SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
PGR COMETEU CRIME DE PREVARICAÇÃO
Laudo de Exame Contábil nº2828/2006- INC PARTE 1: OS (I)RESPONSÁVEIS




       Este blog, no último dia 17, afirmou que os peritos queRios - presidente
        Este blog, no último dia 17, afirmou que Antônio Luiz investigaram a
da Visanet, à epoca dos fatos aqui relatados – induziu os peritos a conclusões
 empresa privada Visanet e produziram o Laudo Contábil 2828/2006, foram
errôneas. Peritos, estes, que estavam analisando documentos para o
 induzidos a conclusões errôneas, pelo documento apresentado pelo
entendimento das questões essenciais discutidas em 2828/2006 foi utilizado
 presidente da Visanet, Antônio Luiz Rios. O Laudo todo o processo da AP
470. Inclusive, vale ressaltar que foram estes os laudos que o relator utilizou
 pelo relator para CONDENAR.
para CONDENAR.
      Em 2 de fevereiro de 2006, Antônio Luiz Rios, apresenta aos peritos
informações sobre a Visanet e o Fundo de Incentivo Visanet. (Apenso 428 fls 87
a 94)

      O presidente da Visanet declara que, “Uma vez atribuída a verba anual,
cada banco passou a ser diretamente responsável pela propaganda,
marketing e execução das ações de incentivo...” (Apenso 428 fl 93, parágrafo 2º)
      Esta informação é FALSA e MENTIROSA, não é o que diz o
Regulamento de Constituição e Uso do Fundo de Incentivo Visanet, pois,
       O Regulamento do Fundo de Incentivo Visanet é muito claro ao definir
suas instâncias e alçadas (da Visanet) responsáveis por aprovar, fiscalizar
e pagar pelas propagandas=ações de incentivo com recursos do Fundo
Visanet. O recursos eram da Visanet (corrigindo, data vênia, o Ministro
Lewandowski, o correto é da Visanet, pois o Fundo é da Visanet, portanto o
dinheiro é da Visanet e quem pagava era a Visanet, não o Fundo).
        Ver Regulamento do Fundo de Incentivo Visanet, cláusula II, item II.3 e
item II.5; cláusula III, item III.4 no subitem “k”, publicado por este Blog no dia 17
deste mês.
     A mentira foi tamanha que cabe aqui fazer um breve histórico,
demonstrando que a Visanet queria esconder a verdade dos fatos:
      No ano de 2005, foi solicitado informações e documentos ao presidente
da Visanet que, no entanto, não atendeu, recusando-se a receber os peritos e
fornecer os documentos exigidos. Houve, então, necessidade de vários ofícios
e pedidos judiciais, como Medida Cautelar:
Janeiro de 2006 – Ofício do Presidente do STF, comunicando à Visanet a
realização da perícia;
Abril de 2006 – Peritos relatam dificuldades para o desenvolvimento da perícia
na Visanet, pois foram encontrados documentos recortados, montados,
Segue a relação dos d
                          documentos utilizados pelos peritos:




      No item IV – Dos E     Exames, subitem IV.2 – Do Fundo de I
                                                                Incentivo
Visanet, parágrafo 23, diz o L
                             Laudo:
(Ap 142, Laudo 2828/2006 fl 82
                            82)
54. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2003)
                      ntos,                                    ejo/BB
55. Douglas Macedo, Gerent Executivo/Diretoria de Varejo/BB (2003)
                     erente                                   003)
56. Léo batista dos Santos, G
                       tos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (
                                                                 o/BB (2003)
57. Douglas Macedo, Gerent Executivo/Diretoria de Varejo/BB (2003)
                     erente                                   003)
58. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004)
                      ntos,                                     jo/BB
59. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004)
                      ntos,                                     jo/BB
60. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004)
                      ntos,                                     jo/BB
61. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004)
                      ntos,                                     jo/BB
      Os peritos, mesmo s
                     smo sendo conduzidos pela “informação” tend  ” tendenciosa
prestada pelo presidente da Visanet (“Uma vez atribuída a verba anu cada
                      te                                            anual,
                       iretamente responsável pela propaganda, marketing
banco passou a ser direta                                           a,
e execução das ações de inc
                        e incentivo...” ) eles respondem ao quesito nº 2 abaixo:
                                                                  o




      Pois bem...
       Mesmo diante de toda as evidências apontadas no Laudo 282
                      e todas                                  o 2828/2006-
INC citando os responsáv
                      onsáveis pelo uso dos recursos do Fundo Visanet,
                                                               ndo
indicados pelo Banco do Bra e, ainda discriminando as atribuições da própria
                       o Brasil                                es
Visanet, o Procurador, Antô
                     , Antônio Fernando, ao apresentar à denúncia imputou
                                                              úncia
responsabilidade ao Direto de Marketing do Banco do Brasil, Henrique
                      Diretor                                  sil,
Pizzolato e ao Secretário de Comunicação da Presidência da Repúbli
                       rio                                    epública, Luiz
Gushiken, cujos nomes n es não foram citados no Laudo.
      Apenso 142 fl 20:

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Back to school, 2016
Back to school, 2016Back to school, 2016
Back to school, 2016Parisa Mehran
 
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...Radina Matic
 
The height of the Pilgrimages
The height of the PilgrimagesThe height of the Pilgrimages
The height of the PilgrimagesJ Luque
 
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5EAD Amazon
 
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5EAD Amazon
 
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact Materials
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact MaterialsEU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact Materials
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact MaterialsDaniele Pisanello
 
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century Skills
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century SkillsLooking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century Skills
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century SkillsParisa Mehran
 
Minna no-nihongo-ngu phap-50_bai
Minna no-nihongo-ngu phap-50_baiMinna no-nihongo-ngu phap-50_bai
Minna no-nihongo-ngu phap-50_baiTung Nguyen
 
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOS
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOSMobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOS
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOSMobinius Technology
 

Destaque (10)

Back to school, 2016
Back to school, 2016Back to school, 2016
Back to school, 2016
 
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...
Walking Down the A11y Road - Lessons Learned from Working on Accessibility of...
 
EE_Portofolio_2017
EE_Portofolio_2017EE_Portofolio_2017
EE_Portofolio_2017
 
The height of the Pilgrimages
The height of the PilgrimagesThe height of the Pilgrimages
The height of the Pilgrimages
 
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 2 de 5
 
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5
Curso de Moodle Tutorial Moodle Parte 1 de 5
 
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact Materials
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact MaterialsEU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact Materials
EU Food Regulation on Additives, Novel Foods and Food Contact Materials
 
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century Skills
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century SkillsLooking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century Skills
Looking at Innovations in Curriculum through the Lens of 21st Century Skills
 
Minna no-nihongo-ngu phap-50_bai
Minna no-nihongo-ngu phap-50_baiMinna no-nihongo-ngu phap-50_bai
Minna no-nihongo-ngu phap-50_bai
 
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOS
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOSMobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOS
Mobinius Technology Infographics - Comparison Android vs. iOS
 

Semelhante a Visanet 5 pgr cometeu crime

A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5megacidadania
 
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02Tom Pereira
 
A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5megacidadania
 
A falsa tese do mensalao (3)
A falsa tese do mensalao (3)A falsa tese do mensalao (3)
A falsa tese do mensalao (3)megacidadania
 
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIO
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIOO MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIO
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIOmegacidadania
 
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completo
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completoPdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completo
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completoTom Pereira
 
A falsa tese do mensalao (2)
A falsa tese do mensalao (2)A falsa tese do mensalao (2)
A falsa tese do mensalao (2)megacidadania
 
A falsa tese do MENSALÃO
A falsa tese do MENSALÃOA falsa tese do MENSALÃO
A falsa tese do MENSALÃOmegacidadania
 
A falsa tese do mensalao
A falsa tese do mensalaoA falsa tese do mensalao
A falsa tese do mensalaomegacidadania
 
5 auditoria do banco do brasil
5 auditoria do banco do brasil5 auditoria do banco do brasil
5 auditoria do banco do brasilMarcelo Bancalero
 

Semelhante a Visanet 5 pgr cometeu crime (11)

A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5
 
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02
Afalsatesedomensalo5 130226073034-phpapp02
 
A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5A falsa tese do mensalão 5
A falsa tese do mensalão 5
 
A falsa tese do mensalao (3)
A falsa tese do mensalao (3)A falsa tese do mensalao (3)
A falsa tese do mensalao (3)
 
Inquerito 2474
Inquerito 2474Inquerito 2474
Inquerito 2474
 
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIO
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIOO MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIO
O MAIOR SEGREDO DE JB ESTÁ POR UM FIO
 
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completo
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completoPdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completo
Pdf que prova crime de joaquim barbosa 2013 completo
 
A falsa tese do mensalao (2)
A falsa tese do mensalao (2)A falsa tese do mensalao (2)
A falsa tese do mensalao (2)
 
A falsa tese do MENSALÃO
A falsa tese do MENSALÃOA falsa tese do MENSALÃO
A falsa tese do MENSALÃO
 
A falsa tese do mensalao
A falsa tese do mensalaoA falsa tese do mensalao
A falsa tese do mensalao
 
5 auditoria do banco do brasil
5 auditoria do banco do brasil5 auditoria do banco do brasil
5 auditoria do banco do brasil
 

Mais de Marcelo Bancalero

Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse ladrão, está no...
Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse  ladrão, está no...Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse  ladrão, está no...
Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse ladrão, está no...Marcelo Bancalero
 
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de Natal
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de NatalHabeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de Natal
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de NatalMarcelo Bancalero
 
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismas
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismasFalácias de Moro: entre paralogismos e sofismas
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismasMarcelo Bancalero
 
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...Marcelo Bancalero
 
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363Alegações Finais da Defesa pgs 340-363
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363Marcelo Bancalero
 
Alegações Finais da Defesa pgs 112-339
Alegações Finais da Defesa pgs  112-339Alegações Finais da Defesa pgs  112-339
Alegações Finais da Defesa pgs 112-339Marcelo Bancalero
 
Alegações Finais da Defesa pgs 1-111
Alegações Finais da Defesa pgs  1-111Alegações Finais da Defesa pgs  1-111
Alegações Finais da Defesa pgs 1-111Marcelo Bancalero
 
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEX
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEXDOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEX
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEXMarcelo Bancalero
 
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...Marcelo Bancalero
 
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada Marcelo Bancalero
 
São Paulo não está a venda
São Paulo não está a venda São Paulo não está a venda
São Paulo não está a venda Marcelo Bancalero
 
Campanha SP não está à venda
Campanha SP não está à vendaCampanha SP não está à venda
Campanha SP não está à vendaMarcelo Bancalero
 
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...Marcelo Bancalero
 
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença.
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença. Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença.
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença. Marcelo Bancalero
 
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:Marcelo Bancalero
 

Mais de Marcelo Bancalero (20)

Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse ladrão, está no...
Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse  ladrão, está no...Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse  ladrão, está no...
Nova Pesquisa Vox Populi deixa claro... Lula mesmo que fosse ladrão, está no...
 
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de Natal
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de NatalHabeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de Natal
Habeas Corpus Coletivo sobre decisão de Barroso sobre Indulto de Natal
 
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismas
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismasFalácias de Moro: entre paralogismos e sofismas
Falácias de Moro: entre paralogismos e sofismas
 
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...
Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente...
 
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363Alegações Finais da Defesa pgs 340-363
Alegações Finais da Defesa pgs 340-363
 
Alegações Finais da Defesa pgs 112-339
Alegações Finais da Defesa pgs  112-339Alegações Finais da Defesa pgs  112-339
Alegações Finais da Defesa pgs 112-339
 
Alegações Finais da Defesa pgs 1-111
Alegações Finais da Defesa pgs  1-111Alegações Finais da Defesa pgs  1-111
Alegações Finais da Defesa pgs 1-111
 
Embargos do Juiz Moro
 Embargos do Juiz Moro Embargos do Juiz Moro
Embargos do Juiz Moro
 
Apelacaotriplex pgs 303-491
Apelacaotriplex pgs 303-491Apelacaotriplex pgs 303-491
Apelacaotriplex pgs 303-491
 
Apelacaotriplex pgs 217-302
Apelacaotriplex pgs  217-302Apelacaotriplex pgs  217-302
Apelacaotriplex pgs 217-302
 
Apelacaotriplex pgs 112-216
Apelacaotriplex pgs  112-216Apelacaotriplex pgs  112-216
Apelacaotriplex pgs 112-216
 
Apelacaotriplex pgs 1-111
Apelacaotriplex pgs 1-111Apelacaotriplex pgs 1-111
Apelacaotriplex pgs 1-111
 
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEX
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEXDOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEX
DOCUMENTOS PROVAM CESSÃO DE DIREITOS DO TRIPLEX
 
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...
Frente de Juristas pela Democracia lança Cartilha expondo crimes da Lava Jato...
 
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada
Atriz Tássia Camargo denuncia que prisão de Lula está armada
 
São Paulo não está a venda
São Paulo não está a venda São Paulo não está a venda
São Paulo não está a venda
 
Campanha SP não está à venda
Campanha SP não está à vendaCampanha SP não está à venda
Campanha SP não está à venda
 
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...
Abaixo assinado - Formulário de Coleta de Assinaturas- Pedido de plebiscito s...
 
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença.
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença. Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença.
Despacho de hoje do Moro cerceando defesa de Lula antes de dar a sentença.
 
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:
Íntegra da denúncia contra Temer por corrupção passiva:
 

Visanet 5 pgr cometeu crime

  • 1. PGR COMETEU CRIME DE PREVARICAÇÃO Laudo de Exame Contábil nº2828/2006- INC PARTE 1: OS (I)RESPONSÁVEIS Este blog, no último dia 17, afirmou que os peritos queRios - presidente Este blog, no último dia 17, afirmou que Antônio Luiz investigaram a da Visanet, à epoca dos fatos aqui relatados – induziu os peritos a conclusões empresa privada Visanet e produziram o Laudo Contábil 2828/2006, foram errôneas. Peritos, estes, que estavam analisando documentos para o induzidos a conclusões errôneas, pelo documento apresentado pelo entendimento das questões essenciais discutidas em 2828/2006 foi utilizado presidente da Visanet, Antônio Luiz Rios. O Laudo todo o processo da AP 470. Inclusive, vale ressaltar que foram estes os laudos que o relator utilizou pelo relator para CONDENAR. para CONDENAR. Em 2 de fevereiro de 2006, Antônio Luiz Rios, apresenta aos peritos informações sobre a Visanet e o Fundo de Incentivo Visanet. (Apenso 428 fls 87 a 94) O presidente da Visanet declara que, “Uma vez atribuída a verba anual, cada banco passou a ser diretamente responsável pela propaganda, marketing e execução das ações de incentivo...” (Apenso 428 fl 93, parágrafo 2º) Esta informação é FALSA e MENTIROSA, não é o que diz o Regulamento de Constituição e Uso do Fundo de Incentivo Visanet, pois, O Regulamento do Fundo de Incentivo Visanet é muito claro ao definir suas instâncias e alçadas (da Visanet) responsáveis por aprovar, fiscalizar e pagar pelas propagandas=ações de incentivo com recursos do Fundo Visanet. O recursos eram da Visanet (corrigindo, data vênia, o Ministro Lewandowski, o correto é da Visanet, pois o Fundo é da Visanet, portanto o dinheiro é da Visanet e quem pagava era a Visanet, não o Fundo). Ver Regulamento do Fundo de Incentivo Visanet, cláusula II, item II.3 e item II.5; cláusula III, item III.4 no subitem “k”, publicado por este Blog no dia 17 deste mês. A mentira foi tamanha que cabe aqui fazer um breve histórico, demonstrando que a Visanet queria esconder a verdade dos fatos: No ano de 2005, foi solicitado informações e documentos ao presidente da Visanet que, no entanto, não atendeu, recusando-se a receber os peritos e fornecer os documentos exigidos. Houve, então, necessidade de vários ofícios e pedidos judiciais, como Medida Cautelar: Janeiro de 2006 – Ofício do Presidente do STF, comunicando à Visanet a realização da perícia; Abril de 2006 – Peritos relatam dificuldades para o desenvolvimento da perícia na Visanet, pois foram encontrados documentos recortados, montados,
  • 2. Segue a relação dos d documentos utilizados pelos peritos: No item IV – Dos E Exames, subitem IV.2 – Do Fundo de I Incentivo Visanet, parágrafo 23, diz o L Laudo: (Ap 142, Laudo 2828/2006 fl 82 82)
  • 3. 54. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2003) ntos, ejo/BB 55. Douglas Macedo, Gerent Executivo/Diretoria de Varejo/BB (2003) erente 003) 56. Léo batista dos Santos, G tos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB ( o/BB (2003) 57. Douglas Macedo, Gerent Executivo/Diretoria de Varejo/BB (2003) erente 003) 58. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004) ntos, jo/BB 59. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004) ntos, jo/BB 60. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004) ntos, jo/BB 61. Léo Batista dos Santos, Gerente de Cartões/Diretoria de Varejo/BB (2004) ntos, jo/BB Os peritos, mesmo s smo sendo conduzidos pela “informação” tend ” tendenciosa prestada pelo presidente da Visanet (“Uma vez atribuída a verba anu cada te anual, iretamente responsável pela propaganda, marketing banco passou a ser direta a, e execução das ações de inc e incentivo...” ) eles respondem ao quesito nº 2 abaixo: o Pois bem... Mesmo diante de toda as evidências apontadas no Laudo 282 e todas o 2828/2006- INC citando os responsáv onsáveis pelo uso dos recursos do Fundo Visanet, ndo indicados pelo Banco do Bra e, ainda discriminando as atribuições da própria o Brasil es Visanet, o Procurador, Antô , Antônio Fernando, ao apresentar à denúncia imputou úncia responsabilidade ao Direto de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Diretor sil, Pizzolato e ao Secretário de Comunicação da Presidência da Repúbli rio epública, Luiz Gushiken, cujos nomes n es não foram citados no Laudo. Apenso 142 fl 20: