Memorial Descritivo do Residencial Al Nur

10.495 visualizações

Publicada em

Para maiores informações, entrar em contato com o consultor imobiliário Lúcio Borges (51) 9194 3742 ou através do e-mail: luciomachadoborges@gmail.com

www.rsnoticias.net

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
148
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memorial Descritivo do Residencial Al Nur

  1. 1. MEMORIAL DESCRITIVO EDIFÍCIO RESIDENCIAL AL NÜR (Luz) Rua Casemiro de Abreu, 55 - Bairro Rio Branco Porto Alegre - RS. 90420-001 PIRÂMIDE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. Rua Gal.Vitorino, 77 - Conj.301 Porto Alegre - RS 90020-171
  2. 2. Memorial Descritivo e Especificações Técnicas 1. Finalidade O presente memorial descritivo tem por finalidade estabelecer normas que deverão reger a construção, bem como discriminar os materiais que nela serão empregados. 2. Localização O prédio residencial será edificado na Rua Casemiro de Abreu, 55, no Bairro Rio Branco, na cidade de Porto Alegre, RS. 3. Características 3.1 - Proprietário: Pirâmide Empreendimentos Imobiliários Ltda. 3.2 - Projeto Arquitetônico: Franklin Diniz Carvalho Moreira. 3.3 - Execução: Pirâmide Empreendimentos Imobiliários Ltda. 3.4 - Tipo de Construção: Nova. 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 4.1-SERVIÇOS PRELIMINARES E GERAIS 4.2-SERVIÇOS PRELIMINARES 4.3- SERVIÇOS TÉCNICOS Será feita sondagem a percussão, de acordo com normas da ABNT e por empresa habilitada, para determinação do perfil natural do solo. 4.3.1 - DESPESAS INICIAIS Todas as despesas com projetos, taxas, emolumentos, licenças e outros encargos ficarão por conta do empreendedor. 4.3.2 - INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS 4.3.2.1- TAPUME Será executado em toda a testada do terreno, junto ao passeio, de modo a proteger a obra e populares. Nele deverão ser executados 02 portões de acesso à obra, nas dimensões necessárias. 4.3.2.2 - PLACAS DOS RESPONSÁVEIS TÉCNICOS Serão fixadas junto ao tapume, em local com melhor ângulo de visão possível. 4.3.2.3 - LIGAÇÕES PROVISÓRIAS Serão executadas no momento da instalação da obra, por conta do empreendedor bem como o consumo de água e energia. 4.3.2.4 - BARRACÃO DA OBRA Será construído no terreno um barraco de madeira e telhamento em fibrocimento, subdividido em vestiário, almoxarifado, porteiro, sanitário, escritório da obra além do plantão de vendas.
  3. 3. 4.3.2.5 - LOCAÇÃO DA OBRA Deverão as cotas obedecer projeto de locação marcadas em gabarito executado em madeira, nivelado, em esquadro e perfeitamente rígido. 4.4 - SERVIÇOS GERAIS 4.4.1 - MÁQUINAS E FERRAMENTAS A obra deverá ser suprida com todas as máquinas, equipamentos e ferramentas necessárias para o normal andamento dos serviços, de modo seguro e permanente manutenção, correndo por conta da Construtora e Empreiteiros; 4.4.2 - ADMINISTRAÇÃO DA OBRA Será feita pelo engenheiro responsável e o mestre de obras subordinado. A parte administrativa será feita pelo empreendedor. 5.0 - INFRA ESTRUTURA 5.1 - TRABALHOS EM TERRA Serão executadas escavações manuais e serviços de retirada de terra, para marcação da obra no terreno. As escavações de maior porte serão efetivadas por máquinas. 5.2 - FUNDAÇÕES As fundações serão executadas e dimensionadas conforme projeto estrutural, em função do relatório de sondagem do terreno, ou outro processo que melhor se adeqüe ao solo. 5.2.1- EXECUÇÃO Deverão ser seguidas rigorosamente as dimensões dos respectivos projetos e assentar as fundações sobre terreno indicado pelo projetista no que se refere a tensão do solo. 6.0 - SUPRA ESTRUTURA 6.1 - CONDIÇÕES GERAIS Será constituída por pilares, vigas e lajes, executadas em concreto armado, de acordo com os projetos arquitetônico e estrutural. 6.2 - EXECUÇÃO Será executada sob orientação do responsável técnico, observados os traços, resistência do concreto, detalhes, dimensões e quantificação de materiais definidos no projeto estrutural. 7.0 - PAREDES E PAINÉIS 7.1 - ALVENARIAS Serão em tijolos cerâmicos furados (8 furos) de boa qualidade e dimensionamento padrão de acordo com as dimensões do projeto arquitetônico e estrutural. 7.2 - ESQUADRIAS METÁLICAS As esquadrias para portão de garagem e o gradil frontal serão executadas em perfis de ferro, pintadas com tinta anti ferrugem.
  4. 4. As esquadrias do hall de entrada, escadarias, depósito de lixo, casas de máquinas e central de gás serão executadas com perfis de alumínio anodizado, conforme detalhes de esquadrias. 7.3 - ESQUADRIAS DE MADEIRA Serão de madeira as portas internas dos apartamentos, devendo seguir detalhadamente conforme planilha de esquadrias. 7.3.1 – PORTAS INTERNAS As portas internas serão lisas, semi-ocas, conforme detalhes da planilha de esquadrias, com marcos de madeira de lei maciços, para verniz incolor ou pintura. 7.3.2 - PORTAS EXTERNAS As portas externas de acesso aos apartamentos serão em madeira de lei, maciças, para verniz incolor ou pintura, conforme projetos e detalhes de esquadrias. 7.3.3 - JANELAS As janelas dos dormitórios serão de alumínio anodizado com persianas de alumínio. As janelas de banheiros, cozinhas e dependências de serviço, serão em alumínio anodizado com o sistema maximar ou basculante. As janelas das salas serão em alumínio anodizados, com caixilhos de correr e sem persianas. 7.3.4 - GUARNIÇÕES INTERNAS Nas portas, serão em madeira, de largura de 7cm., conforme detalhes de esquadrias. Nas esquadrias de alumínio as guarnições também serão em alumínio. 7.4 - FERRAGENS As ferragens das portas externas serão da marca La Fonte, Papaiz ou similar, com cilindro. As portas internas terão fechadura das marcas La Fonte, Papaiz ou similar, pintadas na cor a definir. Deverão estar em perfeito estado de funcionamento. O modelo será definido oportunamente. 7.5 - VIDROS Serão vidros lisos, transparentes com espessura de acordo com os vãos das aberturas. Nos sanitários serão colocados vidros fantasia incolor. Na escada serão colocados vidros aramados de segurança. 7.6- PORTAS INCOMBUSTÍVEIS As portas resistentes ao fogo (PRF) serão em madeira de lei, de acordo com as normas de segurança, pintadas com tinta ignífuga incolor. 8.0 - COBERTURAS E PROTEÇÕES 8.1 - COBERTURA A cobertura do prédio será feita através de impermeabilização da laje de concreto, com caimento para os ralos. Sobre a mesma será colocada uma camada de isolante térmico, argamassa de proteção mecânica e ainda uma camada de 10cm. de brita. 8.1.1 - ALGEROSAS E CAPEAMENTOS Serão colocadas sobre as platibandas e junto às divisas, em chapa de aço galvanizado. 8.1.2 - TUBOS DE VENTILAÇÃO
  5. 5. Serão previstos tubos de ventilação em PVC rígido, diâmetro 75mm., para o esgoto sanitário. 8.2- IMPERMEABILIZAÇÕES Sacadas onde não forem fechadas, Box de banheiros, Floreiras e terraços, serão impermeabilizadas com manta butílica ou similar, devidamente aplicadas sobre contrapiso, com caimento para os ralos. Sobre a impermeabilização será executada uma camada de proteção mecânica. A impermeabilização deverá ser executada por empresa especializada sob a fiscalização de profissional devidamente habilitado e credenciado no Órgão Competente. 9.0 - REVESTIMENTOS, ELEMENTOS DECORATIVOS E PINTURA 9.1 - REVESTIMENTOS INTERNOS 9.1.1 - REBOCO Serão aplicados em todas as lajes de teto, com exceção de onde tiver forro de gesso rebaixado. Nas paredes onde não houver azulejos, também serão aplicados salpique, e reboco misto para pintura sobre massa corrida; 9.1.2 - NATEAMENTO Será aplicado com cimento e areia nos tetos, vigas e pilares das garagens. 9.2 - AZULEJOS As paredes dos banheiros, cozinhas, lavabos, lavanderias e áreas de serviço, receberão azulejos até o teto das marca Cecrisa ou Eliane, padrões e cores constantes do projeto de detalhamentos destas áreas. 9.3 - REVESTIMENTOS EXTERNOS As paredes externas serão revestidas com camada de salpique, reboco misto desempenado. Quanto aos revestimentos especiais, obedecerão ao projeto de especificações e detalhamentos das fachadas; 9.4 - FORROS Em geral nas economias as lajes serão revestidas com camada de salpique e reboco misto. Os banheiros, cozinhas, áreas de serviço e demais peças que necessitarem forros rebaixados, serão executados em placas de gesso liso, com moldura de acabamento em negativo na periferia. O vestíbulo principal do Edifício será revestido com materiais a serem definidos no projeto específico. Os pavimentos de estaconamentos terão os tetos em concreto aparente. 9.5 - PINTURAS Os revestimentos externos serão os constantes do projeto. A pintura interna será em duas demãos de tinta acrílica, marca Kresil, Renner, Killling ou similar, sobre massa corrida. Todos os trabalhos de pintura serão precedidos de preparo das superfícies a serem pintadas, bem como serão aplicados bases e fundos necessários aos diferentes tipos de materiais. As esquadrias internas receberão pintura ou selador e cera. As áreas de uso comum serão pintadas com tinta acrílica, sobre textura, das marcas Kresil, Renner, Killing ou similar. As áreas internas revestidas de basalto ou ardósia receberão pintura de verniz de poliuretano. 10.0 - PAVIMENTAÇÃO 10.1 - PAVIMENTAÇÃO CERÂMICA
  6. 6. Serão assentadas com juntas retas, nas duas direções, rejuntadas com rejunte na cor da cerâmica, que serão da marca Cecrisa, Eliane ou Porto Belo, dependendo do detalhamento específico. 10.2 - LAMINADOS PARA PISOS Serão colados de forma flutuante sobre pisos perfeitamente desempenados, que deverão estar secos, lisos e nivelados. Serão das marcas Eucaflor, Duraflor ou similar, com espessura de 7mm, que serão colocados nas salas de estar-jantar, circulação íntima e dormitórios, em cores a definir. 10.3 - CIMENTADOS Será executado nas garagens, com camada de argamassa assentada sobre laje ou contrapiso, conforme o caso. Os pisos dos estacionamentos serão executados com concreto desempenado. 10.4 - BASALTO Serão colocados basaltos em placas de 46 x 46, serradas com acabamento natural e sem polimento, na calçada e acesso das garagens. 10.5 - RODAPÉS SOLEIRAS E PEITORIS Os rodapés serão em madeira de 10 cm., nas salas de estar-jantar, circulação íntima e dormitórios, fixados às paredes através de parafusos e buchas plásticas. As soleiras internas serão em material correspondente ao existente, no respectivo compartimento. As soleiras externas serão em granito, nas cores e padrões indicados no projeto de fachada. Os peitoris serão em granito fixados com argamassa de cimento e areia, com ranhura formando pingadeira. 11.0 - INSTALAÇÕES E APARELHOS 11.1 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E TELEFÔNICAS As instalações deverão ser executadas por profissionais habilitados obedecendo às normas da CEEE/CRT e ABNT. Os materiais deverão ser de boa qualidade e obedecer aos respectivos projetos. As tubulações serão em mangueiras flexíveis. Os disjuntores serão do tipo mini-disjuntores da marca Iriel, Pial ou similar. Os interruptores serão também da marca Iriel, Pial ou similar. 11.2 - INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS, DE GÁS E INCÊNDIO Deverão obedecer as normas e padrões do DMAE e ABNT. Deverão ser executadas por profissionais habilitados e seguir projetos respectivos. Os tubos para esgoto e água serão em PVC da marca TIGRE, sendo classe 8 para esgoto, classe 15 para água e PPR para água quente. Nas áreas de serviço serão deixadas as esperas para aquecedor de passagem. Os reservatórios serão em fibra de vidro. 11.2.1- TV A CABO Está prevista tubulação para instalação de TV a cabo e antena coletiva de TV. As tubulações serão em mangueiras flexíveis; 11.2.2- MICRO COMPUTADORES Nos CDs dos apartamentos, será deixado fio terra para aterramento das tomadas para micro computador.
  7. 7. 11.3 - INSTALAÇÕES DE ESGOTO CLOACAL E PLUVIAL Serão executadas de acordo com projeto aprovado pela Prefeitura Municipal seguindo as normas da ABNT e DMAE. A tubulação será em PVC rígido, marca Tigre, Classe 8. 11.4 - INSTALAÇÃO MECÂNICA A instalação contra incêndio deverá ser executada rigorosamente de acordo com as normas da ABNT e o projeto respectivo aprovado pelo órgão competente. 11.5 - ELEVADORES Serão colocados dois elevadores das marcas Thyssenkrupp, Schindler ou Ottis, os quais serão devidamente dimensionados em função de suas necessidades, compostos de sinalização externa e interna. O poço deverá ser caiado e impermeabilizado. 11.6 - APARELHOS 11.6.1 - LOUÇAS As louças sanitárias serão da marca Deca ou similar. Modelo e cor serão os constantes do projeto de detalhamento dos compartimentos correspondentes. Os vasos serão com caixa acoplada. 11.6.2 - TANQUES Serão de louças, brancos, da marca Deca ou similar. 11.6.3 - METAIS Serão da marca Deca, Docol ou similar nos modelos e padrões constantes do projeto de detalhamento dos compartimentos correspondentes. 12.0 - COMPLEMENTAÇÃO 12.1 - CALAFETE E LIMPEZA Deverá ser executado calafete em todos pontos necessários e limpeza permanente da obra. 12.1.1 - LIMPEZA E SERVIÇOS FINAIS Após a conclusão da obra, deverá ser efetuada a limpeza geral da mesma, retirando todo e qualquer tipo de entulho e material que por ventura tenha sobrado. 12.2 - LIGAÇÕES E HABITE-SE 12.2.1 - LIGAÇÕES DEFINITIVAS Todas as ligações definitivas com concessionárias e companhias estaduais, CEEE, CRT, DMAE, DEP e demais órgãos deverão ser vistoriadas e testadas. A construtora deverá efetuar pagamento de taxas antes da entrega da obra. 12.2.2 - HABITE-SE O empreendedor se encarregará do processo de obtenção da carta de habite-se junto aos órgãos públicos competentes, e posterior averbação da obra no competente órgão. 12.3 – OUTROS
  8. 8. 12.3.1 - MUROS Serão executados muros de divisa em tijolos furados (06) furos revestidos com argamassa e pintados com tinta PVA, na cor a definir e com altura definida no projeto. 12.3.2 – MOVIMENTADOR DOS PORTÕES O acionamento do portão da garagem será por controle remoto. 12.3.3 – PAISAGISMO O jardim e área de lazer serão executados conforme projeto paisagístico. 12.3.4 – CLIMATIZAÇÃO Nos dormitórios e salas de estar-jantar dos apartamentos haverá infra-estrutura para a instalação de aparelhos de ar condicionado split; Os aparelhos ficarão por conta do cliente; 12.3.5 – COMUNICAÇÃO Será instalado um ponto de porteiro eletrônico em cada apartamento; 12.3.6 – FORNECIMENTO DE LUZ, ÁGUA E GÁS Terão medição individual. 12.3.7 - PROJETOS Todas as modificações executadas nos diversos projetos serão cadastradas e as plantas refeitas aprovadas. Serão fornecidas ao condomínio, através do síndico em 01 jogo de todos os projetos e detalhes. Porto Alegre, RS, 15 de maio de 2013. _____________________________________ _____________________________________

×