Chacras

391 visualizações

Publicada em

ok

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
391
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chacras

  1. 1. Chacras Ou chakras: do sânscrito “roda”, “centro”. Distribuem a energia (prana/fluido vital) através das nadis
  2. 2. Corpos espirituais Fluxo energético Chacras principaisMediunidade
  3. 3. Parte I Corpos espirituais
  4. 4. Hinduísmo Espiritismo
  5. 5.  "Aliás, as noções, os aspectos e os estudos que vos parecem inéditos sobre a anatomia e fisiologia do perispírito, não constitui novidade, pois trata-se de motivo e ensinamentos conhecidos há muitos séculos por todas as escolas iniciáticas do mundo (...). Os Vedas há 4000 anos já ensinavam as minúcias do corpo mental, corpo astral e o duplo etérico com o sistema de 'chacras', enquanto Hermés Trimegisto, o iniciado do Egito já o fazia à luz dos templos de Ra". - (HERCÍLIO MAES. Elucidações do Além. Pelo espírito RAMATÍS. Liv. Freitas Bastos S. A ., 5 ed., Rio de Janeiro, p. 71).
  6. 6. Hinduísmo  Há mais de 7000 anos os orientais falam sobre os chacras  Ioga: uma das disciplinas físicas e mentais da Índia. Prática meditativa tanto do budismo quanto do hinduísmo. Significa “controlar” ou “unir”. Uma das seis escolas do hinduísmo. Segundo o Bagavadguitá “Ioga é a excelência nas ações” (II. 50)  O conceito de chacras ocorre num conjunto de textos chamados Agamas ou Tantras
  7. 7. Kardec  Livro dos Espíritos  88) Os espíritos tem forma determinada, limitada e constante? “Para vós não, para nós sim. O Espírito é, se quiserdes, uma chama, um clarão ou uma centelha etérea.”  88-a) Essa chama ou centelha tem cor? “Tem uma coloração que, para vós, vai do colorido escuro e opaco a uma cor brilhante, qual a do rubi, conforme o Espírito é mais ou menos puro.” Nota de Kardec: “Representam-se, de ordinário, os gênios com uma chama ou estrela na fronte. É uma alegoria, que lembra a natureza essencial dos Espíritos. Colocam-na no alto da cabeça, porque está aí a sede da inteligência.”
  8. 8. Kardec  95) O invólucro semi-material do Espírito tem formas determinadas e pode ser perceptível? “Tem a forma que o Espírito queira. É assim que este vos aparece algumas vezes, quer em sonho, quer em estado de vigília, e que pode tomar forma visível, mesmo palpável.”  146) A alma tem, no corpo, sede determinada e circunscrita? “Não; porém, nos grandes gênios, em todos os que pensam muito, ela reside mais particularmente na cabeça, ao passo que ocupa principalmente o coração naqueles que muito sentem e cujas ações têm todas por objeto a Humanidade.”
  9. 9. Kardec  146-a) Que se deve pensar da opinião dos que situam a alma num centro vital? “Quer isso dizer que o Espírito habita de preferência essa parte do vosso organismo, por ser aí o ponto de convergência de todas as sensações. Os que a situam no que consideram o centro da vitalidade, esses a confundem com o fluido ou princípio vital. Pode, todavia, dizer-se que a sede da alma se encontra especialmente nos órgãos que servem para as manifestações intelectuais e morais.”
  10. 10. André Luiz  As tres regiões de ligação do perispírito ao corpo físico são “o centro vegetativo ligado ao ventre, como sede das manifestações fisiológicas; o centro emocional, zona dos sentimentos e desejos, sediado no tórax, e o centro mental, mais importante por excelência, situado no cérebro” (“Obreiros de Vida Eterna”, p. 210)
  11. 11. André Luiz “O quadro científico era simplesmente estupefativo. Identificava, em grandes proporções, os nove sistemas de órgãos da máquina humana; o arcabouço ósseo, a musculatura, a circulação sanguínea, (...). Tal revelação histológica era diferente de tudo que eu poderia sonhar nos meus trabalhos de medicina. (...) Milhões de organismos microscópios iam e viam na corrente empobrecida de glóbulos vermelhos. Reparei que algumas glândulas faziam desesperado esforço para enviar aos centros invadidos determinadas porções de hormônios, que eram incontinente absorvidos pelos elementos letais.”
  12. 12. André Luiz  “- Está vendo a máquina divina, formada pelo molde espiritual preexistente? – perguntou Aniceto. O corpo do homem encarnado é um tabernáculo e uma benção. Nesta hetacombe angustiosa de uma existência, pode você reparar que todos os movimentos do corpo estão subordinados à administração da mente. (...) Na sede mental e, consequentemente no cérebro, temos todos os registros de distribuição dos princípios vitais aos núcleos celulares, inclusive a água e o açucar. A mente humana, ainda que indefinível pela conceituação científica limitada, na Terra, é o centro de toda manifestação vital no planeta.” (Os Mensageiros, p. 119-120)
  13. 13. Perispírito  Semi-material: “corpo físico” para o Espírito, permitindo a interação deste com a parte “material” da natureza  Nele se localizam os centros de força  Matéria sutil que envolve o Espírito, um não existe sem o outro  É estruturado: apresenta sistemas complexos (órgãos) relativos com sua finalidade  Energias e fluidos constituintes do perispírito são oriundas do local em que está o Espírito. Ou seja, o perispírito se ajusta ao meio em que se encontra o Espírito  Perispírito transita entre os planos material e espiritual, sendo a ligação entre os mesmos.  Ação do perispírito sobre elementos físicos e energias vitais é que estrutura o corpo físico
  14. 14. DUPLO ETÉRICO Chacras Aura Ectoplasma
  15. 15. Formação Á medida que o espírito vai plasmando o seu corpo de carne seguindo o gráfico ou molde “preexistente” do perispírito, o duplo etérico também vai se formando pela exsudação do éter-físico(ectoplasma) e consolidando-se como fiel intermediário das sensações físicas, para o mundo oculto; e deste para a consciência física. Duplo etérico age como manto protetor, impedindo o contato constante com o mundo astral, com as bactérias ou larvas astralinas, contra investidas de espíritos inferiores.
  16. 16. Ectoplasma  Substância amorfa, vaporosa, facilmente fotografada, branco acizentada, aspecto semelhante aos tecidos vivos, dando sensação de viscosidade e frieza  Está entre a matéria densa e o perispírito, peculiar ao homem e a todas as formas da natureza  Fenômeno de ectoplasmia é uma mediunidade do tipo de efeitos físicos. A materialização se dá pela combinação do ectoplasma do médium com outros fluidos (da espiritualidade superior e da natureza)  Assume qualquer forma, de interesse do espírito, não do médium. Pode retornar automática e abruptamente, sendo reabsorvida. Ectoplasma permanece ligado ao médium
  17. 17. Ectoplasma  Pela sensibilidade às ondas mentais, o ectoplasma está sujeito à vibração energética do médium  Mediunidade rara na atualidade: inutilidade de fenômenos tão ostensivos, complexidade para realização, um único incrédulo no ambiente dificulta ou impossibilita o fenômeno  Utilizado de forma mais sutis em assistência a desencarnados: bandagens, pomadas, cremes, remédios, para acalmar o espírito.
  18. 18.  Em face do crescente aperfeiçoamento dos equipamentos laboratoriais, na Terra, em breve poderemos identificar a contextura do duplo etérico e dos chacras, pois o éter-físico (duplo), embora seja invisível, ainda é matéria rarefeita que possui cor, peso, temperatura e odor.  Em breve, os cientistas poderão constatar a verdade através da visão, na forma de ondas, vibrações ou emanações coloridas, vibrando em correspondência com as cores fundamentais e os matizes do arco-iris ou do espectro solar. (Medicina da Alma, Robson Pinheiro)

×