Reflexões em torno de uma rádio feita por jovens: 
“Por causa dos direitos de autor não pudemos usar 
músicas que queríamo...
Media digitais e aprendizagem 
Facilitação da capacitação dos jovens e de 
aprendizagem em contexto não formal. 
◦ Extra e...
Rádio Nova Geração 
Projeto piloto - bairro de uma zona urbana no 
Porto, na confluência de áreas de classe 
média/alta e ...
Resultados... 
(1) Nenhum dos jovens envolvidos desistiu do processo 
(inclusive numa fase final colaboraram mais dois 
jo...
Resultados... 
Motivações e reflexões dos jovens: 
Processos 
“Mais directa na forma de falar com as 
pessoas” (rapariga, ...
GOSTEI NÃO GOSTEI SUGERIA 
Gostei do rap 
Eu gostei mais da entrevista à 
Roménia 
Acho que podiam colocar mais 
música. 
...
http://info.escolinhas.pt/a-nossa-radio/ 
Muito obrigada! 
Ademar Aguiar 
Maria José Brites
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reflexões em torno de uma rádio feita por jovens: “Por causa dos direitos de autor não pudemos usar músicas que queríamos usar”

156 visualizações

Publicada em

10-11 de maio de 2013: Aguiar, A. e Brites, M.J; Reflexões em torno de uma rádio feita por jovens: “Por causa dos direitos de autor não pudemos usar músicas que queríamos usar”, 2.º Congresso Literacia, Media e Cidadania, Lisboa.
http://literaciamediatica.pt/congresso/livro-de-resumos

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Os media digitais podem constituir importantes formas de facilitação da capacitação dos jovens e de aprendizagem em contexto não formal. Pensando ambiente rádio e o ambiente online ligados ao empoderamento de populações, apontamos para duas fontes de inspiração muito diferentes na tecnologia envolvida, mas semelhantes no alcance de ligação às populações: o ideário histórico das rádios comunitárias e também os ambientes digitais atuais que possibilitam a emissão de rádio online, sendo este último o nosso foco de ação. Concentramo-nos na rádio online, que condensa em si mesma o fascínio pelo meio tradicional (a imagem social dos jornalistas e dos locutores) e a possibilidade de facilitar processos de aprendizagem informal com uso de novas tecnologias, é um exemplo de como os media em contexto social podem ser potenciadores, no sentido de Paulo Freire, ao indicar que o esforço de compreensão do real implica o engajamento com essa mesma realidade (Freire, 1977: 27).
    Estas reflexões de partida levaram-nos a implementar um projeto piloto num dos bairros de uma zona urbana no Porto, situada na confluência de áreas de classe média/alta e meios mais desfavorecidos. O projeto de investigação-ação começou a ser implementado no terreno em julho de 2012, quando foram feitos os primeiros workshops com oito jovens entre os 11 e os 16 anos. Foram os jovens quem decidiu qual o tema que queriam tratar na emissão de rádio final, realizada em Dezembro de 2012. Entre os objetivos deste projeto encontra-se a possibilidade de, numa fase seguinte, estes mesmos jovens ajudarem os investigadores na implementação do projeto junto de outros jovens.
    Além do significado do processo e de todas as implicações educativas que representou (inclusive com visita a uma rádio “a sério”), há dois elementos a destacar. (1) O facto de nenhum dos jovens envolvidos ter desistido do processo (inclusive numa fase final colaboraram mais dois jovens) e de terem dito que voltavam a repetir a experiência se tivessem possibilidade de o fazer. (2) Sendo este um projeto piloto, a construção de saberes e de conhecimentos foi feita de forma o mais reflexiva possível tendo em conta os obstáculos que foram surgindo, inclusive quanto à passagem de música. Apesar de não estar inicialmente previsto, foi acrescentada à formação dos workshops a questão dos direitos de autor, para que os jovens envolvidos compreendessem que a rádio deles não podia passar as músicas que eles queriam passar, mas também para pensarem noutras formas de ultrapassar esse mesmo obstáculo.
    O que sugerimos para esta apresentação é a discussão de resultados quanto às motivações e reflexões dos jovens face aos processos temáticos e tecnológicos, aos media e ao jornalismo e aos direitos de autor, três temáticas que formam constantes ao longo do processo.
    Palavras-chave: Rádio online, jovens, media, notícias e direitos de autor.
  • 1 - Processos temáticos e tecnológicos --- ver questionários
    Todos disseram que era positivo e que voltavam a repetir; não sabiam que era possível fazer uma webradio
    “Mais directa na forma de falar com as pessoas” (rapariga, 14 anos)
    “Experiência educativa e divertida!” (rapariga, 16)
    “Acho que sim, foi muito útil aprender e saber ouvir as outras pessoas e colegas” (rapariga, 11)

    2 - Media e ao jornalismo – alinhamento muito semelhante, vai e vem nas notícias (até alguma desordem…), cópia,

    3 - Direitos de autor, reconheceram que não iam gostar – ver notas - exemplo
  • Reflexões em torno de uma rádio feita por jovens: “Por causa dos direitos de autor não pudemos usar músicas que queríamos usar”

    1. 1. Reflexões em torno de uma rádio feita por jovens: “Por causa dos direitos de autor não pudemos usar músicas que queríamos usar” Ademar Aguiar, Universidade do Porto – Faculdade de Engenharia Maria José Brites, CIMJ e ULP 2º Congresso Literacia, Media e Cidadania 11 e 11 de Maio http://info.escolinhas.pt/a-nossa-radio/
    2. 2. Media digitais e aprendizagem Facilitação da capacitação dos jovens e de aprendizagem em contexto não formal. ◦ Extra escolar Fontes de inspiração: ◦ ideário histórico das rádios comunitárias ◦ ambientes digitais atuais que possibilitam a emissão de rádio online: Fascínio pelo meio tradicional (a imagem social dos jornalistas e dos locutores) e a possibilidade de facilitar processos de aprendizagem informal com uso de novas tecnologias Media em contexto social: o esforço de compreensão do real implica o engajamento com essa mesma realidade (Freire, 1977: 27).
    3. 3. Rádio Nova Geração Projeto piloto - bairro de uma zona urbana no Porto, na confluência de áreas de classe média/alta e meios mais desfavorecidos. O projeto de investigação-ação começou a ser implementado no terreno em julho de 2012, quando foram feitos os primeiros workshops com oito jovens entre os 11 e os 16 anos + 2 jovens beatbox. Foram os jovens quem decidiu qual o tema que queriam tratar na emissão de rádio final, realizada a 21 de Dezembro de 2012.
    4. 4. Resultados... (1) Nenhum dos jovens envolvidos desistiu do processo (inclusive numa fase final colaboraram mais dois jovens) e disseram que voltavam a repetir a experiência se tivessem possibilidade de o fazer. (2) Sendo este um projeto piloto, a construção de saberes e de conhecimentos foi feita de forma o mais reflexiva possível tendo em conta os obstáculos que foram surgindo, inclusive quanto à passagem de música. Apesar de não estar inicialmente previsto, foi acrescentada à formação dos workshops a questão dos direitos de autor, para que os jovens envolvidos compreendessem que a rádio deles não podia passar as músicas que eles queriam passar, mas também para pensarem noutras formas de ultrapassar esse mesmo obstáculo.
    5. 5. Resultados... Motivações e reflexões dos jovens: Processos “Mais directa na forma de falar com as pessoas” (rapariga, 14 anos) “Experiência educativa e divertida!” (rapariga, 16) “Acho que sim, foi muito útil aprender e saber ouvir as outras pessoas e colegas” (rapariga, 11) Media e ao jornalismo Direitos de autor
    6. 6. GOSTEI NÃO GOSTEI SUGERIA Gostei do rap Eu gostei mais da entrevista à Roménia Acho que podiam colocar mais música. Rap Não havia de ter mais nada. Podiam ter entrevistado estrelas mundiais. Gostei mais de o fazer. Não gostei de ouvir a minha voz em algumas situações. Muita música e algum humor. Gostei mais de ouvir De música Entrevista o Ronaldo e o messi. Ouvir De música Ir a outro país Gostei muito de fazer o programaNão gostei de ouvir a minha voz Música e humor. Muito de gravar De ouvir Músicos. Ouvir Música . De ouvir os jovens a fazer este projecto Música Fazer este tipo de trabalho com outros jovens. A mariana Música Podíamos entrevistar o caneco. Ouvir Música Fazer piadas Ouvir o rap Música devia haver Entrevistar o canuco Rap Não Estrelas mundiais Gostei do rap Não havia de ter mais nada Aparecer na rádio O repe das entrevistas Música Entrevista o Cristiano Ronaldo. Ouvir rap Música Entrevistar o Leandro, etc, pessoas conhecidas.
    7. 7. http://info.escolinhas.pt/a-nossa-radio/ Muito obrigada! Ademar Aguiar Maria José Brites

    ×