Matemática
Orientadora: Sylvia Regina Adorno
QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS
E AGRUPAMENTOS
Cacoal
20/06/2014
Conhecer o mito “As serpentes que roubaram
a noite”, destacando a integração entre ser
humano e a natureza;
Explorar con...
Comparar ou ordenar quantidades por
contagem;
Formular hipóteses sobre a grandeza numérica,
pela identificação da quanti...
Produzir a regras do jogo por escrito;
Confeccionar o jogo;
Identificar os números pares e ímpares;
Ganhar e perder;
...
Serpente e escada
Lucinalva L. Fernandes
O desafio do jogo e chegar primeiro
ao número 100, respeitando e
obedecendo as regras e encarar a
vitória e derrota com na...
Regras:
 Jogar de 2 a 4 jogadores;
 Só podem começar o jogo se o dado parar no numero 1
ou 6; Então ele deve jogar novam...
Desenvolvimento:
1. A aula iniciou com um mito
“As serpentes que roubaram a
noite” do escritor Daniel
Munduruku, após a le...
No dia seguinte os alunos confeccionaram o
jogo, utilizando-se uma tabela com 100 casas
(10×10), numerando na sequencia, d...
Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"
Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"
Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"
Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"
Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"

1.501 visualizações

Publicada em

Realizado com a Turma do 2º Ano da Escola Prof Agustinho Goes de Oliveira

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.501
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho do Pnaic: Jogo "Serpente e escada"

  1. 1. Matemática
  2. 2. Orientadora: Sylvia Regina Adorno QUANTIFICAÇÃO, REGISTROS E AGRUPAMENTOS Cacoal 20/06/2014
  3. 3. Conhecer o mito “As serpentes que roubaram a noite”, destacando a integração entre ser humano e a natureza; Explorar contagem e sequência; Reconhecer ordem crescente e decrescente; Identificar os números em diferentes contextos; Comunicar quantidades utilizando a linguagem oral e escrita; Capacidades a serem trabalhadas com o jogo “Serpente e escada” são os números e operações
  4. 4. Comparar ou ordenar quantidades por contagem; Formular hipóteses sobre a grandeza numérica, pela identificação da quantidade de algarismo e da posição ocupada por eles na escrita numérica; Identificar posição de um objeto ou números, explicitando a noção de sucessor e antecessor;
  5. 5. Produzir a regras do jogo por escrito; Confeccionar o jogo; Identificar os números pares e ímpares; Ganhar e perder; Cumprir as regras propostas; Chegar primeiro à casa 100;
  6. 6. Serpente e escada Lucinalva L. Fernandes
  7. 7. O desafio do jogo e chegar primeiro ao número 100, respeitando e obedecendo as regras e encarar a vitória e derrota com naturalidade.
  8. 8. Regras:  Jogar de 2 a 4 jogadores;  Só podem começar o jogo se o dado parar no numero 1 ou 6; Então ele deve jogar novamente o dado e andar com a sua peça. Em seguida passar a vez;  Quando alguém cai em uma casa ocupada por outro jogador, o adversário precisa volta ao início do jogo e só recomeça após tirar 1 ou 6 e jogar o dado novamente;  Se a peça cair no inicio de uma escada ele deve subir até o seu topo, avançando no tabuleiro. Quando cair na cabeça da serpente, tem que descer até a sua cauda.
  9. 9. Desenvolvimento: 1. A aula iniciou com um mito “As serpentes que roubaram a noite” do escritor Daniel Munduruku, após a leitura foi levantado a questão: Como seria se os índios não tivesse conseguido recuperar a noite?
  10. 10. No dia seguinte os alunos confeccionaram o jogo, utilizando-se uma tabela com 100 casas (10×10), numerando na sequencia, depois a professora ditavam os números na ordem do menor para o maior e pedia para eles desenharem as escadas, após foram ditados os números na ordem do maior para o menor onde os alunos desenhavam as cobras.

×