Grandes obras da literatura universal

403 visualizações

Publicada em

Autores consagrados e literatura mundial

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grandes obras da literatura universal

  1. 1. COLEÇÃO: GRANDES OBRAS DO PENSAMENTO UNIVERSAL N° 01: Nietzsche - Assim Falava Zaratustra - 288 páginas N° 02: Engels - A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado - 192 páginas N° 03: Erasmo - Elogio Da Loucura - 107 páginas N° 04 e 05: Platão – A República - 373 páginas N° 06: Descartes - As Paixões Da Alma - 143 páginas N° 07: Rousseau - A Origem da Desigualdade entre os Homens - 112 páginas N° 08: Maquiavel - A Arte da Guerra - 176 páginas N° 09: Tomas More - Utopia - 112 páginas N° 10: Descartes - Discurso do Método - 79 páginas N° 11: Monarquia - Dante Alighieri - 127 páginas N° 12: Maquiavel - O Príncipe - 127 páginas N° 13: Rousseau - O Contrato Social - 159 páginas N° 14: Dante Alighieri - Banquete - 224 páginas N° 15: Kant - A Religião nos Limites da Simples Razão - 190 páginas N° 16: Aristóteles - A Política - 284 páginas N° 17: Voltaire - Cândido ou o Otimismo - O ingênuo - 158 páginas N° 18: Comte - Reorganizar A Sociedade - 110 páginas N° 19: Luis de León - A Perfeita Mulher Casada - 92 páginas N° 20: Nietzsche - A Genealogia Da Moral - 154 páginas N° 21: Mathias Aires - Reflexões Sobre A Vaidade Dos Homens & Carta Sobre A Fortuna - 169 páginas N° 22: Erasmo de Rotterdam - De Pueris - A Civilidade Pueril - 158 páginas N° 23: La Bruyère - Caracteres - 285 páginas N° 24: Voltaire - Tratado sobre a Tolerância - 141 páginas N° 25: David Hume - Investigação Sobre O Entendimento Humano - 173 páginas N° 26: Pico della Miràndola - A Dignidade do Homem - 93 páginas N° 27: Quevedo - Os Sonhos - 126 páginas N° 28: Nietzsche - Crepúsculo dos ídolos - 109 páginas N° 29: Voltaire - Zadig Ou O Destino - 110 páginas N° 30: Comte - Discurso Sobre O Espírito Positivo - 110 páginas N° 31: Nietzsche - Além Do Bem E Do Mal - 218 páginas N° 32: Voltaire - A Princesa de Babilônia - 93 páginas N° 33: Darwin - A Origem das Espécies (Tomo I) - 186 páginas N° 34: Darwin - A Origem das Espécies (Tomo II) - 236 páginas N° 35: Darwin - A Origem das Espécies (Tomo III) - 171 páginas N° 36: Santo Agostinho - Solilóquios - 124 páginas N° 37: Lúlio - Livro do Amigo e do Amado - 74 páginas N° 38: Fedro - Fábulas - 138 páginas N° 39: Stuart Mill - A Sujeição das Mulheres - 140 páginas N° 40: O Sobrinho de Rameau - Diderot - 105 páginas N° 41: Guevara - O Diabo Coxo - 90 páginas N° 42: Nietzsche - Humano demasiado Humano - 303 páginas N° 43: Sêneca - A Vida Feliz - 123 páginas N° 44: Stuart Mill - Ensaio sobre a Liberdade - 157 páginas N° 45: Nietzsche - A Gaia Ciência - 284 páginas N° 46: Montesquieu - Cartas Persas I - 189 páginas N° 47: Montesquieu - Cartas Persas II - 368 páginas N° 48: Berkeley - Princípios do Conhecimento Humano - 122 páginas N° 49: Voltaire - O Ateu e o Sábio - 92 páginas N° 50: Lúlio - Livro das Bestas - 95 páginas
  2. 2. N° 51: Quevedo - A Hora de Todos - 159 páginas N° 52: Nietzsche - O Anticristo - 127 páginas N° 53: Sêneca - A Tranqüilidade da Alma / A Vida Retirada - 110 páginas N° 54: Diderot - Paradoxo Sobre o Comediante - 124 páginas N° 55: Don Juan Manuel - O Conde Lucanor - 219 páginas N° 56: Stuart Mill - O Governo Representativo - 270 páginas N° 57: Nietzsche - Ecce Homo - 123 páginas N° 58: Voltaire - Cartas Filosóficas - 164 páginas N° 59: Diderot - Carta Sobre os Cegos / Carta Sobre os Surdos e Mudos - 167 páginas N° 60: Cícero - A Amizade - 98 páginas N° 61: Pascal - Do Espírito Geométrico - 114 páginas N° 62: Kant - Critica da Razão Prática - 191 páginas N° 63: Cícero - A velhice Saudável o Sonho Cipião - 114 páginas N° 64: Lopez Medel - Dos Três Elementos - 258 páginas N° 65: Baruch de Spinoza - Tratado da Reforma do Entendimento - 98 páginas N° 66: Nietzsche - Aurora - 274 páginas N° 67: Maquiavel - Belfagor o Arquidiabo a Mandrágora - 130 páginas N° 68: Lúlio - O Livro dos Mil Provérbios - 146 páginas N° 69: La Rocheforecaud - Maximas e Reflexões - 146 páginas N° 70: Stuart Mill - Utilitarismo - 94 páginas N° 71: Marx e Engels - Manifesto do Partido Comunista - 96 páginas N° 72: Sêneca - A Constância do Sábio - 80 páginas N° 73: Nietzsche - O Nascimento da Tragédia - 176 páginas N° 74: Quevedo - O Bisbilhoteiro - 112 páginas N° 75: Voltaire - O Homem dos Quarenta Escudos - 96 páginas N° 76: Nietzsche - O Livro do Filósofo - 128 páginas N° 77: Marx - A Miséria da Filosofia - 160 páginas N° 78: Pereira Barreto - Soluções Positivas da Política Brasileira - 146 páginas N° 79: Proudhon - Filosofia da Miséria Tomo I - 394 páginas N° 80: Proudhon - Filosofia da Miséria Tomo II - 434 páginas N° 81: Sêneca - A Brevidade da vida - 82 páginas N° 82: Nietzsche - O Viajante e sua Sombra - 178 páginas N° 83: Lutero - A Liberdade do Cristão - 130 páginas N° 84: Nietzsche - Miscelânea de Opiniões e Sentenças - 162 páginas N° 85: Leonardo Polo - A Crítica Kantiana - 98 páginas N° 86: Nietzsche - O Caso Wagner - 148 páginas N° 87: Sêneca - A Clemência - 108 páginas N° 88: Nietzsche - Da Utilidade e do Inconveniente da História para a Vida - 130 páginas N° 89: Cícero - Os Deveres - Tomo I - 164 páginas N° 90: Nietzsche - Schopenhauer Educador - 116 páginas N° 91: Cícero - Os Deveres - Tomos II e III - 260 páginas N° 92: Nietzsche - A Filosofia na Época Trágica dos Gregos - 148 páginas N° 93: Campanella - A Cidade do Sol - 130 páginas N° 94: Nietzsche - David Strauss Sectário e Escritor - 162 páginas N° 95: Lúlio – Félix (Parte I) - 98 páginas N° 96: Lúlio – Félix (Parte II) - 148 páginas N° 97: Nietzsche – Vontade de Potência (Parte I) - 108 páginas N° 98: Nietzsche - Vontade de Potência (Parte II) - 130 páginas N° 99: N° 100: N° 101: N° 102:
  3. 3. COLEÇÃO: MESTRES PENSADORES Petrônio - Satiricon Ibsen - Seis Dramas (Parte I) Plutarco - Alexandre e César Vidas Comparadas Aristóteles - A Política Platão - Apologia de Sócrates Thomas Morus - A Utopia Maquiavel - O Príncipe Stendhal - O Vermelho e o Negro (Parte 1) Stendhal - O Vermelho e o Negro (Parte 2) Homero - A Odisséia COLEÇÃO: GRANDES OBRAS N° 01: N° 02: N° 03: N° 04 N° 05: N° 06: N° 07: Luís de Camões - Os Lusíadas N° 08: N° 09: N° 10: COLEÇÃO: GRANDES CLÁSSICOS DA FILOSOFIA LAFONTE 1. - Rousseau - A Origem da Desigualdade 2. - Nietzsche - Assim Falava Zaratustra 3. - Engels - A Origem da Família - Da Propriedade Privada e do Estado 4. - Nietzsche - Além do Bem e do Mal 5. - Descartes - As Paixões da Alma 6. - Aristóteles - A Política 7. - Maquiavel - O Príncipe 8. - Marx/Engels - Manifesto do Partido Comunista 9. - Erasmo de Rotterdam - Elogio da Loucura 10. - Dante Alighieri - Monarquia

×