Arcos De IntrusãO em Ortodontia

12.829 visualizações

Publicada em

Breve Revisão da Literatura sobre arcos segmentados na intrusão de dentes anteriores para correção de mordida profunda.
A. Arco de intrusão de Ricketts com fio Elgilloy azul 0,016” x 0,016”.

B. Arco de intrusão de Burstone com fio TMA 0,019” x 0,025”.

C. Arco de 3 peças de intrusão com fio TMA 0,019” x 0,025”

D. Sobrearco de intrusão com fio de aço 0,8mm

Publicada em: Saúde e medicina, Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.829
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
301
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
321
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arcos De IntrusãO em Ortodontia

  1. 1. ARCOS DE INTRUSÃO 1 ESTUDOS EM ORTODONTIA ARCOS DE INTRUSÃO C A intrusão de dentes anteriores em ortodontia é um procedimento preconizado por BURSTONE, através da técnica do arco segmentado, para a E correção de mordida profunda. N Para Nanda as quatro estratégias fundamentais para a correção da mordida profunda, sem incluir opções cirúrgicas, são: T extrusão dos dentes posteriores, R distalização dos dentes posteriores, Inclinação dos dentes anteriores e O intrusão dos incisivos superiores e/ou dos incisivos inferiores 5. D E O R T O D Com a técnica do arco segmentado seis princípios devem ser O considerados no movimento intrusivo: N Uso de magnitudes de forças ótimas e constantes com baixa deflexão das alças; T Uso de um ponto de contato específico na região anterior; I Seleção cuidadosa do ponto de aplicação da força, respeitando o centro de resistência; A Intrusão baseada na geometria anatômica da raiz dos dentes anteriores; Controle da unidades ativas e reativas pela formação de unidade de Dra. Mirna Liz da Cruz- rua Santa Luzia, no. 705, Campinas, Goiânia-Goiás- CEP: 74510-010 1
  2. 2. 2 ESTUDOS EM ORTODONTIA ancoragem posterior Bloqueio de erupção do dentes posteriores, além da prevenção de mecânicas eruptivas indesejáveis. O tratamento da sobremordida, nos casos que têm altura facial inferior diminuída, acentuada curva de Spee e moderada ou mínima exposição dos incisivos, pode envolver a extrusão dos dentes posteriores13 com um controle vertical eruptivo dos dentes anteriores. Um milímetro de extrusão dos molares superior ou inferior,efetivamente, reduz a sobremordida dos incisivos de 1,5 a 2,5mm5. A maior desvantagem da correção da mordida profunda por extrusão é uma excessiva exposição dos incisivos, o aumento da distância interlabial - GAP (de 3 a 4mm é considerado normal, com os lábios relaxados) e uma piora no sorriso gengival6,4,5. De acordo com Bennett e McLaughlin5, a reversão da curva de Spee inferior e acentuação desta no arco superior são, talvez, os métodos mais tradicionais destas técnicas de arco contínuo para o controle vertical, com a subseqüente correção da mordida profunda e regularização da curva de Spee inferior (Fig. 3). No entanto, diversos efeitos colaterais podem advir desta mecânica, como a vestibularização do segmento ântero-inferior13, não tão bem aceitos em alguns pacientes, devido a possíveis distúrbios do balanço peribucal neuromuscular10, bem como a invasão do espaço funcional livre, em outros pacientes, que por vezes dificultam ou invalidam o objetivo de abertura da mordida. Pode-se também citar a mudança da inclinação axial dos dentes posteriores10,13, que pode contribuir para a tão inesperada recidiva. O tratamento de escolha nos pacientes com padrão face longa e mordida profunda realiza-se com a intrusão dos incisivos superiores e/ou inferiores, utilizando-se arcos apropriados5. A intrusão dos incisivos permite a correção da sobremordida com melhor controle dos efeitos secundários observados na bateria posterior 6. O mecanismo de intrusão, como aludido por Almeida et al.2, pode ser realizado utilizando o arco base de Ricketts, o arco de intrusão de Burstone, o arco de três peças15, sobrearcos e, hodiernamente, o arco de intrusão Nanda 6 -CIA, como ilustrado na figura E. Dra. Mirna Liz da Cruz- rua Santa Luzia, no. 705, Campinas, Goiânia-Goiás- CEP: 74510-010 2
  3. 3. 3 ESTUDOS EM ORTODONTIA A. Arco de intrusão de Ricketts com fio Elgilloy azul 0,016” x 0,016” . B. Arco de intrusão de Burstone com fio TMA 0,019” x 0,025” . C. Arco de 3 peças de intrusão com fio TMA 0,019” x 0,025” D. Sobrearco de intrusão com fio de aço 0,8mm Dra. Mirna Liz da Cruz- rua Santa Luzia, no. 705, Campinas, Goiânia-Goiás- CEP: 74510-010 3
  4. 4. 4 ESTUDOS EM ORTODONTIA E. Arco de intrusão (CIA)14 com fio Nitinol 0,017” x 0,025” . REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA 1. BURSTONE, C. J. Deep overbite correction by intrusion. Am J Orthod, St. Louis, v. 72, no. 1, p.1-22, July 1977. 2. BURSTONE, C. J. The mechanical of the segmented arch technique. Angle Orthod, Appleton, v. 36, p. 99-120, 1966. 3. AlMEIDA , M. R.; VIEIRA, G. M.; GUIMARãES JR., C. H.; AMAD NETO, M.; NANDA, R. Emprego racional da Biomecânica em Ortodontia: “arcos inteligentes”R Dental Press Ortodon Ortop Facial Maringá, v. 11, n. 1, p. 122-156, jan./fev. 2006. 4. NANDA, R. Biomechanics in clinical orthodontics. Philadelphia:WB Saunders, 1997. 5. NANDA, R. Biomechanics and esthetic strategies in clinical orthodontics. St. Louis: Elsevier Saunders, 2005. 6. NANDA, R. et al. The Connecticut Intrusion Arch. J. Clin. Orthod., Boulder, v. 32, p. 708-715, 1998. 7. BURZIN, J.; NANDA, R. The stability of deep overbite correction In: NANDA, R. (Ed.).Retention and stability. Philadelphia: WB Saunders, 1993. 8. Marcio Rodrigues de Almeida, Renata Rodrigues de Almeida-Pedrin, Renato Rodrigues de Almeida, Fernando Pedrin, Celina Martins Insabralde, Carlos Henrique Guimarães Jr. Padronização na confecção do arco de intrusão. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v. 6, n. 3 - Dra. Mirna Liz da Cruz- rua Santa Luzia, no. 705, Campinas, Goiânia-Goiás- CEP: 74510-010 4
  5. 5. 5 ESTUDOS EM ORTODONTIA jun./jul. 2007. 9. MOURA ML • SILVA FO • ARAÚJO AM • URSI W • WERNECK EC. Combinação de duas técnicas ortodônticas“ arco segmentado” e “arco reto” na correção da mordida profunda. OrtodontiaSPO | 2008;41(ed.espec.):283-8. 10. SHROFF, B.; LINDAUER, S.J.; BURSTONE, C.J.; LEISS, J.B. Segmented approach to simultaneous intrusion and space closure: biomechanics of the three-piece base arch appliance. Am J Orthod 0 Dentofacial Orthop, St. Louis, v.107, n 2, p.136-143, Feb. 1995. Dra. Mirna Liz da Cruz- rua Santa Luzia, no. 705, Campinas, Goiânia-Goiás- CEP: 74510-010 5

×