SlideShare uma empresa Scribd logo
A Cigarra e a Formiga
Era uma vez uma formiga
muito trabalhadora.
Durante o Verão ela
armazenou uma grande
quantidade de comida no seu
celeiro.
Entretanto, a sua amiga
cigarra passava o seu tempo todo
a cantar e a bailar.
Chega o Inverno. A
formiga
continuava a
trabalhar e a
cigarra começou a
ficar preocupada,
porque não tinha
o que comer.
Já cheia de fome
e frio, foi pedir
ajuda à formiga.
   A formiga
respondeu-lhe:
- Já que cantaste
todo o Verão, agora
também podes
bailar.
A cigarra e a formiga

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]
Li Tagarelinhas
 
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escolaO boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
Maria Ferreira
 
Corpo humano e_casa
Corpo humano e_casaCorpo humano e_casa
Corpo humano e_casa
Acilu
 
História --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriçoHistória --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriço
helenasalazar
 
A castanha lili-
A castanha lili-A castanha lili-
A castanha lili-
labeques
 

Mais procurados (20)

Apresentação história da quadradinha
Apresentação história da quadradinhaApresentação história da quadradinha
Apresentação história da quadradinha
 
Uma Prenda de Natal
Uma Prenda de NatalUma Prenda de Natal
Uma Prenda de Natal
 
Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]
 
Historia de outono
Historia de outonoHistoria de outono
Historia de outono
 
O coelho branco
O coelho brancoO coelho branco
O coelho branco
 
O outono
O outonoO outono
O outono
 
O meu pai
O meu paiO meu pai
O meu pai
 
O urso e a formiga - Luísa Ducla Soares
O urso e a formiga - Luísa Ducla SoaresO urso e a formiga - Luísa Ducla Soares
O urso e a formiga - Luísa Ducla Soares
 
A Sopa Verde
A Sopa VerdeA Sopa Verde
A Sopa Verde
 
Uma Arvore De Natal Muito Especial
Uma Arvore De Natal Muito EspecialUma Arvore De Natal Muito Especial
Uma Arvore De Natal Muito Especial
 
O Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos RatosO Sonho Dos Ratos
O Sonho Dos Ratos
 
Um bocadinho inverno
Um bocadinho invernoUm bocadinho inverno
Um bocadinho inverno
 
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escolaO boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
O boneco-de-neve-que-queria-ir-para-a-escola
 
A bruxa cartuxa
A bruxa cartuxaA bruxa cartuxa
A bruxa cartuxa
 
Quando a mãe grita...
Quando a mãe grita...Quando a mãe grita...
Quando a mãe grita...
 
Corpo humano e_casa
Corpo humano e_casaCorpo humano e_casa
Corpo humano e_casa
 
História --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriçoHistória --para-que-serve-o-ouriço
História --para-que-serve-o-ouriço
 
O pequeno-trevo (1)
O pequeno-trevo (1)O pequeno-trevo (1)
O pequeno-trevo (1)
 
Beijinhos Beijinhos
Beijinhos BeijinhosBeijinhos Beijinhos
Beijinhos Beijinhos
 
A castanha lili-
A castanha lili-A castanha lili-
A castanha lili-
 

Destaque

Quando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoQuando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangado
LurdesRFernandes
 
Quando me sinto... assustado
Quando me sinto... assustadoQuando me sinto... assustado
Quando me sinto... assustado
Cristina Lares
 
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégiasPrograma de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
psimais
 

Destaque (20)

Quando eu me sinto triste
Quando eu me sinto tristeQuando eu me sinto triste
Quando eu me sinto triste
 
Quando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoQuando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangado
 
O livro dos medos
O livro dos medosO livro dos medos
O livro dos medos
 
Lenda de cabanas de viriato
Lenda de cabanas de viriatoLenda de cabanas de viriato
Lenda de cabanas de viriato
 
Animais da quinta1
Animais da quinta1Animais da quinta1
Animais da quinta1
 
Quando me sinto... assustado
Quando me sinto... assustadoQuando me sinto... assustado
Quando me sinto... assustado
 
Limites 3
Limites 3Limites 3
Limites 3
 
Ano novo vida nova
Ano novo vida novaAno novo vida nova
Ano novo vida nova
 
Saúde: Esperar, pagar ou morrer?
Saúde: Esperar, pagar ou morrer?Saúde: Esperar, pagar ou morrer?
Saúde: Esperar, pagar ou morrer?
 
Novo Ano
Novo AnoNovo Ano
Novo Ano
 
O que eh saude
O que eh saudeO que eh saude
O que eh saude
 
Caio prado jr
Caio prado jrCaio prado jr
Caio prado jr
 
Psicologia Positiva e os Movimentos que Mudaram a Humanidade
Psicologia Positiva e os Movimentos que Mudaram a HumanidadePsicologia Positiva e os Movimentos que Mudaram a Humanidade
Psicologia Positiva e os Movimentos que Mudaram a Humanidade
 
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégiasPrograma de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
Programa de Manutenção de Ganhos - Algumas dicas e estratégias
 
Psi+ e o futebol
Psi+ e o futebolPsi+ e o futebol
Psi+ e o futebol
 
Trabalho consumo e sociedade
Trabalho consumo e sociedadeTrabalho consumo e sociedade
Trabalho consumo e sociedade
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Cle final
Cle finalCle final
Cle final
 
27 folclore
27 folclore27 folclore
27 folclore
 

A cigarra e a formiga

  • 1. A Cigarra e a Formiga
  • 2. Era uma vez uma formiga muito trabalhadora.
  • 3. Durante o Verão ela armazenou uma grande quantidade de comida no seu celeiro.
  • 4. Entretanto, a sua amiga cigarra passava o seu tempo todo a cantar e a bailar.
  • 5. Chega o Inverno. A formiga continuava a trabalhar e a cigarra começou a ficar preocupada, porque não tinha o que comer.
  • 6. Já cheia de fome e frio, foi pedir ajuda à formiga. A formiga respondeu-lhe: - Já que cantaste todo o Verão, agora também podes bailar.