SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 85
Baixar para ler offline
• sumário
• sumário
• sumário
• sumário
Brasília | 06 outubro de 2016
Censo da
Educação
Superior 2015
Censo da Educação Superior
Os desafios para acelerar o ritmo e a direção da expansão da educação
superior em sintonia com o Plano Nacional de Educação
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
Meta 8
Elevar a escolaridade média da população de 18 a 29
anos, de modo a alcançar no mínimo 12 anos de estudo
no último ano de vigência deste Plano, para as
populações do campo, da região de menor escolaridade
no País e dos 25% mais pobres, e igualar a escolaridade
média entre negros e não negros declarados à
Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE.)
Meta 12
Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para
33% da população de 18 a 24 anos, assegurando a qualidade da oferta e expansão
para, pelo menos, 40% (quarenta por cento) das novas matrículas, no segmento
público.
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
Fonte: IBGE/Pnad 2014
8,1
8,1
8,2
9,1
9,3
9,4
9,5
10,0
10,2
10,3
10,3
10,5
10,7
11,6
12,0
0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 7,0 8,0 9,0 10,0 11,0 12,0 13,0
25% menor renda
Indígena
Rural
Nordeste
Norte
Parda
Preta
Brasil
Centro-Oeste
Urbana
Sul
Sudeste
Branca
Amarela
25% maior renda
Escolaridade média da população de 18 a 29 anos de idade por renda, região,
localização e cor/raça - Brasil 2014
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
21,2
32,1
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 2014
Evolução das taxas de escolarização líquida e bruta na educação superior
na faixa etária de 18 a 24 anos – Brasil 2009-2014
Escolarização Líquida ajustada (1) Escolarização Bruta
Meta Esc. Bruta 50%
Meta Esc. Líquida 33%
11,3 milhões
de matrículas
Fonte: IBGE/Pnad 2014
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
Fonte: IBGE/Pnad 2014
D
e
m
a
n
d
a
p
o
t
e
n
c
i
a
l
Fundamental(1) 455.683 2,0 8.060.764 35,5
Médio(2) 2.279.749 10,1 7.085.664 31,2
Superior(3) 3.984.707 17,6 815.223 3,6
Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed.
Fundamental 110.545 0,7 6.276.274 39,9
Médio 216.149 1,4 5.443.594 34,6
Superior 1.393.477 8,9 2.293.007 14,6
Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed.
Nota: (1) -Inclusive pessoas com superior incompleto e
que frequentam pré-vestibular.
Notas: (1) -Inclusive pessoas que frequentam Eja
de ensino fundamental e alfabetização
de jovens e adultos.
(2)-Inclusive pessoas que frequentam eja de
ensino médio.
(3)-Inclusive pessoas que frequentam
mestrado ou doutorado.
Notas: (1) -Inclusive pessoas que frequentam Eja
de ensino fundamental e alfabetização
de jovens e adultos.
(2)-Inclusive pessoas que frequentam eja de
ensino médio.
(3)-Inclusive pessoas que frequentam
mestrado ou doutorado.
Nota: (1) -Inclusive pessoas com superior incompleto e
que frequentam pré-vestibular.
População de 25 a 29 anos
Com ensino médio concluído
Sem ensino médio concluído
com ensino superior concluído
Não frequenta escolaFrequenta escola
10.340.513
6.492.423
Com ensino médio concluído (1)
Sem ensino médio concluído
com ensino superior concluído
População de 18 a 24 anos
Não frequenta escolaFrequenta escola
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
1.913.013
0
1.000.000
2.000.000
3.000.000
4.000.000
5.000.000
6.000.000
7.000.000
8.000.000
9.000.000
2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
Número de concluintes do ensino médio
Brasil 2008-2014
8.074.881
0
1.000.000
2.000.000
3.000.000
4.000.000
5.000.000
6.000.000
7.000.000
8.000.000
9.000.000
2008 2010 2012 2014 2015
Evolução da matrícula no ensino médio
Brasil 2008-2015
Fonte: Inep/Censo Escolar
Censo da Educação Superior
O contexto internacional - educação para o desenvolvimento das pessoas e
dos países
A expansão da educação superior no contexto internacional
16,3
49,2
69,0
11,2
35,5
18,3
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
Brasil
China
México
Itália
Chile
Colômbia
Alemanha
Portugal
Espanha
França
EstadosUnidos
ReinoUnido
Rússia
CoréiadoSul
Percentual da população com educação superior por
faixa etária - 2014
25 a 34 anos 55 a 64 anos
Fonte: EAG 2016 (OCDE)
Vantagens de renda e escolarização no contexto internacional
1,38 1,40 1,41 1,42
1,48
1,55 1,58
1,68 1,68
2,05
2,33
2,41
0,00
1,00
2,00
3,00 CoréiadoSul
Espanha
Fraça
Itália
ReinoUnido
Israel
Alemanha
EstadosUnidos
Portugual
México
Colômbia
Brasil
Razão entre rendimento de trabalhadores com educação
superior e de trabalhadores com ensino médio - 2014
Fonte: EAG 2016 (OCDE)
Educação profissional de nível médio no contexto internacional
Fonte: EAG 2016 (OCDE)
2,7
8,4
12,2
17,8
22,9
26,1
30,0
34,4
38,1
42,7 42,7
44,0
46,0
47,8
49,2
50,5
56,1
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
Índia
Brasil
ÁfricadoSul
CoréiadoSul
Japão
Colômbia
Chile
Espanha
México
França
ReinoUnido
China
Portugal
Alemanha
Polônia
Austrália
Itália
Proporção da matrícula no Ensino Médio em programas vocacionais - 2014
Censo da Educação Superior
Os resultados do Censo da Educação Superior de 2015
Quadro Resumo do Censo da Educação Superior 2015
Estatísticas Gerais da Educação Superior, por Categoria Administrativa – Brasil – 2015
Estatísticas Básicas
Categoria Administrativa
Total Geral
Pública
Privada
Total Federal Estadual Municipal
Educação Superior - Graduação
Instituições 2.364 295 107 120 68 2.069
Cursos1
33.501 10.769 6.313 3.709 747 22.732
Matrículas em cursos de graduação 8.027.297 1.952.145 1.214.635 618.633 118.877 6.075.152
Matrículas em cursos sequenciais de formação
específica
6.277 440 124 250 66 5.837
Ingressos 2.920.222 534.361 336.093 161.704 36.564 2.385.861
Concluintes 1.150.067 239.896 134.447 86.770 18.679 910.171
Educação Superior - Pós-Graduação Scricto Sensu
Matrículas 325.230 269.395 184.041 83.856 1.498 55.835
EDUCAÇÃO SUPERIOR - TOTAL
Matrícula Total 8.358.804 2.221.980 1.398.800 702.739 120.441 6.136.824
Função Docente em Exercício 2 3
388.004 165.722 105.558 52.575 7.589 222.282
Docente em Exercício 2 4
354.499 163.510 104.787 51.281 7.442 190.989
Fonte: Mec/Inep - MEC/Capes; Quadro elaborado por Inep/Deed
Notas: (1) Não constam dados de cursos de Área Básica de Ingressantes; (2) Não incluem os docentes que atuam exclusivamente na Pós-Graduação Lato Sensu;(3)
Corresponde ao número de vínculos de docentes a Instituições de Educação Superior; (4) Quantidade de CPFs distintos dos docentes em exercício em cada Categoria
Administrativa, podendo um docente estar em duas ou mais categorias diferentes.
Censo da Educação Superior
Processos seletivos: vagas e ingressos
Vagas oferecidas para ingresso na educação superior em 2015
Total Geral de
Vagas
Vagas Novas
Oferecidas
Vagas de
Programas
Especiais
Vagas
Remanescentes
Total
Vagas Novas
Oferecidas
Vagas de
Programas
Especiais
Vagas
Remanescentes
Total
Vagas Novas
Oferecidas
Vagas de
Programas
Especiais
Vagas
Remanescentes
Total Geral 8.531.655 6.142.149 26.717 2.362.789 5.750.175 3.755.284 25.597 1.969.294 2.781.480 2.386.865 1.120 393.495
Pública 764.616 571.894 18.586 174.136 713.692 530.552 17.496 165.644 50.924 41.342 1.090 8.492
Federal 453.309 329.564 7.951 115.794 430.012 313.170 7.414 109.428 23.297 16.394 537 6.366
Estadual 225.005 175.687 10.105 39.213 204.636 157.739 9.552 37.345 20.369 17.948 553 1.868
Municipal 86.302 66.643 530 19.129 79.044 59.643 530 18.871 7.258 7.000 0 258
Privada 7.767.039 5.570.255 8.131 2.188.653 5.036.483 3.224.732 8.101 1.803.650 2.730.556 2.345.523 30 385.003
Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed
Total Geral Presencial A distância
Número de vagas oferecidas em cursos de graduação, por tipo de vaga e por modalidade de ensino, segundo a
categoria administrativa – Brasil – 2015
Vagas de Cursos de Graduação
Categoria
Administrativa
O Enem e a perspectiva de ingresso na educação superior
116
316 352
1.201
1.319 1.323
1.036
2.201
2.784 2.739
2.921
2.426
3.243
3.864
4.097
5.008
5.974
0
1.000
2.000
3.000
4.000
5.000
6.000
7.000
1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
Evolução do número de participantes no Exame Nacional
do Ensino Médio - Enem (em mil)
Fonte: Inep/Enem
Os ingressos nos cursos de graduação superior em 2015
Total Geral
Processo
Seletivo de
Vagas Novas
Programas
Especiais
Remanescentes Total
Processo
Seletivo de
Vagas Novas
Programas
Especiais
Remanescentes Total
Processo
Seletivo de
Vagas Novas
Programas
Especiais
Remanescentes
Total Geral 2.920.222 2.583.697 12.798 318.020 2.225.663 1.944.178 10.339 265.554 694.559 639.519 2.459 52.466
Pública 534.361 477.862 11.638 42.282 504.038 451.174 9.179 41.137 30.323 26.688 2.459 1.145
Federal 336.093 296.985 5.384 31.687 322.083 284.060 5.151 30.862 14.010 12.925 233 825
Estadual 161.704 147.520 6.144 7.623 146.270 134.554 3.918 7.385 15.434 12.966 2.226 238
Municipal 36.564 33.357 110 2.972 35.685 32.560 110 2.890 879 797 0 82
Privada 2.385.861 2.105.835 1.160 275.738 1.721.625 1.493.004 1.160 224.417 664.236 612.831 0 51.321
Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed
Nota: No Total Geral e nos totais por modalidade de ensino estão contabilizados os estudantes que ingressaram por outras formas.
Categoria
Administrativa
Total Geral
Ingressantes de Cursos de Graduação
Presencial A distância
Número de ingressantes em cursos de graduação, por forma de ingresso e por modalidade de ensino, segundo a
Categoria Administrativa – Brasil – 2015
Vagas oferecidas vs. Vagas ocupadas (ingressos)
42,1
83,6 90,1 84,0
50,1
37,8
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
Total Geral Pública Federal Estadual Municipal Privada
Vagas Novas
13,5
24,3 27,4
19,4 15,5 12,6
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
Total Geral Pública Federal Estadual Municipal Privada
Vagas Remanescentes
Proporção de vagas ocupadas por tipo de vaga oferecida, segundo a categoria
administrativa da instituição em 2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Os ingressos nos cursos de graduação superior em 2015
3.110.848
2.920.222
-500.000
500.000
1.500.000
2.500.000
3.500.000
2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Evolução do número de ingressantes em cursos de
graduação superior - Brasil 2005-2015
2.225.663;
76%
694.559;
24%
Presencial A distância
1.853.223;
64%
528.507;
18%
516.965;
18%
Bacharelado Licenciatura Tecnológico
2.920.222
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
Desempenho dos ingressantes de 2015 que participaram do Exame nacional
do Ensino Médio – Enem 2014
Agenda
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
150 250 350 450 550 650 750
Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de
graduação em 2015
49,1% 33,3%
7,7%9,9%
Agenda
150 250 350 450 550 650 750
Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de
graduação em 2015, por sexo
Feminino Masculino
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
Agenda
150 250 350 450 550 650 750
Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior
de graduação em 2015, por categoria administrativa da instituição
Pública Privada
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
Agenda
150 250 350 450 550 650 750
Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em
2015, por tipo de financiamento estudantil
FIES PROUNI
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
Agenda
150 250 350 450 550 650 750
Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de
graduação em 2015, por curso
Medicina Pedagogia Mat_Fis_Quim_Bio
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
Censo da Educação Superior
Alunos matriculados
4.626.740
4.944.877
5.302.373
5.843.322 5.985.873
6.407.733
6.765.540
7.058.084
7.322.964
7.839.765
8.033.574
2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Matrículas na educação superior (graduação e sequencial) – Brasil 2005-2015
Nos últimos dez anos, a matrícula na educação superior cresceu 73,6%.
Em relação a 2014, o aumento foi de 2,5%.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Em 2015 os cursos de graduação superaram a marca histórica de 8 milhões de alunos
matriculados, equivalente ao tamanho do ensino médio.
Matrículas em cursos de graduação por categoria administrativa – Brasil – 1980-2015
1.952.145
6.075.152
0
1.000.000
2.000.000
3.000.000
4.000.000
5.000.000
6.000.000
7.000.000
8.000.000
9.000.000
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
Pública Privada
75,7%
24,3%
8.027.297
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Matrículas em Cursos de Graduação por modalidade de ensino – Brasil – 2005-2015
82,6%
17,4%
0
1.000.000
2.000.000
3.000.000
4.000.000
5.000.000
6.000.000
7.000.000
8.000.000
9.000.000
2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Evolução da matrícula na educação superior de graduação por modalidade de ensino
Brasil 2005-2015
Presencial A distância
1.393.752
6.633.545
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Matrículas em Cursos de Graduação por grau acadêmico – Brasil – 2005-2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
A organização acadêmica das instituições define o seu tamanho
Quantidade e tamanho das IES por organização acadêmica
8,2
6,3
83,8
1,7
53,2
16,9
28,0
1,8
Distribuição percentual do número de instituições e de matrículas
por organização acadêmica da instituição - Brasil 2015
Instituições Matrículas de Graduação
Universidades
Centros Universitários
Faculdades
IFs e Cefets
Total % Total %
Total 2.364 100,0 8.027.297 100,0
Universidades 195 8,2 4.273.155 53,2
Centros Universitários 149 6,3 1.357.802 16,9
Faculdades 1.980 83,8 2.251.464 28,0
IFs e Cefets 40 1,7 144.876 1,8
Fonte: MEC/Inep
Organização Acadêmica
Instituições Matrículas
Número de instituições e de matrículas de educação
superior por organização acadêmica - Brasil 2015
Censo da Educação Superior
Estudar à noite ou durante o dia?
Matrícula na educação superior por turno
70%
30%
Federal
59%
41%
Estadual
25%
75%
Municipal
28%
72%
Privada
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
Demanda vs. Oferta: a escolha do curso...
Os 10 maiores cursos de graduação em número de matrículas no Brasil
710.778
651.730
513.006
235.142
230.654
130.179
98.290
96.544
91.480
89.870
0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000
Administração
Direito
Pedagogia
Ciências contábeis
Enfermagem
Serviço social
Fisioterapia
Medicina
Formação de professor de educação física
Sistemas de informação
47,8%
853.211
766.859
655.813
358.452
355.998
261.215
223.490
177.823
172.569
170.587
0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 900.000
Direito
Administração
Pedagogia
Ciências contábeis
Engenharia civil
Enfermagem
Psicologia
Gestão de pessoal / recursos humanos
Serviço social
Engenharia de produção
49,8%
2009
2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Ingressos e concluintes: uma comparação internacional
38,6
18,4
14,6
15,6
5,8
2,7
2,2
2,2
31,2
7,4
15,4
12,9
9,8
1,2
15,3
6,8
Distribuição percentual da matrícula de graduação
Países da OCDE (2014) e Brasil (2015)
Serviços
Humanidades e Artes
Agricultura e Veterinária
Ciências, Matemática e Computação
Engenharia, produção e Construção
Saúde e Bem-estar
Educação
Ciências Sociais,
Negócios e Direito
Ingressos e concluintes: uma comparação internacional
2010 2011 2012 2013 2014 2015 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Ciências sociais, negócios e direito 21,7 47,1 50,3 59,7 56,4 61,3 55,8 23,2 21,6 22,0 23,1 21,8 22,1 24,3
Educação 5,1 23,7 23,3 24,8 23,6 28,0 25,9 5,4 12,2 12,2 11,3 10,0 10,7 11,6
Saúde e bem-estar 9,8 14,3 14,3 16,4 17,0 20,4 19,7 9,8 7,5 7,8 8,2 7,0 6,7 7,7
Engenharia, produção e construção 11,5 12,3 14,8 19,0 20,2 22,7 20,8 9,1 3,1 3,3 3,8 4,0 4,4 5,2
Ciências, matemática e computação 5,9 8,5 8,2 9,1 8,9 9,3 8,9 5,7 2,9 2,9 3,0 2,7 2,8 3,0
Agricultura e veterinária 1,2 2,2 2,3 2,7 2,8 3,3 3,3 1,1 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 1,1
Humanidades e artes 10,9 2,8 3,0 3,4 3,3 3,3 3,4 11,4 1,2 1,3 1,4 1,4 1,4 1,4
Serviços 4,8 3,1 3,4 3,9 4,2 4,1 4,1 4,8 1,6 1,5 1,6 1,4 1,6 1,9
OCDE
2014
Brasil OCDE
2014
Brasil
Fonte: Mec/Inep; OCDE; IBGE; Tabela elaborada por Inep/Deed.
Área Geral do Curso
Ingressantes
para cada 10.000 habitantes
Concluintes
para cada 10.000 habitantes
Número de Ingressos e Concluintes em cursos de graduação por 10.000 habitantes, segundo a área geral do Curso
Países da OCDE 2014 em comparação com o Brasil 2010-2015
Censo da Educação Superior
Internacionalização da educação superior no Brasil é incipiente...
Internacionalização da educação superior no Brasil
2.263
1.014
931
894
760
750
745
701
604
576
501
398
358
345
323
266
256
248
243
233
- 500 1.000 1.500 2.000 2.500
Angola
Paraguai
Guiné Bissau
Argentina
Bolívia
Japão
Peru
Portugal
Estados Unidos da América
Cabo Verde
Uruguai
Chile
Colômbia
Itália
República Do Haiti
Alemanha
China
França
Coréia do Sul
África do Sul
30%
43%
10%
15%
2%
África América Ásia Europa Oceania
O Brasil conta com 15.605
estudantes estrangeiros em suas
instituições de educação superior,
de 174 diferentes nacionalidades,
representando, entretanto,
apenas 0,2% do total de
matrículas.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Internacionalização da educação superior no Brasil
Instituição UF
Categoria
administrativa
Organização
acadêmica
Número de
estudantes
UNILA - UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PR Federal Universidade 878
UNILAB - UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA CE Federal Universidade 833
UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA SP Privada Universidade 691
USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SP Estadual Universidade 416
UNESA - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ RJ Privada Universidade 402
UNASP - CENTRO UNIVERSITÁRIO ADVENTISTA DE SÃO PAULO SP Privada
Centro
Universitário
313
UNINOVE - UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO SP Privada Universidade 299
UNESP - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO SP Estadual Universidade 269
UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SC Federal Universidade 268
UNB - UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DF Federal Universidade 256
UNIDERP - UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP MS Privada Universidade 229
UNESC - UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE SC Privada Universidade 215
FMU - CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS SP Privada
Centro
Universitário
203
MACKENZIE - UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE SP Privada Universidade 188
UNILINS - CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS SP Privada
Centro
Universitário
173
PUC MINAS - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS MG Privada Universidade 172
UFPR - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PR Federal Universidade 166
UNOPAR - UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ PR Privada Universidade 146
UAM - UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI SP Privada Universidade 146
UVA - UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA RJ Privada Universidade 143
As 20 instituições com maior número de alunos estrangeiros
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
Paridade de gênero e os cursos que as mulheres frequentam...
Paridade de gênero na educação superior no Brasil
55,6%
44,4%
Matrículas
Feminino Masculino
53,9%
46,1%
Ingressos
59,9%
40,1%
Concluintes
Matrículas, ingressos e concluintes na educação superior de graduação por sexo – Brasil 2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Paridade de gênero na educação superior no Brasil
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Paridade de gênero na educação superior no Brasil
64,39
73,39
91,73
40
50
60
70
80
90
100
Chile
Brasil
Israel
México
Hungria
Grécia
CoreiadoSul
Áustria
Portugal
Canadá
Alemanha
França
Itália
MédiaOCDE
PaísesBaixos
NovaZelândia
Colômbia
Noruega
Austrália
ReinoUnido
Finlândia
Dinamarca
Luxemburgo
Suíça
Espanha
Bélgica
Suécia
Turquia
CostaRica
Proporção da remuneração média das mulheres em relação à remuneração média
dos homens com formação de nível superior - 2014
Fonte: EAG 2016 (OCDE)
Paridade de gênero na educação superior no Brasil
Curso Mulheres Curso Homens
Pedagogia 608.868 Direito 381.537
Direito 471.674 Administração 336.764
Administração 430.095 Engenharia civil 248.817
Enfermagem 221.316 Ciências contábeis 149.406
Ciências contábeis 209.046 Engenharia mecânica 116.573
Psicologia 181.314 Engenharia de produção 111.653
Serviço social 156.458 Formação de professor de educação física 98.737
Gestão de pessoal / recursos humanos 142.660 Engenharia elétrica 91.701
Fisioterapia 113.326 Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Tecnólogo) 73.077
Arquitetura e urbanismo 107.728 Educação física 68.068
Os 10 cursos com maior número de matrículas por sexo – Brasil 2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
Alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas
habilidades/superdotação na educação superior
Inclusão na educação superior
Matrícula na educação superior de alunos com deficiência,
transtornos globais do desenvolvimento ou altas
habilidades/superdotação
Brasil 2009-2015
Ano
Alunos com deficiência,
transtornos globais do
desenvolvimento ou altas
habilidades/superdotação
% Matrícula Total
2009 20.530 0,34 5.985.873
2010 19.869 0,31 6.407.733
2011 22.455 0,33 6.765.540
2012 26.663 0,38 7.058.084
2013 29.221 0,40 7.322.964
2014 33.475 0,43 7.839.765
2015 37.986 0,47 8.033.574
Fonte: MEC/Inep
Nota: Inclui alunos matriculados em Cursos de graduação e Sequencial de Formação Específica
13.000
9.234
5.374
4.809
1.923
1.683
1.650
633
173
165
107
104
41
- 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 14.000
Deficiência Física
Baixa Visão
Deficiência Auditiva
Altas habilidades Superdotação
Cegueira
Deficiência Intelectual
Surdez
Deficiência Múltipla
Autismo Infantil
Síndrome de Asperger
Surdocegueira
Transtorno Desintegrativo da Infância
Síndrome de Rett
Censo da Educação Superior
A rede federal de educação superior
Entre 2014-2015, a matrícula na rede pública teve um decréscimo de 0,5%, decorrente da
queda na rede municipal. A rede federal cresceu 2,9% no mesmo período e já tem uma
participação superior a 62% da rede pública.
Fonte: MEC/Inep
Rede Pública – Matrículas em Cursos de Graduação no Brasil – 1980-2015
1.214.635
618.633
118.877
0
300.000
600.000
900.000
1.200.000
1.500.000
1.800.000
2.100.000
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
Federal Estadual Municipal
6,1%
31,7%
62,2%
1.952.145
Rede Federal – Distribuição da matrícula de graduação no Brasil 2015
67,1%
27,1%
5,8%
Grau Acadêmico
Bacharelado
Licenciatura
Tecnológico
87,9%
0,1% 11,9%
Organização Acadêmica
Universidade Faculdade IF e Cefet
93,3%
6,7%
Modalidade
Presencial A distância
As Instituições Federais de Educação Superior são, em sua grande maioria, universidades com
um alunado típico frequentando cursos de bacharelado presencial.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Rede Federal – Distribuição das matrículas entre as Regiões Geográficas
2001-2015 2014-2015
22.681.790 502.960 1.083.586 1.133.172 125,3 4,6
100,0 100,0 100,0 100,0
Região Geográfica
População de
18 a 24 anos
Matrícula presencial na rede federal de educação superior
2001 2014 2015
Variação (%)
Brasil
2.122.804 70.340 140.675 140.437 99,7 -0,2
9,4 14,0 13,0 12,4Norte
6.592.863 149.740 328.701 344.206 129,9 4,7
29,1 29,8 30,3 30,4Nordeste
9.146.311 141.644 326.959 344.522 143,2 5,4
40,3 28,2 30,2 30,4Sudeste
3.085.954 83.152 179.038 190.840 129,5 6,6
13,6 16,5 16,5 16,8Sul
1.733.858 58.084 108.213 113.167 94,8 4,6
7,6 11,5 10,0 10,0Centro-Oeste
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e IBGE
Rede Federal – Distribuição dos campi e dos polos EaD nos municípios
2005 2015
A rede federal está presente em 805 municípios brasileiros, por meio de campi com cursos
presenciais ou de polos EaD. São 79 municípios na região Norte; 269 no Nordeste; 227 no
Sudeste; 152 no Sul; e 78 no Centro-Oeste.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
A rede privada
Rede privada
6.075.152
76%
Participação da rede privada na matrícula
de educação superior - Brasil 2015
De cada 4 estudantes de graduação, 3 estudam em instituições privadas.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Rede privada
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Rede privada
Total FIES PROUNI Outros
2009 4.460.683 1.006.020 133.089 337.727 535.204
2010 4.764.062 1.294.887 151.035 337.185 806.667
2011 4.991.898 1.523.520 220.603 365.782 937.135
2012 5.160.266 1.785.246 434.000 399.507 951.739
2013 5.389.948 2.206.263 817.081 385.427 1.003.755
2014 5.878.199 2.707.330 1.303.202 437.786 966.342
2015 6.080.989 2.699.068 1.332.369 483.336 883.363
Fonte: MEC/Inep; Tabela elaborada por Inep/DEED.
Total
Com financiamento estudantil
Matrícula na rede privada
Ano
Matrícula Total e com financiamento estudantil/bolsa em Cursos
de graduação na rede privada - Brasil 2009-2015
22,6
27,2
30,5
34,6
40,9
46,1
44,4
0,0
5,0
10,0
15,0
20,0
25,0
30,0
35,0
40,0
45,0
50,0
2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Percentual de matrículas na rede privada com algum
tipo de financiamento/bolsa - Brasil 2009-2015
13,2 11,7 14,5
24,3
37,0
48,1 49,4
33,6
26,0 24,0
22,4
17,5
16,2 17,9
53,2
62,3 61,5 53,3 45,5
35,7 32,7
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
100%
2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Distribuição da matrícula na rede privada por tipo de
financiamento/bolsa - Brasil 2009-14
FIES PROUNI Outros
133.089
1.332.369
337.727
483.336
535.204
883.363
-
200.000
400.000
600.000
800.000
1.000.000
1.200.000
1.400.000
2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Matrícula na rede privada por tipo de
financiamento/bolsa - Brasil 2009-2015
FIES PROUNI Outros
Rede privada
Fonte: MF/STN
1.125.463 970.435
13.801.756
14.944.615
(1.000.000)
1.000.000
3.000.000
5.000.000
7.000.000
9.000.000
11.000.000
13.000.000
15.000.000
2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
RecursosFinanceiros-Emmilhares
Recursos financeiros (valores nominais ) investidos pelo Governo Federal em programas de
financiamento para a educação superior - Brasil - 2006-2015
Prouni Fies
Censo da Educação Superior
Os cursos de licenciatura
Curso superior que confere ao diplomado
competências para atuar como professor na
educação básica, com o grau de licenciado.
Cursos de Licenciatura
906.930565.000
0
200.000
400.000
600.000
800.000
1.000.000
1.200.000
1.400.000
1.600.000
2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
Evolução da matrícula em cursos de licenciatura por modalidade de ensino
Brasil 2005-2015
Presencial A distância
38,4%
61,6%
1.471.930 alunos frequentam cursos de licenciatura no Brasil, o que representa 18,4%
do total de alunos na educação superior de graduação
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Cursos de Licenciatura
Distribuição dos 1.471.930 alunos que frequentam cursos de licenciatura no Brasil
39,3% Pública
65,1% universidade
71,6% Mulheres
60,7% Privada
14,0% Centro
Universitários
28,4% Homens
17,9%
Faculdades
3,1% IFs e
Cefets
0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%
Categoria administrativa
Organização acadêmica
Sexo
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Cursos de Licenciatura
84,8%
15,2%
Pública
Presencial A distância
46,6%53,4%
Privada
Distribuição dos 1.471.930 alunos que frequentam cursos de licenciatura no Brasil
578.997 892.933
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Cursos de Licenciatura
N Curso/Nome OCDE Matrículas 1 Percentual
(%)
Percentual
Acumulado
(%)
1 Pedagogia 648.998 44,3 44,3
2 Formação de professor de educação física 149.011 10,2 54,4
3 Formação de professor de biologia 88.294 6,0 60,4
4 Formação de professor de história 86.661 5,9 66,3
5 Formação de professor de matemática 84.522 5,8 72,1
6 Formação de professor de língua/literatura vernácula (português) 80.737 5,5 77,6
7 Formação de professor de geografia 50.723 3,5 81,1
8 Formação de professor de língua/literatura estrangeira moderna 48.383 3,3 84,4
9 Formação de professor de língua/literatura vernácula e língua estrangeira moderna 39.081 2,7 87,0
10 Formação de professor de química 35.892 2,5 89,5
11 Formação de professor de física 25.102 1,7 91,2
12 Formação de professor de filosofia 20.046 1,4 92,6
13 Formação de professor de artes visuais 17.609 1,2 93,8
14 Formação de professor de sociologia 15.220 1,0 94,8
15 Formação de professor de música 14.855 1,0 95,8
16 Formação de professor de ciências 13.183 0,9 96,7
17 Formação de professor de computação (informática) 12.210 0,8 97,5
18 Formação de professor de artes (educação artística) 6.692 0,5 98,0
19 Formação de professor de teatro (artes cênicas) 4.898 0,3 98,3
20 Formação de professor das séries finais do ensino fundamental 3.359 0,2 98,6
Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed
Nota: (1) Não constam dados de cursos de Área Básica de Ingresso
Matrícula de graduação em Licenciatura por curso – Brasil 2015
Censo da Educação Superior
Os cursos tecnológicos
Cursos superiores de formação especializada,
caracterizados por eixos tecnológicos. Cursos
de curta duração que oferecem o grau superior
tecnólogo
Cursos tecnológicos
1.010.142 alunos frequentam cursos tecnológicos no Brasil, o que representa 12,6% dos
alunos dos cursos de graduação no Brasil
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Cursos tecnológicos
1.010.142 alunos frequentam cursos tecnológicos no Brasil
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Cursos tecnológicos
149.209
15%
860.933
85%
Distribuição da matrícula em cursos tecnológicos por
categoria administrativa - Brasil 2015
Pública Privada
60.381
74.166
3.010
479.911
8.481
2.533
638
381.022
0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%
Federal
Estadual
Municipal
privada
Distribuição da matrícula em cursos tecnológicos por categoria
administrativa, segundo a modalidade de ensino - Brasil 2015
Presencial A distância
1.010.142
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Agenda
149.209 (15%)860.933 (85%)
Cursos tecnológicos
149.209 (15%) 860.933 (85%)
43,6% 58,3%
Os 10 maiores cursos tecnológicos em número de matrículas por categoria
administrativa da instituição – Brasil 2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
A qualificação dos docentes da educação superior e a formação dos
professores que atuam na educação básica
O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior
Meta 13
Elevar a qualidade da educação superior e ampliar a
proporção de mestres e doutores do corpo docente em
efetivo exercício no conjunto do sistema de educação
superior para 75%, sendo, do total, no mínimo, 35% de
doutores.
Meta 15
Garantir, em regime de colaboração entre a União, os estados, o Distrito Federal e os
municípios, no prazo de um ano de vigência deste PNE, política nacional de
formação dos profissionais da educação de que tratam os incisos I, II e III do art. 61
da Lei nº 9.394/1996, assegurando-lhes a devida formação inicial, nos termos da
legislação, e formação continuada em nível superior de graduação e pós-graduação,
gratuita e na respectiva área de atuação.
Docentes da educação superior
Docentes da educação superior
Docentes em exercício na educação superior por regime de trabalho e
categoria administrativa da instituição de atuação
Brasil 2005-2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Docentes da educação superior
Docentes em exercício na educação superior por grau acadêmico do curso de
atuação, segundo o regime de trabalho e grau de formação
Brasil 2015
Os cursos de Licenciatura possuem o maior percentual de docentes doutores entre todos os
graus acadêmicos. Observa-se a mesma situação no regime de trabalho, com mais de 70% dos
docentes com regime integral.
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
Os docentes da educação básica que frequentam cursos de educação
superior
Docentes da educação básica matriculados na educação superior
252.475 é o número de professores da educação básica matriculados na
educação superior em 2015
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Censo da Educação Superior
A trajetória dos estudantes na educação superior no Brasil
São indicadores de CURSO DE GRADUAÇÃO a partir do acompanhamento da trajetória
(fluxo) dos alunos ingressantes em um determinado ano.
Para cada ano de referência do Censo da Educação Superior, é possível identificar a coorte de
ingressantes em cada curso e, assim, acompanhar sua trajetória no curso ao longo dos anos
A seguir serão apresentados alguns resultados da trajetória dos ingressantes em todos os
cursos oferecidos nos processos seletivos de 2010.
Três indicadores serão apresentados:
1. Taxa de Permanência;
2. Taxa de Conclusão; e
3. Taxa de Desistência.
Todos os indicadores foram calculados por curso.
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
86,8
68,2
54,2
37,6
21,2
1,8
4,7
9,8
19,4
29,7
11,4
27,1
36,0
43,0
49,0
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Evolução dos indicadores de trajetória dos estudantes no curso de ingresso
(coorte de ingressantes de 2010)
Brasil 2010-2014
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
84,6
63,7
48,2
30,9
16,0
2,3
5,9
12,6
22,7
31,3
13,1
30,4
39,1
46,4
52,7
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Rede privada
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
90,9
77,1
66,7
53,7
34,9
0,8
1,8
2,9
9,4
22,5
8,3
21,1
30,4
37,0
42,6
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Rede Federal
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
89,9
73,9
62,9
52,8
29,2
0,8
1,8
3,2
5,5
22,6
9,3
24,3
33,8
41,7
48,1
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Direito
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
87,0
60,9
55,0
42,4
34,8
0,2
0,5
0,8
1,8
8,7
12,8
38,6
44,2
55,8 56,4
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Engenharias
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
87,6
70,0
59,1
32,0
14,6
2,5
5,5
10,7
33,0
45,8
9,9
24,5
30,2
35,0
39,6
0,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
2010 2011 2012 2013 2014
Pedagogia
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
87,9
68,6
52,4
40,9
24,1
1,5
2,9
7,4
11,7
23,7
10,6
28,5
40,2
47,4
52,3
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
2010 2011 2012 2013 2014
Formação de professor de Química
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
84,8
68,7
51,6
35,1
23,3
2,4
4,2
10,7
18,3
24,2
12,8
27,1
37,8
46,6
52,6
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
2010 2011 2012 2013 2014
Formação de professor de Matemática
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
86,9
67,3
51,7
40,4
23,2
0,8
2,8
5,3
8,1
19,6
12,4
29,9
43,0
51,5
57,2
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
2010 2011 2012 2013 2014
Formação de professor de Física
Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência
Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
Idade dos ingressantes e dos concluintes
22
30
20
30
19
24
19
24
28
37
25
37
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
Privada -
Presencial
Privada EaD Pública -
Presencial
Pública - EaD
Estatísticas de tendência central e de dispersão das
idades dos Ingressantes nos cursos superiores de
graduação por categoria administrativa da IES e
modalidade de ensino - Brasil 2015
Mediana 1º quartil Máximo Mínimo 3º quartil
26
34
25
35
23
28
23
29
32
41
29
43
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
Privada -
Presencial
Privada EaD Pública -
Presencial
Pública - EaD
Estatísticas de tendência central e de dispersão das
idades dos concluintes nos cursos superiores de
graduação por categoria administrativa da IES e
modalidade de ensino - Brasil 2015
Mediana 1º quartil Máximo Mínimo 3º quartil
Muito obrigado!
Ministério da Educação
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep
Diretoria de Estatísticas Educacionais
Equipe técnica
Carlos Eduardo Moreno Sampaio
Laura Bernardes da Silva
Katia Cristina da Silva Vaz
Maria Terezinha Filgueira Galvão
Nara Núbia Vieira
Daniel Fonseca e Caixeta
Alani Coelho Souza
Luciana Vieira de Almeida
Gleidilson Costa Alves
Andreza Jesus Meireles
Fábio Pereira Bravin
Willians Kaizer dos Santos Maciel
Renan Carlos Dourado
Isabella Trevisol Macêdo
Hemmanoel Feitosa e Silva
Zilá Ribeiro de Ávila
Daniel Jaime Capistrano de Oliveira
Vitor Passos Camargos
A Sinopse estatística já está disponível no site do Inep
Os microdados estarão disponíveis até 31 de outubro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.
Mariangela Santos
 
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
Maria Santos
 
Geografia pordata
Geografia   pordataGeografia   pordata
Geografia pordata
becresforte
 
Análise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especialAnálise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especial
pme-santoestevao
 
Escassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médioEscassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médio
Jemuel Araújo da Silva
 

Mais procurados (20)

Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
 
Matrículas no ensino superior entre 2011 e 2012 chegam a 7 milhões
Matrículas no ensino superior entre 2011 e 2012 chegam a 7 milhõesMatrículas no ensino superior entre 2011 e 2012 chegam a 7 milhões
Matrículas no ensino superior entre 2011 e 2012 chegam a 7 milhões
 
Numeros 2014 cc
Numeros 2014 ccNumeros 2014 cc
Numeros 2014 cc
 
Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.
 
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
 
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
 
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
Resultados da avaliação externa do eixo «adultos» da iniciativa novas oportun...
 
Desafios da Educação no Brasil
Desafios da Educação no BrasilDesafios da Educação no Brasil
Desafios da Educação no Brasil
 
Doc orientador proemi__2013[1]
Doc orientador proemi__2013[1]Doc orientador proemi__2013[1]
Doc orientador proemi__2013[1]
 
Doc orientador proemi2013_novo
Doc orientador proemi2013_novoDoc orientador proemi2013_novo
Doc orientador proemi2013_novo
 
PLANO DE AÇÃO 2022MAURILIOEDITÁVEL.docx
PLANO DE AÇÃO 2022MAURILIOEDITÁVEL.docxPLANO DE AÇÃO 2022MAURILIOEDITÁVEL.docx
PLANO DE AÇÃO 2022MAURILIOEDITÁVEL.docx
 
Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1
 
e-Desafios para as Instituições de Educação Superior
e-Desafios para as Instituições de Educação Superiore-Desafios para as Instituições de Educação Superior
e-Desafios para as Instituições de Educação Superior
 
Geografia pordata
Geografia   pordataGeografia   pordata
Geografia pordata
 
Análise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especialAnálise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especial
 
Orientações para ingresso no ensino superior
Orientações para ingresso no ensino superior Orientações para ingresso no ensino superior
Orientações para ingresso no ensino superior
 
Estado da Educacao 2013
Estado da Educacao 2013Estado da Educacao 2013
Estado da Educacao 2013
 
2015 - O CAPITAL HUMANO NO DESAFIO DA COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA - ABRH CNI...
2015 - O CAPITAL HUMANO NO DESAFIO DA COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA - ABRH CNI...2015 - O CAPITAL HUMANO NO DESAFIO DA COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA - ABRH CNI...
2015 - O CAPITAL HUMANO NO DESAFIO DA COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA - ABRH CNI...
 
Escassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médioEscassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médio
 
Eleicoes2014 - Propostas do setor privado de educacao superior
Eleicoes2014 - Propostas do setor privado de educacao superiorEleicoes2014 - Propostas do setor privado de educacao superior
Eleicoes2014 - Propostas do setor privado de educacao superior
 

Semelhante a Censo da Educação Superior 2015

Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012
Jamildo Melo
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi
Apresentação Luiz Roberto Liza CuriApresentação Luiz Roberto Liza Curi
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi
Rodrigo Junqueira
 
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufuapresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
dio7ff
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
Neide Andrade
 
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
Jornal do Commercio
 
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).pptapresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
MaursSantos
 

Semelhante a Censo da Educação Superior 2015 (20)

apresentacao_censo_da_educacao_superior_2021
apresentacao_censo_da_educacao_superior_2021apresentacao_censo_da_educacao_superior_2021
apresentacao_censo_da_educacao_superior_2021
 
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
 
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do SeminárioFGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
 
População portuguesa que completou pelo menos o Ensino Secundário
População portuguesa que completou pelo menos o Ensino SecundárioPopulação portuguesa que completou pelo menos o Ensino Secundário
População portuguesa que completou pelo menos o Ensino Secundário
 
Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012
 
Educação Superior a Distância
Educação Superior a DistânciaEducação Superior a Distância
Educação Superior a Distância
 
Estácio: Apresentação Institucional da Reunião Pública APIMEC SP 2013
Estácio: Apresentação Institucional da Reunião Pública APIMEC SP 2013Estácio: Apresentação Institucional da Reunião Pública APIMEC SP 2013
Estácio: Apresentação Institucional da Reunião Pública APIMEC SP 2013
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi
Apresentação Luiz Roberto Liza CuriApresentação Luiz Roberto Liza Curi
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi
 
Educação: o desafio de mudar
Educação: o desafio de mudar Educação: o desafio de mudar
Educação: o desafio de mudar
 
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufuapresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
 
Cenarios do mercado_educacional_src_estacio_final (2)
Cenarios do mercado_educacional_src_estacio_final (2)Cenarios do mercado_educacional_src_estacio_final (2)
Cenarios do mercado_educacional_src_estacio_final (2)
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
 
Resultados Novas Oportunidades
Resultados Novas OportunidadesResultados Novas Oportunidades
Resultados Novas Oportunidades
 
Permanência e êxito na educação profissional e tecnológica: A experiência do ...
Permanência e êxito na educação profissional e tecnológica: A experiência do ...Permanência e êxito na educação profissional e tecnológica: A experiência do ...
Permanência e êxito na educação profissional e tecnológica: A experiência do ...
 
Introdução ao Enem
Introdução ao EnemIntrodução ao Enem
Introdução ao Enem
 
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...Os objetivos do  desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) e o plano nacional de educ...
 
Censo da Educação Básica 2013
Censo da Educação Básica 2013Censo da Educação Básica 2013
Censo da Educação Básica 2013
 
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
Censo da educacao_basica_fevereiro_2014
 
Estácio: Apresentação Reunião Pública APIMEC 2015
Estácio: Apresentação Reunião Pública APIMEC 2015Estácio: Apresentação Reunião Pública APIMEC 2015
Estácio: Apresentação Reunião Pública APIMEC 2015
 
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).pptapresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
apresentacao-slides-aloiziomercadante_camara (1).ppt
 

Mais de Luciano Sathler

Mais de Luciano Sathler (20)

A educação corporativa a distância e a formação continuada
A educação corporativa a distância e a formação continuadaA educação corporativa a distância e a formação continuada
A educação corporativa a distância e a formação continuada
 
Educação Superior: Desafios da Expansão com Qualidade
Educação Superior: Desafios da Expansão com QualidadeEducação Superior: Desafios da Expansão com Qualidade
Educação Superior: Desafios da Expansão com Qualidade
 
Inovação na Educação Superior
Inovação na Educação SuperiorInovação na Educação Superior
Inovação na Educação Superior
 
Por uma cultura de inovação na Educação Superior
Por uma cultura de inovação na Educação SuperiorPor uma cultura de inovação na Educação Superior
Por uma cultura de inovação na Educação Superior
 
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
 
Inovação na Educação a Distãncia
Inovação na Educação a DistãnciaInovação na Educação a Distãncia
Inovação na Educação a Distãncia
 
Mobile Learning e Ubiquidade: Oportunidades e Desafios na Educação a Distância
Mobile Learning e Ubiquidade: Oportunidades e Desafios na Educação a DistânciaMobile Learning e Ubiquidade: Oportunidades e Desafios na Educação a Distância
Mobile Learning e Ubiquidade: Oportunidades e Desafios na Educação a Distância
 
Mobile Learning
Mobile LearningMobile Learning
Mobile Learning
 
Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década
Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima décadaDesafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década
Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década
 
Gestão da Educação a Distância e da Inovação Educacional
Gestão da Educação a Distância e da Inovação EducacionalGestão da Educação a Distância e da Inovação Educacional
Gestão da Educação a Distância e da Inovação Educacional
 
Indicadores de qualidade para Educação a Distância
Indicadores de qualidade para Educação a DistânciaIndicadores de qualidade para Educação a Distância
Indicadores de qualidade para Educação a Distância
 
Avaliação da Educação Superior – SINAES e Indicadores de Qualidade
Avaliação da Educação Superior – SINAES e Indicadores de QualidadeAvaliação da Educação Superior – SINAES e Indicadores de Qualidade
Avaliação da Educação Superior – SINAES e Indicadores de Qualidade
 
Evasão na Educação Superior presencial e a distância
Evasão na Educação Superior presencial e a distânciaEvasão na Educação Superior presencial e a distância
Evasão na Educação Superior presencial e a distância
 
Tendências na Educação a Distância
Tendências na Educação a DistânciaTendências na Educação a Distância
Tendências na Educação a Distância
 
Políticas de internacionalização de universidades
Políticas de internacionalização de universidadesPolíticas de internacionalização de universidades
Políticas de internacionalização de universidades
 
Educação Básica e Ensino Médio - Coleção Mundo Afora - Ministério das Relaçõe...
Educação Básica e Ensino Médio - Coleção Mundo Afora - Ministério das Relaçõe...Educação Básica e Ensino Médio - Coleção Mundo Afora - Ministério das Relaçõe...
Educação Básica e Ensino Médio - Coleção Mundo Afora - Ministério das Relaçõe...
 
Indicadores de qualidade da Educação Superior 2014
Indicadores de qualidade da Educação Superior 2014Indicadores de qualidade da Educação Superior 2014
Indicadores de qualidade da Educação Superior 2014
 
Future Ready Learning: Reimagining the Role of Technology in Education
Future Ready Learning: Reimagining the Role of Technology in EducationFuture Ready Learning: Reimagining the Role of Technology in Education
Future Ready Learning: Reimagining the Role of Technology in Education
 
Nuevas dimensiones de la calidad de la Educación Superior a Distancia
Nuevas dimensiones de la calidad de la Educación Superior a DistanciaNuevas dimensiones de la calidad de la Educación Superior a Distancia
Nuevas dimensiones de la calidad de la Educación Superior a Distancia
 
Audiência Pública - Comissão de Educação, Esportes e Cultura - Senado Federal
Audiência Pública - Comissão de Educação, Esportes e Cultura - Senado FederalAudiência Pública - Comissão de Educação, Esportes e Cultura - Senado Federal
Audiência Pública - Comissão de Educação, Esportes e Cultura - Senado Federal
 

Último

atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
Autonoma
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
LeandroLima265595
 
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
azulassessoria9
 

Último (20)

Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptxM0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
 
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptxOrações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
Aprender as diferentes formas de classificar as habilidades motoras é de extr...
 

Censo da Educação Superior 2015

  • 1. • sumário • sumário • sumário • sumário Brasília | 06 outubro de 2016 Censo da Educação Superior 2015
  • 2. Censo da Educação Superior Os desafios para acelerar o ritmo e a direção da expansão da educação superior em sintonia com o Plano Nacional de Educação
  • 3. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior Meta 8 Elevar a escolaridade média da população de 18 a 29 anos, de modo a alcançar no mínimo 12 anos de estudo no último ano de vigência deste Plano, para as populações do campo, da região de menor escolaridade no País e dos 25% mais pobres, e igualar a escolaridade média entre negros e não negros declarados à Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE.) Meta 12 Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos, assegurando a qualidade da oferta e expansão para, pelo menos, 40% (quarenta por cento) das novas matrículas, no segmento público.
  • 4. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior Fonte: IBGE/Pnad 2014 8,1 8,1 8,2 9,1 9,3 9,4 9,5 10,0 10,2 10,3 10,3 10,5 10,7 11,6 12,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 7,0 8,0 9,0 10,0 11,0 12,0 13,0 25% menor renda Indígena Rural Nordeste Norte Parda Preta Brasil Centro-Oeste Urbana Sul Sudeste Branca Amarela 25% maior renda Escolaridade média da população de 18 a 29 anos de idade por renda, região, localização e cor/raça - Brasil 2014
  • 5. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior 21,2 32,1 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 2014 Evolução das taxas de escolarização líquida e bruta na educação superior na faixa etária de 18 a 24 anos – Brasil 2009-2014 Escolarização Líquida ajustada (1) Escolarização Bruta Meta Esc. Bruta 50% Meta Esc. Líquida 33% 11,3 milhões de matrículas Fonte: IBGE/Pnad 2014
  • 6. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior Fonte: IBGE/Pnad 2014 D e m a n d a p o t e n c i a l Fundamental(1) 455.683 2,0 8.060.764 35,5 Médio(2) 2.279.749 10,1 7.085.664 31,2 Superior(3) 3.984.707 17,6 815.223 3,6 Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Fundamental 110.545 0,7 6.276.274 39,9 Médio 216.149 1,4 5.443.594 34,6 Superior 1.393.477 8,9 2.293.007 14,6 Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Fonte: IBGE/Pnad; Tabela elaborada por Inep/Deed. Nota: (1) -Inclusive pessoas com superior incompleto e que frequentam pré-vestibular. Notas: (1) -Inclusive pessoas que frequentam Eja de ensino fundamental e alfabetização de jovens e adultos. (2)-Inclusive pessoas que frequentam eja de ensino médio. (3)-Inclusive pessoas que frequentam mestrado ou doutorado. Notas: (1) -Inclusive pessoas que frequentam Eja de ensino fundamental e alfabetização de jovens e adultos. (2)-Inclusive pessoas que frequentam eja de ensino médio. (3)-Inclusive pessoas que frequentam mestrado ou doutorado. Nota: (1) -Inclusive pessoas com superior incompleto e que frequentam pré-vestibular. População de 25 a 29 anos Com ensino médio concluído Sem ensino médio concluído com ensino superior concluído Não frequenta escolaFrequenta escola 10.340.513 6.492.423 Com ensino médio concluído (1) Sem ensino médio concluído com ensino superior concluído População de 18 a 24 anos Não frequenta escolaFrequenta escola
  • 7. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior 1.913.013 0 1.000.000 2.000.000 3.000.000 4.000.000 5.000.000 6.000.000 7.000.000 8.000.000 9.000.000 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Número de concluintes do ensino médio Brasil 2008-2014 8.074.881 0 1.000.000 2.000.000 3.000.000 4.000.000 5.000.000 6.000.000 7.000.000 8.000.000 9.000.000 2008 2010 2012 2014 2015 Evolução da matrícula no ensino médio Brasil 2008-2015 Fonte: Inep/Censo Escolar
  • 8. Censo da Educação Superior O contexto internacional - educação para o desenvolvimento das pessoas e dos países
  • 9. A expansão da educação superior no contexto internacional 16,3 49,2 69,0 11,2 35,5 18,3 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 Brasil China México Itália Chile Colômbia Alemanha Portugal Espanha França EstadosUnidos ReinoUnido Rússia CoréiadoSul Percentual da população com educação superior por faixa etária - 2014 25 a 34 anos 55 a 64 anos Fonte: EAG 2016 (OCDE)
  • 10. Vantagens de renda e escolarização no contexto internacional 1,38 1,40 1,41 1,42 1,48 1,55 1,58 1,68 1,68 2,05 2,33 2,41 0,00 1,00 2,00 3,00 CoréiadoSul Espanha Fraça Itália ReinoUnido Israel Alemanha EstadosUnidos Portugual México Colômbia Brasil Razão entre rendimento de trabalhadores com educação superior e de trabalhadores com ensino médio - 2014 Fonte: EAG 2016 (OCDE)
  • 11. Educação profissional de nível médio no contexto internacional Fonte: EAG 2016 (OCDE) 2,7 8,4 12,2 17,8 22,9 26,1 30,0 34,4 38,1 42,7 42,7 44,0 46,0 47,8 49,2 50,5 56,1 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 Índia Brasil ÁfricadoSul CoréiadoSul Japão Colômbia Chile Espanha México França ReinoUnido China Portugal Alemanha Polônia Austrália Itália Proporção da matrícula no Ensino Médio em programas vocacionais - 2014
  • 12. Censo da Educação Superior Os resultados do Censo da Educação Superior de 2015
  • 13. Quadro Resumo do Censo da Educação Superior 2015 Estatísticas Gerais da Educação Superior, por Categoria Administrativa – Brasil – 2015 Estatísticas Básicas Categoria Administrativa Total Geral Pública Privada Total Federal Estadual Municipal Educação Superior - Graduação Instituições 2.364 295 107 120 68 2.069 Cursos1 33.501 10.769 6.313 3.709 747 22.732 Matrículas em cursos de graduação 8.027.297 1.952.145 1.214.635 618.633 118.877 6.075.152 Matrículas em cursos sequenciais de formação específica 6.277 440 124 250 66 5.837 Ingressos 2.920.222 534.361 336.093 161.704 36.564 2.385.861 Concluintes 1.150.067 239.896 134.447 86.770 18.679 910.171 Educação Superior - Pós-Graduação Scricto Sensu Matrículas 325.230 269.395 184.041 83.856 1.498 55.835 EDUCAÇÃO SUPERIOR - TOTAL Matrícula Total 8.358.804 2.221.980 1.398.800 702.739 120.441 6.136.824 Função Docente em Exercício 2 3 388.004 165.722 105.558 52.575 7.589 222.282 Docente em Exercício 2 4 354.499 163.510 104.787 51.281 7.442 190.989 Fonte: Mec/Inep - MEC/Capes; Quadro elaborado por Inep/Deed Notas: (1) Não constam dados de cursos de Área Básica de Ingressantes; (2) Não incluem os docentes que atuam exclusivamente na Pós-Graduação Lato Sensu;(3) Corresponde ao número de vínculos de docentes a Instituições de Educação Superior; (4) Quantidade de CPFs distintos dos docentes em exercício em cada Categoria Administrativa, podendo um docente estar em duas ou mais categorias diferentes.
  • 14. Censo da Educação Superior Processos seletivos: vagas e ingressos
  • 15. Vagas oferecidas para ingresso na educação superior em 2015 Total Geral de Vagas Vagas Novas Oferecidas Vagas de Programas Especiais Vagas Remanescentes Total Vagas Novas Oferecidas Vagas de Programas Especiais Vagas Remanescentes Total Vagas Novas Oferecidas Vagas de Programas Especiais Vagas Remanescentes Total Geral 8.531.655 6.142.149 26.717 2.362.789 5.750.175 3.755.284 25.597 1.969.294 2.781.480 2.386.865 1.120 393.495 Pública 764.616 571.894 18.586 174.136 713.692 530.552 17.496 165.644 50.924 41.342 1.090 8.492 Federal 453.309 329.564 7.951 115.794 430.012 313.170 7.414 109.428 23.297 16.394 537 6.366 Estadual 225.005 175.687 10.105 39.213 204.636 157.739 9.552 37.345 20.369 17.948 553 1.868 Municipal 86.302 66.643 530 19.129 79.044 59.643 530 18.871 7.258 7.000 0 258 Privada 7.767.039 5.570.255 8.131 2.188.653 5.036.483 3.224.732 8.101 1.803.650 2.730.556 2.345.523 30 385.003 Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed Total Geral Presencial A distância Número de vagas oferecidas em cursos de graduação, por tipo de vaga e por modalidade de ensino, segundo a categoria administrativa – Brasil – 2015 Vagas de Cursos de Graduação Categoria Administrativa
  • 16. O Enem e a perspectiva de ingresso na educação superior 116 316 352 1.201 1.319 1.323 1.036 2.201 2.784 2.739 2.921 2.426 3.243 3.864 4.097 5.008 5.974 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 7.000 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Evolução do número de participantes no Exame Nacional do Ensino Médio - Enem (em mil) Fonte: Inep/Enem
  • 17. Os ingressos nos cursos de graduação superior em 2015 Total Geral Processo Seletivo de Vagas Novas Programas Especiais Remanescentes Total Processo Seletivo de Vagas Novas Programas Especiais Remanescentes Total Processo Seletivo de Vagas Novas Programas Especiais Remanescentes Total Geral 2.920.222 2.583.697 12.798 318.020 2.225.663 1.944.178 10.339 265.554 694.559 639.519 2.459 52.466 Pública 534.361 477.862 11.638 42.282 504.038 451.174 9.179 41.137 30.323 26.688 2.459 1.145 Federal 336.093 296.985 5.384 31.687 322.083 284.060 5.151 30.862 14.010 12.925 233 825 Estadual 161.704 147.520 6.144 7.623 146.270 134.554 3.918 7.385 15.434 12.966 2.226 238 Municipal 36.564 33.357 110 2.972 35.685 32.560 110 2.890 879 797 0 82 Privada 2.385.861 2.105.835 1.160 275.738 1.721.625 1.493.004 1.160 224.417 664.236 612.831 0 51.321 Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed Nota: No Total Geral e nos totais por modalidade de ensino estão contabilizados os estudantes que ingressaram por outras formas. Categoria Administrativa Total Geral Ingressantes de Cursos de Graduação Presencial A distância Número de ingressantes em cursos de graduação, por forma de ingresso e por modalidade de ensino, segundo a Categoria Administrativa – Brasil – 2015
  • 18. Vagas oferecidas vs. Vagas ocupadas (ingressos) 42,1 83,6 90,1 84,0 50,1 37,8 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 Total Geral Pública Federal Estadual Municipal Privada Vagas Novas 13,5 24,3 27,4 19,4 15,5 12,6 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 Total Geral Pública Federal Estadual Municipal Privada Vagas Remanescentes Proporção de vagas ocupadas por tipo de vaga oferecida, segundo a categoria administrativa da instituição em 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 19. Os ingressos nos cursos de graduação superior em 2015 3.110.848 2.920.222 -500.000 500.000 1.500.000 2.500.000 3.500.000 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Evolução do número de ingressantes em cursos de graduação superior - Brasil 2005-2015 2.225.663; 76% 694.559; 24% Presencial A distância 1.853.223; 64% 528.507; 18% 516.965; 18% Bacharelado Licenciatura Tecnológico 2.920.222 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 20. Censo da Educação Superior Desempenho dos ingressantes de 2015 que participaram do Exame nacional do Ensino Médio – Enem 2014
  • 21. Agenda Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem 150 250 350 450 550 650 750 Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em 2015 49,1% 33,3% 7,7%9,9%
  • 22. Agenda 150 250 350 450 550 650 750 Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em 2015, por sexo Feminino Masculino Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
  • 23. Agenda 150 250 350 450 550 650 750 Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em 2015, por categoria administrativa da instituição Pública Privada Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
  • 24. Agenda 150 250 350 450 550 650 750 Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em 2015, por tipo de financiamento estudantil FIES PROUNI Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
  • 25. Agenda 150 250 350 450 550 650 750 Desempenho no Enem 2014 dos alunos que ingressaram na educação superior de graduação em 2015, por curso Medicina Pedagogia Mat_Fis_Quim_Bio Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e Enem
  • 26. Censo da Educação Superior Alunos matriculados
  • 27. 4.626.740 4.944.877 5.302.373 5.843.322 5.985.873 6.407.733 6.765.540 7.058.084 7.322.964 7.839.765 8.033.574 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Matrículas na educação superior (graduação e sequencial) – Brasil 2005-2015 Nos últimos dez anos, a matrícula na educação superior cresceu 73,6%. Em relação a 2014, o aumento foi de 2,5%. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 28. Em 2015 os cursos de graduação superaram a marca histórica de 8 milhões de alunos matriculados, equivalente ao tamanho do ensino médio. Matrículas em cursos de graduação por categoria administrativa – Brasil – 1980-2015 1.952.145 6.075.152 0 1.000.000 2.000.000 3.000.000 4.000.000 5.000.000 6.000.000 7.000.000 8.000.000 9.000.000 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Pública Privada 75,7% 24,3% 8.027.297 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 29. Matrículas em Cursos de Graduação por modalidade de ensino – Brasil – 2005-2015 82,6% 17,4% 0 1.000.000 2.000.000 3.000.000 4.000.000 5.000.000 6.000.000 7.000.000 8.000.000 9.000.000 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Evolução da matrícula na educação superior de graduação por modalidade de ensino Brasil 2005-2015 Presencial A distância 1.393.752 6.633.545 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 30. Matrículas em Cursos de Graduação por grau acadêmico – Brasil – 2005-2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 31. Censo da Educação Superior A organização acadêmica das instituições define o seu tamanho
  • 32. Quantidade e tamanho das IES por organização acadêmica 8,2 6,3 83,8 1,7 53,2 16,9 28,0 1,8 Distribuição percentual do número de instituições e de matrículas por organização acadêmica da instituição - Brasil 2015 Instituições Matrículas de Graduação Universidades Centros Universitários Faculdades IFs e Cefets Total % Total % Total 2.364 100,0 8.027.297 100,0 Universidades 195 8,2 4.273.155 53,2 Centros Universitários 149 6,3 1.357.802 16,9 Faculdades 1.980 83,8 2.251.464 28,0 IFs e Cefets 40 1,7 144.876 1,8 Fonte: MEC/Inep Organização Acadêmica Instituições Matrículas Número de instituições e de matrículas de educação superior por organização acadêmica - Brasil 2015
  • 33. Censo da Educação Superior Estudar à noite ou durante o dia?
  • 34. Matrícula na educação superior por turno 70% 30% Federal 59% 41% Estadual 25% 75% Municipal 28% 72% Privada Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 35. Censo da Educação Superior Demanda vs. Oferta: a escolha do curso...
  • 36. Os 10 maiores cursos de graduação em número de matrículas no Brasil 710.778 651.730 513.006 235.142 230.654 130.179 98.290 96.544 91.480 89.870 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 Administração Direito Pedagogia Ciências contábeis Enfermagem Serviço social Fisioterapia Medicina Formação de professor de educação física Sistemas de informação 47,8% 853.211 766.859 655.813 358.452 355.998 261.215 223.490 177.823 172.569 170.587 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 900.000 Direito Administração Pedagogia Ciências contábeis Engenharia civil Enfermagem Psicologia Gestão de pessoal / recursos humanos Serviço social Engenharia de produção 49,8% 2009 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 37. Ingressos e concluintes: uma comparação internacional 38,6 18,4 14,6 15,6 5,8 2,7 2,2 2,2 31,2 7,4 15,4 12,9 9,8 1,2 15,3 6,8 Distribuição percentual da matrícula de graduação Países da OCDE (2014) e Brasil (2015) Serviços Humanidades e Artes Agricultura e Veterinária Ciências, Matemática e Computação Engenharia, produção e Construção Saúde e Bem-estar Educação Ciências Sociais, Negócios e Direito
  • 38. Ingressos e concluintes: uma comparação internacional 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Ciências sociais, negócios e direito 21,7 47,1 50,3 59,7 56,4 61,3 55,8 23,2 21,6 22,0 23,1 21,8 22,1 24,3 Educação 5,1 23,7 23,3 24,8 23,6 28,0 25,9 5,4 12,2 12,2 11,3 10,0 10,7 11,6 Saúde e bem-estar 9,8 14,3 14,3 16,4 17,0 20,4 19,7 9,8 7,5 7,8 8,2 7,0 6,7 7,7 Engenharia, produção e construção 11,5 12,3 14,8 19,0 20,2 22,7 20,8 9,1 3,1 3,3 3,8 4,0 4,4 5,2 Ciências, matemática e computação 5,9 8,5 8,2 9,1 8,9 9,3 8,9 5,7 2,9 2,9 3,0 2,7 2,8 3,0 Agricultura e veterinária 1,2 2,2 2,3 2,7 2,8 3,3 3,3 1,1 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 1,1 Humanidades e artes 10,9 2,8 3,0 3,4 3,3 3,3 3,4 11,4 1,2 1,3 1,4 1,4 1,4 1,4 Serviços 4,8 3,1 3,4 3,9 4,2 4,1 4,1 4,8 1,6 1,5 1,6 1,4 1,6 1,9 OCDE 2014 Brasil OCDE 2014 Brasil Fonte: Mec/Inep; OCDE; IBGE; Tabela elaborada por Inep/Deed. Área Geral do Curso Ingressantes para cada 10.000 habitantes Concluintes para cada 10.000 habitantes Número de Ingressos e Concluintes em cursos de graduação por 10.000 habitantes, segundo a área geral do Curso Países da OCDE 2014 em comparação com o Brasil 2010-2015
  • 39. Censo da Educação Superior Internacionalização da educação superior no Brasil é incipiente...
  • 40. Internacionalização da educação superior no Brasil 2.263 1.014 931 894 760 750 745 701 604 576 501 398 358 345 323 266 256 248 243 233 - 500 1.000 1.500 2.000 2.500 Angola Paraguai Guiné Bissau Argentina Bolívia Japão Peru Portugal Estados Unidos da América Cabo Verde Uruguai Chile Colômbia Itália República Do Haiti Alemanha China França Coréia do Sul África do Sul 30% 43% 10% 15% 2% África América Ásia Europa Oceania O Brasil conta com 15.605 estudantes estrangeiros em suas instituições de educação superior, de 174 diferentes nacionalidades, representando, entretanto, apenas 0,2% do total de matrículas. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 41. Internacionalização da educação superior no Brasil Instituição UF Categoria administrativa Organização acadêmica Número de estudantes UNILA - UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PR Federal Universidade 878 UNILAB - UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA CE Federal Universidade 833 UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA SP Privada Universidade 691 USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SP Estadual Universidade 416 UNESA - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ RJ Privada Universidade 402 UNASP - CENTRO UNIVERSITÁRIO ADVENTISTA DE SÃO PAULO SP Privada Centro Universitário 313 UNINOVE - UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO SP Privada Universidade 299 UNESP - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO SP Estadual Universidade 269 UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SC Federal Universidade 268 UNB - UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DF Federal Universidade 256 UNIDERP - UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP MS Privada Universidade 229 UNESC - UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE SC Privada Universidade 215 FMU - CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS SP Privada Centro Universitário 203 MACKENZIE - UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE SP Privada Universidade 188 UNILINS - CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS SP Privada Centro Universitário 173 PUC MINAS - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS MG Privada Universidade 172 UFPR - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PR Federal Universidade 166 UNOPAR - UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ PR Privada Universidade 146 UAM - UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI SP Privada Universidade 146 UVA - UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA RJ Privada Universidade 143 As 20 instituições com maior número de alunos estrangeiros Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 42. Censo da Educação Superior Paridade de gênero e os cursos que as mulheres frequentam...
  • 43. Paridade de gênero na educação superior no Brasil 55,6% 44,4% Matrículas Feminino Masculino 53,9% 46,1% Ingressos 59,9% 40,1% Concluintes Matrículas, ingressos e concluintes na educação superior de graduação por sexo – Brasil 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 44. Paridade de gênero na educação superior no Brasil Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 45. Paridade de gênero na educação superior no Brasil 64,39 73,39 91,73 40 50 60 70 80 90 100 Chile Brasil Israel México Hungria Grécia CoreiadoSul Áustria Portugal Canadá Alemanha França Itália MédiaOCDE PaísesBaixos NovaZelândia Colômbia Noruega Austrália ReinoUnido Finlândia Dinamarca Luxemburgo Suíça Espanha Bélgica Suécia Turquia CostaRica Proporção da remuneração média das mulheres em relação à remuneração média dos homens com formação de nível superior - 2014 Fonte: EAG 2016 (OCDE)
  • 46. Paridade de gênero na educação superior no Brasil Curso Mulheres Curso Homens Pedagogia 608.868 Direito 381.537 Direito 471.674 Administração 336.764 Administração 430.095 Engenharia civil 248.817 Enfermagem 221.316 Ciências contábeis 149.406 Ciências contábeis 209.046 Engenharia mecânica 116.573 Psicologia 181.314 Engenharia de produção 111.653 Serviço social 156.458 Formação de professor de educação física 98.737 Gestão de pessoal / recursos humanos 142.660 Engenharia elétrica 91.701 Fisioterapia 113.326 Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Tecnólogo) 73.077 Arquitetura e urbanismo 107.728 Educação física 68.068 Os 10 cursos com maior número de matrículas por sexo – Brasil 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 47. Censo da Educação Superior Alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação na educação superior
  • 48. Inclusão na educação superior Matrícula na educação superior de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação Brasil 2009-2015 Ano Alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação % Matrícula Total 2009 20.530 0,34 5.985.873 2010 19.869 0,31 6.407.733 2011 22.455 0,33 6.765.540 2012 26.663 0,38 7.058.084 2013 29.221 0,40 7.322.964 2014 33.475 0,43 7.839.765 2015 37.986 0,47 8.033.574 Fonte: MEC/Inep Nota: Inclui alunos matriculados em Cursos de graduação e Sequencial de Formação Específica 13.000 9.234 5.374 4.809 1.923 1.683 1.650 633 173 165 107 104 41 - 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 14.000 Deficiência Física Baixa Visão Deficiência Auditiva Altas habilidades Superdotação Cegueira Deficiência Intelectual Surdez Deficiência Múltipla Autismo Infantil Síndrome de Asperger Surdocegueira Transtorno Desintegrativo da Infância Síndrome de Rett
  • 49. Censo da Educação Superior A rede federal de educação superior
  • 50. Entre 2014-2015, a matrícula na rede pública teve um decréscimo de 0,5%, decorrente da queda na rede municipal. A rede federal cresceu 2,9% no mesmo período e já tem uma participação superior a 62% da rede pública. Fonte: MEC/Inep Rede Pública – Matrículas em Cursos de Graduação no Brasil – 1980-2015 1.214.635 618.633 118.877 0 300.000 600.000 900.000 1.200.000 1.500.000 1.800.000 2.100.000 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Federal Estadual Municipal 6,1% 31,7% 62,2% 1.952.145
  • 51. Rede Federal – Distribuição da matrícula de graduação no Brasil 2015 67,1% 27,1% 5,8% Grau Acadêmico Bacharelado Licenciatura Tecnológico 87,9% 0,1% 11,9% Organização Acadêmica Universidade Faculdade IF e Cefet 93,3% 6,7% Modalidade Presencial A distância As Instituições Federais de Educação Superior são, em sua grande maioria, universidades com um alunado típico frequentando cursos de bacharelado presencial. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 52. Rede Federal – Distribuição das matrículas entre as Regiões Geográficas 2001-2015 2014-2015 22.681.790 502.960 1.083.586 1.133.172 125,3 4,6 100,0 100,0 100,0 100,0 Região Geográfica População de 18 a 24 anos Matrícula presencial na rede federal de educação superior 2001 2014 2015 Variação (%) Brasil 2.122.804 70.340 140.675 140.437 99,7 -0,2 9,4 14,0 13,0 12,4Norte 6.592.863 149.740 328.701 344.206 129,9 4,7 29,1 29,8 30,3 30,4Nordeste 9.146.311 141.644 326.959 344.522 143,2 5,4 40,3 28,2 30,2 30,4Sudeste 3.085.954 83.152 179.038 190.840 129,5 6,6 13,6 16,5 16,5 16,8Sul 1.733.858 58.084 108.213 113.167 94,8 4,6 7,6 11,5 10,0 10,0Centro-Oeste Fonte: Inep/Censo da Educação Superior e IBGE
  • 53. Rede Federal – Distribuição dos campi e dos polos EaD nos municípios 2005 2015 A rede federal está presente em 805 municípios brasileiros, por meio de campi com cursos presenciais ou de polos EaD. São 79 municípios na região Norte; 269 no Nordeste; 227 no Sudeste; 152 no Sul; e 78 no Centro-Oeste. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 54. Censo da Educação Superior A rede privada
  • 55. Rede privada 6.075.152 76% Participação da rede privada na matrícula de educação superior - Brasil 2015 De cada 4 estudantes de graduação, 3 estudam em instituições privadas. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 56. Rede privada Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 57. Rede privada Total FIES PROUNI Outros 2009 4.460.683 1.006.020 133.089 337.727 535.204 2010 4.764.062 1.294.887 151.035 337.185 806.667 2011 4.991.898 1.523.520 220.603 365.782 937.135 2012 5.160.266 1.785.246 434.000 399.507 951.739 2013 5.389.948 2.206.263 817.081 385.427 1.003.755 2014 5.878.199 2.707.330 1.303.202 437.786 966.342 2015 6.080.989 2.699.068 1.332.369 483.336 883.363 Fonte: MEC/Inep; Tabela elaborada por Inep/DEED. Total Com financiamento estudantil Matrícula na rede privada Ano Matrícula Total e com financiamento estudantil/bolsa em Cursos de graduação na rede privada - Brasil 2009-2015 22,6 27,2 30,5 34,6 40,9 46,1 44,4 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 35,0 40,0 45,0 50,0 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Percentual de matrículas na rede privada com algum tipo de financiamento/bolsa - Brasil 2009-2015 13,2 11,7 14,5 24,3 37,0 48,1 49,4 33,6 26,0 24,0 22,4 17,5 16,2 17,9 53,2 62,3 61,5 53,3 45,5 35,7 32,7 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Distribuição da matrícula na rede privada por tipo de financiamento/bolsa - Brasil 2009-14 FIES PROUNI Outros 133.089 1.332.369 337.727 483.336 535.204 883.363 - 200.000 400.000 600.000 800.000 1.000.000 1.200.000 1.400.000 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Matrícula na rede privada por tipo de financiamento/bolsa - Brasil 2009-2015 FIES PROUNI Outros
  • 58. Rede privada Fonte: MF/STN 1.125.463 970.435 13.801.756 14.944.615 (1.000.000) 1.000.000 3.000.000 5.000.000 7.000.000 9.000.000 11.000.000 13.000.000 15.000.000 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 RecursosFinanceiros-Emmilhares Recursos financeiros (valores nominais ) investidos pelo Governo Federal em programas de financiamento para a educação superior - Brasil - 2006-2015 Prouni Fies
  • 59. Censo da Educação Superior Os cursos de licenciatura Curso superior que confere ao diplomado competências para atuar como professor na educação básica, com o grau de licenciado.
  • 60. Cursos de Licenciatura 906.930565.000 0 200.000 400.000 600.000 800.000 1.000.000 1.200.000 1.400.000 1.600.000 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Evolução da matrícula em cursos de licenciatura por modalidade de ensino Brasil 2005-2015 Presencial A distância 38,4% 61,6% 1.471.930 alunos frequentam cursos de licenciatura no Brasil, o que representa 18,4% do total de alunos na educação superior de graduação Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 61. Cursos de Licenciatura Distribuição dos 1.471.930 alunos que frequentam cursos de licenciatura no Brasil 39,3% Pública 65,1% universidade 71,6% Mulheres 60,7% Privada 14,0% Centro Universitários 28,4% Homens 17,9% Faculdades 3,1% IFs e Cefets 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Categoria administrativa Organização acadêmica Sexo Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 62. Cursos de Licenciatura 84,8% 15,2% Pública Presencial A distância 46,6%53,4% Privada Distribuição dos 1.471.930 alunos que frequentam cursos de licenciatura no Brasil 578.997 892.933 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 63. Cursos de Licenciatura N Curso/Nome OCDE Matrículas 1 Percentual (%) Percentual Acumulado (%) 1 Pedagogia 648.998 44,3 44,3 2 Formação de professor de educação física 149.011 10,2 54,4 3 Formação de professor de biologia 88.294 6,0 60,4 4 Formação de professor de história 86.661 5,9 66,3 5 Formação de professor de matemática 84.522 5,8 72,1 6 Formação de professor de língua/literatura vernácula (português) 80.737 5,5 77,6 7 Formação de professor de geografia 50.723 3,5 81,1 8 Formação de professor de língua/literatura estrangeira moderna 48.383 3,3 84,4 9 Formação de professor de língua/literatura vernácula e língua estrangeira moderna 39.081 2,7 87,0 10 Formação de professor de química 35.892 2,5 89,5 11 Formação de professor de física 25.102 1,7 91,2 12 Formação de professor de filosofia 20.046 1,4 92,6 13 Formação de professor de artes visuais 17.609 1,2 93,8 14 Formação de professor de sociologia 15.220 1,0 94,8 15 Formação de professor de música 14.855 1,0 95,8 16 Formação de professor de ciências 13.183 0,9 96,7 17 Formação de professor de computação (informática) 12.210 0,8 97,5 18 Formação de professor de artes (educação artística) 6.692 0,5 98,0 19 Formação de professor de teatro (artes cênicas) 4.898 0,3 98,3 20 Formação de professor das séries finais do ensino fundamental 3.359 0,2 98,6 Fonte: Mec/Inep; Tabela elaborada por Inep/Deed Nota: (1) Não constam dados de cursos de Área Básica de Ingresso Matrícula de graduação em Licenciatura por curso – Brasil 2015
  • 64. Censo da Educação Superior Os cursos tecnológicos Cursos superiores de formação especializada, caracterizados por eixos tecnológicos. Cursos de curta duração que oferecem o grau superior tecnólogo
  • 65. Cursos tecnológicos 1.010.142 alunos frequentam cursos tecnológicos no Brasil, o que representa 12,6% dos alunos dos cursos de graduação no Brasil Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 66. Cursos tecnológicos 1.010.142 alunos frequentam cursos tecnológicos no Brasil Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 67. Cursos tecnológicos 149.209 15% 860.933 85% Distribuição da matrícula em cursos tecnológicos por categoria administrativa - Brasil 2015 Pública Privada 60.381 74.166 3.010 479.911 8.481 2.533 638 381.022 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Federal Estadual Municipal privada Distribuição da matrícula em cursos tecnológicos por categoria administrativa, segundo a modalidade de ensino - Brasil 2015 Presencial A distância 1.010.142 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 69. Cursos tecnológicos 149.209 (15%) 860.933 (85%) 43,6% 58,3% Os 10 maiores cursos tecnológicos em número de matrículas por categoria administrativa da instituição – Brasil 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 70. Censo da Educação Superior A qualificação dos docentes da educação superior e a formação dos professores que atuam na educação básica
  • 71. O PNE e os desafios de expansão da Educação Superior Meta 13 Elevar a qualidade da educação superior e ampliar a proporção de mestres e doutores do corpo docente em efetivo exercício no conjunto do sistema de educação superior para 75%, sendo, do total, no mínimo, 35% de doutores. Meta 15 Garantir, em regime de colaboração entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios, no prazo de um ano de vigência deste PNE, política nacional de formação dos profissionais da educação de que tratam os incisos I, II e III do art. 61 da Lei nº 9.394/1996, assegurando-lhes a devida formação inicial, nos termos da legislação, e formação continuada em nível superior de graduação e pós-graduação, gratuita e na respectiva área de atuação.
  • 73. Docentes da educação superior Docentes em exercício na educação superior por regime de trabalho e categoria administrativa da instituição de atuação Brasil 2005-2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 74. Docentes da educação superior Docentes em exercício na educação superior por grau acadêmico do curso de atuação, segundo o regime de trabalho e grau de formação Brasil 2015 Os cursos de Licenciatura possuem o maior percentual de docentes doutores entre todos os graus acadêmicos. Observa-se a mesma situação no regime de trabalho, com mais de 70% dos docentes com regime integral. Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 75. Censo da Educação Superior Os docentes da educação básica que frequentam cursos de educação superior
  • 76. Docentes da educação básica matriculados na educação superior 252.475 é o número de professores da educação básica matriculados na educação superior em 2015 Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 77. Censo da Educação Superior A trajetória dos estudantes na educação superior no Brasil
  • 78. São indicadores de CURSO DE GRADUAÇÃO a partir do acompanhamento da trajetória (fluxo) dos alunos ingressantes em um determinado ano. Para cada ano de referência do Censo da Educação Superior, é possível identificar a coorte de ingressantes em cada curso e, assim, acompanhar sua trajetória no curso ao longo dos anos A seguir serão apresentados alguns resultados da trajetória dos ingressantes em todos os cursos oferecidos nos processos seletivos de 2010. Três indicadores serão apresentados: 1. Taxa de Permanência; 2. Taxa de Conclusão; e 3. Taxa de Desistência. Todos os indicadores foram calculados por curso. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso
  • 79. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso 86,8 68,2 54,2 37,6 21,2 1,8 4,7 9,8 19,4 29,7 11,4 27,1 36,0 43,0 49,0 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Evolução dos indicadores de trajetória dos estudantes no curso de ingresso (coorte de ingressantes de 2010) Brasil 2010-2014 Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 80. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso 84,6 63,7 48,2 30,9 16,0 2,3 5,9 12,6 22,7 31,3 13,1 30,4 39,1 46,4 52,7 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Rede privada Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência 90,9 77,1 66,7 53,7 34,9 0,8 1,8 2,9 9,4 22,5 8,3 21,1 30,4 37,0 42,6 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Rede Federal Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 81. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso 89,9 73,9 62,9 52,8 29,2 0,8 1,8 3,2 5,5 22,6 9,3 24,3 33,8 41,7 48,1 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Direito Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência 87,0 60,9 55,0 42,4 34,8 0,2 0,5 0,8 1,8 8,7 12,8 38,6 44,2 55,8 56,4 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Engenharias Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 82. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso 87,6 70,0 59,1 32,0 14,6 2,5 5,5 10,7 33,0 45,8 9,9 24,5 30,2 35,0 39,6 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 2010 2011 2012 2013 2014 Pedagogia Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência 87,9 68,6 52,4 40,9 24,1 1,5 2,9 7,4 11,7 23,7 10,6 28,5 40,2 47,4 52,3 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 2010 2011 2012 2013 2014 Formação de professor de Química Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 83. Trajetória dos estudantes no curso de ingresso 84,8 68,7 51,6 35,1 23,3 2,4 4,2 10,7 18,3 24,2 12,8 27,1 37,8 46,6 52,6 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 2010 2011 2012 2013 2014 Formação de professor de Matemática Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência 86,9 67,3 51,7 40,4 23,2 0,8 2,8 5,3 8,1 19,6 12,4 29,9 43,0 51,5 57,2 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 2010 2011 2012 2013 2014 Formação de professor de Física Taxa de Permanência Taxa de Conclusão Taxa de Desistência Fonte: Inep/Censo da Educação Superior
  • 84. Idade dos ingressantes e dos concluintes 22 30 20 30 19 24 19 24 28 37 25 37 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 Privada - Presencial Privada EaD Pública - Presencial Pública - EaD Estatísticas de tendência central e de dispersão das idades dos Ingressantes nos cursos superiores de graduação por categoria administrativa da IES e modalidade de ensino - Brasil 2015 Mediana 1º quartil Máximo Mínimo 3º quartil 26 34 25 35 23 28 23 29 32 41 29 43 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 Privada - Presencial Privada EaD Pública - Presencial Pública - EaD Estatísticas de tendência central e de dispersão das idades dos concluintes nos cursos superiores de graduação por categoria administrativa da IES e modalidade de ensino - Brasil 2015 Mediana 1º quartil Máximo Mínimo 3º quartil
  • 85. Muito obrigado! Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep Diretoria de Estatísticas Educacionais Equipe técnica Carlos Eduardo Moreno Sampaio Laura Bernardes da Silva Katia Cristina da Silva Vaz Maria Terezinha Filgueira Galvão Nara Núbia Vieira Daniel Fonseca e Caixeta Alani Coelho Souza Luciana Vieira de Almeida Gleidilson Costa Alves Andreza Jesus Meireles Fábio Pereira Bravin Willians Kaizer dos Santos Maciel Renan Carlos Dourado Isabella Trevisol Macêdo Hemmanoel Feitosa e Silva Zilá Ribeiro de Ávila Daniel Jaime Capistrano de Oliveira Vitor Passos Camargos A Sinopse estatística já está disponível no site do Inep Os microdados estarão disponíveis até 31 de outubro