Romanos e cristianismo

365 visualizações

Publicada em

.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Romanos e cristianismo

  1. 1. Aula 2 – PARTE 2Os RomanosO Cristianismo
  2. 2. Príncipe – modelo das virtudes da comunidade que o imitará
  3. 3. PATRÍCIOS - submetido a leis impessoaisPLEBE - res publica – o solo é de Roma - governo administra os fundos públicos: taxas, impostos, tributos... ADMINISTRATIVOPODER – 2 CÔNSULES IMPERIUM (JUDICIÁRIO E MILITAR)
  4. 4. Inicia-se com Júlio César e se consolida com Augusto CÉSARPRINCIPADO príncipe imperador chefe militar, poder judiciário, Magistrado, senhor das terras, Autoridade suprema
  5. 5. O CRISTIANISMO
  6. 6. PROVÉRBIOS: “Por mim reinam os reis e os príncipes governam” – poder pertence a DeusHebreus: povo LEI DEUSImperador: PRINCEPS assume os poderes do Senado, do povo e de JÚPITER: fundador do povo, restaurador da ordem universal e salvador do Universo.
  7. 7. JESUS CRISTO – morto pela monarquia judaica e ressuscita. “Os reinos deste mundo” são obra de Satanás. São a perdição do gênero humano.ROMA – homem universalCRISTIANISMO – religião sem pátriaPRINCÍPIO PETRÍNEO DAS CHAVESEv. Mateus - Sto Agostinho CIDADE DE DEUS CIDADE DOS HOMENS
  8. 8. Expansão além dos territórios de RomaEnquanto Roma caiA Igreja se fortalece O feudalismo e a divisão de poderes em poderes locais liga / desliga os homens de DeusIGREJA poder econômico poder intelectual
  9. 9.  PLATÃO – comunidade justa, hierárquica, governada por sábios legisladores ARISTÓTELES – finalidade do poder: justiça CÍCERO – o príncipe virtuosoConciliação:
  10. 10.  Poder teocrático – rei pela Graça de Deus; Rei – fonte da lei e da justiça; Príncipe – deve ser imitado em suas virtudes; Rei = cabeça; legislação = peito; barões e exércitos = membros superiores; povo = membros inferiores; Mundo com ordem fixa – KÓSMOS Topo: papa e imperador; Justiça = obediência do inferior ao superior, pois é a lei divina.
  11. 11.  O pecado torna o homem perverso e violento, injusto e funda a cidade dos homens injusta como ele.
  12. 12.  O homem é um animal social; Depois da queda do Paraíso, os homens não perderam a sociabilidade e permaneceu o senso de justiça.
  13. 13.  Direito natural subjetivo; Definir o que é justo: direitos à vida, consciência, bens materiais e espirituais.Direito natural objetivo: instituído por DeusDireito natural subjetivo: ser racional e livre
  14. 14.  Política natural; Lei humana política; Direito natural dos indivíduos.Instituem o direito de resistência ao TIRANO e acabam por esboçar a reforma protestante.

×