Relatorio - Parte 4

177 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
177
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio - Parte 4

  1. 1. Como companhia diversificada e integrada que somos, comfoco no agronegócio, ver calizada em toda a cadeia produ va eà frente dos processos, garan mos a eficiência em cada estágioe interagimos com todos em todos os momentos, nosrelacionando e mantendo na nossa essência de comerciante,compresençaesolução.O desempenho financeiro, representados pelos números egráficos, é o resultado desse trabalho focado, de umacompanhia que sabe aproveitar as oportunidades e não sepreocupa se o vento muda de direção, pois sabe que oimportanteésaber ajustarasvelas.Temos na essência o dinamismo e a fé e acreditamos naquiloque fortalece e perpetua a organização. Somos sustentáveis pornatureza,legi madospelasociedade.
  2. 2. ECONOMIA
  3. 3. INDICADORES1,13 milhão de toneladas de armazenagem está ca degrãos, com crescimento de 16% sobre o ano anterior. Foramo mizadas as condições de segregação de grãos paraatendimentoaculturasdiversasefortalecidaapresençaemregiões produtoras de interesse. A rede de armazenagempassou a contar com 58 unidades originadoras e industriaiseamaiorcapacidadeestá cadointeriorgaúcho.Nosso protagonismo, reconhecido como a quartamelhor empresa do Agronegócio brasileiro, estáapresentadonosindicadoresqueseguem:822 mil toneladas de soja processada em 2012(crescimento de 3% sobre 2011), tornando‐nos a maiorprodutoradeóleosefarelosvegetaisdointeriordo RS.CAPACIDADE DE PROCESSAMENTOFATURAMENTO GLOBALCAPACIDADE DE ARMAZENAGEM
  4. 4. Comparadas com 2011, as Exportações (diretas eequiparadas) apresentaram crescimento de 33% emvolumes, passando de 650 mil em 2011 para 865 miltoneladas em 2012. O Trigo e o Farelo de Soja foram osresponsáveis pelo incremento, com aumento de 44 e 34 %,respec vamente.EXPORTAÇÕESPATRIMÔNIO LÍQUIDOMaior par cipação do RS no conceito mercado acessível(moneyshare),com14%domercado.PARTICIPAÇÃO NO RIO GRANDE DO SULČĎBĐÐČĈČÇBĐĎĐĈDĈBEĈÐĈĊČBĎÇĆČĆĆE ČĆĈĆ ČĆĈĈ ČĆĈČĨ Ėİ Ī HÌ Í HÎ I Ï Į HGÎIJĖI Î Ī ĜĬ ĜÌ Ī ÂÌ HI Ģ ĜĬČĎBĐÐČĈČÇBĐĎĐĈDĈBEĈÐĈĊČBĎÇĆČĆĆE ČĆĈĆ ČĆĈĈ ČĆĈČĨ Ėİ Ī HÌ Í HÎ I Ï Į HGÎIJĖI Î Ī ĜĬ ĜÌ Ī ÂÌ HI Ģ ĜĬ246.000216.000403.000SOJA TRIGO FARELO DE SOJAEXPORTAÇÕES DE PRODUTOS AGRÍCOLAS 2012 (TON)OBS: DIRETAS + EQUIPARADASČĎBĐÐČĈČÇBĐĎĐĈDĈBEĈÐĈĊČBĎÇĆČĆĆE ČĆĈĆ ČĆĈĈ ČĆĈČĨ Ėİ Ī HÌ Í HÎ I Ï Į HGÎIJĖI Î Ī ĜĬ ĜÌ Ī ÂÌ HI Ģ ĜĬ
  5. 5. INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURANÚMERO DE PESSOAS26,3516,360,94119,0757,52008 2009 2010 2011 2012INVESTIMENTOS REALIZADOSPERÍODO 2006‐2011 ‐ EM R$ MILHÕES
  6. 6. PRÊMIO MELHORES & MAIORES2012 DA REVISTA EXAMEPela segunda vez consecu va, ACamera foi dis nguida com o PrêmioMelhores e Maiores 2012, da RevistaExame, que reconhece a competência eo sucesso das empresas que mais sedestacaram, em 2011, em 18 setores daeconomia.A Camera apresentou númerosexpressivos, obtendo destaquenacional: 1ª colocada do país emcrescimento de receita líquida do setordeatacadosea7ªnaclassificaçãogeral.CameranoRioGrandedoSul1ºlugaremcrescimentodereceita(altade68%)5ºlugaremretornoaoacionista11°lugaremreceitalíquidadevendasCameranoBrasil(geral)1º lugar em crescimento de receita líquida no setordeatacados7ºmaiorcrescimentodereceitalíquida259ºlugaremreceitalíquidanoBrasilCameranoBrasil(agronegócio)4ºmelhorempresadosetor43ºmaiorempresadoagronegóciobrasileiroPRÊMIOS DE RECONHECIMENTORegião Sul50º maior empresa38º lugar em receita brutaO ranking regional de empresas 500Maiores do Sul é o resultado deavaliação não apenas do porte, mastambém da saúde financeira e dasustentabilidade a médio prazo dagestão da empresa. A Camera sedestacou como a 50º Maior Empresa daRegião Sul e a 5ª Maior em CrescimentodoRioGrandedoSul.PRÊMIO REVISTA AMANHÃ500 MAIORES DO SUL 2012No Rio Grande do Sul5º lugar em crescimento21º maior empresa16º lugar em receita bruta
  7. 7. ESTAMOS ENTRE AS 10 MELHORESEMPRESAS PARA TRABALHAR NO RIOGRANDE DO SULA Camera foi eleita a sé ma melhor empresapara trabalhar no Rio Grande do Sul, segundopesquisa da Revista Amanhã, em parceria como ins tuto Great Place to Work (GPTW),destacando‐se entre as empresas de grandeporte no ranking que revela os locais detrabalhomaisatraentesdo RS.A pesquisa relaciona as melhores empresasu lizando os mesmos critérios de escolha queo GPTW aplica em outros 46 países, com baseem ques onários respondidos pelos própriosfuncionários.Sãoavaliadosoníveldeconfiançaem cinco dimensões – credibilidade, respeito,imparcialidade, orgulho e camaradagem – eem nove prá cas culturais de gestão depessoasdasempresas.As prá cas de gestão de pessoas da Cameratêm um obje vo em comum: eliminar asdistânciasentrediretoresetrabalhadores.Paraa Empresa, esta é a diretriz para que ocorramchances de evolução profissional para cadatrabalhador. Cada pessoa pode montar o seupróprio plano de carreira, par cipando deseleções internas, recebendo feedbacks etreinamentosconstantes.Com o Programa Prosperar, todos ostrabalhadores da Camera podem montar seupróprio plano de carreira, par cipando deseleções internas, recebendo treinamentos efeedbacks constantes e contando com auxílio eincen vos para educação, como bolsas deestudos para cursos técnicos, graduação eMBA. O resultado é que muitos prosperamrapidamente.Além de um ser um guia para quem está àprocura de novas oportunidades, o rankingMelhores Empresas para Trabalhar é umavitrine para as empresas mostrarem suasprá cas de sucesso, que podem, inclusive,influenciar outras companhias a seguiremmodelosvencedores.
  8. 8. O Prêmio Exportação RS, em sua 40ª edição, consolidou otrabalho conjunto entre empresas e governo para valorizar oRio Grande do Sul como protagonista no cenário dasexportaçõesnacionais.Pelo segundo ano consecu vo, a Camera recebeu o prêmioDinamismo Exportador, conferido a empresas que sedestacaram pela elevada taxa de crescimento no valor dasexportações totais, entre as 40 maiores empresasexportadoras.No primeiro semestre de 2012, as exportações gaúchasa ngiram R$ 6,8 bilhões, segundo a Fundação de Economia eEsta s ca (FEE), em uma pauta liderada pelos produtosindustrializados (78,3% do total) e seguida por agricultura epecuária(20,69%).40º PRÊMIO EXPORTAÇÃO ADVB RS
  9. 9. BALANÇO SOCIALĈBĘĖĬ ĜGĜF IFĮ IÎReceita Liquida (RL)Resultado Operacional (RO)Folha de Pagamento Bruta (FPB)2. Indicadores Sociais Internos Valor (Mil) % sobre FPB % sobre RL Valor (Mil) % sobre FPB % sobre RLAlimentaçãoEncargos Sociais CompulsóriosPrevidência PrivadaSaúdeSegurança e Saúde no TrabalhoEducaçãoCapacitação e Desenvolvimento ProfissionalCreches ou Auxílio‐CrecheParticipação nos Lucros ou ResultadosOutrosTotal ‐ Indicadores Sociais Internos3. Indicadores Sociais Externos Valor (Mil) % sobre RO % sobre RL Valor (Mil) % sobre RO % sobre RLEducaçãoCulturaSaúde e SaneamentoEsporteCombate a Fome e Segurança AlimentarAgricultura FamiliarFamílias de Agricultores AtendidasSacos de Soja Originadas da Agricultura FamiliarIncremento de Valor Pago ao Agricultor Familiar (R$)Visitas TécnicasInvestimento em Assitencia Técnica (R$)Total ‐ Indicadores Agricultura Familiar4. Indicadores Ambientais Valor (Mil) % sobre RO % sobre RL Valor (Mil) % sobre RO % sobre RLHŌQÑŒPÒÖÑŌPŎŒĪ ÑÕMŃÒŎŌMŇŎŒŃŎÖ MĨ ǾŎŇÞŬÜŎCÎ ŐÑǾMŬÜŎŇMĜÖŐǾÑŒMInvestimentos em Programas e/ou Projetos ExternosTotal dos Investimentos em Meio Ambiente5. Indicadores AmbientaisConsumo anual de energia (Kw/h)Consumo anual de água (m3)Consumo anual de lenha (m3)Consumo anual de combustíveis fósseis‐diesel (L)Consumo anual de combustíveis cavaco (m3)Qtd anual de resíduos sólidos p/reciclagem(ton)Quanto ao estabelecimento de "metas anuais" para minimizarresíduos. O consumo em geral na produção/operação e aumentar aeficácia na utilização de recursos naturais, a empresa:2012 VALOR (MIL REAIS)2012 20111.000.264,00154.064,41( ) não possui metas( ) cumpre de 0 a 50%( ) cumpre de 51 a 75%( ) cumpre de 76 a 100%( ) não possui metas( ) cumpre de 0 a 50%( ) cumpre de 51 a 75%( ) cumpre de 76 a 100%BALANÇO SOCIAL ‐ 20122011 VALOR (MIL REAIS)37.681,8111.386 8.906999.736,00120.299,8645.508,262012 20115.1841.632.968,492.8392.985.630782.65811.3564.458.592,261.2961.130.000862.000
  10. 10. 6. Indicadores do Corpo FuncionalNº de Empregados ao Final do PeríodoNº de EstagiáriosNº de Menores AprendizNº de Empregados Acima de 40 AnosNº de Empregados Acima de 50 AnosNº de Mulheres que Trabalham na EmpresaNº de Pessoas com Deficiência ou Necessidades EspeciaisFuncionários por CargoAcidentes de TrabalhoTreinamentos (horas)Investimentos em Treinamento (R$)7. Informações Relevantes Quanto ao Exercício da CidadaniaEmpresarialRelação entre a Maior e a Menor Remuneração na EmpresaNº total de Acidentes de TrabalhoOs Projetos Sociais e Ambientais Desenvolvidos pela Empresa ForamDefinidos por:( ) direção( ) direção egerências( ) todos osempregados( ) direção( ) direção egerências( ) todos osempregadosOs Padrões de Segurança e Salubridade no Ambiente de TrabalhoForam Definidos por:( ) direção egerências( ) todos osempregados( ) todos +CIPA( ) direção egerências( ) todos osempregados( ) todos +CIPAQuanto a Liberdade Sindical, ao Direito de Negociação Coletiva e àRepresentação Interna dos Trabalhadores, a Empresa:( ) não seenvolve( ) segue asnormas daOIT( ) incentivae segue aOIT( ) não seenvolverá( ) seguirá asnormas daOIT( )incentivaráe seguirá aOITA Participação dos Lucros ou Resultados Contempla: ( ) direção( ) direção egerências( ) todos osempregados( ) direção( ) direção egerências( ) todos osempregadosNa Seleção dos Fornecedores, os Mesmos Padrões Éticos deResponsabilidade Social e Ambiental Adotados pela Empresa:( ) não sãoconsiderados( ) sãosugeridos( ) sãoexigidos( ) não serãoconsiderados( ) serãosugeridos( ) serãoexigidosQuanto a Participação dos Empregados em Programas de TrabalhoVoluntário, a Empresa:( ) não seenvolve( ) apóia( ) organizae incentiva( ) não seenvolverá( ) apoiará( )organizará eincentivaráNº total de Reclamações e Críticas de Consumidores Na empresa: No Procon: Na Justiça: Na empresa: No Procon: Na Justiça:% de Reclamações e Críticas Atendidas ou Solucionadas: Na empresa: No Procon: Na Justiça: Na empresa: No Procon: Na Justiça:Valor Adicionado Total a Distribuir (em mil R$):Distribuição do Valor Adicionado (DVA):Em 2012: R$% governo% retido% colaboradores% terceirosEm 2011: R$% governo% retido% colaboradores% terceiros96 Técnico267 Administrativo105 Liderança70 Sem afastamento8 Com afastamento36.164METAS 20135 Diretivo2012 VALOR (MIL REAIS)300316.993,262012 20111.69459020520511.134 Operacional87 Gerencial
  11. 11. verde da nossa Agriculturaamarelo da nossa Energiae as energias da natureza, da vida, esperança e perseverança ...... e as cores da Responsabilidade, simbolizando o ideal, o sonhoSomos uma empresa genuinamente gaúcha, por isso nossascores representam as cores do Rio Grande do Sul, com overmelho dos nossos AlimentosNossas cores
  12. 12. ‘‘Quem não fazpoeira, come poeira...’’André Ranschburg
  13. 13. CAMERA AGROALIMENTOS S.A.www.camera.ind.brMatriz: RS‐344, km 39,5CEP 98.900‐000Santa Rosa ‐ RSFone (55) 3511.5800

×