SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
RADIOFÁRMACOS 
DISCENTE: ELIZANGELA, KEILA CRISTINA, LILIANE LEMES, MABI ALMEIDA, 
VANESSA VIERA 
DOCENTE: LUCI EMÍLIA 
Cuiabá, Novembro de 2014
Radiofármacos 
Radiofármacos é um medicamento marcado com material radioativo. O 
fármaco exerce essa função como qualquer outro medicamento, só que ao ser 
marcado com um material radioativo ganha outras funções. Entre uma nova 
função para o diagnóstico vai permitir ao médico identificar novas doenças, 
novos tumores ou mal funcionamento do organismo. O radiofármacos pode 
também ser empregado em terapia, para auxiliar no tratamento, utilizando 
então as propriedades dos matérias radioativos que se somam às propriedades 
dos fármacos, normal do medicamento.
O Brasil é bastante desenvolvido na área de radiofármacos. A maior parte da 
demanda nacional é atendida por intermédio da Comissão Nacional de Energia 
Nuclear (Cnen), autarquia do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) à qual o 
Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN) está subordinado. Até 
dois anos atrás a Cnen detinha o monopólio da produção e uso de radioisótopos 
para marcar novas moléculas por meio do Instituto de Pesquisas Energéticas e 
Nucleares (IPEN), de São Paulo - a grande unidade de produção de material 
radioativo no País -, e também pelo Instituto de Energia Nuclear (IEN), no Rio de 
Janeiro. Mas, embora em pequena quantidade, o Brasil ainda importa uma parte 
do material radioativo que precisa para medicina nuclear.
Legislação 
Resolução nº 486 de 23 de setembro de 2008 EMENTA: Dispõe sobre as atribuições do 
farmacêutico na área de radiofarmácia e dá outras providências. 
Considerando as normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) quanto ao 
tratamento de rejeitos radioativos; Considerando ser a Radiofarmácia um campo destinado à 
utilização de radionuclídeos na preparação de radiofármacos para uso diagnóstico ou 
terapêutico, RESOLVE: 
- Art. 1º São atribuições do farmacêutico na área de Radiofarmácia: 
- Aquisição e controle dos insumos utilizados na preparação dos radiofármacos; 
- Armazenamento, distribuição e dispensação de radiofármacos por meio do sistema coletivo ou 
de doses individualizadas e unitárias;
Legislação 
- Controle farmacocinético e farmacodinâmico de formas e de sistemas de liberação de 
radiofármacos; 
- Monitorização terapêutica de pacientes em uso de radiofármacos; 
- Pesquisa e desenvolvimento de novos radiofármacos; 
- Desenvolvimento e participação na elaboração de protocolos clínicos de radiofármacos; 
- Gerenciamento de resíduos e rejeitos radioativos relacionados a radiofármacos; 
- Direção, assessoramento e chefia técnica em indústrias, hospitais, clínicas, centros de medicina 
nuclear, centros de imagem e radiofarmácia centralizadas; 
- Responsabilidade técnica e desempenho de funções especializadas em empresas de produção, 
comercialização, importação, exportação, distribuição ou em instituições de pesquisa que produzam 
radiofármacos.
Legislação 
A carga horária máxima permitida para 
farmacêuticos que trabalham com substâncias 
radioativas e/ou próximos a fontes de radiação deve 
obedecer aos termos da Lei nº 1.234/50.
Centro de Produção de 
Radiofármacos tem hot-cell, 
capela revestida de 
chumbo, onde é feita 
síntese do material 
radioativo com um 
composto químico. 
Foto: Gilson Oliveira - 
Ascom/PUCRS
Manipulação de antineoplásico e 
radiofármacos 
A manipulação de antineoplásico e radio fármacos realizadas em hospitais 
requer a análise das prescrições previamente a manipulação, a verificação do 
disposto nos protocolos clínicos, e a observação das doses máximas diárias e 
acumulativas, com foco na biossegurança e o uso seguro pelo paciente. No 
desenvolvimento desta atividade o farmacêutico deverá antes da realização da 
manipulação, sanar todas as duvidas, diretamente com o prescritor, mantendo o 
registro sistematizado das analises realizadas, problemas identificados e 
intervenções, monitorar o paciente em uso destes medicamentos e notificar 
queixas e eventos adversos.
Referências bibliográficas 
Concelho Federal de farmácia. Resolução nº 486 de 23 de setembro de 2008.Disponível 
em:<http://www.cff.org.br/userfiles/file/resolucoes/486.pdf>. Acesso em 16 nov. 2014. 
GONÇALVES, VERA OLÍMPIA; JUNIOR, JUAREZ CORREIA BARROS. PORTARIA N. 37, DE 06 DE 
DEZEMBRO DE 2002. CEP, v. 70059, p. 900. 
 SEÇÃO, I. Introdução aos Fármacos, Formas Farmacêuticas e Sistemas de Liberação. 
 CNEN - comissão nacional de energia nuclear. Disponível em: 
<http://www.cnen.gov.br/noticias/noticia.asp?id=96>. Acesso em 16 nov. 2014.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Aplicações da radiação ionizante
Aplicações da radiação ionizanteAplicações da radiação ionizante
Aplicações da radiação ionizanteMagno Cavalheiro
 
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Wendesor Oliveira
 
Aula 4 câmara escura e processamento
Aula 4   câmara escura e processamentoAula 4   câmara escura e processamento
Aula 4 câmara escura e processamentoMarcelo Nascimento
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesFernando Belome Feltrin
 
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia Wendesor Oliveira
 
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear MedicineAplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear MedicineLídia Pavan
 
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAWillian R. Bandeira
 
Processamento Radiográfico
Processamento RadiográficoProcessamento Radiográfico
Processamento Radiográficoarianepenna
 

Mais procurados (20)

Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à Radioterapia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
 
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS XRADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
 
Aplicações da radiação ionizante
Aplicações da radiação ionizanteAplicações da radiação ionizante
Aplicações da radiação ionizante
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃORESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
 
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
 
Aula 4 câmara escura e processamento
Aula 4   câmara escura e processamentoAula 4   câmara escura e processamento
Aula 4 câmara escura e processamento
 
Aula radioproteção
Aula radioproteçãoAula radioproteção
Aula radioproteção
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Exames Radiológicos - Aula.
Exames  Radiológicos -  Aula.Exames  Radiológicos -  Aula.
Exames Radiológicos - Aula.
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Principios da radiologia
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
 
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Proteção e Higiene das Radiações
Proteção e Higiene das RadiaçõesProteção e Higiene das Radiações
Proteção e Higiene das Radiações
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear MedicineAplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
 
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
 
Processamento Radiográfico
Processamento RadiográficoProcessamento Radiográfico
Processamento Radiográfico
 

Destaque

terapia com iodo radioativo
 terapia com iodo radioativo terapia com iodo radioativo
terapia com iodo radioativoCassia Campos
 
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...Rodrigo Penna
 
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...Leonardo Couto
 
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2carlamachadomartins
 
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapia
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapiaDosimetria en tecnicas modernas en radioterapia
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapiaEduardo Medina Gironzini
 
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)Lucas Radicchi
 
Radiações ionizantes
Radiações ionizantesRadiações ionizantes
Radiações ionizantesJohana Rojas
 
Efeitos biológicos da radiação
Efeitos biológicos da radiaçãoEfeitos biológicos da radiação
Efeitos biológicos da radiaçãoBiomedicina
 
Control de calidad del radiofarmaco
Control de calidad del radiofarmacoControl de calidad del radiofarmaco
Control de calidad del radiofarmacoTomás Valdés
 
Efeitos biológicos das radiações (1)
Efeitos biológicos das radiações (1)Efeitos biológicos das radiações (1)
Efeitos biológicos das radiações (1)karinemc18
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Fabiano Ladislau
 
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricos
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricosRDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricos
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricosVanessa Rodrigues
 

Destaque (20)

Radiofármacos
RadiofármacosRadiofármacos
Radiofármacos
 
Radiofarmacia
RadiofarmaciaRadiofarmacia
Radiofarmacia
 
terapia com iodo radioativo
 terapia com iodo radioativo terapia com iodo radioativo
terapia com iodo radioativo
 
Radiologiarevisoaula1 130805121215-phpapp01
Radiologiarevisoaula1 130805121215-phpapp01Radiologiarevisoaula1 130805121215-phpapp01
Radiologiarevisoaula1 130805121215-phpapp01
 
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
 
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
 
Visa - AFE
Visa -  AFEVisa -  AFE
Visa - AFE
 
Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2
 
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2
Efeitos biológicos da radioactividade concluido 2
 
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapia
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapiaDosimetria en tecnicas modernas en radioterapia
Dosimetria en tecnicas modernas en radioterapia
 
Aula 07 efeitos da radiação ionizante
Aula 07   efeitos da radiação ionizanteAula 07   efeitos da radiação ionizante
Aula 07 efeitos da radiação ionizante
 
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)
Conceituando a qualidade (foco em Serviços de Saúde)
 
Aula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológicaAula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológica
 
Radiações ionizantes
Radiações ionizantesRadiações ionizantes
Radiações ionizantes
 
Efeitos biológicos da radiação
Efeitos biológicos da radiaçãoEfeitos biológicos da radiação
Efeitos biológicos da radiação
 
Control de calidad del radiofarmaco
Control de calidad del radiofarmacoControl de calidad del radiofarmaco
Control de calidad del radiofarmaco
 
Desastres ambientais
Desastres ambientaisDesastres ambientais
Desastres ambientais
 
Efeitos biológicos das radiações (1)
Efeitos biológicos das radiações (1)Efeitos biológicos das radiações (1)
Efeitos biológicos das radiações (1)
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
 
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricos
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricosRDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricos
RDC 60.2014 - Registro de medicamentos novos, similares e genéricos
 

Semelhante a Radiofármacos diagnóstico terapia

O BRASIL E A RADIOATIVIDADE
O BRASIL E A RADIOATIVIDADEO BRASIL E A RADIOATIVIDADE
O BRASIL E A RADIOATIVIDADEBreno Diniz
 
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicas
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicasPortaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicas
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicasbrenoalfeu
 
portaria-453-radiodiagnostico.pdf
portaria-453-radiodiagnostico.pdfportaria-453-radiodiagnostico.pdf
portaria-453-radiodiagnostico.pdfRomualdoPereira3
 
Portaria svs 453_98
Portaria svs 453_98Portaria svs 453_98
Portaria svs 453_98Luanapqt
 
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...LanaMonteiro8
 
Temas de concursos farmacêuticos
Temas de concursos farmacêuticosTemas de concursos farmacêuticos
Temas de concursos farmacêuticosKamila Queiroz
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclearlilitha
 
Medicina Nuclear Por norma geral
Medicina Nuclear Por norma geralMedicina Nuclear Por norma geral
Medicina Nuclear Por norma geralMcManusMcManus5
 
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.ppt
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.pptAPRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.ppt
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.pptProfMarlei
 
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmácias
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmáciasRDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmácias
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmáciasEliveltonRodrigues12
 

Semelhante a Radiofármacos diagnóstico terapia (20)

Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
O BRASIL E A RADIOATIVIDADE
O BRASIL E A RADIOATIVIDADEO BRASIL E A RADIOATIVIDADE
O BRASIL E A RADIOATIVIDADE
 
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicas
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicasPortaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicas
Portaria svs 453 01 06-1998-radiodiagnostico-diretrizes basicas
 
Portaria no. 453 de 01.06.1998 da secretaria de vigilància sanatária
Portaria no. 453 de 01.06.1998 da secretaria de vigilància sanatáriaPortaria no. 453 de 01.06.1998 da secretaria de vigilància sanatária
Portaria no. 453 de 01.06.1998 da secretaria de vigilància sanatária
 
portaria-453-radiodiagnostico.pdf
portaria-453-radiodiagnostico.pdfportaria-453-radiodiagnostico.pdf
portaria-453-radiodiagnostico.pdf
 
Portaria 453
Portaria 453Portaria 453
Portaria 453
 
Portaria svs 453_98
Portaria svs 453_98Portaria svs 453_98
Portaria svs 453_98
 
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...
MÓDULO IV - BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE (2) [Salvo a...
 
Aplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicinaAplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicina
 
Temas de concursos farmacêuticos
Temas de concursos farmacêuticosTemas de concursos farmacêuticos
Temas de concursos farmacêuticos
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
MEDICINA NUCLEAR.pdf
MEDICINA NUCLEAR.pdfMEDICINA NUCLEAR.pdf
MEDICINA NUCLEAR.pdf
 
Medicina Nuclear Por norma geral
Medicina Nuclear Por norma geralMedicina Nuclear Por norma geral
Medicina Nuclear Por norma geral
 
Apostila1cnen
Apostila1cnenApostila1cnen
Apostila1cnen
 
Aula 1 qf
Aula 1 qfAula 1 qf
Aula 1 qf
 
Aplica
AplicaAplica
Aplica
 
Aplicações
AplicaçõesAplicações
Aplicações
 
Cancer
CancerCancer
Cancer
 
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.ppt
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.pptAPRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.ppt
APRESENTAÇÃO TCC ADRIANA VIANA pronto.ppt
 
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmácias
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmáciasRDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmácias
RDC_2007-67 lei que promulga o controle em farmácias
 

Mais de Mabi Almeida

Plano de negócios
Plano de negóciosPlano de negócios
Plano de negóciosMabi Almeida
 
Trabalho de estagio 1
Trabalho de estagio 1Trabalho de estagio 1
Trabalho de estagio 1Mabi Almeida
 
Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011Mabi Almeida
 
Farmacognosia nova técnica de extração de alcaloides
Farmacognosia   nova técnica de extração de alcaloidesFarmacognosia   nova técnica de extração de alcaloides
Farmacognosia nova técnica de extração de alcaloidesMabi Almeida
 
Trabalho farmacognosia
Trabalho farmacognosiaTrabalho farmacognosia
Trabalho farmacognosiaMabi Almeida
 
Triagem fitoquimica copia
Triagem fitoquimica   copiaTriagem fitoquimica   copia
Triagem fitoquimica copiaMabi Almeida
 

Mais de Mabi Almeida (9)

Plano de negócios
Plano de negóciosPlano de negócios
Plano de negócios
 
Trabalho de estagio 1
Trabalho de estagio 1Trabalho de estagio 1
Trabalho de estagio 1
 
Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011
 
Herbicidas
HerbicidasHerbicidas
Herbicidas
 
Farmacognosia nova técnica de extração de alcaloides
Farmacognosia   nova técnica de extração de alcaloidesFarmacognosia   nova técnica de extração de alcaloides
Farmacognosia nova técnica de extração de alcaloides
 
Trabalho farmacognosia
Trabalho farmacognosiaTrabalho farmacognosia
Trabalho farmacognosia
 
Triagem fitoquimica copia
Triagem fitoquimica   copiaTriagem fitoquimica   copia
Triagem fitoquimica copia
 
Cromatografia ccd
Cromatografia ccdCromatografia ccd
Cromatografia ccd
 
Mabi
MabiMabi
Mabi
 

Último

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 

Último (20)

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 

Radiofármacos diagnóstico terapia

  • 1. RADIOFÁRMACOS DISCENTE: ELIZANGELA, KEILA CRISTINA, LILIANE LEMES, MABI ALMEIDA, VANESSA VIERA DOCENTE: LUCI EMÍLIA Cuiabá, Novembro de 2014
  • 2.
  • 3. Radiofármacos Radiofármacos é um medicamento marcado com material radioativo. O fármaco exerce essa função como qualquer outro medicamento, só que ao ser marcado com um material radioativo ganha outras funções. Entre uma nova função para o diagnóstico vai permitir ao médico identificar novas doenças, novos tumores ou mal funcionamento do organismo. O radiofármacos pode também ser empregado em terapia, para auxiliar no tratamento, utilizando então as propriedades dos matérias radioativos que se somam às propriedades dos fármacos, normal do medicamento.
  • 4. O Brasil é bastante desenvolvido na área de radiofármacos. A maior parte da demanda nacional é atendida por intermédio da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), autarquia do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) à qual o Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN) está subordinado. Até dois anos atrás a Cnen detinha o monopólio da produção e uso de radioisótopos para marcar novas moléculas por meio do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), de São Paulo - a grande unidade de produção de material radioativo no País -, e também pelo Instituto de Energia Nuclear (IEN), no Rio de Janeiro. Mas, embora em pequena quantidade, o Brasil ainda importa uma parte do material radioativo que precisa para medicina nuclear.
  • 5.
  • 6. Legislação Resolução nº 486 de 23 de setembro de 2008 EMENTA: Dispõe sobre as atribuições do farmacêutico na área de radiofarmácia e dá outras providências. Considerando as normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) quanto ao tratamento de rejeitos radioativos; Considerando ser a Radiofarmácia um campo destinado à utilização de radionuclídeos na preparação de radiofármacos para uso diagnóstico ou terapêutico, RESOLVE: - Art. 1º São atribuições do farmacêutico na área de Radiofarmácia: - Aquisição e controle dos insumos utilizados na preparação dos radiofármacos; - Armazenamento, distribuição e dispensação de radiofármacos por meio do sistema coletivo ou de doses individualizadas e unitárias;
  • 7. Legislação - Controle farmacocinético e farmacodinâmico de formas e de sistemas de liberação de radiofármacos; - Monitorização terapêutica de pacientes em uso de radiofármacos; - Pesquisa e desenvolvimento de novos radiofármacos; - Desenvolvimento e participação na elaboração de protocolos clínicos de radiofármacos; - Gerenciamento de resíduos e rejeitos radioativos relacionados a radiofármacos; - Direção, assessoramento e chefia técnica em indústrias, hospitais, clínicas, centros de medicina nuclear, centros de imagem e radiofarmácia centralizadas; - Responsabilidade técnica e desempenho de funções especializadas em empresas de produção, comercialização, importação, exportação, distribuição ou em instituições de pesquisa que produzam radiofármacos.
  • 8. Legislação A carga horária máxima permitida para farmacêuticos que trabalham com substâncias radioativas e/ou próximos a fontes de radiação deve obedecer aos termos da Lei nº 1.234/50.
  • 9. Centro de Produção de Radiofármacos tem hot-cell, capela revestida de chumbo, onde é feita síntese do material radioativo com um composto químico. Foto: Gilson Oliveira - Ascom/PUCRS
  • 10. Manipulação de antineoplásico e radiofármacos A manipulação de antineoplásico e radio fármacos realizadas em hospitais requer a análise das prescrições previamente a manipulação, a verificação do disposto nos protocolos clínicos, e a observação das doses máximas diárias e acumulativas, com foco na biossegurança e o uso seguro pelo paciente. No desenvolvimento desta atividade o farmacêutico deverá antes da realização da manipulação, sanar todas as duvidas, diretamente com o prescritor, mantendo o registro sistematizado das analises realizadas, problemas identificados e intervenções, monitorar o paciente em uso destes medicamentos e notificar queixas e eventos adversos.
  • 11. Referências bibliográficas Concelho Federal de farmácia. Resolução nº 486 de 23 de setembro de 2008.Disponível em:<http://www.cff.org.br/userfiles/file/resolucoes/486.pdf>. Acesso em 16 nov. 2014. GONÇALVES, VERA OLÍMPIA; JUNIOR, JUAREZ CORREIA BARROS. PORTARIA N. 37, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2002. CEP, v. 70059, p. 900.  SEÇÃO, I. Introdução aos Fármacos, Formas Farmacêuticas e Sistemas de Liberação.  CNEN - comissão nacional de energia nuclear. Disponível em: <http://www.cnen.gov.br/noticias/noticia.asp?id=96>. Acesso em 16 nov. 2014.