Psicologia do desenvolvimento

752 visualizações

Publicada em

AS ETAPA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia do desenvolvimento

  1. 1.  Certamente, você deve lembrar-se de um fato comum na infância: a tia chegava de longe e exclamava: “como você cresceu! Como você está diferente!”. A tia que passava algum tempo sem ver você, logo notava seu crescimento, o que estava mudando, enquanto que você e mesmo seus pais mal percebiam as mudanças, pois estavam envolvidos por elas, minuto a minuto. Nelson Piletti Psicologia Educacional, pag: 179
  2. 2.  Procurar estudar e compreender as mudanças comportamentais que ocorrem com o passar dos anos, com o crescimento do indivíduo.  A criança não é um adulto em miniatura. Ao contrário, apresenta característica próprias de sua idade.  Estudos e pesquisa demonstram que existem formas de perceber, compreender e se comportar diante do mundo, próprias de cada faixa-etária.
  3. 3.  Estudar o desenvolvimento humano significa conhecer as características comuns de uma faixa etária, permitindo-nos reconhecer aas individualidades, o que nos torna mais aptos para a observação e interpretação dos comportamentos.
  4. 4.  Saber o que o indivíduo faz em cada idade? Porque faz isso nessa idade?  A linguagem que usamos com a criança de 4 anos não é a mesma que usamos com um jovem de 14 anos.
  5. 5.  O que é maturidade a um adulto? “chori”, “fazi” tal maneira de falar pode ser considerada imatura, de acordo com os padrões adultos, que são “FIZ”, “CHOREI”. ex: quando a criança fala “fazi”, “chori”, “ganhi”, etc., aos 3 ou 4 anos é um comportamento maduro . Pois a maioria das crianças nessa idade fala dessa mesma maneira, mais é imaturo aos oitos ou nove anos;
  6. 6. Entendida em relação ao grupo de idade em que se encontra a pessoa. O comportamento de uma pessoa é considerado maduro na medida em que for igual ao comportamento de grande parte das pessoas que têm a mesma idade. Quais os tipos de maturidade mapeados psicologicamente?
  7. 7. 1. Maturidade intelectual: desenvolvimento da inteligência, ou seja, do conhecimento que a pessoa tem si mesma e do mundo que o cerca. 2. Maturidade social: evolução da sociabilidade, na superação do egocentrismo infantil (preocupada com si mesmo) Quanto mais se cresce mais aceita os outros e se torna aceita, desenvolvendo respeito mútuo e se interessando por atividades sociais comuns aos grupos.
  8. 8. 3. Maturidade Emocional: Ligado aos sentimentos básicos de amor, ódio, medo, prazer, raiva, desprazer, afeição e outros. Reconhecer suas emoções, aceitá-las e trabalhá-las não deixa que prejudique as outras pessoas. Os estímulos variados da vida social provocam emoções constantes. ESCOLA: vontade de aprender. Mais importante do que controlar ou reprimir emoções e ajudar a criança a encontrar meios aceitáveis de manifestar suas emoções (pulsões).
  9. 9. 4. Maturidade física: Desenvolvimento das características físicas (altura, estatura e peso) e suas habilidades específicas, da mesma forma que a sua forma de lhe dar com estes elementos socialmente. Os tipos de maturidade são interdependentes e sofrem influências de dois fatores importantes: HEREDITARIEDADE MEIO AMBIENTE
  10. 10. HEREDITARIEDADE: transmissão biológica das características dos pais aos filhos. Conjunto de traços genéticos que nos ligam aos nossos antepassados. MEIO AMBIENTE: forças ambientais sociais (como família) e físico (clima, alimentação, condições geográficas, etc) Estes dois fatores atuam de maneira conjunta, dependendo da história pessoal e de como a pessoa reage (se organiza neste processo)
  11. 11. - Característica da psicologia do desenvolvimento: explicar como as crianças mudam no decorrer do tempo e como essas mudanças podem ser descritas e compreendidas; - Preocupação recente: até o início do século XX, as crianças eram tratadas como mini- adultos
  12. 12. A partir dos 3 e 4 anos participavam das mesmas atividades que os adultos, inclusive de orgias, enforcamentos públicos, trabalhos nos campos e vendas dos produtos de mercado, e outras ações sociais da sociedade moderna.
  13. 13. CRESCIMENTO É o aumento das dimensões corporais e se deve à multiplicação das células e da substância intercelular. Pode ser medida por altura, largura, peso e etc DESENVOLVIMENTO É o amadurecimento dos órgãos, resultando no aprimoramento das funções. É revelado por aquisições como a capacidade de coordenar os movimentos, falar, escrever, reproduzir- se, etc.
  14. 14. 1. O desenvolvimento é um processo contínuo e ordenado: o desenvolvimento é sequencial, regular e constante. - As etapas que vem antes influência na subsequente; - 4 etapas básicas: infância, adolescência, idade adulta e velhice.
  15. 15. 2. O desenvolvimento segue sequencias céfalo-caudal: a criança sustenta primeiro a cabeça, levanta o tronco, sentada, engatinha e depois passa a andar. - Sequencia próximo-distal: (centro-periferia) primeiro o movimento do braço, depois das mãos até chega aos dedos.
  16. 16. 3. O desenvolvimento progride de resposta gerais para respostas específicas: quanto mais se desenvolve mais ele especifica as coisas. - Na aprendizagem da fala: uma palavra para várias coisas, vai especializando seu vocabulário até ser mais direcionado. 4. Cada parte do organismo apresenta o seu próprio ritmo de desenvolvimento. 80% do cérebro está desenvolvido: aos 4 anos 80 % dos testículos e ovários: por volta dos 16 anos
  17. 17. - No desenvolvimento humano há períodos de crescimento lento e períodos de crescimento rápido, sempre promovendo o crescimento adequando entre as partes internas e externas do corpo.
  18. 18. 5. O desenvolvimento é complexo e todos os seus aspectos interrelacionados. - Todos os seus aspectos físicos, intelectual, emocional, social . - Os níveis fisiológicos, psicológicos e social dos seres humanos se relacionam entre si.
  19. 19. • Divide o desenvolvimento humano em períodos: 1º Período Sensório-Motor (0 a 02 anos) 2º Período Pré-operatório (02 a 07 anos) 3º Período Operações Concretas (07 a 11 anos) 4º Períodos Operações Formais (11 ou 12 anos em diante) l
  20. 20. • Cada período é caracterizado por aquilo que de melhor o indivíduo consegue fazer nessas faixas etárias. • Todos os indivíduos passam por todos os períodos, na mesma sequência. Início e término dependem das características biológicas, fatores Educacionais e sociais.
  21. 21.  Para Piaget, o desenvolvimento é o processo de equilibração constante, através da construção de estruturas variáveis, visando a adaptação do indivíduo ao mundo exterior, por meio da assimilação e da acomodação. Os principais período do desenvolvimento mental são:
  22. 22. Idade Período Características 0-2 anos Sensório- motor Desenvolvimento da consciência do próprio corpo, diferenciado do restante do mundo físico. Desenvolvimento da inteligência em três estágios: reflexo de fundo hereditário, organização das percepções e hábitos e inteligência prática. 2-7 anos Pré- operacional Desenvolvimento da capacidade simbólica (símbolos mentais: imagem e palavras que representam objetos ausentes); características do pensamento (egocentrismo, intuição, variância); pensamento dependente das ações externas.
  23. 23. Idade Período Características 7-11,12 anos Operatório- concreto Desenvolvimento do pensamento lógico sobre coisas concretas; compreensão das relações entre coisas e capacidade para classificar objetos; superação do egocentrismo da linguagem; aparecimento das noções de conservação de substâncias, peso e volume. 12 anos em diante Operações formais Desenvolvimento da capacidade para construir sistemas e teorias, abstratas, como os conceitos de amor, justiça, democracia, etc.; do pensamento concreto, sobre coisas, passa para o pensamento abstrato, “hipotético-dedutivo”, isto é, o individuo se torna capaz de chegar a conclusões a partir de hipóteses: se A é maior que B e B é maior que C, A é maior que C.
  24. 24.  As origens das formas superiores de comportamento consciente – pensamento, memória, atenção voluntária etc. devem ser achadas nas relações sociais que o homem mantem.
  25. 25.  O desenvolvimento humano se dá em relação nas trocas entre parceiros sociais, através de processos de interação e mediação.  Para o teórico, o sujeito é interativo, pois adquire conhecimentos a partir de relações intra e interpessoais e de troca com o meio, a partir de um processo denominado mediação
  26. 26. acredita que as características individuais e até mesmo suas atitudes individuais estão impregnadas de trocas com o coletivo, ou seja, mesmo o que tomamos por mais individual de um ser humano foi construído a partir de sua relação com o indivíduo.  Suas maiores contribuições estão nas reflexões sobre o desenvolvimento infantil e sua relação com a aprendizagem em meio social, e também o desenvolvimento do pensamento e da linguagem.
  27. 27.  ou seja, mesmo o que tomamos por mais individual de um ser humano foi construído a partir de sua relação com o indivíduo.  Suas maiores contribuições estão nas reflexões sobre o desenvolvimento infantil e sua relação com a aprendizagem em meio social, e também o desenvolvimento do pensamento e da linguagem.
  28. 28. Idade Fase Fonte de prazer Significação para o desenvolvimento da personalidade 1ª ano Oral Prazer derivado dos lábios e da boca: sugar chupar o dedo. Mais tarde, com a erupção dos dentes, prazer de morder. Base para dependência de outro,” incorporação oral” como fator na identificação, aquisição de conhecimentos, posses, crença. “agressividade oral”, base para sarcasmo, discussão, etc. 2ª ano Anal Prazer derivado da retenção e expulsão das fezes e também do controle muscular Caráter retentivo anal: obstinado, avarento, compulsivo. “caráter impulsivo anal”: cruel, destrutivo, desordenado. Em circunstâncias favoráveis, o modo pelo qual os pais criam os hábitos de excreção conduz à criatividade e produtividade
  29. 29. Idade Fase Fonte de prazer Significação para o desenvolvimento da personalidade 3ª, 5ª anos Fálica; Prazer derivado da estimulação genital e fantasias associadas. Complexo de Édipo: interesse sexual do menino pela mãe e da menina pelo pai. Identificações com os pais emergem à medida que o complexo de Édipo é resolvido. Desenvolve-se o superego (consciência). Muitas consequências importantes para a aceitação de papeis adequados com respeito a idade e sexo. 6ª, 12ª anos Latênci a Com a repressão temporária dos interesses sexuais, o prazer deriva do mundo externo, da curiosidade, do conhecimento, etc., como gratificações substitutas. Período da escola primária, muito importante no desenvolvimento social da criança, na aquisição de conhecimentos e habilidades necessárias para se ajustar ao mundo do trabalho diário.
  30. 30. Idade Fase Fonte de prazer Significação para o desenvolvimento da personalidade 12ª idade adulta Genital Prazer derivado das relações sexuais com companheiro do sexo oposto. O amor por si mesmo ( narcisismo) do período pré-genital se converte em amor a outrem, e inclui motivos altruísticos.emancipa ção da dependência dos pais. Fonte: Hilgard (1962), baseado em vários autores
  31. 31. - Refere-se ao modo relativamente constante e peculiar de perceber, pensar, sentir e agir do indivíduo. - Inclui: habilidades, atitudes, crenças, emoções desejos, comportamentos e as aspectos físicos dos indivíduos; - Área da psicologia: a psicologia da personalidade.
  32. 32. - A estrutura psíquica da personalidade é a base que organiza e une entre si as diferentes condutas e disposições do indivíduo. Psicanálise: 5 a 6 anos Piaget: 8 a 12 anos. - Os conteúdos da personalidade versam sobre vivências concretas dos indivíduos como seu meio social, cultural e religioso. - Só é possível entender a personalidade na relação indissociável entre estrutura e conteúdo.
  33. 33. 1. Caráter: (controversa entre teóricos da psicologia) Refere-se as reações afetivas, ou para designar aquilo que diferencia um indivíduo de outro, a marca pessoal de alguém. 2. Temperamento: aspectos da hereditariedade e da constituição fisiológica que interferem no ritmo individual, vitalidade e emocional dos indivíduos.
  34. 34. 3. Traços sociais de personalidade: características mais duradouras da personalidade do indivíduo. - Os traços são inferidos pelo comportamento; - Podem ser comuns a um grupo social;
  35. 35.  Sonhar é construir projetos para o futuro é próprio principalmente da adolescência: quem mais sonha quando jovem mais realiza quando adulto.

×