João e os jacarés amazônicos - Cartilha do Instituto Mamirauá

754 visualizações

Publicada em

Cartilha sobre o Projeto de Conservação de Vertebrados Aquáticos Amazônicos.

Instituto Mamirauá + MCTI

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

João e os jacarés amazônicos - Cartilha do Instituto Mamirauá

  1. 1. João e OS JACARÉS AMAZÔNICOS
  2. 2. João e os jacarés amazônicos Realização Patrocínio Kelly Torralvo, Diogo Franco, Rafaela Kleinhans Pereira, Cássia Camillo, Miriam Marmontel e Robinson Botero-Arias Tefé, AM IDSM e Petrobras 2013
  3. 3. Ficha Técnica Elaboração: Kelly Torralvo, Diogo Franco, Rafaela Kleinhans Pereira, Cássia Camillo, Miriam Marmontel e Robinson Botero-Arias Diagramação: W5 Criação e Design Ilustração: José Wilson Magalhães, Arthur Rosseto e Donizete Amorim João e os jacarés amazônicos João e os jacarés amazônicos / Kelly Torralvo; Diogo Franco; Rafaela Kleinhans Pereira; Cássia Camillo; Miriam Marmontel; Robinson Botero-Arias (Autores); José Wilson Magalhães e Luiz Sansone (Ilustradores). Tefé, AM: IDSM; Petrobras, 2013. 28p. Il. ISBN: 978-85-88758-40-7 1. Jacarés. 2. Conservação. 3. Amazônia. I. Título. CDD 597.98 Catalogação: Graciete Rolim
  4. 4. Agradecimentos Agradecemos a Natan Breder, Aurã Martins, Natalia Camps e João Carvalho pelas ideias compartilhadas para a criação dessa cartilha.
  5. 5. Olá! Eu sou o João Jacaré! Sou assistente de campo do Programa Jacarés, um programa do Instituto Mamirauá que desenvolve o projeto Conservação de Vertebrados Aquáticos Amazônicos (Aquavert), financiado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Ambiental! 7
  6. 6. É meeermo, Helson! Nós ajudamos os pesquisadores a juntar informações sobre os quatro tipos de jacarés que encontramos aqui na região das Reservas Mamirauá e Amanã! 8 Nós também somos assistentes de campo do Programa Jacarés e do Projeto Aquavert, não é, Dalvino?
  7. 7. A gente vai junto com o pesquisador atrás de jacarés à noite! Usamos voadeiras escuras para não assustar os bichos! O pesquisador vai contando quantos olhos de jacarés ele vê e, ás vezes, chegamos perto e vemos qual a espécie e o tamanho! 9
  8. 8. Algumas vezes também a gente pega o bicho para medir, pesar, ver se é macho ou fêmea e se ele está saudável ou não. Logo depois ele é liberado no mesmo local! 10
  9. 9. Além disso, na época de reprodução, de setembro a janeiro, a gente procura pelos ninhos para ver quantos ovos eles têm e se os filhotinhos estão nascendo. Fazemos tudo isso para conhecer mais sobre os bichos e também para garantir que os filhotinhos nasçam! 11
  10. 10. O pessoal daqui também costuma pegar os ovos para comer! Dizem que para fazer bolo, melhor ovo não tem!! Mas, na verdade, não podemos pegar os ovos! Primeiro porque é proibido por lei, e depois porque se não tiver ovo, não tem filhote! E sem filhote, mais cedo ou mais tarde, não haverá mais jacarés grandões!! O que a gente vê por ai é que jacuraru, onça e macaco se alimentam dos ovos e deixam as cascas todas espalhadas!! 12
  11. 11. Às vezes a mãe fica braba e é preciso dar no pé!! Ela está sempre por perto cuidando de seus ovos e filhotes!! Cuidado, João!! Lá vem a mãe!! 13
  12. 12. Mas é só não mexer com eles, que não tem problema! Afinal, é de peixe que eles mais gostam!! 14
  13. 13. Os jacarés não comem peixes grandes não! Por causa disso, eles ajudam a manter os lagos com várias qualidades de peixes. Por isso onde tem muito jacaré, tem também muito peixe! 15
  14. 14. Com a criação das reservas e a proteção dos lagos, as quantidades de peixes e jacarés aumentaram, bem como de outros animais, como quelônios, botos, peixes-boi, e árvores como mulateiros, piranheiras... 16
  15. 15. Para garantir que vamos continuar tendo muitos jacarés (e muitos peixes) nos nossos lagos, é importante que todos participem da proteção desses bichos junto com o pessoal do Instituto Mamirauá! 17
  16. 16. O legal é trabalhar em equipe: nós, com o conhecimento que temos por morar a vida toda aqui, e os pesquisadores, com o conhecimento científico! E, para proteger, primeiro temos que conhecer bem as quatro qualidades de jacarés que moram aqui! 18
  17. 17. Esse é o jacaré-açu! Ele tem a boca bem larga e com manchas. Ele é muito maior do que os outros daqui da reserva, podendo chegar até 5 metros!! 19
  18. 18. Aquele ali é o jacaretinga! Ele se encontra principalmente nas margens dos lagos e rios, em cima de praias e barrancos, tomando sol. A gente sabe que é ele por causa das listras escuras na cauda e ele não passa de 2,5 metros! 20
  19. 19. O paguá tem essa cabeça avermelhada e é o menor deles, não chegando a mais de 1,5 m. Já o coroa é um pouco maior e é chamado assim porque quando filhotinho tem uma mancha na cabeça que parece uma coroa. Os outros dois são mais difíceis de serem vistos, mas têm também! Um, a gente chama de paguá e o outro de coroa. Eles gostam mais de ficar em igarapés de terra firme! 21
  20. 20. E é assim: protegendo nossos lagos e os locais de desova dos jacarés e colaborando com as pesquisas do Instituto Mamirauá que vamos garantir a proteção dos jacarés! E não apenas dos jacarés! Estaremos garantindo a proteção de vários bichos e da floresta! E também do nosso modo de vida!! 22
  21. 21. PARA COLORIR!
  22. 22. DESENHE SEU JACARÉ PREFERIDO
  23. 23. Jacare-paguáJacaré-açu Jacaré-coroaJacaretinga 25 Labirinto
  24. 24. Caça Palavras Encontre as palavras em destaque no texto ao lado. Os JACARÉS amazônicos são animais importantes para o equilíbrio do ECOSSISTEMA. Eles estão no topo da CADEIA ALIMENTAR e se alimentam de diversas ESPÉCIES, controlando predadores e garantindo a presença de muitos PEIXES em ambientes como LAGOS, RESSACAS e IGARAPÉS. u t o k g t i g a r t s x i h y e r n v i g a r a p e s t c q o e c f d d a r t m k e p i r s s r t x s q i l p l g g j e n p e c o s s i s t e m a a s a e u e g f k o e o p e g c s e c c L v t p e i x e s e a a i i w a c l k g b c f f l r c i e w g p o e d a r t o a e a p s s o b i k g v c v f e s s s u r s x s q r l e y s i a c a d e i a a l i m e n t a r s a e u e g f k o e o p e o u 26
  25. 25. Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá Estrada do Bexiga, 2584 – Bairro Fonte Boa – Cx. Postal 38 69553-225 – Tefé (AM) – Tel/fax: +55 (97) 3343-9700 aquavert@mamiraua.org.br – www.mamiraua.org.br
  26. 26. Estrada do Bexiga, 2.584 - Bairro Fonte Boa - Cx. Postal 38 - CEP 69553-225 - Tefé (AM) Tel./Fax: +55 (97) 3343-9700 | mamiraua@mamiraua.org.br | www.mamiraua.org.br Curta o Instituto Mamirauá nas redes sociais: Instituto.mamiraua @InstMamiraua InstitutoMamiraua Realização: Patrocínio:

×