RELATÓRIO DO FILME “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS”

6.075 visualizações

Publicada em

RELATÓRIO DO FILME “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS”

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.075
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RELATÓRIO DO FILME “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS”

  1. 1. FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES - FACELI CURSO DE DIREITO LUCIANA ROMANA DA SILVA RELATÓRIO DO FILME “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS” LINHARES 2014-2
  2. 2. LUCIANA ROMANA DA SILVA RELATÓRIO DO FILME “ A REVOLUÇÃO DOS BICHOS” LINHARES 2014-2 2 Relatório apresentado como requisito para obtenção de nota na disciplina de Teoria Geral do Estado e Ciência Política, sendo professor responsável Rodrigo Coffler
  3. 3. SUMÁRIO 3 SUMÁRIO..................................................................................................................................3 1.INTRODUÇÃO.......................................................................................................................4 2.A REVOLUÇÃO DOS BICHOS............................................................................................5 3.CONCLUSÃO.........................................................................................................................8 4.REFERÊNCIAS.......................................................................................................................9 ANEXO.....................................................................................................................................10
  4. 4. 1. INTRODUÇÃO A Revolução dos Bichos é um filme de George Orwell, inspirado em um livro com o mesmo titulo, a trama se desenvolve em uma fazenda onde os animais eram explorados, todos os animais mantinha respeito por um porco que era mais velho o porco Major, esse acreditava na liberdade dos animais sem humanos por perto. Major morre e os animais resolvem seguir os seus ensinamentos e dão inicio a uma revolução. Gêneros: Aventura / Drama Duração: 91 Minutos Ano de Lançamento: 1999 4
  5. 5. 2. A REVOLUÇÃO DOS BICHOS O filme a revolução dos bichos se desenrola em uma fazenda que é cuidada pelo senhor Jones e sua esposa, o senhor Jones se dedicava mais a bebida do que cuidar dos animais que até ficavam com fome e eram explorados na produção rural. Certo dia os amimais, resolveram fazer uma reunião onde o líder era um respeitado porco chamado Major, este alegava ter tido um sonho onde os porcos fariam uma revolução que traria a liberdade dos animais, e cita sete mandamentos que deveriam ser seguidos segundo seu sonho, tais mandamentos seguem a idéia do animalismo. Durante a reunião todos os animais começaram a cantar até que foram ouvidos pelo senhor Jones que foi até o celeiro conferi o que acontecia e acaba que disparando sua espingarda acerta o porco Major e a morte é iminente. Após a morte de Major e a falta de cuidado com os animais esses resolvem pôr em pratica a revolução citada pelo porco Major, e com isso expulsão os humanos da fazenda. A partir desse ponto pode-se fazer um paralelo com a criação do Estado, ou seja, temos aqui a origem violenta do Estado, pois, “a organização política resultou do poder de dominação dos mais fortes sobre os mais fracos” 1. Fazendo uma analogia com os elementos integrantes do Estado e o filme a revolução dos bichos temos que: 1. País: seria a fazenda a qual passou a se chamar “fazenda dos animais”. 2. Nação: vários animais distintos com um mesmo ideal a busca pela liberdade. 3. Povo: todos os animais. 4. Pátria: o amor que eles tinham pela terra deles, o zelo pela fazenda. 1 Material 2- Teoria Social do Estado, Rodrigo Coffler 5
  6. 6. Então podemos dizer que eles tinham todos os requisitos para construção do Estado e assim foi feito. Um porco chamado Snowball, que era detentor de uma inteligência invejável seguia a risca os ensinamentos deixados porco Major, esse se preocupava muito com os demais animais da fazenda que acabou sendo eleito para representar os animais. Governo esse considerado como sendo uma democracia. Temos outro paralelo aqui com os elementos constitutivos do Estado; governo, população e território. Os sete mandamentos deixados por Major seriam as Leis a serem cumpridas a fim de manter a ordem e os ideais do animalismo, são esses: 1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo; 2. Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo; 3. Nenhum animal usará roupas; 4. Nenhum animal dormirá em cama; 5. Nenhum animal beberá álcool; 6. Nenhum animal matará outro animal; 7. Todos os animais são iguais. Porém enquanto Snowball se preocupava em ajudar os animais, outro porco chamado Napoleão começou a preparar um golpe para subir ao poder e para que tal desse certo ele logo começou a treinar os cães da fazenda para serem seus seguranças inclusive os filhotes recém-nascidos da cadela narradora do filme. Nesse momento podemos fazer uma comparação entre Napoleão com Stalin2 que também não seguia ideais e usou de força bruta da policia secreta para chegar ao 2 Josef Stalin foi o líder da União Soviética entre os anos de 1922 e 1953. Foi secretário geral do Partido Comunista da União Soviética e do Comitê Central. 6
  7. 7. 7 poder, enquanto Snowball é comparado Trotski3, um dos líderes da Revolução de outubro, seguia a risca os ensinamentos de Marx4. Com o golpe de Napoleão Snowball é banido da fazenda e passado a ser considerado inimigo da fazenda e uma ditadura começa a ser imposta na fazenda. Napoleão começa a explorar o trabalho dos animais inclusive de um cavalo chamado Boxer que seguia fielmente tudo o que dizia Napoleão. Como Napoleão não seguia ideais, esse foi agindo contra os mandamentos deixados por Major e escritos na parede por Snowball seu fiel escudeiro outro porco Squealer alterava os mandamentos em beneficio dos porcos. Esses passaram a morar na casa, beber bebida alcoólica, dormir em camas em fim começaram a viver como os humanos. E como se não bastasse começaram a negociar com os humanos querendo acumular riquezas à custa do trabalho dos demais animais que passaram a ser tratados pior do quando o senhor Jones cuidava da fazenda. A situação piora quando o cavalo adoece e é mandado para o matadouro com isso os outros animais se revoltam e fogem da fazenda para se esconder do governo tirano. Com as chuvas fortes que assolaram a região naquele tempo logo, os porcos não tinham mais nada para negociar então começa o declínio do poder. O declínio do Estado “provém da corrupção dos costumes, do amortecimento da conseqüência cívica, do abastardamento da raça, do relaxamento do sistema educacional, da perversão da justiça etc.” 5 Como para continuar existindo um Estado é necessário os elementos população, território e governo, pois a falta de apenas um deles já leva o estado a morte, a fazenda dos animais é então extinta. 3 Leon Trotsky foi político, intelectual marxista, escritor e revolucionário bolchevique. Trotsky foi um dos principais líderes e organizadores da Revolução de Outubro de 1917, que derrubou a monarquia (czarismo) na Rússia. Foi ele o criador do Exército Vermelho, cujo objetivo era atuar na Guerra Civil Russa. 4 Idealizador de uma sociedade com uma distribuição de renda justa e equilibrada, o economista, cientista social e revolucionário socialista alemão Karl Heinrich Marx, nasceu na data de 05 de maio de 1818, cursou Filosofia, Direito e História nas Universidades de Bonn e Berlim e foi um dos seguidores das ideias de Hegel. 5 Material 5- Teoria Social do Estado, Rodrigo Coffler
  8. 8. 3. CONCLUSÃO 8 Notamos que no decorrer do filme o autor nos mostra desde a formação do Estado até a sua morte. Através da conquista da Fazenda pelos animais na esperança de dias melhores há uma necessidade de um governante para mostrar como agir para serem organizados e conseguirem sobreviver. O governo primeiramente democrático com realizações de assembléias para tomarem a melhor decisão em prol da população e através de um golpe o Estado passa ser uma ditadura onde os porcos é que decidem o melhor para o povo, não levando em consideração o que a população realmente queria. Como a população passou a não aceitar mais o governo tirano, resolveu sair do território, com isso fazendo com que o Estado fosse extinto.
  9. 9. 4. REFERÊNCIAS 9 COFFLER, Rodrigo. Teoria social do Estado. Material de aula 2. COFFLER, Rodrigo. Teoria social do Estado. Material de aula 5. Quem foi Stalin?. Disponível em <<http://www.suapesquisa.com/quemfoi/stalin.htm>>. Acesso em 18 de outubro de 2014. Quem foi Leon Trotsky?. Disponível em << http://www.suapesquisa.com/quemfoi/leon_trotsky.htm>>. Acesso em 18 de outubro de 2014. Karl Marx. Disponível em << http://www.suapesquisa.com/biografias/marx/>>. Acesso em 18 de outubro de 2014. ORWELL, George. A revolução dos bichos. Sinopse Disponível em <<http://www.skoob.com.br/livro/3074-a_revolucao_dos_bichos>>. Acesso em 18 de outubro de 2014.
  10. 10. ANEXO 10 Sinopse - A Revolução dos Bichos - George Orwell Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto.

×