Prof.ª: LUCIANA SOARES
 VERSÃO LENDÁRIA

Rômulo e Remo.
(Eneida – Virgílio)

 Grupos residentes na

região do Lácio (latinos)
e povos vindos de...
 REI – Funções:

executiva, religiosa e
legislativa;
 SENADO – Conselho
de anciãos que
vetava ou aprovava
as leis;
 CÚR...
 Base familiar (clãs);
 Organização em cúrias;
 Os patrícios exerciam o

poder político e
econômico;
 Em 509 a.C.,
com...
 Guerras contra povos rivais;
 Anexação de territórios;
 Subjugação das populações aliadas;
 Fundação de colônias.

PL...
 Gerou intenso conflito entre os romanos;
 Disputas pela posse da terra;
 Escravidão por dívidas (posteriormente abolid...
 Romanos e Cartagineses;
 Domínio do Mar Mediterrâneo;
 Duraram de 264 a.C. até 146 a.C. ;
 Roma conquistou vários ter...
2ª AULA DO 1º ANO
 - República romana entre em crise nos séculos II e I a.C.
 - Muitos soldados camponeses ingressavam no Exército para

t...
 - Irmãos Tibério e Caio Graco, eleitos Tribunos da

Plebe, defendiam reformas para atender aos
desempregados e diminuir ...
 Mario e Sila
 - Militares, com popularidade alta devido às conquistas

territoriais, ocuparam cargos políticos no Senad...
 - Como o Senado não conseguia impor sua autoridade,

três líderes militares populares, Pompeu, Crasso e Júlio
César, em ...
 - Com a morte de Julio César, o Senado tentou tomar o poder.

 - Para impedir isso, o cônsul Marco Antônio, o chefe da
...
 Os poderes do Imperador eram:
 - Direção da política externa,







decidindo a paz e a guerra;
- Comando do exér...
 Otávio (27 a.C. – 14 d.C.)

Centralização do poder e das magistraturas.
Pax Romana: fim das conquistas e administração d...
 Dinastia Antonina (96 a 193)

Apogeu do império. O século I é considerado o “século
de ouro” de Roma. Os imperadores são...
 Dinastia Ilíria

Entre 235 e 284 sucederam-se diversas crises políticas, mas, sobretudo,
econômicas. Os episódios são co...
Ruralização da economia e da sociedade.
Rompimento do equilíbrio com os povos bárbaros na
fronteira, a partir da pressão q...
Roma  antiga
Roma  antiga
Roma  antiga
Roma  antiga
Roma  antiga
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Roma antiga

1.271 visualizações

Publicada em

Slides sobre a História da Roma Antiga.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Roma antiga

  1. 1. Prof.ª: LUCIANA SOARES
  2. 2.  VERSÃO LENDÁRIA Rômulo e Remo. (Eneida – Virgílio)  Grupos residentes na região do Lácio (latinos) e povos vindos de outras áreas da Península Itálica (sabinos).  Etruscos – povos originários da Ásia Menor e fixados na Etrúria. (Atual Toscana).
  3. 3.  REI – Funções: executiva, religiosa e legislativa;  SENADO – Conselho de anciãos que vetava ou aprovava as leis;  CÚRIA – Assembleia composta por cidadãos em idade militar.
  4. 4.  Base familiar (clãs);  Organização em cúrias;  Os patrícios exerciam o poder político e econômico;  Em 509 a.C., comandados pelos patrícios, os romanos proclamaram a REPÚBLICA.
  5. 5.  Guerras contra povos rivais;  Anexação de territórios;  Subjugação das populações aliadas;  Fundação de colônias. PLEBEUS: Importância na composição do exército romano, acabou obrigando os patrícios a negociarem e abrir cada vez mais espaço para esse grupo social na política.
  6. 6.  Gerou intenso conflito entre os romanos;  Disputas pela posse da terra;  Escravidão por dívidas (posteriormente abolida);  Empobrecimento da população.  Os romanos conquistaram toda Península Itálica e colocaram em prática seu plano de conquistar o Mediterrâneo e reunir sob um mesmo sistema de poder povos de línguas e costumes diferentes.
  7. 7.  Romanos e Cartagineses;  Domínio do Mar Mediterrâneo;  Duraram de 264 a.C. até 146 a.C. ;  Roma conquistou vários territórios e prosseguiu com     a sua expansão; Aumento da escravidão (por guerra); Lutas entre senhores e escravos; Contraste entre o escravo urbano e o escravo rural; Revolta de Espártaco (73 a.C.).
  8. 8. 2ª AULA DO 1º ANO
  9. 9.  - República romana entre em crise nos séculos II e I a.C.  - Muitos soldados camponeses ingressavam no Exército para ter direito a terras quando saíssem das legiões. Ao retornar das guerras, não tinham como manter suas propriedades, e acabam vendendo-as por preços baixos. Plebeus, devido a utilização de mão-de-obra escrava nas fazendas, ficavam desempregados. Os ex-proprietários e os ex-trabalhadores das fazendas acabavam saindo das áreas rurais e migravam para os centros urbanos: êxodo rural. Nas cidades, especialmente em Roma, eles passaram a competir com os escravos por trabalho.  - Plebeus que participaram de guerras e conseguiram enriquecer, conseguindo recursos para manter suas terras surgiam como uma nova classe social: os cavaleiros. Apesar da riqueza, não tinham, participação política.
  10. 10.  - Irmãos Tibério e Caio Graco, eleitos Tribunos da Plebe, defendiam reformas para atender aos desempregados e diminuir problemas sociais causados pelo expansionismo romano.  - 133 a.C.: Tibério criou projeto de reforma agrária, para distribuir parte das terras para os necessitados. Tibério e 500 de seus partidários foram assassinados pela nobreza.  - Dez anos mais tarde, Caio Graco, perseguido pela nobreza, foi assassinado por seu escravo.
  11. 11.  Mario e Sila  - Militares, com popularidade alta devido às conquistas territoriais, ocuparam cargos políticos no Senado.  Mario: apoiado pelas camadas populares, profissionalizou o exército e tornou suas legiões fiéis ao seu comando e não a Roma.  - Sila: representante dos patrícios, defendia os interesses dessa classe social. Venceu Mario e submeteu o Senado a seu controle, se tornando ditador até 79 a.C.  - Todos esses problemas geraram um clima de insatisfação geral e conflitos.
  12. 12.  - Como o Senado não conseguia impor sua autoridade, três líderes militares populares, Pompeu, Crasso e Júlio César, em 60 a.C., impuseram-se ao Senado e formaram o Primeiro Triunvirato.  - Crasso morreu em 53 a.C., e Júlio César, que tinha muito prestígio, vence Pompeu e torna-se ditador de Roma. Fez várias reformas: dividiu terras entre plebeus, transformou o Senado apenas em conselho consultivo, construiu grandes obras e ofereceu trabalho aos desempregados.  - Senadores, descontente com César, o assassinaram.
  13. 13.  - Com a morte de Julio César, o Senado tentou tomar o poder.  - Para impedir isso, o cônsul Marco Antônio, o chefe da cavalaria Lépido e Otávio (sobrinho e herdeiro de César) se uniram e formaram o Segundo Triunvirato.  - Rapidamente, os três começaram a disputar o poder. Por pressão de Otávio, Lépido foi destituído do poder. Marco Antônio rompeu sua parceria com Otávio e se aliou a Cleópatra, rainha do Egito.  - Otávio, apoiado pelo Senado, acusou Marco Antônio de querer se tornar rei do Egito e começou um sério conflito. Marco Antônio foi derrotado e suicidou-se. O Egito foi transformado em colônia romana.  - Otávio se tornou o chefe supremo de Roma, e recebeu o título de Augusto (divino, consagrado). Em 27 a.C., tornou-se o primeiro imperador romano, acabando, assim, o período republicano e começando o Império.
  14. 14.  Os poderes do Imperador eram:  - Direção da política externa,      decidindo a paz e a guerra; - Comando do exército; - Direção das finanças do Império; - Chefe da religião; - Controlo da administração pública. Durante o Império mantiveram-se as instituições da república (Senados, Magistrados e Comícios) mas na realidade estas eram controladas pelo Imperador.
  15. 15.  Otávio (27 a.C. – 14 d.C.) Centralização do poder e das magistraturas. Pax Romana: fim das conquistas e administração das províncias. Política do pão e circo. Criação da Ordem Eqüestre (composta pelos cidadãos ricos) com direito a ocupar cargos públicos ao lado dos patrícios. Dinastia Júlio-Claudiana (14 a 96) Retomada dos conflitos entre patrícios e plebeus. Confrontos sangrentos entre o senado e os imperadores. Tibério, Calígula, Cláudio e Nero. Perseguições aos cristãos.
  16. 16.  Dinastia Antonina (96 a 193) Apogeu do império. O século I é considerado o “século de ouro” de Roma. Os imperadores são de famílias vindas das províncias (Espanha e Gália). A sucessão de Cômodo em 193 mergulhou o império em uma guerra civil. Nesse ano Roma teve quatro imperadores, sendo o último, Sétimo Severo, aquele que conseguiu estabilizar-se no governo. Entretanto, a dinastia dos Severos foi marcada pelo rompimento do equilíbrio externo do império. Em 212, a cidadania foi estendida a todos os homens livres. Últimas conquistas com Trajano.
  17. 17.  Dinastia Ilíria Entre 235 e 284 sucederam-se diversas crises políticas, mas, sobretudo, econômicas. Os episódios são conhecidos como a “crise do século III”. Crise do século III – falta de mão de obra, queda na produção, inflação, surgimento do colonato, início do êxodo urbano. Diocleciano (284/305) – Criação da Tetrarquia (divisão administrativa do império), intervenção na economia para conter a crise, resolver o abastecimento e os preços, perseguição aos cristãos. Constantino (306/337) – Fim da Tetrarquia. Edito de Milão, dando tolerância ao culto cristão (a partir da própria conversão de Constantino). A conversão levou o imperador a temer por um golpe, estimulando o projeto da reforma de Bizâncio, sua mudança de nome para Constantinopla e sua posição de segunda capital para o império. Teodósio (379/395) – Edito de Tessalônica (391) tornando o cristianismo a religião oficial do império e proibindo logo depois, os cultos pagãos e politeístas.
  18. 18. Ruralização da economia e da sociedade. Rompimento do equilíbrio com os povos bárbaros na fronteira, a partir da pressão que estes recebem dos ataques dos hunos. Os deslocamentos dos bárbaros assumem ares de invasões e os choques são cada vez mais violentos com as tropas do império. Até que em 476 a própria Roma é invadida, saqueada e incendiada. Fontes: http://trilhasdeclio.blogspot.com.br/2007/05/imprioromano-esquema-para-estudo-i.html http://torreimperioromano.blogspot.com.br/2011_06_01_arc hive.html

×