FusariumGerberas

30 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
30
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FusariumGerberas

  1. 1. RESPOSTA TÉCNICA – Presença de Fusarium em gérberas Fevereiro/2007 Edição atualizada em: 8/1/2014 Presença de Fusarium em gérberas Informações sobre a doença em gérberas causada pelo fungo Fusarium. Instituto de Tecnologia do Paraná - TECPAR
  2. 2. RESPOSTA TÉCNICA – Presença de Fusarium em gérberas O Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT fornece soluções de informação tecnológica sob medida, relacionadas aos processos produtivos das Micro e Pequenas Empresas. Ele é estruturado em rede, sendo operacionalizado por centros de pesquisa, universidades, centros de educação profissional e tecnologias industriais, bem como associações que promovam a interface entre a oferta e a demanda tecnológica. O SBRT é apoiado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE e pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI e de seus institutos: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT. Resposta Técnica UCHIMURA, Marcelo Shiniti Presença de Fusarium em gérberas Instituto de Tecnologia do Paraná - TECPAR 01/02/2007 Informações sobre a doença em gérberas causada pelo fungo Fusarium. Demanda Como curar ou controlar o ataque de Fusarium no cultivo de flores gérbera para corte? Assunto Cultivo de flores para corte Palavras-chave Cultivo; fitopatologia; flor; floricultura; fusariose; fusarium; gérbera; planta ornamental Atualização Em: 8/1/2014 Por: Devânia Patrícia de Jesus Salvo indicação contrária, este conteúdo está licenciado sob a proteção da Licença de Atribuição 3.0 da Creative Commons. É permitida a cópia, distribuição e execução desta obra - bem como as obras derivadas criadas a partir dela - desde que dado os créditos ao autor, com menção ao: Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br Para os termos desta licença, visite: http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/
  3. 3. RESPOSTA TÉCNICA – Presença de Fusarium em gérberas 2013 c Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT http://www.respostatecnica.org.br 1 Solução apresentada Gérbera é uma planta de grande valor ornamental, sendo também muito utilizada na formação de arranjos. Possui grande variedade de cultivares com diversidade de cores (cores intensas) e formas (capítulos grandes e hastes longas), resultado de processos de melhoria vegetal e técnicas modernas de cultivo de tecido da planta (FERRONATO, 2007). Em um cultivo de plantas ornamentais se faz necessário o controle de doenças e pragas, e para tanto é fundamental ter conhecimentos básicos de aspectos gerais da fitossanidade e obter um diagnóstico correto dos agentes causais para um tratamento específico (FERRONATO, 2007). Fusarium oxysporum é um fungo que causa podridão no colo e nas raízes da planta e murcha nas folhas, essa doença pode ocorrer o ano todo. “A doença é favorecida por alta umidade, temperaturas entre 25 a 32ºC, plantio em solos arenosos, presença de nematóides, ocorrência de baixo pH e adubação com baixo teor de potássio”. O aparecimento da doença de murcha nestas plantas também pode estar relacionado a mudanças bruscas de ambiente (causando estresse), a regas excessivas e a baixa insolação (FERRONATO, 2007). Figura 1 – Gérbera com sintomas de presença do fungo Fusarium oxysporum Fonte: (FERRONATO, 2007) Os sintomas da gérbera infectada por Fusarium oxysporum é bastante similar à infecção por Pythium sp. e Phytophtora sp., e isso dificulta muito o diagnóstico dos agentes causais em campo, sendo exigido o isolamento em laboratório para análises (FERRONATO, 2007). Quando este fungo penetra no solo ou em outro substrato fica praticamente impossível erradicá-lo totalmente, pois formam esporos que são difíceis de eliminar por meio de métodos físicos e químicos, podendo viver durante largos períodos no solo mesmo sem a planta para parasitar (DUARTE, 2007). Para combater a podridão em gérberas é importante que haja drenagens e regas bem dosadas, evitando o excesso de água no solo (FERRONATO, 2007). Algumas sugestões dadas pelo Doutor Andrea Minuto para conter o avanço da doença são: • Encontrar e eliminar o agente propagador da doença; • Desinfectar o solo com fungicida (ex.: dazomet-metam sodium) ou com agentes físicos (ex.: injeção de vapor); • Mudar o cultivo em solo para cultivo sem solo (hidropônico), que pode ser uma oportunidade de limitar o alastre da doença caso sistemas abertos sem solo forem adotados (informação por e-mail em 31 jan. 2007).
  4. 4. RESPOSTA TÉCNICA – Presença de Fusarium em gérberas 2013 c Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT http://www.respostatecnica.org.br 2 Conclusões e recomendações Segundo Minuto, foi detectada a presença de Fusarium chrysanthemi atacando flores de gérbera na Europa. Essa espécie de fungo geralmente não causa problemas sérios no cultivar. Geralmente, quando plantadas no solo, as plantas infectadas sistemicamente apresentam murcha unilateral, mas a doença não se propaga rapidamente. Entretanto, após vários anos produzindo em sistemas de monocultura, a doença pode causar problemas sérios por causa da infecção do fungo causador da doença no solo (informação por e-mail em 31 jan. 2007). Deve-se ficar atento quanto à rotação do solo com outras culturas, tais como o crisântemo, a margarida ou a margarida africana, porque são hospedeiras do fungo causador da doença da murcha-de-fusarium. Recomenda-se entrar em contato com um técnico ou especialista (botânico, engenheiro agrícola ou outro profissional qualificado) para providenciar a construção de um sistema de cultivo adequado. Sugere-se ler os artigos relacionados abaixo: • Doenças em cultivos de gérbera no estado do Paraná. Disponível em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/agraria/article/view/12509/8642>. Acesso em: 27 dez. 2013. • Produção e aspectos fitossanitários da gérbera no estado do Paraná. Disponível nas fontes consultadas. O Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT informa que existem no banco de informação, dossiê técnico e resposta técnica sobre o cultivo de gérbera que podem complementar as informações aqui prestadas. Para visualizar esses arquivos, acesse o site <www.respostatecnica.org.br> com seu login senha e realize a Busca Avançada utilizando o código do dossiê 89 e o código da resposta 1141 para encontrar os arquivos recomendados para leitura. Fontes consultadas FERRONATO, Marlene de Lurdes. Produção e aspectos fitossanitários da gérbera no estado do Paraná. 2007. 140 f. Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2007. Disponível em: <http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/12355>. Acesso em: 07 jan. 2013. MINUTO, Andrea. Problemi fitopatologici di colture floricole. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por: <Marcelo Shiniti Uchimura> em: 31 jan. 2007. SIMÕES, Magda Alina da Costa Duarte. A tecnologia como auxiliar na agricultura biológica em estufa. 2007. 151 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologias das Engenharias) - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real. 2007. Disponível em: <https://repositorio.utad.pt/bitstream/10348/81/1/msc_macdsim%C3%B5es.pdf>. Acesso em: 08 jan. 2014.

×