Programação ASP 
Active Server Pages
Definição ASP 
 Active Server Pages são páginas web que possuem 
conteúdo dinâmico. Tais páginas consistem em 
arquivos d...
O que é um script ? 
 Script é uma sequência de comandos que deve ser 
colocada em uma posição determinada na página ou 
...
Client Side scripts 
 São códigos de programa que são processados pela 
estação cliente. Geralmente em aplicações voltada...
Server Side scripts 
 São códigos de programa que são processados no 
servidor. Devido a este fato, não é necessário 
pre...
Server Side scripts
Como funciona no Servidor
VBScript 
 O Visual Basic Script Language é uma das muitas 
possibilidades de 
 linguagem Script que rodam num servidor ...
Características VBScript 
 É similar ao VBA (Visual Basic Application) linguagem criada para 
fornecer aos aplicativos ou...
Ambiente de Desenvolvimento 
 Como os arquivos ASP são arquivos do tipo texto 
(ASCII), eles podem ser escritos em um edi...
Pré-Requisitos de funcionamento 
 Páginas ASP necessitam ser hospedadas no servidor 
Web da Microsoft: o Internet Informa...
Dúvidas 
 Que browsers suportam ASP? 
 Se a aplicação não possuir client-side script, todos os 
browsers suportam ASP. I...
O Internet Information Server 
 O Microsoft Internet Information Server (IIS) é o 
servidor web da Microsoft. É nele que ...
Configurar IIS Windows 
 Vide Capitulo 1 da apostila
Sintaxe 
 Uma página asp é igual a 
uma página html comum. 
Neste exemplo o arquivo 
terá o nome defaul.asp, 
para mostra...
Sintaxe 
 No exemplo ao lado veja 
que o código ASP não é 
case – sensitive. 
<% @ language=Vbscript %> 
<html> 
<head> 
...
Funcionamento, Convenção e 
Simbologia. 
 Como Funciona o ASP? Qual a 
simbologia e a convenção usada 
na programação em ...
Variáveis 
 Servem para armazenar 
valore. Em VBScript os 
nome devem começar com 
uma letra e não exceder 255 
caractere...
Comando para Data 
Comando Explicação Exemplo 
Date() Retorna a data do Servidor Response.Write("Data:" & date()) 
Time() ...
Objetos Internos do ASP 
 Application: Conjunto de páginas ASP de um diretório 
virtual do servidor. 
 Request: Represen...
Objeto Application 
 Esse objeto nos permite manipular dados relativos a toda 
aplicação ASP. 
 Esses dados podem ser co...
Exemplo: Application
O Objeto Response 
 O objeto Response se refere a todos os dados 
enviados do servidor para o cliente (usuário - 
browser...
Funções do Objeto Response: 
 response.write - permite enviar texto ao browser 
 response.redirect - Redireciona o brows...
response.write 
 envia textos ao browser. 
É interessante na 
construção de textos que 
mixam textos prontos e 
variáveis...
response.redirect 
 response.redirect - 
redireciona o browser do 
usuário para a página 
especificada. Esta função só 
p...
Response.buffer 
<% 
response.buffer = true 
%> 
< html> 
< head> 
< title> response Buffer< /title> 
</head> 
<body> 
<% ...
Response Cookies 
 response.cookies - grava 
informações no cookie do 
browser. 
<html> 
<head><title>cookies</title></he...
Exercícios 
1. Crie um script utilizando ASP que exiba através de duas 
variáveis seu nome e sua idade. 
2. Crie um script...
Objeto Request 
 O objeto Request se refere a todos os dados 
requisitados pelo servidor ao cliente, ou seja, 
qualquer i...
Funções do Objeto Request 
 request.form - recupera valores de variáveis enviadas via 
formulário pelo método post. 
 re...
Exemplo Request 
Form.html 
<html> 
<head><title>Request</title></head> 
<body> 
<form method="post" 
action="form.asp"> 
...
request.servervariables 
 request.servervariables - recupera informações 
sobre o browser do usuário e sobre o servidor W...
Scripts 
<HTML> 
<HAED> 
<TITLE>Teste 2 para ASP</TITLE> 
<HEAD> 
<BODY> 
<P> Isso é um teste de script. 
<% 
If Time > #8...
Exemplo VBScript 
<% @ LANGUAGE=VBScript %> 
<HTML> 
<HAED> 
<TITLE>Teste 2 para ASP</TITLE> 
<HEAD> 
<BODY> 
<SCRIPT LANG...
Exemplo 
 Crie o seguinte código ASP 
<center> 
<% 
response.write("Data: " & Date) 
%> 
<p>Todos os direitos 
reservados...
Tipos 
 Matemáticos : Realizam operações com números e variáveis do tipo numérica. 
 - Comparativos: São usados quando v...
Operadores Matemáticos 
Exemplo 
Operador Nome Exemplo Resultado 
+ Adição num = 3 + 4 num = 7 
- Subtração num = 4 – 1 nu...
Operadores Comparativos 
Exemplo 
Operador Nome Exemplo Resultado 
= Igual a “d” = “e” False 
< Menor que 4 < 3 False 
> M...
Operadores Lógicos 
Exemplo 
Operador Descrição Exemplo Resultado 
And 
Ambos devem ser 
VERDADEIRO, para resultar 
VERDAD...
Operadores String 
Exemplo 
Operador Descrição Exemplo Resultado 
& Concatenação string = “Te” & ” amo” string = “Te amo”
Condicionais if, elseif e else 
 Os condicionais if, elseif e else servem para 
checar se uma determinada condição é 
sat...
Exemplo 1 
<% variavel = “1” 
if variavel=“1” 
then 
response.write 
“Verdadeiro” 
end if %> 
 No exemplo ao lado é 
util...
Exemplo 2 
<% 
variavel = “1” 
if variavel=“2” 
then 
response.write “Verdadeiro” 
else 
response.write “Falso” 
end if %>...
Exemplo 3 
 <% 
 variavel = “2” 
 if variavel=“1” 
 then response.write “Variável = 1” 
 Elseif 
 variavel=“2” 
 Th...
Comando Select 
Exemplo 
 O select case faz também a avaliação de uma 
condição e oferece algumas alternativas de 
acordo...
Exercício 
Resposta 
1. Sabendo que a função hour(now) exibe a hora atual, crie um 
código que exiba uma saudação de bom d...
Rotinas de Loop 
 Loops são rotinas que devem ser repetidas até que 
uma determinada condição seja satisfeita. Existem 3 ...
Do...Loop 
 O comando Do...Loop executa uma determinada rotina até que a 
condição se torne verdadeira. Observe o exemplo...
For...Next 
 O comando For...Next executa uma determinada rotina até que o contador (uma 
variável) atinja o valor determ...
While...Wend 
Exemplo 
 O comando While...Wend executa uma determinada 
rotina até que a condição imposta seja alcançada....
For...Each...Next 
Exemplo 
 A diferença entre Loop For/Next é que nesse novo 
loop é executado para todos os elementos d...
Sub-Rotinas e Funções 
 As Sub-rotinas (podemos também chamá-las 
de Sub) e as Funções são comandos, ou rotinas, 
que o p...
Declarações 
 1) Sub-Rotina 
Sub nome(parâmetros/argumentos) 
<instruções> 
End Sub 
 2) Função 
Function nome(parâmetro...
características das Sub-rotinas e 
Funções 
 Reutilizar código – Basta apenas 
chamar a rotina (Sub ou Função). Não sendo...
Chamada de rotina 
 Para realizarmos a chamada a estas rotinas, precisamos 
utilizar a seguinte sintaxe: 
1) Sub-rotinas ...
Funções 
 Podemos colocar o resultado de uma função, 
numa variável. Basta apenas seguir a sintaxe: 
variavel = nome_da_f...
Funções Embutidas 
 VBScript oferece algumas funções embutidas. Cada 
uma delas executa uma determinada função e tem 
um ...
Formulários 
 Formulários são o caminho natural para os usuários 
enviarem informações para o ASP. 
 Formulários podem s...
Formulário com GET 
 <form action="x.asp" method=get> 
.... 
<input type=submit><input type=reset> 
</form> 
Exemplo 
 O...
Formulário com POST 
 <form action="x.asp" method=post> 
.... 
<input type=submit><input type=reset> 
</form> 
Exemplo 
...
Formulários - Text Box 
Exemplo 
 Caixa de texto onde se pode inserir qualquer tipo de 
texto
Formulários - Text Area 
Exemplo 
 O comando TEXTAREA cria uma caixa de texto com 
múltiplas linhas, conforme segue: 
 <...
Formulários - Radio Buttons 
Exemplo 
 Todos os inputs no formulário devem ter seu nome único 
que o identifica para uso ...
Formulários - Check Boxes 
Exemplo 
 O objeto checkbox tem as mesmas linhas de código 
dos radio buttons, entretanto cada...
Formulários - List Boxes 
Exemplo 
 O objeto listbox é muito usado para facilitar a entrada 
do usuário. É apenas um list...
Formulário Multi sessão 
Selecao.html Selecao.asp
Validar formulário 
 Quando o usuário preenche um formulário, é 
chamada então uma rotina que verifica cada campo 
do for...
Exercício 
 Reproduza o seguinte formulário: 
Formulário 
 E recupere as informações usando os métodos GET e 
POST.
Objeto SESSION 
 O objeto SESSION, é utilizado para guardar 
informações sobre o usuário. Podemos 
colocar em sessões des...
Quando são criados os Objetos e 
quando são destruídos? 
 São criados quando um usuário inicia uma aplicação 
ASP, e dest...
Como guardar variáveis nas 
sessões??? 
 Tenho uma aplicação que exige login de usuário. 
 Na página onde o usuário é au...
Verificando se o usuário está logado 
 Um simples exemplo onde instancio na sessão Username, o valor do 
campo Nomeusuari...
Ações 
Ação Código 
Mudar tempo de expiração de Sessões <% Session.Timeout = 60 %> 
Criando uma variável de Sessão (Sessio...
O que é Global.asa 
 O arquivo global.asa é um arquivo opcional de uma 
aplicação ASP. Podemos trabalhar sem ele, mas ele...
Eventos Global.asa 
 O arquivo global. Asa contém quatro eventos: 
 Application_OnStart; 
 Application_OnEnd; 
 Sessio...
Objeto Application 
 Controle de acesso das variáveis Application: 
 Para evitar problemas quando um cliente acede a 
um...
Programação asp
Programação asp
Programação asp
Programação asp
Programação asp
Programação asp
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Programação asp

692 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • http://www.flavioteixeira.com.br/blog_frame.php
  • http://imasters.com.br/artigo/1260/linguagens/sub-rotinas-e-funcoes/
  • http://professor.nizzola.com.br/
  • http://www.mountaindragon.com/html/forms.htm
  • Esperar pra ver se dá tempo de passar.
  • http://www.construindoseusite.com.br/asp/asp.shtm
    http://www.superasp.com.br/paginas_exibir_detalhes.asp?dep=36,78&id=58
  • Programação asp

    1. 1. Programação ASP Active Server Pages
    2. 2. Definição ASP  Active Server Pages são páginas web que possuem conteúdo dinâmico. Tais páginas consistem em arquivos de extensão .asp que contêm combinações de Server-Side scripts e tags HTML. Todo o código de programação existente em páginas Asp é executado no servidor, e este retorna ao cliente somente respostas em HTML padrão
    3. 3. O que é um script ?  Script é uma sequência de comandos que deve ser colocada em uma posição determinada na página ou como um arquivo anexado. Este script pode ser executado ou no lado do servidor (Server side) ou no lado do cliente (client-side).
    4. 4. Client Side scripts  São códigos de programa que são processados pela estação cliente. Geralmente em aplicações voltadas à Internet, o código que é executado no cliente cuida apenas de pequenas consistências de telas e validações de entrada de dados, em se tratando de páginas web, os client-side scripts terão de ser processados por um browser.
    5. 5. Server Side scripts  São códigos de programa que são processados no servidor. Devido a este fato, não é necessário preocupar-se com a linguagem que o código foi criado: o servidor é quem se encarrega de interpretá-lo e de devolver uma resposta para o cliente. Em páginas Asp, são esses códigos os maiores responsáveis pelos resultados apresentados, e a linguagem default utilizada é o Visual Basic Script.
    6. 6. Server Side scripts
    7. 7. Como funciona no Servidor
    8. 8. VBScript  O Visual Basic Script Language é uma das muitas possibilidades de  linguagem Script que rodam num servidor e, para o IIS, ela é a linguagem default (padrão). Desenvolver aplicações utilizando esta linguagem não é difícil.
    9. 9. Características VBScript  É similar ao VBA (Visual Basic Application) linguagem criada para fornecer aos aplicativos outras funcionalidades ;  Permite a manipulação de strings, datas e numéricos;  Permite a utilização de todos os comandos do Visual Basic, porém não permite a manipulação de banco de dados e acesso aos periféricos.  A manipulação de banco de dados é feita através do objeto ADO, o VBScript apenas cria instâncias deste objeto, a partir daí, podemos utilizar os métodos deste objeto para manipular os dados.  Tem um mecanismo de comunicação com servidores de objetos COM, como o Microsoft Exchange Server, Microsoft Index Server, Database Servers.
    10. 10. Ambiente de Desenvolvimento  Como os arquivos ASP são arquivos do tipo texto (ASCII), eles podem ser escritos em um editor de textos comum.  Ex.: Notepad, Notepad ++, Dreamweaver, entre outros.
    11. 11. Pré-Requisitos de funcionamento  Páginas ASP necessitam ser hospedadas no servidor Web da Microsoft: o Internet Information Server (IIS) na versão 3 ou superior. Este servidor deve ser instalado numa máquina NT Server 4 ou devemos utilizar-nos de outro servidor compatível no nosso caso usaremos o “BABY WEB SERVER”.
    12. 12. Dúvidas  Que browsers suportam ASP?  Se a aplicação não possuir client-side script, todos os browsers suportam ASP. Isto acontece pelo fato das páginas ASP serem processadas pelo servidor. O que o cliente recebe é somente código HTML padrão.  Terei meu código fonte protegido?  Sim. Como o servidor retorna somente o resultado HTML, o código fonte (lógica) fica preservado. Se, no browser, visualizarmos a fonte da página, veremos somente código HTML.
    13. 13. O Internet Information Server  O Microsoft Internet Information Server (IIS) é o servidor web da Microsoft. É nele que devemos configurar os alicerces das nossas aplicações ASP, criando diretórios virtuais, definindo permissões de acesso e disponibilizando as aplicações. É através do Management Console do IIS que faremos estas configurações.
    14. 14. Configurar IIS Windows  Vide Capitulo 1 da apostila
    15. 15. Sintaxe  Uma página asp é igual a uma página html comum. Neste exemplo o arquivo terá o nome defaul.asp, para mostrar que é a home page. <% @ language=Vbscript %> <html> <head> <title>Exemplo 1 </title> </head> <body> <% Response.write “Aló Mundo” %> </body> </html>
    16. 16. Sintaxe  No exemplo ao lado veja que o código ASP não é case – sensitive. <% @ language=Vbscript %> <html> <head> <title>Sintaxe </title> </head> <body> <% a = 5 b = 10 c = A + B Response.write “O resultado da soma é:” & C % > </body> </html>
    17. 17. Funcionamento, Convenção e Simbologia.  Como Funciona o ASP? Qual a simbologia e a convenção usada na programação em ASP?  ASP é uma linguagem que veio para complementar a linguagem HTML. Ela traz para a linguagem HTML todo o poder do acesso a banco de dados, do acesso a arquivos texto, da captação de informações de formulário, da captação de informações sobre o visitante e sobre o servidor, do uso de variáveis, loops. Observe o código abaixo: arquivo "olamundo.asp" <html> <head><title>Como funciona o ASP?</title> </head> <body bgcolor="#FFFFFF"> <p>Ola Mundo!!!</p> <% response.write "<p>Ola Mundo!!!</p>" %> <p><%="Ola Mundo!!!"%></p> </body></html>
    18. 18. Variáveis  Servem para armazenar valore. Em VBScript os nome devem começar com uma letra e não exceder 255 caracteres.  Também podemos declarar uma variável sem ter que utilizar o comando Dim, apenas atribuindo um valor a ela.  <% @ Language=VBScript%>  <html>  <head>  <title>Variáveis</title>  </head>  <body>  <%  Dim nome  Nome = “Web”  professor = “Luciano”  Response.write nome & professor  %>  </body>  </html>
    19. 19. Comando para Data Comando Explicação Exemplo Date() Retorna a data do Servidor Response.Write("Data:" & date()) Time() Retorna a hora do servidor Response.Write("Hora:" & time()) WeekDay() Retorna o numero do dia da semana Response.Write(WeekDay(date)) WeekDayName() Retorna o nome do dia da semana. Response.Write(WeekDayName(1)) Month() Retorna o numero do mês Response.Write(month(date)) MonthName() Retorna do nome do mes Response.Write(MonthName(month(date)))
    20. 20. Objetos Internos do ASP  Application: Conjunto de páginas ASP de um diretório virtual do servidor.  Request: Representa os dados enviados para a página ASP por um formulário ou link do Navegador do cliente.  Response: Linhas da página de resposta gerada para o navegador do cliente.  Server: Representação do servido Web onde as páginas ASP estão sendo executadas.  Session: Representa uma sessão aberta com um cliente via navegador.
    21. 21. Objeto Application  Esse objeto nos permite manipular dados relativos a toda aplicação ASP.  Esses dados podem ser compartilhados em diversas sessões por vários usuários, através de variáveis e objetos de nível de aplicação.  O objeto Application tem a duração e o escopo da aplicação ASP, ou seja, enquanto o servidor Web estiver no ar, o objeto estará ativo desde o primeiro acesso a aplicação.  Não possuindo propriedades, esse objeto é capaz de armazenar qualquer tipo de variável em seu interior (encapsular).
    22. 22. Exemplo: Application
    23. 23. O Objeto Response  O objeto Response se refere a todos os dados enviados do servidor para o cliente (usuário - browser), ou seja, qualquer informação enviada do servidor para o browser do usuário se utiliza do objeto Response.
    24. 24. Funções do Objeto Response:  response.write - permite enviar texto ao browser  response.redirect - Redireciona o browser para um endereço especificado.  response.buffer - avisa o browser do usuário que a página só deverá ser mostrada após ser totalmente carregada. É interessante para usar com a função response.redirect.  response.cookies - grava informações no cookie do browser
    25. 25. response.write  envia textos ao browser. É interessante na construção de textos que mixam textos prontos e variáveis.  sintaxe: response.write texto/variável <html> <head> <title>response.asp</title> </head> <body bgcolor="#FFFFFF"> <% response.write "Olá!!!” ‘Abaixo uma rotina com o objeto response.write cujo texto varia de acordo com a variável counter for counter=1 to 5000 response.write counter & "->" next %> </body> </html>
    26. 26. response.redirect  response.redirect - redireciona o browser do usuário para a página especificada. Esta função só pode ser usada antes do browser divulgar alguma informação na tela.  sintaxe: response.redirect(URL) <% 'A função response.redirect redireciona o browser do cliente para o endereço contido na variável URLnova, no caso, www.google.com URLnova = "http://google.com/" response.redirect(URLnova) %> <html> <head> <title>response.asp</title> </head> <body bgcolor="#FFFFFF"> </body> </html>
    27. 27. Response.buffer <% response.buffer = true %> < html> < head> < title> response Buffer< /title> </head> <body> <% response.write "Olá denovo!!! Abaixo o uso da função response.buffer, a qual, quando tiver o valor true, avisa o browser para mostrar as informações só depois de totalmente carregadas. Isto permite que haja um response.redirect em qualquer parte da página. Mas quando tiver o valor false, o browser mostra as informações assim que elas vão chegando." response.redirect "http://www.superasp.com.br/" %> </body> </html>  response.buffer - avisa o browser do usuário que a página só deverá ser mostrada após ser totalmente carregada. É interessante para usar com a função response.redirect.
    28. 28. Response Cookies  response.cookies - grava informações no cookie do browser. <html> <head><title>cookies</title></head> <body> <% 'o comando time insere o horário atual do servidor response.cookies("superasp")("horariovisita") = time %> </body> </html>
    29. 29. Exercícios 1. Crie um script utilizando ASP que exiba através de duas variáveis seu nome e sua idade. 2. Crie um script utilizando ASP, declare as variáveis do seu nome, o ano que você nasce e o ano atual e ao final faça um calculo da sua idade exibindo a seguinte frase: Meu nome é_______e tenho______anos. 3. Crie uma página ASP que escreva o seu nome completo de três maneiras: com HTML, com HTML e ASP misturados e com ASP somente.
    30. 30. Objeto Request  O objeto Request se refere a todos os dados requisitados pelo servidor ao cliente, ou seja, qualquer informação requisitada pelo servidor ao browser do usuário.
    31. 31. Funções do Objeto Request  request.form - recupera valores de variáveis enviadas via formulário pelo método post.  request.QueryString - recurepa valores de variáveis enviadas via formulário pelo método get.  request.servervariables - recupera informações sobre o browser do usuário e sobre o servidor WEB.  request.cookies - recupera informações do cookie do browser do usuário.  request.ClientCertificate - mostra informações sobre o certificado de segurança do usuário. Somente é usado em sites com transmissão segura de dados (https)
    32. 32. Exemplo Request Form.html <html> <head><title>Request</title></head> <body> <form method="post" action="form.asp"> Nome:<input type="text" name="nome"> Endereço: <input type="text" name="endereco"> <input type="submit" value="enviar"> </form> </body> </html> Recupere.asp <% response.write "Nome: " & request.form("nome") response.write "Endereço: " & request.form("endereco") %>
    33. 33. request.servervariables  request.servervariables - recupera informações sobre o browser do usuário e sobre o servidor WEB. Info.asp <% response.write "" & request.Servervariables("remote_Addr") & "" response.write "" & request.Servervariables("server_name") & "" 'request.servervariables("remote_addr") busca o IP remoto do usuário 'request.servervariables("server_name") busca o nome ou IP do servidor %>
    34. 34. Scripts <HTML> <HAED> <TITLE>Teste 2 para ASP</TITLE> <HEAD> <BODY> <P> Isso é um teste de script. <% If Time > #8:00:00AM# and Time < #5:00:00PM# Then strMsg= "Bem vindo ao trabalho." Else strMsg = "Vá para casa, ainda não é hora de trabalhar." End If %> <P> Status da hora: <% = strMsg %> </BODY> </HTML> Nas rotinas ao lado o servidor automaticamente interpreta os script’s, e envia o código HTML com o resultado automaticamente. Se você é um bom observador e curioso, verificou que ao examinar o código fonte, a rotina ASP não aparece, mas somente a página formatada. Agora você pode escolher como é que são feitas as suas páginas (somente o código script). Outra forma de produzir código ASP, é através de blocos de script’s. Estes estão sempre entre as tag’s <SCRIPT></SCRIPT>. Então como diferencia-los dos blocos que serão processados no cliente ?
    35. 35. Exemplo VBScript <% @ LANGUAGE=VBScript %> <HTML> <HAED> <TITLE>Teste 2 para ASP</TITLE> <HEAD> <BODY> <SCRIPT LANGUAGE=VBScript RUNAT=Server> Sub Calc (x) response.write (x*x) End Sub ‘Comando imediato 'Dentro da rotina não necessita parênteses Calc 3 </SCRIPT> <% ‘Comando imediato ‘Fora da rotina é necessário os parênteses Call Calc (5) %> </BODY> </HTML>
    36. 36. Exemplo  Crie o seguinte código ASP <center> <% response.write("Data: " & Date) %> <p>Todos os direitos reservados</p> </center>  Salve como: rodape.asp  Crie o seguinte código ASP <html> <head><title>Testando include</title> </head> <body> <!--#include file="rodape.asp"--> </body> </html> Salve como: home.asp
    37. 37. Tipos  Matemáticos : Realizam operações com números e variáveis do tipo numérica.  - Comparativos: São usados quando você quer comparar dois valores para fazer uma decisão, geralmente são usados dentro das instruções If… else…, do…, while. Estes operadores retornam sempre um valor Booleano (True ou False) .  - Lógicos: de um modo mais simplificado, pegam os resultados gerados pelos Operadores Comparativos, para depois gerar um resultado Booleano. Também geralmente são usados dentro das instruções If… else…, do…, while…  - String ou o Operador de String – digo porque geralmente usamos apenas o ‘&‘, são usados na manipulação de Strings e/ou variáveis de tipo String.
    38. 38. Operadores Matemáticos Exemplo Operador Nome Exemplo Resultado + Adição num = 3 + 4 num = 7 - Subtração num = 4 – 1 num = 3 * Multiplicação num = 3 * 2 num = 6 / Divisão num = 9 / 3 num = 3 ^ Exponencial num = 2 ^ 4 num = 16 Mod Resto da divisão num = 23 Mod 10 num = 3 - Negativo (oposto) num = -10 num = -10 Divisão Inteira num = 9 3 num = 3 Nos exemplos foram só usados valores numéricos, mas também pode-se usar variáveis. Ex. num = a*b
    39. 39. Operadores Comparativos Exemplo Operador Nome Exemplo Resultado = Igual a “d” = “e” False < Menor que 4 < 3 False > Maior que 4 > 3 True <= Menor ou igual a 4 <= 3 False >= Maior ou igual a 4 >= 3 True <> Diferente 4 <>”g” True
    40. 40. Operadores Lógicos Exemplo Operador Descrição Exemplo Resultado And Ambos devem ser VERDADEIRO, para resultar VERDADEIRO 4<3 and 3=3 False Or Pelo menos um deve ser VERDADEIRO, para resultar VERDADEIRO “a” <> “b” or 1 = 2 True Not Nega o resultado Not 4 > 3 False
    41. 41. Operadores String Exemplo Operador Descrição Exemplo Resultado & Concatenação string = “Te” & ” amo” string = “Te amo”
    42. 42. Condicionais if, elseif e else  Os condicionais if, elseif e else servem para checar se uma determinada condição é satisfeita pela script. Pode parecer difícil de entender, mas vejamos alguns exemplos práticos para ver que é bem simples o uso dos mesmos:
    43. 43. Exemplo 1 <% variavel = “1” if variavel=“1” then response.write “Verdadeiro” end if %>  No exemplo ao lado é utilizado o if (que em português quer dizer "se") para checar se variável é igual a 1. Neste caso, temos exibido como resultado na página: "Verdadeiro".
    44. 44. Exemplo 2 <% variavel = “1” if variavel=“2” then response.write “Verdadeiro” else response.write “Falso” end if %>  No exemplo ao lado é utilizado o if para checar se variável é igual a 2, caso ela não seja, ela caí então na condição else (que em português quer dizer "senão"). Neste caso, temos exibido como resultado na página: "Falso".
    45. 45. Exemplo 3  <%  variavel = “2”  if variavel=“1”  then response.write “Variável = 1”  Elseif  variavel=“2”  Then  response.write “Variável = 2”  else response.write “Variável diferente de 1 e 2”  end if  %> Exemplo prático  No exemplo ao lado é utilizado o if para checar se variável é igual a 1, caso ela não seja, é então checado na condição elseif (que em português quer dizer "senão se") se ela é igual a 2, caso ela não seja, ela caí então na condição else. Neste caso, temos exibido como resultado na página: "Variável = 2".
    46. 46. Comando Select Exemplo  O select case faz também a avaliação de uma condição e oferece algumas alternativas de acordo com o resultado obtido. A diferença é que esses comandos são usados em situações de várias alternativas, enquanto que o IF é mais adequado para uma ou duas alternativa.
    47. 47. Exercício Resposta 1. Sabendo que a função hour(now) exibe a hora atual, crie um código que exiba uma saudação de bom dia para valor < 12 ou boa tarde para valor >= 18 senão Boa noite. Tente fazer usando o Comando if e depois o comando select case. 2. Ler a idade de uma pessoa e informar se ela é maior ou menor. Se a pessoas tiver idade maior ou igual a 18 ela é maior. 3. Escreva um programa em ASP que leia 3 notas, calcule a média e escreva se esta “Aprovado”, “Reprovado” ou “Recuperação”. Media>=7: Aprovado, Media <=5: “Reprovado” , Media>=5.1 e Media <=6.99: “Recuperação”.
    48. 48. Rotinas de Loop  Loops são rotinas que devem ser repetidas até que uma determinada condição seja satisfeita. Existem 3 comandos que permitem tal situação:  Do...Loop  For...Next  While...Wend  For...Each...Next
    49. 49. Do...Loop  O comando Do...Loop executa uma determinada rotina até que a condição se torne verdadeira. Observe o exemplo abaixo: <html> <body> <% x = 0 Do Until x=10 x = x + 1 Loop response.write x %></body> </html>  Para interromper o Loop, usa-se o comando Exit Do
    50. 50. For...Next  O comando For...Next executa uma determinada rotina até que o contador (uma variável) atinja o valor determinado. Observe o exemplo: <html> <body> <% For i=1 to 50 response.write i next %> </body> </html>  Observe que não é necessário nenhuma rotina de incrementação de valores em i. A cada ciclo, o valor de i é acrescido de uma unidade, automaticamente.  Para interromper o Loop, usa-se o comando Exit For
    51. 51. While...Wend Exemplo  O comando While...Wend executa uma determinada rotina até que a condição imposta seja alcançada. Observe a imagem:
    52. 52. For...Each...Next Exemplo  A diferença entre Loop For/Next é que nesse novo loop é executado para todos os elementos de uma matriz ou coleção em vez de usar um contador.  Sintaxe:  For Each elemento in group  <instrução>  Next  Onde elemento é o nome da variável que receberá cada item da matriz. É o group é o nome da matriz.
    53. 53. Sub-Rotinas e Funções  As Sub-rotinas (podemos também chamá-las de Sub) e as Funções são comandos, ou rotinas, que o programador pode executar a qualquer momento. Bastando apenas fazer o chamado a esta rotina.
    54. 54. Declarações  1) Sub-Rotina Sub nome(parâmetros/argumentos) <instruções> End Sub  2) Função Function nome(parâmetros/argumentos) <instruções> End Function
    55. 55. características das Sub-rotinas e Funções  Reutilizar código – Basta apenas chamar a rotina (Sub ou Função). Não sendo necessário escrever o código novamente.  Exemplo: Vamos supor que em 3 páginas do nosso site (ou sistema), precisamos validar o CPF ou CNPJ de clientes.  Não precisamos fazer a programação 3 vezes. Basta fazer uma rotina para essa validação, e apenas chamá-la quando necessário.  Código modularizado – As rotinas nos facilitam a achar erros. Facilitando a manutenção de códigos.
    56. 56. Chamada de rotina  Para realizarmos a chamada a estas rotinas, precisamos utilizar a seguinte sintaxe: 1) Sub-rotinas Há duas maneiras de chamarmos as Sub-rotinas: o nome_da_Sub ou nome_da_Sub par1, par2 (onde par1 e par2 são parâmetros). o Call nome_da_Sub() ou Call nome_da_Sub(par1, par2). Exemplo sem Parâmetros Exemplo com Parâmetros Exemplo tabuada
    57. 57. Funções  Podemos colocar o resultado de uma função, numa variável. Basta apenas seguir a sintaxe: variavel = nome_da_funcao(par1, par2)  E se quisermos terminar uma rotina antes do esperado? Para isso utilizamos a chamada Exit. Exemplo 1 Exemplo 2
    58. 58. Funções Embutidas  VBScript oferece algumas funções embutidas. Cada uma delas executa uma determinada função e tem um valor de retorno.  Exemplo de funções embutidas são as de conversão de tipo de dados. Exemplo 1 Exemplo 2
    59. 59. Formulários  Formulários são o caminho natural para os usuários enviarem informações para o ASP.  Formulários podem ser HTML ou ASP dependendo das capacidades dinâmicas que você quer.  O Formulário deve passar variáveis para o arquivo ASP para processar os dados.
    60. 60. Formulário com GET  <form action="x.asp" method=get> .... <input type=submit><input type=reset> </form> Exemplo  O formulário pode mostrar as informações dos campos na tela do browser.  Um script ASP pode pegar os dados dos campos do formulário da seguinte forma: <%variável=request.querystring("nome_do_campo")%>
    61. 61. Formulário com POST  <form action="x.asp" method=post> .... <input type=submit><input type=reset> </form> Exemplo  O formulário não mostrará as informações na tela do browser. Ele enviará para o arquivo especificado no action do form e este arquivo fará o tratamento das informações.  Um script ASP pode pegar os dados dos campos do formulário da seguinte forma: <%variável=request.form("nome_do_campo")%>
    62. 62. Formulários - Text Box Exemplo  Caixa de texto onde se pode inserir qualquer tipo de texto
    63. 63. Formulários - Text Area Exemplo  O comando TEXTAREA cria uma caixa de texto com múltiplas linhas, conforme segue:  <TEXTAREA NAME="Comentários" ROWS=5 COLS=50> ... o texto padrão é digitado aqui </TEXTAREA>  Nota: O browser geralmente coloca a scroll bars automaticamente.
    64. 64. Formulários - Radio Buttons Exemplo  Todos os inputs no formulário devem ter seu nome único que o identifica para uso do script ASP. Os Radio Buttons são uma excessão. Entre as opções dos Radio Buttons, somente um valor será passado para o script ASP, isto implica que todas as opções tenham o mesmo nome. O botão selecionado como default deve ser indicado com o comando CHECKED. Isso é importante porque o browser enviará ao ASP um nome e um valor referente ao botão selecionado pelo usuário. O browser não enviará para o ASP o texto que está associado com o botão. Como no exemplo, se o usuário checar o botão com o texto SALVADOR, o ASP receberá Cidade = SSA
    65. 65. Formulários - Check Boxes Exemplo  O objeto checkbox tem as mesmas linhas de código dos radio buttons, entretanto cada checkbox deve ter um único nome porque o estado de "checked" ou "not checked" será passado para o script ASP. Lembre-se que você pode marcar mais de uma opção.
    66. 66. Formulários - List Boxes Exemplo  O objeto listbox é muito usado para facilitar a entrada do usuário. É apenas um lista pull down.
    67. 67. Formulário Multi sessão Selecao.html Selecao.asp
    68. 68. Validar formulário  Quando o usuário preenche um formulário, é chamada então uma rotina que verifica cada campo do formulário e informa ao usuário queira campos ele esquecer de preencher e que se tornam necessários, caso isto realmente aconteça.  Uma mensagem de erro será mostrada na tela. Valida Form.
    69. 69. Exercício  Reproduza o seguinte formulário: Formulário  E recupere as informações usando os métodos GET e POST.
    70. 70. Objeto SESSION  O objeto SESSION, é utilizado para guardar informações sobre o usuário. Podemos colocar em sessões desde simples variáveis como cor de fundo da página ou autenticação do usuário em um site restrito.
    71. 71. Quando são criados os Objetos e quando são destruídos?  São criados quando um usuário inicia uma aplicação ASP, e destruídas quando o tempo de sessão expira.  O tempo é determinado no arquivo Global.asa.  No exemplo abaixo a sessão irá expirar em um intervalo de 5 minutos após aberta:  <%Session.Timeout=5%>  Para abandonar a sessã, por exemplo, quando o usuário clica em LogOut, utilizamos:  <%Session.Abandon%>
    72. 72. Como guardar variáveis nas sessões???  Tenho uma aplicação que exige login de usuário.  Na página onde o usuário é autenticado, utilizamos o seguinte formato:  <%Session("username")=Request.Form("nomeusuario")%>
    73. 73. Verificando se o usuário está logado  Um simples exemplo onde instancio na sessão Username, o valor do campo Nomeusuario do formulário anterior.  Podemos criar uma página de inclusão para verificar se o usuário está validado ou não: <%if usuariovalidado = true then session("logado") = "true" else session("logado") = "false" response.redirect("erro.asp") end if%>
    74. 74. Ações Ação Código Mudar tempo de expiração de Sessões <% Session.Timeout = 60 %> Criando uma variável de Sessão (Session) <% Session (“variavel”) = “teste” %> Imprimindo um vetor de Sessão (Session) <% Response.WriteSession(CarrinhoCompras)(1)) %> Imprimindo o SessionId do usuário <%= Session.SessionId %> Criando um vetor de Sessão (Session) <% Dim CarrinhoCompras(20) CarrinhoCompras(0) = “carro” CarrinhoCompras(1) = “casa” Session(“compra”) = CarrinhoCompras %>
    75. 75. O que é Global.asa  O arquivo global.asa é um arquivo opcional de uma aplicação ASP. Podemos trabalhar sem ele, mas ele oferece muitas vantagens ao desenvolvedor. Ele é um arquivo texto, utilizado para centralizar em um único local a declaração de objetos e procedimentos do tipo Session e Application.
    76. 76. Eventos Global.asa  O arquivo global. Asa contém quatro eventos:  Application_OnStart;  Application_OnEnd;  Session_OnStart;  Session_OnEnd. Estrutura Aplicação
    77. 77. Objeto Application  Controle de acesso das variáveis Application:  Para evitar problemas quando um cliente acede a uma destas variáveis, existem 2 métodos que é fundamental implementar: Lock e Unlock.  O método Lock impede a partilha da variável. O método Unlock liberta esse bloqueio, de modo a que outros clientes lhe possam aceder. Exemplo

    ×