Estabilizador eletrônico de tensão

163 visualizações

Publicada em

Estabilizador eletrônico - Visão Geral e Aplicações

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
163
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estabilizador eletrônico de tensão

  1. 1. VISÃO GERAL E APLICAÇÕES S ESTABILIZADOR ELETRÔNICO DE TENSÃO E
  2. 2. 1) Introdução: Sistemas e aparelhos conectados à rede elétrica comercial podem estar sujeitos a uma perda de confiabilidade relacionada a falhas e distúrbios da própria rede elétrica. Variações, oscilações e surtos de alta tensão na rede elétrica podem provocar defeitos de menor grau, onde a operação destes aparelhos e sistemas ficam prejudicados, até a queima, trazendo a inutilização permanente dos mesmos. Podemos destacar alguns defeitos provocados por falhas e distúrbios da rede elétrica: - Reset e perda de dados em computadores. - Distorção e ruídos em sistemas de som. - Operação instável em processos industriais. - Queda de luminosidade de lâmpadas. - Queima da fonte de alimentação de máquinas e equipamentos.
  3. 3. Existem dispositivos com a função de prover proteções aos diversos tipos aparelhos e sistemas conectados à rede elétrica. Dentre estes o Estabilizador Eletrônico de Tensão. O estabilizador eletrônico de tensão tem a função de prover uma alimentação estável e segura a uma determinada carga (equipamentos, aparelhos e sistemas) conectada à rede elétrica. 2) Aplicação dos estabilizadores eletrônicos: Os estabilizadores são aplicados em locais sujeito a variações de tensão da rede elétrica. Variações fora dos níveis recomendados ou seguros para alimentação de uma determinada carga ou cargas consumidoras. Os aparelhos eletrônicos modernos, geralmente pequenos eletrônicos de áudio, vídeo e informática, possuem especificação de alimentação “Full Range”. Ou seja, podem ser ligados a qualquer tomada da rede comercial, onde a tensão presente nesta tomada pode variar de 100 a 240 Vca.
  4. 4. Atualmente é questionável a necessidade de estabilizadores eletrônicos na alimentação de aparelhos modernos que tem a alimentação “full range” da rede CA. Estabilizadores eletrônicos de baixo custo podem não trazer os resultados esperados na proteção dos aparelhos eletrônicos. Traz um adicional de consumo de energia elétrica, superior aos aparelhos na condição de stand-by ligados a ele. No entanto, há vários equipamentos e aparelhos que possuem uma faixa estreita de variação na especificação de alimentação da rede elétrica. No caso, 110 ou 220Vca e com variação máxima de 5 ou 10% em relação ao valor nominal. Equipamentos com faixa estreita na tensão de alimentação: - Impressoras a laser, periféricos - Servidores de rede - Equipamentos gráficos - Equipamentos médicos / hospitalares - Equipamentos de laboratório e de ensaios - Equipamentos de processos industriais
  5. 5. Então, o uso do estabilizador eletrônico é recomendado, e em certos casos até necessário na alimentação de “equipamentos sensíveis”, ou de equipamentos com faixa restrita na variação da tensão de entrada. Dando outro enfoque na aplicação do estabilizador eletrônico, pode se dizer que o estabilizador protege equipamentos e aparelhos contra variações extremas da rede elétrica. Sendo estes eventos chamados de: - SUBTENSÃO: tensão abaixo do valor operacional permitido por norma ou especificado para o equipamento. - SOBRETENSÃO: Tensão acima do valor operacional permitido por norma ou especificado para o equipamento. O estabilizador pode ainda proporcionar proteções adicionais a carga, conforme acessórios adicionados ao mesmo, como isolação entre entrada e saída de tensão, proteção contra surtos de alta tensão e ruídos EMI.
  6. 6. 3) Restrições ao uso de estabilizadores eletrônicos: O estabilizador não deve ser utilizado em instalações precárias ou mal dimensionadas. Variações de tensão que podem prejudicar a carga podem ter origem em algum problema na instalação elétrica. Neste caso, pode ocorrer uma situação crítica em que a conexão do estabilizador pode comprometer ainda mais a instalação. Os limites e especificações da instalação elétrica devem estar conforme prescritos nas normas ABNT. NBR5410 e outras. Em computadores e servidores o uso no-breaks é mais adequado. O no-break ou UPS prove uma alimentação temporária de emergência, suficiente para o computador fazer o auto salvamento, ou mesmo o usuário salvar o trabalho realizado em seu computador , e evitando assim a perda de dados na falta de energia.
  7. 7. 4) Funções adicionais do estabilizador: 4.1 - Proteções contra outros distúrbios da rede elétrica: O estabilizador pode ser fornecido com itens adicionais de proteções contra surtos de alta tensão e ruídos que ocorrem na rede elétrica: - Varistor ou DPS de entrada - protege contra surtos de alta tensão proveniente de descargas atmosféricas. - Filtro de ruído EMI - proteção contra ruídos e espúrios EMI, RFI. Estas proteções são indispensáveis se a carga é sensível a estes tipos de ocorrências na rede. 4.2 - Desconexão automática da carga: O estabilizador pode ser provido de dispositivo de desconexão ou desacoplamento da alimentação da carga, em eventos de: - Subtensão - Sobretensão - Sobrecargas
  8. 8. 4.3 - Isolação da rede de entrada: O estabilizador pode prover isolação da rede de entrada por meio de um transformador isolador. O transformador isolador traz os seguintes benefícios: - Proteção contra ruídos. - Redução de harmônicas. - Balanceamento do potencial de terra. 4.4 Gerenciamento de remoto de energia: O estabilizador pode conter uma interface de comunicação para supervisão remota das condições de operação do mesmo. As medições de tensão, corrente e da energia fornecida à carga são as informações mais importantes enviadas pela interface de comunicação.
  9. 9. 5) Considerações finais: Procurei nesta apresentação dar noções de um estabilizador eletrônico e suas aplicações. O fornecimento de energia elétrica de boa qualidade é fundamental para a alimentação de determinados equipamentos elétricos. Muito se tem falado sobre a disponibilidade e as novas formas de geração, principalmente a geração de energia limpa. Mas a evolução das novas formas de geração não garante um fornecimento de energia 100% confiável. Cabe a todos a consciência e a responsabilidade do uso correto da energia elétrica evitando o desperdício, corrigindo ou adequando instalações a uma nova realidade de responsabilidade ambiental. A avaliação dos impactos da instalação e dos equipamentos ligados a rede elétrica é responsabilidade de todos os profissionais técnicos encarregados de dimensionar e instalar sistemas de energia. Marcos Ramos

×