Modelos financeiros

1.184 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelos financeiros

  1. 1. MODELOS FINANCEIROS: SEGUROS DE VIDA Trabalho realizado no âmbito da disciplina de MACS, pelas alunas: Jéssica Landim, nº 15 Joana Silva, nº16
  2. 2. Introdução:  Neste trabalho iremos tratar o subtema dos Seguros de Vidas que estão inseridos no tema dos Modelos Financeiros.  “Perante o atual panorama de crise económica, os seguros de vida têm vindo a ficar para segundo plano. As famílias apertam o cinto e o que julgam ser mais dispensável é cortado do orçamento. Contudo, um bom seguro de vida não é algo dispensável. É uma segurança em caso de morte ou invalidez da pessoa segura.”  Para além de referirmos a importância dos Seguros de Vida e de apresentarmos algumas informações, iremos também representar algumas simulações de bancos diferentes, comparando assim a sua eficácia.  Para finalizar, iremos ter uma breve conclusão sobre as informações obtidas, e uma breve reflexão em que iremos expor as nossas dificuldades.
  3. 3. Para que serve um seguro de vida?  Atualmente, em Portugal, quem tem uma hipoteca no banco, em geral, tem um seguro de vida. Trata-se de um seguro direcionado especificamente para o crédito imobiliário e significa que, em caso de morte ou invalidez da ou das pessoas seguras, o crédito fica pago. Este tipo de contrato garante uma atualização do capital seguro simultaneamente com o capital em dívida no banco.
  4. 4. Qual a diferença entre IAD e ITP?  A Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) ocorre quando, em caso de doença ou acidente, se verifica uma total incapacidade da pessoa segura que a impeça de exercer qualquer função remunerada e que a mesma necessite de cuidados continuados de terceiros para satisfazer as necessidades do dia a dia. Quer isto dizer que necessita de ter sempre alguém por perto para a ajudar a vestir, comer, fazer a higiene diária e por aí fora. Esta invalidez tem de ser fundamentada clinicamente.  Por seu lado, a Invalidez Total e Permanente (ITP) verifica-se quando se considerar que a pessoa segura fica total e definitivamente incapaz de exercer a sua ou qualquer profissão compatível com os seus conhecimentos. Também aqui será necessário parecer médico que comprove o estado de invalidez.
  5. 5. Razões para ter um seguro de vida:  Um seguro de vida traz consigo benefícios bem reais não só para si mas, principalmente, para a sua família e para quem dependa de si. O seguro de vida é uma das melhores formas de minimizar as consequências que podem afetar o ceio de uma família no caso de algo correr antes de tempo.
  6. 6. Seguros de vida clássicos:  Como já vimos os seguros de vida enquadram-se no ramo vida e fazem parte da classificação legal de seguros, pois assumem características próprias. Os seguros do ramo vida dividem-se em 3 tipos de possibilidades na forma como funcionam, pois podem atuar em caso de morte e também em caso de vida. Se forem acionados por qualquer forma são seguros de mistos. Assim vamos caracterizar e explicar cada uma destas formas de seguro de vida clássico.
  7. 7. Tipos de Seguros de vida:  Existem 3 tipos de seguros de vida: em caso de morte, em caso de vida e para as 2 em simultâneo. Se o risco de morte é feito a pensar nos que nos são próximos, o seguro em caso de vida é a pensar em nós.
  8. 8. 1. Seguro de vida em caso de vida  Em caso de vida o cliente recebe o valor acordado no fim do contrato. Caso ocorra óbito da pessoa segura não existe lugar a qualquer pagamento por parte da seguradora. Este tipo de seguro caiu em desuso com a acrescente oferta de produtos financeiros de investimento. Apesar de ainda estar em comercialização pelas seguradoras as vendas são residuais.
  9. 9. 2. Seguro de vida em caso de morte  Em caso de vida o cliente não recebe qualquer valor no final do contrato. Em caso de morte os beneficiários da apólice (título) recebem o valor contratado, é sempre melhor que não exista qualquer pagamento, pois é sinal que não morreu ninguém.
  10. 10. 3. Seguro de vida em caso de vida e em caso de morte  Estes seguros também podem ser denominados de seguros de vida mistos. A seguradora terá sempre de indemnizar. Em caso de vida o cliente recebe o capital contratado em caso de morte os beneficiários recebem o capital contratado. Nestas situações o prémio do seguro é elevado, já que a seguradora terá sempre de desembolsar fundos.
  11. 11. Representação de diferentes Simulações: Figura 1 - Simulação de um Seguro de Vida no BES
  12. 12.  O BES apresenta-lhe Soluções de Proteção Pessoal e Familiar, com um vasto leque de coberturas, para garantir o bem-estar financeiro e futuro da sua família. 1. Modalidades Cobertas  Proteção Vida BES  Proteção Vida BES +  Vantagem Família BES
  13. 13. 2. Cobertura  No caso do Proteção Vida BES +, seguro destinado a casais com filhos, cobre:  Morte  Invalidez Total e Permanente  Doenças Graves  Proteção Vida BES, seguro destinado a Jovens casais e Solteiros, cobre:  Morte  Invalidez absoluta e definitiva
  14. 14. 3. Vantagens  Vantagens fiscais  Subscrição Simples e imediata  Capital sempre atualizado  Pagamento do seguro anualmente ou através de prestações mensais. 4. Idades  Na modalidade Proteção Vida BES e Vida BES +, destinada a jovens casais e solteiros, e casais com filhos, respetivamente, a subscrição é quase imediata.  Se pretender um capital mais elevado ou dependendo da idade é que poderá haver mais formalidades, idade essa que será a partir dos 56 anos de idade.
  15. 15. Figura 2 - Simulação de um Seguro de Vida na Fidelidade Mundial
  16. 16.  O Vida Segura da Fidelidade Mundial é um seguro de vida individual à medida das suas necessidades, que em situações graves, lhe permitirá assegurar a sua proteção Pessoal e/ou Familiar ou honrar compromissos financeiros assumidos. 1. Modalidades Cobertas  Cobertura Principal  Coberturas Complementares
  17. 17. 2. Cobertura  Principal - Morte.  Complementares: - Morte por Acidente - Morte por Acidente de Circulação - Invalidez Total e Permanente - Invalidez Total e Permanente por Acidente - Invalidez Total e Permanente por Acidente de Circulação - Invalidez Absoluta e Definitiva - Doenças Graves.
  18. 18. 3. Vantagens  Benefícios Fiscais  Possibilidade de escolha de forma e periodicidade de pagamento  Capitais à sua medida. 4. Idades  Subscrição sem formalidades, desde que a Pessoa Segura não ultrapasse os 70 anos de idade.
  19. 19. Figura 3 - Simulação de um Seguro de Vida no Millennium
  20. 20.  A Proteção Vida é o seguro de vida que lhe garante que, aconteça o que acontecer, nada faltará a quem mais gosta. A partir de 5,00 EUR/mês pode escolher a melhor solução para garantir uma proteção completa e eficaz para si e para a sua família. 1. Modalidades Cobertas  Proteção Princípio de Vida  Proteção Vida Base  Proteção Vida Mais  Proteção Vida 55-85
  21. 21. 2. Cobertura  Por exemplo, Proteção Vida Base:  Morte  Rede 2ª Opinião  Invalidez Absoluta e Definitiva  Invalidez Total e Permanente por Acidente  Opcional: Poupança Vida; Doenças Graves. 3. Vantagens  Benefícios Fiscais  Acesso ao serviço 2ª opinião com médicos especialistas  Consolidar solidez económica para fazer face a situações inesperadas.
  22. 22. 4. Idades  Em todas as modalidades a idade mínima é 18 anos, exceto na Proteção Principio de Vida, na qual beneficiário terá de ser menor de 18 anos.  A idade limite para subscrição é aos 64 anos. A idade limite para permanência é:  Morte - 85 anos  Invalidez Total e Permanente, Invalidez Absoluta e Definitiva e Doenças Graves - 65 anos  Morte por Acidente e Morte por Acidente de Circulação - 70 anos.
  23. 23. Conclusão:  Após a apresentação das diferentes simulações, o nosso grupo achou que a proposta da Seguradora Fidelidade Mundial era a mais vantajosa, mesmo podendo ser mais cara era a que cobria mais danos e incluía a família. Por outro lado, o Millennium oferece possibilidade de estar segurados até uma idade mais avançada.  Talvez a principal exclusão de um seguro de vida seja o suicídio, desde que este se verifique nos dois primeiros anos a seguir à data de contratação da apólice. As exclusões são várias e vão desde atos criminosos a viagens de exploração. Se o falecimento tiver sido provocado por ato criminoso do beneficiário o contrato não produzirá efeito assim como se o mesmo acontecer em situações de guerra. Desta forma se se deslocar a uma zona geográfica instável social e politicamente informe a sua seguradora. A mesma poderá anular temporariamente a cobertura de morte ou mantê-la exigindo um sobre prémio.  Qualquer família que experiencie a morte de um dos seus membros geradores de rendimento atravessa um período de instabilidade e incerteza financeira. Um seguro de vida mantém esta instabilidade no mínimo, garantindo a entrada de dinheiro que oferece à família o tempo necessário para se ajustar à sua nova situação.  O custo de um seguro de vida para o mesmo capital seguro é proporcional à idade, assim num seguro para o risco de morte, quanto mais idade tiver maior será o prémio a pagar. Se for um seguro para o caso de vida no final do contrato quanto mais idade tiver menor é o custo.
  24. 24. Alguma questão?

×