A. r. luria

1.648 visualizações

Publicada em

Histórico e trabalho de Alexander Luria

Publicada em: Saúde
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.648
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A. r. luria

  1. 1. Alexander Romanovich Luria (16 de julho de 1902 — 14 de agosto de 1977) foi um famoso neuropsicólogo soviético especialista em psicologia do desenvolvimento. Foi um dos fundadores de psicologia cultural-histórica onde se inclui o estudo das noções de causalidade e pensamento lógico–conceitual da atividade teórica enquanto função do sistema nervoso central.
  2. 2.  Filho de pais judeus, nasceu em Kazan, uma região central a leste de Moscou;  estudou no Curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Kazan (graduado em 1921) ;  Estudou no Instituto médico de Kharkov e no Instituto Médico de Moscou graduando-se em medicina em 1937, onde depois foi professor (1944). Obteve seu doutorado em Pedagogia (1937) e Ciências Médicas (1943).  Durante Segunda Guerra Mundial Luria liderou uma equipe de pesquisa no Hospital do Exército para desenvolver métodos de reabilitação de deficiências orgânicas psicológicas em pacientes com lesões no cérebro. Morreu, em Moscou aos 75 anos, alguns anos depois de publicar os estudos de casos realizados nesse período, praticamente dando início à Neuropsicologia que conhecemos hoje.
  3. 3.  Lúria defendeu a ideia de que todos as estruturas que compõem o cérebro podem ser divididas em 3 unidades funcionais;  A 1ª unidade é formada pela substância reticular, estruturas do tronco cerebral e diencéfalo e regiões mediais do córtex;  A 2ª unidade constitui-se de regiões laterais do neo córtex nas superfícies convexas dos hemisférios, compreendendo os lobos occipital, temporal e parietal;
  4. 4.  A 3ª unidade funcional de Alexander R. Lúria compunha- se de estruturas localizadas na região anterior dos hemisférios cerebrais, logo a frente da circunvolução para-central;
  5. 5.  A primeira unidade funcional é a responsável por regular o estado de atividade cortical e do nível de vigilância (estado de consciência);  Esta estrutura mantém funções como a atenção que irá ocasionar em um melhor aproveitamento, ou não, das funções referentes à segunda unidade de Lúria;  Atua na modulação, ou regulação, de estímulos corticais e no processo de habituação dos sentidos em resposta a estímulos ambientais;
  6. 6.  Estruturas responsáveis pela recepção, análise e armazenamento das informações;  Esses processos dividem-se nas áreas primárias, secundárias e terciárias dos lobos occipital, temporal e parietal;  As áreas primárias recebem e analisam os estímulos;  As secundárias sintetizam os estímulos através de padrões funcionais;  As estruturas terciárias situam-se nas clássicas áreas de Brodmann: 5, 7, 39 e 40 (região parietal), 21 (região temporal) e 37 e 39 (na região têmporo- occipital);
  7. 7.  Essas áreas encarregam-se de integrar os estímulos recebidos, analisados e padronizados;  Nas palavras de Lúria elas promovem a organização dos impulsos aferentes oriundos de diferentes regiões e converte em grupos de processamento;
  8. 8.  Nessa unidade ocorre a programação, regulação e verificação das atividades;  Destaca-se as regiões frontais do córtex que torna possível a intencionalidade, a planificação e organização de condutas acerca do conhecimento do mundo;  Exerce controle para movimentos voluntários;  A ação (área 4) e a coordenação (áreas 6 e 8), são as unidades dialéticas e funcionais da 3ª Unidade Funcional (ALVES, 2008);  Governa os sistemas motores eferentes desenvolvendo respostas subjetivas aos estímulos esternos.
  9. 9.  O grande neuropsicólogo destacava que as três unidades trabalham juntas para elaboração do comportamento e todas as funções reguladoras do organismo;  Entretanto Lúria focou amplamente os aspectos e relações dessas unidades nos processos cognitivos simples e complexos aos quais demonstrava grande interesse;  Nesse sentido a 1ª unidade detém-se nas funções de sono e vigília, além de tonificação cortical e muscular;  A 2ª unidade recebe, analisa e armazena informações;  E a 3ª unidade utiliza-se das funções cognitivas mais desenvolvidas para elaborar respostas às situações diversas do ambiente.
  10. 10.  ALVES, R. C. S. Psicomotricidade II. In: http://www.psicomotricialves.com/PSICOM OTRICIDADEII.pdf, acessado em 04/10/2010;  OLIVEIRA, J. M., AMARAL, J. R. O pensamento abstrato. In: http://www.cerebromente.org.br/n12/opinia o/pensamento.html, acessado em 04/10/2010;  LURIA, A. R. A construção da mente. São Paulo: Ícone, 1992.

×