14 Maio

350 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
132
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Normalmente pensamos logo que especialista/ entidade convidar. Mas raramente pensamos antes quais são os objectivos. Daí depende o sucesso/eficácia da actividade planeada. Outra questão importante é a preparação destes momentos. Uma estratégia pode ser preparar previamente com os alunos algumas questões para colocar ao especialista.
  • 14 Maio

    1. 1. A Educação Sexual em Meio Escolar Metodologias de Abordagem/ Intervenção Mafalda Branco Abril/Maio 2011
    2. 2. “ O mais importante na comunicação é escutar aquilo que não foi dito.” Peter Drucker
    3. 3. HISTÓRIAS VALORATIVAS Técnica de clarificação e debate de opiniões, valores e atitudes
    4. 4. CONCORDO/ DISCORDO Técnica de clarificação e debate de opiniões, valores e atitudes
    5. 5. MITOS E FACTOS Técnica de clarificação e debate de opiniões, valores e atitudes
    6. 6. ESCREVER UMA HISTÓRIA Técnica de treino de competências
    7. 7. VISITAS DE ESPECIALISTAS <ul><li>Definir os objectivos </li></ul><ul><li>Pensar que especialista convidar </li></ul>
    8. 8. DIÁRIO GRÁFICO Para saber mais: http://www.diariografico.com/
    9. 9. TEATRO Técnica de treino de competências “É de homem…” “ A Árvore Vermelha”
    10. 10. CONTAR HISTÓRIAS Para saber mais: http://www.clarahaddad.com/
    11. 11. VÍDEOS Técnica de treino de competências
    12. 12. O GABINETE DE APOIO AO ALUNO <ul><li>Promover o sucesso escolar e educativo; </li></ul><ul><li>Dar resposta às principais dúvidas dos jovens na área da sexualidade, consumo de substâncias e outros problemas relacionados com a adolescência; </li></ul><ul><li>Orientar os jovens para a tomada de decisões conscientes e responsáveis; </li></ul><ul><li>Contribuir para a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e gravidezes indesejadas; </li></ul><ul><li>Desenvolver atitudes de tolerância, solidariedade e respeito mútuo, contribuindo para a realização integral do jovem. </li></ul>
    13. 13. O GABINETE DE APOIO AO ALUNO
    14. 14. BIBLIOGRAFIA <ul><li>Assembleia da República. (2009). Lei n.º 60/2009 de 6 de Agosto , Diário da República, 1.ª série — N.º 151 — 6 de Agosto de 2009 – 5097 </li></ul><ul><li>Frade, A. et al. (2001 ). Educação Sexual na Escola . Lisboa: Texto Editora. </li></ul><ul><li>López, Félix e Antonio Fuertes. (1999). Para Compreender a Sexualidade . Lisboa: APF. </li></ul><ul><li>Pereira, M.M. e Freitas, F. (2001). Educação sexual – Contextos de sexualidade e adolescência . Porto: Edições ASA. </li></ul><ul><li>Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens. (2010). Kit Pedagógico sobre Género e Juventude . Lisboa. </li></ul><ul><li>Strecht, P. (2005 ). Vontade de Ser – Textos sobre Adolescência . Lisboa: Assírio & Alvim. </li></ul><ul><li>Vaz, J. (1996). Educação Sexual na Escola . Lisboa: Universidade Aberta. </li></ul>

    ×