SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Colégio Moraes Rêgo 
PROFESSORA: MARILDA 
SIQUEIRA
Figuras de linguagem são 
certos recursos não-convencionais 
ou escritor cria para dar 
maior expressividade à sua 
mensagem, conferindo 
emoção, sentimento e 
afetividade. Figuras 
que o falante
Pensament 
o
Figuras de pensamento 
Antítese: tem como objetivo aproximar 
expressões de sentido oposto a fim de 
opor uma ideia à outra. 
Exemplo: 
De repente do riso fez-se o pranto. 
De repente da calma fez-se o vento.
Figuras de pensamento 
Eufemismo: é uma espécie de 
abrandamento, é uma maneira de, por 
meio de palavras mais polidas, tornar 
mais suave e sutil uma informação de 
cunho desagradável e chocante. 
Exemplo: 
O nobre deputado faltou com a 
verdade
Figuras de pensamento 
Gradação: é a maneira ascendente ou 
descendente como as ideias podem 
ser organizadas na frase. 
Exemplo: 
Eu era pobre. Era subalterno. Era 
nada. Monteiro Lobato 
E rola, e tomba, e se despedaça, e 
morre. Olavo Bilac
Figuras de pensamento 
Ironia: figura que consiste em dizer, com 
intenções sarcásticas e zombadoras, 
exatamente o contrário do que se pensa, 
do que realmente se quer afirmar. Exige, 
em alguns casos, bastante perícia por 
parte do receptor (leitor ou ouvinte). 
Exemplo: “O presidente Lula é o mais 
culto e bem formado de todos os 
presidentes”
Figuras de pensamento 
Hipérbole: modo exagerado de 
exprimir uma ideia. 
Exemplos: 
“Eu nunca mais vou respirar, se 
você não me notar, eu posso até 
morrer de fome se você não me 
amar” (Cazuza)
Figuras de pensamento 
Prosopopéia (ou personificação): é a 
atribuição de características humanas 
a seres não-humanos. 
Exemplo: 
Seus olhos corriam pela fazenda 
enquanto a lua lhe sorria.
Figuras de pensamento 
APÓSTROFE: a figura de linguagem 
que consiste em interromper a 
narração para dirigir a palavra a 
pessoas ausentes ou ao leitor. 
Sintaticamente, a apóstrofe exerce a 
função de vocativo dentro de uma 
sentença. 
Exemplo: 
Ó mar salgado, quanto do teu sal 
São lágrimas de Portugal. (Fernando 
Pessoa)
Figuras de pensamento 
lítotes: Consiste em dizer algo por meio de 
sua negação. 
Exemplo: 
“Quer ficar com todos os meus DVDs? 
Você não é nada bobo!” 
“Aquele ali é o seu novo namorado? Até que 
ele não é feio!” 
“Estes não são maus conselhos”.
Palavra 
s
Figuras de palavras 
Comparação: é a comparação direta de 
qualificações entre seres, com o uso do 
conectivo comparativo (como, assim 
como, bem como, tal qual, etc.). 
Exemplo: 
Naquele domingo, trabalhou como um 
cavalo.
Figuras de palavras 
Metáfora: assim como a comparação, 
consiste numa relação de semelhança 
de qualificações. Mais sutil, exige 
muita atenção do leitor para ser 
captada, porque dispensa os 
conectivos que aparecem na 
comparação. 
Exemplo: Naquele domingo, ele era um 
cavalo trabalhando.
Figuras de palavras 
Metonímia: é a utilização de uma 
palavra por outra. Essas palavras 
mantêm-se relacionadas de várias 
formas: 
- O autor pela obra : Todos leram 
machado para a prova. 
- O instrumento pela pessoa que dele 
se utiliza : Todos sabiam que 
Adamastor era bom de copo.
Figuras de palavras 
–O recipiente (continente) pelo 
conteúdo : Todos queriam, naquele 
instante, um bom copo d´água. 
–O lugar pelo produto : Ganhei uma 
garrafa do legítimo porto.
Figuras de palavras 
Sinestesia: é a figura que mescla as 
diferentes sensações percebidas pelos 
cinco órgãos do sentido ( visão, audição, 
tato, olfato e paladar. 
Exemplo: 
Aquele olhar doce realçava sua voz 
morna.
Figuras de palavras 
Perífrase (ou antonomásia): é um 
tipo de apelido que se confere aos 
seres, com o intuito de valorizar algum 
de seus feitos ou atributos. Ex.: 
Cidade Maravilhosa: Rio de Janeiro 
pelas belezas naturais. 
O PAÍS DO FUTEBOL: (Brasil), é 
adorado por seus filhos.
Figuras de palavras 
Catacrese: É o emprego de palavras fora 
do seu significado real; entretanto, devido ao 
uso contínuo, não mais se percebe que estão 
sendo empregadas em sentido figurado. Ex.: 
O pé da mesa estava quebrado. 
Não deixe de colocar dois dentes de alho na 
comida. 
Quando embarquei no avião, fui dominado 
pelo medo.(ingresso no avião). 
.
Sintaxe ou 
construção.
Figuras de sintaxe 
Elipse: ocorre quando se omite algum termo 
ou palavra de um enunciado. É sempre bom 
lembrar que essa omissão deve ser captada 
pelo leitor, que pode deduzi-la a partir do 
contexto, da situação comunicativa (verbos, 
pronomes, preposições ou conjunções). 
Exemplo: (nós) Saímos da confeitaria com 
um pedaço de felicidade.
Figuras de sintaxe 
Zeugma: é um tipo de elipse. Ocorre 
zeugma quando duas orações 
compartilham o termo omitido. Isto é, 
quando o termo omitido é o mesmo que 
aparece na oração anterior. 
Exemplos: 
Todos querem dinheiro; eu, amor. 
(quero).
Figuras de sintaxe 
Pleonasmo: Essa figura nada mais é que a 
repetição, o reforço de uma ideia já expressa 
por alguma palavra, termo ou expressão. 
Somente corre como figura de sintaxe quando 
utilizado com fins estilísticos, como a ênfase 
intencional a uma ideia; sendo resultado da 
ignorância ou do descuido do usuário da língua, 
é considerado como um vício de linguagem 
(pleonasmo vicioso). 
Exemplo: Cheguei até aqui caminhando com 
minhas próprias pernas.
Figuras de sintaxe 
Inversão ou hipérbato: 
Consiste na alteração da ordem direta dos 
termos na oração. 
Ex.: "Passarinho, desisti de ter." 
(Rubem Braga)
Figuras de sintaxe 
Anacoluto: É a quebra ou interrupção do fio 
da frase, ficando termos sintaticamente 
desligados do resto do período, sem função. 
Exemplo 
"Eu não me importa a desonra do mundo." 
(C. Castelo Branco) 
Eis doas formigas o caso 
A rosa...fale por ela. (Alberto de Oliveira)
Figuras de sintaxe 
Assíndeto: Síndeto significa conjunção, 
portanto assíndeto nada mais é que 
ausência de conjunção. 
Exemplos: 
Ele tocava, bulia, arfava e ela 
dormia.
Figuras de sintaxe 
Polissíndeto: é o contrário do 
assíndeto. A repetição de conjunções. 
Exemplo 
Ele tocava e bulia e arfava. Ela 
dormia.
Figuras de sintaxe 
Anáfora: consiste em repetir uma palavra 
ou expressão a espaços regulares durante o 
texto. É muito comum nas trovas populares, 
cordéis e poemas. 
Exemplos: 
“Vi uma estrela tão alta, 
Vi uma estrela tão fria! 
Vi uma estrela luzindo 
Na minha vida vazia”. Manuel Bandeira
Figuras de sintaxe 
Quiasmo: Consiste no cruzamento de grupos 
sintáticos paralelos (dois ou quatro vocábulos), de 
forma que o grupo de vocábulos do primeiro se 
repete no segundo em ordem inversa (AB x BA) 
Exemplos: 
Tinhas a alma de sonhos povoada, 
E a alma de sonhos povoada eu tinha... 
(Olavo Bilac)
Figuras de sintaxe 
Silepse: caracteriza por concordar com a 
ideia que se quer transmitir, não com os 
termos que aparecem na oração. 
Exemplos: “Quando a gente é novo, 
gosta de fazer bonito.” (Guimarães Rosa) 
O adjetivo “novo” concordando com o sexo 
da pessoa que fala (masculino) e não com a 
palavra gente (feminino.)
som
Figuras de sintaxe 
aliteração: Consiste na repetição de um 
determinado som consonantal no início ou 
interior das palavras. 
Exemplos: 
O rato roeu a roupa do rei de Roma
Figuras de sintaxe 
Assonância: consiste na repetição da vogal 
tônica ou vocábulos com consoantes iguais e 
vogais distintas. Exemplos: 
“Pássaro da lua 
que queres cantar 
nessa terra tua 
sem flor e sem mar?” (Cecília Meireles) 
Nesses versos, a assonância se apresenta na 
repetição da vogal tônica “e” (queres, nessa, terra, 
sem), nas vogais “ua” (lua, tua) e na vogal “a” 
(pássaro, cantar, mar).
Figuras de sintaxe 
Paranomásia: emprego de palavras 
parônimas, ou seja, palavras de sons 
parecidos, porém com significado diferente. 
Exemplos: 
“O diretor ratificou que ele mesmo fizera 
as retificações no documento”. 
Os vocábulos ratificar (= confirmar) 
e retificar (=corrigir) são classificados como parônimos 
pela gramática tradicional, pois possuem semelhança na 
pronúncia e na escrita, mas possuem significados 
totalmente diferentes.
Figuras de sintaxe 
Onomatopéia: consiste na criação de 
palavras com o intuito de imitar sons 
ou vozes naturais dos seres 
Exemplos: 
Ela me deu um susto e ploft, o bolo 
caiu no chão.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavras
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Mas, mais e más
Mas, mais e másMas, mais e más
Mas, mais e más
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Regência verbal e nominal
Regência verbal e nominalRegência verbal e nominal
Regência verbal e nominal
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Aula Figuras de Linguagem
Aula    Figuras de Linguagem Aula    Figuras de Linguagem
Aula Figuras de Linguagem
 
O emprego da vírgula
O emprego da vírgulaO emprego da vírgula
O emprego da vírgula
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentidoRecursos ortográficos e efeitos de sentido
Recursos ortográficos e efeitos de sentido
 
Flexão do Substantivo
Flexão do SubstantivoFlexão do Substantivo
Flexão do Substantivo
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 

Destaque

Figuras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosFiguras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosSônia Sochiarelli
 
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.Cláudia Heloísa
 
Periodo simples
Periodo simplesPeriodo simples
Periodo simplesnayara775
 
Figuras de linguagem
Figuras  de  linguagemFiguras  de  linguagem
Figuras de linguagemLeila nny
 
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemExercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemMaria Gnv
 
Elementos de comunicacao aula1
Elementos de comunicacao aula1Elementos de comunicacao aula1
Elementos de comunicacao aula1Daniele Bertollo
 
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)7 de Setembro
 
Termos essenciais da oração
Termos essenciais da oraçãoTermos essenciais da oração
Termos essenciais da oraçãoSEEDUC
 
Figuras de linguagem_la_madre
Figuras de linguagem_la_madreFiguras de linguagem_la_madre
Figuras de linguagem_la_madreAlessandra Caires
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticasAline Castro
 
Atividades sobre figuras
Atividades sobre figurasAtividades sobre figuras
Atividades sobre figurasAline Castro
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoSandra Paula
 
Variantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na MúsicaVariantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na MúsicaPricila Yessayan
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosSônia Sochiarelli
 

Destaque (20)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosFiguras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercícios
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
 
Lusofonia
LusofoniaLusofonia
Lusofonia
 
Periodo simples
Periodo simplesPeriodo simples
Periodo simples
 
Figuras de linguagem
Figuras  de  linguagemFiguras  de  linguagem
Figuras de linguagem
 
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemExercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Elementos de comunicacao aula1
Elementos de comunicacao aula1Elementos de comunicacao aula1
Elementos de comunicacao aula1
 
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)
Figuras de Linguagem (recursos estilísticos e sonoros)
 
Termos essenciais da oração
Termos essenciais da oraçãoTermos essenciais da oração
Termos essenciais da oração
 
Figuras de linguagem_la_madre
Figuras de linguagem_la_madreFiguras de linguagem_la_madre
Figuras de linguagem_la_madre
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
Atividades sobre figuras
Atividades sobre figurasAtividades sobre figuras
Atividades sobre figuras
 
Paises Lusofonos
Paises LusofonosPaises Lusofonos
Paises Lusofonos
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacao
 
Variantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na MúsicaVariantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na Música
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
 
Lusofonia
Lusofonia Lusofonia
Lusofonia
 

Semelhante a Figuras de linguagem no ensino

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemISJ
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemMarta Morais
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemSandro Teles
 
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptxExercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptxLidiaLerbach1
 
Figuras de-linguagem 1
Figuras de-linguagem 1Figuras de-linguagem 1
Figuras de-linguagem 1Refferson
 
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01   denotação + conotação + figuras de linguagemAula 01   denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagemMiguel Luciano
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de LinguagemAntonio Filho
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemSamira Avelar
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de LinguagemDaniele Silva
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemYasmin Pessoa
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosBruno Pinto
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemrecursostec
 
Figuras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposFiguras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposrosangelajoao
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagemAndré Figundio
 
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfMatéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfSuzyDeAbreuSantana1
 
Figuras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposFiguras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposrosangelajoao
 

Semelhante a Figuras de linguagem no ensino (20)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Lpt
LptLpt
Lpt
 
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptxExercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
 
Denotação.docx
Denotação.docxDenotação.docx
Denotação.docx
 
Figuras de-linguagem 1
Figuras de-linguagem 1Figuras de-linguagem 1
Figuras de-linguagem 1
 
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01   denotação + conotação + figuras de linguagemAula 01   denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
 
Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020 Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposFiguras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou tropos
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagem
 
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfMatéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
 
Figuras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou troposFiguras de palavras ou tropos
Figuras de palavras ou tropos
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 

Figuras de linguagem no ensino

  • 1. Colégio Moraes Rêgo PROFESSORA: MARILDA SIQUEIRA
  • 2. Figuras de linguagem são certos recursos não-convencionais ou escritor cria para dar maior expressividade à sua mensagem, conferindo emoção, sentimento e afetividade. Figuras que o falante
  • 4. Figuras de pensamento Antítese: tem como objetivo aproximar expressões de sentido oposto a fim de opor uma ideia à outra. Exemplo: De repente do riso fez-se o pranto. De repente da calma fez-se o vento.
  • 5. Figuras de pensamento Eufemismo: é uma espécie de abrandamento, é uma maneira de, por meio de palavras mais polidas, tornar mais suave e sutil uma informação de cunho desagradável e chocante. Exemplo: O nobre deputado faltou com a verdade
  • 6. Figuras de pensamento Gradação: é a maneira ascendente ou descendente como as ideias podem ser organizadas na frase. Exemplo: Eu era pobre. Era subalterno. Era nada. Monteiro Lobato E rola, e tomba, e se despedaça, e morre. Olavo Bilac
  • 7. Figuras de pensamento Ironia: figura que consiste em dizer, com intenções sarcásticas e zombadoras, exatamente o contrário do que se pensa, do que realmente se quer afirmar. Exige, em alguns casos, bastante perícia por parte do receptor (leitor ou ouvinte). Exemplo: “O presidente Lula é o mais culto e bem formado de todos os presidentes”
  • 8. Figuras de pensamento Hipérbole: modo exagerado de exprimir uma ideia. Exemplos: “Eu nunca mais vou respirar, se você não me notar, eu posso até morrer de fome se você não me amar” (Cazuza)
  • 9. Figuras de pensamento Prosopopéia (ou personificação): é a atribuição de características humanas a seres não-humanos. Exemplo: Seus olhos corriam pela fazenda enquanto a lua lhe sorria.
  • 10. Figuras de pensamento APÓSTROFE: a figura de linguagem que consiste em interromper a narração para dirigir a palavra a pessoas ausentes ou ao leitor. Sintaticamente, a apóstrofe exerce a função de vocativo dentro de uma sentença. Exemplo: Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal. (Fernando Pessoa)
  • 11. Figuras de pensamento lítotes: Consiste em dizer algo por meio de sua negação. Exemplo: “Quer ficar com todos os meus DVDs? Você não é nada bobo!” “Aquele ali é o seu novo namorado? Até que ele não é feio!” “Estes não são maus conselhos”.
  • 13. Figuras de palavras Comparação: é a comparação direta de qualificações entre seres, com o uso do conectivo comparativo (como, assim como, bem como, tal qual, etc.). Exemplo: Naquele domingo, trabalhou como um cavalo.
  • 14. Figuras de palavras Metáfora: assim como a comparação, consiste numa relação de semelhança de qualificações. Mais sutil, exige muita atenção do leitor para ser captada, porque dispensa os conectivos que aparecem na comparação. Exemplo: Naquele domingo, ele era um cavalo trabalhando.
  • 15. Figuras de palavras Metonímia: é a utilização de uma palavra por outra. Essas palavras mantêm-se relacionadas de várias formas: - O autor pela obra : Todos leram machado para a prova. - O instrumento pela pessoa que dele se utiliza : Todos sabiam que Adamastor era bom de copo.
  • 16. Figuras de palavras –O recipiente (continente) pelo conteúdo : Todos queriam, naquele instante, um bom copo d´água. –O lugar pelo produto : Ganhei uma garrafa do legítimo porto.
  • 17. Figuras de palavras Sinestesia: é a figura que mescla as diferentes sensações percebidas pelos cinco órgãos do sentido ( visão, audição, tato, olfato e paladar. Exemplo: Aquele olhar doce realçava sua voz morna.
  • 18. Figuras de palavras Perífrase (ou antonomásia): é um tipo de apelido que se confere aos seres, com o intuito de valorizar algum de seus feitos ou atributos. Ex.: Cidade Maravilhosa: Rio de Janeiro pelas belezas naturais. O PAÍS DO FUTEBOL: (Brasil), é adorado por seus filhos.
  • 19. Figuras de palavras Catacrese: É o emprego de palavras fora do seu significado real; entretanto, devido ao uso contínuo, não mais se percebe que estão sendo empregadas em sentido figurado. Ex.: O pé da mesa estava quebrado. Não deixe de colocar dois dentes de alho na comida. Quando embarquei no avião, fui dominado pelo medo.(ingresso no avião). .
  • 21. Figuras de sintaxe Elipse: ocorre quando se omite algum termo ou palavra de um enunciado. É sempre bom lembrar que essa omissão deve ser captada pelo leitor, que pode deduzi-la a partir do contexto, da situação comunicativa (verbos, pronomes, preposições ou conjunções). Exemplo: (nós) Saímos da confeitaria com um pedaço de felicidade.
  • 22. Figuras de sintaxe Zeugma: é um tipo de elipse. Ocorre zeugma quando duas orações compartilham o termo omitido. Isto é, quando o termo omitido é o mesmo que aparece na oração anterior. Exemplos: Todos querem dinheiro; eu, amor. (quero).
  • 23. Figuras de sintaxe Pleonasmo: Essa figura nada mais é que a repetição, o reforço de uma ideia já expressa por alguma palavra, termo ou expressão. Somente corre como figura de sintaxe quando utilizado com fins estilísticos, como a ênfase intencional a uma ideia; sendo resultado da ignorância ou do descuido do usuário da língua, é considerado como um vício de linguagem (pleonasmo vicioso). Exemplo: Cheguei até aqui caminhando com minhas próprias pernas.
  • 24. Figuras de sintaxe Inversão ou hipérbato: Consiste na alteração da ordem direta dos termos na oração. Ex.: "Passarinho, desisti de ter." (Rubem Braga)
  • 25. Figuras de sintaxe Anacoluto: É a quebra ou interrupção do fio da frase, ficando termos sintaticamente desligados do resto do período, sem função. Exemplo "Eu não me importa a desonra do mundo." (C. Castelo Branco) Eis doas formigas o caso A rosa...fale por ela. (Alberto de Oliveira)
  • 26. Figuras de sintaxe Assíndeto: Síndeto significa conjunção, portanto assíndeto nada mais é que ausência de conjunção. Exemplos: Ele tocava, bulia, arfava e ela dormia.
  • 27. Figuras de sintaxe Polissíndeto: é o contrário do assíndeto. A repetição de conjunções. Exemplo Ele tocava e bulia e arfava. Ela dormia.
  • 28. Figuras de sintaxe Anáfora: consiste em repetir uma palavra ou expressão a espaços regulares durante o texto. É muito comum nas trovas populares, cordéis e poemas. Exemplos: “Vi uma estrela tão alta, Vi uma estrela tão fria! Vi uma estrela luzindo Na minha vida vazia”. Manuel Bandeira
  • 29. Figuras de sintaxe Quiasmo: Consiste no cruzamento de grupos sintáticos paralelos (dois ou quatro vocábulos), de forma que o grupo de vocábulos do primeiro se repete no segundo em ordem inversa (AB x BA) Exemplos: Tinhas a alma de sonhos povoada, E a alma de sonhos povoada eu tinha... (Olavo Bilac)
  • 30. Figuras de sintaxe Silepse: caracteriza por concordar com a ideia que se quer transmitir, não com os termos que aparecem na oração. Exemplos: “Quando a gente é novo, gosta de fazer bonito.” (Guimarães Rosa) O adjetivo “novo” concordando com o sexo da pessoa que fala (masculino) e não com a palavra gente (feminino.)
  • 31. som
  • 32. Figuras de sintaxe aliteração: Consiste na repetição de um determinado som consonantal no início ou interior das palavras. Exemplos: O rato roeu a roupa do rei de Roma
  • 33. Figuras de sintaxe Assonância: consiste na repetição da vogal tônica ou vocábulos com consoantes iguais e vogais distintas. Exemplos: “Pássaro da lua que queres cantar nessa terra tua sem flor e sem mar?” (Cecília Meireles) Nesses versos, a assonância se apresenta na repetição da vogal tônica “e” (queres, nessa, terra, sem), nas vogais “ua” (lua, tua) e na vogal “a” (pássaro, cantar, mar).
  • 34. Figuras de sintaxe Paranomásia: emprego de palavras parônimas, ou seja, palavras de sons parecidos, porém com significado diferente. Exemplos: “O diretor ratificou que ele mesmo fizera as retificações no documento”. Os vocábulos ratificar (= confirmar) e retificar (=corrigir) são classificados como parônimos pela gramática tradicional, pois possuem semelhança na pronúncia e na escrita, mas possuem significados totalmente diferentes.
  • 35. Figuras de sintaxe Onomatopéia: consiste na criação de palavras com o intuito de imitar sons ou vozes naturais dos seres Exemplos: Ela me deu um susto e ploft, o bolo caiu no chão.
  • 36. FIM