem sentido contrário).
Elasticidades Demanda de elasticidade unitária: | E pd  |   =   1  ou  E pd  =  - 1 Se o preço aumenta em 10%, a quantidade cai também em 10%, ceteris paribus. Elasticidade-preço da demanda
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Exemplo: Seja as  elasticidades-preço da demanda  dos  bens A  e  B;  E pd A  = -2  e  E pd B  = -0,8 . Neste caso, e supondo que o com- sumo dos dois bens é independente, o  bem  A  apresenta  uma demanda mais elástica que o bem B, pois um aumento de  10%  no preço de ambos levaria a uma queda de  20%  na quantidade demandada do  bem A , e de apenas  8%  na do bem B ,  ceteris paribus . Os consumidores são mais sensíveis, reagem mais a variações de preços no bem A do que no bem B.
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Fatores que afetam : Disponibilidade de bens substitutos Essencialidade do bem Importância relativa do bem no orçamento do consumidor Horizonte de tempo
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Disponibilidade de bens substitutos Quanto mais substitutos Mais  elástica  a demanda Pois dado um aumento de preços, o consumidor tem mais opções para “fugir” do consumo desse produto, provocando uma queda em sua demanda mais que proporcional à varia- ção do preço. Assim, quanto mais específico o mercado, maior a elasticidade.  Ex: Elasticidade do Guaraná > Refrigerante .
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Essencialidade do bem Quanto mais essencial  Mais  inelástica   a demanda Esse tipo de bem não traz muitas opções para o consumidor  “ fugir” do aumento de preços.  Ex: Sal, açúcar .
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Importância relativa do bem no orçamento do consumidor Quanto maior o  peso no orçamento  Mais  elástica   a demanda A importância relativa, ou  peso  do bem no  orçamento,  é  dada pela proporção de quanto o consumidor gasta no bem, em relação a sua despesa total. O consumidor é muito afetado, por alterações nos preços, quanto mais gasta com o produto, dentro de sua cesta de consumo.  Ex.  Elasticidade da Carne > Fósforo.
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Horizonte de tempo Quanto maior o  horizonte de tempo Mais  elástica   a demanda Dependendo do horizonte de tempo de análise, um  intervalo de tempo maior permite que os consumi- dores de determinada mercadoria descubram mais formas de substituí-la, quando seu preço aumenta.
Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Interpretação geométrica A elasticidade-preço da demanda varia, ao longo de uma mesma curva de demanda.  Quanto maior o preço do bem, maior a elas- ticidade. Preço do Bem (R$) Quantidade demandada a b c |E pd | ponto b  > 1  (elástica) |E pd | ponto a  = 1  (unitária) |E pd | ponto c  < 1 (inelástica)
Preço do Sal (R$) Qtd adquirida de sal Preço do CD´s (R$) Qtd adquirida de CD´s Inclinação acentuada : As compras variam pouco com o aumento dos preços. (Insensível aos preços) (Inelástica) Inclinação pequena : As compras variam muito com o aumento dos preços. (Sensível aos preços) (Elástica) Elasticidades Elasticidade-preço da demanda
Preço do Bem (R$) Qtd adquirida do Bem Inclinação Infinita : As compras não variam com o aumento dos preços. Perfeitamente Inelástica: (Ex.: Bens Essenciais)  Inclinação zero : As compras variam  muito com o aumento dos preços. Sensível aos preços. Perfeitamente Elástica: (Ex.: Mercados perfeitamente compe- titivos.  Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Casos Extremos E pd  = 0 Preço do Bem (R$) Qtd adquirida do Bem E pd  = 00
Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Receita Total = RT = preço unitário x quantidade comprada do bem RT = p . q O que pode acontecer com a receita total (RT),  quando varia o preço de um bem ?
Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Resposta:  Vai depender da elasticidade-preço da demanda a)  Se  E pd  for elástica   % q d   >   % preço RT segue o sentido da quantidade  (prepondera a variação da quantidade sobre a variação do preço). - se p aumentar, q d  cairá, e a RT diminuirá. - se p cair, q d  aumentará, e a RT aumentará.
Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda b)  Se  E pd  for inelástica   % q d   <   % preço RT segue o sentido do preço  (prepondera a variação do preço sobre a variação da quantidade). - se p aumentar, q d  cairá, e a RT aumentará. - se p cair, q d  aumentará, e a RT cairá.
Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda c)  Se  E pd  for unitária % q d   = % preço Tanto faz  p  aumentar ou cair, que a receita total  (RT) permanece constante .
Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Conclusão: Demanda inelástica É vantajoso aumentar o preço (ou diminuir a produção) Até onde E pd  = -1 Pois, embora a quantidade caia, O aumento de preço mais que compensa a queda na quantidade, e a RT aumenta. Ex.: Produtos agrícolas. (principalmente os essenciais). Se, o aumento do preço for muito elevado pode acabar  caindo no ramo elástico da  demanda e assim, gerando a queda na receita total (RT).
Elasticidades Elasticidade-preço cruzada da Demanda Variação percentual na  quantidade demandada , dada a variação percentual no  preço de outro bem ,  ceteris paribus . E pd  AB  =   p B  q A  q A  p B  x E pd  AB   > 0  =>  A e B são  substitutos  (o aumento do preço de y aumenta o consumo de x, ceteris paribus). E pd  AB   < 0  =>  A e B são  complementares  (o aumento do preço de y diminui o consumo de x, ceteris paribus).
Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda Variação percentual na  quantidade demandada , dada uma variação  percentual na  renda  do consumidor, ceteris paribus . E Rd  =   R   q   q   R   x E Rd  > 1 =>  Bem superior (ou bem de luxo) : dada uma variação da renda, o consumo varia mais que proporcionalmente. E Rd  > 0 =>  Bem normal : o consumo aumenta quando a renda aumenta.
Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda E Rd  =   R   q   q   R   x E Rd  < 0 =>  Bem inferior : a demanda cai quando a renda aumenta.  E Rd  = 0 =>  Bem de consumo saciado: variações na renda não  alteram o consumo do bem.
Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda Obs.: Normalmente, a elasticidade-renda da demanda de produtos manufaturados é superior à elasticidade-renda de produtos básicos, como alimentos.  Mais elevada a renda Maior consumo de manufaturados (ex.: carro, eletrônicos), relativamente aos alimentos.
Elasticidades Elasticidade-preço da oferta E po  =   p   q o   q o   p   x E po  > 1 =>  Bem de oferta elástica.  Variação percentual na  quantidade ofertada , dada uma variação percentual no  preço do bem ,  ceteris paribus . E po  < 1 =>  Bem de oferta inelástica.  E po  = 1 =>  elasticidade-preço de oferta unitária.
Elasticidades Elasticidade-preço da oferta E po  > 1 =>  Bem de oferta elástica.  E po  < 1 =>  Bem de oferta inelástica.  E po  = 1 =>  elasticidade-preço de oferta unitária.  Obs.:  Corrente estruturalista da inflação: A oferta de produtos agrícolas seria inelástica a estímulos de preços, em virtude da baixa produtividade da agri- cultura, provocada pela estrutura agrária. Não responderia ao aumento da demanda de alimentos, aumentando assim os custos de produção e com- seqüente repasse aos preços dos produtos. Preço do Bem Quantidade do Bem. E po  > 1 E po  = 1 E po  < 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 06 e 07 - Economia das empresas
Aula 06 e 07  - Economia das empresasAula 06 e 07  - Economia das empresas
Aula 06 e 07 - Economia das empresas
Adriely Negrine Azevedo
 
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
amattos76
 
Cap02
Cap02Cap02
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Felipe Leo
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Luciano Pires
 
aula-01-economia
aula-01-economiaaula-01-economia
aula-01-economia
Wesley Handerson
 
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
Jenny Fortes
 
MicroEconomia
MicroEconomiaMicroEconomia
MicroEconomia
Renan Stoffel
 
Aula 4 elasticidades
Aula 4   elasticidadesAula 4   elasticidades
Aula 4 elasticidades
dayejef
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Luciano Pires
 
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
amattos76
 
Excedente produtor e consumidor
Excedente produtor e consumidorExcedente produtor e consumidor
Excedente produtor e consumidor
meire moura
 
Economia 2 adm_a04
Economia 2 adm_a04Economia 2 adm_a04
Economia 2 adm_a04
Angelo Yasui
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
Luciano Pires
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
turma10ig
 
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Egas Armando
 
Curso de Marketing – Parte 7
Curso de Marketing – Parte 7Curso de Marketing – Parte 7
Curso de Marketing – Parte 7
CENNE
 
Epi cap32 demanda_oferta
Epi cap32 demanda_ofertaEpi cap32 demanda_oferta
Epi cap32 demanda_oferta
André Balestreri
 

Mais procurados (18)

Aula 06 e 07 - Economia das empresas
Aula 06 e 07  - Economia das empresasAula 06 e 07  - Economia das empresas
Aula 06 e 07 - Economia das empresas
 
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
 
Cap02
Cap02Cap02
Cap02
 
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
 
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 5 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 5 (superior)
 
aula-01-economia
aula-01-economiaaula-01-economia
aula-01-economia
 
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)4   aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
4 aula 9 - 4 procura e oferta (meu)
 
MicroEconomia
MicroEconomiaMicroEconomia
MicroEconomia
 
Aula 4 elasticidades
Aula 4   elasticidadesAula 4   elasticidades
Aula 4 elasticidades
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
 
Microeconomia
MicroeconomiaMicroeconomia
Microeconomia
 
Excedente produtor e consumidor
Excedente produtor e consumidorExcedente produtor e consumidor
Excedente produtor e consumidor
 
Economia 2 adm_a04
Economia 2 adm_a04Economia 2 adm_a04
Economia 2 adm_a04
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
 
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
Excedente de consumidor e produtor ( dicas de economia)
 
Curso de Marketing – Parte 7
Curso de Marketing – Parte 7Curso de Marketing – Parte 7
Curso de Marketing – Parte 7
 
Epi cap32 demanda_oferta
Epi cap32 demanda_ofertaEpi cap32 demanda_oferta
Epi cap32 demanda_oferta
 

Destaque

Cap10 - PODER DE MERCADO
Cap10 - PODER DE MERCADOCap10 - PODER DE MERCADO
Cap10 - PODER DE MERCADO
Dágina Cristina
 
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Economia bens
Economia bensEconomia bens
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
Susana Oliveira
 
Aula 5 microeconomia - economia de sociedades cooperativas
Aula 5   microeconomia - economia de sociedades cooperativasAula 5   microeconomia - economia de sociedades cooperativas
Aula 5 microeconomia - economia de sociedades cooperativas
Erick Cotta
 
Estruturas de mercado
Estruturas de mercado Estruturas de mercado
Estruturas de mercado
Herlon Moitinho
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
Alvaro Augusto
 
Economia e Mercado - Oligopólio
Economia e Mercado - OligopólioEconomia e Mercado - Oligopólio
Economia e Mercado - Oligopólio
Bolivar Motta
 
Teoria de oligopolio
Teoria de oligopolioTeoria de oligopolio
Teoria de oligopolio
Josimar Luiz
 
Mercado de Concorrência Monopolística
Mercado de Concorrência MonopolísticaMercado de Concorrência Monopolística
Mercado de Concorrência Monopolística
Marta Jorge
 
Estrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - OligopólioEstrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - Oligopólio
Marynara Barros
 
Teoria da produção
Teoria da produçãoTeoria da produção
Teoria da produção
anatasse
 
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO FinalEad Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
R D
 
A Teoria dos Jogos
A Teoria dos JogosA Teoria dos Jogos
Aula 2 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 2  - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 2  - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 2 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Erick Cotta
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
Doisnovemeia Publicidade
 
Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Na Silva
 

Destaque (18)

Cap10 - PODER DE MERCADO
Cap10 - PODER DE MERCADOCap10 - PODER DE MERCADO
Cap10 - PODER DE MERCADO
 
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
Demanda, oferta, elasticidade e mercados - Aulas 3 a 7
 
Economia bens
Economia bensEconomia bens
Economia bens
 
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
7 estrutura de mercado dilema dos prisioneiros
 
Aula 5 microeconomia - economia de sociedades cooperativas
Aula 5   microeconomia - economia de sociedades cooperativasAula 5   microeconomia - economia de sociedades cooperativas
Aula 5 microeconomia - economia de sociedades cooperativas
 
Estruturas de mercado
Estruturas de mercado Estruturas de mercado
Estruturas de mercado
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
 
Economia e Mercado - Oligopólio
Economia e Mercado - OligopólioEconomia e Mercado - Oligopólio
Economia e Mercado - Oligopólio
 
Teoria de oligopolio
Teoria de oligopolioTeoria de oligopolio
Teoria de oligopolio
 
Mercado de Concorrência Monopolística
Mercado de Concorrência MonopolísticaMercado de Concorrência Monopolística
Mercado de Concorrência Monopolística
 
Estrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - OligopólioEstrutura de Mercados - Oligopólio
Estrutura de Mercados - Oligopólio
 
Teoria da produção
Teoria da produçãoTeoria da produção
Teoria da produção
 
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO FinalEad Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
Ead Apostila 4 Economia (IntroduçãO) VersãO Final
 
A Teoria dos Jogos
A Teoria dos JogosA Teoria dos Jogos
A Teoria dos Jogos
 
Aula 2 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 2  - Microeconomia - Economia de Sociedades CooperativasAula 2  - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
Aula 2 - Microeconomia - Economia de Sociedades Cooperativas
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
 
Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
 

Semelhante a Micro3 demandaelasticidade eloi

Elasticidade de Mercado
Elasticidade de MercadoElasticidade de Mercado
Elasticidade de Mercado
Aluno - UFRPE
 
A economia e_o_direito
A economia e_o_direitoA economia e_o_direito
A economia e_o_direito
Juliana Domiciano
 
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptxapresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
MairaLuizaSpanholi
 
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.pptaula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
GalbertoGomesOliveir1
 
Teoria da oferta atividade tema 3 1parte
Teoria da oferta atividade tema 3 1parteTeoria da oferta atividade tema 3 1parte
Teoria da oferta atividade tema 3 1parte
Gislaine Paixão
 
Aula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicosAula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicos
Agassis Rodrigues
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
GalbertoGomesOliveir1
 
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
Cassiel Carlos
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
Edilene Dias
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
ftc
 
P02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E ProcuraP02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E Procura
Leonor Alves
 
Mercados perfeitos ii
Mercados perfeitos iiMercados perfeitos ii
Mercados perfeitos ii
Frederico Henriques
 
Teorias de consumo e produção
Teorias de consumo e produçãoTeorias de consumo e produção
Teorias de consumo e produção
Dayane Dias
 
5- Preços e Mercado.pptx
5- Preços e Mercado.pptx5- Preços e Mercado.pptx
5- Preços e Mercado.pptx
JosDuarteAlves
 
Microeconomiacap.ii
Microeconomiacap.iiMicroeconomiacap.ii
Microeconomiacap.ii
Rafael César Lamim
 
Economia dos transportes vggggggggggggghh
Economia dos transportes vggggggggggggghhEconomia dos transportes vggggggggggggghh
Economia dos transportes vggggggggggggghh
infomartinholucas
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
Luciano Pires
 
Aula 04 demanda_oferta
Aula 04 demanda_ofertaAula 04 demanda_oferta
Aula 04 demanda_oferta
RangelBatista
 
Função economica 2012 2
Função economica  2012 2Função economica  2012 2
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
Sidinei Da Silva Vidal
 

Semelhante a Micro3 demandaelasticidade eloi (20)

Elasticidade de Mercado
Elasticidade de MercadoElasticidade de Mercado
Elasticidade de Mercado
 
A economia e_o_direito
A economia e_o_direitoA economia e_o_direito
A economia e_o_direito
 
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptxapresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
apresentação sobre elasticidade e seus tipos.pptx
 
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.pptaula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
aula-3-demanda-oferta-e-equilc3adbrio-de-mercado.ppt
 
Teoria da oferta atividade tema 3 1parte
Teoria da oferta atividade tema 3 1parteTeoria da oferta atividade tema 3 1parte
Teoria da oferta atividade tema 3 1parte
 
Aula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicosAula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicos
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
 
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
3 ELASTICIDADES e sua importancia para o setor.pptx
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
 
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
1-Teoria do consumidor e da demanda (A).ppt
 
P02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E ProcuraP02 Teoria Da Oferta E Procura
P02 Teoria Da Oferta E Procura
 
Mercados perfeitos ii
Mercados perfeitos iiMercados perfeitos ii
Mercados perfeitos ii
 
Teorias de consumo e produção
Teorias de consumo e produçãoTeorias de consumo e produção
Teorias de consumo e produção
 
5- Preços e Mercado.pptx
5- Preços e Mercado.pptx5- Preços e Mercado.pptx
5- Preços e Mercado.pptx
 
Microeconomiacap.ii
Microeconomiacap.iiMicroeconomiacap.ii
Microeconomiacap.ii
 
Economia dos transportes vggggggggggggghh
Economia dos transportes vggggggggggggghhEconomia dos transportes vggggggggggggghh
Economia dos transportes vggggggggggggghh
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
As forças de oferta e demanda dos mercados (técnico)
 
Aula 04 demanda_oferta
Aula 04 demanda_ofertaAula 04 demanda_oferta
Aula 04 demanda_oferta
 
Função economica 2012 2
Função economica  2012 2Função economica  2012 2
Função economica 2012 2
 
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
36153033 aula-demanda-oferta-e-equilibrio-de-mercado
 

Micro3 demandaelasticidade eloi

  • 1. Introdução à Economia Prof. MSc. Elói Martins Senhoras
  • 3. Figura A elasticidade de várias curvas de demanda.
  • 4. Figura A elasticidade de várias curvas de demanda.
  • 5. Figura A variação da elasticidade ao longo de uma reta de demanda.
  • 6. Figura Determinando a receita ao longo de demanda linear.
  • 7. Figura Determinando a receita ao longo de demanda linear.
  • 8. Figura A elasticidade de várias curvas de oferta.
  • 9. Elasticidades Exemplos na Microeconomia: Elasticidade-preço da demanda : Variação percentual na quantidade demandada, dada a variação percentual no preço do bem, ceteris paribus . Elasticidade-renda da demanda : Variação percentual na quantidade demandada, dada uma variação percentual na renda, ceteris paribus .
  • 10. Elasticidades Exemplos na Microeconomia: (cont.) Elasticidade-preço cruzada da demanda : Variação percentual na quantidade demandada, dada a variação percentual no preço de outro bem, ceteris paribus . Elasticidade-preço da oferta : Variação percentual na quantidade ofertada, dada uma variação percentual no preço do bem, ceteris paribus .
  • 11. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Variação percentual na quantidade demandada , dada uma variação percentual no preço do bem , ceteris paribus . Mede a sensibilidade , a resposta dos consumidores, quando ocorre uma variação no preço de um bem ou serviço. E pd = % q d % preço = q 1 – q 0 q 0 p 1 – p 0 p 0 q d q d p p = = p q d q d p x
  • 12. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda E pd = p q d q d p x >0 <0 Lei Geral da Demanda A Elasticidade-preço da demanda é sempre negativa. Seu valor é expresso em módulo ( |E pd | = 1,5 que equivale a E pd = -1,5 ).
  • 13. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Exemplo: Calcule a Elastici- dade-preço da demanda em um ponto específico. P 0 = preço inicial = R$ 20,00 P 1 = preço final = R$ 16,00 Q 0 = quantidade demandada, ao preço p 0 = 30 Q 1 = quantidade demandada, ao preço p 1 = 39 0 15 30 39 50 Preço do Bem (R$) 30 20 16 8 0 Quantidade demandada D p 1 p 0
  • 14. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Solução: p 1 – p 0 p 0 p p = Variação Percentual (%) = 16 - 20 20 = - 0,2 = 20% q 1 – q 0 q 0 q q = = 39 - 30 30 = 0,3 = 30% E pd = 30% -20% = -1,5 ou | E pd | = 1,5 Para uma queda de 20% no preço,a quantidade demandada aumenta em 1,5 vezes os 20%, ou seja, 30%.
  • 15. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Classificação: Demanda Elástica, inelástica e de elasticidade unitária. Demanda Elástica: | E pd | > 1 - Ex: |E pd | = 1,5 Significa que, dada uma variação percentual, por exemplo, de 10% no preço, a quantidade demandada varia, em sentido contrário, em 15%, ou seja, 50% a mais, ceteris paribus . Isso revela que a quantidade é bastante sensível à variação de seu preço.
  • 16. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Demanda Inelástica: | E pd | < 1 - Ex: | E pd | = 0,4 Neste caso, os consumidores são pouco sensíveis a variações de preço: uma variação de, por exemplo, 10% no preço leva a uma variação na demanda des- se bem de apenas 4% (sem sentido contrário).
  • 17. Elasticidades Demanda de elasticidade unitária: | E pd | = 1 ou E pd = - 1 Se o preço aumenta em 10%, a quantidade cai também em 10%, ceteris paribus. Elasticidade-preço da demanda
  • 18. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Exemplo: Seja as elasticidades-preço da demanda dos bens A e B; E pd A = -2 e E pd B = -0,8 . Neste caso, e supondo que o com- sumo dos dois bens é independente, o bem A apresenta uma demanda mais elástica que o bem B, pois um aumento de 10% no preço de ambos levaria a uma queda de 20% na quantidade demandada do bem A , e de apenas 8% na do bem B , ceteris paribus . Os consumidores são mais sensíveis, reagem mais a variações de preços no bem A do que no bem B.
  • 19. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Fatores que afetam : Disponibilidade de bens substitutos Essencialidade do bem Importância relativa do bem no orçamento do consumidor Horizonte de tempo
  • 20. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Disponibilidade de bens substitutos Quanto mais substitutos Mais elástica a demanda Pois dado um aumento de preços, o consumidor tem mais opções para “fugir” do consumo desse produto, provocando uma queda em sua demanda mais que proporcional à varia- ção do preço. Assim, quanto mais específico o mercado, maior a elasticidade. Ex: Elasticidade do Guaraná > Refrigerante .
  • 21. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Essencialidade do bem Quanto mais essencial Mais inelástica a demanda Esse tipo de bem não traz muitas opções para o consumidor “ fugir” do aumento de preços. Ex: Sal, açúcar .
  • 22. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Importância relativa do bem no orçamento do consumidor Quanto maior o peso no orçamento Mais elástica a demanda A importância relativa, ou peso do bem no orçamento, é dada pela proporção de quanto o consumidor gasta no bem, em relação a sua despesa total. O consumidor é muito afetado, por alterações nos preços, quanto mais gasta com o produto, dentro de sua cesta de consumo. Ex. Elasticidade da Carne > Fósforo.
  • 23. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Horizonte de tempo Quanto maior o horizonte de tempo Mais elástica a demanda Dependendo do horizonte de tempo de análise, um intervalo de tempo maior permite que os consumi- dores de determinada mercadoria descubram mais formas de substituí-la, quando seu preço aumenta.
  • 24. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Interpretação geométrica A elasticidade-preço da demanda varia, ao longo de uma mesma curva de demanda. Quanto maior o preço do bem, maior a elas- ticidade. Preço do Bem (R$) Quantidade demandada a b c |E pd | ponto b > 1 (elástica) |E pd | ponto a = 1 (unitária) |E pd | ponto c < 1 (inelástica)
  • 25. Preço do Sal (R$) Qtd adquirida de sal Preço do CD´s (R$) Qtd adquirida de CD´s Inclinação acentuada : As compras variam pouco com o aumento dos preços. (Insensível aos preços) (Inelástica) Inclinação pequena : As compras variam muito com o aumento dos preços. (Sensível aos preços) (Elástica) Elasticidades Elasticidade-preço da demanda
  • 26. Preço do Bem (R$) Qtd adquirida do Bem Inclinação Infinita : As compras não variam com o aumento dos preços. Perfeitamente Inelástica: (Ex.: Bens Essenciais) Inclinação zero : As compras variam muito com o aumento dos preços. Sensível aos preços. Perfeitamente Elástica: (Ex.: Mercados perfeitamente compe- titivos. Elasticidades Elasticidade-preço da demanda Casos Extremos E pd = 0 Preço do Bem (R$) Qtd adquirida do Bem E pd = 00
  • 27. Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Receita Total = RT = preço unitário x quantidade comprada do bem RT = p . q O que pode acontecer com a receita total (RT), quando varia o preço de um bem ?
  • 28. Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Resposta: Vai depender da elasticidade-preço da demanda a) Se E pd for elástica % q d > % preço RT segue o sentido da quantidade (prepondera a variação da quantidade sobre a variação do preço). - se p aumentar, q d cairá, e a RT diminuirá. - se p cair, q d aumentará, e a RT aumentará.
  • 29. Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda b) Se E pd for inelástica % q d < % preço RT segue o sentido do preço (prepondera a variação do preço sobre a variação da quantidade). - se p aumentar, q d cairá, e a RT aumentará. - se p cair, q d aumentará, e a RT cairá.
  • 30. Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda c) Se E pd for unitária % q d = % preço Tanto faz p aumentar ou cair, que a receita total (RT) permanece constante .
  • 31. Elasticidades Relação entre a Receita Total do vendedor (ou dispêndio total do consumidor) e Elasticidade-preço da demanda Conclusão: Demanda inelástica É vantajoso aumentar o preço (ou diminuir a produção) Até onde E pd = -1 Pois, embora a quantidade caia, O aumento de preço mais que compensa a queda na quantidade, e a RT aumenta. Ex.: Produtos agrícolas. (principalmente os essenciais). Se, o aumento do preço for muito elevado pode acabar caindo no ramo elástico da demanda e assim, gerando a queda na receita total (RT).
  • 32. Elasticidades Elasticidade-preço cruzada da Demanda Variação percentual na quantidade demandada , dada a variação percentual no preço de outro bem , ceteris paribus . E pd AB = p B q A q A p B x E pd AB > 0 => A e B são substitutos (o aumento do preço de y aumenta o consumo de x, ceteris paribus). E pd AB < 0 => A e B são complementares (o aumento do preço de y diminui o consumo de x, ceteris paribus).
  • 33. Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda Variação percentual na quantidade demandada , dada uma variação percentual na renda do consumidor, ceteris paribus . E Rd = R q q R x E Rd > 1 => Bem superior (ou bem de luxo) : dada uma variação da renda, o consumo varia mais que proporcionalmente. E Rd > 0 => Bem normal : o consumo aumenta quando a renda aumenta.
  • 34. Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda E Rd = R q q R x E Rd < 0 => Bem inferior : a demanda cai quando a renda aumenta. E Rd = 0 => Bem de consumo saciado: variações na renda não alteram o consumo do bem.
  • 35. Elasticidades Elasticidade-renda da Demanda Obs.: Normalmente, a elasticidade-renda da demanda de produtos manufaturados é superior à elasticidade-renda de produtos básicos, como alimentos. Mais elevada a renda Maior consumo de manufaturados (ex.: carro, eletrônicos), relativamente aos alimentos.
  • 36. Elasticidades Elasticidade-preço da oferta E po = p q o q o p x E po > 1 => Bem de oferta elástica. Variação percentual na quantidade ofertada , dada uma variação percentual no preço do bem , ceteris paribus . E po < 1 => Bem de oferta inelástica. E po = 1 => elasticidade-preço de oferta unitária.
  • 37. Elasticidades Elasticidade-preço da oferta E po > 1 => Bem de oferta elástica. E po < 1 => Bem de oferta inelástica. E po = 1 => elasticidade-preço de oferta unitária. Obs.: Corrente estruturalista da inflação: A oferta de produtos agrícolas seria inelástica a estímulos de preços, em virtude da baixa produtividade da agri- cultura, provocada pela estrutura agrária. Não responderia ao aumento da demanda de alimentos, aumentando assim os custos de produção e com- seqüente repasse aos preços dos produtos. Preço do Bem Quantidade do Bem. E po > 1 E po = 1 E po < 1