taxionomias, nomenclaturas,classificações estatísticas de comércio, bancos dedados e indicadores1
 19h-20h50: introdução teórica e prática 20h50-21h10: intervalo 21h10-21h55: continuação da prática2
 3.2 Por indústrias ambientalmente sensíveis◦ A classificação tradicional de indústrias intensivas empoluição refere-se à...
 3.2 Por indústrias ambientalmente sensíveis◦ As IAS, que correspondem aos dez setores mais sujosclassificados pelo maior...
 3.3 Por indústrias limpas◦ As IL, equivalentes aos cinco “setores mais limpos” danomenclatura ISIC revisão 2, segundo Ma...
 3.4 Por bens difusores de progresso técnico◦ É uma classificação segundo o destino de consumoajustada por CEPAL (1992) a...
 3.4 Por bens difusores de progresso técnico◦ Os bens DPT são produzidos e destinados aoconsumo (industrial) como bens de...
 4.2 O programa WITS (World Integrated TradeSolution)◦ É um “programa web” desenvolvido pelo Banco Mundialem colaboração ...
 4.3 Consultando e agregando os dados◦ Parte 4 Acessar a página do WITS em<http://wits.worldbank.org> Efetuar o cadastr...
 5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa É usado para analisar as vantagens ou d...
 5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa onde é o valor de exportação da categor...
 5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa Parte 1 Calcular o IVC de todas as cat...
 5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de especialização tecnológica Evidencia a tendência da contribu...
 5.1 Indexando os dados agregados em um indicador◦ Índice de especialização tecnológica onde é o valor de exportação da ...
 5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de especialização tecnológica Parte 1 Calcular o IET das expor...
 LIMA, J. E. D; ALVAREZ, M. Manual de ComércioExterior y Política Comercial: nociones básicas,clasificaciones e indicador...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação do curso de extensão "Ferramentas para pesquisa aplicada em Economia Internacional" do 4o. dia

319 visualizações

Publicada em

Apresentação do curso de extensão universitária "Ferramentas para pesquisa aplicada em Economia Internacional: taxionomias, nomenclaturas, classificações estatísticas de comércio, bancos de dados e indicadores" ministrada, entre os dias 06 e 09 de maio de 2013, no câmpus de Araraquara da FCL/UNESP.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do curso de extensão "Ferramentas para pesquisa aplicada em Economia Internacional" do 4o. dia

  1. 1. taxionomias, nomenclaturas,classificações estatísticas de comércio, bancos dedados e indicadores1
  2. 2.  19h-20h50: introdução teórica e prática 20h50-21h10: intervalo 21h10-21h55: continuação da prática2
  3. 3.  3.2 Por indústrias ambientalmente sensíveis◦ A classificação tradicional de indústrias intensivas empoluição refere-se àquelas que despendem elevadosmontantes com redução e/ou controle da contaminaçãodo meio ambiente◦ Outra classificação mais direta e abrangente, segundoMani e Wheeler (1998), ordena os setores poluição-intensivos dada as médias de intensidade de emissõespara as indústrias dos EUA Referem-se aos poluentes mais comuns do ar e da água eaos metais pesados◦ “Setores sujos” são, além de poluição-intensivos,intensivos em recursos naturais, energia e/ou no uso daterra3
  4. 4.  3.2 Por indústrias ambientalmente sensíveis◦ As IAS, que correspondem aos dez setores mais sujosclassificados pelo maior volume de emissão de poluentes,segundo Mani e Wheeler (1998), são: i) ferro e aço; ii) mineraisnão-ferrosos; iii) produtos químicos; iv) refinaria de petróleo; v)outros produtos minerais não metálicos; vi) papel e produtos depapel; vii) outros produtos químicos; viii) produtos de borracha;ix) couro e produtos de couro, substitutos de couro e pele, comexceção de calçado e vestuário; e x) produtos de metal, excetomáquinas e equipamentos4
  5. 5.  3.3 Por indústrias limpas◦ As IL, equivalentes aos cinco “setores mais limpos” danomenclatura ISIC revisão 2, segundo Mani e Wheeler (1998), são:i) têxtil; ii) de máquinas, exceto elétricas; iii) de máquinas eaparelhos elétricos, aparelhos e materiais; iv) de equipamentos detransporte; v) de equipamento profissional e científico, medição ede controle não classificados em outra parte, e de materiaisfotográficos e ópticos5
  6. 6.  3.4 Por bens difusores de progresso técnico◦ É uma classificação segundo o destino de consumoajustada por CEPAL (1992) a partir da categoria deindústrias baseadas em ciência da taxionomiadesenvolvida por Pavitt (1984)◦ Essas indústrias, segundo Lima e Alvarez (2011), sedistinguem por seu alto investimento em pesquisa edesenvolvimento e pelo desenvolvimento de tecnologiasque beneficiam todas as demais atividades◦ Pode-se considerar que os bens difusores de progressotécnico são uma proxy dos investimentos na melhoria doprocesso de transformação industrial de um país ouregião6
  7. 7.  3.4 Por bens difusores de progresso técnico◦ Os bens DPT são produzidos e destinados aoconsumo (industrial) como bens de capital ouintermediário. Alguns exemplos desses produtossão: maquinaria, instrumentos e química fina7
  8. 8.  4.2 O programa WITS (World Integrated TradeSolution)◦ É um “programa web” desenvolvido pelo Banco Mundialem colaboração com a UNCTAD, ITC, UNSD e WTO◦ Segundo o Banco Mundial, o WITS provê acesso aosprincipais bancos de dados internacionais de comércio ebarreiras comerciais através de um sistema integrado ecom interface amigável para o usuário◦ A combinação de várias fontes de dados em um únicoprograma torna a pesquisa e análise de dados fácil emais abrangente8
  9. 9.  4.3 Consultando e agregando os dados◦ Parte 4 Acessar a página do WITS em<http://wits.worldbank.org> Efetuar o cadastro para uso e entrar no programa Coletar os dados de UN COMTRADE, seguindo anomenclatura HS “mapeada” na aula anterior, dasexportações do Brasil para o mundo da categoria B.3.1(Produtos de indústrias automotrizes) para os anos de2010, 2011 e 2012 Explorar outros recursos do programa, como o DataVizualizer e o eLearning9
  10. 10.  5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa É usado para analisar as vantagens ou desvantagenscomparativas do fluxo de comércio de um país ouregião frente ao mundo ou a um ou alguns de seusparceiros comerciais O índice de vantagem comparativa revelada de Balassa(1965) serve para indicar o padrão do comércio de umpaís ou região Existem inúmeras adaptações desse índice10
  11. 11.  5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa onde é o valor de exportação da categoria k do país ouregião i para j; é o valor total exportado de i para j; éo valor de exportação da categoria k do país i para o mundo;e é o valor total exportado pelo país i para w quando IVC>1, o país ou região i possui vantagemcomparativa na categoria k no comércio entre i-j.11
  12. 12.  5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de vantagem comparativa Parte 1 Calcular o IVC de todas as categorias da classificaçãopor intensidade tecnológica para o comércio entre oBrasil e o mundo, utilizando a China como mercadoreferência (“j”), para os anos de 2010 e 2011 Plotar um gráfico com os índices calculados usando oprograma Gretl12
  13. 13.  5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de especialização tecnológica Evidencia a tendência da contribuição das exportaçõesda categoria de produtos de alta tecnologia em relaçãoaos de baixa tecnologia Segundo Alcorta e Peres (1998), o IET mostra o quantoum determinado país ou região adapta sua estruturade comércio no que tange aos produtos de altatecnologia em relação aos de baixa tecnologia àmudança nos padrões do comércio mundial destesprodutos13
  14. 14.  5.1 Indexando os dados agregados em um indicador◦ Índice de especialização tecnológica onde é o valor de exportação da categoria de manufaturascom alta tecnologia do país ou região i para o mundo; é ovalor de exportação da categoria B.4. de w; é o valor deexportação da categoria de manufaturas com baixa tecnologiade i para w; e é o valor de exportação de B.2. de w IET>1 indica predominância da exportação de produtos de altatecnologia frente aos de baixa tecnologia pelo país i nomercado mundial14
  15. 15.  5.1 Indexando os dados agregados em umindicador◦ Índice de especialização tecnológica Parte 1 Calcular o IET das exportações do Brasil para os anosde 2010 e 2011 Plotar um gráfico com os índices calculados usando oprograma Gretl15
  16. 16.  LIMA, J. E. D; ALVAREZ, M. Manual de ComércioExterior y Política Comercial: nociones básicas,clasificaciones e indicadores de posición ydinamismo. Santiago de Chile: Naciones Unidas- CEPAL, 2011. MAZZERO, M. F. Análise Ambiental do ComércioBilateral Brasil-China. 2012. 78 f. Monografia(Graduação) - Departamento de Economia,Faculdade de Ciências e Letras - FCL,Universidade Estadual Paulista - UNESP,Araraquara, 2012. WORLD CUSTOMS ORGANIZATION - WCO. HSNomenclature 2012 Edition. Disponível em:<http://www.wcoomd.org/en/topics/nomenclature/instrument-and-tools/hs_nomenclature_2012/hs_nomenclature_table_2012.aspx>. Acesso em: 1 fev. 2013. THE WORLD BANK. WITS: World Integrated TradeSolution. Disponível em:<http://wits.worldbank.org>. Acesso em: 1 fev.2013. WORLD TRADE ORGANIZATION - WTO; UNITEDNATIONS CONFERENCE ON TRADE ANDDEVELOPMENT - UNCTAD. A Practical Guide toTrade Policy Analysis. Geneva: WTOPublications, 2012. 200 p. Disponível em:<http://www.wto.org/english/res_e/publications_e/wto_unctad12_e.pdf>. Acesso em: 1 ago.2012. UNITED NATIONS. Department Of EconomicAnd Social Affairs. Standard International TradeClassification: Revision 4. New York: UnitedNations Publication, 2006. Série StatisticalPapers, M n. 34/Rev. 4. Disponível em:<http://unstats.un.org/unsd/publication/SeriesM/SeriesM_34rev4E.pdf >. Acesso em: 1 jul.2012. UNITED NATIONS. Department Of EconomicAnd Social Affairs. UN COMTRADE: UnitedNations Commodity Trade Statistics Database.Disponível em: <http://comtrade.un.org>.Acesso em: 23 maio 2012.16

×