Relatorio - Parte 3 - 2

210 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio - Parte 3 - 2

  1. 1. EM 2012, FORAMDESTINADOS R$ ....... NAVALORIZAÇÃO DASPESSOASAntonio Jair Ma oni – Gerente Comercial deSanto Augusto, Região Celeiro, na empresa desdejaneiro de 2001.VALORIZAÇÃO DAS PESSOASPara construir o bom resultado dosnegócios, apostamos em equipespreparadas, comprome das eque se orgulham do que fazem.Inves mos na contratação de pessoasiden ficadas com os valores dac o m p a n h i a . D e s e n v o l v e m o sprofissionais, formamos lideranças eoferecemos programas e bene cioscomo treinamento, bolsa de estudos,vale alimentação, sacola alimentação,auxílio escolar, auxílio creche,uniforme eequipamentos de proteção individual(EPI), vale transporte, remuneração
  2. 2. POLÍTICAPropiciar as melhores condições possíveis para as pessoas exercerem seu potencial decontribuição para a compe vidade, rentabilidade e sustentabilidade da companhia,prezandosemprepelasimplicidade,confiançaetransparêncianasrelaçõesdetrabalho.OBJETIVOS1 ‐ Priorizar a segurança e a saúde ocupacional no trabalho, como es mulo à longevidadedaspessoasdentrodaCompanhia.2 ‐ Privilegiar oportunidades de crescimento na carreira aos profissionais internos,embora contratações externas sejam necessárias para a agregação de novas ideias eexperiências.3‐ Desenvolver métricas de avaliação de performance e incen var prá cas de feedback,com foco na meritocracia necessária à evolução do planodecarreiradecadaprofissional.4 ‐ Buscar prá cas de remuneração compe vas ecompa veis com os resultados, através de remuneraçõesfixasevariáveis.5 ‐ Manter o código deé ca corpora vo sempreem evidência, difundindoas polí cas e valoresculturaisdaCompanhia.variável, assistência médica,convênio com farmácias, plano decarreira (Prosperar) e Plano dePar cipaçãonosResultados.Internamente, inves mos emqualificação na área de educaçãocorpora va, realizando projetosde treinamento de lideranças paragestores e futuros líderes.Tambémpromovemoscampanhassistemá cas sobre segurança notrabalho e saúde pessoal, quecontribuem para a melhorias i g n i fi c a v a d o c l i m aorganizacional, além de visitas eviagens de benchmarking paraconhecer boas prá cas donegócio.Estamos presentes, durante todoo a n o , n a s a v i d a d e s d ei nte g ra çã o co m u n i tá r i a ecooperação ambiental, o que éumamarcadaCompanhia.Atravésdas filiais, distribuídas em seteregiões do Estado, estamose n v o l v i d o s n a v i d a d a scomunidades urbanas e rurais,par cipando efe vamente dasociedadegaúcha.
  3. 3. PROGRAMAS DE PESSOAS1 ‐ PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DELIDERANÇASReconhecido como uma das mais importantes estratégias derecursos humanos da Empresa, o Programa deDesenvolvimento de Lideranças busca iden ficar novostalentos, empreendedores, com forte espírito de equipe,habilidade de relacionamento e prazer em atender o produtor,para atuarem em posições de liderança. Desta forma,procuramos inves r na formação de profissionais, visando orefinamento e desenvolvimento das competências específicasdo agronegócio, por meio de um sistema integrado dea vidadesprá cas,cursosetrabalhosemgrupo.2– PROGRAMA SAÚDE E BEM ESTARAtravés deste programa, promovemos palestras comnutricionistas, médicos, psicólogos e fisioterapeutas sobreprá cas de saúde e prevenção de doenças. Os examesperiódicos beneficiam todos os trabalhadores e têm afinalidade de prevenir doenças ocupacionais e problemas desaúde.Periodicamentesãorealizadascampanhasdevacinaçãocontra a febre amarela, hepa te, tétano, rubéola, an gripal,alémdetestesdeglicoseepressãoarterial.Nossos Programas de Pessoas são um conjunto sistema zadode ações construídas pela Área de Pessoas, com o propósito denortear as a vidades de desenvolvimento profissional epessoal,engajandoaindamaisaspessoasàempresa.EM 2012, FORAMINVESTIDOS R$ 317 MILEM TREINAMENTOS ENA FORMAÇÃO DENOVOS LÍDERES
  4. 4. 3 – PLANO DE CARREIRAPROSPERARO obje vo do plano é o desenvolvimento depessoas, por meio da avaliação de suascompetências, oferecendo treinamentoadequado e remuneração de mercado. Com oProsperar, valorizamos cada trabalhadorindividualmente, priorizando os critérios dedesenvolvimento alinhados com o planoestratégicocorpora vo.4 ‐ P R O G R A M A J O V E MAPRENDIZO programa tem o compromisso de ofereceroportunidades de emprego para jovensestudantes e, assim, contribuir para aqualificação e o desenvolvimento decompetências para o mercado de trabalho.Oferecemos oportunidades para jovens emtodas as filiais, com seleções anuais parapreencher as vagas e seguir carreira naempresa, conforme perfil e oportunidades,. Osaprendizes recebem uma bolsa salário paraestudar e, após, realizam a prá ca na empresaemdiversossetores.Jean Marders iniciou no Programa Jovem Aprendiz em 2010 e,em2011,foiefe vadonaÁreadeProjetos.O compromisso da Companhia comseus trabalhadores é geraroportunidades em todos os níveis,para que todos prosperem em suascarreiras.Requisitos para par cipar do Programa:• Idade: 14 a 24 anos.• É necessário estar cursando ensino fundamentalou médio ou tenha acabado de concluir o ensinomédio.• Disponibilidade para fazer o curso deaprendizagem no SENAC, SENAI, SENAR ouSEST/SENAT e após realizar a prá ca de mais 400horas na empresa.
  5. 5. 5‐ PROGRAMA DE ESTÁGIOS NA ÁREA TÉCNICAO programa tem o obje vo de iniciar o processo de integração do estudante aomercado de trabalho, tendo como foco principal o aprendizado prá co, oaperfeiçoamento técnico‐cultural e cien fico e o relacionamento humano. Oaluno dos cursos de técnico agrícola, técnico em agropecuária, agronomia,engenharia agrícola, técnico em alimentos, química industrial de alimentos,engenharia da produção e engenharia química tem oportunidade de vivenciarosconceitosteóricosestudadosemsaladeaulanaprá caco diana.O programa oferece oportunidades para estudantes de nível médio, técnico esuperior. O estudante segue a carga horária e as ca vidades propostasacordadas no termo de compromisso, que é firmado entre a Companhia e ains tuiçãodeensinoedeacordocomalegislação.Parasecadastrar,bastaenviarcurrículopelositewww.camera.ind.br.6– PROGRAMA BOM CONDUTOREste programa busca qualificar nossos condutores para que circulem em viaspúblicas com segurança, conscientes dos riscos e da responsabilidade de estarconduzindo o veículo da empresa. Todos os trabalhadores recebem o curso dedireção preven va e uma carteira de permissão para dirigir, conforme a polí cadobomcondutor.7– PROGRAMA PARA PESSOAS ESPECIAISDe acordo com nossa visão estratégica, estabelecida no Compromisso Camera2021, a Empresa almeja "ser referência no agronegócio brasileiro pela geraçãodesustentabilidadeparaaCompanhia,aspessoasesuascomunidades".Para nós, um dos vetores de geração de sustentabilidade é a criação deoportunidades de trabalho para pessoas com necessidades especiais. OProgramaparaPessoasEspeciaisdaCameraobje vaaprospecção,contratação,qualificação, integração e acompanhamento de novos colegas portadores denecessidades especiais (PNE). Além de fortalecer nossa força de trabalho,acreditamos que a par cipação de pessoas com necessidades especiais emnosso ambiente de trabalho irá contribuir para o crescimento humano e socialdetodos,enriquecendooambientedeprosperidadequetodosdesejam.
  6. 6. Ildo Bueno Paz, motorista na empresadesde julho de 2001.
  7. 7. BENEFÍCIOSPara proporcionar tranquilidade a seus trabalhadores, aCameraofereceumaamplacarteiradebene cios.PLANO DE SAÚDE UNIMEDPensado no bem estar dos seus trabalhadores edependentes, a Camera fornece assistência médica namodalidade ambulatorial ou semi‐priva va via convêniocom a Unimed. A cobertura é nacional. Parte do valor écusteadopelaempresa.BOLSAS DE ESTUDOSNossa empresa possui um programa de incen vo àeducação direcionado às pessoas que se destacam pelodesempenhoededicaçãonotrabalho.O bene cio é concedido mediante alguns critérios pré‐definidos, como tempo de empresa, afinidade do cursocom a a vidade desenvolvida, mérito e permanência naorganização por um tempo após a conclusão do curso.Além disso, o beneficiado tem a responsabilidade dedesenvolver o trabalho de conclusão do curso naempresa.VALE‐TRANSPORTEA Empresa disponibiliza o bene cio de acordo com adeclaração de necessidade de u lização de transportepúblicoformalizadanomomentodaadmissão.CONVÊNIO COM FARMÁCIAA Companhia disponibiliza um convênio com redes defarmácias que concede descontos para o trabalhador e apossibilidade de descontar o valor das compras em folhadepagamento.ATENDIMENTO MÉDICO SEMANALPor priorizar a saúde das pessoas, a Camera disponibilizaassistência médica realizada na matriz da Empresa, todasemana, para que qualquer trabalhador possa realizarconsultas e encaminhar exames. As consultas podem serrealizadasduranteexpedientedetrabalho.
  8. 8. Iolanda Fogaça, na empresa desde março de 2002.VALE‐ALIMENTAÇÃOCompondo o Programa de Alimentação ao Trabalhador(PAT), a empresa fornece um cartão eletrônico, com umcrédito mensal para u lização exclusiva na aquisição deprodutosalimen ciosourefeições.SACOLA ALIMENTAÇÃOOutro bene cio do PAT é a Sacola Alimentação, compostapor produtos da cesta básica, que a Empresa fornecemensalmenteacadatrabalhador.AUXÍLIO ESCOLARFornecido àqueles que comprovarem estar frequentandoa escola, ou seus filhos menores, nos níveis pré‐escola,ensino fundamental ou médio, no respec vo ano le vo. Aentrega do comprovante é de responsabilidade dotrabalhador e deverá ser realizado dentro dos prazosestabelecidosnodissídiocole vodecadalocalidade.AUXÍLIO CRECHEEstabelecido em alguns acordoscole vos da empresa, é voltado àsmulheres trabalhadoras. Tem porobje vo custear parte dasdespesas das pessoas com oacompanhamento de seusdependentes até certa idade. Obene cio é creditado em folha depagamento juntamente com osvencimentosmensais.REMUNERAÇÃO VARIÁVELNossas equipes comerciais sãocomissionadas mensalmente pelacomercialização de produtos erecebem bônus específicos porcampanhas internas realizadas,tais como valores em dinheiro eviagenspeloBrasil.TREINAMENTO EDESENVOLVIMENTOAs equipes são treinadascon nuamente e recebemc a p a c i t a ç ã o p a r a oautodesenvolvimento e parapotencializar capacidades deperformance. Estes treinamentossão desenvolvidos internamenteou por profissionais externos.Além disso, a empresa es mulaviagens de benchmarking paraagregar melhores prá cas deoutras empresa e lugares dereferência.CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINOMantemos convênios com as principais ins tuições deensino, para que os trabalhadores possam se aperfeiçoarereceberdescontosnoscursosoferecidos.UNIFORMESFornecemos a todos os trabalhadores uniformescompa veis com as áreas de atuação, para que todostenham conforto no ambiente de trabalho e estejamiden ficadoscomaCompanhia.PPR – PLANO DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOSO plano tem como obje vo contribuir para atrair, reter,mo var e desenvolver profissionais com o perfil desejadopela empresa, além de es mular o comprome mentocom os resultados e vincular desempenho corpora vo àrecompensadostrabalhadores.O PPR introduz o conceito de gra ficação, não habitualsem natureza salarial, que integra à remuneração.Apresenta‐se na forma de um sistema misto (baseado nosconceitos de produ vidade e de gra ficações por metascole vasalcançadas).FERRAMENTAS DE TRABALHODisponibilizamos a todos os trabalhadores ferramentasmodernas para dar eficiência e elevar a performance,tais como notebooks, celulares, veículos, palm tops,leitores digitais, entre outros.
  9. 9. A comunicação é uma importante aliada dacompanhia para manter seus trabalhadoresintegrados e informados sobre o planejamentoestratégico, seus desafios e suas conquistas. Elaacontece por meio de diferentes canais e envolvedesdepequenosgruposeseuslíderesatéaDiretoria.O informa vo Em Primeira Mão tem como obje voinformar todos ao mesmo momento e sobre osacontecimentos da Companhia. O nome traduz oobje vo principal, que é dar a no cia em primeiramão para os trabalhadores, seja ela de teor internoouexterno.Além disso, divulgamos todas as informações emmurais internos, site e intranet. Nos locais detrabalho, acontecem as reuniões rápidas conjuntascomosdiálogosdesegurança(DDS).Colaborador “Em Primeira Mão”A Camera S. A. apresenta o boletim informativo “Em Primeira Mão”, que servirá para informar eaproximar o colaborador do que acontece na companhia. O mesmo será entregue a cada 15 dias,podendoterediçõesextraordináriasconformeonecessário.“A dinâmica de nosso dia‐a‐dia corporativo demanda eficientes ferramentas internaspara manter as pessoas alinhadas. Este informativo tem o desafio de, em primeira mão, comunicar atodos os colegas aquilo que esta acontecendo na companhia. Votos de sucesso para a iniciativa daÁreadePessoas”,dizodiretordeoperações,RobertoKist.A organização preocupa‐se com o bem‐estar do profissional. Como meio de alertar eprevenir, também serão divulgados os números de acidentes de trabalho, de trânsito e as multas,visando conscientizar a todos para que desenvolvam práticas e comportamentos seguros. Conformea supervisora de SESMT, Luciane Stockmann, com esta informação, a Camera busca estimular aconscientização, reflexão, práticas, procedimentos e condutas seguras no ambiente de trabalho e nadireção de veículos nas rodovias. “Através deste espaço, pretendemos envolver, engajar econscientizar os colaboradores quanto a Segurança e Saúde no Trabalho, estimulando a iniciativa, acooperaçãoeosensoderesponsabilidadedecadaum”,complementa.De acordo com a gerente de Gestão de Pessoas, Daniele Parise, o “Em Primeira Mão”pretende levar a informação ao mesmo tempo para todos os colaboradores, mostrando assim que osmesmosfazempartedasaçõeseacontecimentosdacompanhia.Em 2012, também será lançada a revista interna, que tem o objetivo de informar ecelebrar as pessoas que compõem a Camera. Para isso, em breve todos poderão dar sugestões para aescolhadonomedarevista,eoescolhidoserápremiadocomumnotebook.Edição n° 1/ 17 de novembro de 2011Inácio Taborda, na empresa desde agosto de 2011.COMUNICAÇÃO INTERNAEM PRIMEIRA MÃO
  10. 10. CÓDIGO DE ÉTICAO Código de É ca é um manual de conduta expressa daCompanhia. Ele obje va harmonia e transparência,criando referenciais que são uma estrutura viva,decorrente do cumprimento dos compromissosassumidos frente aos diversos públicos com os quais aempresaesuaspessoasinteragem.A postura é ca é a melhor forma de expressar lealdadepara com a empresa. Por isso, ela deposita confiança naspessoas e espera a adesão voluntária de todos nocumprimento dos mais altos padrões de conduta pessoal.Cada trabalhador deve conhecer, compreender e usar oCódigo como referencial, especialmente em caso dedúvidasparaatomadadedecisões.Essa publicação estádisponível para consulta edownload no website:www.camera.ind.brDaniele Parise Germano, na empresa desde junho de 2005.
  11. 11. OUVIDORIACAMERAA Ouvidoria é um canal de comunicação acessível edireto. Por meio dela, todos os públicos relacionados,tanto internos quanto externos, têm a oportunidadede expressar opiniões, denúncias, fazer reclamações esugerir melhorias relacionadas às a vidades daEmpresa.Seu obje vo é iden ficar áreas e assuntos que estejammerecendo maior atenção dos gestores, definir eixosprioritários de ação, propiciar feedback sobre aatuação da organização, permi r a correção dedisfunções e redirecionamento das açõesdesenvolvidas e iden ficar necessidades dos públicosrelacionadosàssuasa vidadesedaempresa.Gabriel Scarello de Azeredo, naempresa desde março de 2010.
  12. 12. CIPA – COMISSÃO INTERNA DEPREVENÇÃO DE ACIDENTESA CIPA é composta por representantes do empregador e dosempregados,etemcomomissãopromoverapreservaçãodasaúdee da integridade sica dos trabalhadores e de todos aqueles queinteragemcomaempresa.O obje vo da comissão é observar e relatar condições de risco nosambientes de trabalho, solicitar medidas para reduzir, eliminar ouneutralizar os riscos existentes e discu r os acidentes ocorridos. Oresultado da discussão é encaminhando ao Serviço Especializadoem Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT)e ao empregador. Atua também na solicitação de medidas queprevinam acidentes e orienta os trabalhadores quanto à prevençãodeacidentes.A Cipa desenvolve anualmente a Semana Interna de Prevenção dosAcidentes do Trabalho (SIPAT), com o obje vo de orientar econscien zar os trabalhadores sobre a importância da prevençãodeacidentesedoençasnoambientedotrabalho.PESQUISADECLIMACom o obje vo de mapear a sa sfação do nosso trabalhador,realizamos pesquisas periódicas de clima. São um instrumento demedição e suporte à melhoria das condições do ambiente e dasrelaçõesdetrabalho.
  13. 13. CONVENÇÃODEVENDASTodos os anos, a Camera realiza sua Convenção de Vendas,na qual acontece o lançamento das campanha deperformance em vendas para o ano seguinte,reconhecendo, por meio de premiações, o esforço e adedicação dos trabalhadores dedicados à comercialização.As campanhas premiam vários níveis, desde o individual atéa atuação em equipe, celebrando as conquistas, aimportância do trabalho conjunto e a integração. Aspremiações podem ser em dinheiro, viagem, notebook e TVLED, entre outros prêmios. Há também as premiações emparceria com alguns fornecedores, que dis nguem asequipes com performance superior quanto às metas e aosdesafiospropostos.PremiadosnaConvençãodeVendas2012:Fabiano Zalamena, Renato Bertoldi,Graciela Cesar Mussolin e DiogoGabriel Pelin, juntamente com suasfamílias, na Serra Gaúcha.
  14. 14. Luiz Carlos GertzContábilNeusa Alma G. RuschCasa ManchinhaJuarez BrancoCasa PitangaRogerio LyssakCasa Pedro PaivaJorge BorchateCasa CruzeiroMaria Rosa L. FerreCasa TucunduvaAntonio Carlos FabricioInsumos AgrícolasHilário Jose SchmidtFábrica de AlimentosIolanda Pinheiro FogaçaProdutos AgrícolasSandro Roberto LissakCasa Santo AugustoValdomiro O. da CruzCasa Pedro PaivaOdalgiro S. QuaresmaCasa Pedro PaivaLuis Carlos BothCasa PitangaLuiz Ricardo BrandeleroAuditoriaVanderlei BronstrupCasa ManchinaHOMENAGEMPOR TEMPO DE SERVIÇOO programa reconhece e celebra a dedicação dostrabalhadores que completam 10 anos ou mais na empresa.Os colegas jubilados em 2012 são homenageados nestapágina.
  15. 15. AÇÕES ANUAIS DE COMEMORAÇÕESINTERNASAniversários: as equipes de trabalho comemoram osaniversários dos colegas. A Área de Pessoas, comoincen vo à confraternização em datas especiais,encaminha um cartão de felicitação em nome dacompanhiaparaserentreguepelolíderdogrupo.Datas Comemora vas: durante o ano, várias datas sãocelebradas pela companhia. A Área de Pessoas, emconjunto com a CIPA, entrega presentes e cartões aoshomenageados do dia, como no Dia da Mulher, Dia doTrabalhador, Páscoa e Natal. No Dia das Crianças, ocorre adoação de brinquedos e roupas infan s, arrecadadospelos colegas voluntários e entregues a ins tuições dacomunidade.Dia Mundial do Meio Ambiente: para fortalecer aconsciência ambiental entre os colegas, a Área deResponsabilidade Social e Meio Ambiente buscadesenvolver a vidades que envolvam diretamentevoluntários na prá ca de ações ambientais. Em 2012,foram plantadas 165 mudas de árvores na vas na açãoemcomemoraçãoaoDiaMundialdoMeioAmbiente.DuPont e Camera parceiras na educaçãoO projeto DuPont na Escola beneficia filhos de produtoresrurais e incen va o aprendizadoA Camera é parceira da DuPont no programa DuPont na Escola, quebeneficia filhos de produtores rurais e tem como obje vo promoveros conceitos de crescimento sustentável na a vidade agrícola,cidadania, conscien zação preservacionista e segurança na aplicaçãode defensivos agrícolas. O público infanto‐juvenil atua comomul plicadordosconhecimentosadquiridosnoprograma.Com ênfase nas escolas públicas das principais regiões rurais do país,o projeto mo va o aprendizado dos estudantes por meio de concursoderedaçãoedesenhosobreboasprá casagrícolas,cujosvencedoressão premiados. Para que os alunos tenham conhecimento das boasprá cas agrícolas, é disponibilizado às escolas material didá cocomposto por um livreto e um vídeo sobre o uso de químicos nalavoura e o uso correto de EPIs. Toda escola par cipante recebe umcomputador completo com impressora, que é colocado à disposiçãodas crianças, auxiliando assim também na introdução à informá ca.As melhores redações e os melhores desenhos são premiados combicicletas.VOLUNTARIADO ECAMPANHASA cada três meses, em parceria com seustrabalhadores e a CIPA, a Camera realizainúmeras ações que beneficiam acomunidade, tais como campanha doagasalho, doação de alimentos ebrinquedos, doação de sangue e medula,visitas ao Lar do Idoso, entre outros. AEmpresa conta com o voluntariado naorganização e distribuição do que éarrecado para en dades da região deatuação.A empresa é parceira na divulgação e nop a t r o c í n i o s d e f e i r a s e s h o w sbeneficentes, além de incen var a leiturae par cipar do custeio de livros parabibliotecas da comunidade, em parceriacom o SESI. Em duas de suas unidades, aempresa disponibiliza livros para leituradoscolaboradoreseclientes.Periodicamente também é realizada adoação de equipamentos de informá ca aescolas e hospitais, em razão da inovaçãot e c n o l ó g i c a e s u b s t u i ç ã o d eequipamentosinternamentenaEmpresa.
  16. 16. Jairo Meinerz plantando sua árvore de ipê noDia Mundial do Meio Ambiente, em Santa Rosa.
  17. 17. SEGURANÇA NO TRABALHOOs Programas de Segurança e Saúde no Trabalho são um conjunto de inicia vas formalizadas em polí cas,programas, procedimentos e processos, em conformidade com as exigências legais. O Serviço Especializado emEngenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) conduz as a vidades com segurança, saúde, é ca eresponsabilidade social, assegurando o aperfeiçoamento con nuo e a melhoria no ambiente de trabalho, reduzindoacidentesepromovendooequilíbrio.1‐ PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (PPRA)O PPRA tem como obje vo a preservação da saúde e da integridade sica dos trabalhadores por meio de ações deantecipação, reconhecimento, avaliação e controle da ocorrência dos riscos ambientais existentes ou que venham a exis rnos locais de trabalho. São considerados conjuntamente os aspectos de proteção do ser humano, do meio ambiente e dosrecursosnaturais.2‐ PROCEDIMENTO DE SELEÇÃO DE EPIEste procedimento abrange todas as a vidades e processos realizados na empresa ou pelas contratadas, cuja avaliação deriscosdeterminaau lizaçãodeequipamentosdeproteçãoindividual(EPI).3‐ PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL (PCMSO)O PCMSO estabeleceocontroledesaúde sicoementaldotrabalhador,emfunçãodesuasa vidades,eobrigaarealizaçãode exames médicos adicionais, de mudança de função e de retorno ao trabalho, além da obrigatoriedade do exame médicoperiódico.4‐ DIÁLOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA (DDS)É um programa des nado a criar, desenvolver e manter a tudes prevencionistas na empresa, por meio da conscien zação
  18. 18. de todos os trabalhadores. Tem como foco principal a realizaçãode conversas organizadas sobre segurança nas áreasoperacionais, que promovem maior integração e a criação de umcanal de comunicação ágil, transparente e sincero entregerentes,lídereseauxiliares.5‐ PATRULHA DE SEGURANÇAFormada por voluntários (trabalhadores), a Patrulha é treinada ecapacitada para agir em casos de incêndio em qualquer área.TodospassampelacapacitaçãodeBrigadadeEmergência.6‐ PROGRAMA DE CONTROLE AUDITIVO (PCA)Nos locais de trabalho em que existe a possibilidade deexposição dos trabalhadores a altos níveis de ruído, é realizada aavaliação do agente sico ruído e o monitoramento dosexpostos.Oobje voéiden ficarníveisdeexposiçãoquepossamserprejudiciaisàsaúdedotrabalhador.7‐ PROGRAMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA (PPR)A Empresa tem como meta primordial assegurar a preservaçãodas condições de saúde de seus trabalhadores no desempenhode suas a vidades profissionais. Todos os locais de trabalhosujeitos à liberação de contaminantes atmosféricos, tais comopoeiras,fumos,névoas,neblinas,gasesevapores,ouondeexistapotencial de deficiência de oxigênio, são avaliados e ostrabalhadores monitorados para iden ficar níveis de exposiçãoprejudiciaisàsaúdedotrabalhadorexposto.O obje vo é disponibilizar, quando necessário, os equipamentosde proteção respiratória (EPR) adequados para proteger ostrabalhadorescontraosriscosapar rdecontaminaçãoaérea.8‐ REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR (3R)O obje vo deste projeto é conscien zar as pessoas diretamentee indiretamente ligadas à Camera (empresas contratadas efornecedores) quanto à mudança comportamental relacionadaaos resíduos. A redução, reu lização e reciclagem (3R) e a coletasele va minimizam o passivo ambiental e aumentam aconscien zaçãoquantoàpreservaçãodomeioambiente.Materiais de substancial valor financeiro (papel, plás co, TNT,couro) são selecionados diariamente e armazenados em caixas,minimizando os riscos de contaminação e acidentes, gerandobene ciosnaaquisiçãodenovos EPIs.9‐ TROFÉU ACIDENTE ZEROA empresa trabalha com a prevenção de acidentes e investecon nuamente na capacitação de seus trabalhadores. Comoforma de incen vo, o SESMT lançou o Prêmio Troféu AcidenteZero, que no dia 31 de dezembro reconhece o desempenho decadalocalsemacidenteduranteoano.10‐ PROGRAMA SORRISOOProjetoSorriso,realizadoemparceriacomoSesi,éaplicadonoParque Industrial de Estrela. Atende os trabalhadores queu lizam o refeitório e fornece kits de higiene, quatro vezes porano. Além de incen var a ideia da saúde bucal, o Sesi desenvolvea vidadeseduca vas.

×