Adoção: um ato supremo de caridade ou necessidade?

1.374 visualizações

Publicada em

Este trabalho são os slides de uma palestra do "Grupo de Palestras do Centro Espírita Jesus" de Salto- SP. Este grupo é formado por pessoas, que resolveram se reunir, estudar e humildemente tentar expor e divulgar temas de interesse da sociedade e, através da visão da doutrina espírita, poder colaborar com seu estudo.
Temos como intuito, mostrar de uma maneira clara e objetiva o quanto essa doutrina esclarece e conforta corações e almas.
Respeitamos todos os tipos de religiões, filosofias e opiniões e não temos nenhuma intenção em afrontar nenhuma outra crença.
Nesta palestra o tema da Adoção é apresentado sob um olhar científico e com seus consequentes efeitos espirituais.
Outras palestras podem ser visualizadas no you tube (http://www.youtube.com/channel/UCYYoSnFIJJ5VOSoTE8J6IcA)

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adoção: um ato supremo de caridade ou necessidade?

  1. 1. Temas  de  Palestras-­‐  CEJ   •  Desencarnes    Coletivos-­‐    16/02/2013   •  Transição  Planetária-­‐  23/03/2013   •  Religiões-­‐  30/03/2013   •  Drogas-­‐  20/04/2013   •  Energia  Sexual,  seu  domínio  e  excessos  –  22/06   ______________________________________________________   2º.  Semestre:   •  Conflitos  Familiares,  o  desafio  da  vida  moderna   •  Eutanásia/Aborto/Clonagem  e  outros  assuntos  polêmicos  na  visão  espírita  
  2. 2. Que  dia  é  hoje?  
  3. 3. Questões  anteriores  à  adoção   ABORTO   A  Doutrina  Espírita  trata  clara  e  objetivamente  a  respeito  do   abortamento,  na  questão  358  de  sua  obra  básica  O  Livro  dos   Espíritos,  de  Allan  Kardec:     Pergunta  –  Constitui  crime  a  provocação  do  aborto,  em   qualquer  período  da  gestação?     Resposta  –  “Há  crime  sempre  que  transgredis  a  lei  de  Deus.   Uma  mãe,  ou  quem  quer  que  seja,  cometerá  crime  sempre  que   tirar  a  vida  a  uma  criança  antes  do  seu  nascimento,  por  isso  que   impede  uma  alma  de  passar  pelas  provas  a  que  serviria  de   instrumento  o  corpo  que  se  estava  formando”.  
  4. 4. Questões  anteriores  à  adoção   INFANTICÍDIO         Crime  cometido  pela  mãe  em  estado   puerperal      
  5. 5. •  Joseph  Birdsell    e  Laila  Williamson   acreditavam  que  a  taxa  de  infanticídio  na  pré-­‐ história  chegava  a  50%;   •  Sacrifícios;   •  Controle  de  natalidade  
  6. 6. •  Mundo:  nascem  105  meninos  para  100  meninas   •  Na  população  adulta  e  sexualmente  ativa:  100   homens  para  100  mulheres   •  Na  China,  nascem  120  meninos  para  100   meninas...   •  Política  do  filho  único...   •  A  mulher  em  papel  secundário...  
  7. 7. Países  com  o  menor  número  de  mulheres  para   cada  100  homens     1.  Catar  32  (3,125  homens  para  cada  mulher)   2.  Emirados  Árabes  Unidos  44  (2,27  homens  para  cada  mulher)   3.  Bahrein  60  (1,66  homens  para  cada  mulher)   4.  Kuwait  68  (1,47  homens  para  cada  mulher)   5.  Omã  69  (1,44  homens  para  cada  mulher)   6.  Arábia  Saudita  81  (1,23  homens  para  cada  mulher)  
  8. 8. Índia:    23  Milhões       Paquistão:    3  Milhões       China:    30  Milhões      
  9. 9. Entregar  seu  filho  para  adoção:   Não  é  crime!!!!  
  10. 10. Pirâmides  Etárias  
  11. 11. Violência  contra  os  pais...  
  12. 12. Adoção  
  13. 13. O  que  é  adoção?   •  A  palavra  adoção  tem  origem  do   latim  "adoptio",  que  em  nossa   língua  significa  "tomar  alguém   como  filho".  Ação  de  adotar,  tomar   para  si  com  cuidados.  
  14. 14. Adoção  entre  Espécies  
  15. 15. Adoção  de  animais  pelos  Homens  
  16. 16. Crianças  Índigo   •  As  Crianças  Índigo  têm  encarnado  na  Terra  nos  últimos  100   anos.  Os  primeiros  Índigos  eram  pioneiros  e  mostradores  de   caminho.  Depois  da  Segunda  Guerra  Mundial,  nasceram  um   número  significante  delas,  e  estes  são  os  adultos  Índigo  de  hoje.   No  entanto,  na  década  70  uma  onda  grande  de  Índigos  nasceu,   que  irão  tomar  o  seu  lugar  como  líderes  deste  mundo.  Os   Índigos  continuaram  a  nascer  até  mais  ou  menos  o  ano  2000,   com  mais  habilidades  e  maior  grau  de  sofisticação  tecnológico  e   criativo.  
  17. 17. Crianças  Cristal   •  As  Crianças  Cristais  começaram  a  aparecer  no  planeta  a   partir  de  2000.  Estas  crianças  são  extremamente  poderosas,  e  o   objetivo  principal  delas  é  levar-­‐nos  ao  próximo  nível  de   evolução,  para  revelar-­‐nos  o  nosso  poder  interior  e  divindade.   Elas  funcionam  como  uma  consciência  de  grupo  em  vez  de   individuais,  e  vivem  pela  "Lei  da  Unidade"  ou  Consciência  de   Unidade.  Elas  são  uma  poderosa  força  de  amor  e  de  paz  no   planeta.  
  18. 18. A  Adoção  no  Brasil   •  80  mil  crianças  são  abandonadas  nas  ruas  do   Brasil  todos  os  anos;     •  Acredita-­‐se  que  cerca  de  8  milhões  de  crianças   estão  abandonadas;   •  2  milhões  vivendo  nas  ruas,  sujeitas  à   prostituição,  drogas  e  pequenos  furtos.   Fonte:  Organização  Mundial  de  Saúde  (OMS)  
  19. 19. Estatísticas  da  Adoção  no  Brasil   •  Hoje, no Brasil, há 5.471 crianças e adolescentes inscritos no Cadastro Nacional de Adoção. Desses, 1.787 são brancos, 1.035 são negros e 2.602 são pardos •  26.750 pessoas aguardando na fila de adoção (pessoas interessadas em adotar)  
  20. 20. http://www.cnj.jus.br  
  21. 21. Informações  sobre  adoção   •  http://www.angaad.org.br/link.html   •  http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ _Ato2007-­‐2010/2009/Lei/L12010.htm  
  22. 22. Adoção  no  Mundo  
  23. 23. -­‐  No  mundo,  morrem  13  milhões  de  crianças  por  ano  de   doenças,  que  a  humanidade  já  tem  vacina,  cura...   -­‐  4  milhões  morrem  por  falta  de  água...  Todo  ano!    
  24. 24. Adoção  na  Visão  Espírita  
  25. 25. Quem  são  as  crianças  de  hoje?   •  Crianças  Índigo   •  Crianças  Cristal  
  26. 26. Família   O  Espiritismo  apresenta  a  família   como  o  instituto  abençoado  onde  as   criaturas  humanas  se  reencontram   com  um  programa  de  provas  e   expiações,  com  intenção  da  evolução   espiritual  e  o  aprendizado.    
  27. 27. ü Família  é  um  grupo  de   espíritos  comprometidos   entre  si,  pelo  amor  ou   pelas  faltas  cometidas   anteriormente.     ü Não  existe  erro  ou  acaso.  
  28. 28.  Todas  as  relações  são   necessárias  e  temos  em  nossas   vidas  exatamente  o  que   necessitamos  para  exercitar   nossas  virtudes  e  corrigir   nossas  imperfeições.  
  29. 29. Lei  de  Amor       ü O  amor  é  essencial  para  a   iluminação  do    ser  humano.   ü Só  o  amor  tem  a  força  de   mudar  a  direção   moral  do  planeta  e  seus   habitantes.   ü Somente  o  amor   consegue  vencer  todas  as   barreiras.    
  30. 30. ü   Precisamos  nos  conscientizar  que   precisamos    reestabelecer  a  vontade  de   amar  e  não,  termos  medo  de  amar.   ü   Amor  não  é  apenas  instinto.   ü A  melhor  maneira  de  nos   aproximarmos  de  Deus  é  quando   conseguimos  amar   VERDADEIRAMENTE.    
  31. 31. Mas...   1.  Sabemos  amar?     2.  Toleramos  renunciar  em  favor  da  pessoa   amada?     3.  Aceitamos  amar  incondicionalmente?  
  32. 32. De  acordo  com  a  Doutrina   Espírita  aprendemos  que:   1.  O  amor  compreende   2.  A  justiça  corrige   3.  Só  a  caridade  salva   4.  O  amor  consola   5.  A  justiça  disciplina   6.  Caridade  erradica  o  mal  
  33. 33. Caridade    Caridade  é  diferente  de  doarmos  coisas.   Caridade  é  nos  doarmos.  
  34. 34. Caridade  é  doarmos  nosso  tempo,  nosso   trabalho,  nossa  atenção,  nosso  carinho,   nossa  paciência.  
  35. 35. Adoção   ü   Adoção  não  é  caridade!     ü Adoção  é  uma  ato  de  amor!     ü Amar  com  piedade  NÃO  é  amor.     ü Adoção  é  apenas  uma  forma  diferente  de  se  receber   um  filho.    
  36. 36. ü   A  adoção  existe  em  todas  as  relações   familiares.     ü Não  são  somente  os  filhos  adotivos  que   são  adotados,  muitas  vezes,  os  laços   espirituais  precisam  ser  reforçados,   mesmo  com  filhos  biológicos!!!!!  
  37. 37. Por  que  não  adotar?  
  38. 38.  Vou  conseguir  amar  alguém   que  não  carrega  meu   sangue  e  meus  genes???  
  39. 39. Não  transmitimos  aos   nossos  filhos,    através  da   genética  as  nossas     características  morais.     A  herança  genética   também  é  trabalhada,  pelo   próprio  espírito,  durante  o   processo  de  preparo   reencarnatório.  De  acordo   com  as  necessidades   evolutivas  de  cada  um.      
  40. 40. Preconceito???!!!!!  
  41. 41. Eu  quero  dar  pro  meu     filho  TUDO  aquilo  que    não  tive!!!!  
  42. 42. Respeito   ü   A  doutrina  espírita  nos  ensina  a  amar  e   respeitar  todos  os  seres  vivos:  seres   humanos,  animais  e  toda  natureza.   ü   É  válido  e  necessário  existirem  pessoas  que   defendam  qualquer  tipo  de  vida,  mas  não   podemos  ignorar  a  proteção  a  vida  humana.    
  43. 43. ü Adoção  Tardia.     ü Adoção  de  portadores   de  necessidades   especiais.  
  44. 44. Contar  a  verdade   aos  filhos   adotivos,  de   forma  natural,   desde  SEMPRE!!  
  45. 45. ü   Relações  de  amor  são  baseadas  somente   na  verdade.     ü Confiança  só  existe  onde  tem  a  verdade.   ü   Desta  forma,  auxiliamos  nossos  filhos  a   desenvolverem  sua  autoconfiança.  
  46. 46.     ü Confie  no    amor.   ü Não  utilize  a  dificuldade  e/ou  deficiência   da  mãe  biológica  para  enaltecer  seu  amor.  
  47. 47. Filhos  são  empréstimos  da   divindade,  NÃO  são  nossos!!!  
  48. 48. Adoção  por  pais  homossexuais  
  49. 49. ü   A  forma  com  que  uma  pessoa  se   relaciona  sexualmente  faz  parte  de   seu  livre  arbítrio  e  não  pode  ser   utilizada  como  justificativa  para   excluí-­‐la  do  direito  de  amar,  cuidar   e  criar  um  filho.  
  50. 50. ü   A  promiscuidade  sim,  deve  ser  um   requisito  100%  excludente  ao  direito  de   ação.     ü Porém  a  promiscuidade  não  é  homo  ou   heterossexual,  é  uma  séria  doença   moral  de  alguns  seres  humanos.  
  51. 51. ü   Eu  respeito  meu/minha   parceiro(a)?   ü   Minha  união  conjugal  está   baseada  em  valores  morais?   Mais  importante  do  que  com   quem  nos  relacionamos  é  a   forma  como  nos  relacionamos.  
  52. 52. O  desenvolvimento  da  criança  não  depende   do  tipo  de  família,  mas  do  vínculo  que  esses   pais  e  mães  vão  estabelecer  entre  eles  e  a   criança.  Afeto,  carinho,  regras:  essas  coisas   são  mais  importantes  para  uma  criança   crescer  saudável  do  que  a  orientação  sexual   dos  pais",  diz  Mariana  Farias,  psicóloga  e  autora   do  livro  Adoção  por  Homossexuais  -­‐  A  Família   Homoparental  Sob  o  Olhar  da  Psicologia  Jurídica.  
  53. 53. Cada  criança  adotada  por  um   homossexual  foi  abandonada   por  um  casal  heterossexual.  
  54. 54. Família  é  essencial  para  a  formação   e  evolução  do  ser  humano.   Se  ela  for  baseada  no  amor,   respeito  e  valores  cristãos,  não    importa  quem    serão  os   personagens.   O  mais  importante  é  ser  uma   história  com  final  feliz!  
  55. 55. Oportunidade  maravilhosa  de  mais  do  que  darmos  a  luz   SERMOS  a  luz  na  vida  de  alguém.  E  termos  uma  nova  luz   em  nossas  vidas.   Aprendermos  a  amar  verdadeiramente.   Nos  desacorrentarmos  dos  preconceitos  e  limites,   impostos    por  nós  mesmos,  que  nos  impedem  de  viver  o   amor  na  sua  totalidade.  
  56. 56. Apadrinhar  afetivamente  uma  criança  é  permitir   que  ela  passe  algum  tempo  com  você,  por  alguns   períodos,  um  dia  da  semana  ou  o  final  de  semana,   sem  implicar  qualquer  vínculo  jurídico.     O  Padrinho  ou  Madrinha  é  alguém  que  queira   auxiliar  e  acompanhar  a  vida  de  uma  criança  ou   adolescente  que  está  em  um  abrigo,  e  que  tem   pouca  possibilidade  de  ser  adotado.    
  57. 57. Cada  padrinho  ou  madrinha  terá  liberdade  de   escolher  lugares  para  passear,  ocasiões  e   demais  atividades  para  realizar  com  o   afilhado,  participando  efetivamente  da  vida  da   criança  ou  adolescente.  
  58. 58. Uma  boa  noite,  cheia  de  luz,  para  todos!!!  

×