SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS OS CHAMADOS POR CRISTO.
APOSTILA PARA FORMAÇÃO DE OBREIROS. -SETEMBRO DE 2017.
LIÇÃO 3: OS DONS DO MINISTÉRIO CRISTÃO.
TEXTO 1: APOSTOLO:
A PALAVRA “APÓSTOLO” OCORRE MAIS DE OITENTA VEZES NO NT; EM
GERAL SIGNIFICA: ENVIADO COM UMA MISSÃO ESPECÍFICA. VEJAMOS:
1. JESUS CRISTO, COMO ENVIADO DE DEUS (HB 3. 1);
2. ÀQUELES QUE FORAM ENVIADOS POR DEUS A PREGAREM A ISRAEL (LC 11.
49);
3. ÀQUELES QUE FORAM ENVIADOS PELAS IGREJAS (2 CO 8. 23; RM 16. 7);
4. ÀQUELE GRUPO DE HOMENS QUE MANTINHAM A DIGNIDADE SUPREMA DA
IGREJA PRIMITIVA.
NA EPÍSTOLA DE PAULO AOS EFÉSIOS, CAPÍTULO 4 E VERSÍCULOS 8 E 11, LEMOS:
“... QUANDO ELE SUBIU ÀS ALTURAS, LEVOU CATIVO O CATIVEIRO E CONCEDEU
DONS AOS HOMENS... E ELE MESMO CONCEDEU UNS PARA APÓSTOLOS...”.
COMO SE VÊ O APOSTOLADO:
OS VERSÍCULOS 13 E 15 DO CAPÍTULO 3 DO EVANGELHO DE MARCOS MOSTRAM
TRÊS RAZÕES PORQUE CRISTO ESCOLHEU DOZE APÓSTOLOS DENTRE OS SEUS
DISCÍPULOS E OS FEZ SEUS ASSOCIADOS MINISTERIAIS:
1. “... PARA ESTAREM COM ELE... “(V 14). ESTE TEXTO BÍBLICO COMPARADO
COMO PARALELOS DE MATEUS E LUCAS, MOSTRAM QUE JESUS FEZ DESSES DOZE
DISCÍPULOS, APÓSTOLOS SEUS E OS CHAMOU A ESTAREM COM ELE, NÃO SÓ PELO
PROPÓSITO DE QUERER ENSINA-LOS E DEPOIS ENVIA-LOS A PREGAR O
EVANGELHO, MAS TAMBÉM COMO PROVA DE QUE ELE, COMO DEUS
HUMANIZADO, APRECIAVA A COMPANHIA DAQUELE AOS QUAIS AMAVA, SÓ À LUZ
DESTE FATO É QUE PODEMOS COMPREENDER PORQUE OS APÓSTOLOS
FORMAVAM AQUELE CÍRCULO DE AMIZADE TÃO ACHEGADO A JESUS, DE SORTE
QUE ONDE QUER QUE ELE SE ENCONTRASSE, AÍ ESTAVA ELES.
2. “... PARA OS ENVIAR A PREGAR. “(V 14). O FATO DE JESUS HAVER ESCOLHIDO
DOZE APÓSTOLOS E O HAVER ENVIADO APÓS SI, MOSTRA CIRCUNSTÂNCIAS
INTERESSANTES:
a) JESUS TINHA CONSCIÊNCIA DAS LIMITAÇÕES FÍSICAS ÀS QUAIS ESTAVA
SUJEITO, PELO QUE ESTAVA IMPEDIDO DE BILOCAR-SE, ISTO É, DE ESTAR EM MAIS
DE UM LUGAR AO MESMO TEMPO;
b) RESSALTA O INTERESSE DE CRISTO EM FAZER DAQUELES QUE OBEDECEM A SUA
VOZ, PARTICIPANTES DO SEU PLANO REDENTOR EM RELAÇÃO AO MUNDO. A
ESSES ELE DISSE NÃO SOMENTE “VINDE”, MA TAMBÉM, “IDE”.
3. PARA “... EXPELIR DEMÔNIOS”. (V 15). A CAPACIDADE DE EXPELIR DEMÔNIOS E
DECLARAR LIBERTOS OS ATORMENTADOS POR ESPÍRITOS MAUS, NÃO ERA UMA
AUTORIDADE NATA DOS APÓSTOLOS; ERA ANTES A MANIFESTAÇÃO DO PODER
QUE CRISTO A ELES DELEGARA. JESUS MESMO LHES HAVIA DITO: “... SEM MIM
NADA PODEIS FAZER.” (JO 15. 5).
O APOSTOLADO E SUAS QUALIFICAÇÕES: DE ACORDO COM ATOS 1. 21, 22 APÓS
A ASCENSÃO DE CRISTO, O CANDIDATO AO APOSTOLADO TINHA QUE PREENCHER
OS SEGUINTES REQUISITOS: SER ALGUÉM QUE TIVESSE TIDO LIVRO CURSO ENTRE
OS DEMAIS APÓSTOLOS, E TER CONHECIDO O SENHOR JESUS CRISTO
PESSOALMENTE, DESDE O SEU BATISMO;
a) SER ALGUÉM QUE TIVESSE VISTO O CRISTO RESSURRETO;
b) SER ALGUÉM QUE TIVESSE TESTEMUNHADO A ASCENSÃO DE CRISTO AO
CÉU.
RESSALTAMOS QUE ALÉM DE TODAS ESTAS EXIGÊNCIAS, PARA SER APÓSTOLO,
PAIRAVA A NECESSIDADE DE SER ESCOLHIDO POR DESIGNAÇÃO DIVINA. A ÚNICA
EXCEÇÃO À REGRA QUÁDRUPLO APRESENTADA, ESTÁ RELACIONADA À PESSOA DE
PAULO QUE DISCORRE SOBRE A SUA COMISSÃO APOSTÓLICA, COMO A TENDO
RECEBIDO DIRETAMENTE DE CRISTO (RM 1. 1; 1 CO 1. 1, 15).
HAVIA EVIDENCIAS QUE PAULO NÃO PREENCHIA AS REGRAS BÁSICAS PARA SER
APÓSTOLO, MAS SEGUNDO A SUA EXPERIÊNCIA QUE TEVE, VENDO JESUS CRISTO
A CAMINHO DE DAMASCO (1 CO 15. 8), DE SORTE QUE SEM IMPEDIMENTO ELE
PODIA AFIRMAR QUE VIU JESUS (1 CO 9. 1).
HÁ APÓSTOLOS NOS DIAS DE HOJE? NÃO HÁ DÚVIDAS QUE HOJE NÃO CABE O
APOSTOLADO PARA OS NOSSOS DIAS,VENDO QUE O MINISTÉRIO APOSTÓLICO FOI
LANÇADO POR CRISTO, E ESTÃO RESTRITOS À ÉPOCA PRÓPRIA QUE FOI LANÇADO
OS FUNDAMENTOS DA IGREJA DE JESUS, É LÓGICO ACREDITAR QUE JÁ NÃO
EXISTEM APÓSTOLOS NO MODELO QUE NOS É APRESENTADO NOS EVANGELHOS.
COMO MORRERAM OS APÓSTOLOS:
1. MATEUS SOFREU MARTÍRIO PELA ESPADA, NA ETIÓPIA;
2. JOÃO FOI LANÇADO NUMA CALDEIRA DE ÓLEO FERVENTE, MAS SOBREVIVEU.
FOI DEPOIS DESTERRADO PARA A ILHA DE PATMOS, E MAIS TARDE MORREU EM
AVANÇADA IDADE, EM ÉFESO;
3. TIAGO, IRMÃO DE JOÃO, FOI MORTO A ESPADA, POR ORDEM DE HERODES, EM
JERUSALÉM;
4. TIAGO, O MENOR, FOI LANÇADO DO TEMPLO ABAIXO; AO VERIFICAREM QUE
AINDA VIVIA, MATARAM-NO A PAULADAS;
5. FILIPE FOI ENFORCADO EM HIERÁPOLIS, NA FRIGIA;
6. BARTOLOMEU FOI ESFOLADO POR ORDEM DE UM REI BÁRBARO;
7. TOMÉ FOI AMARRADO A UMA CRUA, E, AINDA ASSIM PREGOU O EVANGELHO
DE CRISTO ATÉ MORRER;
8. ANDRÉ FOI ATRAVESSADO POR UMA LANÇA;
9. JUDAS TADEU FOI MORTO A FLECHADAS;
10. SIMÃO, O ZELOTE, FOI CRUCIFICADO NA PÉRSIA;
11. MATIAS FOI PRIMEIRAMENTE APEDREJADO, E DEPOIS DECAPITADO;
12. PEDRO FOI CRUCIFICADO DE CABEÇA PARA BAIXO;
13.
14. PAULO, ACORRENTADO EM UM CÁRCERE, FOI DECAPITADO POR ORDEM DE
CÉSAR. PORTANTO, DEVIDO À SUA NATUREZA E CARÁTER ÍMPAR, ESSE OFÍCIO
APOSTÓLICO NÃO PODE SER TRANSFERIDO. CONSEQUENTEMENTE, A NOÇÃO DE
SUCESSÃO APOSTÓLICA ADVOGADA PELO CLERO ROMANO, É UM DOGMA
HUMANO QUE NÃO SE HARMONIZA COM A BÍBLIA. ENTRETANTO, VALE A PENA
RESSALTAR QUE, EM SENTIDO SECUNDÁRIO, AINDA HÁ APÓSTOLOS, HOMENS DE
ELEVADA AUTORIDADE CONFERIDA POR DEUS, OS QUAIS TÊM A CUMPRIR
SERVIÇOS ESPECIAIS DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA A IGREJA. NESTE SENTIDO
MUITOS HOMENS SE DESTACAM POR TER SIDO CHAMADOS POR DEUS PARA
SERVIÇOS ESPECIAIS.
TEXTO 2: PROFETAS
NA IGREJA PRIMITIVA, PROFETAS ERAM HOMENS DE CONSIDERÁVEL
APTIDÃO ESPIRITUAIS, CONHECIDOS PELAS SUAS AÇÕES E DECLARAÇÕES
INSPIRADAS, O QUE OS DISTINGUIA DOS PREGADORES NORMAIS DAS IGREJAS.
ERAM REPUTADOS QUANTO À CATEGORIA MINISTERIAL, IMEDIATAMENTE
DEPOIS DOS APÓSTOLOS. OS PROFETAS DO NT EXERCIAM O SEU OFÍCIO MAIS EM
VIRTUDE DE SEUS DONS CARISMÁTICOS DO QUE POR QUALQUER NOMEAÇÃO
POR PARTE DA IGREJA, PORQUANTO NÃO HÁ EVIDÊNCIA DE QUE A POSIÇÃO
DELES DEPENDIA DE QUALQUER FORMA CONSAGRATÓRIA. ATOS 11. 27 REGISTRA
QUE NOS DIAS DA PERSEGUIÇÃO SOFRIDA PELA IGREJA CRISTÃ JUDAICA,
ESCAPANDO DA MESMA, “... DESCERAM ALGUNS PROFETAS DE JERUSALÉM PARA
ANTIOQUIA”.
HÁ PROFETAS NO NOSSO MEIO?
COMO OS PROFETAS DO AT, ENTENDEMOS QUE NO NOSSO MEIO NÃO HÁ MAIS
ALGUÉM QUE SE DISTINGA ATRAVÉS DE UM MINISTÉRIO PROFÉTICO NO MODELO
DO MISTÉRIO EXERCIDO PELOS PROFETAS DOS DOIS TESTAMENTOS. ENQUANTO
ESTAVA ENTRE OS PROFETAS, SAUL PROFETIZOU, PORÉM, NENHUM LUGAR DA
BÍBLIA ELE É CHAMADO DE PROFETA. DESSA FORMA, SEGUNDO PAULO, TODOS
OS CRENTES PODEM PROFETIZAR, UM APÓS OUTRO; ISTO NÃO OS FAZEM
PROFETAS NO VERDADEIRO SENTIDO DA PALAVRA. VALE RESSALTAR, PORÉM
QUE, EM SENTIDO SECUNDÁRIO, AINDA HÁ PROFETAS, HOJE; HOMENS ATRAVÉS
DOS QUAIS DEUS FALA VISANDO A EDIFICAÇÃO, EXORTAÇÃO E CONSOLAÇÃO DA
SUA IGREJA.
A PROFECIA E O PROFETA
COMO TUDO QUE É IMPORTANTE CORRE O RISCO DE SER ADULTERADO NO
SEU USO, A PROFECIA, COMO UM DOS EXTRAORDINÁRIOS DONS DO ESPÍRITO
SANTO, MERECE UM TRATO CUIDADOSO EM FUNÇÃO DOS RISCOS DE
DETURPAÇÃO QUE SOFRE EM NOSSOS DIAS. E, QUANTO A ISTO, VALE A PENA
LEMBRAR O SEGUINTE:
1. OS PROFETAS E PROFECIA NO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO TINHAM UM
PROPÓSITO PREESTABELECIDO DENTRO DOS MOLDES DIVINOS: FORAM ALGUNS
DOS MUITOS MEIOS USADOS POR DEUS PARA REVELAR SEU PROPÓSITO ETERNO
PARA COM A HUMANIDADEPORTANTO, ENCERRADO O CÂNON DIVINO,
ENCERROU-SE TAMBÉM A ATIVIDADE PROFÉTICA DENTRO DESSES PADRÕES.
2. A PROFECIA NUNCA DEVE SER EXERCIDA COM PROPÓSITO DIRETIVO OU DE
GOVERNO SOBRE A IGREJA. JÁ NO AT, ISRAEL ERA GOVERNADO POR JUÍZES E REIS,
ENQUANTO QUE O CULTO ERA DIRIGIDO POR SACERDOTES, MAS NUNCA POR
ALGUÉM CUJO MINISTÉRIO FOSSE DISTINTA E UNICAMENTE PROFÉTICO. OS
PROFETAS ERAM COLABORADORES NA CONDUÇÃO DO POVO. O MESMO
ACONTECIA NA IGREJA DO NT: O SEU GOVERNO SEMPRE ESTEVE AFETO AOS
PRESBÍTEROS, BISPOS OU PASTORES, MAS NUNCA SOB A RESPONSABILIDADE DE
ALGUÉM QUE FOSSE UNICAMENTE PROFETA.
QUANDO ALGUÉM, ALEGANDO-SE PROFETA, POR MEIO DA PROFECIA
OCUPA A DIREÇÃO DA IGREJA, MOSTRA NÃO POSSUIR O ESPÍRITO DE CRISTO,
FAZENDO-SE ASSIM INSTRUMENTO DE DISCÓRDIA E DE PERTURBAÇÃO. QUANDO
ALGUÉM SE FAZ ORÁCULO DA PROFECIA PARA RESPONDER PERGUNTAS E
ORIENTAR OS CRENTES QUANTO A ASSUNTOS COMO CASAMENTO, EMPREGO,
VIAGENS ETC., ESTÁ USANDO INDEVIDAMENTE O DOM DA PROFECIA.
TEXTO 3: EVANGELISTAS
A PALAVRA EVANGELISTA SIGNIFICA MENSAGEIRO DE BOAS NOVAS, E ERA O
NOME DE UMA ORDEM DA IGREJA PRIMITIVA, DISTINTA DOS APÓSTOLOS,
PROFETA, PASTOR E MESTRE. CONFORME INDICA O SEU NOME, EXERCIAM
FUNÇÃO ESPECIAL QUE ERA DE ANUNCIAR AS BOAS-NOVAS DO EVANGELHO.
COMO NÃO PASTOREAVAM IGREJAS LOCAIS, ESTAVAM EM CONDIÇÃO DE IR DE
LUGAR EM LUGAR PREGANDO CRISTO A TODOS, COMO UM PODEROSO
MINISTÉRIO, ACOMPANHADO DE OPERAÇÕES DE SINAIS, CONFORME SE LÊ EM
MARCOS 16. 15 – 20.
O MINISTÉRIO DO EVANGELISTA PODIA SER EXERCIDO CUMULATIVAMENTE
COM OUTROS MINISTÉRIOS, COMO ACONTECEU COM O APÓSTOLO PAULO,
SEGUNDO A SOBERANA VONTADE DE DEUS. SABEMOS QUE HOJE HÁ SERVOS DE
DEUS QUE SE SOBRESSAEM NESTE MINISTÉRIO DE EVANGELISTA, VEMOS MOODY,
WESLEY, SPURGEON E TANTOS OUTROS.
COMO RECONHECER UM EVANGELISTA
1. AMOR PELAS ALMAS A PONTO DE BUSCA-LAS ONDE ESTIVEREM UMA A
UMA;
2. É CHAMADO POR DEUS;
3. CRÊ NA EFICÁCIA DO EVANGELHO;
4. RECEBE SUA MENSAGEM DE DEUS;
5. EMPENHA-SE EM ALCANÇAR RESULTADOS.
O EVANGELISTA DEVE LEMBRAR QUE, QUANDO ESTÁ PREGANDO, ESTÁ
TRABALHANDO COM PESSOAS QUE POSSUEM UMA ALMA ETERNA; E LEVA-LAS A
CRISTO, É SEM DÚVIDA O MAIOR RESULTADO QUE ELE PODE AUFERIR DO SEU
TRABALHO. (DN 12. 3).
TEXTO 4: PASTORES
PARA COMPREENDER O QUE É O PASTOR E A FUNÇÃO QUE ELE EXERCE
DENTRO DO CONTEXTO DA IGREJA PRIMITIVA E NOS TEMPOS MODERNO,
NECESSÁRIO SE FAZ ESTUDA-LO À LUZ DE DUAS PALAVRAS QUE NO CONCEITO
POPULAR, PARECE SUGERIR OFÍCIOS MINISTERIAIS DIFERENTES DO MINISTÉRIO
QUE É EXERCIDO PELO PASTOR; SÃO ELES: PRESBÍTERO E BISPO.
1. PRESBÍTERO: A PALAVRA PRESBÍTERO OU ANCIÃO DERIVA DA PALAVRA GREGA
PRESBÚTEROS, E SIGNIFICA APENAS UM HOMEM IDOSO. ENTRE OS GREGOS E
TAMBÉM ENTRE OS HEBREUS, OS HOMENS DE IDADE AVANÇADA SEMPRE
MERECIAM MAIOR HONRA E RESPEITO, POR ISTO MESMO SENDO-LHES
IMPUTADO MAIOR SABEDORIA. POR ISSO SÓ A ELES ERA DADO EXERCER FUNÇÕES
DE GRANDE RESPONSABILIDADE COMO JUÍZES E CONSELHEIROS DO POVO. NO
NOVO TESTAMENTO A PALAVRA PRESBÍTERO É ENCONTRADA PELA PRIMEIRA VEZ
EM ATOS 11. 30.
2. BISPO: EPISKOPOS SIGNIFICA CURADOR, SUPERINTENDENTE, ADMINISTRADOR.
CONFORME É USADO NA BÍBLIA, O TERMO DESIGNA UM GUARDADOR DE ALMAS,
OU AQUELE QUE CUIDA DO BEM-ESTAR ESPIRITUAL DO SEU REBANHO. NÃO SE
ENCONTRA NO NT O USO DO VOCÁBULO BISPO PARA DESIGNAR AUTORIDADE
ECLESIÁSTICA QUE VENHA MANDAR SOBRE OUTROS. O QUE TEMOS SÃO
TRABALHADORES ZELOSOS, COMO PEDRO, PAULO, TIMÓTEO E OUTROS, QUE
EXERCIAM INFLUÊNCIA SOBRE COMUNIDADES CRISTÃS.
PASTOR: NO NT A PALAVRA PASTOR, COMO DESIGNAÇÃO DE UM OFICIO
MINISTERIAL, É ENCONTRADA UMA SÓ VEZ, EM EFÉSIOS 4. 11, E VEM DA PALAVRA
GREGA POIMÉN, QUE SIGNIFICA APASCENTADOR, GUARDA, AQUELE QUE
CONDUZE O REBANHO AO PASTO, SUSTENTADOR. A PALAVRA PASTORÉA FORMA
MAIS COMUM DE DESIGNAÇÃO DO BISPO OU PRESBÍTERO. NENHUMA DAS TRÊS
PALAVRAS TEM A VER COM O DESENVOLVIMENTO HIERÁRQUICO DO ASSUNTO
OCORRIDO NA IGREJA A PARTIR DO SÉCULO II.
CONSIDERAÇÕES IMPORTANTÍSSIMAS: FACE À EXCELÊNCIA DA FUNÇÃO DO
PASTOR E DE SUA CHAMADA DIVINA, O QUE ELE REPRESENTA DENTRO DO REINO
DE DEUS, CONSIDERAMOS O SEGUINTE:
1. JESUS É O GRANDE PASTOR, O SUPREMO PASTOR (1 PE 5. 4|)
2.MINISTRO ALGUM É PASTOR POR SI MESMO OU POR VONTADE DO REBANHO.
ELE O É PELA GRAÇA, SOB A VOCAÇÃO E ORDEM DO SENHOR E SUPREMO PASTOR
DO REBANHO.
2. O MINISTÉRIO PASTORAL EXIGE NÃO APENAS CORAGEM, MAS TAMBÉM SENSO
DE RESPONSABILIDADE, DE AMOR E PACIÊNCIA, DE ALEGRIA E DE ABNEGAÇÃO,
DE ORDEM, DE HUMILDADE. SE ESTE MINISTÉRIO FOR MAL EXERCIDO A IGREJA
DE JESUS SOFRERÁ.
3. O PASTOR É RESPONSÁVEL PELA GUARDA E CONDUÇÃO DO REBANHO ÀS
PASTAGENS, DEVENDO ESTAR PRONTO PARA DEFENDE-LO CONTRA SEUS
INIMIGOS. EMBORA LHE SEJA PROIBIDO ENRIQUECER AS CUSTAS DE SEU
REBANHO (1º PE 5. 2), ELE TEM O DIREITO DE RECEBER DELE A SUA SUBSISTÊNCIA.
4. É INCRÍVEL QUE MUITOS DESPREPARADOS, CONSEGUEM COM ARTIMANHAS
MALIGNAS COLOCAREM EM DÚVIDA O VERDADEIRO CHAMADO DO PASTOR. É
NECESSÁRIO QUE ISTO SEJA REPREENDIDO EM NOME DO SENHOR JESUS.
5. NO MEIO CRENTE MUITO SE INTITULAM PASTORES, MAS NÃO TEM REBANHO,
VIVEM ESTOURANDO PORTAS, VIVENDO UMA VIDA SEDENTÁRIA, VERDADEIRA
SAPRÓFITOS QUE BUSCAM NA FÉ ALHEIA TIRAR PROVEITO PARA SUSTENTAREM
OS SEUS. PRINCIPALMENTE SE APROVEITANDO DOS NOVOS CRENTES QUE SÃO
DESAVISADOS QUANTO A ISTO, USANDO A CARIDADE DE ALGUNS PARA
DILAPIDAR OS SEUS PATRIMÔNIOS, PONDO EM RISCO ATÉ A CONVERSÃO DE
MUITOS.
6. ESTES QUE SÃO ANÊMOLAS (PEIXES MINÚSCULOS QUE SE ALIMENTAM DAS
SOBRAS DE PEIXES MAIORES), COM SUAS INVESTIDAS ATIRANDO PARA TODOS OS
LADOS, BUSCANDO SEUS INTERESSES, PARA ONDE SEUS NARIZES APONTAM, SÃO
PRAGAS E ERVAS DANINHAS NO NOSSO MEIO. QUE O SENHOR TENHA
MISERICÓRDIA.
TEXTO 5: MESTRES
NO GREGO A PALAVRA MESTRE É DIDÁSKALOS, É USADA PARA DESIGNAR
UM ENSINADOR, DOUTOR; OU ALGUÉM APTO PARA ENSINAR. DESIGNA TAMBÉM
GRANDES MESTRES QUE PELA AUTORIDADE E INFLUÊNCIA DA SUA PALAVRA,
ATRAEM AS MULTIDÕES PARA OUVI-LOS, COMO É O CASO DE JOÃO BATISTA, OU
PAULO EM ÉFESO, NA ESCOLA DE TIRANO (AT 19. 8).
O TERMO SE REFERE TAMBÉM ÀQUELES QUE COM O AUXILIO DO ESPÍRITO
SANTO FORAM CHAMADOS PARA EXERCER O MINISTÉRIO DE ENSINAR AOS
CRENTES, O DIDACHÊ, ISTO É, OS ENSINOS, PRECEITOS E MANDAMENTOS DAS
SAGRADAS ESCRITURAS. SEGUNDO ENSINO DE GRANDES MESTRES DA BÍBLIA, A
PESSOA QUE É CHAMADA POR DEUS E FEITA PASTOR SOBRE O SEU REBANHO,
RECEBE AO MESMO TEMPO A CHAMADA PARA SER MESTRE OU ENSINADOR. DE
ACORDO COM ESSES MESMO ERUDITOS, ISTO SE DEVE AO FATO DE QUE, EM
EFÉSIOS 4. 11, CLARAMENTE INDICADA A FALTA DE ARTIGO NA FRASE “... OS
PASTORES E MESTRES...”.
VEJAMOS AS QUALIDADES PRINCIPAIS DE UM MESTRE
1. BUSCOU A LEI DO SENHOR: ATRAVÉS DESTE GESTO DE ESDRAS, CONFORME
ESTÁ NO CAPÍTULO 7 NO VERSÍCULO 10, DO LIVRO QUE LEVA O SEU NOME, NA
BÍBLIA SAGRADA, APRENDEMOS QUE O GENUÍNO ENSINO DA PALAVRA DE DEUS,
É PRODUTO DO MAIS ALTO ESFORÇO. O FATO DE ESDRAS TER DISPOSTO OU
INCLINADO O CORAÇÃO PARA BUSCAR A LEI DO SENHOR, PARECE SUGERIR QUE
ESDRAS TEVE DE FAZER UM ESFORÇO MAIOR DO QUE HABITUALMENTE FAZIA,
PARA EXTRAIS A LEI DO SENHOR O MÁXIMO DE ENSINO QUE ELA CONTINHA.
2. CUMPRINDO A LEI DO SENHOR: O SEGREDO DO SUCESSO DO ENSINADOR
CRISTÃO, NÃO DEPENDE SIMPLESMENTE DO FATO DELE PREGAR A PALAVRA DE
DEUS. ELE PRIMEIRO PRECISA PERMITIR QUE A PALAVRA FAÇA PARTE DA SUA
PRÓPRIA VIDA. JOÃO 1. 14 DIZ QUE O VERBO (A PALAVRA DE DEUS) SE FEZ CARNE
EM CRISTO, ISTO É; JESUS FOI A PRÓPRIA PALAVRA DE DEUS ENCARNADA. ASSIM
DEVE ACONTECER COMO, ENSINADOR DIVINAMENTE CONSTITUÍDO: A PALAVRA
DE DEUS DEVE SER NÃO SÓ O SEU TEMA, A SUA FALA, MAS PRIMEIRO DE TUDO A
SUA PRÓPRIA VIDA. NÃO ADIANTA PREGAR A PALAVRA DE DEUS E NÃO VIVENCIÁ-
LA. MUITOS PREGADORES E ENSINADORES VIVEM UMA VIDA FALHA, DE
MENTIRAS, DE IRA, DE CONTENDA DENTRO DA SUA PRÓPRIA CASA, ESTES NÃO
SERVEM PARA A OBRA DE DEUS.
3. ENSINOU A LEI DO SENHOR: HAVENDO BUSCADO A LEI DO SENHOR, ESDRAS SE
DISPÔS NÃO SÓ A CUMPRI-LA, MAS ENSINA-LA. BUSCAR A LEI CUMPRI-LA E
ENSINA-LA. ESTA É UMA SEQÜÊNCIA NATURAL QUE O MESTRE CRISTÃO DOS DIAS
MODERNOS DEVE TER EM MENTE.
Apostila obreiros lição 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisPr. Andre Luiz
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-docAnapaula Ribeiro
 
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
Lição 2   o  propósito dos dons espirituaisLição 2   o  propósito dos dons espirituais
Lição 2 o propósito dos dons espirituaisIsmael Isidio
 
O presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo ou anciãoO presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo ou anciãoMoisés Sampaio
 
Curso de Capacitação para Presbíteros
Curso de Capacitação para PresbíterosCurso de Capacitação para Presbíteros
Curso de Capacitação para PresbíterosSergio Silva
 
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaAulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaKeiler Vasconcelos
 
Curso de formação de diáconos
Curso de formação de diáconosCurso de formação de diáconos
Curso de formação de diáconosCleiton Azevedo
 
Licao 11 presbitero, bispo ou anciao
Licao 11 presbitero, bispo ou anciaoLicao 11 presbitero, bispo ou anciao
Licao 11 presbitero, bispo ou anciaopralucianaevangelista
 
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaisLição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaispralucianaevangelista
 
Lição 04 - Pastores e diáconos
Lição 04 - Pastores e diáconosLição 04 - Pastores e diáconos
Lição 04 - Pastores e diáconosRegio Davis
 
Diaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandroDiaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandroEvandro Cruz
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOIsmael Isidio
 
Apostila diaconato. templo agape da adoração
Apostila diaconato. templo agape da adoraçãoApostila diaconato. templo agape da adoração
Apostila diaconato. templo agape da adoraçãoclebersonpereiradasilva
 
O diaconato bispo Cleimison Pereira
O diaconato bispo Cleimison PereiraO diaconato bispo Cleimison Pereira
O diaconato bispo Cleimison PereiraMINISTERIO IPCA.
 
O presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo  ou anciãoO presbítero, bispo  ou ancião
O presbítero, bispo ou anciãoAdenísio dos Reis
 

Mais procurados (20)

Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituaisLição 2 os propósitos dos dons espirituais
Lição 2 os propósitos dos dons espirituais
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
 
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
Lição 2   o  propósito dos dons espirituaisLição 2   o  propósito dos dons espirituais
Lição 2 o propósito dos dons espirituais
 
O presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo ou anciãoO presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo ou ancião
 
Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
 
Curso de Capacitação para Presbíteros
Curso de Capacitação para PresbíterosCurso de Capacitação para Presbíteros
Curso de Capacitação para Presbíteros
 
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaAulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
 
E deu dons aos homens
E deu dons aos homensE deu dons aos homens
E deu dons aos homens
 
Manual do diacono
Manual do diaconoManual do diacono
Manual do diacono
 
O diaconato lição 12
O diaconato lição 12O diaconato lição 12
O diaconato lição 12
 
Curso de formação de diáconos
Curso de formação de diáconosCurso de formação de diáconos
Curso de formação de diáconos
 
Licao 11 presbitero, bispo ou anciao
Licao 11 presbitero, bispo ou anciaoLicao 11 presbitero, bispo ou anciao
Licao 11 presbitero, bispo ou anciao
 
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituaisLição 2 o proposito dos dons espirituais
Lição 2 o proposito dos dons espirituais
 
Lição 04 - Pastores e diáconos
Lição 04 - Pastores e diáconosLição 04 - Pastores e diáconos
Lição 04 - Pastores e diáconos
 
Diaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandroDiaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandro
 
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATOLIÇÃO 12 – O DIACONATO
LIÇÃO 12 – O DIACONATO
 
Apostila diaconato. templo agape da adoração
Apostila diaconato. templo agape da adoraçãoApostila diaconato. templo agape da adoração
Apostila diaconato. templo agape da adoração
 
O diaconato bispo Cleimison Pereira
O diaconato bispo Cleimison PereiraO diaconato bispo Cleimison Pereira
O diaconato bispo Cleimison Pereira
 
O presbítero, bispo ou ancião
O presbítero, bispo  ou anciãoO presbítero, bispo  ou ancião
O presbítero, bispo ou ancião
 
2014 2 tri lição 12 - O Diaconato
2014 2 tri lição 12 - O Diaconato2014 2 tri lição 12 - O Diaconato
2014 2 tri lição 12 - O Diaconato
 

Semelhante a Apostila obreiros lição 3

2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptxPIB Penha - SP
 
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdf
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdfEscatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdf
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdfLalisel1
 
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTA
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTAARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTA
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTAESCRIBAVALDEMIR
 
Absg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tAbsg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tFlor Aranda
 
Lição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos ApóstolosLição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos ApóstolosIsmael Isidio
 
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosLição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosIsmael Isidio
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaErberson Pinheiro
 
O ministério de apóstolo
O ministério de apóstoloO ministério de apóstolo
O ministério de apóstoloMoisés Sampaio
 
Aníbal pereira dos reis catolicos pentecostais
Aníbal pereira dos reis   catolicos pentecostaisAníbal pereira dos reis   catolicos pentecostais
Aníbal pereira dos reis catolicos pentecostaisDeusdete Soares
 
Manual Básico do Novo Testamento
Manual Básico do Novo TestamentoManual Básico do Novo Testamento
Manual Básico do Novo TestamentoTemistocles Santos
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesRespirando Deus
 
O oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristoO oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristodimas campos
 
O oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristoO oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristodimas campos
 
Quarta aula do stnb - A Igreja em Missão.pptx
Quarta aula do stnb  - A Igreja em Missão.pptxQuarta aula do stnb  - A Igreja em Missão.pptx
Quarta aula do stnb - A Igreja em Missão.pptxssuser54efaa
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 Elias Farias
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoErberson Pinheiro
 

Semelhante a Apostila obreiros lição 3 (20)

2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx
 
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdf
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdfEscatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdf
Escatologia - Estudo das profecias bíblicas (1).pdf
 
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTA
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTAARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTA
ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONISTA
 
História da igreja
História da igrejaHistória da igreja
História da igreja
 
Absg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-tAbsg 12-q3-p-l01-t
Absg 12-q3-p-l01-t
 
Lição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos ApóstolosLição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
Lição 06 - O Ministerio dos Apóstolos
 
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos ApóstolosLição 06 - O ministério dos Apóstolos
Lição 06 - O ministério dos Apóstolos
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
O ministério de apóstolo
O ministério de apóstoloO ministério de apóstolo
O ministério de apóstolo
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
 
Lição 9 a nova religiosidade ebd
Lição 9   a nova religiosidade ebdLição 9   a nova religiosidade ebd
Lição 9 a nova religiosidade ebd
 
Aníbal pereira dos reis catolicos pentecostais
Aníbal pereira dos reis   catolicos pentecostaisAníbal pereira dos reis   catolicos pentecostais
Aníbal pereira dos reis catolicos pentecostais
 
Manual Básico do Novo Testamento
Manual Básico do Novo TestamentoManual Básico do Novo Testamento
Manual Básico do Novo Testamento
 
Dons de elocução lição 5
Dons de elocução  lição 5Dons de elocução  lição 5
Dons de elocução lição 5
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
 
O oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristoO oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristo
 
O oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristoO oficio sacerdotal de cristo
O oficio sacerdotal de cristo
 
Quarta aula do stnb - A Igreja em Missão.pptx
Quarta aula do stnb  - A Igreja em Missão.pptxQuarta aula do stnb  - A Igreja em Missão.pptx
Quarta aula do stnb - A Igreja em Missão.pptx
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
 

Último

Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (15)

Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

Apostila obreiros lição 3

  • 1. IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS OS CHAMADOS POR CRISTO. APOSTILA PARA FORMAÇÃO DE OBREIROS. -SETEMBRO DE 2017. LIÇÃO 3: OS DONS DO MINISTÉRIO CRISTÃO. TEXTO 1: APOSTOLO: A PALAVRA “APÓSTOLO” OCORRE MAIS DE OITENTA VEZES NO NT; EM GERAL SIGNIFICA: ENVIADO COM UMA MISSÃO ESPECÍFICA. VEJAMOS: 1. JESUS CRISTO, COMO ENVIADO DE DEUS (HB 3. 1); 2. ÀQUELES QUE FORAM ENVIADOS POR DEUS A PREGAREM A ISRAEL (LC 11. 49); 3. ÀQUELES QUE FORAM ENVIADOS PELAS IGREJAS (2 CO 8. 23; RM 16. 7); 4. ÀQUELE GRUPO DE HOMENS QUE MANTINHAM A DIGNIDADE SUPREMA DA IGREJA PRIMITIVA. NA EPÍSTOLA DE PAULO AOS EFÉSIOS, CAPÍTULO 4 E VERSÍCULOS 8 E 11, LEMOS: “... QUANDO ELE SUBIU ÀS ALTURAS, LEVOU CATIVO O CATIVEIRO E CONCEDEU DONS AOS HOMENS... E ELE MESMO CONCEDEU UNS PARA APÓSTOLOS...”. COMO SE VÊ O APOSTOLADO: OS VERSÍCULOS 13 E 15 DO CAPÍTULO 3 DO EVANGELHO DE MARCOS MOSTRAM TRÊS RAZÕES PORQUE CRISTO ESCOLHEU DOZE APÓSTOLOS DENTRE OS SEUS DISCÍPULOS E OS FEZ SEUS ASSOCIADOS MINISTERIAIS: 1. “... PARA ESTAREM COM ELE... “(V 14). ESTE TEXTO BÍBLICO COMPARADO COMO PARALELOS DE MATEUS E LUCAS, MOSTRAM QUE JESUS FEZ DESSES DOZE DISCÍPULOS, APÓSTOLOS SEUS E OS CHAMOU A ESTAREM COM ELE, NÃO SÓ PELO PROPÓSITO DE QUERER ENSINA-LOS E DEPOIS ENVIA-LOS A PREGAR O EVANGELHO, MAS TAMBÉM COMO PROVA DE QUE ELE, COMO DEUS HUMANIZADO, APRECIAVA A COMPANHIA DAQUELE AOS QUAIS AMAVA, SÓ À LUZ DESTE FATO É QUE PODEMOS COMPREENDER PORQUE OS APÓSTOLOS FORMAVAM AQUELE CÍRCULO DE AMIZADE TÃO ACHEGADO A JESUS, DE SORTE QUE ONDE QUER QUE ELE SE ENCONTRASSE, AÍ ESTAVA ELES. 2. “... PARA OS ENVIAR A PREGAR. “(V 14). O FATO DE JESUS HAVER ESCOLHIDO DOZE APÓSTOLOS E O HAVER ENVIADO APÓS SI, MOSTRA CIRCUNSTÂNCIAS INTERESSANTES: a) JESUS TINHA CONSCIÊNCIA DAS LIMITAÇÕES FÍSICAS ÀS QUAIS ESTAVA SUJEITO, PELO QUE ESTAVA IMPEDIDO DE BILOCAR-SE, ISTO É, DE ESTAR EM MAIS DE UM LUGAR AO MESMO TEMPO;
  • 2. b) RESSALTA O INTERESSE DE CRISTO EM FAZER DAQUELES QUE OBEDECEM A SUA VOZ, PARTICIPANTES DO SEU PLANO REDENTOR EM RELAÇÃO AO MUNDO. A ESSES ELE DISSE NÃO SOMENTE “VINDE”, MA TAMBÉM, “IDE”. 3. PARA “... EXPELIR DEMÔNIOS”. (V 15). A CAPACIDADE DE EXPELIR DEMÔNIOS E DECLARAR LIBERTOS OS ATORMENTADOS POR ESPÍRITOS MAUS, NÃO ERA UMA AUTORIDADE NATA DOS APÓSTOLOS; ERA ANTES A MANIFESTAÇÃO DO PODER QUE CRISTO A ELES DELEGARA. JESUS MESMO LHES HAVIA DITO: “... SEM MIM NADA PODEIS FAZER.” (JO 15. 5). O APOSTOLADO E SUAS QUALIFICAÇÕES: DE ACORDO COM ATOS 1. 21, 22 APÓS A ASCENSÃO DE CRISTO, O CANDIDATO AO APOSTOLADO TINHA QUE PREENCHER OS SEGUINTES REQUISITOS: SER ALGUÉM QUE TIVESSE TIDO LIVRO CURSO ENTRE OS DEMAIS APÓSTOLOS, E TER CONHECIDO O SENHOR JESUS CRISTO PESSOALMENTE, DESDE O SEU BATISMO; a) SER ALGUÉM QUE TIVESSE VISTO O CRISTO RESSURRETO; b) SER ALGUÉM QUE TIVESSE TESTEMUNHADO A ASCENSÃO DE CRISTO AO CÉU. RESSALTAMOS QUE ALÉM DE TODAS ESTAS EXIGÊNCIAS, PARA SER APÓSTOLO, PAIRAVA A NECESSIDADE DE SER ESCOLHIDO POR DESIGNAÇÃO DIVINA. A ÚNICA EXCEÇÃO À REGRA QUÁDRUPLO APRESENTADA, ESTÁ RELACIONADA À PESSOA DE PAULO QUE DISCORRE SOBRE A SUA COMISSÃO APOSTÓLICA, COMO A TENDO RECEBIDO DIRETAMENTE DE CRISTO (RM 1. 1; 1 CO 1. 1, 15). HAVIA EVIDENCIAS QUE PAULO NÃO PREENCHIA AS REGRAS BÁSICAS PARA SER APÓSTOLO, MAS SEGUNDO A SUA EXPERIÊNCIA QUE TEVE, VENDO JESUS CRISTO A CAMINHO DE DAMASCO (1 CO 15. 8), DE SORTE QUE SEM IMPEDIMENTO ELE PODIA AFIRMAR QUE VIU JESUS (1 CO 9. 1). HÁ APÓSTOLOS NOS DIAS DE HOJE? NÃO HÁ DÚVIDAS QUE HOJE NÃO CABE O APOSTOLADO PARA OS NOSSOS DIAS,VENDO QUE O MINISTÉRIO APOSTÓLICO FOI LANÇADO POR CRISTO, E ESTÃO RESTRITOS À ÉPOCA PRÓPRIA QUE FOI LANÇADO OS FUNDAMENTOS DA IGREJA DE JESUS, É LÓGICO ACREDITAR QUE JÁ NÃO EXISTEM APÓSTOLOS NO MODELO QUE NOS É APRESENTADO NOS EVANGELHOS. COMO MORRERAM OS APÓSTOLOS: 1. MATEUS SOFREU MARTÍRIO PELA ESPADA, NA ETIÓPIA; 2. JOÃO FOI LANÇADO NUMA CALDEIRA DE ÓLEO FERVENTE, MAS SOBREVIVEU. FOI DEPOIS DESTERRADO PARA A ILHA DE PATMOS, E MAIS TARDE MORREU EM AVANÇADA IDADE, EM ÉFESO; 3. TIAGO, IRMÃO DE JOÃO, FOI MORTO A ESPADA, POR ORDEM DE HERODES, EM JERUSALÉM;
  • 3. 4. TIAGO, O MENOR, FOI LANÇADO DO TEMPLO ABAIXO; AO VERIFICAREM QUE AINDA VIVIA, MATARAM-NO A PAULADAS; 5. FILIPE FOI ENFORCADO EM HIERÁPOLIS, NA FRIGIA; 6. BARTOLOMEU FOI ESFOLADO POR ORDEM DE UM REI BÁRBARO; 7. TOMÉ FOI AMARRADO A UMA CRUA, E, AINDA ASSIM PREGOU O EVANGELHO DE CRISTO ATÉ MORRER; 8. ANDRÉ FOI ATRAVESSADO POR UMA LANÇA; 9. JUDAS TADEU FOI MORTO A FLECHADAS; 10. SIMÃO, O ZELOTE, FOI CRUCIFICADO NA PÉRSIA; 11. MATIAS FOI PRIMEIRAMENTE APEDREJADO, E DEPOIS DECAPITADO; 12. PEDRO FOI CRUCIFICADO DE CABEÇA PARA BAIXO; 13. 14. PAULO, ACORRENTADO EM UM CÁRCERE, FOI DECAPITADO POR ORDEM DE CÉSAR. PORTANTO, DEVIDO À SUA NATUREZA E CARÁTER ÍMPAR, ESSE OFÍCIO APOSTÓLICO NÃO PODE SER TRANSFERIDO. CONSEQUENTEMENTE, A NOÇÃO DE SUCESSÃO APOSTÓLICA ADVOGADA PELO CLERO ROMANO, É UM DOGMA HUMANO QUE NÃO SE HARMONIZA COM A BÍBLIA. ENTRETANTO, VALE A PENA RESSALTAR QUE, EM SENTIDO SECUNDÁRIO, AINDA HÁ APÓSTOLOS, HOMENS DE ELEVADA AUTORIDADE CONFERIDA POR DEUS, OS QUAIS TÊM A CUMPRIR SERVIÇOS ESPECIAIS DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA A IGREJA. NESTE SENTIDO MUITOS HOMENS SE DESTACAM POR TER SIDO CHAMADOS POR DEUS PARA SERVIÇOS ESPECIAIS. TEXTO 2: PROFETAS NA IGREJA PRIMITIVA, PROFETAS ERAM HOMENS DE CONSIDERÁVEL APTIDÃO ESPIRITUAIS, CONHECIDOS PELAS SUAS AÇÕES E DECLARAÇÕES INSPIRADAS, O QUE OS DISTINGUIA DOS PREGADORES NORMAIS DAS IGREJAS. ERAM REPUTADOS QUANTO À CATEGORIA MINISTERIAL, IMEDIATAMENTE DEPOIS DOS APÓSTOLOS. OS PROFETAS DO NT EXERCIAM O SEU OFÍCIO MAIS EM VIRTUDE DE SEUS DONS CARISMÁTICOS DO QUE POR QUALQUER NOMEAÇÃO POR PARTE DA IGREJA, PORQUANTO NÃO HÁ EVIDÊNCIA DE QUE A POSIÇÃO DELES DEPENDIA DE QUALQUER FORMA CONSAGRATÓRIA. ATOS 11. 27 REGISTRA QUE NOS DIAS DA PERSEGUIÇÃO SOFRIDA PELA IGREJA CRISTÃ JUDAICA, ESCAPANDO DA MESMA, “... DESCERAM ALGUNS PROFETAS DE JERUSALÉM PARA ANTIOQUIA”. HÁ PROFETAS NO NOSSO MEIO? COMO OS PROFETAS DO AT, ENTENDEMOS QUE NO NOSSO MEIO NÃO HÁ MAIS ALGUÉM QUE SE DISTINGA ATRAVÉS DE UM MINISTÉRIO PROFÉTICO NO MODELO DO MISTÉRIO EXERCIDO PELOS PROFETAS DOS DOIS TESTAMENTOS. ENQUANTO ESTAVA ENTRE OS PROFETAS, SAUL PROFETIZOU, PORÉM, NENHUM LUGAR DA
  • 4. BÍBLIA ELE É CHAMADO DE PROFETA. DESSA FORMA, SEGUNDO PAULO, TODOS OS CRENTES PODEM PROFETIZAR, UM APÓS OUTRO; ISTO NÃO OS FAZEM PROFETAS NO VERDADEIRO SENTIDO DA PALAVRA. VALE RESSALTAR, PORÉM QUE, EM SENTIDO SECUNDÁRIO, AINDA HÁ PROFETAS, HOJE; HOMENS ATRAVÉS DOS QUAIS DEUS FALA VISANDO A EDIFICAÇÃO, EXORTAÇÃO E CONSOLAÇÃO DA SUA IGREJA. A PROFECIA E O PROFETA COMO TUDO QUE É IMPORTANTE CORRE O RISCO DE SER ADULTERADO NO SEU USO, A PROFECIA, COMO UM DOS EXTRAORDINÁRIOS DONS DO ESPÍRITO SANTO, MERECE UM TRATO CUIDADOSO EM FUNÇÃO DOS RISCOS DE DETURPAÇÃO QUE SOFRE EM NOSSOS DIAS. E, QUANTO A ISTO, VALE A PENA LEMBRAR O SEGUINTE: 1. OS PROFETAS E PROFECIA NO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO TINHAM UM PROPÓSITO PREESTABELECIDO DENTRO DOS MOLDES DIVINOS: FORAM ALGUNS DOS MUITOS MEIOS USADOS POR DEUS PARA REVELAR SEU PROPÓSITO ETERNO PARA COM A HUMANIDADEPORTANTO, ENCERRADO O CÂNON DIVINO, ENCERROU-SE TAMBÉM A ATIVIDADE PROFÉTICA DENTRO DESSES PADRÕES. 2. A PROFECIA NUNCA DEVE SER EXERCIDA COM PROPÓSITO DIRETIVO OU DE GOVERNO SOBRE A IGREJA. JÁ NO AT, ISRAEL ERA GOVERNADO POR JUÍZES E REIS, ENQUANTO QUE O CULTO ERA DIRIGIDO POR SACERDOTES, MAS NUNCA POR ALGUÉM CUJO MINISTÉRIO FOSSE DISTINTA E UNICAMENTE PROFÉTICO. OS PROFETAS ERAM COLABORADORES NA CONDUÇÃO DO POVO. O MESMO ACONTECIA NA IGREJA DO NT: O SEU GOVERNO SEMPRE ESTEVE AFETO AOS PRESBÍTEROS, BISPOS OU PASTORES, MAS NUNCA SOB A RESPONSABILIDADE DE ALGUÉM QUE FOSSE UNICAMENTE PROFETA. QUANDO ALGUÉM, ALEGANDO-SE PROFETA, POR MEIO DA PROFECIA OCUPA A DIREÇÃO DA IGREJA, MOSTRA NÃO POSSUIR O ESPÍRITO DE CRISTO, FAZENDO-SE ASSIM INSTRUMENTO DE DISCÓRDIA E DE PERTURBAÇÃO. QUANDO ALGUÉM SE FAZ ORÁCULO DA PROFECIA PARA RESPONDER PERGUNTAS E ORIENTAR OS CRENTES QUANTO A ASSUNTOS COMO CASAMENTO, EMPREGO, VIAGENS ETC., ESTÁ USANDO INDEVIDAMENTE O DOM DA PROFECIA. TEXTO 3: EVANGELISTAS A PALAVRA EVANGELISTA SIGNIFICA MENSAGEIRO DE BOAS NOVAS, E ERA O NOME DE UMA ORDEM DA IGREJA PRIMITIVA, DISTINTA DOS APÓSTOLOS, PROFETA, PASTOR E MESTRE. CONFORME INDICA O SEU NOME, EXERCIAM FUNÇÃO ESPECIAL QUE ERA DE ANUNCIAR AS BOAS-NOVAS DO EVANGELHO. COMO NÃO PASTOREAVAM IGREJAS LOCAIS, ESTAVAM EM CONDIÇÃO DE IR DE LUGAR EM LUGAR PREGANDO CRISTO A TODOS, COMO UM PODEROSO
  • 5. MINISTÉRIO, ACOMPANHADO DE OPERAÇÕES DE SINAIS, CONFORME SE LÊ EM MARCOS 16. 15 – 20. O MINISTÉRIO DO EVANGELISTA PODIA SER EXERCIDO CUMULATIVAMENTE COM OUTROS MINISTÉRIOS, COMO ACONTECEU COM O APÓSTOLO PAULO, SEGUNDO A SOBERANA VONTADE DE DEUS. SABEMOS QUE HOJE HÁ SERVOS DE DEUS QUE SE SOBRESSAEM NESTE MINISTÉRIO DE EVANGELISTA, VEMOS MOODY, WESLEY, SPURGEON E TANTOS OUTROS. COMO RECONHECER UM EVANGELISTA 1. AMOR PELAS ALMAS A PONTO DE BUSCA-LAS ONDE ESTIVEREM UMA A UMA; 2. É CHAMADO POR DEUS; 3. CRÊ NA EFICÁCIA DO EVANGELHO; 4. RECEBE SUA MENSAGEM DE DEUS; 5. EMPENHA-SE EM ALCANÇAR RESULTADOS. O EVANGELISTA DEVE LEMBRAR QUE, QUANDO ESTÁ PREGANDO, ESTÁ TRABALHANDO COM PESSOAS QUE POSSUEM UMA ALMA ETERNA; E LEVA-LAS A CRISTO, É SEM DÚVIDA O MAIOR RESULTADO QUE ELE PODE AUFERIR DO SEU TRABALHO. (DN 12. 3). TEXTO 4: PASTORES PARA COMPREENDER O QUE É O PASTOR E A FUNÇÃO QUE ELE EXERCE DENTRO DO CONTEXTO DA IGREJA PRIMITIVA E NOS TEMPOS MODERNO, NECESSÁRIO SE FAZ ESTUDA-LO À LUZ DE DUAS PALAVRAS QUE NO CONCEITO POPULAR, PARECE SUGERIR OFÍCIOS MINISTERIAIS DIFERENTES DO MINISTÉRIO QUE É EXERCIDO PELO PASTOR; SÃO ELES: PRESBÍTERO E BISPO. 1. PRESBÍTERO: A PALAVRA PRESBÍTERO OU ANCIÃO DERIVA DA PALAVRA GREGA PRESBÚTEROS, E SIGNIFICA APENAS UM HOMEM IDOSO. ENTRE OS GREGOS E TAMBÉM ENTRE OS HEBREUS, OS HOMENS DE IDADE AVANÇADA SEMPRE MERECIAM MAIOR HONRA E RESPEITO, POR ISTO MESMO SENDO-LHES IMPUTADO MAIOR SABEDORIA. POR ISSO SÓ A ELES ERA DADO EXERCER FUNÇÕES DE GRANDE RESPONSABILIDADE COMO JUÍZES E CONSELHEIROS DO POVO. NO NOVO TESTAMENTO A PALAVRA PRESBÍTERO É ENCONTRADA PELA PRIMEIRA VEZ EM ATOS 11. 30. 2. BISPO: EPISKOPOS SIGNIFICA CURADOR, SUPERINTENDENTE, ADMINISTRADOR. CONFORME É USADO NA BÍBLIA, O TERMO DESIGNA UM GUARDADOR DE ALMAS, OU AQUELE QUE CUIDA DO BEM-ESTAR ESPIRITUAL DO SEU REBANHO. NÃO SE ENCONTRA NO NT O USO DO VOCÁBULO BISPO PARA DESIGNAR AUTORIDADE ECLESIÁSTICA QUE VENHA MANDAR SOBRE OUTROS. O QUE TEMOS SÃO
  • 6. TRABALHADORES ZELOSOS, COMO PEDRO, PAULO, TIMÓTEO E OUTROS, QUE EXERCIAM INFLUÊNCIA SOBRE COMUNIDADES CRISTÃS. PASTOR: NO NT A PALAVRA PASTOR, COMO DESIGNAÇÃO DE UM OFICIO MINISTERIAL, É ENCONTRADA UMA SÓ VEZ, EM EFÉSIOS 4. 11, E VEM DA PALAVRA GREGA POIMÉN, QUE SIGNIFICA APASCENTADOR, GUARDA, AQUELE QUE CONDUZE O REBANHO AO PASTO, SUSTENTADOR. A PALAVRA PASTORÉA FORMA MAIS COMUM DE DESIGNAÇÃO DO BISPO OU PRESBÍTERO. NENHUMA DAS TRÊS PALAVRAS TEM A VER COM O DESENVOLVIMENTO HIERÁRQUICO DO ASSUNTO OCORRIDO NA IGREJA A PARTIR DO SÉCULO II. CONSIDERAÇÕES IMPORTANTÍSSIMAS: FACE À EXCELÊNCIA DA FUNÇÃO DO PASTOR E DE SUA CHAMADA DIVINA, O QUE ELE REPRESENTA DENTRO DO REINO DE DEUS, CONSIDERAMOS O SEGUINTE: 1. JESUS É O GRANDE PASTOR, O SUPREMO PASTOR (1 PE 5. 4|) 2.MINISTRO ALGUM É PASTOR POR SI MESMO OU POR VONTADE DO REBANHO. ELE O É PELA GRAÇA, SOB A VOCAÇÃO E ORDEM DO SENHOR E SUPREMO PASTOR DO REBANHO. 2. O MINISTÉRIO PASTORAL EXIGE NÃO APENAS CORAGEM, MAS TAMBÉM SENSO DE RESPONSABILIDADE, DE AMOR E PACIÊNCIA, DE ALEGRIA E DE ABNEGAÇÃO, DE ORDEM, DE HUMILDADE. SE ESTE MINISTÉRIO FOR MAL EXERCIDO A IGREJA DE JESUS SOFRERÁ. 3. O PASTOR É RESPONSÁVEL PELA GUARDA E CONDUÇÃO DO REBANHO ÀS PASTAGENS, DEVENDO ESTAR PRONTO PARA DEFENDE-LO CONTRA SEUS INIMIGOS. EMBORA LHE SEJA PROIBIDO ENRIQUECER AS CUSTAS DE SEU REBANHO (1º PE 5. 2), ELE TEM O DIREITO DE RECEBER DELE A SUA SUBSISTÊNCIA. 4. É INCRÍVEL QUE MUITOS DESPREPARADOS, CONSEGUEM COM ARTIMANHAS MALIGNAS COLOCAREM EM DÚVIDA O VERDADEIRO CHAMADO DO PASTOR. É NECESSÁRIO QUE ISTO SEJA REPREENDIDO EM NOME DO SENHOR JESUS. 5. NO MEIO CRENTE MUITO SE INTITULAM PASTORES, MAS NÃO TEM REBANHO, VIVEM ESTOURANDO PORTAS, VIVENDO UMA VIDA SEDENTÁRIA, VERDADEIRA SAPRÓFITOS QUE BUSCAM NA FÉ ALHEIA TIRAR PROVEITO PARA SUSTENTAREM OS SEUS. PRINCIPALMENTE SE APROVEITANDO DOS NOVOS CRENTES QUE SÃO DESAVISADOS QUANTO A ISTO, USANDO A CARIDADE DE ALGUNS PARA DILAPIDAR OS SEUS PATRIMÔNIOS, PONDO EM RISCO ATÉ A CONVERSÃO DE MUITOS. 6. ESTES QUE SÃO ANÊMOLAS (PEIXES MINÚSCULOS QUE SE ALIMENTAM DAS SOBRAS DE PEIXES MAIORES), COM SUAS INVESTIDAS ATIRANDO PARA TODOS OS LADOS, BUSCANDO SEUS INTERESSES, PARA ONDE SEUS NARIZES APONTAM, SÃO PRAGAS E ERVAS DANINHAS NO NOSSO MEIO. QUE O SENHOR TENHA MISERICÓRDIA.
  • 7. TEXTO 5: MESTRES NO GREGO A PALAVRA MESTRE É DIDÁSKALOS, É USADA PARA DESIGNAR UM ENSINADOR, DOUTOR; OU ALGUÉM APTO PARA ENSINAR. DESIGNA TAMBÉM GRANDES MESTRES QUE PELA AUTORIDADE E INFLUÊNCIA DA SUA PALAVRA, ATRAEM AS MULTIDÕES PARA OUVI-LOS, COMO É O CASO DE JOÃO BATISTA, OU PAULO EM ÉFESO, NA ESCOLA DE TIRANO (AT 19. 8). O TERMO SE REFERE TAMBÉM ÀQUELES QUE COM O AUXILIO DO ESPÍRITO SANTO FORAM CHAMADOS PARA EXERCER O MINISTÉRIO DE ENSINAR AOS CRENTES, O DIDACHÊ, ISTO É, OS ENSINOS, PRECEITOS E MANDAMENTOS DAS SAGRADAS ESCRITURAS. SEGUNDO ENSINO DE GRANDES MESTRES DA BÍBLIA, A PESSOA QUE É CHAMADA POR DEUS E FEITA PASTOR SOBRE O SEU REBANHO, RECEBE AO MESMO TEMPO A CHAMADA PARA SER MESTRE OU ENSINADOR. DE ACORDO COM ESSES MESMO ERUDITOS, ISTO SE DEVE AO FATO DE QUE, EM EFÉSIOS 4. 11, CLARAMENTE INDICADA A FALTA DE ARTIGO NA FRASE “... OS PASTORES E MESTRES...”. VEJAMOS AS QUALIDADES PRINCIPAIS DE UM MESTRE 1. BUSCOU A LEI DO SENHOR: ATRAVÉS DESTE GESTO DE ESDRAS, CONFORME ESTÁ NO CAPÍTULO 7 NO VERSÍCULO 10, DO LIVRO QUE LEVA O SEU NOME, NA BÍBLIA SAGRADA, APRENDEMOS QUE O GENUÍNO ENSINO DA PALAVRA DE DEUS, É PRODUTO DO MAIS ALTO ESFORÇO. O FATO DE ESDRAS TER DISPOSTO OU INCLINADO O CORAÇÃO PARA BUSCAR A LEI DO SENHOR, PARECE SUGERIR QUE ESDRAS TEVE DE FAZER UM ESFORÇO MAIOR DO QUE HABITUALMENTE FAZIA, PARA EXTRAIS A LEI DO SENHOR O MÁXIMO DE ENSINO QUE ELA CONTINHA. 2. CUMPRINDO A LEI DO SENHOR: O SEGREDO DO SUCESSO DO ENSINADOR CRISTÃO, NÃO DEPENDE SIMPLESMENTE DO FATO DELE PREGAR A PALAVRA DE DEUS. ELE PRIMEIRO PRECISA PERMITIR QUE A PALAVRA FAÇA PARTE DA SUA PRÓPRIA VIDA. JOÃO 1. 14 DIZ QUE O VERBO (A PALAVRA DE DEUS) SE FEZ CARNE EM CRISTO, ISTO É; JESUS FOI A PRÓPRIA PALAVRA DE DEUS ENCARNADA. ASSIM DEVE ACONTECER COMO, ENSINADOR DIVINAMENTE CONSTITUÍDO: A PALAVRA DE DEUS DEVE SER NÃO SÓ O SEU TEMA, A SUA FALA, MAS PRIMEIRO DE TUDO A SUA PRÓPRIA VIDA. NÃO ADIANTA PREGAR A PALAVRA DE DEUS E NÃO VIVENCIÁ- LA. MUITOS PREGADORES E ENSINADORES VIVEM UMA VIDA FALHA, DE MENTIRAS, DE IRA, DE CONTENDA DENTRO DA SUA PRÓPRIA CASA, ESTES NÃO SERVEM PARA A OBRA DE DEUS. 3. ENSINOU A LEI DO SENHOR: HAVENDO BUSCADO A LEI DO SENHOR, ESDRAS SE DISPÔS NÃO SÓ A CUMPRI-LA, MAS ENSINA-LA. BUSCAR A LEI CUMPRI-LA E ENSINA-LA. ESTA É UMA SEQÜÊNCIA NATURAL QUE O MESTRE CRISTÃO DOS DIAS MODERNOS DEVE TER EM MENTE.