Quintas, Parques e Jardins da Cidade do Porto

3.975 visualizações

Publicada em

Quinta de Villar d’Allen
Parque de Serralves
Jardim Botânico

EDITOR: Portotojo - Outubro 208

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.975
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.249
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quintas, Parques e Jardins da Cidade do Porto

  1. 1. Quintas, Parques e Jardins da Cidade do Porto Colecção Porto a minha Cidade Série (Nº . 3) Quinta de Villar d’Allen Parque de Serralves Jardim Botânico
  2. 2. Local privado, aberto a todos. E uma junção de algumas velhas Quintas adquiridas no séc. XIX, e o seu primitivo proprietário, de origem Inglesa, dedicou-se à criação de Camélias, que hoje ornamentam Parques como o do Bom Jesus e do Buçaco. Há uma mãozinha desta família nos Jardins do Palácio de Cristal. Belíssimos os Jardins e Bosque Quinta de Villar d´Allen
  3. 3. Belíssimo Roseiral
  4. 7. O caminho da entrada ladeado por belas cameleiras
  5. 12. Belos exemplares de Palmeiras Chilenas
  6. 13. Hoje é uma unidade produtiva com um Viveiro de plantas ornamentais de exterior regressando assim às suas origens
  7. 14. Pormenores
  8. 16. Parque e Jardins de Serralves Escultura A sua origem remonta aos anos 20 do século passado. Foram-lhe sendo agregadas novas propriedades com traços de Jardins do séc. XIX. Possui uma diversidade grande de espécies florestais, algumas em perigo de extinção. Inclui o Museu de Arte Contemporânea
  9. 17. A Casa de Serralves
  10. 18. Alamedas frondosas
  11. 19. O Jardim e as Quedas de Água
  12. 21. A Casa, o Jardim e a Fonte
  13. 22. Pormenores do Lago
  14. 23. Parcelas da mata e da quinta.
  15. 25. Estufas e Viveiros
  16. 29. Roseiral
  17. 31. Árvores exóticas
  18. 32. Jardim Botânico Fabulosa a história deste magnífico espaço que Começa em meados do Séc. XVIII Envolve uma Ordem Religiosa, o Estado Português, que vende e retira a um Francês. Tropas de Napoleão, um Brasileiro/Português, Alemães/ Portugueses. Novamente o Estado. Passam-se cem anos entre decretos reais e a república.
  19. 33. Homens do Norte, muito se bateram por este espaço, até que em 1951 ele chega à Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e ao Instituto Gonçalo Sampaio Pelo caminho um corte no seu espaço, derivado aos acessos da Ponte da Arrábida, ficando com os actuais 4 ha.
  20. 34. Ruben A. e Sofia de Mello Breiner Andresen deixaram muito das suas obras ligadas a estes espaços
  21. 35. Área dos Lagos
  22. 38. Sebes de Cameleiras
  23. 41. Jardim dos Cactos ou das Suculentas
  24. 42. Jardim dos Cactos
  25. 43. Pormenores
  26. 44. Tema musical Momento Vozes Pedro Abrunhosa Sandra de Sá Couto
  27. 45. Fotos e Formatação @Portojo Outubro.08

×