no
122
Ano 61 de julho de 2015
RESENHA
espíritaonline
a informação na medida certa
2 3
Compromissos de amor
Encontro Fraterno
Minisseminário abordando o tema: Compromissos de
amor, será coordenado por Diva...
4 5
Simpósio de Estudos e Práticas
Espíritas de Pernambuco
Com o tema central “Da Célula à Espiritualidade – A fascinante
...
6 7
Raul Teixeira em Portugal
No mês de maio de 2015, Otávio Esteves Faria
(Vadinho - foto acima) proferiu 5 palestras no ...
8 9
D
igno é o trabalhador do seu salário
(Lucas, 10:7) – asseverou Jesus
com veemência, ao analisar a
situação daquele qu...
10 11
Solo abandonado por largo período
transforma-se em matagal perigoso ou
em deserto onde a vida pereceu, impondo
verda...
1312
Ame seus rebentos problematizados
do corpo ou da mente, ou de
ambos, cooperando com eles, com
muita paciência e com o...
14 15
Jesus Cristo, azorragado e atado ante Pilatos, é o símbolo mais
perfeito do homem livre, porquanto, conhecendo a sua...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resenha espirita on line 122

323 visualizações

Publicada em

Notícias de Divaldo Franco e Raul Teixeira e o trabalho de divulgação de Espiritismo em todo o mundo.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
323
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha espirita on line 122

  1. 1. no 122 Ano 61 de julho de 2015 RESENHA espíritaonline a informação na medida certa
  2. 2. 2 3 Compromissos de amor Encontro Fraterno Minisseminário abordando o tema: Compromissos de amor, será coordenado por Divaldo Franco, no dia 11 de julho de 2015, na cidade de Novo Hamburgo, RS, e acontecerá no Teatro Feevale (ERS 239, 2755). Horário: 15 às 19 horas. Recomeçando com as suas palestras Encontrando-se bem melhor quanto sua saúde, Divaldo Franco recomeçou, no mês de junho de 2015, as palestras às terças, quintas e sábados, às 20h, no C. E. Caminho da Redenção, em Salvador, BA. E no dia 20 de junho de 2015, esteve em Amparo, SP, participando das festividades alusivas aos 40 anos do SEPI - Serviço Espírita de Proteção à Infância, instituição que atende centenas de crianças e adolescentes na cidade de Amparo. O SEPI nasceu de um projeto previamente planejado e começou com 20 crianças. Hoje atende 620 crianças e adolescentes. Foi fundado por Waldir e Ana Beira, sendo dirigido por Ana ao longo dessas quatro décadas.
  3. 3. 4 5 Simpósio de Estudos e Práticas Espíritas de Pernambuco Com o tema central “Da Célula à Espiritualidade – A fascinante construção do homem de bem”, o 10º Simespe acontece nos dias 31 de julho, 01 e 02 de agosto, no Teatro Guararapes, Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda (PE) com a participação dos conferencistas Alberto Almeida, Anette Guimarães, Divaldo Franco, Haroldo Dutra Dias, Rossandro Klinjey e Sergio Felipe de Oliveira. presença de Divaldo Franco
  4. 4. 6 7 Raul Teixeira em Portugal No mês de maio de 2015, Otávio Esteves Faria (Vadinho - foto acima) proferiu 5 palestras no sul de Portugal, uma em Lisboa e outra em Évora. Por todo o roteiro, Raul Teixeira esteve junto, participando de todos os eventos, convivendo com amigos e confrades e autografando seus livros, muito bem aceitos pelo Movimento Espírita português. Aqui algumas das fotos:
  5. 5. 8 9 D igno é o trabalhador do seu salário (Lucas, 10:7) – asseverou Jesus com veemência, ao analisar a situação daquele que se encontra na seara luminosa. O júbilo decorrente do dever nobremente cumprido, após as fadigas sob o Sol inclemente ou a fúria das tempestades, representa o verdadeiro salário a que se faz jus. É natural que se experimentem na jornada e durante o cultivo da seara do Mestre os desafios e as dores correspondentes às realizações em curso. Tendo-se em vista as condições do campo moral pra joeirar, não são poucos os momentos de testemunhos em forma de dor, de solidão, de constrangimento. júbilos &êxitos
  6. 6. 10 11 Solo abandonado por largo período transforma-se em matagal perigoso ou em deserto onde a vida pereceu, impondo verdadeiros sacrifícios a todo aquele que o deva transformar em jardim ou pomar. Uma observação rápida sempre afirma que a dedicação à caridade, que a abnegação e o sacrifício pelo bem são invariavelmente coroados pelo sofrimento, pela ingratidão das pessoas beneficiadas, por ser essa a lógica do mundo, afirma-se. Em realidade, a obra de edificação de qualquer natureza é sempre caracterizada por grande esforço e padece, numa sociedade ainda atrasada moralmente, de lutas contínuas com incessantes aflições. É compreensível que assim ocorra, tendo- se em vista a predominância do egoísmo e dos seus maléficos efeitos. O poder da natureza animal, com os seus instintos agressivos, induz o indivíduo à descrença nos valores éticos, nas bênçãos da ternura e nos efeitos sagrados do amor. Porque parece prevalecer o vulgar e os disparates de todo teor, pensam alguns inadvertidos que esse é o estado normal da sociedade, equivocando-se completamente, em razão da chispa divina que se encontra no ser humano, mesmo quando adormecido. Os sofrimentos são sempre decorrentes de causas anteriores, senão da atual existência, certamente de outras quando, ainda inconsciente das altas responsabilidades que lhe dizem respeito, o obreiro, por não se entregar ao dever, permitiu-se condutas inomináveis, que são os verdadeiros geradores dos futuros padecimentos. Reencarnando para reparar, abençoado pelo serviço de solidariedade e de amor, mais fáceis são-lhes as provações, porque favorecidas pelos sentimentos de renovação íntima e de futuro bem-estar, mediante os quais se reabilita. Nesse mister de reconstrução do mundo moral não faltam testemunhos de fidelidade ao trabalho, em face da multidão de desvairados de ambos os planos da Vida que se comprazem na manutenção da desordem, do atraso e da perversidade social. Pretendem, esses rebeldes, manter a situação nefasta, na qual se beneficiam, fruindo as energias saudáveis daqueles que lhes tombam nos engodos e se exaurem em obsessões que se prolongam além do corpo físico... Investem, furiosos, contra todos quantos se voltam para a edificação moral, para a beleza e a harmonia. Atiram, invigilantes, outros perturbados que se lhes submetem, para que atuem contra os seus propósitos, e preparam armadilhas para surpreender os bons lidadores, dificultando-lhes o labor dignificante. Nada obstante, o amor de Deus vigia, e os seus mensageiros compassivos estão atentos no amparo aos fiéis servidores, inspirando-os e, ao mesmo tempo, socorrendo-os. * * * Desse modo, não receies as dores que fazem parte da agenda evolutiva, certo de que tudo quanto te acontece, bem administrado, será sempre para a tua plenitude. Rejubila-te com o êxito dos empreendimentos que abraças em nome de Jesus. A alegria no serviço transforma-se em estímulo para o seu prosseguimento. Cuida, porém, de evitar as ilusões que acompanham as glórias terrestres. Onde estão os triunfadores de um dia do passado, os conquistadores de impérios que pareciam invencíveis, os intrépidos e violentos governantes, temidos e aplaudidos entre sorrisos de bajulação e articulações de ódios? Revive mentalmente o poder das nações que dominaram o mundo do seu tempo, dos filósofos cínicos e dos cientistas mergulhados no materialismo, que decantavam o prazer dos vingadores perversos, e constatarás que a morte a todos e a tudo devorou. Restam as narrativas a respeito da sua grandeza temporária, das suas misérias e glórias, odiados uns, esquecidos outros, no entanto, vivos no Mais Além, em processos dolorosos de recuperação... Tem cuidado com os ouropéis e as vaidades enganosas! Permanece simples e gentil, em serviço de bondade, porque o êxito do servidor de Jesus é sobre as más inclinações, transformando-as em tesouros de auxílio a si mês e ao seu próximo. Agradece a Deus, que merece todo o resultado nobre das ações, e conscientiza-te da tua pequenez e fragilidade, mantendo-te em vigilância e em oração. Uma existência física é sempre muito breve para a sublimação. Alegra-te quando compreendido e cercado de carinho, mas não olvides que a seara é do Cristo, transferindo para Ele os resultados da tua ação e permanecendo em paz, sem significativa alteração no teu modo de ser e de viver. Busca o silêncio interior, a fim de que o vozerio festivo do momento não te perturbe ou te faça perder o rumo. Jesus sempre buscava a solidão após os momentos de júbilo e de êxito junto às criaturas sofridas e turbulentas. Interioriza-te e mantém-te sereno. * * * A tarde ardente e alucinada em que Ele foi crucificado esteve precedida, poucos dias antes, pela sua entrada triunfal em Jerusalém, quando procedente de Betânia. Rejubila-te, porque amas, e trabalha com afinco para o êxito do Evangelho nas mentes e nos corações das demais criaturas. Joanna de Ângelis Psicografia de Divaldo Pereira Franco, na sessão mediúnica de 25 de fevereiro de 2015, no Centro Espírita Caminho da Redenção, em Salvador, Bahia.
  7. 7. 1312 Ame seus rebentos problematizados do corpo ou da mente, ou de ambos, cooperando com eles, com muita paciência e com o preito da ternura, para que possam sair vitoriosos da expiação terrena, avançando para mais altos voos no rumo do nosso Criador. Forre-se de carinho, de paciência, de tranquilidade interior, vendo nesses filhos doentes as joias abençoadas que o Pai confia às suas mãos para que as burile. Por outro lado, vale considerar que se você os tem nos braços ou sob a sua assistência e seus cuidados, paternais ou maternais, é em razão dos seus envolvimentos e compromissos com eles. Você poderá tê-los recebido por renúncia e elevado amor de sua parte, mas, pode ser que você esteja diretamente ligado às causas que determinaram os dramas dos seus filhos, cabendo-lhe não alimentar remorsos descabidos, mas, sim, auxiliá-los e impulsioná-los para a própria recomposição, enquanto você, igualmente, avança para o Criador, sofrendo por seu turno o ter que vê- los resgatar, sem outra opção que não seja abraçá-los e se colocarem, você e eles, sob a luz do amor de Deus, resignadamente. Thereza de Brito (Do livro: Nossas riquezas maiores. Diversos. Cap.: 44. Raul Teixeira) Oamor é de origem divina. Quanto mais se doa, mais multiplica sem jamais exaurir- se. Partidários da libertinagem, porém, empenham-se em insensata cruzada para torná-lo livre, como se jamais não o houvera sido. Confundem-no com sensualidade e pensam convertê-lo apenas em instinto primitivo, padronizado pelos impulsos da sexualidade atribulada. Liberdade para amar, sem dúvida, disciplina para o sexo, também. Amor é emoção, sexo sensação. Compreensivelmente, mesmo nas uniões mais ajustadas, irrompem desentendimentos, incompreensões, discórdias que o amor suplanta. O matrimônio, desse modo, é uma sociedade de ajuda mútua, cujos bens são os filhos — Espíritos com os quais nos encontramos vinculados pelos processos e necessidades da evolução. Pensa, portanto, refletindo antes de casar. Reflexiona, porém, muito antes de debandar, após assumidos os compromissos. As dúvidas projetadas para o futuro sempre surgem em horas inesperadas com juros capitalizados. O que puderes reparar agora não transfiras para amanhã. Enquanto luz tua ensancha, produze bens valiosos e não te arrependerás. Joanna de Ângelis (Do livro: SOS família. Diversos. Cap. Problemas no matrimônio. Divaldo Franco) Aproveita cada oportunidade para agir de forma elevada. Há quem espere extraordinários momentos e ocasiões especiais, que possivelmente não chegarão. Não será o que faças, que te tornará grande e importante, porém como faças cada coisa que te transformará em valioso. A árvore gigante se origina em Muita gente alega ter fé em Deus, em santos, em elementais ou em orixás. Mas tem a fé do tamanho da sua formação intelectual, dos seus arcabouços morais e das suas reflexões filosóficas. Entraríamos num labirinto sem fácil saída caso quiséssemos interpretar o fenômeno da fé em cada indivíduo, baseando-nos em todos os valores e desvalores que acumula em si. Percebemos, porém, que independentemente de tudo em que se crê ou da fé que se possa ostentar, frágil ou robusta, nos poderes espirituais da vida, tudo perderá o sentido ou terá nuanças muito prejudiciais se o indivíduo pequenina semente. O Cosmo é resultado de partículas e moléculas invisíveis. Torna-te grande nas pequeninas coisas, a fim de que não te apequenes nas grandiosas.. Joanna de Ângelis (Do livro: Vida feliz. Joanna de Ângelis. Cap. XIV. Divaldo Franco) não acreditar em si próprio, se não tiver fé ou convicção nos valores que armazena no íntimo, nas conquistas positivas de que é capaz e no poder de se desprender do erro, do mal e das sombras da ignorância que mutilam a existência. Benedita Maria (Do livro: Ações corajosas para viver em paz. Benedita Maria, Cap. 20. Raul Teixeira)
  8. 8. 14 15 Jesus Cristo, azorragado e atado ante Pilatos, é o símbolo mais perfeito do homem livre, porquanto, conhecendo a sua procedência e o poder de que era investido, apagou na humildade a condição de Embaixador Celeste, vencendo todas as imposições venais do mundo, para conceder aos discípulos as ilimitadas possibilidades da vida, após a vitória sobre os escombros da matéria e da morte. Vianna de Carvalho (Do livro: Sementeira da fraternidade. Diversos. Cap.: 24. Divaldo Franco) Não temas a morte, que te abre as cortinas do Invisível, mas valoriza-a como poderoso agente da tua transformação, como porta aberta e caminho seguro para introduzir-te no seio da vida imortal, desditoso, se te desajustares pelos humanos roteiros; venturosa, se te impregnares desse amor que bendiz, que instrui e que liberta, pelas vias difíceis do planeta. Camilo (Do livro: Revelações da luz. Camilo. Cap. 8. Raul Teixeira) SEXO E CONSCIÊNCIA Esta grande obra organizada por Luiz Fernando Lopes, resultado de um trabalho realizado por longos anos, tem por objetivo esclarecer o amigo leitor sobre as reais diferenças entre o Sexo consciente e o Sexo em desalinho. Explicita todas as implicações e consequências decorrentes dos abusos praticados nessa área tão delicada da natureza humana. Ressalta ainda a importância da sublimação das energias sexuais, canalizando-as para a prática de tarefas nobres que promovam a nossa evolução moral e espiritual. Por ser uma obra copiosa, de fôlego, trata com muita objetividade mais de sessenta subtítulos dentro do contexto de Sexo e Consciência, proporcionando lições e esclarecimentos de grande valor para a nossa aprendizagem. VOZES DO INFINITO São dez Espíritos felizes pela honra de servir que enviam para a Humanidade lições de belezas imortais, convidando, apelando e desafiando os homens para que se integrem nesse contingente de filhos de Deus empolgados com o bem, no bem atuantes, dilatando a espiritualização do mundo terrestre. Os 42 capítulos se apresentam diversificados, ora em prosa, ora em versos, cantando as excelências da Vida Maior, como vozes do infinito, sensibilizando os que ainda se agitam nas vielas e espinheirais terrenos, rogando orientação e arrimo para os próprios passos. A sugestiva capa reproduz um painel de um dos muros externos do Cemitério Père Lachaise, de Paris, França. VISITE OS SITES: Editora Fráter: http://editorafrater.com.br Livraria LEAL: http://mansaodocaminho.com.br/livraria-leal/

×