Universidade Federal do Rio de Janeiro             Escola Politécnica               Instituto Brasil PNUMA                ...
Sumário1. INTRODUÇÃO ........................................................................................................
1. INTRODUÇÃO      A poluição atmosférica em sua maioria é causada pela atuação de algum produtoquímico e/ou tóxico no amb...
2. METODOLOGIA      Avaliamos os impactos na qualidade do ar, das fontes situadas na área deinfluência direta em um raio d...
3. CARACTERIZAÇÃO REGIONAL      O município de São Gonçalo está localizado na sub-região IV ou na Bacia Aérea IVconforme f...
3.1. História do Bairro       Bairro fundado em 1951 pela família Leonor Corrêa, que transformou a Fazenda daTrindade em u...
3.2. Fontes de Emissão Atmosférica      Conforme foto 05, identificamos na área de influência os receptores da poluiçãoatm...
Legenda                                        Área de 1km² em torno do receptor potencial (A)                       Risco...
Conforme observado no item anterior, existem diferentes fontes de exposição, fixase móveis e diferentes problemas que pode...
3.4. Medidas Mitigadoras      Devido ao grande número de Instituições de Ensino na região e sua maioria seremescolas primá...
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS      Observamos neste estudo, que somente nesta área estudada vimos diversospontos de poluição atm...
5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASWikipédia - Trindade (São Gonçalo)Disponível em : http://pt.wikipedia.org/wiki/Trindade_(S%C3...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação de impactos de fontes de emissões atmosféricas na qualidade do ar

1.426 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação de impactos de fontes de emissões atmosféricas na qualidade do ar

  1. 1. Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica Instituto Brasil PNUMA Curso de Pós-Graduação Especialização em Gestão Ambiental Turma: 2011-2 Disciplina: Atmosfera Profs.: Luiz Francisco Maia e José Arnaldo Sales Aluna: Maira da Silva Teixeira Avaliação de impactos de fontes de emissões atmosféricas na qualidade do ar Estudo de caso:Fontes de emissões atmosféricas situadas na área residencial de Trindade –São Gonçalo RJ
  2. 2. Sumário1. INTRODUÇÃO ........................................................................................................032. METODOLOGIA .....................................................................................................043. CARACTERIZAÇÃO REGIONAL............................................................................05 3.1 História doBairro................................................................................................06 3.2 Fontes de Emissão Atmosférica .......................................................................07 3.3 Efeitos aSaúde .................................................................................................09 3.4 Medidas Mitigadoras ........................................................................................104. CONSIDERAÇÕES FINAIS ....................................................................................115. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ........................................................................12 2
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO A poluição atmosférica em sua maioria é causada pela atuação de algum produtoquímico e/ou tóxico no ambiente, atualmente visamos um desenvolvimento urbano comharmonia ao meio ambiente, para que a cada dia possamos estar passando por menosproblemas respiratórios, e um ambiente menos poluído nos grandes centros urbanos paraas futuras gerações. A um passado não muito longínquo, alguns ambientalistas considerados loucos etambém eram considerados exagerados quando falavam em um aumento na temperaturado nosso planeta devido a poluição, atualmente os Governos de diferentes partes domundo participam de Conferências para compreender como as poluições de seus paísesesta contribuindo para as mudanças climáticas. Este estudo está direcionado para a região metropolitana de São Gonçalo noEstado do Rio de Janeiro que junto a outros municípios ocupa uma área total de 11% doEstado, aqui identificaremos as fontes de poluição atmosférica e seus receptores, bemcomo traçaremos medidas mitigadoras para os problemas que serão apresentados. 3
  4. 4. 2. METODOLOGIA Avaliamos os impactos na qualidade do ar, das fontes situadas na área deinfluência direta em um raio de 1km² de uma residência no bairro da Trindade, à RuaBernardo Lima, no município de São Gonçalo RJ. (foto 01) Após identificação do raio de 1km² a partir do receptor potencial, foramidentificados os receptores sensíveis localizados nesta região, e também as fontes deemissão atmosférica que podem exercer impactos no receptor potencial e nos receptoressensíveis. Foram identificados no mapa, as fontes de poluição atmosférica e receptores,fluxo de veículos, pontos de congestionamento, arborização das ruas, e direção dosventos. Foto 01. Fonte: Google Maps 4
  5. 5. 3. CARACTERIZAÇÃO REGIONAL O município de São Gonçalo está localizado na sub-região IV ou na Bacia Aérea IVconforme foto 02, com os municípios de Itaboraí, Tanguá e Magé, no estado do Rio deJaneiro. Na foto 03 podemos identificar a localização do receptor potencial do nossoestudo. Foto 02. Fonte: CAVALCANTI (2003). Foto 03. Localização do receptor potencial 5
  6. 6. 3.1. História do Bairro Bairro fundado em 1951 pela família Leonor Corrêa, que transformou a Fazenda daTrindade em um plano de loteamento, idealizado pelo genro do Dr. Leonor Correa(proprietário da fazenda), a idealização do bairro seguiu princípios os quais o proprietáriofez questão que os mesmos fossem seguidos, com todas as suas ruas traçadas eurbanizadas, o bairro foi entregue a população de São Gonçalo com total infra-estrutura. Trindade faz parte do distrito sede de São Gonçalo, obtendo Mutondo, LuizCaçador e Jardim Catarina como bairros limítrofes. (foto 04) . Foto 04 . Bairros limítrofes 6
  7. 7. 3.2. Fontes de Emissão Atmosférica Conforme foto 05, identificamos na área de influência os receptores da poluiçãoatmosférica e as principais fontes de poluição, como a rosa dos ventos anual da região. Foto 05 . Área de ingluência e receptores. 7
  8. 8. Legenda Área de 1km² em torno do receptor potencial (A) Risco grande exposição de gases e vapores orgânicos voláteis de indústria química Risco grande de exposição a poeiras respiráveis e poeira de Sílica devido a construção de um Centro Comercial. Pontos finais de 1-3 linhas de coletivos respectivamente. Parques e jardins de médios e pequenos respectivamente. Matadouro de frangos Principais lojas de material de construção Instituições de Ensino público e privado Principais vias públicas com exposições elevadas de CO2, SO2 CO,HC, NOx, circulando diariamente mais de 3 linhas de coletivos. Principais vias públicas com exposições moderadas de CO2, SO2 CO,HC, NOx, circulando diariamente mais de 1-3 linhas de coletivos. Vias com circulação somente de veículos Ruas arborizadas Rosa dos ventos anual, velocidade de 50m X direção dos ventos Principais depósitos de lixo onde costumam-se atear fogo.A emissão primária é dada pelo alto quantitativo de veículos nas vias públicas da área deinfluência, outros pontos importantes; é o risco de transmissão de zoonoses sério naregião devido ao matadouro existente; outro risco na região é o de dispersão de Furfural,produto utilizado na única indústria química da região, produto este que já se tem registrode acidente com reator de furfural em 1980. 3.3. Efeitos a Saúde 8
  9. 9. Conforme observado no item anterior, existem diferentes fontes de exposição, fixase móveis e diferentes problemas que podem aparecer na saúde da população conformepodemos observar seus efeitos na tabela a seguir: Fonte Efeito a saúde Furfural Queimará a pele, olhos e prejudicial se ingerido. Efeitos significativos em pessoas com doença pulmonar, asma e bronquite. cisticercose, Material particulado tuberculose, toxoplasmose e brucelose.Óxidos de Nitrogênio Aumento da sensibilidade à asma e à bronquite, diminuindo a resistência às infecções (NOx) respiratórias. Em contato com a água, pode formar ácido nítrico, componente da chuva ácida. Dependendo da quantidade combinada com a hemoglobina, provoca dores de cabeça,Monóxido de Carbono desconforto, cansaço, palpitações, vertigem e diminuição dos reflexos. Em ambiente fechado, (CO) pode levar à morte.Hidrocarbonetos (HC) Diversos hidrocarbonetos, como o benzeno, são cancerígenos e mutagênicos. São irritante dos olhos, nariz, pele e trato respiratório superior. A inalação pode causar dificuldades respiratórias, broncoespasmos , queimadura na mucosa nasal, faringe e laringe, dor no peito , edema pulmonar , salivação e retenção da urina. Ingestão causa náusea, vômitos e inchação nos lábios, boca e laringe. O Amoníaco Amônia concentrado produz em contato com a pele necrose dos tecidos e profundas queimaduras. Contato com os olhos resulta em lacrimejação, conjuntivites, irritação na córnea e cegueira temporária ou permanente. A exposição a vapores e névoas de compostos químicos pode causar irritação dos olhos e Outros Gases e vapores vias aérea superiores, além pneumonites das vias aéreas inferiores e intoxicações diversas. As inalações de poeiras podem causar irritação/intoxicação dos olhos e vias aéreas Poeiras superiores, bem como pneumoconioses das vias aéreas inferiores. 9
  10. 10. 3.4. Medidas Mitigadoras Devido ao grande número de Instituições de Ensino na região e sua maioria seremescolas primárias, e estarem localizadas próximo as principais vias públicas, em horáriode entrada e saída de alunos o tráfego fica intenso nestas regiões, causando grandescongestionamentos, sugestiona-se que o fluxo de veículos para esta instituição sejadesviado para as vias de pouco acesso próximas as vias principais, onde não se tem ofluxo ônibus, com esta medida será reduzida a quantidades de dispersão de poluentesdos veículos na região. Foi-se observado que em cada quadra do bairro da Trindade na via principal Av.Domingos Damasceno Duarte a um ponto de ônibus, como a via é de mão dupla e desomente 1 via para cada lado, aconselha-se aumentar as distâncias entre os pontos deônibus, evitando que continuem os congestionamentos da região. No mapa de influência da região, notamos que são poucas as ruas arborizadas naregião e também no bairro, em algumas ruas não existem árvores; como o bairro écortado pelo Rio Mutondo e o odor do rio por algumas vezes costuma ser forte, sugerimosum trabalho entre associação de moradores, indústria química e prefeitura da região paraa elaboração de doação de mudas de árvores a serem plantadas na região, estas árvoresformam uma cortina capaz de redução de aerodispersóides. Sugestiona-se a implantação de coleta seletiva na região; ou no mínimo realizaçãode um trabalho de conscientização dos moradores quanto a segregação do lixo, para aredução dos pontos de lixo, reduzindo assim a quantidade de vetores, bem como aquantidade gases tóxicos liberados pela fumaça do lixo. Quanto ao matadouro existente na região, aconselha-se que os órgãos defiscalização possam estar verificando a documentação de instalação e procedimentos defuncionamento e resíduos do local, evitando assim possíveis danos a saúde das pessoasque vivem próximos ao local. Conforme podemos observar na rosa dos ventos, aconselhamos a indústriaquímica instalada na região a realizar um trabalho de instrução a população, bem como arealização do Plano de Emergência, instruindo de como devem proceder em caso deacidentes. Nas lojas de material de construção e na obra do centro comercial, aconselhamoso uso de cortina d’água na realização de trabalhos de perfuração, manejo de material quepossam dispersar partículas respiráveis. 10
  11. 11. 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS Observamos neste estudo, que somente nesta área estudada vimos diversospontos de poluição atmosférica, sua maioria devido ao grande desenvolvimento urbano naregião. Com medidas algumas vezes simples e também com parcerias entre o bairro e omunicípio podemos minimizar o impacto causado onde vivemos. Acreditamos que ao realizar as medidas mitigadoras propostas neste trabalho,estaremos minimizando os casos de doenças respiratórias da região, principalmente emcrianças, por serem também um dos principais afetados na região, por conta dalocalização das escolas. 11
  12. 12. 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASWikipédia - Trindade (São Gonçalo)Disponível em : http://pt.wikipedia.org/wiki/Trindade_(S%C3%A3o_Gon%C3%A7alo)Acessado em 23/01/2012FEEMA - Relatório anual de qualidade do ar 2009Disponível em http://www.feema.rj.gov.br/admin_fotos/RELATORIO_AR_2009.pdfAcessado em 25/01/2012Diário de Cuiabá – Abate Precário de Animais em Matadouros ClandestinosDisponível em http://www.agromundo.com.br/?p=4567Acessado em 01/03/2012Blog Somente Ser – Acidente GETECDisponível em : http://sersomenteser.blogspot.com/2009_04_01_archive.html?zx=1f99335a962f996dAcessado em 07/03/2012PoluentesDisponível em http://www.cetesb.sp.gov.br, acessado em 07/03/2012 12

×