SlideShare uma empresa Scribd logo

Gestao de educacao_infantil_11

Capitulo 9

1 de 3
Baixar para ler offline
BREVE RELATO DE
UMA EXPERIÊNCIA
Liberty Ensino
LIBERTY
ENSINO
Inicialmente esta proposta sempre esteve inserida dentro dos novos
paradigmas educacionais e em sua gênese, já respeitava as diferenças e
diversidades culturais da clientela atendida; buscando no seu cotidiano
educativo, construir sua própria identidade valorizando as experiências e
conhecimentos prévios das crianças de 0-6 anos em todos os aspectos do
desenvolvimento infantil e no seu contexto social.
Cabe aqui relatar que no ano de 1992 ( anterior a LDB, RCNEI, DCNEI) o
Programa da Secretaria do Menor em São Paulo, já desenvolvia uma
proposta pedagógica inovadora para o contexto da educação infantil,
respeitando a construção do saber elaborado, subsidiando-se em autores
conceituados todo o trabalho pedagógico desenvolvido nas 22 creche/pré-
escola do município de São Paulo, com uma estrutura física adequada ao
atendimento das crianças (130) por instituição com 30 educadores, 1
coordenador pedagógico, 1 diretor, 1 técnica de enfermagem, funcionários
da limpeza e funcionários da cozinha, 2 seguranças, com profissionais
graduados(30)do berçário ao módulo azul (1).
Os princípios da ação educativa da creche / pré-escola da Secretaria do Menor era orientada pelas seguintes diretrizes na década de
90:
· a criança constrói e apropria –se do conhecimento desde o seu nascimento, momento em que começa a entrar em contato com as
pessoas e as coisas;
· a criança deve ser encorajada a entrar em contato com o que lhe rodeia através da observação, exploração, experimentação;
· é necessário assegurar á criança a expressão livre e espontânea das vivências, sensações, pensamentos, idéias, sentimentos e
descobertas;
· a singularidade de cada um- seu ritmo, seu jeito, suas manias – deve ser respeitadas nas suas expressões e necessidades;
· as brincadeiras e os jogos lúdicos são formas valiosas de expressão infantil, permitindo á criança o acesso ás atividades simbólicas;
· a creche/pré-escola é orientada pelo princípio da continuidade:entre o equipamento e a família; entre a creche e a pré-escola; entre a
préescola e a educação de 1º grau;
· a ação educativa se processa de forma integrada conectando, na rotina, as atividades pedagógicas, de saúde e de alimentação;
· o educador deve cuidar para que o ambiente seja organizado, permitindo á criança vivências variadas interagindo com pessoas,
objetos e situações, exprimindo-se de variadas formas;
· o educador deve trabalhar no sentido de assegurar a inserção da criança no grupo, possibilitando que experimente vivências grupais
apoiadas no respeito, na solidariedade, na cooperação, considerando as diferenças individuais;
· o planejamento e a execução das atividades pedagógicas, de saúde e de alimentação são orientados pela intenção educativa levando
em conta o prazer, o interesse, a motivação, a curiosidade, a imaginação próprios de cada idade e de cada criança na sua singularidade;
· o registro e o acompanhamento atento e criterioso da educação da criança constitui um instrumento imprescindível no trabalho dos
educadores, pois permitem a realimentação e avaliação contínua da ação educativa.
Atualmente, não existe mais a Secretaria do Menor, e as creches estão conveniadas em parcerias com algumas empresas do Estado de
São Paulo, que mantém as atividades pedagógicas e as instalações físicas em sua gênese; mas sua proposta pedagógica é citada e
lembrada nos diversos trabalhos acadêmicos, inclusive na referência bibliográfica do documento produzido pelo Ministério da Educação
- MEC (RCNEI, 1998.)
Anúncio

Recomendados

Boas praticas pedagogicas educação do campo - Achilino
Boas praticas pedagogicas educação do campo - AchilinoBoas praticas pedagogicas educação do campo - Achilino
Boas praticas pedagogicas educação do campo - Achilinoluciany-nascimento
 
Diretrizes curriculares
Diretrizes curricularesDiretrizes curriculares
Diretrizes curricularesCleia Printes
 
Diretrizes%20 Curriculares%20 Nacionais%20para%20a%20 Educacao%20 Infantil[1]...
Diretrizes%20 Curriculares%20 Nacionais%20para%20a%20 Educacao%20 Infantil[1]...Diretrizes%20 Curriculares%20 Nacionais%20para%20a%20 Educacao%20 Infantil[1]...
Diretrizes%20 Curriculares%20 Nacionais%20para%20a%20 Educacao%20 Infantil[1]...Miriam Camargo
 
Formação historia2
Formação historia2Formação historia2
Formação historia2Magda Marques
 
8.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 20098.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 2009Ulisses Vakirtzis
 
Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantilDiretrizes curriculares nacionais para a educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantilGeorge Júnior Soares Dantas
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Liberty Ensino
 
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação InfantilCamila Coelho
 
Resolucao 006 2008 ed infantil cme
Resolucao 006   2008 ed infantil cmeResolucao 006   2008 ed infantil cme
Resolucao 006 2008 ed infantil cmeHumberto Ferreira
 
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certo
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certoRevisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certo
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certoCleia Mendes
 
Apresentação currículo
Apresentação currículoApresentação currículo
Apresentação currículoRonaldo Obaski
 
9.resolução cne ceb nº 5 2009
9.resolução cne ceb nº 5 20099.resolução cne ceb nº 5 2009
9.resolução cne ceb nº 5 2009Ulisses Vakirtzis
 
Reunião técnica regional do proinfância
Reunião técnica regional do proinfânciaReunião técnica regional do proinfância
Reunião técnica regional do proinfânciaclaudia_4051
 
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELASResolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELASBeatriz Dornelas
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoCeimariaizabelCei
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantilDiretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantilEMEI Julio Alves Pereira
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilRonaldo Obaski
 
Livro Fundamentos da Educação Infantil
Livro Fundamentos da Educação InfantilLivro Fundamentos da Educação Infantil
Livro Fundamentos da Educação InfantilPatrícia Éderson Dias
 
Referenciais da educação infantil
Referenciais da educação infantilReferenciais da educação infantil
Referenciais da educação infantilEduardo Lopes
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilMaria Barbosa Almeida
 
Reunião técnica prática pedagógica
Reunião técnica  prática pedagógicaReunião técnica  prática pedagógica
Reunião técnica prática pedagógicaclaudia_4051
 

Mais procurados (19)

Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10
 
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais Para a Educação Infantil
 
Resolucao 006 2008 ed infantil cme
Resolucao 006   2008 ed infantil cmeResolucao 006   2008 ed infantil cme
Resolucao 006 2008 ed infantil cme
 
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certo
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certoRevisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certo
Revisões das diretrizes curriculares nacionais para educação infantil certo
 
Apresentação currículo
Apresentação currículoApresentação currículo
Apresentação currículo
 
9.resolução cne ceb nº 5 2009
9.resolução cne ceb nº 5 20099.resolução cne ceb nº 5 2009
9.resolução cne ceb nº 5 2009
 
Praticas da escola
Praticas da escola Praticas da escola
Praticas da escola
 
Reunião técnica regional do proinfância
Reunião técnica regional do proinfânciaReunião técnica regional do proinfância
Reunião técnica regional do proinfância
 
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELASResolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
 
Diretrizes nacionais
Diretrizes nacionaisDiretrizes nacionais
Diretrizes nacionais
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político Pedagógico
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantilDiretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantil
 
Livro Fundamentos da Educação Infantil
Livro Fundamentos da Educação InfantilLivro Fundamentos da Educação Infantil
Livro Fundamentos da Educação Infantil
 
Referenciais da educação infantil
Referenciais da educação infantilReferenciais da educação infantil
Referenciais da educação infantil
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantil
 
Reunião técnica prática pedagógica
Reunião técnica  prática pedagógicaReunião técnica  prática pedagógica
Reunião técnica prática pedagógica
 
Módulo; inclusão
Módulo; inclusãoMódulo; inclusão
Módulo; inclusão
 

Semelhante a Gestao de educacao_infantil_11

Semelhante a Gestao de educacao_infantil_11 (20)

Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
 
Historico EHC
Historico EHCHistorico EHC
Historico EHC
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
 
UNICAMP-BNCC-NA-EDUCAÇÃO-INFANTIL.pdf
UNICAMP-BNCC-NA-EDUCAÇÃO-INFANTIL.pdfUNICAMP-BNCC-NA-EDUCAÇÃO-INFANTIL.pdf
UNICAMP-BNCC-NA-EDUCAÇÃO-INFANTIL.pdf
 
Talita
TalitaTalita
Talita
 
DCNEI.pptx
DCNEI.pptxDCNEI.pptx
DCNEI.pptx
 
BNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
BNCC EDUCAÇÃO INFANTILBNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
BNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Reunião PA/ CP - junho
Reunião PA/ CP - junhoReunião PA/ CP - junho
Reunião PA/ CP - junho
 
Como atuar com o AEE
Como atuar com o AEEComo atuar com o AEE
Como atuar com o AEE
 
Como desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEEComo desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEE
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Módulo; inclusão
Módulo; inclusãoMódulo; inclusão
Módulo; inclusão
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
PPA 2022.pdf
PPA 2022.pdfPPA 2022.pdf
PPA 2022.pdf
 
Aula Profª Maria Helena.ppt
Aula Profª Maria Helena.pptAula Profª Maria Helena.ppt
Aula Profª Maria Helena.ppt
 
Aula Profª Maria Helena.ppt
Aula Profª Maria Helena.pptAula Profª Maria Helena.ppt
Aula Profª Maria Helena.ppt
 
concepção de infância
concepção de infânciaconcepção de infância
concepção de infância
 
Apostila brincar-volume-2
Apostila brincar-volume-2Apostila brincar-volume-2
Apostila brincar-volume-2
 
5. orientação normativa nº 01 slim
5. orientação normativa nº 01 slim5. orientação normativa nº 01 slim
5. orientação normativa nº 01 slim
 

Mais de Liberty Ensino

Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Liberty Ensino
 
Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Liberty Ensino
 
Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Liberty Ensino
 

Mais de Liberty Ensino (20)

Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8Coordenacao pedagogica 8
Coordenacao pedagogica 8
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4
 
Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7Coordenacao pedagogica 7
Coordenacao pedagogica 7
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6
 
Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5Coordenacao pedagogica 5
Coordenacao pedagogica 5
 
Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3Coordenacao pedagogica 3
Coordenacao pedagogica 3
 
Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2Coordenacao pedagogica 2
Coordenacao pedagogica 2
 
Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1Coordenacao pedagogica 1
Coordenacao pedagogica 1
 
Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3Gestao de educacao_infantil_3
Gestao de educacao_infantil_3
 
Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7Gestao de educacao_infantil_7
Gestao de educacao_infantil_7
 
Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5Gestao de educacao_infantil_5
Gestao de educacao_infantil_5
 
Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2Gestao de educacao_infantil_2
Gestao de educacao_infantil_2
 
Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4Gestao de educacao_infantil_4
Gestao de educacao_infantil_4
 
Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9Gestao de educacao_infantil_9
Gestao de educacao_infantil_9
 
Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12Gestao de educacao_infantil_12
Gestao de educacao_infantil_12
 
Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8Gestao de educacao_infantil_8
Gestao de educacao_infantil_8
 
Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6Gestao de educacao_infantil_6
Gestao de educacao_infantil_6
 
Cuidador de idoso_38
Cuidador de idoso_38Cuidador de idoso_38
Cuidador de idoso_38
 
Cuidador de idoso_39
Cuidador de idoso_39Cuidador de idoso_39
Cuidador de idoso_39
 
Cuidador de idoso_33
Cuidador de idoso_33Cuidador de idoso_33
Cuidador de idoso_33
 

Último

ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024taynaradl79
 
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...Unicesumar
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...Unicesumar
 
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...AaAssessoriadll
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024dlp391622
 
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...AaAssessoriadll
 
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdfEdital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdfPortal NE10
 
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...mariaclarinhaa2723
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...AaAssessoriadll
 
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...AaAssessoriadll
 
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdfEdital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdfPortal NE10
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...leitev350
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...assedlmoi
 
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...mariaclarinhaa2723
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...AaAssessoriadll
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024dlp391622
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024Unicesumar
 
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...sdl192405
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...Unicesumar
 

Último (20)

ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...
os diferentes estilos de liderança e compreenderem como a liderança pode impa...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...
Vamos explorar como os princípios burocráticos podem ser aplicados e percebid...
 
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...
COMPLIANCE NO SETOR PÚBLICO: BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE A Administração Públ...
 
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdfEdital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível médio - DOU.pdf
 
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...
O músculo estriado esquelético é responsável pela movimentação do corpo human...
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
 
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...
Você sabe qual a importância da Gestão de Pessoas para as empresas? A gestão ...
 
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdfEdital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdf
Edital Caixa 2024 - nível superior - DOU.pdf
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
PRIMEIRA ETAPA: leitura do texto de apoio A administração de recursos humanos...
 
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
Seu aluno de personal trainer chegou até você e solicitou que prescrevesse um...
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51 2024
 
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
Quando submetemos um indivíduo a um programa de exercícios resistidos, a depe...
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 

Gestao de educacao_infantil_11

  • 1. BREVE RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Liberty Ensino
  • 2. LIBERTY ENSINO Inicialmente esta proposta sempre esteve inserida dentro dos novos paradigmas educacionais e em sua gênese, já respeitava as diferenças e diversidades culturais da clientela atendida; buscando no seu cotidiano educativo, construir sua própria identidade valorizando as experiências e conhecimentos prévios das crianças de 0-6 anos em todos os aspectos do desenvolvimento infantil e no seu contexto social. Cabe aqui relatar que no ano de 1992 ( anterior a LDB, RCNEI, DCNEI) o Programa da Secretaria do Menor em São Paulo, já desenvolvia uma proposta pedagógica inovadora para o contexto da educação infantil, respeitando a construção do saber elaborado, subsidiando-se em autores conceituados todo o trabalho pedagógico desenvolvido nas 22 creche/pré- escola do município de São Paulo, com uma estrutura física adequada ao atendimento das crianças (130) por instituição com 30 educadores, 1 coordenador pedagógico, 1 diretor, 1 técnica de enfermagem, funcionários da limpeza e funcionários da cozinha, 2 seguranças, com profissionais graduados(30)do berçário ao módulo azul (1).
  • 3. Os princípios da ação educativa da creche / pré-escola da Secretaria do Menor era orientada pelas seguintes diretrizes na década de 90: · a criança constrói e apropria –se do conhecimento desde o seu nascimento, momento em que começa a entrar em contato com as pessoas e as coisas; · a criança deve ser encorajada a entrar em contato com o que lhe rodeia através da observação, exploração, experimentação; · é necessário assegurar á criança a expressão livre e espontânea das vivências, sensações, pensamentos, idéias, sentimentos e descobertas; · a singularidade de cada um- seu ritmo, seu jeito, suas manias – deve ser respeitadas nas suas expressões e necessidades; · as brincadeiras e os jogos lúdicos são formas valiosas de expressão infantil, permitindo á criança o acesso ás atividades simbólicas; · a creche/pré-escola é orientada pelo princípio da continuidade:entre o equipamento e a família; entre a creche e a pré-escola; entre a préescola e a educação de 1º grau; · a ação educativa se processa de forma integrada conectando, na rotina, as atividades pedagógicas, de saúde e de alimentação; · o educador deve cuidar para que o ambiente seja organizado, permitindo á criança vivências variadas interagindo com pessoas, objetos e situações, exprimindo-se de variadas formas; · o educador deve trabalhar no sentido de assegurar a inserção da criança no grupo, possibilitando que experimente vivências grupais apoiadas no respeito, na solidariedade, na cooperação, considerando as diferenças individuais; · o planejamento e a execução das atividades pedagógicas, de saúde e de alimentação são orientados pela intenção educativa levando em conta o prazer, o interesse, a motivação, a curiosidade, a imaginação próprios de cada idade e de cada criança na sua singularidade; · o registro e o acompanhamento atento e criterioso da educação da criança constitui um instrumento imprescindível no trabalho dos educadores, pois permitem a realimentação e avaliação contínua da ação educativa. Atualmente, não existe mais a Secretaria do Menor, e as creches estão conveniadas em parcerias com algumas empresas do Estado de São Paulo, que mantém as atividades pedagógicas e as instalações físicas em sua gênese; mas sua proposta pedagógica é citada e lembrada nos diversos trabalhos acadêmicos, inclusive na referência bibliográfica do documento produzido pelo Ministério da Educação - MEC (RCNEI, 1998.)