India2

1.028 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.028
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

India2

  1. 1. 90 Alunos Cultura IndianaCultura IndianaCultura Indiana EMEB OCTÁVIO EDGARDEMEB OCTÁVIO EDGARDEMEB OCTÁVIO EDGARD DE OLIVEIRADE OLIVEIRADE OLIVEIRA TURMAS 4º A e 4º B PROFESSORA VERÔNICA
  2. 2. 2 89
  3. 3. 88 3 INDICE Projeto Institucional..........................................................................5 A Índia; usos e costumes...............................................................6-7 Culinária indiana.......................................................................8-9-10 Dança indiana............................................................................11-12 Deuses.......................................................................................13-14 Economia...................................................................................15-16 Educação...................................................................................17-18 Esportes.....................................................................................19-20 Curiosidades sobre Funeral.......................................................21-22 População..................................................................................23-24 Animais sagrados......................................................................25-26 Bandeira....................................................................................27-28 Brinquedos e brincadeiras.........................................................29-30 Castas.......................................................................................31-32 Moeda............................................................................................33 Namoro ....................................................................................34-35 Pontos Turísticos.......................................................36-37-38-39-40 Transportes................................................................................41-42 Vestimentas..............................................................................43-44 Bibliografias 4º A................................................... ........... ...........45 Bibliografias 4º B...................................................... ....................65 Fotos.................................................................. ................86-87-88 Alunos ...................................................................... ..............90-91
  4. 4. 4 87
  5. 5. 86 5 PROJETO INSTITUCIONAL: Conhecer, apreciar e respeitar a diversidade cul- tural em toda sua amplitude são objetivos do Pro- jeto Institucional “Diálogo Cultural” da EMEB Octávio Edgard de Oliveira. As turmas dos 4ºs anos optaram por conhecer um pouco da cultura da Índia, dentre elas, os Pontos Turísticos, religião, educação e costumes, entre outros...
  6. 6. 6 A ÍNDIA, USOS E COSTUMES. A Índia, antes de tudo, é um país fascinante, exótico, místico, estranho e misterioso. É preciso, entretanto, reconhecer que, em costumes, o que vale para uma regi- ão geopolítica, não vale para outra; sofre intensa influência da multi- plicidade étnica, linguística e religiosa. O próprio Hinduísmo pratica- do por 80% da população possui divisões e subdivisões em toda a extensão territorial. Em geral, não comem carne principalmente bovina, acredita que são deuses. Acreditam na vida após a morte, cujas almas podem transmigrar para animais e assim, neles reencarnadas pagam “Karma”. Da mesma forma, não comem ovos. Como em todos os lugares do mundo, há prostituição, mas na Ín- dia ela possui características diversas, a começar pelos pais que pobres e não desejosos de pagar os dotes aos maridos das filhas, quando não as matam, vendem-nas a donos de bordéis por US$ 4, sendo elas, muitas vezes crianças. A prostituição infantil é proibida pelo código penal Indiano, mas fracamente combatida, graças aos subornos que recebem muitas autoridades competentes. Outras, levadas pela pobreza, miséria e ignorância, quando atin- gem idade adulta, se tornam prostitutas, vivendo em prostíbulos de onde saem ás ruas em busca de clientes. 85 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Grabriela Oliveira Lopes, nasci em são Paulo no mês de julho de 2003. Minha mãe se chama Diane Oliveira dos Santos e tem 29 anos e meu pai se chama Daniel Oliveira Lo- pes, ele tem 32 anos. Eu estudo na Emeb: Octavio Edgard de oliveira. Eu adoro brincar no fim de semana com mi- nha melhor amiga Jhully e também ajudo minha mãe a arrumar a casa, também brinco com minhas primas e meus irmãos. Quando eu era pequena eu gostava de bater nos meus primos e sair correndo e minha mãe brigava comigo. Meu sonho é ser veterinária e muito fa- mosa. Depois que eu sair da escola vou para uma ótima faculdade e depois vou seguir minha carreira. Assim é minha autobiografia.
  7. 7. 84 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Emily Pereira de Oliveira, tenho 9 anos, nasci no Silvina. Minha mãe e meu pai se chamam Macia e José Francisco. Estudo no Octávio Edgar de Oliveira, estou no 4º ano, minha aula preferida é português. Eu gosto de brincar de boneca e ler gibi, eu adoro as- sistir barbe, adoro escutar carrossel. Meu livro preferido é Ma- rina, meu programa preferido é barbe e clube das winx. Minha comida preferida é macarrão. Meu passatempo preferido é pular corda. Quando tinha 4 anos gostava de andar na moto- ca da minha irmã e hoje eu gosto de brincar de boneca. Quando crescer, vou para a faculdade, um dia sonhei em ser veterinária, mas agora vou ser cantora. Tenho 2 irmãos um se chama Ygor e á outra se cha- ma Evelyn. Minha irmã é educada, meu irmão é um chato. Minha irmã e eu brincamos todos os dia de boneca. 7 Há gays e lésbicas, porém, ante o conservadorismo do povo indi- ano são combatidos, e até atacados fisicamente. “A Parada Gay” que aconteceu em 2008 foi tímida e repassada de revoltas dos po- pulares. Calcula-se, porém, que 6% dos habitantes sejam assim. Ao lado, existem as “Hijras” (transexuais ou hermafroditas). Elas vivem em grupos. Em festas costumam aparecer, sem serem convidadas. Entram, dançam, abençoam os presentes e saem, recebendo das dádivas em dinheiro ou presentes. Ninguém ousa contestá-las, pois temem a sua maldição. Ninguém deixa de oferecer-lhes dinheiro (rúpias). É comum verem homens passeando de mãos dadas; não são gays; é um ato normal de amizade e camaradagem social. FONTE: http:p//diaconobenevides.worpress.com/2010/índia- usosecostumes/ Por: Gabriela Xavier Prates e Lorena Siqueira de Souza
  8. 8. 8 CULINÁRIA INDIANA A culinária indiana utiliza no preparo dos pratos uma variedade de especiarias, que dá sabores e aromas sofisticados á comida do cotidiano. É o resultado das interações regionais com os mongóis e britânicos fa- zendo da culinária indiana uma mistura única de vá- rias cozinhas internacionais. Varia de região para re- gião da índia, refletindo a variedade demográfica e a diversidade étnica, possuindo um extenso sortimento de pratos e técnicas culinárias. O preparo dos pratos constitui um ato de devoção antes de a comida ser consumida uma pequena por- ção de cada prato é colocada no altar presente na cozinha de todo indiano e oferecida aos deuses. Para a cultura indiana o alimento é de extrema im- portância, além de estar presente no dia a dia da fa- mília indiana, faz parte das importantes comemora- ções e dos festivais hindus. As ervas e condimentos O emprego correto de especiarias é de muita im- portância na culinária indiana, elas dão á comida, o sabor, o aroma, propriedades terapêuticas, fazendo com que a comida fique de fácil digestão. Principais especiarias e suas propriedades Açafrão (keshar):originário da região do medi- terrâneo. É o estigma da flor do açafrão, uma especi- 83 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Thiago B. Dos Santos nasci em são Bernardo do campo meus pais são separados. Quando eu estou de férias eu vou para a casa da mi- nha tia ou do meu pai. As coisas que mais gosto de fazer e jogar vídeo game e jogar futebol. Neste ano foi a primeira vez que eu vi meu bisavô. O nome dos meus pais são Elisabete Regina Bellezzi e Marcelo Alexandre dos Santos. Eu estudo na Emeb: Octavio Edgard de Oliveira com a professora Veronica no 4º ano B. O filme que eu mais gosto e o Turbo, o meu sonho quando crescer é trabalhar em uma fabrica de Cho- colate mais antes quero fazer faculdade e quando não tenho nada pra fazer eu fico assistindo TV.
  9. 9. 82 AUTOBIOGRAFIA Meu no meu nome é Kauan Begnoce Gomes, tenho 9 anos nasci em São Paulo no posto UPA dia 1/1/2004. Minha mãe se chama Ivone Begnoci Gomes, o nome do meu pai é Reginaldo dos Santos. Minha mãe tem 29 anos e meu pai 32. Estudo na escola Emeb: Octávio Edgard de Oliveira estou ou 4º ano B, minha disciplina preferida é Artes. Eu gosto de brincar e passear e soltar pipa. Meu filme preferido é a vingança do espantalho II, minha musica preferida é funk, musicas evangélicas e eletrônicas. Meu livro preferido é o diário de um banana. Meu programa preferido na tv é sinpsns. Minha comida preferida é arroz, batata doce, feijão e também gosto de comer bolo. Também gosto de ir à escola para estudar. Eu quero crescer e fazer uma boa faculdade e quero ser um policial muito corajoso. 9 aria muito cara, pois são necessárias 150 mil flores para se obter 1 kg do produto.de cor amarelo- alaranjado, tem sabor quentepicante e aroma muito agradável. Ajuda purificar o sangue controlar resfria- do e alivia hemorroidas. Usado na preparação do pu- lão e doces. Alho (lahsun): usado no tratamento dos sistemas di- gestivo, respiratório, nervoso, reprodutivo e circulató- rio (purifica o sangue e reduz colesterol). É um pode- roso afrodisíaco, estimulante e desintoxicante. Por ser bom para aumentar a produção de sêmen, tem um efeito sobre o sistema reprodutivo, não sendo re- comendado para praticantes de ioga. Anis ou erva doce (sounf): sementes de cor verde clara e com aroma doce, estimulam a digestão e são usadas como refrescantes após as refeições. Regula a menstruação e alivia dores abdominais. Canela em pau (desalchini): regula a circulação do sangue, as atividades dos aparelhos digestivo e res- piratório e dos rins. Usado no tratamento de dor de dentes, tensão muscular, dores de garganta, sinusite, laringite, etc. É um bom expectorante, analgésico e desintoxicante. Coentro (dhaniya): usado para anormalidades do pit- ta. O suco é um remédio formidável para febre, aler- gias, gases, indigestão, náuseas, vômitos, desordem da pele etc.as folhas verdes são usadas na cozinha e também para guarnição. As sementes na forma inte-
  10. 10. 10 gral ou em pó são usadas para fazer curry masalas e para temperar diversos pratos. Cominho (jira): É bom para o tratamento de diarréia, disenteria, dores do abdômen, etc. Quando tostado ou frito, levemente no óleo, exala mais aroma. Uma pitada do cominho em pó e sal a gosto, polvilhado em cima de uma xícara de chá de iogurte, é uma receita deliciosa. http://www.suapesquisa.com/paises/india/culinária.india.htm Por : Isabella Lacerda Ferreira e Erika Karoline Santos da Silva 81 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Wesley Bezerra Honorato eu tenho 9 anos e moro em São Paulo nasci no dia 10de março de 2004. O meu dos meus pais são Valmir Bezerra Hono- rato e e Cleide Honorato. Eu estudo no EMEB: OCTAVIO EDGARD DE OLIVEIRA. Eu estou no 4º ano B. Eu gosto da disciplina de artes. Eu gosto de fazer tempo de escola meu filme preferido é João e Maria, Caçadores de Bruxa. Minha musica preferida é funk e o livro que eu mais gosto é o Diário de Um Banana. O programa de TV favorito é Chaves. Minha comida preferida è frango e o meu passatempo preferido é festa de aniversario. Quando eu era pequeno gostava de brincar de pula pula e de esconde esconde, escon- de. Quando eu crescer eu vou ser mecânico eu vou arrumar carros, vou ter uma mansão, uma moto e vou ser mecânico e arrumar os carros dos outros.
  11. 11. 80 AUTOBIOGRAFIA Olá! Meu nome é Giovanni Sibaldo Diniz, eu tenho 9 anos e nasci em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo. Os nomes dos meus pais são Adilson Donizeti Perei- ra Diniz e Silvia Regina Sibaldo Diniz. Estudo na escola Emeb Octávio Edgard De Oliveira. Estou no 4º ano e a minha matéria preferida é Artes. Gosto de jogar vídeo game no computador e brincar com minha cachorrinha. Meu filme preferido é era do gelo III, o gênero de música que eu gosto é rock, os livros que eu gosto é Diário de Um Banana e também mangás de Naruto e Bleach, o programa que eu gosto de TV é Pokémon. Minha comida preferida é Mc Donalds e quando es- tou sem fazer nada, eu assisto TV e mecho no tablet. Meu sonho e ter um Xbox 360. Quando crescer, vou ser enge- nheiro de carro, e vou fazer curso de jogos. 11 DANÇA INDIANA A dança mais popular da Índia é a Bharatha- natyam. É uma dança clássica tradicional, onde os dançarinos fazem lindos e suaves movimentos e poses. As letras deste tipo musical falam das gran- des realizações de deuses e heróis da mitologia. Esta dança surgiu há mais de 5 mil anos no sul da Índia e influenciou outros estilos de dança em vá- rias regiões da Índia e do continente asiático. Música indiana A música tradicional indiana é resultado da fu- são musical dos diversos grupos étnicos e linguís- ticos da região. As letras seguem um caráter emo- tivo e descritivo. Um dos instrumentos musicais mais utilizados na musica tradicional indiana é a tambura (instrumento de cordas).
  12. 12. 12 Festivais Indianos ``Holi´´ que é em Fevereiro ou Março. Nesse dia, as pessoas atiram copos de água uns aos ou- tros. Em Agosto é o dia do nascimento do Deus Krishina. À noite as pessoas vão aos templos re- zam, cantam e ficam lá até meia-noite. Em Setembro ou Outubro vem a festa de Na- varatri que são nove dias de festa. As pessoas ves- tem roupas lindas e ouro. Depois em Outubro ou princípio de Novembro vem o Natal (Diwali). Fazem doces e oferecem a família e depois a noite juntam-se em casa e comemoram o Natal. No Ano Novo á tarde vão ao Templo para rezar e todos os hindus se juntam e depois oferecem a Deus as comidas. Http:www.eb1-indanha-a-nova.rcts.ptindianewpage1.htm Http:www.suapesquisa.commusicaculturaculturaindiana.htm Por : Iara Marques de Assunção Almeida Mayara Kelly Oliveira Solano Rodrigues 79 AUTOBIOGRAFIA Olá meu nome é Vinicius Dos Santos, tenho 9 anos, nasci no dia 18 de setembro de 2003, na cidade de São Bernardo do Campo, no estado de são Paulo, na maternidade HMU. Os nomes dos meus pais são: Eliana Maria Dos Santos e Rogé- rio Dos Santos, minha mãe tem 40 anos e meu pai tem 39 anos. Estudo na escola EMEB Octávio Edgard de Oliveira estou cur- sando o 4º ano B no período da tarde minha matéria preferida é Matemática. Ado- ro mexer no computador e jogar videogames e passear com minha mãe. Meu filme preferido é: Guerra Mundial Z minhas músicas pre- ferida são: David Guetta -feat rs. Ne-Yo Play Hard, Black Eyed Peas I Gotta Fel- ling e PSY-Gentleman, meu livro preferido é Capitão Cueca e o programa de TV é Apenas Um Show. Minha comida preferida é batata frita meu principal passatempo é descer na casa do meu tio (ou minha vó). O que eu mais gostava de fazer quando era pequeno era ir as festas e ainda continua sendo. Meus sonhos é ir ao Hopi Hari e quando crescer vou me formar na faculdade e estudar para ser professor de informática.
  13. 13. 78 AUTOBIOGRAFIA Meu nome e Rodrigo Gonçalves Agostinho, tenho 9 anos nasci em Diadema no dia 17 de dezembro de 2003. Meus pais são separados e moro com minha mãe que se chama Erica Cristina Gonçalves que tem 34 anos. Meus pais me colocaram na escola Emeb: Octavio Ed- gard de Oliveira, e no 4ºb com uma professora linda e ótima que se chama Veronica. Minha disciplina preferida e artes, eu gosto de ler e andar de bicicleta. Meu filme preferido é scoby-doo a música e funk e Hip-Hop o livro e Diário de um banana e o programa favorito e A praça e nossa, a comida e sopa de feijão, meu passa tempo e jo- gar vídeo game. Quando era menor gostava de sair correndo pela ca- sa, e hoje ler livros grandes e legais, meus planos para o futuro e ajudar as pessoas que não tem comida, meus sonho e ser enge- nheiro. Quando crescer vou ser um grande engenheiro, e vou estu- dar ate o final, e na faculdade vou estudar até eu fazer uma invenção 13 DEUSES Na índia existem cerca de 36 milhões de deuses, sem men- cionar os sadus - homens santos que também são ado- rados. Os três principais for- mam uma tríade, que são: Brahmam, Vishnu e Shiva. Existe ainda um deus com seis bra- ços humanos com cabeça de elefante, chamado Ganesh, é in- crível! As pessoas o adoram. W. S. Naipul, um indiano diz que a índia é uma civilização ferida, escravizada por suas crenças re- ligiosas. GANESHA Ganesha significa senhor de todos os seres é filho de Shiva e Pravati é o mestre do conhecimento, da inteligência e da sapiência. É aquele que proporciona a potencia espiritual e a Inteligência suprema. É o grande removedor dos obstáculos, guardiões da riqueza, da beleza, da saúde, do sucesso, da prosperidade, da graça, da compaixão, da força e do equilíbrio. BRAHMA
  14. 14. 14 Apesar de Brahma ser um poderoso Deus hindú, cri- ador do mundo material, ele é um submetido a os cultos po- pulares de Shiva,Vishinu e Devi. São raros os templos dedi- cados a Brahma, ele não é muito adorado nos dias de hoje. Dele, saíram os primeiros seres humanos. VISHINU Principal Deus da trindade hindu representa o modo da bondade e é responsável pela sustentação, proteção e manutenção do Universo. É a fonte original de todos os ava- tares e deuses, e está presente em cada átomo da criação e do coração de todos os seres. Vishnu significa aquele de que tudo penetra' ou 'aquele que tudo impregna' e é ainda como o preservador do univer- so. Está constantemente presente nas conquistas amorosas. http://www.tudodeturismo.com.br/si/site/1121 Por: Igor Santos da Cunha e Thiago de Jesus Nunes 77 AUTOBIOGRAFIA Oi, eu sou José Alex bastos dos Santos. Nasci em são Bernardo do campo no estado de são Paulo. Os nomes dos meus pais são Alex gois dos santos e da minha mãe e Alessandra de Souza Bastos. Minhas cores preferidas são vermelho, verde branco e azul. Meu filme preferido é Harry Poter e o meu seriado é chaves e gosto muito de livros tipo diários de um banana e gibis da turma da Mônica. Meu sonho e ir pro Estados Unidos e ser muito rico. Aprendi a andar com 8 meses, com dois anos eu aprendi a falar mui- tas coisas tipo: Mãe, pai, vó , tia e quando assistia teve briga- va com todo mundo. Estudo no Bem: Octávio Edgard de Oliveira. Eu gosto de jogar vídeo game. Também gosto de Frank e Sertanejo. Na tv, o que eu mais gosto é da Piranha II é muito legal! Meu passa tempo preferido é comer “passa tem- po” (bolacha)! Minha comida preferida e asa de frango assa- da e carne moída no pão. Quando era pequeno gostava de muita bagunça e agora nem tanto. Quando eu crescer, quero ser veterinário para tirar todos os cachorros da rua. Quando eu for adulto quero fazer faculdade de inglês.
  15. 15. 76 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Ana Clara Zart Sousa Ivo, eu tenho 9 anos , nasci no dia 17 de novembro de 2003, em São Paulo. Minha mãe se chama Kesia Sousa Ivo, ela tem 30 anos e o meu pai se chama Deivid Celestino Ivo, ele tem 31 anos. Esse ano, dia 10 de Maio eles fizeram 10 anos de casados, minha irmã se chama Juliana Sousa Ivo. Eu estudo na escola Emeb: Octávio Edgard de Oliveira. Es- tou no 4º ano B. Minha matéria preferida é Matemática. Eu gosto de andar de bicicleta e gosto de filmes de comedia que me fazem rir. Gosto de escutar pop gosto de ler fabula. Meu programa de tv preferido é tanderkets . Eu gosto de co- mer pavê é uma delicia! Eu desenho para passar o tempo. Quando eu era pequena gostava de brincar, pintar, de brin- car com o meu gatinho tom, mas, isso mudou, agora leio li- vros, jogo no computador e crio desenhos. Quando eu crescer, vou fazer faculdade de Artes, sem casar sem ter filhos. meu sonho é ter uma vida longa pela frente . Quando eu crescer quero ser artista, terminar os estudos rá- pido, fazer faculdade de artes e ser artista , e essa é a minha autobiografia . 15 ECONOMIA DA ÍNDIA A Índia é um país emergente, portanto apresenta o bom crescimento econômico na atualidade. De acordo com dados banco mundial, a Índia é a 5º maior economia do mundo (levando em conta o PIB). Nas últimas décadas, o pais tem apresentado uma taxa de crescimento do PIB (Produto interno bruto) em torno de 6%.A economia indiana é diversificada, pois apresenta fortes resul- tados nas áreas agrícola, industrial, tecnológica, financeira e de serviços. A Índia apresenta um forte destaque nas exportações de produtos manufaturados. A indústria de tecnologia também tem apresentado forte crescimento nos últimos anos. Muitas empresas tecnologia têm instalando filiais na Índia, em bus- ca, principalmente, de mão de obras barata e especializada. Na área de serviços podemos destacar a forte exportação da produção de softwares. Um dos principais problemas da economia da Índia é a forte concentração de renda que gera desigualdades sociais e econômicas. A grande maioria dos trabalhadores ganha salários baixos e trabalha exaustivas cargas horárias. Principais setores econômicos: agricultura, indústria, tec- nologia, finanças. Principais regiões industriais: regiões metropolitanas de Bombaim e Calcutá. Moeda: Rúpia indiana (símbolo Rp) PIB: US$ 4,78 trilhões (estimativa 2012) PIB per capita: US$ 3.900 (estimativa 2012)
  16. 16. 16 Força de trabalho (2012): 498,4 milhões de trabalhadores ativos. Taxa de desemprego: 9,9% (estimativa a 2012) Investimentos: 30% do PIB (2012) Divida publica: 51,9% do PIB (estimativa 2012) Taxa de inflação: 9,2% (estimativa 2012) Reservas monetárias: US$ 342 bilhões (31 12 2012) Principais produtos agropecuários produzidos: arroz, algodão, chá, trigo, sementes oleaginosas, juta, bata. Principais produtos industrializados produzidos: têxteis, produtos químicos, aço, alimentos processados, equipamen- tos de transporte. Exportações (2012): US$ 309,1 bilhões. Importações (2012): US$ 50O, 3 bilhões. Saldo de balança comercial: déficit de US$ 191,2 bilhões (2012) . Autores Dominy e Caio http://www.suapesquisa.com/paises/india/economia 75 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Jhully Raissa Santos da Silva. Nasci no dia 6 janeiro de 2004. Na cidade de São Bernardo do Campo no estado de São Paulo. Meu pai se chama Gilmar da Silva e o apelido dele é Beto. Estudo na EMEB: Octávio Edgard de oliveira. Estou no 4º ano B e a matéria que eu mais gosto Matemática. O que eu mais gostava de fazer quando era pequena era brincar com meu pai. Hoje o que eu mais gosto de fazer é estudar. Meu filme preferido é Três é demais. O livro que eu mais gosto é o Ratinho, o morango ver- melho maduro e o grande urso esfomeado. Meu programa de tv favorito é três espiãs de mais. Minha comida preferida é ar- roz, feijão e bife. Quando crescer quero ser medica pediatra.
  17. 17. 74 AUTOBIOGRAFIA Oi eu me chamo Gustavo Henrique Oliveira eu nasci no dia 24/08/2003 em são Bernardo do campo. O nome dos meus pais é Débora da silva oliveira e ela tem 32 anos e Adriano António de oliveira e ele tem 33 anos. Eu estudo em EMEB: Octavio Edgard de oliveira. Es- tou no 4°B e tenho 9 anos e minha matéria preferida é artes e matemática. Eu gosto de soltar pipa com meus amigos. Eu gosto de filmes de terror e escuto funk, hip hop, gosto de muitos livros e o meu favorito é diário de um bana- na. Meu programa favorito é Simpsons. E eu gosto de ma- carrão e gosto de mexer no computador. O que eu mais gosto é de andar de bicicleta e quan- do eu era pequeno também. Eu também queria ir para a Ín- dia conhecer as coisas legais de lá. Sabe o que eu quero ser quando crescer? Eu quero ser entregador de pizza. 17 EDUCAÇÃO NA ÍNDIA Ao contrário do que parece, a Índia tem um ótimo ensino, com mais de 17.000 escolas e 400 universidades. Possui um dos maiores ensinos superiores do mundo. Com- parada com outros países, o custo das escolas e universida- des é relativamente baixo. Nos dias de hoje há bolsas e em- préstimos escolares para os necessitados que preferem ensi- nos privados. Já a qualidade do ensino público não é unifor- me e continua em todos os cantos do país, porém, o governo esta trabalhando em Institutos que possam melhorar isso e oferecer um ensino internacional. A maioria das escolas e universidades indianas são públicas, 27% das crianças indianas estudam em esco- las privadas e 65% das crianças que moram em favelas têm bolsas para também estudarem nestas escolas. As diferen- ças entre as escola públicas e privadas é que as instituições particulares garantem um ensino de boa qualidade, com au- las extracurriculares como dança teatro, esporte e outras. Lá o sistema educacional tem forte influencia britânica, constituindo por ensino primário, onde a permanên- cia é até os 14 anos. Na sequência o ensino secundário, que introduz a ciências e tecnologia e yoga para os alunos. Esta adição auxilia na escolha e identificação da vocação. Posteri- ormente é o ensino terciário, ou superior, que é um dos maio- res do mundo seguido da China e dos EUA. Em Nova Délhi, capital do país, há duas univer- sidades particulares e 10 públicas com programas metodolo- gia diferentes: uma apresentando classes regulares e outras oferecendo programas à distância via web. Os melhores cor- sos são os de medicina, Engenharia e Gerenciamento, mas os cursos de Arquitetura, Economia , artes, ciências, sociais, matemática, psicologia e sociologia também se destacam. Devido á forte influencia da religião Hinduísta ape-
  18. 18. 18 nas 20% das escolas são católicas mas a maioria das uni- versidades e escolas recebe influencia britânica e se inspira nos EUA. Há pouca influência hindu nos métodos do ensino, mas ainda há muito preconceito com as mulheres que estu- dam. Muitas escolas não possuem banheiros femininos, e em escolas privadas que não aceitam mulheres, o numero de professores é reduzido. O alto índice de preconceito e bullyng resultam numa baixa porcentagem de mulheres alfa- betizadas (50%). Desde 1947, o governo indiano vem tentan- do proporcionar ás mulheres uma melhor qualidade de vida, proporcionando instituições, refeições, materiais escolares gratuitos entre outras ações. Estas ações, no entanto, esbar- ram na barreira cultural e religiosa que não permitem a igual- dade entre os sexos, assim como em outros países do mun- do. http://www.saibatudoaqui..com.br/paises/india/educação.india.htm Por: Jaqueline Silva Pereira Dos Santos Mariana Karoliny Sousa Silva 73 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Isaque Borges Barbosa Dos Santos, nasci em Santo André minha data de nascimento foi dia 26 de Dezembro 2002. Meu Pai se chama Marco Antônio Borges Barbosa Dos San- tos, minha mãe se chama Neide Jane Maria Borges Barbosa Dos Santos. Eu estudo no EMEB Octavio Edgard De Oliveira, 4º Ano B com a Professora Verônica Gonçalves. Minha matéria referida é Matemática. Eu Gosto de soltar pipa, jogar bola e jogar II e III. Meu filme preferido é a hora ruhr, minhas músicas são rap, funk e sertanejo. Meu livro é gibi, meu programa é pânico na Band e teste de fidelidade. Minha comida preferida é X-Burger, batata frita, frango, serial e plugados. O meu tempo livre passeio com meu pai e jogo videogame. Eu gostava de pegar coisas valiosas e levar para o prézi- nho, agora entre os 10 e 11 anos eu gosto passear. Meus planos para o futuro é ser o melhor jogador do mundo, meus sonhos são quero ir para Rússia e me formar em direito.
  19. 19. 72 AUTOBIOGRAFIA Oi meu nome e Deivid Nogueira da Silva, tenho 9 anos nasci em 13 de setembro de 2003, o local onde eu nas- ci foi Santo André estado de São Paulo. Meus pais se cha- mam Ailza Nogueira- da Silva e Geraldo Viera da Silva. Estudo no Emeb: Octávio Edgard de Oliveira. Estou no 4º B, minha professora se chama Verônica. Minhas maté- rias preferidas são matemática e português e gosto muito de mexer no computador. Meu filme preferido e a morte do demônio. Gosto de música evangélica. O livro mais legal que eu tenho e o Diário de banana e meu programa favorito é amigos da onça e a comida é batata frita. O que eu gostava de fazer quando era pequeno era jogar no vídeo game. Meus planos quando crescer e casar com uma mulher e ter minha própria casa e meu sonho e vi- ajar para outro país. 19 ESPORTE Na Índia, tem esportes que não são muito conhecidos por nós, como kabaddi, kho kho, pehlwani e gilli-danda e que são bem populares entre eles. Além disso, os indianos gostam de tênis, tanto é que já foram três vezes vice-campeões da Copa Daves. Outras modalidades bastante popular nesse país são o badminton, o boxe e o wrestling, porém os esportes em que eles mais têm destaque internacional são o Hóquei sobre a Grama, o tiro esportivo e principalmente, o Críquete, que é o esporte mais popular de lá. Sobre o futebol indiano, ele é mais popular em regiões que tiveram influências portuguesas uns séculos atrás, princi- palmente a região de Goa, onde nasceram muitos dos jogado- res da Seleção Indiana, porém uma cidade que foge desse contexto é Calcutá. Historicamente, os maiores times de lá são o Dempo, o East Bengal e o Mohun Bagan e o principal estádio é o Salt Lake Stadium, que é um dos maiores do mun- do com capacidade de 120.000 pessoas. Por incrível que pareça a Índia foi um dos primeiros países do mundo a conhecer o futebol, tanto que a primeira partida em solo indiano foi entre Calcutta Club of Civilians x Gentlemen of Barrackpore, em 1854. Antes disso, ele tinha sido levado a Índia em 1840, quando soldados ingleses ainda
  20. 20. 20 praticavam o esporte com a população. A maior rivalidade de lá é entre East Bengal e o Mohun Bagan, sendo que os dois têm torcidas apaixonadas e o primeiro é de 1920 e o segundo é de 1889. Apesar de ser um grande país com uma gigantesca população, o futebol de lá nunca recebeu investimentos muito grandes como o Brasil. Por :Alisson de Oliveira Cogo Pedro Felipe Sanches Fonte: http://br.answers.yahoo.com/question/ind... 71 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é: Kauan Souza da Silva e minha Idade é 9 Anos eu nasci Em São Paulo em Sapopemba no dia 05/12/2003.O nome dos meus pais são Adeilton Pereira da Silva e Edineia Souza Oliveira e eu Estou no 4 Ano B e o No- me da minha Pro é Verônica. A minha lição preferida é Matemática, e gosto de brin- car de Futebol com os meninos da escola e com todo mundo. Gosto de assistir o filme o motoqueiro Fantasma, gosto de musica de Rock eletrônico e forró. Gosto de livros de Terror em quadrinhos nacionais. Gosto dos programas, Simpsons, Chiquitas e Chaves. Eu gosto de macarrão com molho em cima. Quando estou sem fazer nada eu vou deitar no sofá de casa, eu gos- tava de andar de bicicleta com meu pai quando era pequeno. E agora eu brinco com os meninos da Escola, quero ser um Professor de química e robótica.
  21. 21. 70 AUTOBIOGRAFIA Meu nome e Jackson zani Balioni eu tenho 9 anos eu nasci em dia 25 do 9 de 2003,Na cidade de são Paulo no local de são Bernardo. O nome do meu pai é Masuete Balioni e o da minha mãe é Jaqueline Andrade Monique zani. Eu estudo na escola Bem: Octávio Edgard de oliveira, minha matéria preferida é matemática. O que eu mais gosto de fazer é ficar no facebok. Meus filmes preferidos são: pânico na floreta e o diário de um banana. Minha musica é funk. Meu livro é diário de banana. O meu programa de tv preferido é co- media. Quando eu era menor eu gostava brincar de correr, é hoje é de futebol. Meu sonho é um dia ser jogador de futebol. Também quero fazer todos os estudos e uma faculdade. 21 CURIOSIDADES SOBRE O FUNERAL NA ÍNDIA “Na Índia, quando uma pessoa morre, seu corpo é levado pelos parentes para o Rio Ganges”. Lá ocor- re a cremação, num ritual repleto de detalhes. Para os indianos, a pessoa não é o corpo, mas a alma, que parte para outra dimensão. O tempo após a morte de uma pessoa na Ín- dia é dada de muita importância. Como pela Santa Escritura Hidus, como Bhagwat Gita. Acredita que a alma que acaba de passar lon- ge, está a caminho para o próximo nível de existên- cia em tal hora. A Tal cerimônia Hindu da morte, e o Teravih é um período de luto de 13 dias após o funeral. Durante o Teravih, existem muitas regras. Por exemplo, eles não devem participar de funções reli- giosas, comer certos alimentos como doces, usar roupas novas ou participar em qualquer atividade cultural ou festividade. No final de 1 ano todo os membros idosos
  22. 22. 22 da pessoa falecida se reúnem mais uma vez para cerimônia de shaad. No dia 3, 5, 9, após a morte da pessoa também são importantes, como todos os pa- rentes se reúnem para uma refeição de alimentos favoritos do falecido. Uma pequena quantidade do alimento é oferecida diante da sua foto e todo ceri- moniamento é deixado em um lugar abandonado juntamente com um iluminado. http://eunaindia.wordpress.com/2013/02/03/funeral-na-india/ Por: Ana Cristina Jesus da Silveira Higor Sobreira Bezerra Geovanna da Conceição Souza 69 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Victor Gabriel Paes da Silva, tenho 9 anos , nasci na maternidade HMU-Rudge Ramos-SBC, meus pais são separados, moro com minha mãe Cleuza Rodrigues Paes, tenho 3 irmãs e 1 irmão. Eu estudo na E.M.E.B Octavio Edgard de Oliveira, o nome da minha professora é Veronica, minhas matérias pre- ferida é Matemática, português, Educação Física e Artes. Gosto de ir à lan house para jogar counter strike 1.6. E meu filme preferido é Velosos e Furiosos Seis. Gosto de ouvir Funk e Ref metal. Meu livro preferido é Trudd e Kiki e meu programa preferido é pânico na Band. Minha comida preferida é macarrão com carne moída e queijo ralado. Quando eu não tenho nada para fazer eu chamo meus amigos para jogar bola na pracinha. Quando eu era pequeno eu gostava de andar de motoca com os meus amigos e de brincar de carrinho com meu irmão e hoje eu gosto de andar de moto e bicicleta. Quando eu tiver 19 anos quero ganhar uma mo- to, meu sonho é ser um jogador do Corinthians. Quando eu crescer quero ser campeão mundial de corrida de MotoCross, e estudar espanhol.
  23. 23. 68 AUTOBIOGRAFIA Eu me chamo Artur Caio Agnelo Bonfim, tenho 9 anos e nasci no dia 13 de dezembro de 2003. Meus pais são Poliana Barbosa Agnelo e Ornilton da Silva Bonfim. Estudo na E.M.E.B Octavio Edgard de Oliveira no 4º ano B, minha matéria preferida é Ciências. Gosto de assistir TV! E o meu canal favorito é o SBT! O filme que mais gostei de assistir foi Karatê kid. Meu tipo de música é eletrônica. O livro, o que mais gostei de ler foi (Uma vida de contos de fa- das, A Historia de Hans Cristhan Andersen). Quando eu estou sem fazer nada, eu assisto TV ou fico no computador. A minha comida preferida é um delicioso X -Burger. Quando eu era menor eu gostava de brincar com meus brinquedos, mas agora gosto de ficar no computador. Os meus planos para o futuro é ter uma família feliz e saudável. Quando eu crescer, quero ser um dentista profissio- nal. 23 POPULAÇÃO DA ÍNDIA INFORMAÇÕES SOBRE A POPULAÇÃO DA ÍNDIA População: 1,21 bilhão de habitantes (estimativa 2010). Grupos étnicos: indo-arianos 72%,grávidas 25%,mongóis e outros 3% (censo de 1996). Línguas: hindi (oficial), línguas regionais (principais: tegulu, bengali, marati, tâmil, urdu, gujarati). Religiões: hinduísmo 80,3%, islamismo 11%(sunitas 8,2%, xiitas 2,8%), cristianismo 3,8% (católicos 1,7%,protestantes 1,9%,ortodoxos 0,2%), sikhismo 2%, budis- mo 0,7%, jainismo 0,5%, outras 1,7% (em 1995). Estrutura etária: 0 a 14 anos: 29,7% 15 a 64 anos: 64,9% 65 anos ou mais: 5,5% (estimativa 2011) Idade média da população: total: 26,2 anos / homens: 25,6 anos / mulheres: 26,9 anos ( estimativa 2011) Taxa de crescimento populacional: 1,344% por ano (estimativa 2011) Taxa de natalidade: 20,97 nascimentos por 1000 habi- tantes (estimativa 2011) Taxa de mortalidade: 7,48 mortes por 1000 habitantes (estimativa 2011) Taxa de mortalidade infantil: 47,5 mortes por 1000 nas- cidos vivos (estimativa 2011)
  24. 24. 24 Taxa de migração:- 0,05 migrantes por 1000 habitan- tes (estimativa 2011) Urbanização: 30% da população total (ano 2010) Expectativa de vida: 66,8 anos (estimativa 2011) Taxa de fecundidade: 2,62 filhos por mulher ( estimati- va 2011) Índice de alfabetização: 61% da população (censo de 2001) Fonte: www.suapesquisa.com/países/índia/populaçaoindia.hTM Por: Giovanna Santana Guilherme Batista Costa 67 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é, Mariana Pina Fernandes, tenho 09 anos, nasci em São Bernardo do campo, no estado de São Paulo no dia 15 de fevereiro de 2004. Meus pais são, Alessandra Santos Fernandes e o meu pai se chama José Pina Fernandes tenho uma irmã chama- da Natalia Cristina Pina Fernandes ela tem, 17 anos, meu pai tem 46 e minha mãe tem 37. Eu estudo na escola Emeb: Octavio Edgard de Oliveira, estou no 4 ano B, e minha matéria favorita é artes. Também gosto de brincar com minhas amigas e primas de várias coisas, gosto de e inventar brincadeiras novas. O gênero de filmes e livros que gosto é suspense e o tipo de música que eu gosto é MPB. A minha comida preferi- da é macarrão com carne moída. Quando eu era menor e até hoje gosto de desenhar e de pintar. Meu sonho é ir para os Estados Unidos e passar um tempo com a minha tia lá. Quando eu crescer, quero ser mas- sagista e estudar inglês.
  25. 25. 66 AUTOBIOGRAFIA Chamo-me Liryane Santana Ângelo, tenho 9 anos. Nasci em São Paulo hospital leão 13, no dia 13 de novembro de 2003. Sou filha de Liliander Santana Ângelo de 31 anos , e de David Ângelo, estão juntos a 14 anos. Estudo na Escola: Octávio Edgard de Oliveira no 4º ano B. Minha disciplina favorita e a “educação-física”, minha pro- fessora se chama verônica . O que, mas gosto de fazer é ir ao shopping fazer compras, ir aos parques de diversões, ver minhas melhores amigas, passear com a minha família e mexer no computador. Meus filmes favoritos são comedia, romance, história de vida verdadeira. Minhas músicas favoritas são gospel, sertaneja e mpb. Meus programas de tv preferidos são novelas de todos os tipos, Eliana, fantástico whigs, Geraldo e etc. Minha comida favorita são fritas etc. o que mas gostava de fazer quando era menor era ver filmes hoje gosto mas de mexer no computador. Meus planos para o futuro é ser uma mulher dedicada aos estudos para ter uma família unida como tenho hoje. So- nhos? Todos têm, mas o meu é ser rica. Quando crescer quero ser atriz bem famosa e fazer o curso de teatro. 25 ANIMAIS SAGRADOS NA ÍNDIA Os diversos povos da Índia tiveram em comum a fas- cinação e o respeito pelos animais. Os hindus, budistas e jai- nas consideravam todas as formas de vida como igualmente importantes, pois as julgavam encarnações de uma energia ou força vital única. Acreditavam que quando uma pessoa morria essa energia era reencarnada em alguma outra forma. Matar um ser vivo era inadmissível. Até um inseto po- deria ser vitalizado pela alma de um antepassado ou amigo. Em uma forma ainda mais forte de expressar esse sentimen- to pelos animais, a mitologia hindu dotou os deuses de atri- butos animais. As Aves Para os antigos indianos, as aves a voar alto no céu eram uma fonte de inspiração. Associavam-nas muitas vezes com o sol. Com o desenvolvimento do hinduísmo, o poder do sol foi representado por um ser mitológico meio homem, meio ave, chamado Garuda. Milhares de anos depois, alguns im- peradores mulçumanos da Índia se interessaram tanto por aves que mandavam buscar as variedades incomuns das ter- ras distantes e determinavam aos seus pintores e escultores que as reproduzissem com realismo. Os Macacos De acordo com um velho mito hindu, um exército de macacos ajudou um dia o lendário herói Rama a salvar sua mulher do demônio Ravana. Como Rama era um avatar de Vishnu, os macacos foram desde então festejados. As fábu- las em que os macacos pensam e falam para expor uma li- ção de moral também fazem parte da educação de todo o menino de origem nobre do país. Os macacos eram animais de estimação de muitos deuses nobres ou era um dos muitos animais pertencentes aos zoológicos do rajás.
  26. 26. 26 Gado Bovino Essa tem sido a espécie mais essencial da Índia. Pa- ra o hindu, a veneração da vaca faz parte integrante da vida e tem raízes tradicionais profundas. Entretanto, as vacas não são realmente sagradas, a religião hindu só proíbe a matan- ça desses animais. Para os hindus os touros é que são os animais sagrados. Símbolo da procriação desde os tempos pré-históricos, os touros eram também associados ao deus Shiva, sendo esculpido em seus templos Os Elefantes Segundo a mitologia hindu, os primeiros elefantes do mundo possuíam asas e brincavam com as nuvens. Mas um dia, um grupo de elefantes pousou nos galhos de uma arvore de baixo da qual um santo asceta falava a seus discípulos. Os galhos se quebraram e os elefantes caíram em cima dos discípulos matando vários deles. O santo homem ficou tão zangado que pediu aos deuses que tirassem as asas dos elefantes. Os elefantes mesmo sem asas continuaram ser amigos das nuvens e a ter o poder de pedir que elas tragam as chuvas, por isso os elefantes são ainda hoje venerados na Índia. Os elefantes brancos, além de tudo, são considera- dos símbolo de boa sorte. http://www.viacapella.com.br/portal/animais.htm POR: Liryane Santana Ângelo Mariana Pina Fernandes 65
  27. 27. 64 AUTOBIOGRAFIA Eu me chamo Guilherme Batista Costa, tenho nove anos nasci em São Bernardo do campo. O no- me dos meus pais são Jarbas Costa da Silva e Mi- chele Fernanda Batista. Estudo na EMEB Octavio Edgard de Oliveira, estol no 4º ano A. Minha matéria favorita é matemáti- ca. Gosto de jogar vídeo game. Amo ver filme e ouvir musica. Adoro estrogonofe, e o meu passatempo mais importante é ler. Quando eu era pequeno eu gostava de cantar e hoje gosto de jogar futebol. Quando cres- cer quero ser jogador de futebol e quero fazer facul- dade de dança. 27 BANDEIRA DA INDIA ADOTADA EM JULHO DE 1947 A bandeira nacional da índia foi adotada durante uma reunião ad hoc da assembleia constituinte realizada em 22 de julho de 1947, vinte e dois dias antes da independência indiana do reino unido em 15 de agosto de 1947. Ela foi usa- da como bandeira nacional do domínio da índia entre 15 de agosto de 1947 e, logo após, da república da Índia. “Na Índia, o termo ‘‘tricolor” tirangã quase sempre é utilizado para se referir à sua bandeira nacional. A bandeira nacional, adotada em 1947, é baseada na bandeira do con- gresso nacional indiano, desenhada por Pingali Venkayya. Ela é um açafrão profundo no topo, branco no o meio verde em baixo horizontal o tricolor. No centro, existe uma roda azul-marinho com vinte e quatro raios conhecido o Ashoka chakra, extrai do capitão Ashoka. O diâmetro de chakra é três-quartos da altura da fai- xa branca. A relação da largura da bandeira para o seu com- primento é 2:3. A bandeira é também a bandeira de guerra do exército da índia, içada diariamente em instalações milita- res. As especificações da bandeira oficial exigem que ela seja confeccionada apenas de “Kahadi”, um tipo especial de pano feito a mão que ficou popular porque o líder Mahatma Gandhi a usava. A exibição e utilização da bandeira são estri- tamente impostas pelo código da bandeira da índia. Uma destruição heráldica da bandeira da índia Poucos dias antes da Índia se tornar independente em 15 de agosto de 1947, a assembleia constituinte decidiu que a bandeira da Índia deve- ria de ser aceitável a todos os partidos e comunidades da época. Uma bandeira de três cores, açafrão, branco e verde com o ashoka chakra foi escolhida. Sarvepalli radhakrishnan, quem depois tornou se o primeiro vice- presidente da Índia deixou claro que a bandeira adotada descreve seu significa-
  28. 28. 28 do a seguir: “Bhagwa”, ou a cor açafrão denota renúncia. Nossos líderes têm de ser indiferentes ganhos materiais e se dedicar ao seu trabalho. O branco no centro é leve, o caminho da verdade para guiar nossa conduta. O verde mostra nossa relação com o solo, nossa relação com a vida vegetal , sobre o qual todos os outros no qual sua vida depende de nós. O “ashoka chakra” no centro do branco é a roda da lei de Dhar- ma. Verdade ou satya, virtude o dharma, isto deveria ser o princípio do controle daqueles que trabalham sob esta ban- deira. Novamente, a roda detonada movimento. Existe morte na estagnação. Índia não deveria mais resistir a mudança, deve mover e ir para frente. A roda representa o dinamismo de uma mudança pacífica. Representa também as 24 horas em um dia. Uma interpretação que é popularmente conhecida, mas não é oficial, é de que o açafrão significa pureza e espirituali- dade, branco significa paz e verdade, verde é para fertilidade e prosperidade e a roda significa justiça. http://www.suapesquisa.com/paises/india/bandeira_india.htm POR: Artur Caio Agnelo Bonfim Victor Gabriel Paes da Silva 63 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Giovanna Santana bem. Minha idade é 9 anos. Meu local de nascimento foi São Bernardo do Campo, no dia 29/02/2004. Os nomes dos meus pais são: Roselaine Santana Bem de 33 anos e Fábio Alves Bem de 35 anos. Eu estudo na Emeb: Octávio Edgard de Oli- veira. Eu estou no 4º ano A. Minha disciplina preferida é artes. Eu gosto de an- dar de patinete, dançar, jogar no computador e eu gosto de estudar. Eu adoro filmes de romance. Eu gosto de músicas de funk. Meus livros fa- voritos são os de poesia. Meu programa de televi- são favorito é “Mad tv”. Minha comida favorita é mi- ojo. Meu passatempo favorito é brincar com minhas ami- gas. Eu gostava de brincar com minha cachorri- nha e hoje brinco com meus gatos. Quando eu cres- cer, irei viajar para Paris e irei abrir um café. Quan- do eu crescer, irei fazer faculdade de culinária.
  29. 29. 62 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Geovanna da Conceição Souza, minha idade é 9 anos, nasci 29 de novembro de 2003. O nome da Cidade que eu nasci é São Bernardo do Campo. O nome da minha mãe é Ana Paula da Conceição, e do meu pai é Emerson Luís dos Santos Souza. A idade da minha mãe é 31 anos a idade do meu pai é 30 anos. Eu estudo na escola Emeb: Octavio Edgard De Oli- veira eu estou na 4º ano, minha disciplina favorita é matemáti- ca. Quando eu estou sozinha, gosto de pesquisar. Eu gosto de filme de terror gosto de funk, e livro de animais, meu programa preferido é minha baba é uma vampi- ra. A comida que eu mais gosto é lasanha, E quando fico sem meus amigos por perto eu chamo minhas amigas pa- ra ir à minha casa para a gente se divertir. Quando eu era menor eu gostava de brincar com meu ursinho de pelúcia, agora que eu sou maior eu gosto de estudar. No futuro eu quero estudar muito, porque meu sonho é ser veterinária. 29 BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS A Índia é o país que apresenta a maior taxa de crian- ças trabalhando, estima-se que cerca de 60 milhões de crian- ças estão sujeitas a trabalhos degradantes no país. Crianças a partir de cinco anos são vendidas o tempo todo, ou rouba- das de suas famílias. Por trabalharem de mais, as crianças indianas são muitas vezes privadas do direito de brincar e tem sua infância marcada por isso. Na Índia, o Dia das Crianças é no dia 14 de novem- bro, e serve também para comemorar o aniversário de Ja- waharlal Nehru, primeiro-ministro da Índia quando o país se tornou independente do Reino Unido. “As crianças da Índia tem costumes de ganhar no aniversário uma cobra (Naja) de presente. Eles são muitos ligados as cobras venenosas”. Xadrez O Xadrez é um jogo originário no sul do Oeste da Europa, na segunda metade do século XV, depois de ter evoluído de suas antigas origens indianas. O jogo Xadrez é disputado em um tabuleiro casas claras e escuras, sendo que no inicio cada jogador controla de- zesseis peças com diferentes formas e características. O ob- jetivo da partida é dar Xeque-mate no adversário. Os jogado- res desenvolvem várias técnicas para se jogar Xadrez. Bodoque ou badoque Originário da Índia foi trazido para o Brasil pelos portu- gueses. Fabricado a partir de uma vara de marmelo de boa
  30. 30. 30 grossura, flexível e ressecada ao fogo, com ganzepe nas ex- tremidades onde se faz o encaixe para amarrar a corda, mais ou menos no centro, a madeira deve ser afinada para melhor flexibilidade. A corda é feita de barbante torcido e de- pois encerado para aumentar-lhe a resistência e durabilida- de. Na metade da corda coincidindo com a empunhadura do arco, faz-se um trançado, chamado "malha" ou "rede", onde se coloca os projéteis, que geralmente são pedrinhas ou pe- lotas de barro cozido. http://pessoas.hsw.uol.com.h/diadascriançashtm http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar POR: Jackson zani Balioni Kauan Souza da Silva 61 AUTOBIOGRAFIA Sou o Higor Sobreira Bezerra. Tenho 9 anos. Nasci no dia 27 de janeiro de 2004 na maternidade de Rudge Ramos na cidade de São Bernardo. Sou filho de Maria do Socorro Sobreira e Cícero Andrade Sobreira. Eu estudo na Emeb Octávio Edgard de Oli- veira. Estou no 4º ano. O que eu mais gosto na es- cola é participar das atividades, brincar com meus amigos e mexer no computador para jogar.
  31. 31. 60 AUTOBIOGRAFIA Meu nome e Ana Cristina Je- sus da Silveira, tenho 9 anos nasci em Carapicuí- ba em 2 de abril. Minha mãe si chama Lucineide Jesus dos Santos. Meu pai se chama Cristiano Pereira da Silveira. Estudo na Escola EMEB: Octavio Edgard Oliveira no 4° ano. Minha matéria preferida é mate- mática. Eu gosto de ler e meu filme preferido e Har- ry Poter. Minha comida preferida e lasanha. Eu gosto de brincar e meu sonho é ser veteri- nária. 31 SISTEMA DE CASTAS NA ÍNDIA O sistema de castas conste numa antiga e rígi- da hierarquização de sociedade indiana. Este siste- ma surgiu baseado preceitos religiosos do vedismo. Neste sistema, a casta determinada toda a vida de uma pessoa desde o momento do seu nascimento até a morte. O local de moradia, a profissão, o casa- mento entre outros aspectos da vida são determina- dos pela a casta ao qual pertence. De acordo com este sistema, pessoas de castas diferentes não po- dem casar ter outro relacionamentos. Também não é permitida a mudança de casta, pois a crença é a de que a natureza de cada pessoa é determinada pelos deuses. Porém, como os hindus acreditam na reen- carnação, a mudança de uma casta poderia aconte- cer numa outra vida, de acordo com a evolução es- piritual. Principais castas da antiga organização social da Índia: Brâmane: eram os sacerdotes e possuíam o acesso exclusivo aos textos sagrados. Guerreiros: participavam de cargos políti- cos e da defesa militar do território. Mercadores: praticavam o comércio. Sudras: escravos. *Dalits: párias (intocáveis): não pertenciam a nenhuma das castas acima e exerciam atividades
  32. 32. 32 desprezadas pelos indivíduos das castas. Eram considerados impuros. O sistema de castas foi abolido oficialmente da Índia na Constituição de 1950. Porem, por razões culturas e religiosas ela ainda faz parte da vida dos indianos. Http://www.suapesquisa.com/musicacultura/sistemacastas.india.htm POR: Deivid Nogueira da Silva Isaque Borges Barbosa Dos Santos 59 AUTOBIOGRAFIA O meu nome e PEDRO FELIPE SANCHES eu tenho 9 anos o local que eu nasci e são Bernardo do Campo. O nome dos meus pais são Toninho Sanches e Margarete Barbosa. Eu estudo no EMEB: Octavio Edgard de Oliveira. Nasci em 2003. A matéria que eu mais gosto é artes, português. O que eu mais quero ser é jogador de futebol. O fil- me que eu mais gosto é os filmes de ação. O progra- ma de TV favorito é Sílvio Santos . Quando eu era pequeno o que eu mais gostava de fazer era correr e agora é jogar bola e soltar pipa. Minha comida preferida é feijoada. Quando crescer eu quero ser jogador de futebol.
  33. 33. 58 AUTOBRIOGRAFIA Meu nome é Alisson de Oliveira Cogo. Nasci no dia 29 de ja- neiro 2003, na cidade Botucatu no estado de São Paulo. Estudo na EMEB: Octávio Edgard de Oliveira. Estou 4º ano A. A matéria que mais gosto é matemática. O que mais gosto de fazer é jogar vídeo game. Meu Programa favorito Lasy Towm. Minha comida preferida é feijoada. Hoje o que eu mais gosto de fazer é jogar vídeo game. Meu filme preferido é jak o caçador de gigante. Meus pais se chamam Ailton de Oliveira Cogo e Aria- ne Aparecida Almeida Cogo. Quando eu crescer eu quero ser mecânico. O que eu mais gostava de fazer quando era pequeno era brincar com meu gatinho. O livro que mais gosto é o rati- nhe e o urso esfomeado. 33 Moeda A rupia indiana é a moeda corrente oficial da Índia. A palavra rupiah deriva do inglês rupee ou do sânscrito rupya, que significa prata. Rupee foi o sistema monetário utilizado em várias ex-colônias inglesas. Paisa (para moedas) deriva da palavra em sânscrito padamsah, que significa um quarto ou quarta parte. O nome "rupia" é também utilizado para as moedas oficiais de outros países, como Indonésia, Maldivas, Nepal, Paquistão, Sri Lanca, Seicheles, entre outros. Uma rupia divide-se em cem paisas. Existem moedas de cinco, dez, vinte, 25 e cinquenta paisas e de uma, duas e cinco rupias. Existem notas de uma, duas, cinco, dez, vinte, cinquenta e cem rupias. Diversos países adotam a rupia como moeda oficial, entre os quais a Índia, Indonésia, Maldivas, Nepal, Paquistão, Sri Lanka e Seychelles, cada qual com sua respectiva qualifi- cação, como na Índia, onde a moeda é conhecido. FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rupia_indiana POR: Gustavo Henrique Oliveira Jhully Raissa Santos da Silva
  34. 34. 34 O NAMORO NA ÍNDIA. Nas sociedades ocidentais a formação de ca- sais se dá pela escolha livre de seus pares, o mes- mo não ocorre para os casais indianos. São as fa- mílias-e não os noivos que escolhem os nubentes para seus filhos, que não tem direito exercer sua vontade nessa decisão. Mais de noventa por cento dos casamentos são realizados sem nem um período de namoro,, tradicional nos países ocidentais. É frequente na ín- dia que o noivo e a noiva, no dia do casamento, es- tejam se encontrando apenas pela segunda ou quin- ta vez na vida. Sem namoro, por esse sistema conhecido por “arrenged morrige.’’, a escolha de um bom partido cabe aos pais dos futuros noivos Os jornais de maior circulação no país trazem um caderno chamado’’ matrimôniais que, nas edi- ções de domingo, compete com os classificados em formato em espaço ocupado e no valor que se pe- 57 AUTOBIOGRAFIA Eu Mariana Karoliny Sousa Silva, tenho 9 anos eu nasci em são Bernardo dia 27/09/2003. O nomes dos meus pais são Eucilene Cristina Brito de Sousa e Clovis Faustino da Silva. Estudo na escola Emb. Octávio Edgar de oliveira no 4ºA minha matéria preferida e artes. Gosto de andar de bicicleta e de ajudar minha mãe a fazer comida. Gosto de assistir novelas e desenhos anima- dos. Eu gosto de músicas evangélicas, eu gosto dos qua- drinhos da Mônica, gosto do desenho bob esponja, padri- nho mágico e Jorge o curioso. Passo o tempo brincando com os meu primos e de- pois nos tomamos café da tarde. Quando eu era pequena meus pais fizeram minha festa de 1 aninho e agora eu brinco com meus amigos na escola. Meus planos para o futuro é terminar a escola e fazer faculdade, casar e ter filhos. Meu sonho é ser professora de crianças.
  35. 35. 56 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Jaqueline Silva Pereira Dos Santos, mi- nha idade 9 anos eu nasci em São Bernardo do campoSão Paulo no dia 29022004. Eu tenho uma irmã de 14 anos por parte de pai. O no- me da minha mãe é Josy Cristina silva ela tem 33 anos Meu pai se chama Wilson pereira dos santos e tem 40 anos. Eu estudo na Escola EMEB: Octavio Edgard Oliveira. Eu estou na 4º serie, minha disciplina preferida é artes. O que eu mais gosto de fazer é me divertir muito. Meu filme preferido é a arena dos sonhos, minha música preferida é pop, Meu livro preferido é o que tem um pouco de ação, aventura e romantismo. Meu programa preferido são os desenhos animados. Mi- nha comida preferida é Batata-frita. Eu adoro passar meu tempo descobrindo coisas sobre os animais. Quando eu era pequena o que eu mais gostava de fazer era dar risadas e hoje eu também gosto. No futuro pretendo me formar, trabalhar e casar. O meu sonho é crescer e ser uma pessoa independente, e ter uma família feliz. Quando crescer quero ser atriz, quero es- tudar teatro e depois ainda vou fazer faculdade. 35 ga por anuncio( o equivalente a uns R$50,por anun- cio bem pequeno),segundo o jornalista a Jhomas. O baixo número de separações e divórcios no país revela que o namoro não é essencial para su- cesso da união estável entre marido e mulher. Os indianos acreditam que a vida familiar é o estado na- tural dos humanos, onde há mais chance de sermos felizes e realizarmos nossas mais altas inspirações, dentro do Dhama. http://delhipalace.blogspot.com.br/2009/06/curiosidades-da- cultura-indiana.html POR: Ana Clara Zart Sousa Ivo José Alex Bastos dos Santos
  36. 36. 36 PONTOS TURÍSTICOS DA ÍNDIA A Índia é uma das civilizações mais antigas do mun- do. Seu território abriga uma enorme diversidade étnica nos quatro cantos do país. Diferentes, culturas, crenças, rituais e modo de vida milenar estão presentes desde os pequenos vilarejos do inte- rior até as grandes metrópoles. O país do misticismo e da pobreza, que é aceita como missão, reúne o caos à beleza, faz você ir rapidamente do mais novo e moderno ao rústico e antigo, da pobreza ao luxo, da simplicidade a ostentação, que torna a um só tempo, um destino sedutor.A Índia nunca decepciona, ela cativa, contamina, seduz, difícil de esquecê- la Viajar à Índia é uma experiência única, que envolve todos os sentidos. É um estado de êxtase e ao mesmo tem- po uma sensação de mera ficção. São momentos mágicos com fortes emoções, visões deslumbrantes de uma cultura milenar que enriquecem a cada momento com tanta diversi- dade e contrastes, causando grande impacto na nossa men- te. Fazendo com que nos entregue a reflexões, pensa- mentos, abra o coração, sem preconceitos ou pré- julgamentos. Basta se entregar e você irá imergir ao mesmo tempo no seu mais íntimo ser. Na Índia - "Não basta apenas olhar, é preciso, sa- ber olhar com os olhos, enxergar com a alma e apreciar com o coração!”. 55 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Dominy Benicio nasci no hospital Rudge Ramos dia 12 de janeiro de 2004 e moro em São Bernardo do cam- po estado de São Paulo. Meus pais se chamam Silvério Benicio e Francilena, meu pai tem 36 anos e minha mãe tem 34 anos.Eu costumo jogar bola na rua com meus amigos. Assisto muitos filmes de ação e comédia e também gosto de rep gospel e assisto muito globo esporte e gosto de conto de Assombração. Estudo na escola E.M.E.B. Octavio Edgard de Olivei- ra, estou no 4° ano A, a minha matéria preferida Matemática. Gosto muito de comer macarrão e quando estou e em casa durmo e jogo vídeo game. Quando crescer quero ter um emprego digno para sustentar minha mãe e meu pai, e sonho em ter um bom em- prego. La em casa quando eu era pequeno gostava de ficar no andador e agora que cresci fico jogando bola na rua. No futuro vou ficar um homem e arrumar um emprego e quando eu trabalhar quero fazer curso e faculdade.
  37. 37. 54 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Caio Henrique Feliciano da Silva tenho 10 anos nasci em 03/12/2003 Santo André Hospital Brasil. Meus pais são Juarez Feliciano da Silva e Nasileide Teixeira da Silva. Estudo na Escola Emeb: Octávio Edgard de Oliveira estou no 4ºAno e gosto Matemática. Eu gosto de jogar, bola e mexer no computador, jogar play 2 e outras varias coisas. O gênero de filme que eu mais gosto é Suspense, o tipo de música é Rock, o livro que eu gosto é jogos vorazes e o programa que eu mais gosto é caçadores de mitos. A comida que eu mais gosto é bisteca e meu pas- satempo é jogar bola. Quando eu era pequeno eu gostava de puxar as orelhas dos outros e agora eu gosto de jogar bola. Quando eu crescer, eu quero estudar engenharia em Harvard e quero ser engenheiro mecânico. 37 Principais destinos da Índia: Nova Delhi - a capital da Índia representa bem a di- versidade cultural indiana. Resultado das várias dinastias e impérios que comandaram a cidade, Nova Delhi abriga diver- sos templos, palácios e ruínas monumentais, que fazem dela uma das cidades mais exóticas e impressionantes do mundo. Bombaim (Mumbai) - das quatro maiores cidades da Índia, Bombaim é a mais cosmopolita. No entanto, em meio ao caos natural de uma metrópole de 3° mundo, é possível encontrar fortes amostras da rica cultura indiana, como na arquitetura de templos sagrados e na gastronomia.É uma das principais portas de entrada para quem vai à Índia. Jaipur - A rosa, a cidade avermelhada de Rajastão, Jaipur é uma das cidades mais fascinantes da Índia, repleta de palácios, muralhas, fortes e monumentos, em sua maioria construída em pedra cujo tom avermelhado determina o as- pecto pitoresco deste lugar encantador. Agra - um dos principais pontos turísticos da Índia, abriga o famoso Taj Mahal, imponente monumento construí- do pelo príncipe Shan Jahan para simbolizar seu amor pela princesa Mumtaz Mahal. Na cidade ainda existem diversos palácios, muralhas e monumentos Khajuraho - abriga 22 gloriosos templos que repre- sentam a arquitetura indiana mais clássica, com muitas es- culturas, algumas eróticas e outras místicas. Varanasi - às margens do Rio Ganges, o rio mais fa- moso da Índia, Varanasi é a mais sagrada das cidades Hin- dús, onde é possível acompanhar de perto alguns rituais se- culares desta religião. A 10 km localiza-se Sarnath, berço do
  38. 38. 38 Budismo, onde o Príncipe Sidarta proferiu o seu primeiro ser- mão ao mundo, à 2.500 anos atrás. Kathmandu - Capital do Nepal, a cidade abriga inú- meros templos sagrados. É um dos maiores centros de pere- grinação budista e também é o ponto de partida para o Hi- malaia. Além de Jodhpur, Udaipur, khajuraho, Fathpur Sikri, Jhansi, Srinagar e muito mais. Http://www.suapesquisa.com/turismo/pontos Por: Rodrigo Gonçalves Agostinho Vinicius Dos Santos 53 AUTOBIOGRAFIA Eu sou Thiago de Jesus Nunes nasci no dia 27 de no- vembro 2003 em Santo André/SP tenho 10 anos, e moro em São Bernardo do campo/SP. Sou filho de Maria do Carmo de Jesus Nunes nascida em 26/01/1967 ( 46 anos ) e Antônio José Nunes nascido em 19/04/1965( 48 anos). A escola onde estudo se chama E.M.E. B Octavio Ed- gard de Oliveira gosto de Matemática e Geografia, estou no 1º ano do ciclo II, ou seja, 4º ano e minha hora preferida e 10h40 hora do almoço. Quando saio da escola gosto de jo- gar vídeo game meu jogo preferido e Bomba Patch quando está calor vou jogar futebol. Meus filmes preferidos são ‘Rock o Lutador’ e ‘Paulo VI o papa na tempestade‘ quando não quero assistir filmes ouço musicas tipo funk, samba e gospel ou vou ler livros, um dos meus livros preferidos são os de historia. Se não assisto Deu a Louca na Historia. No Almoço já peço Macarrão com carne moída e meu passatempo e ficar fazendo contas ou lição de casa. Quando era pequeno gostava de amaçar as panelas da mi- nha mãe hoje fico no Facebook. Quando crescer desejo ir para o seminário e me tor- nar Padre.
  39. 39. 52 AUTOBIOGRAFIA Eu me chamo Igor Santos da cunha tenho 10 anos nasci em Santo André SP no dia 19/09/2003. Os nomes dos meus pais são Carlos Silva da Cunha e o da minha mãe é Maria Auxiliadora da Silva Santos. Estudo na Escola: EMEB Octavio Edgard de Oliveira, 4º Ano A minha disciplina preferida e Matemática e Ciências. Eu gosto de jogar bola, e o meu filme preferido e Cre- púsculo, e a música preferida e música eletrônica e o meu li- vro preferido é livro de assombração e o meu programa favo- rito e ZEK e COUDI. Minha comida preferida e batata frita bem fresca, e os meu passatempo mais interessante e jogar vídeo geme, e as- sistir tv. Quando eu era menor eu só gostava de dormir, mas hoje só gosto mesmo e de jogar bola. Os meus sonhos para o futuro e fazer faculdade de construtor e ser engenheiro 39 RIO GANGES O Rio Ganges recebe também o nome de rio Bena- res, seu comprimento varia de 2500 a 3000 quilômetros qua- drados, sua bacia hidrográfica cobre cerca de 2170 mil quilô- metros quadrados. Ele situa-se ao norte da Índia e de Ban- gladesh e é um dos maiores rios da Ásia, a nascente localiza -se no Himalaia. O Rio Ganges recebe onze afluentes até o encontro com o rio Brahmaputra, desaguando na baía de Bengala formando um grande delta. As águas são produzi- das através do degelo das enormes montanhas do Himalaia, o ria nasce no Tibet, atravessa o norte da índia, e por ultimo deságua no Oceano Indico. O Ganges tem um valor espiritual para as pessoas que seguem o hinduísmo, vários desses seguidores tomam banho nas águas do rio, acreditando que ele tem a capacida- de de purificar todos os pecados. Para a população que vive em suas margens, ele tem uma importância fundamental, pois é dele que essas pessoas reti- ram a água e os alimentos que consomem. A alimentação dessas pessoas é muito favorecida nos períodos das chuvas, pois as enchentes do rio atingem uma área de mais de 150 quilômetros, e com isso proporciona uma ótima fertilização de sua margem, ideal para o plantio de alguns produtos, co- mo: trigo, arroz, algodão, açucares e vários outros gêneros agrícolas. O rio Ganges tem uma ligação muito forte com a cul- tura e religião indiana, eles acreditam que suas águas têm a origem dos céus, por vontade do deus Brahma, que para sua religião é o responsável pela criação do universo. Um ritual muito comum é a visita de milhares de devotos, que ao amanhecer tomam banho nas águas poluídas do rio, to- mam a água e lançam as cinzas de familiares mortos. Atualmente o rio está completamente poluído, a cau- sa de toda essa poluição são as intensas descargas industri- ais de esgoto, pesticidas e cadáveres. Somente na cidade de
  40. 40. 40 Varanasi são 32 saídas de esgoto para o rio, o que torna o ritual hindu extremamente desagradável e perigoso. Nos dias de hoje, um sacerdote hindu está traba- lhando para combater toda essa poluição. Formado no curso de hidráulica, o sacerdote luta para que o Governo implante um sistema de tratamentos de resíduos, o que resolveria to- da essa situação. Esse sistema que poderia ser implantado utiliza a força da gravidade para mandar as impurezas do rio para fora dos limites da cidade, que com o tempo seriam de- compostos por bactérias. Esse rio tem somente uma salvação, e alertado para isso a Organização mundial de Saúde, está estudando uma forma de despoluir esse rio, que é a principal causa da mor- talidade infantil da região, pois as substancias tóxicas ali de- positadas, tem o poder de matar se ingeridas. http://www.suapesquisa.com/pesquisa/rio_ganges.htm POR: Giovanni Sibaldo Diniz Wesley Bezerra Honorato 51 AUTOBIOGRAFIA Eu Mayara Kelly Oliveira Solano Rodrigues, tenho 10 anos, nasci no dia: 10/01/2003 em São Bernardo do Campo. O nome dos meus pais é: Nilceia Cristina Oliveira e Vagner Solano Rodrigues. Eu estudo na E.M.E.B. Octávio Edgard de Oliveira estou no 4º ano A. Eu gosto de fazer brincadeiras com os meus amigos. O meu filme preferido é meu malfado favorito. A música que eu gosto de ouvir é Pagode. Eu leio livro de conto de fadas. Eu assisto o canal de TV que é o SBT. Minha comida preferi- da é arroz, carne, mini tique e purê de batata. Para passar o tempo eu mecho no computador vendo fotos. Eu quando era menina gostava de brincar com as mi- nhas primas, e hoje eu brinco de polícia e ladrão. O meu pla- no é abrir uma loja. O meu sonho é ver o Luan Santana. Quando eu cres- cer quero ser cantora. Eu quero fazer faculdade e depois ir trabalhar.
  41. 41. 50 AUTOBIOGRAFIA Eu Iara Marques de Assunção Almeida, nasci no dia 03/02/2004, em São Bernardo do Campo, São Paulo. Meus pais são Maíra Marques Machado de Assunção de 32 anos e Cicero Ubiraci Ramalho Almeida de 48 anos. Eu tenho duas irmãs, Beatriz de 20 anos e Janaína de 3 anos. Estudo na EMEB: Octávio Edgard de Oliveira. Estou no 4º ano A e minha matéria preferida é artes. Eu adoro pintar e desenhar. Meu filme favorito é A origem dos guardiões´´, as mú- sicas que eu mais ouço são Pop, Samba e Eletrônica, eu amo o livro A.N.J.O.S.´´, os programas de TV que eu mais assisto são ``Vídeo show´´ e a ``Seção da tarde´´. Meu prato preferido é miojo, batata frita bife e alface com molho Rosê. Quando estou sem nada para fazer, vou de- senhar ou vê TV. Quando eu era pequena, gostava de inventar danças, e hoje faço ballet e adoro. Quando crescer, quero morar no Rio de Janeiro e meu sonho é ser a maior chef do Brasil. Vou fazer faculdade de gastronomia. 41 TRANSPORTE Falar sobre transporte na Índia é algo até bem exten- so! Reclamamos constantemente da confusão do trânsito no Brasil, dos engarrafamentos, do excesso de velocidade, da conservação dos carros e caminhões, mas na Índia é tudo muito mais caótico, porém funciona bem a maneira deles. Tanto para o condutor como para o passageiro, acaba sendo uma aventura inigualável. A mão de direção é a inglesa, pela esquerda, mas ninguém parece levar isso muito a sério, as ruas estão sem- pre repletas de veículos de tração animal, com as motoriza- ções mais diversas (camelos, búfalos, bois, cavalos, etc). Uma multidão de pedestres, rickshaws, moto-rickshaws, va- cas, elefantes, macacos e várias outras entidades vivas dis- putando democraticamente o seu espaço com carros, cami- nhões, tratores, motos, ônibus, bicicletas e tudo mais o que possuir roda. O meio de locomoção vai depender da pressa, do destino e das condições climáticas. Para viagens longas o trem é o transporte ideal, para quem tem pressa, os aviões. Já os ônibus são ruins, barulhentos e muitas vezes perigo- sos, já que os passageiros sobem e descem com o mesmo em movimento e nem sempre param no ponto de ônibus. Nas grandes avenidas, milhares de carros, ônibus, bicicletas e caminhões dividem os espaços com vacas que muitas vezes insistem em ficarem deitadas bem no meio da rua... Eles dão um jeitinho indiano e tudo continua a funcio- nar... é preciso só ter paciência. É muito curioso ver um macaco tomando carona nu- ma bicicleta. Parece que na Índia as diferenças são REAL- MENTE aceitas e a anormalidade das coisas trás um tom bem engraçado. Deve ser por isso que o governo titulou a Índia como inacreditável (Incredible India ). Um dos meios de transporte mais utilizados na Índia é o tuk-tuk. Ele se mostra, de fato, uma solução interessante
  42. 42. 42 TRANSPORTE Falar sobre transporte na Índia é algo até bem exten- so! Reclamamos constantemente da confusão do trânsito no Brasil, dos engarrafamentos, do excesso de velocidade, da conservação dos carros e caminhões, mas na Índia é tudo muito mais caótico, porém funciona bem a maneira deles. Tanto para o condutor como para o passageiro, acaba sendo uma aventura inigualável. A mão de direção é a inglesa, pela esquerda, mas ninguém parece levar isso muito a sério, as ruas estão sem- pre repletas de veículos de tração animal, com as motoriza- ções mais diversas (camelos, búfalos, bois, cavalos, etc). Uma multidão de pedestres, rickshaws, moto-rickshaws, va- cas, elefantes, macacos e várias outras entidades vivas dis- putando democraticamente o seu espaço com carros, cami- nhões, tratores, motos, ônibus, bicicletas e tudo mais o que possuir roda. O meio de locomoção vai depender da pressa, do destino e das condições climáticas. Para viagens longas o trem é o transporte ideal, para quem tem pressa, os aviões. Já os ônibus são ruins, barulhentos e muitas vezes perigo- sos, já que os passageiros sobem e descem com o mesmo em movimento e nem sempre param no ponto de ônibus. Nas grandes avenidas, milhares de carros, ônibus, bicicletas e caminhões dividem os espaços com vacas que muitas vezes insistem em ficarem deitadas bem no meio da rua... Eles dão um jeitinho indiano e tudo continua a funcio- nar... é preciso só ter paciência. É muito curioso ver um macaco tomando carona nu- ma bicicleta. Parece que na Índia as diferenças são REAL- MENTE aceitas e a anormalidade das coisas trás um tom bem engraçado. Deve ser por isso que o governo titulou a Índia como inacreditável (Incredible India ). Um dos meios de transporte mais utilizados na Índia é o tuk-tuk. Ele se mostra, de fato, uma solução interessante para um trânsito lento e agarrado, como o da Índia, mas se- para um trânsito lento e agarrado, como o da Índia, mas se- ria pouco eficaz no Brasil. A fabricante de motocicletas Kas- inski pensou em trazer uma versão de carga do auto rickshaw para o Brasil, chegou a apresentá-lo em um Salão das Duas Rodas. Mas esbarrou em problemas na hora de homologar. Como é motoneta, os passageiros são obrigados a usar capacete, ou seja, nem como veículo de lazer ou em áreas turísticas seria muito interessante. O preço gira em tor- no de 100 mil rúpias, algo como R$ 4 mil. http://motordream.uol.com.br/noticias/ver/2010/03/10/tuk-tuk-domina-transporte-na-india POR : Kauan Thiago 49 AUTOBIOGRAFIA Eu sou Erika Karoline Santos da Silva. Nasci no dia 18/04/2003. Tenho 10 anos Nasci em São Paulo. Eu sou filha de Andreia dos Santos da Silva e do Arnaldo Pereira da Silva. Minha mãe tem 38 anos e o meu pai tem 40 anos. Eu estudo na E.M.E.B. Octávio Edgard de Oliveira. Eu estou no 4ª ano “A” Período manhã. A matéria que eu mais gosto é Matemática e Artes. O que eu gosto de fazer em ca- sa é dançar. O que eu mais gosto de fazer na escola é ler lá na frente. Filme que eu gosto Meu Malvado favorito II, gosto de Fank, também gosto de Icarly e novelas. A comida que eu mais gosto é Maionese, arroz, batatinha e Norgots. O que eu gosto mais de fazer em casa é ver tv e o que eu mais gostava de fazer quando era pequena era brincar de casinha. Meus planos para o futuro são fazer uma faculdade e depois ser comerciante.
  43. 43. 48 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Isabella Lacerda Ferreira nasci em São Bernado do Campo, São Paulo, dia 26012004. Meus pais são Maria da Paz Lacerda Ferreira de 38 anos e Antô- nio Almeida Ferreira de 43 anos. Estudo na escola Emeb: Octavio Edgard de Oli- veira. Estou no 4ºano A, e minha matéria preferida é artes. Uma das coisas que eu mais gosto de fazer é viajar para Pa- raíba, dançar e cantar. O gênero de filme que eu gosto mais é terror, comedia e ação. A música que eu mais ouço é eletrônica, pop e samba. O livro que eu mais leio é o do autor Manoel de Barros. O programa de televisão que eu prefiro é a novela que passava na Record. Meu passatempo é ficar em casa brincar sozinha e assistir as novelas. Quando eu era menor eu gostava de puxar o cabelo da minha Mãe quando ela me dava leite na mamadei- ra. Hoje eu já gosto de ficar só cantando e dançando. Meus planos para o futuro é fazer faculdade de Medicina para ser medica. Meu sonho é de ser cantora. Vou fazer a faculdade porque quero ser médi- ca e ajudar as pessoas doentes. AUTOBIOGRAFIA 43 VESTIMENTAS A roupa indiana feminina mais conhecida no ociden- te é o SARI. O sari é um longo tecido com 6 metros de com- primento por 1.5 de largura. Há uns saris mais curtos, com 5 metros de comprimento ou 5.5, mas a largura no geral é a mesma e tem uma variação de até uns 5 centímetros pra mais, ou seja, até 1.55 de largura. O sari na verdade não é uma vestimenta, pois não se veste ele; ele é simplesmente um tecido enrolado no cor- po, SEM costuras, botões, zíper, colchete, velcro etc. Acompanhando o sari há uma pequena blusa colada ao corpo que cobre mesmo só os seios mas a barriga fica exposta. Na parte inferior, por baixo do sari, há um longo sai- ote que vai até o chão. O sari é feito de diversos tipos de tecido sendo o mais comum o algodão. Eles podem ser bordados, pintados a mão, impressos, com lantejoulas etc. Tudo depende da cri- atividade do artesão e do bolso do comprador. As pessoas sofisticadas preferem os saris feitos no tear manual pois não se encontra 2 saris iguais e assim sendo, ficam com um sari exclusivo. O sari possui um fascínio e um encanto difícil de descrever e é considerado muito sensual pelos homens indi- anos que adoram ver suas mulheres enroladas nessa miste-
  44. 44. 44 TRANSPORTE Falar sobre transporte na Índia é algo até bem exten- so! Reclamamos constantemente da confusão do trânsito no Brasil, dos engarrafamentos, do excesso de velocidade, da conservação dos carros e caminhões, mas na Índia é tudo muito mais caótico, porém funciona bem a maneira deles. Tanto para o condutor como para o passageiro, acaba sendo uma aventura inigualável. A mão de direção é a inglesa, pela esquerda, mas ninguém parece levar isso muito a sério, as ruas estão sem- pre repletas de veículos de tração animal, com as motoriza- ções mais diversas (camelos, búfalos, bois, cavalos, etc). Uma multidão de pedestres, rickshaws, moto-rickshaws, va- cas, elefantes, macacos e várias outras entidades vivas dis- putando democraticamente o seu espaço com carros, cami- nhões, tratores, motos, ônibus, bicicletas e tudo mais o que possuir roda. O meio de locomoção vai depender da pressa, do destino e das condições climáticas. Para viagens longas o trem é o transporte ideal, para quem tem pressa, os aviões. Já os ônibus são ruins, barulhentos e muitas vezes perigo- sos, já que os passageiros sobem e descem com o mesmo em movimento e nem sempre param no ponto de ônibus. Nas grandes avenidas, milhares de carros, ônibus, bicicletas e caminhões dividem os espaços com vacas que muitas vezes insistem em ficarem deitadas bem no meio da rua... Eles dão um jeitinho indiano e tudo continua a funcio- nar... é preciso só ter paciência. É muito curioso ver um macaco tomando carona nu- ma bicicleta. Parece que na Índia as diferenças são REAL- MENTE aceitas e a anormalidade das coisas trás um tom bem engraçado. Deve ser por isso que o governo titulou a Índia como inacreditável (Incredible India ). Um dos meios de transporte mais utilizados na Índia é o tuk-tuk. Ele se mostra, de fato, uma solução interessante para um trânsito lento e agarrado, como o da Índia, mas se- riosa e sedutora vestimenta. Países vizinhos como o Nepal, Sri Lanka, Bangla- desh e Butão que outrora faziam parte da Índia, ainda pre- servam a vestimenta tradicional indiana o sari, em seus pró- prios territórios. Os homens também usam dhoti e punjabi. Que é um longo tecido enrolado a cintura e por entre as pernas pa- recendo uma fralda gigante, também sem costuras e botões. http://indiaparatodos.blogspot.com.br/2009/11/vestimentas-indianas.html POR: Sabrina Silva Nascimento Emily Pereira de Oliveira 47 AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Lorena Siqueira de Souza, tenho 10 anos, nasci em São Bernardo do Campo. São Paulo, dia 31/07/2003. Meus pais são: Daiana Apa- recida de Siqueira Souza de 28 anos e Emerson Ferrette de Souza de 35 anos. Estudo na escola: EMEB Octavio Edgard de Oliveira. Estou no 4º ano A. Minhas matérias prefe- ridas são: Português e matemática. O que eu mais gosto de fazer é: Ver televisão, ficar no computador, nadar, jogar futebol, desenhar e ETC. Meus filmes os meus filmes prediletos são: A Leide e o lobo e os novos vingadores. Minhas musi- ca preferidas é: Sertanejas. Meu tipo de livro favori- to é aquele que de mora 2 meses para acabar. Meu programa de tv favorito é: Fionna e Cake. Minha co- mida predileta é: Lasanha. Nos tempos livres, fico mexendo no computa- dor. Eu gostava de comer jabuticaba do pé quando eu era pequena. Agora gosto de andar de bicicleta. Meu sonho é: Treinar golfinhos. Quando crescer quero ser treinadora profissional de animais aquáti- cos e, atriz de cinema.
  45. 45. 46 AUTOBIOGRAFIA Chamo-me Gabriela Xavier Prates nasci em Santo André dia 13 de janeiro de 2004. Meus pais se chamam Flavio Rodrigues Prates e Marinalva Xa- vier Luz. Estudo na EMEB Octávio Edgard de Oliveira. Estou no 4º ano a e a minha matéria favorita é mate- mática. Eu gosto de ler muito. Meu filme preferido é “A espera de um milagre”, musicas favoritas Funk, livro preferido “O poder da criança que ora” e programas favoritos. “Eu a patroa e as crianças”. Minha comida favorita é macarrão e meu passa tempo predileto é o cubo magico. Eu gostava de jo- gar bola, mas agora gosto de pega-pega. E meus planos é ter uma linda casa e meu sonho é ter o carro que eu sempre quis. Quando eu cres- cer vai ser artista, meus estudos vão ser de artes e na faculdade vou ser professora de educação artísti- ca. 45

×