SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
1
O menino
pequeno
Uma história adaptada por Maria Jesus Sousa - JucaUma história adaptada por Maria Jesus Sousa - Juca
A partir de texto in: “A partir de texto in: “La zanahoria – Manual de Educación en derechos humanos para maestros e maestras deLa zanahoria – Manual de Educación en derechos humanos para maestros e maestras de
preescolar y primaria”preescolar y primaria” (1997) Edicción de Amnistia Internacional – Seccion mexicana – Educación en derechos humanos(1997) Edicción de Amnistia Internacional – Seccion mexicana – Educación en derechos humanos
2
Era uma vez um menino que foi para a escola. Ele era bastante pequeno
e a escola era bastante grande, mas quando o menino descobriu que
podia sair da sala para o recreio sem ter que passar pelos corredores,
ficou mais feliz e a escola já não lhe parecia tão grande.
3
Uma manhã a professora disse: - “Hoje vamos fazer desenhos”.
- “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava muito de fazer
desenhos. Podia fazer desenhos com muitas coisas, tartarugas, polvos ou
caranguejos coloridos, casas e barcos… pegou na sua caixa de lápis de
cor e começou a desenhar.
4
-“Esperem, ainda não podemos começar, têm de estar todos
preparados!” Só quando estavam todos prontos, é que a professora
disse: - “Agora podem começar… vamos desenhar flores!”.
- “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava de desenhar flores
e começou a fazê-las, muito bonitas, cor de rosa, amarelas, laranja…
5
Então a professora disse: - “Calma, eu vou explicar como se fazem as
flores…” e desenhou uma flor vermelha com o pé verde.
- “Agora podem começar a fazer as vossas flores”. O menino pequeno
olhou para a flor que tinha feito a professora. Gostava mais das suas
flores, mas não disse nada. Pegou noutra folha e fez uma flor vermelha
com o pé verde, como a da professora.
6
Noutro dia, a professora disse:
- “Hoje vamos fazer trabalhos em plasticina”.
- “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava muito de fazer
trabalhos em plasticina colorida. Podia fazer tantas coisas… e começou a
modelar a sua plasticina.
7
- “Esperem, ainda não podemos começar, têm de estar todos preparados!”
Só quando estavam todos prontos, é que a professora disse:
- “Agora podem começar, vamos fazer um prato!”.
- “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava de fazer pratos e
começou a fazê-los de todas as formas, cores e tamanhos.
8
Então a professora disse: - “Calma, eu vou explicar como se fazem os
pratos…” e fez um prato simples, redondo e azul… o menino gostava muito
mais dos seus pratos do que do da professora, mas fez um único prato,
simples, redondo e azul.
E muito depressa aprendeu a esperar, a ver e a fazer as coisas iguais às
da professora e deixou de fazer qualquer coisa por si só.
9
Então aconteceu que o menino pequeno e a sua família tiveram de mudar
de casa e de cidade. Ele teve também de mudar de escola e foi para uma
que era ainda maior do que a anterior. Para piorar as coisas, não podia sair
da sala para o recreio sem passar por muitos corredores.
10
No primeiro dia na sua escola nova, a sua nova professora disse:
- “Hoje vamos fazer um desenho…”.
- “Muito bem”, pensou o menino e ficou à espera que a professora dissesse
como era o desenho que tinham que fazer. Mas a professora não disse
mais nada.
11
A professora começou a caminhar entre as crianças.
Quando chegou perto dele, perguntou-lhe:
-“Não queres fazer um desenho?”.
- “Quero, mas o que vamos desenhar?”
A professora respondeu-lhe: - “Não sei, até que o faças não sei o
que vais desenhar…”
12
-“Posso desenhar com qualquer cor?” perguntou o menino.
- “Claro, se todos fizessem o mesmo desenho, com as mesmas
cores, como é que eu sabia de quem era cada um?
- “Não sei…” respondeu o menino pequeno.
- “Vá lá, pensa e desenha aquilo que tu quiseres!” disse a professora.
13
O menino pensou, pensou… e finalmente começou a desenhar…
Sabem o quê??? uma flor vermelha com o pé verde!
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Come Se Escreve Amor
Come Se Escreve AmorCome Se Escreve Amor
Come Se Escreve AmorJNR
 
Como Se Escreve...
Como Se Escreve...Como Se Escreve...
Como Se Escreve...Rita Steter
 
Livro Virtual - Os olhos que viam tudo
Livro Virtual - Os olhos que viam tudoLivro Virtual - Os olhos que viam tudo
Livro Virtual - Os olhos que viam tudoSimone Almeida
 
Como Se Escreve....
Como Se Escreve....Como Se Escreve....
Como Se Escreve....JNR
 
Como se escreve[1][1]....
Como se escreve[1][1]....Como se escreve[1][1]....
Como se escreve[1][1]....Luciana
 
a menina curiosa
a menina curiosaa menina curiosa
a menina curiosaeb1sininhos
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhasmafatileite
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhasmafatileite
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhasmafatileite
 
Como Se Escreve....?
Como Se Escreve....?Como Se Escreve....?
Como Se Escreve....?-
 
O menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a verO menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a verMara Sueli
 

Mais procurados (20)

Como se escreve
Como se escreveComo se escreve
Como se escreve
 
Receção ao 1.º ano
Receção ao 1.º anoReceção ao 1.º ano
Receção ao 1.º ano
 
Come Se Escreve Amor
Come Se Escreve AmorCome Se Escreve Amor
Come Se Escreve Amor
 
Como Se Escreve...
Como Se Escreve...Como Se Escreve...
Como Se Escreve...
 
Livro Virtual - Os olhos que viam tudo
Livro Virtual - Os olhos que viam tudoLivro Virtual - Os olhos que viam tudo
Livro Virtual - Os olhos que viam tudo
 
Como se escreve....
Como se escreve....Como se escreve....
Como se escreve....
 
Como Se Escreve....
Como Se Escreve....Como Se Escreve....
Como Se Escreve....
 
Como se escreve
Como se escreveComo se escreve
Como se escreve
 
Como se escreve[1][1]....
Como se escreve[1][1]....Como se escreve[1][1]....
Como se escreve[1][1]....
 
a menina curiosa
a menina curiosaa menina curiosa
a menina curiosa
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhas
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhas
 
Brincar Com As Letrinhas
Brincar Com As LetrinhasBrincar Com As Letrinhas
Brincar Com As Letrinhas
 
Como Se Escreve....?
Como Se Escreve....?Como Se Escreve....?
Como Se Escreve....?
 
Livro silvana
Livro silvanaLivro silvana
Livro silvana
 
Mãe
MãeMãe
Mãe
 
O menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a verO menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a ver
 
Maria benguela e_pascoal
Maria benguela e_pascoalMaria benguela e_pascoal
Maria benguela e_pascoal
 
Acrost Focas
Acrost FocasAcrost Focas
Acrost Focas
 
Um monstrinho-no-jardim
Um monstrinho-no-jardimUm monstrinho-no-jardim
Um monstrinho-no-jardim
 

Destaque

Uma vaca de estimação
Uma vaca de estimaçãoUma vaca de estimação
Uma vaca de estimaçãoMara Pinto
 
Viagem ao tecto_do_mundo-1
Viagem ao tecto_do_mundo-1Viagem ao tecto_do_mundo-1
Viagem ao tecto_do_mundo-1Mara Pinto
 
Proverbiosmusica
ProverbiosmusicaProverbiosmusica
ProverbiosmusicaMara Pinto
 
O desejo da_bruxa
O desejo da_bruxaO desejo da_bruxa
O desejo da_bruxaMara Pinto
 
O coelho que não era da páscoa
O coelho que não era da páscoaO coelho que não era da páscoa
O coelho que não era da páscoaMara Pinto
 
O bicnhinho que_queria_crescer
O bicnhinho que_queria_crescerO bicnhinho que_queria_crescer
O bicnhinho que_queria_crescerMara Pinto
 
O ourico artur
O ourico arturO ourico artur
O ourico arturMara Pinto
 
Circulo de Cores (Color Circle)
Circulo de Cores (Color Circle)Circulo de Cores (Color Circle)
Circulo de Cores (Color Circle)Vitor Pedro
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]Mara Pinto
 
Xico,o campeão-da-reciclagem
Xico,o campeão-da-reciclagemXico,o campeão-da-reciclagem
Xico,o campeão-da-reciclagemMara Pinto
 
A formiga horripilante
A formiga horripilanteA formiga horripilante
A formiga horripilanteMaria Almeida
 
Projeto menina bonita conciência negra
Projeto menina bonita conciência negraProjeto menina bonita conciência negra
Projeto menina bonita conciência negraNome Sobrenome
 

Destaque (20)

Pai pe de_pai
Pai pe de_paiPai pe de_pai
Pai pe de_pai
 
Uma vaca de estimação
Uma vaca de estimaçãoUma vaca de estimação
Uma vaca de estimação
 
Viagem ao tecto_do_mundo-1
Viagem ao tecto_do_mundo-1Viagem ao tecto_do_mundo-1
Viagem ao tecto_do_mundo-1
 
Proverbiosmusica
ProverbiosmusicaProverbiosmusica
Proverbiosmusica
 
O desejo da_bruxa
O desejo da_bruxaO desejo da_bruxa
O desejo da_bruxa
 
O coelho que não era da páscoa
O coelho que não era da páscoaO coelho que não era da páscoa
O coelho que não era da páscoa
 
Principezinho
PrincipezinhoPrincipezinho
Principezinho
 
O bicnhinho que_queria_crescer
O bicnhinho que_queria_crescerO bicnhinho que_queria_crescer
O bicnhinho que_queria_crescer
 
O ourico artur
O ourico arturO ourico artur
O ourico artur
 
Ler com olhos de ver
Ler com olhos de verLer com olhos de ver
Ler com olhos de ver
 
Livro infantil
Livro infantilLivro infantil
Livro infantil
 
Cinco sentidos
Cinco sentidosCinco sentidos
Cinco sentidos
 
Circulo de Cores (Color Circle)
Circulo de Cores (Color Circle)Circulo de Cores (Color Circle)
Circulo de Cores (Color Circle)
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]
 
Xico,o campeão-da-reciclagem
Xico,o campeão-da-reciclagemXico,o campeão-da-reciclagem
Xico,o campeão-da-reciclagem
 
O galo tiao e a vaca malhada
O galo tiao e a vaca malhadaO galo tiao e a vaca malhada
O galo tiao e a vaca malhada
 
Maria-do-contra
Maria-do-contraMaria-do-contra
Maria-do-contra
 
Em Cima Embaixo
Em Cima EmbaixoEm Cima Embaixo
Em Cima Embaixo
 
A formiga horripilante
A formiga horripilanteA formiga horripilante
A formiga horripilante
 
Projeto menina bonita conciência negra
Projeto menina bonita conciência negraProjeto menina bonita conciência negra
Projeto menina bonita conciência negra
 

Semelhante a A história do menino pequeno

Estagio pos graduaçao júlia
Estagio pos graduaçao júliaEstagio pos graduaçao júlia
Estagio pos graduaçao júliavaleria
 
A caixa que virou jardim
A caixa que virou jardimA caixa que virou jardim
A caixa que virou jardimMeire Moura
 
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07
16752468 Espiritismo Infantil Historia 0716752468 Espiritismo Infantil Historia 07
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07Ana Cristina Freitas
 
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)Ana Cristina Freitas
 
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Ana Macanario
 
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02antonio cavaglieri cavaglieri
 
E book historias infantis
E book historias infantisE book historias infantis
E book historias infantisMariGiopato
 
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)Joelma Santos
 
Semana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiroSemana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereirokekinhaborges
 
A aventura-dos-lápis-de-cor
A aventura-dos-lápis-de-corA aventura-dos-lápis-de-cor
A aventura-dos-lápis-de-corr leitao
 
Projeto identidade 2
Projeto identidade  2Projeto identidade  2
Projeto identidade 2Graça Sousa
 

Semelhante a A história do menino pequeno (20)

Estagio pos graduaçao júlia
Estagio pos graduaçao júliaEstagio pos graduaçao júlia
Estagio pos graduaçao júlia
 
Planodeaulaingles
PlanodeaulainglesPlanodeaulaingles
Planodeaulaingles
 
A caixa que virou jardim
A caixa que virou jardimA caixa que virou jardim
A caixa que virou jardim
 
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07
16752468 Espiritismo Infantil Historia 0716752468 Espiritismo Infantil Historia 07
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07
 
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)
16752468 Espiritismo Infantil Historia 07(2)
 
história
históriahistória
história
 
Centopeia colorida
Centopeia coloridaCentopeia colorida
Centopeia colorida
 
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
 
A professora e a maleta
A professora e a maletaA professora e a maleta
A professora e a maleta
 
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02
Aprofessoraeamaleta leituradeleite-140606102124-phpapp02
 
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro MundoLivro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
 
Novo lar parque das águas
Novo lar parque das águasNovo lar parque das águas
Novo lar parque das águas
 
E book historias infantis
E book historias infantisE book historias infantis
E book historias infantis
 
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)A professora e a maleta (Leitura Deleite)
A professora e a maleta (Leitura Deleite)
 
Semana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiroSemana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiro
 
pequenos-artistas.pdf
pequenos-artistas.pdfpequenos-artistas.pdf
pequenos-artistas.pdf
 
A aventura-dos-lápis-de-cor
A aventura-dos-lápis-de-corA aventura-dos-lápis-de-cor
A aventura-dos-lápis-de-cor
 
Projeto identidade 2
Projeto identidade  2Projeto identidade  2
Projeto identidade 2
 
Instantaneos
InstantaneosInstantaneos
Instantaneos
 
Odiaemqueummonstroveioescola 131023014226-phpapp01
Odiaemqueummonstroveioescola 131023014226-phpapp01Odiaemqueummonstroveioescola 131023014226-phpapp01
Odiaemqueummonstroveioescola 131023014226-phpapp01
 

Mais de Mara Pinto

Coordination of Education in Emergencies.pptx
Coordination of Education in Emergencies.pptxCoordination of Education in Emergencies.pptx
Coordination of Education in Emergencies.pptxMara Pinto
 
Education in Emergency - research coord.pptx
Education in Emergency - research coord.pptxEducation in Emergency - research coord.pptx
Education in Emergency - research coord.pptxMara Pinto
 
Teatro maria castanha_duendes(2)
Teatro maria castanha_duendes(2)Teatro maria castanha_duendes(2)
Teatro maria castanha_duendes(2)Mara Pinto
 
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaram
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaramO dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaram
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaramMara Pinto
 
O rapaz que tinha zero a matemática
O rapaz que tinha zero a matemáticaO rapaz que tinha zero a matemática
O rapaz que tinha zero a matemáticaMara Pinto
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerMara Pinto
 
Meninos de-todas-as-cores
Meninos de-todas-as-coresMeninos de-todas-as-cores
Meninos de-todas-as-coresMara Pinto
 
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpao
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpaoMaria dos olhos_grandes_e_ze_pimpao
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpaoMara Pinto
 
Lenda de s._martinho
Lenda de s._martinhoLenda de s._martinho
Lenda de s._martinhoMara Pinto
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosMara Pinto
 
Fabuladistinta
FabuladistintaFabuladistinta
FabuladistintaMara Pinto
 
Duendes dos legumes
Duendes dos legumesDuendes dos legumes
Duendes dos legumesMara Pinto
 
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outono
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outonoAdivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outono
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outonoMara Pinto
 
A árvore-generosa
A árvore-generosaA árvore-generosa
A árvore-generosaMara Pinto
 
A histria de_um_menino_q_n_cresceu
A histria de_um_menino_q_n_cresceuA histria de_um_menino_q_n_cresceu
A histria de_um_menino_q_n_cresceuMara Pinto
 

Mais de Mara Pinto (19)

Coordination of Education in Emergencies.pptx
Coordination of Education in Emergencies.pptxCoordination of Education in Emergencies.pptx
Coordination of Education in Emergencies.pptx
 
Education in Emergency - research coord.pptx
Education in Emergency - research coord.pptxEducation in Emergency - research coord.pptx
Education in Emergency - research coord.pptx
 
Teatro maria castanha_duendes(2)
Teatro maria castanha_duendes(2)Teatro maria castanha_duendes(2)
Teatro maria castanha_duendes(2)
 
O meu pai[1]
O meu pai[1]O meu pai[1]
O meu pai[1]
 
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaram
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaramO dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaram
O dia em_que_as_cores_do_arco-iris_se_zangaram
 
O rapaz que tinha zero a matemática
O rapaz que tinha zero a matemáticaO rapaz que tinha zero a matemática
O rapaz que tinha zero a matemática
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
 
Meninos de-todas-as-cores
Meninos de-todas-as-coresMeninos de-todas-as-cores
Meninos de-todas-as-cores
 
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpao
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpaoMaria dos olhos_grandes_e_ze_pimpao
Maria dos olhos_grandes_e_ze_pimpao
 
Lengalengas
LengalengasLengalengas
Lengalengas
 
Lenda de s._martinho
Lenda de s._martinhoLenda de s._martinho
Lenda de s._martinho
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidos
 
Fabuladistinta
FabuladistintaFabuladistinta
Fabuladistinta
 
Duendes dos legumes
Duendes dos legumesDuendes dos legumes
Duendes dos legumes
 
Dedos maos
Dedos maosDedos maos
Dedos maos
 
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outono
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outonoAdivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outono
Adivinha quanto eu_gosto_de_ti_-_outono
 
A árvore-generosa
A árvore-generosaA árvore-generosa
A árvore-generosa
 
A histria de_um_menino_q_n_cresceu
A histria de_um_menino_q_n_cresceuA histria de_um_menino_q_n_cresceu
A histria de_um_menino_q_n_cresceu
 
A formiguinha
A formiguinhaA formiguinha
A formiguinha
 

A história do menino pequeno

  • 1. 1 O menino pequeno Uma história adaptada por Maria Jesus Sousa - JucaUma história adaptada por Maria Jesus Sousa - Juca A partir de texto in: “A partir de texto in: “La zanahoria – Manual de Educación en derechos humanos para maestros e maestras deLa zanahoria – Manual de Educación en derechos humanos para maestros e maestras de preescolar y primaria”preescolar y primaria” (1997) Edicción de Amnistia Internacional – Seccion mexicana – Educación en derechos humanos(1997) Edicción de Amnistia Internacional – Seccion mexicana – Educación en derechos humanos
  • 2. 2 Era uma vez um menino que foi para a escola. Ele era bastante pequeno e a escola era bastante grande, mas quando o menino descobriu que podia sair da sala para o recreio sem ter que passar pelos corredores, ficou mais feliz e a escola já não lhe parecia tão grande.
  • 3. 3 Uma manhã a professora disse: - “Hoje vamos fazer desenhos”. - “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava muito de fazer desenhos. Podia fazer desenhos com muitas coisas, tartarugas, polvos ou caranguejos coloridos, casas e barcos… pegou na sua caixa de lápis de cor e começou a desenhar.
  • 4. 4 -“Esperem, ainda não podemos começar, têm de estar todos preparados!” Só quando estavam todos prontos, é que a professora disse: - “Agora podem começar… vamos desenhar flores!”. - “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava de desenhar flores e começou a fazê-las, muito bonitas, cor de rosa, amarelas, laranja…
  • 5. 5 Então a professora disse: - “Calma, eu vou explicar como se fazem as flores…” e desenhou uma flor vermelha com o pé verde. - “Agora podem começar a fazer as vossas flores”. O menino pequeno olhou para a flor que tinha feito a professora. Gostava mais das suas flores, mas não disse nada. Pegou noutra folha e fez uma flor vermelha com o pé verde, como a da professora.
  • 6. 6 Noutro dia, a professora disse: - “Hoje vamos fazer trabalhos em plasticina”. - “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava muito de fazer trabalhos em plasticina colorida. Podia fazer tantas coisas… e começou a modelar a sua plasticina.
  • 7. 7 - “Esperem, ainda não podemos começar, têm de estar todos preparados!” Só quando estavam todos prontos, é que a professora disse: - “Agora podem começar, vamos fazer um prato!”. - “Que bom!”, pensou o menino pequeno, ele gostava de fazer pratos e começou a fazê-los de todas as formas, cores e tamanhos.
  • 8. 8 Então a professora disse: - “Calma, eu vou explicar como se fazem os pratos…” e fez um prato simples, redondo e azul… o menino gostava muito mais dos seus pratos do que do da professora, mas fez um único prato, simples, redondo e azul. E muito depressa aprendeu a esperar, a ver e a fazer as coisas iguais às da professora e deixou de fazer qualquer coisa por si só.
  • 9. 9 Então aconteceu que o menino pequeno e a sua família tiveram de mudar de casa e de cidade. Ele teve também de mudar de escola e foi para uma que era ainda maior do que a anterior. Para piorar as coisas, não podia sair da sala para o recreio sem passar por muitos corredores.
  • 10. 10 No primeiro dia na sua escola nova, a sua nova professora disse: - “Hoje vamos fazer um desenho…”. - “Muito bem”, pensou o menino e ficou à espera que a professora dissesse como era o desenho que tinham que fazer. Mas a professora não disse mais nada.
  • 11. 11 A professora começou a caminhar entre as crianças. Quando chegou perto dele, perguntou-lhe: -“Não queres fazer um desenho?”. - “Quero, mas o que vamos desenhar?” A professora respondeu-lhe: - “Não sei, até que o faças não sei o que vais desenhar…”
  • 12. 12 -“Posso desenhar com qualquer cor?” perguntou o menino. - “Claro, se todos fizessem o mesmo desenho, com as mesmas cores, como é que eu sabia de quem era cada um? - “Não sei…” respondeu o menino pequeno. - “Vá lá, pensa e desenha aquilo que tu quiseres!” disse a professora.
  • 13. 13 O menino pensou, pensou… e finalmente começou a desenhar… Sabem o quê??? uma flor vermelha com o pé verde! FIM