TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
1
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
2
"A Administração da Estaca" por Élder L. Tom Perry 03
Presidência do Quórum de ...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
3
Organizar o Quórum ou Grupo de Modo Eficiente
(Discurso "A Administração da Est...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
4
Servem como membros do comitê executivo do sacerdócio e do conselho da ala. Com...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
5
Os lideres do quórum e grupo, supervisionam o ensino familiar no quórum ou grup...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
6
Representantes do sumo conselho podem estar presentes periodicamente. Os lidere...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
7
diretrizes curriculares atuais. Em alguns domingos, eles mesmos dão a aula. Em ...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
8
A cada mês, compilam os relatórios do ensino familiar para o presidente do quór...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
9
de que o Sacerdócio Aarônico e o Sacerdócio de Melquisedeque sejam conferidos a...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
10
3ª Parte- A Melhor forma de organizar as Duplas do Quorum;
Obs: "Não tão Firme...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
11
5ª Parte- Fazer duas Listas;
1ª Lista é da Força Ativa do Quórum, ou seja, qua...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
12
Responsabilidades dos Mestres Familiares
Os mestres familiares devem fazer vis...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
13
detalhados nas entrevistas regulares com os lideres de quorum ou grupo. Se as ...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
14
Comitês do Quórum e Grupo
"...leiam Doutrina e Convênios 20:59 e Morôni 10:32 ...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
15
Ensinam princípios de autossuficiência material e espiritual.
Cuidam dos pobre...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
16
Reuniões Dominicais do Sacerdócio
Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdóci...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
17
Os líderes do quórum e grupo buscam a orientação do Espírito para escolher os ...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
18
Reuniões do Sacerdócio
É muito simples o funcionamento das reuniões do Sacerdó...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
19
Convites para Entrevista de Mestres Familiares
Lembre-se que é muito mais efic...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
20
7.10 Diretrizes e Normas Adicionais
7.10.1 Irmãos com Necessidades Especiais
O...
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
21
Sugestão de Ata Reunião Presidência Quórum ou Grupo
TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO
22
Referências:
Escrituras Padrão Citadas,
(Discurso "A Administração da Estaca" ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes

2.528 visualizações

Publicada em

Treinamento Preparado para Ajudar a Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes
"A Administração da Estaca" por Élder L. Tom Perry
Presidência do Quórum de Élderes e Liderança do Grupo de Sumos Sacerdotes
Presidente Quórum/Líder do Grupo e seus Conselheiros/Assistentes
Sacerdócio de Melquisedeque
Reunião de Presidência do Quorum de Élderes Reunião de Liderança do Grupo
Reuniões e Aulas Dominicais do Quórum ou Grupo
Instrutores do Quórum de Élderes e do Grupo de Sumos Sacerdotes
Secretários
Élderes em Perspectiva
Responsabilidade dos Mestres Familiares
Vamos organizar o Quórum de Modo Eficiente
Modelo (sugestão) Relatório Visita de Mestre Familiar
Comitês do Quórum e Grupo
Formato das Reuniões Dominicais do Quórum e Grupo
Diretrizes e Normas Adicionais
Modelo (sugestão) Ata Reunião Presidência Quórum e Grupo

Publicada em: Espiritual
2 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.528
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
189
Comentários
2
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Treinamento como Organizar o Quórum de Élderes e o Grupo de Sumo Sacerdótes

  1. 1. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 1
  2. 2. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 2 "A Administração da Estaca" por Élder L. Tom Perry 03 Presidência do Quórum de Élderes e Liderança do Grupo de Sumos Sacerdotes 03 Presidente Quórum/Líder do Grupo e seus Conselheiros/Assistentes 04 Sacerdócio de Melquisedeque 05 Reunião de Presidência do Quorum de Élderes Reunião de Liderança do Grupo 05 Reuniões e Aulas Dominicais do Quórum ou Grupo 06 Instrutores do Quórum de Élderes e do Grupo de Sumos Sacerdotes 07 Secretários 07 Élderes em Perspectiva 08 Responsabilidade dos Mestres Familiares 08 Vamos organizar o Quórum de Modo Eficiente 09 Modelo (sugestão) Relatório Visita de Mestre Familiar 13 Comitês do Quórum e Grupo 14 Formato das Reuniões Dominicais do Quórum e Grupo 16 Diretrizes e Normas Adicionais 20 Modelo (sugestão) Ata Reunião Presidência Quórum e Grupo 21
  3. 3. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 3 Organizar o Quórum ou Grupo de Modo Eficiente (Discurso "A Administração da Estaca" por Élder L. Tom Perry, na Reunião Mundial de Treinamento de Liderança de 21/Jun/2003. 7º Tópico) Os membros da presidência do quorum de élderes e da liderança do grupo de sumos sacerdotes presidem e ensinam os membros do quorum e do grupo, alem de sentar-se em conselho com eles. (Ver D&C 107:89.) Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque O presidente da estaca chama um élder de cada ala para ser o presidente do quórum de élderes. Em cada ala que tenha um grupo de sumos sacerdotes, o presidente da estaca ou um de seus conselheiros chama um sumo sacerdote para ser o líder de grupo de sumos sacerdotes. Antes de chamar um novo presidente de quórum de élderes ou um líder de grupo de sumos sacerdotes, o presidente da estaca conversa com o bispo da ala. O bispo pode recomendar a pessoa a ser chamada. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Uma das responsabilidades mais importantes dos lideres de quórum e grupo é ajudar os membros a fortalecer-se espiritualmente. Os lideres devem orar continuamente para saber como fazê-lo. Algumas sugestões incluem ensinar e testificar do evangelho de Jesus Cristo, ensinar os membros a orar e estudar as escrituras, ressaltar a importância da família, ajudar os membros a prepararam-se para receber todas as ordenanças essenciais e guardarem os respectivos convênios, dar-lhes oportunidades de servir, realizar reuni6es espiritualmente edificantes e demonstrar amor ao ministrar aos membros individualmente. (manual instr. Vol.II, pg 165) Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.3.2 Presidência do Quórum de Élderes e Liderança do Grupo de Sumos Sacerdotes A presidência do quórum de élderes e a liderança do grupo de sumos sacerdotes presidem o respectivo quórum ou o grupo, assentam-se em conselho com seus membros e os ensinam (ver D&C 107:89). Dirigem o trabalho realizado pelos membros do quórum ou do grupo para levar adiante a obra de salvação na ala (ver capítulo 5). Recebem treinamento da presidência da estaca, dos membros do sumo conselho designados e do bispo. Presidente do Quórum de Élderes e Líder de Grupo de Sumos Sacerdotes O presidente do quórum de élderes e o líder de grupo de sumos sacerdotes têm as seguintes responsabilidades:
  4. 4. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 4 Servem como membros do comitê executivo do sacerdócio e do conselho da ala. Como membros desse comitê e desse conselho, participam do trabalho de edificação da fé e do fortalecimento das pessoas e famílias (ver capítulo 4). O líder de grupo de sumos sacerdotes coordena os esforços do conselho da ala em incentivar o trabalho do templo e de história da família na ala (ver 5.4.3). Nos lugares em que não haja líder de grupo de sumos sacerdotes, o presidente do quórum de élderes ou outro portador do Sacerdócio de Melquisedeque designado cumpre esse papel. Eles ensinam aos outros líderes e professores do quórum e do grupo seus deveres, us ando este manual como fonte de referência. Ao conversarem com o bispo, recomendam irmãos para serem chamados para servir como conselheiros na presidência do quórum de élderes ou como assistentes do líder de grupo de sumos sacerdotes. Também recomendam ao bispo os irmãos a serem chamados para servir como secretários e instrutores. Para isso, seguem as diretrizes do item 19.1.1 e 19.1.2. Supervisionam os registros, os relatórios, o orçamento e as finanças do quórum ou do grupo. O secretário do quórum ou do grupo ajuda nessa tarefa. Presidente do Quórum de Élderes e Seus Conselheiros e Líder de Grupo de Sumos Sacerdotes e Seus Assistentes A presidência do quórum de élderes e a liderança do grupo de sumos sacerdotes têm as responsabilidades descritas a seguir. O presidente do quórum de élderes e o líder de grupo de sumos sacerdotes designam os conselheiros e assistentes para supervisionar algumas dessas responsabilidades. Incentivam os membros do quórum ou do grupo a cumprirem seus deveres do sacerdócio, especialmente seus deveres de marido e pai. Os líderes do quórum ou do grupo cumprem essa responsabilidade durante as reuniões do quórum ou do grupo e nas entrevistas e consultas com os membros do quórum ou do grupo. Organizam e supervisionam o ensino familiar. Supervisionam o trabalho de melhorar o ensino e o aprendizado do evangelho no quórum de élderes ou no grupo de sumos sacerdotes. Para isso, seguem os princípios descritos nos itens 5.5.3 e 5.5.4. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Os lideres do quórum e grupo devem ser um exemplo de bem-estar temporal tomando-se autossuficientes e cuidando dos pobres e necessitados. Devem também incentivar os membros a envolver-se nesse trabalho. Os lideres do quórum e grupo, devem certificar-se de que as doutrinas, os princípios e as bênçãos relacionados com o bem-estar sejam ensinados regularmente na reunião do sacerdócio e nas visitas dos mestres familiares. (Ver a seção "Bem-Estar Espiritual e Temporal", nas paginas 255-260.)
  5. 5. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 5 Os lideres do quórum e grupo, supervisionam o ensino familiar no quórum ou grupo e inspiram os irmãos a cumprirem suas designações. (Ver as páginas 168-170.) Os lideres do quórum ou grupo devem incentivar o envolvimento dos membros na Igreja dando-lhes oportunidades de servir, ajudando os élderes em perspectiva a prepararem-se para receber o Sacerdócio de Melquisedeque (ver a pagina 168) e fortalecendo os membros menos ativos. (Ver as páginas 307-310, na seção "Ensino e Liderança no Evangelho".) Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque Realizam reuniões de presidência do quórum de élderes ou de liderança do grupo de sumos sacerdotes. Sob a direção do bispo, planejam maneiras de atender às necessidades de bem-estar do quórum ou do grupo (ver 7.5 e capítulo 6). Onde for possível, visitam ou entrevistam os membros do quórum ou do grupo pelo menos uma vez por ano. Podem organizar comitês entre os membros do quórum ou do grupo para realizar o trabalho do quórum ou do grupo e cumprir as designações recebidas na reunião do conselho da ala. Ajudam os élderes em perspectiva a se prepararem para receber o Sacerdócio de Melquisedeque (ver 7.6). Com a aprovação do bispo, podem ocasionalmente planejar atividades para os membros do quórum ou do grupo. Essas atividades podem incluir as famílias dos membros do quórum ou do grupo e as irmãs não casadas que os membros do quórum ou do grupo visitam como mestres familiares. As atividades devem ser condizentes com as diretrizes do capítulo 13 e devem ser coordenadas com o conselho da ala. Quando designados pelo bispo, trabalham com os pais e líderes dos Rapazes para ajudar os rapazes de 18 anos a prepararem-se para receber o Sacerdócio de Melquisedeque e fazer uma transição bem-sucedida do quórum de sacerdotes para o quórum de élderes. O presidente do quórum de élderes designa um de seus conselheiros para coordenar o trabalho do quórum com os jovens adultos solteiros da ala. Se a ala tiver um comitê de jovens adultos solteiros, esse conselheiro participa do comitê (ver 16.3.3 e 16.3.4). http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Reunião de Presidência do Quorum de Élderes Reunião de Liderança do Grupo de Sumos Sacerdotes Os lideres de quórum e grupo devem realizar reuniões regularmente para planejar como cumprir suas responsabilidades. O secretario do quórum ou grupo também participa dessas reuniões.
  6. 6. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 6 Representantes do sumo conselho podem estar presentes periodicamente. Os lideres podem convidar instrutores e lideres de comitês para participar conforme a necessidade. O presidente do quórum ou líder do grupo preside essas reuniões e um membro da presidência do quórum ou grupo dirige-as. A agenda pode incluir os seguintes itens: 1. Estudo das escrituras e instruções dos lideres da Igreja relativas à suas designações. Estudo também de instruções desta seção e da seção "Ensino e Liderança no Evangelho"; 2. Estudo das necessidades individuais de membros e élderes em perspectiva designados ao quorum ou grupo. Analise de Relatórios de Progresso de Membros e planejamento de como integrar os membros novos e menos ativos e incentivar sua participação. Planejamento de visitas aos membros do quorum ou grupo; 3. Planejamento do trabalho do quorum ou grupo na realização da missão da Igreja: ajudar as pessoas a virem a Cristo por meio da proclamação do evangelho, ou grupo pode ser relatado nesta ocasião; 4. Avaliação das designações e do desempenho do ensino familiar. Exame também das necessidades. Que os mestres familiares relatarem; 5. Planejamento das reuniões do quórum ou grupo. Avaliação das aulas ministradas nessas reuni6es e planejamento de como toma-Ias mais eficaz. Planejamento de como dar apoio aos instrutores. Planejamento da participação das reuniões de aperfeiçoamento didático; 6. Planejamento de como cumprir designações de líderes do sacerdócio. Identificação de itens da agenda a serem discutidos pelo comitê executivo do sacerd6cio da ala e conselho da ala; 7. Recebimento de relatórios de quem tenha recebido designações. Distribuição de novas designações aos membros do qu6rum ou grupo e aos comitês; 8. Planejamento de serviço e outras atividades. Reuniões e Aulas Dominicais do Quórum ou Grupo Após a abertura da reunião do sacerdócio, os irmãos normalmente se dividem para as reuniões do quórum ou grupo. A menos que uma autoridade presidente maior esteja presente, o presidente do qu6rum ou líder do grupo preside essas reuni6es e um membro da presidência do qu6rum ou grupo dirige-as. O propósito dessas reuniões e ensinar o evangelho de Jesus Cristo, ensinar os deveres e bênçãos do sacerdócio, tratar de assuntos do quórum, prestar testemunho e aumentar a unidade e fraternidade entre os irmãos. Os lideres devem planejar as reuniões em espírito de oração para atingir tais objetivos. Prover uma instrução de qualidade e responsabilidade da presidência do quórum de élderes e da liderança do grupo de sumos sacerdotes. Estes lideres planejam as aulas de acordo com as
  7. 7. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 7 diretrizes curriculares atuais. Em alguns domingos, eles mesmos dão a aula. Em outros, podem designar um instrutor do quórum ou grupo para ministrar a lição. Os lideres do quórum ou grupo devem certificar se de que as escrituras, os ensinamentos dos profetas modernos e os materiais curriculares aprovados pela Igreja estejam sendo usados nas aulas do quórum ou grupo. Em algumas áreas, esses materiais são identificados no formulário de materiais curriculares do ano. Em outras, são fornecidos anualmente no envio automático de materiais curriculares. Os representantes do sumo conselho podem participar periodicamente das reuniões de quórum ou grupo. *Ver modelo sugerido no final deste manual. Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.3.4 Instrutores do Quórum de Élderes e do Grupo de Sumos Sacerdotes Com a aprovação do bispo, o presidente do quórum de élderes ou um de seus conselheiros chama e designa por imposição de mãos um ou mais élderes para servir como instrutores do quórum de élderes. Da mesma forma, o líder de grupo de sumos sacerdotes ou um de seus assistentes chama e designa por imposição de mãos um ou mais sumos sacerdotes para servir como instrutores do grupo. Os líderes do quórum ou do grupo designam os instrutores a dar aulas na reunião do sacerdócio. Os instrutores seguem os princípios descritos no item 5.5.4. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.3.3 Secretários e Secretários Adjuntos do Quórum de Élderes e do Grupo de Sumos Sacerdotes Com a aprovação do bispo, o presidente do quórum de élderes ou um de seus conselheiros chama e designa por imposição de mãos um élder para servir como secretário do quórum de élderes. Da mesma forma, o líder de grupo de sumos sacerdotes ou um de seus assistentes chama e designa por imposição de mãos um sumo sacerdote para servir como secretário do grupo de sumos sacerdotes. Os secretários do quórum ou do grupo têm as seguintes responsabilidades: Conversam com os líderes do quórum ou do grupo para preparar a agenda das reuniões de presidência ou da reunião de liderança do grupo. Participam dessas reuniões, tomam notas e acompanham o andamento das designações dadas.
  8. 8. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 8 A cada mês, compilam os relatórios do ensino familiar para o presidente do quórum de élderes ou líder de grupo de sumos sacerdotes entre gar ao bispo. Pelo menos uma vez por trimestre, compilam os dados de freqüência, analisam-nos com o presidente do quórum de élderes ou líder de grupo de sumos sacerdotes e os entregam ao secretário da ala. Se o quórum ou o grupo planejar atividades que envolvam despesas, os secretários ajudam os líderes a preparar um orçamento anual e a contabilizar as despesas. Com a aprovação do bispo, os líderes do quórum de élderes ou do grupo de sumos sacerdotes podem chamar e designar por imposição de mãos, secretários adjuntos para ajudar nessas responsabilidades. Podem ser chamados élderes em perspectiva para servir como secretários. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Élderes em Perspectiva Um Élder em perspectiva é um membro da Igreja do sexo masculino de 19 anos ou mais que não possua o Sacerdócio de Melquisedeque. Irmãos casados com menos 19 anos que não possuam o Sacerdócio de Melquisedeque também são élderes em perspectiva. O bispo pode convidar um portador do Sacerdócio Aarônico solteiro de 18 anos para reunir-se com o quórum de élderes. Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.4.1 Responsabilidades dos Mestres Familiares O ensino familiar é um meio pelo qual o Pai Celestial abençoa Seus filhos. Os mestres familiares visitam “a casa de todos os membros, exortando-os a orarem em voz alta e em segredo e a cumprirem todas as obrigações familiares” (D&C 20:51). São designados para cuidar de famílias e pessoas, “zelar *por elas e+ (…) estar com os membros e fortalecê-los” (D&C 20:53). Eles devem “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59). Onde for possível, os mestres familiares visitam os membros em casa pelo menos uma vez por mês. Os mestres familiares também procuram outras maneiras significativas de zelar pelas famílias que lhes foram confiadas e de fortalecê-las. Eles podem, por exemplo, prestar serviços à família ou entrar em contato com os membros da família por correspondência ou telefone. Os mestres familiares representam o Senhor, o bispo e os líderes do quórum ou do grupo. Podem ser uma importante fonte de ajuda para os membros. Eles consultam o chefe da casa para informarem-se das necessidades da família e sobre como podem ser mais úteis. Os mestres familiares se informam dos interesses e das necessidades dos membros da família e se lembram de acontecimentos especiais na vida deles. Quando necessário, os mestres familiares ajudam os pais a assegurarem-se de que os filhos sejam abençoados, batizados e confirmados. Também podem ajudar os pais a assegurarem-se
  9. 9. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 9 de que o Sacerdócio Aarônico e o Sacerdócio de Melquisedeque sejam conferidos aos filhos homens e que sejam ordenados aos ofícios do sacerdócio na idade certa. Os mestres familiares oferecem ajuda quando o membro está desempregado, enfermo, solitário, de mudança ou com outras necessidades. Os mestres familiares ajudam os membros a fortalecer a fé no Pai Celestial e em Jesus Cristo e os incentiva a fazer e guardar convênios sagrados. Esse serviço é particularmente importante para os membros novos e para os membros menos ativos. Os mestres familiares marcam suas visitas em horários convenientes para as pessoas e famílias. Devem lembrar-se de que são convidados dos membros a quem visitam. Cada visita deve enfocar um propósito planejado. Antes de visitar uma casa, os dois companheiros oram juntos; trocam idéias sobre as maneiras pelas quais podem fortalecer as pessoas a quem visitarão. Com base nessa troca de idéias e na orientação do Espírito Santo, dão uma mensagem, geralmente tirada das escrituras e da mensagem da Primeira Presidência na revista Ensign ou A Liahona. Outras mensagens podem proceder do bispo ou de outros líderes. O chefe da casa pode também solicitar uma mensagem especial. A visita dos mestres familiares normalmente inclui uma oração. Todo mês, os mestres familiares apresentam aos líderes do quórum ou do grupo um relatório sobre o bem-estar espiritual e material dos membros que visitam. Se as necessidades de um membro forem urgentes, os mestres familiares entram em contato com seus líderes imediatamente. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Vamos organizar o Quórum de Modo Eficiente: 1ª Parte- Responsabilidade; Obs: Quando se fala que todos devem ter uma designação (responsabilidade), é algo útil, que vai ajudar o quórum, fazendo o Membro sentir que seu trabalho está ajudando. 2ª Parte- Designação disponível a todos; Obs: Todos os Membros do Quórum podem e devem servir como Mestres Familiares.
  10. 10. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 10 3ª Parte- A Melhor forma de organizar as Duplas do Quorum; Obs: "Não tão Firme", cuidado para não colocar um Irmão que é motivado, com um Irmão que é semi-inativo e não quer fazer visita, ao invés de motivar o desmotivado, acabar desmotivando o motivado. Mas acredito que em Espírito de oração o Senhor guiará a Presidência do Quórum e o Bispado na hora de organizar as duplas. A presidência do quórum de élderes designa duplas de mestres familiares para os membros do quórum. Os lideres do de sumos sacerdotes fazem o mesmo no caso dos sumos sacerdotes. Esses líderes devem conseguir aprovação do bispo para cada indicação. Sempre que possível, os mestres familiares devem visitar membros que morem perto de sua casa para evitar deslocamentos excessivos. Os lideres devem chamar os melhores mestres familiares para os membros com as maiores necessidades. Entre esses, incluem-se os membros novos e menos ativos, pais e mães solteiros, viúvas e viúvos em geral, e proveitoso designar um líder dos jovens para uma família com dificuldades especiais com os rapazes ou mocas. Devem-se chamar mestres familiares para os conversos pouco antes de seu batismo para que recebam apoio e forca. Com a aprovação do bispo, O presidente do quórum de élderes ou líder do grupo de sumos sacerdotes pode chamar a esposa de um sumo sacerdote ou élder ativo e amadurecido para acompanhá-lo nas visitas de mestre familiar onde houver a necessidade especifica da visita de um casal. Tais designações devem ser exceções e não a regra. O casal pode contar essas visitas tanto como visitas de mestre familiar como de professora visitante. 4ª Parte- Designação das Famílias para os Mestres Familiares; Obs: O Pres. do Quórum de Élderes deve garantir que toda família que tenha um Elder em perspectiva, esteja sendo visitado por uma dupla de Mestres Familiares e que toda família de sua responsabilidade receba a visita dos mestres familiares.
  11. 11. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 11 5ª Parte- Fazer duas Listas; 1ª Lista é da Força Ativa do Quórum, ou seja, quantos membros do quórum o Presidente pode contar para trabalhar, são realmente ativos. 2º Lista é da Força Ativa da Ala, ou seja, quantas pessoas da Ala o presidente do Quórum pode realmente contar para atividade e projetos. 6ª Parte- Pres. Gordon B. Hinckley; Obs: Ter um quórum com poucos membros Firmes, não significa que esse quórum não seja capaz de ser um excelente quórum e muitas vezes até melhor que um quórum bem maior, tudo depende da organização e disposição para trabalhar. 7ª Parte- Nutri o Quórum com a Boa Palavra; "E depois de haverem sido recebidos pelo batismo, de haverem sido moldados e purificados pelo poder do Espírito Santo, eram contados com o povo da igreja de Cristo; e seus nomes eram registrados, para que fossem lembrados e nutridos pela boa palavra de Deus, a fim de mantê-los no caminho certo e mantê-los continuamente atentos à oração, confiando somente nos méritos de Cristo, autor e aperfeiçoados de sua fé." (Morôni 6:4)
  12. 12. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 12 Responsabilidades dos Mestres Familiares Os mestres familiares devem fazer visitas pelo, menos uma vez por mês ao lar dos membros a quem foram designados para: 1. "[Exortá-los] a orarem em voz alta e em segredo e a cumprirem todas as obrigações familiares" (D&C 20:51); 2. "Zelar ( ... ), estar com os membros e fortalecê-los" (D&C 20:53); 3. "Admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo". (D&C 20:59) Os mestres familiares representam O Senhor, o bispo e os lideres de quorum ou grupo. Eles apóiam e servem todos os membros das famílias que visitam. Cultivam a amizade e o respeito desses membros, demonstrando preocupação e amor genuíno por eles. Inteiram-se dos interesses e necessidades de cada membro e estão atentos a datas especiais da vida deles. Os mestres familiares são a primeira fonte de auxílio da Igreja aos membros. Eles conversam com o chefe da família para conhecer as necessidades da família e como podem ser de maior utilidade para ela. Oferecem ajuda quando os membros estão desempregados, doentes, solitários, mudando-se ou tendo outras necessidades. Também ajudam os membros que estão enfrentando dificuldades espirituais, emocionais ou físicas. Os mestres familiares devem ajudar os pais a certificarem de que seus filhos sejam abençoados, batizados e ordenados e que eles "[andem] em retidão per ante O Senhor". (D&C 68:28.) Os mestres familiares também tem a importante responsabilidade de ministrar aos membros novos e menos ativos. Para mais informações, ver as páginas 307-310, na seção "Ensino e Liderança no Evangelho". Os mestres familiares devem marcar suas visitas em horários que sejam convenientes para a pessoa ou família. Devem lembrar-se de que são convidados dos membros que visitam. Cada visita deve concentrar-se em um propósito planejado. Antes de fazer a visita, a dupla deve reunir-se para orar, examinar os pedidos feitos pelo chefe da família, discutir as instruções de seus lideres, estudar a mensagem e discutir como ajudar a atender as necessidades dos membros que visitam. Os mestres familiares em geral apresentam a mensagem da Primeira Presidência que se encontra mensalmente em A Liahona. O bispo ou outros lideres locais podem sugerir outras mensagens. O chefe da família também pode solicitar aos mestres familiares uma mensagem especial. As mensagens dos mestres familiares devem basear-se nas escrituras e nos ensinamentos dos profetas modernos, Cada visita de mestre familiar deve incluir também uma oração. Os mestres familiares devem anotar o novo endereço dos membros que estão mudando-se para uma nova residência. Esse endereço deve ser passado ao secretario da ala. A cada mês, os mestres familiares devem fazer um relatório aos lideres de quorum ou grupo sobre o bem-estar espiritual e temporal dos membros que visitam. Fazem relatórios mais
  13. 13. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 13 detalhados nas entrevistas regulares com os lideres de quorum ou grupo. Se as necessidades de um membro forem urgentes, os mestres familiares devem relatá-las imediatamente. O presidente do quorum de élderes ou o líder do grupo de sumos sacerdotes deve informar o bispo. (segue abaixo sugestão de Relatório de Visita de Mestre Familiar)
  14. 14. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 14 Comitês do Quórum e Grupo "...leiam Doutrina e Convênios 20:59 e Morôni 10:32 ... “O Senhor declarou que Sua obra e Sua glória é ‘levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem’.(Moisés 1:39) Ele estabeleceu Sua Igreja para auxiliar essa grande obra. Desta maneira, a missão da Igreja é ‘convidar todos a virem a Cristo’ (D&C 20:59) e ser ‘aperfeiçoados nele’. (Morôni 10:32) Essa missão possui três dimensões (…): 1. “Proclamar o evangelho de Jesus Cristo a toda nação, família, língua e povo. 2. Aperfeiçoar os santos, preparando-os para receberem as ordenanças do evangelho e cuidando dos pobres e necessitados. 3. Redimir os mortos, realizando ordenanças vicárias do evangelho por eles.”*Melchizedek Priesthood Leadership Handbook, (1990), p. 3] ... Doutrina e Convênios 110:11–16. Debata sobre quem apareceu a Joseph Smith e Oliver Cowdery no Templo de Kirtland, que chaves Ele restaurou e como essas chaves se relacionam à proclamação do evangelho, aperfeiçoamento dos Santos e redenção dos mortos. Dons Espirituais no Trabalho de História da Família." (Introdução a Historia da Família - Manual do professor pag 3) Os Grupos de Sumos e Quórum de Élderes no final da reunião dominical reservam 15 min. para trabalharem os 3 comitês e cumprir as missões da igreja. 1- Aperfeiçoamento dos Santos: Comitê de Bem-estar; 2- Proclamar o Evangelho: Comitê da Obra Missionária; 3- Redenção dos Mortos: Comitê da História da Família. É importante que a Presidência do Quórum em reunião se organize em comitês, cada membro da presidência ficando responsável por um comitê. Dividirem os membros previamente nos 3 comitês. Sabendo que no comitê de bem-estar deve ficar Irmãos de muita confiança do Quórum, aqueles que estão sempre muito dispostos a ajudar e são de extrema confiança para guardarem os assuntos sigilosos dos comitês. Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.5 Bem-Estar O bem-estar é um ponto central do trabalho do quórum de élderes e do grupo de sumos sacerdotes. Sob a direção do bispo, a presidência do quórum de élderes, a liderança do grupo de sumos sacerdotes e a presidência da Sociedade de Socorro da ala compartilham as seguintes responsabilidades referentes ao bem-estar:
  15. 15. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 15 Ensinam princípios de autossuficiência material e espiritual. Cuidam dos pobres e necessitados e incentivam os membros a prestar serviço. Ajudam as pessoas e famílias a tornar-se autossuficientes e a encontrar soluções para problemas de curto e de longo prazo referentes ao bem-estar. Para mais informações sobre essas responsabilidades referentes ao bem-estar, ver capítulo 6. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por Vamos ver a Organização Geral dos Comitês: Obs: Sabendo que o Grupo de Sumos funciona da mesma forma que o Quórum de Élderes e em caso não haja divisão os membros do Grupo são incorporados ao Quórum Os membros do Bispado fazem parte dos comitês, cada um conforme suas divisões de atribuições dentro do Bispado. Geralmente o Bispo fica com o Bem-Estar, mas não é uma regra. Normalmente o Bispado assiste aulas com os rapazes, mas eles são responsáveis por esses comitês e na necessidade de ajuda, o supervisor de cada comitê deve procurar o responsável do bispado pelo seu comitê. Presidente Quórum/Grupo 1 Conselheiro ou Assistente 2 Conselheiro ou Assistente Comitê Bem-Estar Comitê Obra Missionária Comitê Hist. Família Membros do Quórum e Grupo
  16. 16. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 16 Reuniões Dominicais do Sacerdócio Manual 2: Administração da Igreja: Sacerdócio de Melquisedeque 7.8.1 Reuniões Dominicais do Sacerdócio As reuniões dominicais do sacerdócio começam com uma abertura para os portadores do Sacerdócio de Melquisedeque e do Sacerdócio Aarônico, que é dirigida por um membro do bispado (ver 18.2.4). Depois da abertura, os irmãos assistem à reunião de seu quórum ou grupo. Os propósitos das reuniões do quórum ou do grupo são tratar dos assuntos do quórum, aprender os deveres do sacerdócio, fortalecer as famílias e estudar o evangelho de Jesus Cristo. Os líderes devem planejar as reuniões em espírito de oração para cumprir esses propósitos. A menos que um membro da presidência da estaca ou do bispado (ou outra autoridade presidente) esteja presente, o presidente do quórum de élderes preside a reunião do quórum de élderes e o líder de grupo de sumos sacerdotes preside a reunião do grupo de sumos sacerdotes. Um membro da presidência do quórum ou da liderança do grupo dirige a reunião. Os élderes e sumos sacerdotes normalmente se reúnem separadamente. Contudo, se um número muito pequeno de élderes ou sumos sacerdotes da ala puder comparecer às reuniões do sacerdócio, eles podem reunir-se em conjunto. Mesmo nesses casos, não se deve de forma alguma criar um quórum único do Sacerdócio de Melquisedeque. Enquanto houver élderes e sumos sacerdotes ordenados na ala, devem-se organizar tanto o quórum de élderes como o grupo de sumos sacerdotes. Como os distritos não têm quóruns de sumos sacerdotes, os ramos do distrito não têm grupos de sumos sacerdotes. Os sumos sacerdotes que freqüentam esses ramos reúnem-se com o quórum de élderes. O bispo pode autorizar um élder a participar das reuniões do grupo de sumos sacerdotes se isso for benéfico para o élder. O bispo também pode convidar um portador do Sacerdócio Aarônico de 18 anos a assistir às reuniões do quórum de élderes. A cada mês, os líderes do quórum ou do grupo planejam as aulas dominicais de acordo com o seguinte padrão. Primeiro Domingo Um membro da presidência do quórum de élderes ou da liderança do grupo de sumos sacerdotes dá a aula no primeiro domingo. Ele usa as escrituras, os ensinamentos dos profetas modernos e materiais aprovados da Igreja. Os líderes do sacerdócio de Melquisedeque utilizam essa reunião para ensinar as doutrinas do evangelho e ajudar os irmãos a se engajarem ativamente em seus deveres do sacerdócio.
  17. 17. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 17 Os líderes do quórum e grupo buscam a orientação do Espírito para escolher os assuntos a serem ensinados. Alguns temas possíveis são: Ensino familiar, Realização de ordenanças e bênçãos do sacerdócio, Fortalecimento do casamento e da família, Serviço ao próximo, Trabalho missionário, a retenção de conversos e a ativação, Bem-Estar espiritual e material, Trabalho do templo e de história da família. Os líderes do quórum e do grupo também podem usar esse tempo para planejar maneiras de ajudar as pessoas, dar designações e pedir relatórios de designações dadas anteriormente. Segundo e Terceiro Domingos No segundo e no terceiro domingos, a aula é dada por um líder ou instrutor do quórum ou do grupo. Ele usa o manual vigente do Sacerdócio de Melquisedeque. As aulas geralmente são dadas na ordem em que se encontram no manual e no mesmo domingo em que forem dadas na reunião da Sociedade de Socorro. Os líderes do quórum e grupo cuidam para que todos os homens da ala com 18 anos ou mais recebam um exemplar do manual do Sacerdócio de Melquisedeque para estudo pessoal, quer esses irmãos possam ou não assistir às reuniões do quórum ou do grupo. Os líderes incentivam os que freqüentam a levar seu próprio exemplar do manual para a reunião e, se possível, suas próprias escrituras. Quarto Domingo No quarto domingo, a aula é dada por um líder ou instrutor do quórum ou do grupo. Ele usa mensagens da conferência geral mais recente. O presidente da estaca ou o bispo escolhe as mensagens. Quinto Domingo O bispo determina que assunto será ensinado no quinto domingo, quem dará a aula (geralmente um membro da ala ou estaca) e se os portadores do Sacerdócio de Melquisedeque e os membros da Sociedade de Socorro terão reuniões separadas ou participarão de uma reunião em conjunto. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por
  18. 18. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 18 Reuniões do Sacerdócio É muito simples o funcionamento das reuniões do Sacerdócio, nas Alas bem estruturadas, funciona exatamente como na figura abaixo. Nas Alas desorganizadas ou com carência de Liderança ou sacerdócio, o Quorum de Élderes e Grupo de Sumos Sacerdotes, Assistem as aulas e trabalham juntos nos comitês. É extremamente importante trabalhar os comitês nos quoruns, são neles que os quóruns vão cumprir as três missões da Igreja: Aperfeiçoamento dos santos - Proclamação do Evangelho - Redenção dos mortos Dividir os Comitês - É importante que todos os membros do Grupo de Sumos ou Quórum de Élderes, saibam em qual comitê fazem parte. Para evitar que os membros do Quórum fiquem mudando de comitê toda semana.
  19. 19. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 19 Convites para Entrevista de Mestres Familiares Lembre-se que é muito mais eficiente quando as duplas tem um dia, hora e local, especifico todo mês para ser entrevistado. Quando no dia marcado com aquela dupla, a entrevista não puder ser realizada, agende então automaticamente na próxima semana logo após a(s) dupla(s) que são daquela semana. Mesmo que tenha data agendada é legal, principalmente no começo entregar convites para lembrá-los. Obs: É bom lembrar que uma entrevista do Líder do Quórum ou Grupo de Sumos com os Mestres Familiares e Lideres da Sociedade de Socorro não é uma entrevista de dignidade, é mais uma conversa para saber como estão as famílias que esse mestre familiar ou Mulher no caso de Prof. Visitante é responsável, se a dupla estar encontrando alguma dificuldade, etc. (Normalmente 5 min. se tudo tiver bem)
  20. 20. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 20 7.10 Diretrizes e Normas Adicionais 7.10.1 Irmãos com Necessidades Especiais Os irmãos com necessidades especiais incluem enfermos, idosos, viúvos, divorciados, que estejam confinados à moradia, ou de luto e aqueles que cuidam de familiares com doença crônica. Os membros do quórum ou do grupo a que esses irmãos pertencem devem oferecer ajuda a essas pessoas. Os irmãos que têm esses e outros problemas especiais podem procurar o presidente do quórum de élderes ou o líder de grupo de sumos sacerdotes para expressar suas preocupações. Esses líderes devem ouvir, mostrar amor e dar incentivo e manter o devido sigilo. Caso fiquem sabendo de possíveis problemas de dignidade ou questões familiares delicadas, eles encaminham os irmãos ao bispo. Para informações sobre como ajudar irmãos com deficiências, ver 21.1.26 e disabilities.LDS.org. 7.10.2 Dar Apoio Quando Ocorre um Falecimento Quando houver um falecimento na ala, o bispo pode pedir ao líder de grupo de sumos sacerdotes ou ao presidente do quórum de élderes que entre em contato com a família para consolá-la, inteirar-se de suas necessidades e oferecer auxílio. Ele pode solicitar que a presidente da Sociedade de Socorro o auxilie de forma semelhante. Os líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e da Sociedade de Socorro coordenam esse trabalho. O bispo pode também pedir aos líderes do Sacerdócio de Melquisedeque que ajudem a fazer os preparativos para o serviço fúnebre. Para informações adicionais sobre funerais, ver o item 18.6. Se possível, os membros falecidos que receberam a investidura devem ser sepultados com as roupas do templo. Em algumas circunstâncias, no caso do falecimento de um homem que recebeu a investidura, o bispo pode pedir ao líder de grupo de sumos sacerdotes ou ao presidente do quórum de élderes que designe um homem que tenha recebido a investidura para vestir o corpo ou supervisionar esse trabalho para que seja feito corretamente. Esses líderes devem assegurar-se de que essa designação seja dada a uma pessoa que não se sinta constrangida. As diretrizes para vestir membros falecidos encontram-se nas Instruções para Vestir os Mortos que Já Receberam a Investidura. Os líderes podem obter essas instruções nos Centros de Distribuição da Igreja. Para instruções adicionais sobre como vestir membros falecidos com as roupas do templo, o bispo pode consultar o Manual 1, item 3.4.9. O presidente do quórum de élderes, o líder de grupo de sumos sacerdotes, os mestres familiares e outros irmãos continuam a oferecer apoio, consolo e auxílio aos familiares da pessoa falecida durante o período de adaptação após o falecimento. http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por
  21. 21. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 21 Sugestão de Ata Reunião Presidência Quórum ou Grupo
  22. 22. TREINAMENTO – ORGANIZAR O QUÓRUM E GRUPO 22 Referências: Escrituras Padrão Citadas, (Discurso "A Administração da Estaca" por Élder L. Tom Perry, na Reunião Mundial de Treinamento de Liderança de 21/Jun/2003. 7º Tópico), Manual 2 – Administração da igreja, http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por, .”*Melchizedek Priesthood Leadership Handbook, (1990), p. 3+, http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por, http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por, http://www.lds.org/handbook/handbook-2-administering-the-church/melchizedek- priesthood?lang=por, Preparado por Márcio Roberto Patelli Revisado dez/2015

×