INGRESSO DE ESTUDANTES DE CLASSE POPULAR NOENSINO SUPERIOR PÚBLICO: CHANCES DE SUCESSO E      ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDA...
O que se examina:• A condição e posição de classe de inscritos e  aprovados no exame seletivo de ingresso na  UFPI em 2005...
Perguntas:• Quais foram as chances de  sucesso dos candidatos das  camadas populares de ingresso  ao ensino superior públi...
Base teórica:• “O sistema escolar não é um fator  de mobilidade social, tudo tende  a mostrar que ele é um dos fatores  ma...
Base teórica− O sistema de ensino guarda  estreita relação com a estrutura  das classes sociais.− São maiores as chances d...
Metodologia• Dados obtidos pela Comissão  Permanente de Seleção da  Universidade Federal do Piauí (COPESE)  em questionári...
Resultados     As chances de sucesso•Na UFPI em 2005 eram 2.345vagas, que foram disputadas por18.065 candidatos, o quesign...
As chances de sucesso•As classes populares, apesar de serem a maioriana sociedade piauiense (73,04%), são minoriaentre os ...
Enfrentamento das desigualdades          A concorrência          • Os candidatos de camadas populares            inscrever...
• A concorrência nesses cursos variou de  3,0 a 6,8 candidato por vaga, isto é,  menor que 7,7 registrada no certame.• Ten...
• O êxito foi obtido em todos os cursos, exceto em  Enfermagem, Direito (Diurno e Noturno),  Odontologia e Bacharelado em ...
•A maioria dos inscreveram-se nos dez cursosmenos concorridos, salvo CiênciasEconômicas (CMRV), Licenciatura em Física(Not...
Enfrentamento das desigualdadesA forma de ingresso• A modalidade de ingresso escolhida por  62% foi a geral, sendo esta a ...
•191 candidatos foram aprovados namodalidade geral (64,1%) na gradativaforam 107 (35,9%).•Destaca-se que prevaleceu a moda...
Conclusão• No exame das chances de ingresso de candidatos da  classe a uma vaga na Universidade Federal do Piauí no  exame...
Conclusão• Essa diferença se dá tanto porque os  primeiros concorrem a menos vagas,  havendo como que uma auto-exclusão  o...
Conclusão• As chances objetivas de sucesso  de membros da classe popular  encontram-se,  fundamentalmente, na  ampliação d...
Obrigado pela atenção
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

INGRESSO DE ESTUDANTES DE CLASSE POPULAR NO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: CHANCES DE SUCESSO E ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDADES

430 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

INGRESSO DE ESTUDANTES DE CLASSE POPULAR NO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO: CHANCES DE SUCESSO E ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDADES

  1. 1. INGRESSO DE ESTUDANTES DE CLASSE POPULAR NOENSINO SUPERIOR PÚBLICO: CHANCES DE SUCESSO E ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDADES Autores: GUIOMAR DE OLIVEIRA PASSOS MARCELO BATISTA GOMES ANA CAROLINE VIANA COSTA Pesquisa Financiada pelo CNPq – Edital MCT/CNPq Nº 14/2008 – Universal
  2. 2. O que se examina:• A condição e posição de classe de inscritos e aprovados no exame seletivo de ingresso na UFPI em 2005;• Analisa-se o acesso à universidade pública, verificando o ingresso de estudantes de escolas públicas com renda familiar de 1 até 3 salários mínimos e pai e mãe com escolaridade elementar ou sem escolaridade.
  3. 3. Perguntas:• Quais foram as chances de sucesso dos candidatos das camadas populares de ingresso ao ensino superior público?• Em que cursos obtiveram êxito?
  4. 4. Base teórica:• “O sistema escolar não é um fator de mobilidade social, tudo tende a mostrar que ele é um dos fatores mais eficazes de conservação social, fornecendo a aparência de legitimidade às desigualdades sociais” (BOURDIEU, 2002, p. 41).
  5. 5. Base teórica− O sistema de ensino guarda estreita relação com a estrutura das classes sociais.− São maiores as chances de um jovem da camada superior ingressar na universidade do que um filho de um assalariado agrícola ou um filho de um operário.
  6. 6. Metodologia• Dados obtidos pela Comissão Permanente de Seleção da Universidade Federal do Piauí (COPESE) em questionário socioeconômico e cultural preenchido no ato da inscrição ao exame seletivo de ingresso do ano de 2005. − Último ano em que vigorou a livre concorrência.
  7. 7. Resultados As chances de sucesso•Na UFPI em 2005 eram 2.345vagas, que foram disputadas por18.065 candidatos, o quesignificava 7,7 por vaga.•Das classes populares eram 4.877candidatos (27%), 2,1 por vaga.• Os demais, considerando-seapenas os casos válidos (17.985) ,eram 13.108, 5,6 por vaga.
  8. 8. As chances de sucesso•As classes populares, apesar de serem a maioriana sociedade piauiense (73,04%), são minoriaentre os que pleiteiam uma vaga na UFPI;• Opera-se uma primeira seleção: a auto-exclusão.•Isso pode decorrer da falta de acesso ao ensinomédio (no Piauí a taxa de escolarização nessenível de ensino líquida é de 22,4% e bruta 76,5%);•Como das escassas chances objetivas desucesso, pois as probabilidades de êxitos dosdemais é de ocuparem 1709 vagas, a deles é deocuparem 635 vagas, ou seja,têm 2,7 vezes menoschances de sucesso.
  9. 9. Enfrentamento das desigualdades A concorrência • Os candidatos de camadas populares inscreveram-se em todos os cursos, sendo maior nos seguintes:Tabela 1: Distribuição de inscritos no exame seletivo de ingresso à Universidade Federal do Piauí de 2005 nos cursos em que foramregistrados os maiores percentuais de candidatos de classe popular no total de inscritos. Concorrência no Inscritos de classe % classe certame CURSO Inscritos em geral popular popular/geralLicenciatura em Letras (Diurno) 269 112 41,6 6,8Licenciatura em Pedagogia - Magistério Picos 265 133 50,2 6,7Licenciatura em Letras Picos 254 105 41,3 6,4Licenciatura em Pedagogia - Magistério Noturno 205 84 41,0 5,2 201 89 44,3 5,1Licenciatura em Pedagogia - Magistério(Vespertino)Licenciatura em Letras (Noturno) 174 64 36,8 4,4 114 53 46,5 3,9Licenciatura em Matemática (Noturno)Ciências Econômicas Parnaíba 161 61 37,9 3,2Licenciatura em Física (Noturno) 90 36 40,0 3,0
  10. 10. • A concorrência nesses cursos variou de 3,0 a 6,8 candidato por vaga, isto é, menor que 7,7 registrada no certame.• Tentam maximizar as chances de êxito, inscrevendo-se naqueles cursos menos concorridos.• 298 inscritos de classe popular foram aprovados, aproximadamente 47% dos que tinham probabilidade de êxito e 6,1% daqueles inscritos nessa condição.• Representam a ocupação de 12,7% das vagas oferecidas pela UFPI naquele ano.
  11. 11. • O êxito foi obtido em todos os cursos, exceto em Enfermagem, Direito (Diurno e Noturno), Odontologia e Bacharelado em Biologia. Todavia foram maior número entre os seguintes: Porcentagem de inscritos e aprovados de camadas populares Pedagogia manhã Química Ed.Artística Ciências Econômicas Matemática noite Bacharel em Matemática Física noite Ciências Econômicas Parnaíba Francês Eng.de Agrimensura 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35%Gráfico 2: Porcentagem entre inscritos e aprovados oriundos de camadas populares
  12. 12. •A maioria dos inscreveram-se nos dez cursosmenos concorridos, salvo CiênciasEconômicas (CMRV), Licenciatura em Física(Noturno), Licenciatura em Letras (Noturno),Licenciatura em Pedagogia (Diurno) que nãoestão entre os menos concorridos, ondetambém lograram êxito.•Percebe-se, então, que o êxito se dá noscursos menos concorridos, indicando haverrelação entre aprovação e concorrência.
  13. 13. Enfrentamento das desigualdadesA forma de ingresso• A modalidade de ingresso escolhida por 62% foi a geral, sendo esta a preferência da maior parte dos candidatos em todos os cursos, exceto em Administração onde todos optaram pela gradativa.• Na modalidade geral 6,3% obtiveram êxito, na gradativa foram 5,8%.• A pequena diferença entre as duas, ainda que a geral tenha sido a preferida por um maior número, mostra ser essa uma das estratégias de ingresso.
  14. 14. •191 candidatos foram aprovados namodalidade geral (64,1%) na gradativaforam 107 (35,9%).•Destaca-se que prevaleceu a modalidadegeral naqueles cursos em que os membrosda classe popular obtiveram mais êxito,exceto Ciências econômicas que foi nagradativa.•Houve cursos em que 100% dos candidatosobtiveram êxito tanto na modalidade geral,quanto na gradativa.
  15. 15. Conclusão• No exame das chances de ingresso de candidatos da classe a uma vaga na Universidade Federal do Piauí no exame seletivo de ingresso de 2005, constatou-se que:• As chances de quem estudou o ensino médio em escola pública, têm genitores sem escolaridade ou têm apenas o fundamental incompleto e pertencem a famílias com rendimento menor ou igual a 3 salários mínimos é 7 vezes menor do que aqueles que frequentaram escolas particulares ou estudaram em ambas as redes de ensino, têm pais com escolaridade maior ou igual ao ensino fundamental e renda familiar maior que 3 salários mínimos.
  16. 16. Conclusão• Essa diferença se dá tanto porque os primeiros concorrem a menos vagas, havendo como que uma auto-exclusão ou uma seleção ‘natural’, como também porque só uma pequena parcela é aprovada.• Isso apesar das estratégias de enfrentamento das desigualdades que utilizaram: escolher cursos menos concorridos e a modalidade geral de ingresso.
  17. 17. Conclusão• As chances objetivas de sucesso de membros da classe popular encontram-se, fundamentalmente, na ampliação das oportunidades e, principalmente, da melhoria das condições objetivas de acesso, como por exemplo, do aumento das vagas e melhoria da qualidade do ensino médio.
  18. 18. Obrigado pela atenção

×