461
JESUS CHOROU SOBRE
JERUSALÉM
Jerusalém por Cristo é contemplada.
Com os seus altos que rebrilham lá,
Mas entre as belas torres levantadas;
Vê as do tem...
Jesus chorou: Seu coração rasgado
Lamenta e sente uma dor sem par,
Por ver Seu povo indo descuidado,
P'ra perdição eterna ...
Jerusalém, que segues o mau trilho,
E apedrejas os fiéis de Deus;
Ó quantas vezes quis juntar teus filhos,
Como a galinha ...
Ainda se repete a mesma história,
Jesus do céu está a contemplar
Cidades que têm aparente glória,
E continua sempre a chor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

461 jesus chorou sobre jerusalém

304 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

461 jesus chorou sobre jerusalém

  1. 1. 461 JESUS CHOROU SOBRE JERUSALÉM
  2. 2. Jerusalém por Cristo é contemplada. Com os seus altos que rebrilham lá, Mas entre as belas torres levantadas; Vê as do templo onde esteve já; Jesus com Seu olhar mui penetrante, Não vê somente o lindo exterior, Mas sim as almas tristes, vacilantes, Que rejeitaram Seu divino amor.
  3. 3. Jesus chorou: Seu coração rasgado Lamenta e sente uma dor sem par, Por ver Seu povo indo descuidado, P'ra perdição eterna caminhar! Um som alegre sobe da cidade, O povo está em festa a jubilar, Mas quando o sol, se escondeu á tarde, Jesus ao Cedrom foi p'ra lamentar.
  4. 4. Jerusalém, que segues o mau trilho, E apedrejas os fiéis de Deus; Ó quantas vezes quis juntar teus filhos, Como a galinha ajunta os pintos seus; Mas para Mim, as portas tu fechaste, No dia que Eu vim te dar a paz; Por teu pecado cega te tornaste, Não aceitando o meu amor veraz!
  5. 5. Ainda se repete a mesma história, Jesus do céu está a contemplar Cidades que têm aparente glória, E continua sempre a chorar; Pois Ele é quem pode dar a vida As multidões que na condenação Rejeitam, sim, a graça oferecida, A eternal e grande salvação!

×