1
Desenvolvimento motor doDesenvolvimento motor do
nascimento à fase adultanascimento à fase adulta
Prof. Cláudio M. F. Le...
2
Movimentos RudimentaresMovimentos Rudimentares
São as primeiras formas de movimentos voluntários
Ocorre do nascimento ao...
3
MovimentosMovimentos rudimentaresrudimentares:: 11 –– 22 anosanos::
-- ManipulaçãoManipulação:: alcancealcance –– preens...
4
EstabilizadoresEstabilizadores
MovimentosMovimentos
fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança
((22 –– 77 anos)anos)
Equi...
5
ManipulaçãoManipulação
MovimentosMovimentos
fundamentaisfundamentais::
CriançaCriança ((22 –– 77
anos)anos)
QuicarQuicar...
6
Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais
O tamanho, forma, e textura do objeto utilizado, e as
características da ...
7
+
=
EspecializadosEspecializados
Movimentos especializadosMovimentos especializados
+
=
EspecializadosEspecializados
Mov...
8
EstágioEstágio dede aplicaçãoaplicação:: 1111 –– 1313 anosanos
“A“A satisfaçãosatisfação cognitivacognitiva ee experiênc...
9
Comportamento motor ao longo da vidaComportamento motor ao longo da vida ConcluindoConcluindo
DesenvolvimentoDesenvolvim...
10
Força, flexibilidade e outras capacidades não são
nada sem controle!!
PrimeiroPrimeiro
SeSe háhá umauma seqüênciaseqüên...
11
ReferênciasReferênciasComplementaresComplementares::
PIKUNAS,PIKUNAS, JJ.. DesenvolvimentoDesenvolvimento humanohumano....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desenvolvimento motor do_nascimento_ate_a_fase_adulta_[modo_de_compatibilidade]

1.962 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desenvolvimento motor do_nascimento_ate_a_fase_adulta_[modo_de_compatibilidade]

  1. 1. 1 Desenvolvimento motor doDesenvolvimento motor do nascimento à fase adultanascimento à fase adulta Prof. Cláudio M. F. LeiteProf. Cláudio M. F. Leite ComportamentoComportamento motormotor aoao longolongo dada vidavida SeresSeres humanoshumanos apresentamapresentam aa capacidadecapacidade dede interagirinteragir comcom oo ambienteambiente atravésatravés dosdos movimentosmovimentos.. EstaEsta capacidadecapacidade sofresofre alteraçõesalterações aoao longolongo dodo ciclociclo dede vidavida dodo indivíduoindivíduo devidodevido àsàs característicascaracterísticas:: dodo IndivíduoIndivíduo (crescimento,(crescimento, maturação,maturação, capacidadecapacidade física)física) dodo AmbienteAmbiente ((espaços,espaços, superfícies; sócio-culturais)) dada TarefaTarefa ((objetivos, as regras e equipamento)) GallahueGallahue;; OzmunOzmun, 2005;, 2005; NewellNewell, 1986, 1986 ComportamentoComportamento motormotor aoao longolongo dada vidavida ORGANISMO AMBIENTE TAREFA COMPORTAMENTO Newell, 1986Newell, 1986 Movimento x Habilidade motoraMovimento x Habilidade motora Involuntário Voluntário Movimento Habilidade motora ? (GRECO; BENDA, 1999) HabilidadeHabilidade motoramotora:: MovimentoMovimento voluntáriovoluntário realizadorealizado dede formaforma aa atingiratingir umauma metameta comcom máximamáxima certezacerteza ee oo mínimomínimo dede esforçoesforço ee tempotempo.. (SCHMIDT; WRISBERG, 2001)(SCHMIDT; WRISBERG, 2001) AçõesAções complexascomplexas ee intencionaisintencionais que,que, atravésatravés dada práticaprática,, sese tornamtornam organizadasorganizadas ee coordenadascoordenadas dede formaforma aa alcançaremalcançarem objetivosobjetivos predeterminadospredeterminados comcom máximamáxima certezacerteza ee mínimomínimo esforçoesforço.. (WHITING, 1975)(WHITING, 1975) Habilidade motoraHabilidade motora Fases de desenvolvimentoFases de desenvolvimento GALLAHUE; OZMUN, 2005GALLAHUE; OZMUN, 2005
  2. 2. 2 Movimentos RudimentaresMovimentos Rudimentares São as primeiras formas de movimentos voluntários Ocorre do nascimento aos 2 anos Possuem uma seqüência de aparecimento altamente previsível, que é consistente em condições normais, porém o momento das mudanças é dependente do ambiente e do indivíduo. SãoSão asas primeirasprimeiras formasformas dede exploraçãoexploração voluntáriavoluntária dodo ambienteambiente Movimentos RudimentaresMovimentos Rudimentares Movimentos RudimentaresMovimentos Rudimentares Estabilizadores Manipulativos Locomotores MovimentosMovimentos rudimentaresrudimentares:: 11 –– 22 anosanos:: -- EstabilizadoresEstabilizadores:: sustentaçõessustentações sentadosentado 1. Controla cabeça em linha reta com o tronco final do 1o. mês 2. Sentar 3 - 8 meses MovimentosMovimentos rudimentaresrudimentares:: 11 –– 22 anosanos:: -- EstabilizadorEstabilizador:: sustentaçõessustentações dede pépé 1. Ficar de pé 10 – 12 meses MovimentosMovimentos rudimentaresrudimentares:: 11 –– 22 anosanos:: LocomoçãoLocomoção:: ArrastarArrastar –– engatinharengatinhar -- caminharcaminhar 1. Arrastar-se 6 meses 2. Engatinhar 9-11 meses 3. Caminhar11 – 15 meses
  3. 3. 3 MovimentosMovimentos rudimentaresrudimentares:: 11 –– 22 anosanos:: -- ManipulaçãoManipulação:: alcancealcance –– preensãopreensão –– solturasoltura 1. Alcançar 4 – 5 (final) meses 2. preender 5 – 14 meses 3. Soltar 12 – 18 meses Movimentos RudimentaresMovimentos Rudimentares Inter-relação entre as habilidades. Ex.: engatinhar X controle tronco; andar x ficar de pé Associada a maturação e crescimento mas a estimulação socio-ambiental desempenha papel importante (GALLAHUE; OZMUN, 2005; TANI et al. 1988) Encaminhamento precoce de crianças a creches e escolas (BENDA, 1999) Vivência = exploração ambiental: O professor manipula o espaço e instiga a exploração (BARELA et al. 2008) -Distribuição de objetos no espaço -Tipo de piso Fases de desenvolvimentoFases de desenvolvimento Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais estabilizadoresestabilizadores LocomotoresLocomotores •Equilíbrio dinâmico •Equilíbrio estático •Movimentos Axiais •Andar •Correr •Saltar •Saltito ManipulativosManipulativos •Alcançar, segurar e soltar •Lançar •Receber •Chutar Habilidades Motoras Básicas (OLIVEIRA; PEROTI JÚNIOR; TANI, 2008) Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais InicialInicial ElementarElementar - primeiras tentativas (pouco controle) - Maturação insuficiente - aumento do controle, sem fluência - aquisição de sincronia espaço-temporal MaduroMaduro - bom nível de controle - fluência e eficiência = (ou similar) adulto
  4. 4. 4 EstabilizadoresEstabilizadores MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) Equilíbrio estático:Equilíbrio estático: Apoio reduzidoApoio reduzido EstabilizadoresEstabilizadores MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) estabilizaçãoestabilização axial:axial: rolamentorolamento EstabilizadoresEstabilizadores MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) Equilíbrio Estático:Equilíbrio Estático: Apoio invertidoApoio invertido EstabilizadoresEstabilizadores MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) Equilíbrio Dinâmico:Equilíbrio Dinâmico: CaminhadaCaminhada direcionadadirecionada LocomoçãoLocomoção MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) CorrerCorrer LocomoçãoLocomoção MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) Salto horizontalSalto horizontal
  5. 5. 5 ManipulaçãoManipulação MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) QuicarQuicar ManipulaçãoManipulação MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) ArremessoArremesso ManipulaçãoManipulação MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) RecepçãoRecepção ManipulaçãoManipulação MovimentosMovimentos fundamentaisfundamentais:: CriançaCriança ((22 –– 77 anos)anos) ChutarChutar Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais O alcance do estágio maduro apesar de relacionado ao avanço da idade cronológica, não depende dela, mas de crescimento, maturação e vivência/estimulação. JOHNSON, 1962, CRATTY E MARTIN, 1969, WILLIAM, 1970 Os estágios dos movimentos fundamentais podem variar entre os movimentos. Correr = maduro Rebater = Elementar Apoio invertido = Inicial GALLAHUE; OZMUN, 2005; TANI et al. 1988 Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais Programas de instrução podem aumentar o desenvolvimento dos padrões motores fundamentais, além do nível atingido apenas pela maturação. Além de ser mais efetivo do que um programa de brincadeiras livres, mesmo quando realizado pelos pais. ROBERTON (1978) e BURTON (1993) Crianças têm pleno potencial para atingir o final do estágio fundamental em todas as classes de movimento. Mas não é verificado em muitas crianças e adultos. GALAHUE; OZMUN (2005) Práticas orientadas são inadequadas ou inexistentes. OLIVEIRA et al. (2008)
  6. 6. 6 Movimentos FundamentaisMovimentos Fundamentais O tamanho, forma, e textura do objeto utilizado, e as características da tarefa podem influenciar dramaticamente o desempenho dos movimentos fundamentais PAYNE E ISAACS, 1995; OWINGS et al. (2003): TR x Recepção em crianças BARREIROS et al. (2008): Diâmetro do Lápis, preensão e padrão gráfico. Fases de desenvolvimentoFases de desenvolvimento Movimentos especializadosMovimentos especializados RefinamentoRefinamento ee acoplamentoacoplamento dosdos movimentosmovimentos fundamentaisfundamentais resultandoresultando nono surgimentosurgimento dede novosnovos padrõespadrões motoresmotores (GALLAHUE(GALLAHUE;; OZMUN,OZMUN, 20052005)).. Movimentos especializadosMovimentos especializados + = FundamentaisFundamentais EspecializadosEspecializados + = FundamentaisFundamentais EspecializadosEspecializados Movimentos especializadosMovimentos especializados + = EspecializadosEspecializados Movimentos especializadosMovimentos especializados
  7. 7. 7 + = EspecializadosEspecializados Movimentos especializadosMovimentos especializados + = EspecializadosEspecializados Movimentos especializadosMovimentos especializados MovimentosMovimentos especializadosespecializados:: -- EstágioEstágio dede transiçãotransição:: 77 –– 1010 anosanos -- EstágioEstágio dede aplicaçãoaplicação:: 1111 –– 1313 anosanos -- EstágioEstágio dede utilizaçãoutilização aoao longolongo dada vidavida:: 1414 anosanos emem diantediante Dependente dos movimentos fundamentais, porém não é necessário estar no estágio maduro em todos para se chegar à fase motora especializada. Movimentos EspecializadosMovimentos Especializados EstágioEstágio dede transiçãotransição –– 77 àà 1010 anosanos Início da tentativa de combinação dos movimentos fundamentais Aumento no interesse por práticas mais complexas (esportes, lutas, danças) Movimentos EspecializadosMovimentos Especializados EstágioEstágio dede AplicaçãoAplicação -- 1111 àà 1313 anosanos.. Reconhecimento real do seu potencial motor; Melhora da performance; (+) Interesse na prática esportiva e de treinamento; Melhor execução de técnicas esportivas específicas. (+) CrescimentoCrescimento AdolescênciaAdolescência - Estatura - Massa - Idade em anos Meninos Meninas Adaptado de Malina e Bouchard (1991)
  8. 8. 8 EstágioEstágio dede aplicaçãoaplicação:: 1111 –– 1313 anosanos “A“A satisfaçãosatisfação cognitivacognitiva ee experiênciasexperiências aumentadasaumentadas possibilitampossibilitam aoao indivíduoindivíduo fazerfazer numerosasnumerosas decisõesdecisões dede aprendizagemaprendizagem,, ee decisõesdecisões baseadasbaseadas emem umauma variedadevariedade dede fatoresfatores relacionadosrelacionados aa tarefatarefa,, indivíduoindivíduo ee ambienteambiente”” (GALLAHUE(GALLAHUE;; OZMUN,OZMUN, 20052005)).. ExEx.:.: GarotoGaroto 1212 anos,anos, 165165cm,cm, boasboas capacidadescapacidades coordenativas,coordenativas, gostogosto porpor atividadesatividades coletivascoletivas.. PossibilidadePossibilidade:: BASQUETEBASQUETE UtilizaçãoUtilização aoao longolongo dada vidavida:: 1414 anosanos emem diantediante ÁpiceÁpice dada performanceperformance motoramotora ProcuraProcura porpor áreasáreas específicasespecíficas dede interesse,interesse, necessidades,necessidades, disponibilidade,disponibilidade, habilidadeshabilidades ee experiênciaexperiência anterioresanteriores UtilizaçãoUtilização dodo repertóriorepertório motormotor adquiridoadquirido aoao longolongo dada vidavida AtividadesAtividades cotidianas,cotidianas, recreação/lazer,recreação/lazer, altoalto rendimentorendimento esportivoesportivo MovimentosMovimentos especializadosespecializados IntervençãoIntervenção éé fundamentalfundamental principalmenteprincipalmente nana transiçãotransição:: auxiliarauxiliar ee potencializarpotencializar aa ampliaçãoampliação dede acoplamentosacoplamentos VariasVarias habilidadeshabilidades == mesmosmesmos objetivoobjetivo MesmaMesma habilidadehabilidade == váriosvários objetivosobjetivos(OLIVEIRA(OLIVEIRA etet alal.. 20082008)) EvitarEvitar especializaçãoespecialização ee restriçãorestrição dodo repertóriorepertório motormotor ((GALAHUEGALAHUE;; OZMUN,OZMUN, 20052005,, TANI,TANI, 19871987;; OLIVEIRAOLIVEIRA etet alal.. 20082008 )) EspecializaçãoEspecialização precoceprecoce xx iniciaçãoiniciação precoceprecoce Fases de desenvolvimentoFases de desenvolvimento EE aíaí finalizafinaliza oo desenvolvimentodesenvolvimento...... Finaliza?!Finaliza?! 0 Desempenho Comportamento motor ao longo da vidaComportamento motor ao longo da vida Desenvolvimento Idade
  9. 9. 9 Comportamento motor ao longo da vidaComportamento motor ao longo da vida ConcluindoConcluindo DesenvolvimentoDesenvolvimento motormotor AlteraçõesAlterações nasnas formasformas dede movimentomovimento OcorreOcorre emem fasesfases específicasespecíficas desdedesde antesantes dodo nascimentonascimento:: reflexosreflexos →→ movmov.. VoluntáriosVoluntários especiaizadosespeciaizados DependemDependem dede crescimentocrescimento,, maturaçãomaturação ee ExperiênciasExperiências motorasmotoras (prática)(prática) Periódicos Capes:Periódicos Capes: http://novo.periodicos.capes.gov.br/http://novo.periodicos.capes.gov.br/ Capes acesso livre:Capes acesso livre: http://acessolivre.capes.gov.br/http://acessolivre.capes.gov.br/ Scielo:Scielo: http://www.scielo.org/php/index.phphttp://www.scielo.org/php/index.php GEDAM;GEDAM; http://www.eeffto.ufmg.br/gedam/http://www.eeffto.ufmg.br/gedam/ Revista portuguesa de ciências do desporto:Revista portuguesa de ciências do desporto: http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php/script_sci_serialhttp://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php/script_sci_serial /pid_1645/pid_1645--0523/lng_pt/nrm_iso0523/lng_pt/nrm_iso Revista brasileira de educação física e esporte:Revista brasileira de educação física e esporte: http://www.revistasusp.sibi.usp.br/scielo.php?scripthttp://www.revistasusp.sibi.usp.br/scielo.php?script =sci_serial&pid=1807=sci_serial&pid=1807--5509&nrm=iso&rep=5509&nrm=iso&rep= Revista Paulista de Educação Física:Revista Paulista de Educação Física: http://cev.org.br/biblioteca/periodicos/revistahttp://cev.org.br/biblioteca/periodicos/revista-- paulistapaulista--educacaoeducacao--fisicafisica Revista da Educação Física/UEM:Revista da Educação Física/UEM: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFihttp://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFi s/issue/archives/issue/archive
  10. 10. 10 Força, flexibilidade e outras capacidades não são nada sem controle!! PrimeiroPrimeiro SeSe háhá umauma seqüênciaseqüência normalnormal dede desenvolvimentodesenvolvimento motormotor elaela devedeve serser seguidaseguida poispois:: 1)1) PermitePermite atenderatender asas necessidadesnecessidades dosdos alunosalunos 2)2) PermitePermite estabelecerestabelecer objetivosobjetivos realistas,realistas, ee métodosmétodos ee conteúdosconteúdos apropriadosapropriados (OLIVEIRA et al., 2008; TANI et al., 1988; TANI et al, 2008);(OLIVEIRA et al., 2008; TANI et al., 1988; TANI et al, 2008); Utilização do Comportamento motor na EF escolar SegundoSegundo AA adoçãoadoção dede parâmetrosparâmetros maismais objetivosobjetivos (concretos)(concretos) possibilitapossibilita:: 1)1) AvaliaçãoAvaliação maismais precisaprecisa dodo estadoestado dodo alunoaluno 2)2) MelhorMelhor acompanhamentoacompanhamento dasdas mudançasmudanças (OLIVEIRA et al., 2008; TANI et al., 1988; TANI et al, 2008);(OLIVEIRA et al., 2008; TANI et al., 1988; TANI et al, 2008); Utilização do Comportamento motor na EF escolar TerceiroTerceiro OO estabelecimentoestabelecimento dede intervençõesintervenções motorasmotoras adequadasadequadas ee possibilidadespossibilidades concretasconcretas dede acompanhamentoacompanhamento dede mudançasmudanças permitepermite:: 1)1) AquisiçãoAquisição dede altoalto rendimentorendimento motormotor 2)2) AltoAlto rendimentorendimento motormotor ≠≠ AltoAlto rendimentorendimento esportivoesportivo Utilização do Desenvolvimento motor na EF escolar ReferênciasReferências BásicasBásicas:: GALLAHUE,GALLAHUE, DD..LL;; OZMUN,OZMUN, JJ..CC.. CompreendendoCompreendendo oo desenvolvimentodesenvolvimento motormotor:: Bebê,Bebê, Criança,Criança, adolescenteadolescente ee adultoadulto.. 33eded..,, 20052005.. TANI,TANI, GG.. ComportamentoComportamento MotorMotor:: AprendizagemAprendizagem ee desenvolvimentodesenvolvimento.. RioRio dede JaneiroJaneiro:: GuabaraGuabara KooganKoogan.. 20052005.. ReferênciasReferências ComplementaresComplementares:: BARREIROS,BARREIROS, JJ.;.; CORDOVIL,CORDOVIL, RR.;.; CUNHA,CUNHA, MM.;.; FIGUEIREDO,FIGUEIREDO, HH.;.; REIS,REIS, CC.. ((20082008)) ConhecimentoConhecimento ee aplicaçãoaplicação emem desenvolvimentodesenvolvimento motormotor –– AA transposiçãotransposição dede barreirasbarreiras:: EfeitosEfeitos morfológicos,morfológicos, desenvolvimentodesenvolvimento ee segurançasegurança infantilinfantil.. (p(p..139139--146146)) InIn:: CORRÊA,CORRÊA, UU.. ComportamentoComportamento motormotor:: aa intervençãointervenção profissionalprofissional emem perspectivaperspectiva.. BENDABENDA ((19991999)) OO desenvolvimentodesenvolvimento motormotor ee aa EFEF escolarescolar.. VerVer.. MinMin.. DeDe EFEF.. VV77,n,n11,, 114114--129129.. BURTONBURTON;; GREERGREER;; WIESEWIESE--BJORNSTALBJORNSTAL ((19931993)) VariationsVariations inin graspinggrasping andand throwingthrowing patternspatterns asas aa functionfunction ofof ballball sizesize.. PediatricPediatric ExerciseExercise Science,Science, 55,, pppp 2525--4141.. GRECOGRECO;; BENDABENDA.. IniciaçãoIniciação esportivaesportiva universaluniversal:: dada aprendizagemaprendizagem motoramotora aoao treinamentotreinamentotécnicotécnico.. 19991999 OWINGSOWINGS;; LANCIANESELANCIANESE;; LAMPELAMPE;; GRABINERGRABINER.. InfluenceInfluence ofof BallBall Velocity,Velocity, Attention,Attention, andand AgeAge onon ResponseResponse TimeTime forfor aa SimulatedSimulated CatchCatch.. MedMed.. SciSci.. SportsSports ExercExerc..,, VolVol.. 3535,, NoNo.. 88,, pppp.. 13971397––14051405,, 20032003.. PAYNE,PAYNE, ISAACSISAACS.. DesenvolvimentoDesenvolvimento motormotor humanohumano:: umauma abordagemabordagem vitalíciavitalícia.. RioRio dede JaneiroJaneiro:: GuanabaraGuanabara Koogan,Koogan, 66.. eded.. cc20072007..
  11. 11. 11 ReferênciasReferênciasComplementaresComplementares:: PIKUNAS,PIKUNAS, JJ.. DesenvolvimentoDesenvolvimento humanohumano.. SãoSão PauloPaulo:: McGrawMcGraw HillHill dodo Brasil,Brasil, 19791979.. ROBERTON,ROBERTON, MM.. ((19781978)) LongitudinalLongitudinal evidenceevidence forfor developmentaldevelopmental stagesstages inin thethe forcefulforcefuloverarmoverarm throwthrow.. JournalJournal ofof HumanHuman MovementMovement Studies,Studies, 44,, pppp.. 167167--175175.. SCHMIDTSCHMIDT;; WRISBERGWRISBERG.. AprendizagemAprendizagem ee performanceperformance motoramotora:: umauma abordagemabordagem dada aprendizagemaprendizagembaseadabaseada nono problemaproblema.. PortoPorto AlegreAlegre:: Artmed,Artmed, 20012001.. TANI,TANI, GG.;.; MANOEL,MANOEL, EE..JJ.;.; KOKUBUN,KOKUBUN, EE.;.; PROENÇA,PROENÇA, JJ..EE.. EducaçãoEducação FísicaFísica escolarescolar -- FundamentosFundamentos dede umauma abordagemabordagem desenvolvimentistadesenvolvimentista.. SãoSão PauloPaulo:: EPUEPU-- EDUSP,EDUSP, 19881988.. TANI,TANI, GG.. AbordagemAbordagem desenvolvimentistadesenvolvimentista:: 2020 anosanos depoisdepois.. RR.. dada EducaçãoEducação FísicaFísica.. Maringá,Maringá, vv.. 1919,, nn.. 33,, pp.. 313313--331331,, 33,, 20082008 WHITING,WHITING, 19751975 HumanHuman movementmovement andand physicalphysical educationeducation.. InIn:: EE.. HahnHahn (ed(ed..)) DieDie MeschlichMeschlich bewegungbewegung.. SchondorfSchondorf:: KarlKarl HofmannHofmann..

×