SlideShare uma empresa Scribd logo

Secretariado

O documento discute a função da administração escolar em conciliar os objetivos dos alunos, professores e da escola de maneira equilibrada. A administração deve buscar a excelência no ensino ao mesmo tempo em que atende as necessidades de todos os envolvidos por meio de gestão compartilhada e valorizando a contribuição do corpo docente.

1 de 5
Baixar para ler offline
Administração Escolar
Tenha em mente os
objetivos dos alunos, da
escola e dos professores
Como conciliar tantos interesses em uma só administração?É
possível atender a todos os envolvidos na comunidade
escolar?Descubra a seguir!
Liderar um sistema de administração escolar de qualidade e
eficiente requer uma série de medidas que, combinadas,
resultam em excelência no ensino. Mas engana-se quem
pensa que a administração escolar deve focar seus esforços
apenas nas atividades relativas à direção.
Uma boa administração deve buscar, como objetivo central,
realizar os fins educativos – e isso envolve desde as atividades
meio até as atividades fim.
O segredo, dizem os especialistas, está em mediar a busca dos
objetivos de todos da comunidade escolar: alunos,
professores e escola. Assim, o administrador precisa procurar
fazer uma utilização racional dos recursos que dispõe paraa
realização de todos os fins.
Mas como conciliar tantos interesses em uma só administração
escolar?É mesmo possível atender a todos os envolvidos de
maneiraexitosa, ou essa seria uma utopia?
A seguir, vamos mostrar como é possível criar e manter este
caráter mediador no cotidiano escolar. E, assim conseguir
dar um enfoque mais “macro” para as necessidades dos
alunos, dos professores e da escola.
Se tiver dúvidas ou sugestões, deixe-as nos comentários abaixo.
Boa leitura!
Qual a função da Administração Escolar?
Além de ser o responsável legal e administrativo
pelo estabelecimento, o administrador escolar
tem a missão de atuar junto ao corpo de
professores e discente da sua instituição de
ensino, coordenando as práticas pedagógicas,
bem como acompanhando e analisando o
desenvolvimento do currículo.
De um modo geral, este tem a função de diretor
da instituição , que normalmente é um
pedagogo com uma especialização incorporada
ou não à licenciatura em pedagogia.
A discussão acerca da administração escolar
ganhou força depois da Constituição Federal de
1988 , e posteriormente com a Lei de Diretrizes e
Bases da Educação Nacional, nº 9394/96 , que
preconiza a gestão democrática da escola.
Neste contexto, as administrações de ensino
passaram a precisar definir normas para a
realização da gestão democrática, em acordo
com as peculiaridades de cada sistema, que
envolve:
●O favorecimento da participação dos profissionais
da educação na elaboração do projeto
pedagógico
●A participação da comunidade escolar e local
em órgãos de representação, como conselhos de
escola e/ou equivalentes.
Gestão compartilhada e administração da equipe
A escola é um organismo vivo, em que o diretor ou administrador é o personagem principal na gestão escolar. Mas, sempre
envolvendo professores, coordenadores, alunos e pais. E extraindo suas ideias para encontrar um denominador comum e
colocá-las em prática.
Para a educadora paranaense Heloisa Lück, diretora educacional do Centro de Desenvolvimento Humano Aplicado
(Cedhap), em Curitiba, e consultora do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o paradigma de gestão
educacional parte do pressuposto de que a realidade escolar é global, intimamente interligada e dinâmica.
Ela defende o estímulo à gestão compartilhada em diferentes âmbitos da organização escolar para que nasça, dali, um
“ambiente favorável ao trabalho educacional, que valoriza os diferentes talentos e faz com que todos compreendam seu
papel na organização e assumam novas responsabilidades”.
Desta maneira, o diretor precisa fomentar projetos que incluam a participação mútua da escola e da comunidade. E se
alimentar das ideias de sua equipe através de debates e reuniões.
A liderança precisa ser firme e buscar a união do time. Sem se esquecer de que muitas opiniões diferentes potencializam a
criatividade que podem trazer melhorias nos processos do saber oferecidos pela escola. Ou seja, é um fator positivo.
Para o professor Henrique Paro, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, na escola básica, o caráter
mediador da administração escolar deve dar-se de maneira que tanto as atividades-meio – como a direção, os serviços de
secretaria, a assistência ao escolar e as atividades complementares, como zeladoria, vigilância, atendimento de alunos e
pais – quanto a própria atividade-fim, que é a relação ensino-aprendizagem predominante da sala de aula, estejam
permanentemente impregnadas dos fins da educação.
Caso contrário, o resultado pode ser burocratização da atividade escolar por inteiro. É o que acontece quando vemos a
elevação dos meios à categoria de fim. Além da completa perda dos objetivos visados com a educação escolar.
Corpo docente no fomento da aprendizagem
Colocando claros os objetivos educacionais da escola e a aprendizagem dos alunos no centro dos objetivos
de toda a comunidade, as expectativas dos profissionais com relação à Educação permanecem elevadas,
contribuindo para a construção do que Heloisa Lück chama de “comunidade social de aprendizagem”.
Porém, em termos da rotina da educação infantil, existe uma preocupação grande em entender o que a
criança dessa idade necessita e o que o adulto (professor) acredita que ela necessite.
A polêmica é grande quando se fala sobre o que é alienador para a educação de uma criança na primeira
fase escolar de sua vida.
Uma boa organização para a escola infantil irá dar valor ao desenvolvimento da criança. Dessa forma ela
poderá expandir a sua visão nos primeiros contatos e relacionamentos com as pessoas.
Para tanto, é preciso que ela tenha o ambiente ideal à sua volta. E que se sinta acolhida, feliz e em
segurança, em um local propício para a construção de sua identidade. Eles precisam ser organizados de
maneira que fomentem expressões, desenvolvimento da linguagem, convívio com diferentes
personalidades, observando a construção da identidade da criança, a cooperação e sua autonomia.
O corpo de professores precisa ser agente direto na execução dessas metas, ao mesmo tempo em que
administração escolar deve atentar-se para estes esforços e valorizá-los.
É razoável, inclusive, premiar de alguma forma, aqueles que se destacaram durante o ano letivo em suas
determinadas áreas. Assim, as equipes ficarão sempre motivadas a evoluir e a participar das decisões de
forma democrática.
Fonte: https://barcelonasuperficies.com.br/blog/administracao-escolar/

Recomendados

Supervisão e gestão na escola
Supervisão e gestão na escolaSupervisão e gestão na escola
Supervisão e gestão na escolaUlisses Vakirtzis
 
Coordenação Pedagogica
Coordenação PedagogicaCoordenação Pedagogica
Coordenação Pedagogicaserradourado
 
Gestor escolar número 8
Gestor escolar número 8Gestor escolar número 8
Gestor escolar número 8CÉSAR TAVARES
 
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sO PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sSueli Dib
 
Os 6 papéis equivocados do coordenador pedagógico
Os 6 papéis equivocados do coordenador pedagógicoOs 6 papéis equivocados do coordenador pedagógico
Os 6 papéis equivocados do coordenador pedagógicoopmacae
 
coordenador pedagógico caminhos desafios aprendizagens
coordenador pedagógico caminhos desafios aprendizagenscoordenador pedagógico caminhos desafios aprendizagens
coordenador pedagógico caminhos desafios aprendizagensVanderlita Gomes B Marquetti
 
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...Paulo Lima
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.
O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.
O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.Seduc MT
 
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...Portal QEdu
 
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escolaEducação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escolaUlisses Vakirtzis
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoBeatriz
 
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópiaApresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópiaEunice Mendes de Oliveira
 
Gorete exercicio
Gorete exercicioGorete exercicio
Gorete exercicioNaya Vitas
 
Desafios da organização e gestão escolar
Desafios da organização e gestão escolarDesafios da organização e gestão escolar
Desafios da organização e gestão escolarElicio Lima
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professoresditadoida
 
A Identidade Profissional Suely
A  Identidade Profissional   SuelyA  Identidade Profissional   Suely
A Identidade Profissional Suelyamor.limux
 
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudesDelia Ladeia
 
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013George Júnior Soares Dantas
 
Gestão escolar democrática márcia gil
Gestão escolar democrática márcia gilGestão escolar democrática márcia gil
Gestão escolar democrática márcia gilkatiaaureliano
 
A finalidade e a importancia do ppp
A finalidade e a importancia do pppA finalidade e a importancia do ppp
A finalidade e a importancia do pppEmmanuel Fraga
 
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1ArtigoCONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigocefaprodematupa
 

Mais procurados (19)

O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.
O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.
O Coordenador Pedagógico. Sobre outros olhares.
 
O conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolarO conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolar
 
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...
O papel do Coordenador Pedagógico na formação continuada dos professores em s...
 
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escolaEducação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola
Educação e Supervisão: o trabalho coletivo na escola
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópiaApresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
Apresen tação o supervisor escolar em ação- adilaine- - cópia
 
Gorete exercicio
Gorete exercicioGorete exercicio
Gorete exercicio
 
Gestão da Educação Escolar
Gestão da Educação EscolarGestão da Educação Escolar
Gestão da Educação Escolar
 
Supervisão pedagógica
Supervisão pedagógicaSupervisão pedagógica
Supervisão pedagógica
 
Desafios da organização e gestão escolar
Desafios da organização e gestão escolarDesafios da organização e gestão escolar
Desafios da organização e gestão escolar
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
A Identidade Profissional Suely
A  Identidade Profissional   SuelyA  Identidade Profissional   Suely
A Identidade Profissional Suely
 
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
 
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013
Palestra: O Desafio de Ser um Pedagogo que Coincida com a Escola. Verão de 2013
 
Gestão escolar democrática márcia gil
Gestão escolar democrática márcia gilGestão escolar democrática márcia gil
Gestão escolar democrática márcia gil
 
Progestão modulo 4
Progestão modulo 4Progestão modulo 4
Progestão modulo 4
 
ação supervisora
 ação supervisora ação supervisora
ação supervisora
 
A finalidade e a importancia do ppp
A finalidade e a importancia do pppA finalidade e a importancia do ppp
A finalidade e a importancia do ppp
 
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1ArtigoCONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
 

Semelhante a Secretariado

Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdf
Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdfPlano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdf
Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdfAndriaGallo
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICAPROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICALidia Carvalho
 
Ensaio eliane modulo iv
Ensaio eliane  modulo ivEnsaio eliane  modulo iv
Ensaio eliane modulo ivVania Mendes
 
Ensaio eliane modulo iv
Ensaio eliane  modulo ivEnsaio eliane  modulo iv
Ensaio eliane modulo ivVania Mendes
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escolaJohnny Ribeiro
 
Atps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidadeAtps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidademkbariotto
 
Escola democrática
Escola democráticaEscola democrática
Escola democráticaPaula Alves
 
Admescolar e lideranças jan12
Admescolar e lideranças jan12Admescolar e lideranças jan12
Admescolar e lideranças jan12José Matias Alves
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostasAndré Alencar
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostasAndré Alencar
 
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...Eduardo Lopes
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar LOCIMAR MASSALAI
 
Tecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacionalTecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacionalFabiano Alves
 

Semelhante a Secretariado (20)

Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdf
Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdfPlano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdf
Plano de Gestão da Escola NOSSA SENHORA AUXILIADORA (2).pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICAPROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
PROJETO INTERDISCIPLINAR SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA
 
Ensaio eliane modulo iv
Ensaio eliane  modulo ivEnsaio eliane  modulo iv
Ensaio eliane modulo iv
 
Vertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolarVertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolar
 
Ensaio eliane modulo iv
Ensaio eliane  modulo ivEnsaio eliane  modulo iv
Ensaio eliane modulo iv
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
 
A escola
A escolaA escola
A escola
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Artigo pós - pdf
Artigo pós  - pdfArtigo pós  - pdf
Artigo pós - pdf
 
Atps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidadeAtps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidade
 
Escola democrática
Escola democráticaEscola democrática
Escola democrática
 
Admescolar e lideranças jan12
Admescolar e lideranças jan12Admescolar e lideranças jan12
Admescolar e lideranças jan12
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
 
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...
74376105 dicas-para-coordenacao-pedagogica-julia-rocha-enviar-para-os-grupos-...
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
 
Tecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacionalTecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacional
 
3 modelogestao
3 modelogestao3 modelogestao
3 modelogestao
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 

Mais de Liberty Ensino

Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_11
Gestao de educacao_infantil_11Gestao de educacao_infantil_11
Gestao de educacao_infantil_11Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Liberty Ensino
 

Mais de Liberty Ensino (20)

Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4
 
Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6
 
Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5
 
Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3
 
Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2
 
Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1
 
Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3
 
Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7
 
Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10
 
Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5
 
Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2
 
Gestao de educacao_infantil_11
Gestao de educacao_infantil_11Gestao de educacao_infantil_11
Gestao de educacao_infantil_11
 
Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4
 
Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9
 
Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12
 
Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8
 
Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6
 
Cuidador de idoso_38
Cuidador de idoso_38Cuidador de idoso_38
Cuidador de idoso_38
 

Último

Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...
Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...
Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...DL assessoria 30
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...sdl192405
 
manual de aprendizagem comercial senac pr
manual de aprendizagem comercial senac prmanual de aprendizagem comercial senac pr
manual de aprendizagem comercial senac prSergio Augusto da Luz
 
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...assessoria dl 10
 
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...dl assessoria 8
 
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...DL assessoria 28
 
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...Dl assessoria 16
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...dl assessoria9
 
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024jessica080934
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...Dl assessoria 20
 
new strong 4.2 Grupo de trap e rep forma
new strong 4.2 Grupo de trap e rep formanew strong 4.2 Grupo de trap e rep forma
new strong 4.2 Grupo de trap e rep formaaricleniary3
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...dl assessoria9
 
Concurso do edital da Polícia Civil de Pernambuco
Concurso do edital da Polícia Civil de PernambucoConcurso do edital da Polícia Civil de Pernambuco
Concurso do edital da Polícia Civil de PernambucoPortal NE10
 
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdf
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdfATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdf
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdfassedlsam
 
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...sdl192405
 
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...DL assessoria 29
 
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...Dl assessoria 20
 
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...dl assessoria 8
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...DassessoriaAa
 
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024dl assessoria 4
 

Último (20)

Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...
Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...
Método de Avaliação Prática de Aprendizagem (M.A.P.A.) Para proporcionar um c...
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
 
manual de aprendizagem comercial senac pr
manual de aprendizagem comercial senac prmanual de aprendizagem comercial senac pr
manual de aprendizagem comercial senac pr
 
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
Em um protocolo de avaliação física, a avaliação da composição corporal é fun...
 
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...
Cresce número de empreendedores no Brasil Empreendedorismo nacional registrou...
 
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividad...
 
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
 
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024
MAPA - NUT - GENÉTICA E EMBRIOLOGIA - 51/2024
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
 
new strong 4.2 Grupo de trap e rep forma
new strong 4.2 Grupo de trap e rep formanew strong 4.2 Grupo de trap e rep forma
new strong 4.2 Grupo de trap e rep forma
 
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
 
Concurso do edital da Polícia Civil de Pernambuco
Concurso do edital da Polícia Civil de PernambucoConcurso do edital da Polícia Civil de Pernambuco
Concurso do edital da Polícia Civil de Pernambuco
 
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdf
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdfATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdf
ATIVIDADE 1 - SAUDE - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 512023.pdf
 
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
 
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...
Olá, estudante! Chegou o momento de colocarmos em prática toda aprendizagem c...
 
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...
Será que nos falta humanidade? Estamos à volta com uma crise de identidade hu...
 
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
 
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
MAPA - BEDU - MUSCULAÇÃO E EXERCÍCIOS RESISTIDOS - 51/2024
 

Secretariado

  • 2. Tenha em mente os objetivos dos alunos, da escola e dos professores Como conciliar tantos interesses em uma só administração?É possível atender a todos os envolvidos na comunidade escolar?Descubra a seguir! Liderar um sistema de administração escolar de qualidade e eficiente requer uma série de medidas que, combinadas, resultam em excelência no ensino. Mas engana-se quem pensa que a administração escolar deve focar seus esforços apenas nas atividades relativas à direção. Uma boa administração deve buscar, como objetivo central, realizar os fins educativos – e isso envolve desde as atividades meio até as atividades fim. O segredo, dizem os especialistas, está em mediar a busca dos objetivos de todos da comunidade escolar: alunos, professores e escola. Assim, o administrador precisa procurar fazer uma utilização racional dos recursos que dispõe paraa realização de todos os fins. Mas como conciliar tantos interesses em uma só administração escolar?É mesmo possível atender a todos os envolvidos de maneiraexitosa, ou essa seria uma utopia? A seguir, vamos mostrar como é possível criar e manter este caráter mediador no cotidiano escolar. E, assim conseguir dar um enfoque mais “macro” para as necessidades dos alunos, dos professores e da escola. Se tiver dúvidas ou sugestões, deixe-as nos comentários abaixo. Boa leitura!
  • 3. Qual a função da Administração Escolar? Além de ser o responsável legal e administrativo pelo estabelecimento, o administrador escolar tem a missão de atuar junto ao corpo de professores e discente da sua instituição de ensino, coordenando as práticas pedagógicas, bem como acompanhando e analisando o desenvolvimento do currículo. De um modo geral, este tem a função de diretor da instituição , que normalmente é um pedagogo com uma especialização incorporada ou não à licenciatura em pedagogia. A discussão acerca da administração escolar ganhou força depois da Constituição Federal de 1988 , e posteriormente com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9394/96 , que preconiza a gestão democrática da escola. Neste contexto, as administrações de ensino passaram a precisar definir normas para a realização da gestão democrática, em acordo com as peculiaridades de cada sistema, que envolve: ●O favorecimento da participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico ●A participação da comunidade escolar e local em órgãos de representação, como conselhos de escola e/ou equivalentes.
  • 4. Gestão compartilhada e administração da equipe A escola é um organismo vivo, em que o diretor ou administrador é o personagem principal na gestão escolar. Mas, sempre envolvendo professores, coordenadores, alunos e pais. E extraindo suas ideias para encontrar um denominador comum e colocá-las em prática. Para a educadora paranaense Heloisa Lück, diretora educacional do Centro de Desenvolvimento Humano Aplicado (Cedhap), em Curitiba, e consultora do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o paradigma de gestão educacional parte do pressuposto de que a realidade escolar é global, intimamente interligada e dinâmica. Ela defende o estímulo à gestão compartilhada em diferentes âmbitos da organização escolar para que nasça, dali, um “ambiente favorável ao trabalho educacional, que valoriza os diferentes talentos e faz com que todos compreendam seu papel na organização e assumam novas responsabilidades”. Desta maneira, o diretor precisa fomentar projetos que incluam a participação mútua da escola e da comunidade. E se alimentar das ideias de sua equipe através de debates e reuniões. A liderança precisa ser firme e buscar a união do time. Sem se esquecer de que muitas opiniões diferentes potencializam a criatividade que podem trazer melhorias nos processos do saber oferecidos pela escola. Ou seja, é um fator positivo. Para o professor Henrique Paro, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, na escola básica, o caráter mediador da administração escolar deve dar-se de maneira que tanto as atividades-meio – como a direção, os serviços de secretaria, a assistência ao escolar e as atividades complementares, como zeladoria, vigilância, atendimento de alunos e pais – quanto a própria atividade-fim, que é a relação ensino-aprendizagem predominante da sala de aula, estejam permanentemente impregnadas dos fins da educação. Caso contrário, o resultado pode ser burocratização da atividade escolar por inteiro. É o que acontece quando vemos a elevação dos meios à categoria de fim. Além da completa perda dos objetivos visados com a educação escolar.
  • 5. Corpo docente no fomento da aprendizagem Colocando claros os objetivos educacionais da escola e a aprendizagem dos alunos no centro dos objetivos de toda a comunidade, as expectativas dos profissionais com relação à Educação permanecem elevadas, contribuindo para a construção do que Heloisa Lück chama de “comunidade social de aprendizagem”. Porém, em termos da rotina da educação infantil, existe uma preocupação grande em entender o que a criança dessa idade necessita e o que o adulto (professor) acredita que ela necessite. A polêmica é grande quando se fala sobre o que é alienador para a educação de uma criança na primeira fase escolar de sua vida. Uma boa organização para a escola infantil irá dar valor ao desenvolvimento da criança. Dessa forma ela poderá expandir a sua visão nos primeiros contatos e relacionamentos com as pessoas. Para tanto, é preciso que ela tenha o ambiente ideal à sua volta. E que se sinta acolhida, feliz e em segurança, em um local propício para a construção de sua identidade. Eles precisam ser organizados de maneira que fomentem expressões, desenvolvimento da linguagem, convívio com diferentes personalidades, observando a construção da identidade da criança, a cooperação e sua autonomia. O corpo de professores precisa ser agente direto na execução dessas metas, ao mesmo tempo em que administração escolar deve atentar-se para estes esforços e valorizá-los. É razoável, inclusive, premiar de alguma forma, aqueles que se destacaram durante o ano letivo em suas determinadas áreas. Assim, as equipes ficarão sempre motivadas a evoluir e a participar das decisões de forma democrática. Fonte: https://barcelonasuperficies.com.br/blog/administracao-escolar/