Aula sobre cirurgia plástica de Dermolipectomia abdominal

2.518 visualizações

Publicada em

Pequena aula com as perguntas mais freqüentes sobre plástica de abdômen.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.518
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula sobre cirurgia plástica de Dermolipectomia abdominal

  1. 1. DermolipectomiaDermolipectomiaabdominalabdominalDr. Luiz Philipe Molina VanaDr. Luiz Philipe Molina Vana
  2. 2. O que é a dermolipectomia abdominal?O que é a dermolipectomia abdominal?É a plástica de abdômen. Destinada a remover oÉ a plástica de abdômen. Destinada a remover oexcesso de pele que se acumula na regiãoexcesso de pele que se acumula na regiãoabdominal em pacientes que tiveram filhos ouabdominal em pacientes que tiveram filhos ouperderam grande quantidade de peso. Alémperderam grande quantidade de peso. Alémdisso, ela corrige a separação dos músculosdisso, ela corrige a separação dos músculosretos-abdominais que ocorre durante aretos-abdominais que ocorre durante agestação.gestação.
  3. 3. Ilustração da técnica de plástica deIlustração da técnica de plástica deabdômen. Local dos cortes, retirada doabdômen. Local dos cortes, retirada doexcesso de pele e do fechamento dosexcesso de pele e do fechamento dosmúsculos reto-abdominais separados.músculos reto-abdominais separados.
  4. 4. QUANTOS QUILOS VOU EMAGRECER COMQUANTOS QUILOS VOU EMAGRECER COMA DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL?A DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL?Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele eSendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele egordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal, quegordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal, quevaria de acordo com o volume do abdome de cada paciente. Não são,varia de acordo com o volume do abdome de cada paciente. Não são,entretanto, os "quilos" retirados que definirão o resultado estético, masentretanto, os "quilos" retirados que definirão o resultado estético, massim as proporções que o abdome mantenha com o restante do troncosim as proporções que o abdome mantenha com o restante do troncoe os membros. Paradoxalmente, os abdomes que apresentame os membros. Paradoxalmente, os abdomes que apresentammelhores resultados estéticos são justamente aqueles em que semelhores resultados estéticos são justamente aqueles em que sefazem as menores retiradas. Assim é que a maioria das mulheresfazem as menores retiradas. Assim é que a maioria das mulheresapresenta certa "flacidez" do abdome após um ou vários partos, comapresenta certa "flacidez" do abdome após um ou vários partos, compredominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada napredominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada naregião. Estes casos nos permitem excelentes resultados. Em outrosregião. Estes casos nos permitem excelentes resultados. Em outroscasos, em que o paciente está com o peso acima do normal, ocasos, em que o paciente está com o peso acima do normal, oresultado também será compensatório e proporcional ao restante doresultado também será compensatório e proporcional ao restante docorpo; entretanto, vale a pena lembrar que "excesso de gordura" emcorpo; entretanto, vale a pena lembrar que "excesso de gordura" emoutras regiões vizinhas do abdome ainda existirão, o que nos leva aoutras regiões vizinhas do abdome ainda existirão, o que nos leva aaconselhar àquelas que assim se apresentem a prosseguir com umaconselhar àquelas que assim se apresentem a prosseguir com umtratamento clínico ou fisioterápico, ou a associação da lipoaspiraçãotratamento clínico ou fisioterápico, ou a associação da lipoaspiraçãopara auxiliar a equilibrar as diversas partes entre si.para auxiliar a equilibrar as diversas partes entre si.
  5. 5. A CIRURGIA DO ABDOME DEIXA CICATRIZA CIRURGIA DO ABDOME DEIXA CICATRIZMUITO VISÍVEL?MUITO VISÍVEL?A cicatriz resultante de uma dermolipectomiaA cicatriz resultante de uma dermolipectomialocaliza-se horizontalmente logo acima dalocaliza-se horizontalmente logo acima daimplantação dos pelos pubianos, prolongando-implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão,se lateralmente em maior ou menor extensão,dependendo do volume do abdome a serdependendo do volume do abdome a sercorrigido.corrigido.Esta cicatriz é planejada para ficar escondida sobEsta cicatriz é planejada para ficar escondida sobas roupas de banho (há casos, mesmo em que aas roupas de banho (há casos, mesmo em que aprópria "tanga" poderá ser usada). Qualquerprópria "tanga" poderá ser usada). Qualqueravaliação do resultado definitivo da cirurgia doavaliação do resultado definitivo da cirurgia doabdome deverá ser feita cerca de 1 ano após aabdome deverá ser feita cerca de 1 ano após acirurgia.cirurgia.
  6. 6. É VERDADE QUE SERÁ FEITO UM UMBIGOÉ VERDADE QUE SERÁ FEITO UM UMBIGONOVO?NOVO?Não. O seu próprio umbigo será transplantado e, se necessário,Não. O seu próprio umbigo será transplantado e, se necessário,remodelado. Deve-se levar em conta que, circundando o umbigo existiráremodelado. Deve-se levar em conta que, circundando o umbigo existiráuma cicatriz que sofrerá a mesma evolução da cicatriz inferior.uma cicatriz que sofrerá a mesma evolução da cicatriz inferior.A DERMOLIPECTOMIA CORRIGE AQUELEA DERMOLIPECTOMIA CORRIGE AQUELEEXCESSO DE GORDURA SOBRE A REGIÃO DOEXCESSO DE GORDURA SOBRE A REGIÃO DOESTÔMAGO?ESTÔMAGO?Nem sempre. Isto depende do seu tipo de tronco (conjunto tórax +Nem sempre. Isto depende do seu tipo de tronco (conjunto tórax +abdome). Se ele for do tipo curto, dificilmente será corrigido. Sendo doabdome). Se ele for do tipo curto, dificilmente será corrigido. Sendo dotipo longo, o resultado será mais favorável. Também tem grandetipo longo, o resultado será mais favorável. Também tem grandeimportância, sob este aspecto, a espessura do panículo adiposoimportância, sob este aspecto, a espessura do panículo adiposo(espessura da gordura) que reveste o corpo. Em alguns casos poderá se(espessura da gordura) que reveste o corpo. Em alguns casos poderá sepropor após alguns meses a realização de uma lipoaspiração para sepropor após alguns meses a realização de uma lipoaspiração para secomplementar o resultado.complementar o resultado.
  7. 7. PODEREI TER FILHOS FUTURAMENTE? OPODEREI TER FILHOS FUTURAMENTE? ORESULTADO NÃO FICARÁ PREJUDICADO?RESULTADO NÃO FICARÁ PREJUDICADO?O seu médico ginecologista lhe dirá daO seu médico ginecologista lhe dirá daconveniência ou não de nova gravidez. Quantoconveniência ou não de nova gravidez. Quantoao resultado, poderá ser parcialmenteao resultado, poderá ser parcialmentepreservado, desde que na nova gestação seupreservado, desde que na nova gestação seupeso seja controlado por aquele especialista.peso seja controlado por aquele especialista.Aconselhamos, entretanto, que tenha todos osAconselhamos, entretanto, que tenha todos osfilhos programados antes de se submeter a umafilhos programados antes de se submeter a umadermolipectomia abdominal.dermolipectomia abdominal.
  8. 8. OUVI DIZER QUE O PÓS-OPERATÓRIO DAOUVI DIZER QUE O PÓS-OPERATÓRIO DADERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL É MUITODERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL É MUITODOLOROSO. É VERDADE?DOLOROSO. É VERDADE?Não. Uma dermolipectomia de evolução normal nãoNão. Uma dermolipectomia de evolução normal nãodeve apresentar dor. O que existe é um grandedeve apresentar dor. O que existe é um grandeequívoco por parte de certas pacientes, que sãoequívoco por parte de certas pacientes, que sãooperadas simultaneamente de cirurgias ginecológicasoperadas simultaneamente de cirurgias ginecológicasassociadas a dermolipectomia e relatam por isso,associadas a dermolipectomia e relatam por isso,dores pós-operatórias. Nem todos os cirurgiõesdores pós-operatórias. Nem todos os cirurgiõescostumam recomendar esta associação de cirurgias,costumam recomendar esta associação de cirurgias,por constituírem certo risco operatório, além depor constituírem certo risco operatório, além deapresentam inconvenientes como dores e resultadosapresentam inconvenientes como dores e resultadosmenos favoráveis e rsicos maiores. Também hámenos favoráveis e rsicos maiores. Também háconfusão quando se realiza a lipoaspiração associada,confusão quando se realiza a lipoaspiração associada,esta sim mais dolorosa.esta sim mais dolorosa.
  9. 9. QUE TIPOS DE ANESTESIA SÃO UTILIZADOSQUE TIPOS DE ANESTESIA SÃO UTILIZADOSPARA ESTA OPERAÇÃOPARA ESTA OPERAÇÃOAnestesia geral ou anestesia peri-dural associada aAnestesia geral ou anestesia peri-dural associada asedação, similar a do parto.sedação, similar a do parto.QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRlA?QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRlA?A evolução no pós-operatório é bastante tranquila. OA evolução no pós-operatório é bastante tranquila. Opaciente deverá evitar esforço, peso, exercícios físicospaciente deverá evitar esforço, peso, exercícios físicospor cerca de 2 meses. Ainda que pareça exigir muitopor cerca de 2 meses. Ainda que pareça exigir muitodo paciente, é uma recuperação bastante tranquila,do paciente, é uma recuperação bastante tranquila,com pouca dor e pouco desconforto. Com cerca de 3com pouca dor e pouco desconforto. Com cerca de 3semanas já é possível ter uma vida quase normal,semanas já é possível ter uma vida quase normal,inclusive dirigir. Vale lembrar que uma cinta cirúrgicainclusive dirigir. Vale lembrar que uma cinta cirúrgicadeverá ser usada no pós-operatório.deverá ser usada no pós-operatório.

×